Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste.

Autor Mensagem
tatus
Veterano
# nov/10
· votar


Elvenfoot, meu amigo estava contente com o ford KA dele, só que ele passou num buraco a 100Km/h numa rodovia e quebrou uma barrinha que tinha debaixo do carro, não sei se era da suspensão, sei lá...
O perito falou que se ele tivesse em um carro com essa barrinha um pouco mais resistente ele tinha sobrevivido, mas tudo bem, analogia é assim mesmo!
Eu também acho que da para fazer um ampli com menos $$$.
Se eu quiser eu gasto 50 reais em dois transformadores para meu SE de 20W, claro que sem isolamento entre camadas, densidade de corrente de 2.5, rendimento em 80%, e não seria um trafo muito grande, mas não sei quantos anos ele levaria para queimar se eu tocar sempre no 10.
Eu poderia usar retalho de madeira que não gastaria nada para fazer o gabinente, poderia comprar potenciômetro baratinhos. Poderia pegar um gabinete velho de computador e dobrar para fazer o chassis, passar uma tinta ou lixar; ou ainda usar assadeira, rs
Poderia usar JUTA ao invés de tela ortofônica, poderia eliminar as cantoneiras e fazer um acabamento direto no curvim.
Poderia usar fios de fonte de computador ao invés de fio de cobre.
Posso colocar chaves bem baratinhas também.
Realmente dá para fazer um handmade mais barato, mas essas coisas são bacanas para você mesmo fazer e depois ir melhorando as peças conforme possível.
Os valvulados são os circuitos menos complexos a se fazer meu caro, é muito fácil aparecer picaretas por ai. Eu mesmo estou aprendendo e tenho essa consciência.

MMI
Veterano
# nov/10
· votar


tatus

Olha, discordo que não importe quantas horas se leva para um trabalho. Tempo é dinheiro, hora técnica tem um valor. Seria desprezível se fosse algo que se levasse no máximo dez minutos ao todo, então nesse caso poderia se contar como custos das peças apenas. Mas todo esse trabalho acredito que não seja possível em algumas horas para ninguém. E se alguém faz uma linha e monta 100 placas de uma vez, deixou de ser handmaker e passou a ser produtor em série. Mas isso, claro, na minha opinião.

Sua comparação com o Ford Ka do seu amigo é bastante apropriada.


nichendrix

Acho que claramente tem um problema conceitual essa discussão. Fora do país, handmakers, sejam luthiers, construtores de amplificadores de boutique ou pedais são produtos que não se voltam à questão de preço, é qualidade, diferenciação, especificidade, ou seja, produtos altamente elitizados. Por aqui, a mão de obra é barata e pouco especializada de forma geral, os produtos que seriam para ser de iniciantes, como uma Fender Mexicana, se torna "top", dando margem a uma enxurrada de produtos asiáticos que mesmo assim são caros, até por ganância de alguns. Por outro lado, é "chique" usar termos em inglês e muita gente se define "handmaker", "luthier", especialista em "tube amp" ou "SS Amp". Pelo fato dos produtos aqui custarem uma pequena fortuna, abre espaço para esse "luthiers" ou "handmakers" disputarem mercado a base de preço e não na qualidade como acontece fora.

Decorre disso que usando o padrão internacional, são raríssimos os "luthiers" e os "handmakers" de amps aqui no Brasil nesse ramo de guitarras e amplificadores de guitarras. Infelizmente, aqui qualquer "regulador de guitarras" sem a mínima capacidade de construir uma guitarra é "luthier" e qualquer interessado em eletrônica com curiosidade que consiga montar um amplificador é um "handmaker" de amps. É esse fenômeno que leva a existir regras que não existem em nenhum outro lugar do mundo, como "é obrigatório levar uma guitarra a um luthier assim que se compra". Já quanto a violões, tem caras como Suguiyama que de fato merecem ser chamados de Luthier em qualquer lugar do mundo.

