Segundo video do Della Vega quebrando o recorde da velocidade da luz.

Autor Mensagem
Nick_Oliveri_Guitar
Veterano
# mai/08
· votar


cara, por que quando alguem criticica Mike Stern ou algum guitarrista de jazz, ninguem fala que ta com inveja?
Criticar o que voces gostam é ter inveja? Criticar o que os outros gostam é legal...
(2)

Não só de jazz.

Invalid User
Veterano
# mai/08
· votar


gosto é que nem o seu, cada um tem um cu

eltorto
Veterano
# mai/08
· votar


A velocidade dele dentro de padrões cliches é realmente impressionante.
Esse video poderia ter ficado muito melhor se não colocassem essa musiquinha bicha de fundo e fizesse algo mais próximo do profissional sem levar o video para o lado de sensacionalismo.

Acho que o maior erro dele é fazer marketing de maneira errada.

GuitarHome
Veterano
# mai/08 · Editado por: GuitarHome
· votar


Olha o primeiro entrevistado que retardado:
"Foi tão rapido que agente nem viu direito, mais 'vimo' pra caramba"

Negotiberio
Veterano
# mai/08
· votar


Segundo video do Della Vega quebrando o recorde da velocidade da luz

299.792.458 notas por segundo?

Haha! Duvido.

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


Nick_Oliveri_Guitar

Tem gente que acha que ele é um excelente guitarrsita só pq toca rapido.
Tem gente que acha que musica é tocar rapido.


Concordo com vc neste dois pontos.

Tem gente que acha que jazz é um lixo, que parece exercicio, e nao enxerga que o problema esta na falta de conhecimento dele.

Nisso eu discordo.Eu até gosto de jazz... qdo toca nas rádios de blues online q eu ouço eu curto, mas qdo não toca eu naum sinto falta.

Mas dizer que pra apreciar música a pessoa tem q ter conhecimento de alguma coisa é inaceitável. Que conhecimento superior seria este que permitira a alguns apreciar e a outros desgostar?

A arte, quando verdadeira, atrai por si só. Por sua própria beleza. Não necessita de um conhecimento místico para isso.

Isso sem falar de gosto.

Isso me faz lembrar akela velha cena no museu, onde tem um grupo de pessoa observando um quadro famosíssimo em pintura abstrata.

Dae um diz "indescritível o sentimento" e os outros concordam. Mas claro! não tem nada para sentir! Um afirma q o quadro é ótimo e os outros confirmam para não parecem ignorantes, pq se eles assumirem q não sentem nada ao ver o tal famoso quadro eh como passar um atestado de ignorância ou sei lá o q mais de ruim.

Isso acontece com o Jazz. Raramente vc vê alguém aki dizendo q naum gosta de jazz... pq sabe q não apreciar esta arte superior vai resultar em ser taxado de pobre ignorante, sem cultura bla bla bla.

Naum tenho nada contra jazz, nem contra ninguém que goste.
Somente estou expondo minha opinião.

Abraço

mrParábolas
Veterano
# mai/08 · Editado por: mrParábolas
· votar


Eu ia escrever isso no outro tópico fechado mas nem deu tempo.. vou aproveitar o gancho pra opinar aqui...


Nick_Oliveri_Guitar
Vamos supor que vc queira contruir sua casa e vc tem 2 opções: 1º contratar um engenheiro formado pela por uma universidade que só queria saber de fumar maconha e matar aula ou 2º Contratar um excelente pedreiro vizinho seu que o único carro que ele tem é um carrinho de mão surrado..

Quem vc contrataria???? Leve em conta que essa casa é o seu futuro, irá morar nela pro resto da vida..

Não creio que vc iria cotratar um simples pedreiro. Um diploma conta muito, uma prova de que você é capaz(meso algumas vezes não sendo) é muito importante.

----------------------

Dizer que isso não leva a nada, que esse recorde(que pode nem ter sido reconhecido) não serviu de nada é besteira.
Só o fato dele poder dizer que disputou no guiness pra ser um doas guitarristas mais rápidos do mundo já é um marketing tremendo. Leva em conta que Malmsteen, Paul Gilbert, Petrucci, Greg Howe, Jason Backer e etc são famosos por sua velocidade.. Ser reconhecido como o mais rápido pelo guiness de certa forma ele acaba confrontando esses caras!!!

