Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      【FIXO】 Tópico Oficial pra quem quer comprar violão e precisa de ajuda

      Autor Mensagem
      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Moderador


      Inspirado no tópico do Penta_Blues feito no fórum de guitarra, decidi pegar o tópico dele e adaptar para o fórum de violão. Acredito que será útil.

      ********************************************************************** *

      Pra tentar acabar de vez com essa história de "Qual violão devo comprar", "Qual destes vocês me indicam", "Qual violão comprar com zambous reais", etc, etc, etc, vou forçar os "preguiçosos de plantão" a darem uma lidinha neste tópico antes de abrir mais um do tipo citado acima.

      Vamos começar determinando um objetivo, onde chegar e depois como chegar:
      1 - Monte uma planilha que responda às questões abaixo e com espaço para anotar certas características da guitarra que serão apresentadas aqui.
      2 - Compare as anotações aos modelos disponíveis no mercado.
      3 - Escolha a que mais se aproximar do resultado apresentado pela sua planilha.

      1. Montando a planilha

      a) Quanto você tem ou pretende gastar?
      De nada adianta receber indicações ou querer comprar instrumentos que não estão dentro do seu orçamento.

      b) Qual o uso que você dará ao equipamento?
      É muito importante definir quais são seus objetivos ao adquirir determinado instrumento. Bons instrumentos evidentemente inspiram e incentivam quem pretende aprender a tocar, mas isso tem um custo que deve ser considerado em função do emprego deste equipo. O famoso "Custo x Benefício".

      c) Como andam os demais equipos que compõem seu Set?
      Esta pergunta cabe mais aos que porventura utilizam o violão plugado. Deve-se pensar nos outros itens de seu set acústico: pedais, onde vai plugar, etc. Adaptando a comparação que o Penta_Blues fez lá no fórum de guitarra: "não adianta comprar um Taylor pra plugar num multi-uso ou num amplificador de guitarra".

      d) Qual é o seu nível técnico?
      Nada impede que um principiante queira adquirir um instrumento Top, desde que caiba em seu orçamento e corresponda às suas expectativas. Acontece que assim como a técnica evolui com o treinamento, o violonista vai ficando mais refinado à medida que adquire experiência, ou seja, o equipamento deve evoluir à medida que o músico se capacite a explorar mais os recursos do instrumento até o ponto em que seja necessário algo que ofereça mais do que se tem no momento.

      e) Quais as características que um violão deve ter para atender às suas necessidades?
      Aqui é preciso perder um bom tempo, seja levantando suas necessidades, seja estudando assuntos relacionados ao violão, seja pesquisando todos os modelos disponíveis para compra.
      - Primeiro: sobre suas necessidades, quem sabe é VOCÊ! Não adianta muito ficar perguntando a vários violonistas qual o mais indicado porque cada um falará uma coisa, já que esta opinião vai se basear em preferências como determinado gênero musical, modelo de violão, ídolo, etc.
      - Segundo: pare de pedir opiniões sobre comparação de modelo X versus modelo Y, pois isso implica experimentar ambos para depois emitir uma opinião, o que é relativamente difícil pois nem sempre quem responde efetivamente experimentou os modelos comparados, muito menos exatamente os instrumentos a serem adquiridos, já que dentro de um mesmo modelo, há diferenças sutis ou até mesmo absurdas dependendo do controle de qualidade do fabricante.

      2. Dicas em geral

      a) Preço
      "Nem tudo que é caro é bom, mas tudo que é bom é caro". Não existe milagre. Qualidade custa e quanto mais qualidade, mais custo terá um equipo. O limite será seu bolso...

      b) Pesquise
      Seja para conhecer as características do que você vai comprar, seja para analisar a qualidade do que você encontrar. Não tenha preguiça de pesquisar nem vergonha de experimentar pelo tempo que for necessário e perguntar tudo ao vendedor, afinal ele está na loja para lhe atender e não só para vender. A venda é conseqüência do atendimento.

      c) Negocie
      Não ta fácil pra ninguém. Se ta difícil pro vendedor vender, ta difícil pro comprador ganhar dinheiro pra comprar.

      d) Examine
      Se não tiver experiência peça ajuda, mas não esqueça de observar detalhes como encordoamento velho, pintura danificada, braço empenado, trastejamento, tarraxas enferrujadas, mau contato na parte elétrica (se for o caso), ruídos e chiados, garantia, etc.

      e) Vá no certo
      Marcas conhecidas e consagradas não são garantia de 100% de qualidade, mas certamente têm mais chance de serem melhores que marcas desconhecidas.