Grimc
Veterano
# nov/10
· votar


tatus

Desconheço esse OSB tão caro que você citou. Faço curso técnico em edificações, no CEFET em Florianópolis, e muitas vezes já participamos da construção de casas em OSB que sairam muito mais baratas do que se fossem feitas de outro tipo de madeira. E a capacidade acústica delas era muito boa. Dentro da casa de meu irmão, feita de USB, tem piano e as vezes ensaiamos lá. De portas fechadas, não se ouve nada lá de fora. E por dentro a acústica é muito boa. Por isso um dia fiz uma caixa 2x12 para um valvulado de um amigo (não possuo valvulado :-(, mas toco em muitos quando ensaio no estudio), de MDF 12mm, ela ficou resistente (revesti em couro legítimo), mas não soou bem. Fiz outra de OSB, revestida com carvin (acabou meu couro, ehueh), e soou muito bem, e com mais resistência. A

Grimc
Veterano
# nov/10
· votar


Poderia pegar um gabinete velho de computador e dobrar para fazer o chassis, passar uma tinta ou lixar;

Bom, isso, não influenciaria no timbre, heueheu

nichendrix
Veterano
# nov/10
· votar


MMI
Infelizmente, aqui qualquer "regulador de guitarras" sem a mínima capacidade de construir uma guitarra é "luthier" e qualquer interessado em eletrônica com curiosidade que consiga montar um amplificador é um "handmaker" de amps.

Olha eu sou Luthier e Handmaker e nem sabia, e to melhor que os reguladores, porque eu já fiz uma guitarra e funcionou... hehehehhehehe

como "é obrigatório levar uma guitarra a um luthier assim que se compra".

Essa pelo menos por aqui é saudável, já que é um dos poucos lugares que conheço que loja de instrumentos não tem pelo menos um técnico para cuidar dos instrumentos vendidos, dar aquela boa testada antes de entregar, aquela regulada ou fazer pequenos reparos.

MMI
Veterano
# nov/10
· votar


nichendrix

Essa pelo menos por aqui é saudável, já que é um dos poucos lugares que conheço que loja de instrumentos não tem pelo menos um técnico para cuidar dos instrumentos vendidos, dar aquela boa testada antes de entregar, aquela regulada ou fazer pequenos reparos.

De graça, né?

De toda forma, uma regulagem e acerto de fato é obrigatória.

Manubio
Veterano
# nov/10
· votar


Dei uma lida geral, e só posso dizer o seguinte:

- Engraçado: Tenho um Laney VC-30, ótimo som, amo o amp, mas deu problema em diversos potenciômetros, além de muitas pessoas falarem que as válvulas deles não são as melhores. Além disto, o que mais vejo são pessoas, principalmente gringos, reclamando que a qualidade dos Marshall caiu demais por utilizarem componentes chineses.

Além de todos estes fatos, na minha opinião, o amplificador hand made mais bem montado visualmente seria o Rocket da Alien Amps, cujo combo 1x12 com falante da própria empresa custa 1800 reais.

Isto sem contar os Jet City, projetados pelo Soldano, que custam pouco mais de 300 dólares, isto porque vem com Celestion .
Pela guitarcenter, chegaria na porta da minha casa por 1200 reais.

Sim, a Jet City é uma grande fabricante, mas com certeza todos os componentes dela são chineses, assim como os da Marshall, Vox, Laney e todos os outros amps atuais de baixo custo, como os AC30, VC30 e etc.

Agora a grande incoerência do tópico:

- Se foi falado que os hand mades só pegam e copiam amplificadores famosos, até dizendo que alguns deles tentam esconder o circuito para que os outros não possam ver que é exatamente uma cópia, como pode o projeto da Marshall/qualquer outra ser melhor que o dele se o projeto é o mesmo, e considerando que hoje os dois usam componentes do mesmo lugar?


O fato é que handmade no Brasil, onde o custo é alto para qualquer coisa que seja, na grande maioria, acaba fazendo sim cópias de amplificadores conceituados por um preço baixo.

Não dúvido que existem aqueles que podem fazer todo um projeto, apartir do zero, na realidade conheço um amigo que se formará em eng elétrica com especialização em telecomunicações só para isto, mas eu vejo um mercado extritamente reduzido para uma pessoa como estas, afinal, quem tem mais de 10 mil reais para gastar em um amplificador? Acredito que neste fórum não deve ser nem 1%, e os que tem podem optar pela versatilidade de ter um Fender, um Marshall e um Vox.