--------------------------
Jazz é chato p cacete

Nick_Oliveri_Guitar
Veterano
# mai/08
· votar


Nefelibata
mrParábolas

Discussões inteligentes sem provocações enriquecem qualquer tópico.

Discordo em alguns pontos e concordo em outros.

Tirando Malmsteen e Becker os outros não são apenas velocidade, envolve muito mais que isso.

Jazz é chato p cacete

Se todo mundo gostasse das mesmas coisas nós não estaríamos discutindo sobre nada no fórum... talvez nem existisse.

rsf
Veterano
# mai/08 · Editado por: rsf
· votar


Mas dizer que pra apreciar música a pessoa tem q ter conhecimento de alguma coisa é inaceitável. Que conhecimento superior seria este que permitira a alguns apreciar e a outros desgostar?

Existem certas formas de expressão artistica que para apreciá-las em toda sua extensão são necessários informação e conhecimento ..E não é só isso, muitas dessas formas exigem, ainda, que vc, além de conhecimento, ainda treine sua capacidade de percepção...Isso é muito comum em formas artisticas pouco convencionais, como o jazz por exemplo..Porque vc acha que musica clássica e o jazz não são populares? Por dificuldade de acesso a esses estilos? hoje com a internet qualquer um pode ouvir esses estilos com um simples toque no mouse...Tanto a musica clássica e jazz, para ficar só nesses exemplos, comportam em si uma certa complexidade e nuances em sua construção que é dificil a um leigo perceber. o que somente ocorrerá após obter-se informações a respeito dessas caracteristicas que estruturam esses estilos musicais, o que permitirá a vc compreender, afinal de contas, o que vc está ouvindo.... Existe também uma outra forma de se familiarizar com esses estilos que é por intermédio do exercicio em ouvi-los com regularidade. Ou seja, vc poderá "aprender" a gostar desses estilos com a prática de ouví-los.....Por essas e outras razões que dificilmente (não estou dizendo que é impossivel) o jazz, por exemplo, despertará o interesse de alguém na primeira "ouvida"...

Leblues
Veterano
# mai/08
· votar


Acho jazz muito foda, acho as harmonias muito intrigantes, acho a qualidade de improvizacao de quem toca jazz fora do comum.... mas sinceramente.... eh que nem ouvir Malmsteen pra mim,(eu gosto de estudar as escalas, a harmonia tals) mas nao consigo colocar no meu carro e ouvir um cd inteiro apenas por curticao!

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


Nick_Oliveri_Guitar

Obrigado pela compreensão e por não ter levado a mal.

rsf

Eu acho q pra curtir musik clássica naum precisa de conhecimento nenhum não. Eu naum tenho nenhum conhecimento especial e adoro música clássica, nem tudo eh claro, tem váaarias coisas q não gosto.

Simplesmente gosto pq algumas musicas passam um sentimento interessante.

E eh neste ponto que quero dizer. Música eh arte. Arte eh uma forma de transmitir sentimento. Como dizem por aí "linguagem universal", (desculpe pelos clichês).

Logo, a meu ver, pelo que disse acima, musica não comporta essa condição de conhecimento para apreciá-la.

É simples: Ou a música transmite sentimento, ou não. E este sentimento independe de qualquer conhecimento ou treinamento. Simplesmente ele acontece no momento em que vc ouve a musica.

Diferente de quando a gente se sente impressionado por uma técnica absurda ou algo assim. Mas o sentimento não se confunde.

Portanto, se a pessoa tem q se treinar pra sentir alguma coisa a partir de qualquer coisa, não combina com conceito de arte, música e seu propósito.

Abraços

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


Leblues

Concordo com o leblues, eu sou do mesmo jeito.

Na vdd malmsteen eu consigo ouvir no máximo uma música antes de cansar.

Jazz jah dah pra ouvir uma meia dúzia antes de dar sono ou vc parar de prestar atenção na música.

EUHAUEHAUEHAUEHAEUH

Sem generalizar gente... pq qdo eh bom EH BOM MESMO!

Abraço

rsf
Veterano
# mai/08
· votar


Nefelibata


É simples: Ou a música transmite sentimento, ou não. E este sentimento independe de qualquer conhecimento ou treinamento. Simplesmente ele acontece no momento em que vc ouve a musica.

