pedais que até hoje não vi utilidade

Autor Mensagem
krz4fx
Veterano
# 17/mar/20 15:50
· votar


Luiz_RibeiroSP
Às vezes, algo que parece inútil, quando bem utilizado, fica bem interessante. Buckethead usou tanto este efeito que foi incorporado na guitarra signature dele, um killswitch:





Abs

Poison Lord
Veterano
# 17/mar/20 19:16
· votar


killswitch é animal, mas não precisa de um pedal pra isso...tira um tone e coloca a chavinha kkkk

Luiz_RibeiroSP
Veterano
# 17/mar/20 20:46
· votar


krz4fx

Buckethead é de outro planeta. acho que o Tom morello usa algo parecido pra simular uma pickup de DJ

Poison Lord
Parece que é isso mesmo, uma chave que liga e desliga o som, tipo de fliperama.

Essas modificações são legais nestes caras muito bons, ai você pega a condor, põe um botão desse e achando que vai fazer varias coisas legais e.....sai nada huahuahua. Fico imaginando quantos não se decepcionaram com o pedal de volume, achando que fariam composições igual a do Petrucci e Steve Howe.

Ismah
Veterano
# 18/mar/20 14:45
· votar


A incapacidade de usar, não é o que não torna o recurso inútil...³

O John5 usa umas coisas meio bizarras, por exemplo ele modula o ruído ao encostar a ponta do cabo no metal, usando um Whammy ou análogo e faz um efeito... Não serve pra muita coisa, mas dá um barato na música...

krz4fx
Veterano
# 19/mar/20 13:26
· votar


Luiz_RibeiroSP Quem usa Les Paul já faz isto há muito tempo, zerando o volume de um dos captadores, que é o que o Morello faz na guitarra dele com os 2 humbuckers!


Ismah É isso mesmo! Tem muita gente que é mais experimentalista e consegue tirar altos sons que antes ninguém tirava: o primeiro que vem à mente é o Hendrix; veja o que fez com o fuzz face, o octavia, o wah e o univibe!!! Fora os recursos de estúdio!

Ismah
Veterano
# 20/mar/20 01:57
· votar


Recursos de estúdio não tem nem como falar... Não é de duvidar que muitas vezes, o músico nem usava o pedal na concepção original. O produtor adicionou uma modulação durante a mix, e a coisa fluiu melhor... Aí o músico teve que se virar pra chegar num som parecido, e fazer acontecer ao vivo...
E certamente, timbre também pesa a mão do produtor...

krz4fx
Veterano
# 20/mar/20 19:01
· votar


Buja

" Nao tinha um topico aqui, anos atras, que so falava de fuzz. Sempre pensei que fuzz é tudo igual.
Um fuzz face e um falante rasgado na faca é a mesma coisa (grosseiramente falando). Né?! "


Ainda existe!!! É o Fuzz Club, que o Mauricio Bahia começou há 10 anos!! Participei muito e agora estamos trazendo ele de volta. Fuzz is life!!!

abs

Strato_Gab
Membro Novato
# 25/mar/20 08:47
· votar


Sobre o pedal equalizador, essa função não pode ser feita no prórpio amp?
Eu nunca usei, tão pouco senti necessidade de um. Sempre equalizei tudo no AMP e bola pra frente.

A ideia é equalizar de acordo com cada efeito?

Buja
Veterano
# 25/mar/20 09:18
· votar


Strato_Gab

O pedal equalizador normalmente tem mais bandas do que o simples bass-mid-treble dos amps.
Pode fazer a diferença numa mix. Mas concordo que tem jeitos de contornar ele.

BrotherCrow
Membro Novato
# 25/mar/20 13:00
· votar


Strato_Gab
Sobre o pedal equalizador, essa função não pode ser feita no prórpio amp?
Além de ter mais bandas do que o eq do amp, ele traz outras possibilidades. Permite equalizar o sinal antes do drive, ou depois do drive mas antes do amp, ou no loop, enfim, em qualquer lugar da cadeia, e isso faz diferença. Também pode ser usado como boost. Em alguns amps de só um canal, deixar um eq regulado certinho quase equivale a ter um canal extra.

Mas você tem razão em uma coisa: tem várias maneiras de equalizar o som sem nenhum pedal: desde o knob de tone da guitarra (que é a parte da cadeia que todo mundo sempre esquece...) até o equalizador da DAW ou mesa de som que você eventualmente esteja usando.

Strato_Gab
Membro Novato
# 25/mar/20 13:18
· votar


Além de ter mais bandas do que o eq do amp, ele traz outras possibilidades. Permite equalizar o sinal antes do drive, ou depois do drive mas antes do amp, ou no loop, enfim, em qualquer lugar da cadeia, e isso faz diferença. Também pode ser usado como boost. Em alguns amps de só um canal, deixar um eq regulado certinho quase equivale a ter um canal extra.

Caraca, não tinha me ligado nisso. Realmente abre mais possibilidades. Bom, digamos que seja mais um luxo do que uma necessidade em si então...

Ismah
Veterano
# 25/mar/20 21:51
· votar


Mais ou menos!
Pegue um baixista. O timbre para slap é um tanto peculiar, e normalmente não soa bem no pizzicato. Isso abre um leque, para o músico ter algo mais próximo do melhor dos dois mundos...
O mesmo para um guitarrista, que pisa no eq, e tem um timbre otimizado para solar.

Vale lembrar que efeitos baseados em dinâmica, tem interferência direta da resposta de frequência do que dispara eles. Pense num amp valvulado em bom volume. Um sinal agudo, faz a compressão atuar antes, que um sinal mais grave. É algo sutil, mas que dá diferença.

Distorções também são alteradas pela resposta de frequência. Soa diferente distorcer mais uma faixa de frequências ou outra.
Da mesma maneira, soa diferente distorcer um sinal e equalizar, ou vice-versa.

Salas diferentes, tem respostas de frequência diferentes na ambiência. Isso pode ser simulado usando IR, equalização, etc...
Além disso, as repetições trazem interferências construtivas e destrutivas no sinal original. Isso costuma ser traduzido em uma perda de médios.
Os graves são percebidas como um único sinal, e o resto do sinal é acometido de uma série de filtros pente, abrindo buracos pela diferença de fase. Se por exemplo filtrar a ambiência entre X e Y Hz, só vai haver interferências nessa faixa.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a pedais que até hoje não vi utilidade