Logo, na minha visão, o importante é o projeto para a segurança, além de peças de qualidade mínima, mas não consigo acreditar que existam fábricas onde as peças não atendam este mínimo, afinal, o foco chinês é a exportação de bons produtos para atender o mercado internacional, o barato na parte deles fica no custo com mão de obra, afinal, fica barato onde nem capacete, botas, luvas, seguro-desemprego, indenização por acidente existem.

Como a grande maioria é cópia de modelos famosos, não vejo um risco tão grande.

Isto digo de amps cópias de hand-mades conhecidos, não estou falando do zé da esquina, apesar de que ele provavelmente não sabe projetar um amplificador e também copiou o projeto de alguma marca famosa.

Abs

pedrojob
Veterano
# nov/10 · Editado por: pedrojob
· votar


to pensando em comprar um handmade, tó afinzaço de pegar o combo 30W da aliem... só tava meio em duvida na qualidade... mas o pessoal soh fala bem deles!

tatus
Veterano
# nov/10
· votar


MMI, eu não disse que as horas de mão de obra não importam!!!
Eu falei que depende da demanda!
EXEMPLO:
Se você tem uma demanda de 5 amplificadores por mês, não importa se você faz uma amplificador em 2 ou 4 dias, pois vai conseguir suprir a demanda do mês.
O preço da mão de obra é problema de quem faz o ampli, não cabe, mais uma vez, ficar especulando.

Eu já não acho que fazer 100 placas de uma vez te torna um fabricante de "amplificadores" em série.

Não é só no Brasil que tem handmaker fuleiro, gente é gente em todo lugar. Sempre tem gente começando a mexer a por ai vai.

Grimc, com certeza não influencia, é até melhor que alumínio!
Mas achei que estivéssemos falando de preços? rsrs

(muito massa edificações, você deve conhecer vários materiais
Eu falei só de 3 tipos de OSB, tapume, multi-uso e moveleiro(tem outros).
Quando presumi o preço de 80 placas a +/- 90 reais estava pensando numa placa moveleira de 22mm ou 25mm(digo moveleira porque cada marca tem um nome específico do material). Tem mais resina e as laterais não possuem irregularidades saca, o corte sai uniforme sem espaços vazios. Mas para construir casa creio que vá se usar o multi uso ou até tapume dependendo da aplicação. Outra vantagem do OSB é que o padrão das placas é maior, rendendo mais caixas por placa.
Até multi uso 15mm da pra usar.

rafael_cpu
Veterano
# nov/10
· votar


nichendrix
MMI
tatus
Concordo em gênero, número e grau, com os posts de vocês.

T+

Grimc
Veterano
# nov/10
· votar


tatus
Bom, então nessa parte de materiais, usando carcaça de pc como chassi e OSB para a caixa, já da pra diminuir um pouco o preço. (isso falando de coisas que não vão diminuir a qualidade).

De coisas mais improvisadas:

Dá pra usar tampinha de garrafa pet como knob (uma vez caiu um dos knobs de um ampli que eu tinha, eu furei uma tampinha de coca cola e espetei no pot, heuehue, quebrou o galho, ficou feio mas quebrou o galho), dá pra usar tela de mosquito pra proteger o alto falante, dá pra enjambrar um monte de coisa se quiser economizar pra depois gastar mais nos trafos... Só que o resultado seria bem feio...

rsf
Veterano
# nov/10 · Editado por: rsf
· votar


" Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste."

existem muitas coisas que não estão escritas nessa frase, mas estão subentendidas....
vou me limitar a apenas 1, a mais simples de todas..

suponha-se que o hand maker em questão que produziu esse amplificador não seja um comerciante ganancioso e se limite a ter um lucro de 40% por unidade...na verdade quanto sairia esse amplificador?