Vc parte de uma premissa equivocada. O problema não está em eventual inexistencia de sentimento na musica, mas na incapacidade (falta de prática ou conhecimento) de quem a ouve em comprender o que está sendo revelado...
em alguns casos....seria como falar japones para quem so entende portugues....

rsf
Veterano
# mai/08 · Editado por: rsf
· votar


Nefelibata

cara, porque vc acha que um dos maiores artistas plasticos da história da humanidade morreu pobre, incompreendido, louco e sem um orelha?
porque os quadros dele não tinham sentimento?

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


rsf

seria como falar japones para quem so entende portugues....

Este é o ponto. Não existem "línguas" diferentes dentro da música. Existem estilos ou "sotaques".

Música não eh poesia que eu preciso sabe que língua está sendo tocada (instrumental).

Basta não ser surdo e vc já está capacitado para apreciar música.

O que acontece são os gostos mesmo e objetivos da musica que as diferenciam.

Vc acredita realmente que alguém goste de pagode? Perceba, o objetivo do pagode é criar um ambiente descontraído e favorável a uma festa ou congênere. Assim como o axé. Ninguém ouve estas coisas pq eh bonito, sabe pra curtir mesmo.

Eu naum precisei "treinar" pra gostar de musica clássica, como vc disse acima. simplesmente ouvi e gostei, foi bom.

Assim como tem akeles que ouviram jazz, gostaram e ponto.

Não tou dizendo q todo mundo q ouve jazz eh poser.

cara porque vc acha que um dos maiores artistas plasticos de todos da história da humanidade morreu louco e sem um orelha?
porque os quadros dele não tinham sentimento?


Qdo eu dei meu exemplo acima não quis me referiz a nenhum artista em específico. Foi uma alegoria apenas para ilustrar o que eu queria dizer.

vamos deixar as coisas mais claras:

NÃO ESTOU DIZENDO QUE JAZZ NÃO TEM SENTIMENTO.

Soh estou dizendo que pra sentir isto não precisa de treino, pois eh um tremendo contra senso.

Abraço

rsf
Veterano
# mai/08
· votar


....desisto.

Zero Zen
Veterano
# mai/08 · Editado por: Zero Zen
· votar


Nefelibata

Concordo com o rsf. (pelo menos uma vez)

NÃO ESTOU DIZENDO QUE JAZZ NÃO TEM SENTIMENTO.

Soh estou dizendo que pra sentir isto não precisa de treino, pois eh um tremendo contra senso.


Não é o caso de treino ou prática, mas simplesmente informação.

Se você não conhece o libreto ou a história de uma ópera, nem a língua em que está sendo encenada, você não vai juntar coisa com coisa, não vai entender lhufas, logo vai achar uma m****.

Algumas informações sobre a ópera podem lhe provocar o interesse, lhe atiçar a curiosidade e, de quebra até uma opinião favorável, pois você poderá conhecer a obra de uma forma mais ampla, não limitada pela harmonia, melodia da música ou pelo figurino dos baritonos, tenores e sopranos.

Conhecer nunca é demais, já que lhe permite uma análise mais ampla, inclusive a mudança de opinião sobre uma coisa, que a primeira vista, não lhe impressionou favoravelmente.

Saudações.

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


Zero Zen

Ahhh sim... ópera sim! jah assisti e sem libreto vc pode até gostar da música em si, mas bóia no resto da história.

E tb acho q conhecer nunca eh demais!

Em resumo eu soh tou querendo dizer q para gostar de música naum precisa de conhecimento específico, mas se tiver melhor ainda!

Abraço

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


Zero Zen

mas eh falta de treino e conhecimento que o RSF tava falando. Leve minha frase em sentido amplo, treino como akilo td q o rsf tava dizendo.

E me diga, sinceramente (não estou polemizando eh q fiquei curioso eheheh), que conhecimento eh este que eventualmente me ajudaria a gostar de jazz?

Abraço

mrParábolas
Veterano
# mai/08
· votar


rsf
Cara esse lance de percepção é relativo p caramba.

Gosto é gosto. Eu particularmente não gosto de coisas intelectualizadas entende? Essas musicas e obras feitas pra intrigar ou aguçar a percepção fogem ao contexto de arte saca?