matemática simples....600 reais..isso mesmo..vendendo um ampli por mil reais, o sujeito, no minimo, para fazer sentido e poder manter o negócio a que se propõe, teria que ter um custo máximo de 600 reais por unidade, mais do que isso ele vai ter que escolher..ou ele come ou ele capitaliza o negocio dele, as duas coisas juntas nem fudendo...
com todo o respeito aos inúmeros entendidos em estrutura de custos de produção e comercialização de amplificadores valvulados, mas é impossível um sujeito produzir de modo artesanal um amplificador valvulado com qualidade minimamente aceitável por 600 reais.....pelo menos aceitável para um guitarrista mediano e que tenha um minimo de noção do que seja um bom amplificador...


edit: ressalvada a hipotese de que o hand maker em questão não seja um comerciante, mas um hobbysta romantico disposto a arcar com todos os impostos, custos burocráticos e de produção por puro diletantismo....

tatus
Veterano
# nov/10
· votar


Grimc, claro cara, mas cê não vai vender um valvulado desses, (com knob de tampinha de garrafa pet) kkkkkkkkkkkk
Na questão de confiabilidade os trafos são muito importantes, se não for bem dimensionado e a isolação não for bem feita não vai durar nada.
Eu agora só uso solda com prata e chumbo(a prata é para a solda não rachar com o tempo).
Vou te dizer mais para baratear, usa fenolite que é bem melhor que fibra!!!!
É so você pegar um turret em uma placa de fibra e outro em uma placa de fenolite e encostar o ferro de solda nos turrets e ficar até acontecer alguma coisa. Depois você me conta se fibra é melhor. Já ouvi até que depois de um certo tempo o fenolite vira condutor tipo, da mesma forma que o Kiko vira Chapolim Colorado. Por causa disso eu joguei fora um reverb deluxe da década de 60 que eu tinha, fiquei com medo do fenolite começar a conduzir!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

MMI
Veterano
# nov/10
· votar


tatus

cara, entendo e não vou brigar com vc não por uma futilidade dessas. Só acho que o tempo médio importa sim, mas o preço desse tempo não dá para entrar no mérito.

Manubio
Veterano
# nov/10
· votar


rsf
" Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste."

Com isto eu posso até concordar, mas com a seguinte frase, que está no primeiro post do tópico, não:

Um valvulado hand made de 15 Watts por qualquer valor abaixo de R$ 2000 é uma torradeira chinesa, e digo R$ 2000 sendo conservador.

Abs

Omega-300B
Veterano
# nov/10 · Editado por: Omega-300B
· votar


existe valvulado por menos de 1000 reais que preste ??sim, depende do handmade, o que eu vi aqui neste tópico é que falaram muito em marcas que amplificador bom tem que custar mais de 2000 reais, nada a ver, nada a ver mesmo, tem componentes bons e de bons preços.sera que os amplificadores de grandes marcas são feitos com componentes de qualidade sera? sera que quem respondeu aqui no tópico ja abriu um JTM-45 "moderno" e viu a qualidade dos resistores e capacitores? sera ?

quer exemplos? varias e varias pessoas ja compraram o JTM-45 e fizeram MODIFICAÇÃO neles, substituiram resistores de baixa qualidade por resistores melhores, substituiram capacitores de baixa qualidade por melhores e as valvulas e até os transformadores...sera que a Marshall sempre fabricou amplificadores super bem montados? sera? um Plexi 1959 antigo com carreteis de papelão e isolamento fraco do primario para o secundario tem segurança? e todo mundo baba pelo Plexi.

quem quiser ver como é hoje em dia um jtm-45
http://areyouexperienced.net/Marshall-JTM45-Reissue-Mods.htm

o cara substituiu os capacitores e alguns resistores de fabrica.

e os amplificadores valvulado da fender...vem com valvula chinesa a maioria....tube Golden Dragon....a maioria que compra um fender troca as valvulas...aquelas valvulas que eles vendem
"Fender Groove Tubes"...vcs acham que são a top de linha das fabricas russas? a tá .... kkk aquelas valvulas tem olho fechadinho e fala chines

falaram ai do isolamento entre o primario e o secundario dos transformadores de power, uma solução barata e que tem segurança..... fita isolante 3M Highland MR,ScotchMR 33 MR + ou outras da 3M, de 3 ou 4 camadas de isolamento com esta fita... é anti-chamas e cada camada isola 750 volts. sem problemas

dai vem os entusiastas e falam que para a fonte ser de qualidade tem que ter capacitores Eletroliticos JJ/Tesla
sera? os capacitores modernos fazem a mesma coisa que os da Tesla, um exemplo são os capacitores de poliester e eletrolitico da Epcos, de extrema qualidade

a unica coisa que eu concordo são os potenciomentros , só uso Alpha

no caso do carinha que vende amplificador valvulado no ML por 285 reais

o amplificador dele é mal construido, e vender só no chassis é um risco para quem compra. e as valvulas pelo que eu vi não são chinesas, são NOS a do power é uma 6v6 Toshiba, conheço pois tenho algumas e aquela valvula é tipica 6v6 da toshiba, ele deve ter comprado por 2 reais em algum ferro velho de SP, deve ter comprado varias e varias, por isso ele vende esses ampli " baratos"

Hoje em dia uma das unicas empresas que fabrica amplificadores com uma relativa qualidade na construção ponto a ponto é a Matchless.
Mostraram ai um esquema da fender e colocando supostos erros do projeto e possiveis danos, nada a ver nunca vi tanta besteira em toda minha vida.

vcs acham que os transformadores que tem nos aparelhos eletronicos hoje em dia tem um islamento super seguro?? com fita que isola 2000 volts? kkk abre um e ve, o isolamento é uma folha de papel ou papelão fino com verniz especial.

hoje em dia os transformadores não precisam ser grandes para produzir grandes tensões e correntes.

jimmy page usava um amplificador Valco nas gravações dos primeiros discos do Led, eles eram tão bem construidos? não!!sua construção era ponto a ponto com ponte de terminais, era bagunçado a fiação tambem.

marca hoje em dia não que dizer muita coisa.
se vc tem 2000, 3000, 8000 para comprar um de marca sorte sua,mais quem não tem apela para os handmade da vida mesmo.

maths_hendrix
Veterano
# nov/10
· votar


Comprei meu primeiro valvulado por R$ 1.500 , com 2x12. Eu sempre soube que ele não era dos melhores, nem perto disso, porém o pior é que ele já deu uns choques violentos enquando eu ensaiava, e no outro guitarrista da minha banda também. Agora ele está encostado, não tenho coragem de tocar com ele mais, e não conheço ninguém que arrume amps valvulados aqui em Curitiba.

beu
Veterano
# nov/10 · Editado por: beu
· votar


ele já deu uns choques violentos enquando eu ensaiava


YEEEEAH, HIIIIIIIIGH WAY TO HEEEELL!

maths_hendrix
Veterano
# nov/10
· votar


beu
hahahahah, bem rock n roll mesmo, mas não é nada legal, com certeza foram os choques mais fortes que já levei!
Hoje em dia parece que qualquer um constrói amps valvulados, o pessoal se esquece dos perigos que uma má-construção e maus compenentes trazem! Eu só gostaria de ter ficado sabendo desses perigos antes de comprar o amp....

Corrigindo erro de digitação: enquanto, e não enquando.

Ryan Sambora
Veterano
# nov/10 · Editado por: Ryan Sambora
· votar


Manubio
" Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste."

Com isto eu posso até concordar, mas com a seguinte frase, que está no primeiro post do tópico, não:

Um valvulado hand made de 15 Watts por qualquer valor abaixo de R$ 2000 é uma torradeira chinesa, e digo R$ 2000 sendo conservador.

Abs



Pois é, o que me faz pensar que eu tenho um amp handmade de 50w que custou pouco mais de R$2000(cujo a marca, possui modelos de menor potencia por menos de R$2000), e o que esta sendo discutido aqui é o preço/qualidade/segurança. Estamos (ou estou) estereotipando que esses amplificadores em geral, desta marca ou outras (handmade), mesmo entregando bons sons são também amplificadores "porcos"? Isso é fato(tenho um lixo de bom som em casa?)?