Tipo, vc vai fazer uma musica em que você vai usar uma escala tal porque essa é relativa daquela que é a terça de outra e que vai servir como diminuta pra tônica, aí o cara para e pensa "Nossa, que inteligente que eu fui agora", aí cria uma obra onde só quem é entendido no assunto vai poer perceber.. Isso não é arte, arte seria se o cara pensasse "Vou colocar essa escala aqui pra causar uma estranhesa e criar um clima tal" entende a diferença??

Pra mim Jazz é um estudo de escalas...

Dfalmeid
Veterano
# mai/08 · Editado por: Dfalmeid
· votar


Deji

deve ser a sua bunda mau limpa

Só se ela estiver com inveja da bunda caída da sua mãe.

Mas eu acho que não....

Abraços....e cuide-se velhinho.

rsf
Veterano
# mai/08 · Editado por: rsf
· votar


no contexto do post anterior no qual utilizei a expressão treino quis dizer...

treino = exercicio de ouvir
exercicio de ouvir = ouvir com regularidade
ouvir com regularidade = desenvolver hábito
desenvolver hábito = aprender a ouvir
aprender a ouvir = esclarecimento
esclarecimento = informação.

Nefelibata
Veterano
# mai/08 · Editado por: Nefelibata
· votar


Zero Zen

Ae... o rsf acabou de dizer q Treino eh igual informação... apesar q foi uma comparação forçada na hora de dizer q aprender a ouvir = esclarecimento e dps culminando em esclarecimento = informação..

Viu que complicado? pra vc e pro RFS esse treino e essa informação e esclarecimento necessários parecem ser coisas diferentes...

A princípio eu tava achando que informação era informação mesmo, do tipo estudo.

Abraço

Nefelibata
Veterano
# mai/08
· votar


No fim dizem que para gostar de jazz tem q ter treino, prática, conhecimento e informação.

Mas ninguém soube dizer com certeza o que vem a ser treino, prática, conhecimento e informação.

Mas sabem com certeza que precisam disto para apreciar tal estilo.

Então como eh que ambos passaram por este procedimento de "treino, prática, conhecimento e informação" para gostarem de jazz sendo que para ambos foram coisas diferentes, mas que tenta parecer a mesma.

Contradições engraçadas... euaheuaheha XD

Soh pra finalizar, naum vou mais discutir isso, foi além do q eu queria.

Naum pretendo desrespeitar ninguém. e repito que respeito a opinião de cada um, que opinou. Somente estou esclarecendo a minha, pq parece q respeitem a minha opinião como respeito a dos outros.

Abraços

james_the_bronson
Veterano
# mai/08 · Editado por: james_the_bronson
· votar


"Vôo do Besouro" é em semicolcheia, como disseram e como pareceu ser pelo áudio. Nunca toquei ela, nem olhei a partitura, mas deve ser semicolcheia mesmo. Ele fez semicolcheia a 320bpm...

Estava olhando aqui a música do John 5, a "Damaged". Tem um trecho com semicolcheias a mais ou menos 169, 172bpm. É um trecho curto, sem salto de cordas, mas não é absurdo pensar em fazer fusas. O que daria o equivalente a semicolcheias a 338, 344bpm...

james_the_bronson
Veterano
# mai/08
· votar


^ Aliás, óbvio que serve para qualquer música parecida né...

Mas falei isso porque tinha escrito ela em fusa sabe-se lá porque no GP4...

rsf
Veterano
# mai/08
· votar


Nefelibata

beleza, cara...
Discutimos idéias, né?
não crenças...
valeu.
um abraço.

makumbator
Veterano
# mai/08
· votar


james_the_bronson

É em semicolcheia mesmo, tenho partitura dela editada para violino solo e piano.

james_the_bronson
Veterano
# mai/08
· votar


makumbator

\o/ !!!

james_the_bronson
Veterano
# mai/08
· votar


Outra coisa: Vi uns posts aí falando em inveja. Não li o tópico todo e não sei exatamente do que se trata...

Mas fosse um cara que praticou, praticou e não conseguiu se desenvolver bem, o pessoal estaria aqui dando uma força ( exceto um dos usuários daqui, talvez ) e falando: "Pô, mas o cara foi muito esforçado, temos que tirar o chapéu para ele, se dedicou bastante."...

E no caso do Della Vega, só porque ele desenvolveu essa técnica toda, a galera cai de pau e ignora o esforço dele até...

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Segundo video do Della Vega quebrando o recorde da velocidade da luz.