Desculpem por insistir depois de todas essas paginas, mas me interesso por vossas opiniões! Detalhe que estou pensando realmente na relação preço/segurança.


Abraços!

ogner
Veterano
# nov/10
· votar


Ryan Sambora

Cara, acho realmente complicado....Tem relatos aqui de choque e um outro recente de um amp desses baratos muito desregulado com som xexelento.....Não duvido que se consiga fazer amps baratos, usando componentes baratos, mas o quesito segurança é fundamental....Knobs, jacks, chassis, resistores, capacitores xing ling xexelentos pode ate ser...sei lá...Mas os componentes que são de segurança é complicado....

Acho que o mais importante é saber a procedência, conhecer o trabalho do handmaker e reviews, comentários e oq mnais conseguir de info...Comprar valvulado no escuro, desses de 500,00 no ML, nem a pau juvenal!!! ahuehua!!

na verdade o topico desandou justamente quando listariamos oq "pode" e o que é inconcebível numa montagem de valvulado, quais itens são de segurança, quais itens devem ser verificados, o esquema, ligaçoes, limpeza da montagem...mas....

MMI
Veterano
# nov/10
· votar


Ryan Sambora

Olha, eu acho que a polêmica foi colocar um limite, abaixo de "x" reais é lixo. Acho que é preciso ter em mente que qualidade, segurança, confiabilidade e outras coisas, tudo isso tem um preço. Apesar que os produtos chegam às lojas brasileiras superfaturados, não existe mágica. Se quiser pagar barato, você abre mão de alguma coisa no caminho. De toda forma, existe sim a possibilidade de soar bem algo mais em conta, mas milagre quem faz não é nenhum handmaker (que eu saiba). Mesmo as próprias válvulas, existe diferença de timbres entre as mais baratas e as mais caras. E economizar no custo tem sua contra-partida.

guitartube
Veterano
# nov/10 · Editado por: guitartube
· votar


Não li o tópico, mas....
Para refletir.....

A montagem de um amplificador Fender antigão e que vale fortunas, era uma verdadeira macarronada, cheio de solda fria, possuía um projeto ruim (mesmo copiando o applications notes da RCA), e com manutenção péssima.
Os componentes da época eram horríveis e com uma precisão ridícula, muito abaixo de qq componente mais vagabundo que exista hoje.
O aterramento era mal feito, mas não memos perigoso que qq chuveiro elétrico atual hehehehehe...
Os Trafos eram enrolados toscamente com papel e cola, usando fios cheios de impurezas dada a qualidade de fabricação da época.
Os falantes usados foram retirados de rádios AM.

Podem apresentar um bom som??????

Sim, eles são tão imprecisos entre si, que podem gerar diferentes texturas de timbre interessantes.

Eram duráveis????
Não, eram bem vagabundos, ahuahuahuahuahua.

E os atuais industrializados?
São mais bem construídos, porém em decorrência da precisão dos componentes, possuem um comportamento mais definido e controlável.

E os carissímos Tops feito a mão?
Não existe explicação realmente técnica, que justifique o ultra preço cobrado. Existe a explicação mistica que agrada quem quer comprar e torna o proprietário feliz.


Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste.

Se o cara construir legal e regular direitinho fica bom. Independente da mão prestar ou não ahuahuahuhauhuahuha....

flw!!!!!

nichendrix
Veterano
# dez/10
· votar


MMI
Se quiser pagar barato, você abre mão de alguma coisa no caminho.

Engraçado, que isso é uma faca de 2 legumes... tipo não precisa abrir mão da qualidade pra ter algo barato, pelo contrário qualquer produção industrializada em série com bom controle de qualidade, via de regra tem menor índice de defeitos que uma não industrializada.

Só que aí perde a tal exclusividade, e perde a graça vir no FCC dizer que tem um amp que mais ninguém tem igual..... hehehhehehehe

MauricioBahia
Moderador
# abr/11 · Editado por: MauricioBahia
· votar


Revivendo aqui, de leve...

Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste.

E o "oposto"?

- 13 Watts in Class A
- 29 Watts in Class AB1
- Class Switch
- Tube Rectified (5AR4/GZ34)
- Power Section: 2 x KT 66'S
- Preamp: 12AX7's, 12AT7
1 Canal: Volume, Treble, Bass, Reverb
1x12 (Celestion Vintage 30)
4, 8, 16 Ohm output.

R$ 11.459,00 à vista!!!

http://www.dodoaudrin.com.br/produtos/divided-by-13-edt-1329-blue

O que ele tem pra ser tão caro? Deve prestar muito hein... hehe

Abs

ps.: preço lá fora: U$2,950.00

Del-Rei
Veterano
# abr/11
· votar


MauricioBahia
O mais bizarro (=escroto) é saber a diferença de preço daqui e lá de fora.

Nem se colocar 300% de imposto chega ao que se pede aqui.

É, o tio Dodô Audrin entrou no esquema do olho-grande.

Antigamente era interessante comprar nele... Hoje, passo longe.

Um aceno de longe!!!

Vinicius Nogueira
Veterano
# abr/11
· votar


MauricioBahia

Nossa, que absurdo de preço é esse??? Peças banhadas a ouro maçiço ??

Ao tópico: Tenho um Giannini True Reverber 1967, a primeira versão do TR. Ele tem 2x6L6 e 5x12ax7, 45W de potência. Paguei 500,00 reais por ele, de uma pessoa que nem sabia o que era, paguei mais 500,00 pra restaurar e arrumar o que precisava. Ele é clean puro.

Tenho um amp muito bom por exatos 1000,00. Foi MUITA sorte a minha, isso tenho que admitir.

Dos hands atual, creio que a Alien seja a melhor mesmo.

Comentaram dos Jet City's aí, fiquei muito tentado em trazer um combo 20w, mas estou bem servido de válvulas por enquanto.

MMI
Veterano
# abr/11
· votar


MauricioBahia

O que ele tem pra ser tão caro?

Bem fácil de responder... O que tem de caro nisso é que o Dodô é tudo legalizado, com nota fiscal e com garantia, de acordo o Código de Defesa do Consumidor. Sem puxar o saco do Dodô... Nessa grana toda, a mordida do Dodô deve ser de R$ 1.000,00 e olhe lá. Aposto que a mordida da Dilma é muito maior e essa sim é dona do "olho grande".
O grande problema é que amplificador é difícil quem traga num esquema "muambeiro". É super pesado e grande, o frete é muito caro, as transportadoras costumam cobrar alto. Hoje mesmo conversava com um amigo sobre trazer um Mesa Mark V e o que o cara tinha achado era um cara que cobrava mil dólares. Mas isso sem nota, sem garantia, sem CDC...

MauricioBahia
Moderador
# abr/11
· votar


MMI

Cara, seja como for, acho que sai bem mais em conta dar um pulinho em NY, por exemplo, e trazer um! ehhe

Além disso, esse preço é a vista! A prazo, sai por R$ 12.604,90!

Eu acho um absurdo e o pior, não podemos importar de uma Guitar Center da vida pq os distribuidores tem exclusividade.

Abs

Drive30
Veterano
# abr/11 · Editado por: Drive30
· votar


Galera, o negócio é o seguinte, parem de comprar aqui no Brasil produto importados novos em lojas e vamos falir esses fdps, é um absurdo. Vai chegar a hora em que vai acabar essa exclusividade ai poderemos comprar o que quisermos das guitar centers, musicianfriends e etc.. da vida , qualquer produto. É revoltante.

Vi no Site da GC o Soldano Astroverb 16. 1100 poucos dolares. Fiz o checkout só para ver o valor final em reais: 4.500,00 R$. Ok , é caro , é... mas é explicável. se voce colocar impostos frete e tudo mais dá para chegar num valor próximo. Agora aqui no Brasil chega a 6 vezes o valor em US$ lá fora, é absurdo. Esse amp aqui no Brasil não sai por menos de 6.000 R$.

. Já não faço isso a muito tempo, comprem usado ou de fora, é o que eu faço, ninguem é otário não

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Não existe valvulado de R$ 1000 feito à mão que preste.