      3. Características do instrumento

      É importante salientar que o timbre do violão é resultado de um conjunto de fatores que contribuem um pouco mais ou um pouco menos, mas nenhum deles isoladamente é decisivo para caracterizar um violão. Com relação ao que o Penta_Blues comentou sobre a escolha de determinada guitarra para determinado estilo, isto não pode ser aplicado cegamente no mundo dos violões. Dificilmente se usa violões com cordas de aço em estilos eruditos assim como dificilmente se usa vilões com cordas de nylon em bandas de Rock. Por isso deve-se ter cuidado ao fazer esta opção.

      O som de um violão é resultante da vibração das cordas. O corpo do violão funciona como uma caixa acústica, "amplificando" o som das cordas. A caixa acústica é formada pelo tampo, pelas laterais (ou faixas) e pelo fundo. Pelo fato de as cordas serem presas ao tampo, ele é o maior responsável pelo som do violão – alguns dizem que 80% do som do violão vem do tampo.

      O material de que é feito o violão (tanto o tampo, as laterais e o fundo quanto o braço e a escala) exerce influência no padrão vibratório das cordas e funciona como um filtro para certas freqüências, alterando assim o timbre.

      a) Madeiras
      Não vou entrar na especificação de cada madeira utilizada na construção de violões pois o tópico ficaria mais extenso do que já é e existem inúmeros tópicos descrevendo as características tonais de várias delas. Vou aqui listar de forma generalizada a contribuição da madeira para o timbre considerando o objetivo deste tópico, ou seja, dar uma idéia de que caminho seguir a fim de optar por determinada característica num violão.

      Antes de mais nada, não existe exatamente o conceito de madeira melhor ou pior para um violão. É possível se dizer que o mogno é melhor que o maple se você quiser um timbre mais grave, mas ele seria pior do que o maple se seu objetivo fosse um vilão com timbre mais médio-agudo, então vamos trocar o conceito de "melhor ou pior" para "mais indicada ou menos indicada" quando o assunto for madeira.

      Exceção feita ao se falar em Compensado (Plywood), MDF, laminado e coisas do gênero, materiais estes que são mais baratos e vibram menos, dando uma sonoridade inferior. Deve-se dar preferência a violões que tenham pelo menos o tampo maciço (ou sólido, são sinônimos), já que este é o maior responsável pela sonoridade do instrumento. Infelizmente estes violões são mais caros, mas pelo menos não têm o preço exorbitante de violões com tampo, laterais e fundo de madeira maciça. Lembre-se que uma guitarra de corpo de madeira sólida é muito mais fácil de se construir, por isso ela pode custar uns R$300; enquanto um violão com apenas o tampo maciço raramente se encontra por menos de R$1000.

      Além disso, é interessante observar que a mesma madeira assume características tonais diferentes dependendo de que parte do instrumento ela será empregada. Finalmente, madeira nacional é tão boa quanto a madeira importada, pois o que define sua qualidade é o tratamento que recebe e não sua origem.

      Basicamente o que influencia na característica tonal da madeira é: sua densidade, a velocidade de propagação e a velocidade de decaimento. Madeiras mais densas e pesadas facilitam a propagação de agudos, dando mais ênfase nestas freqüências, exceção feita ao Mogno que é uma madeira pesada mas que não propaga bem os agudos pois o alinhamento de suas fibras e abertura dos poros lhe dão esta característica mais grave apesar de seu peso, ao passo que madeiras mais leves tendem a abafar os agudos.

      Todo corpo possui uma freqüência natural de vibração. Quando este corpo recebe um som na mesma freqüência que a sua entra em ressonância e vibra. Esta ressonância é propagada pelo corpo a uma certa velocidade dependendo de sua construção, contribuindo para o seu timbre, e se dissipa numa determinada velocidade de decaimento definindo o sustain do instrumento. Então, de maneira geral, quanto mais material tiver um corpo, mais sustain terá. Pensando agora no formato da caixa acústica, quanto maior for a caixa mais projeção sonora (volume) e graves o violão terá – isso explica porque os violões folk têm um timbre mais encorpado e com mais volume, enquanto violões flat têm um timbre mais agudo e estalado.

      Braços com escalas escuras como o jacarandá (ou rosewood) filtram os agudos "encorpando" o timbre, enquanto escalas claras (maple ou marfim) geralmente dão sonoridade mais clara e cristalina. E por que "geralmente"? Porque algumas madeiras escuras possuem características brilhantes como é o caso do ébano e do pau-ferro.

      b) Tipos de corpo
      Existem muitas denominações para os tipos de corpo de violão existentes no mercado. Os mais populares aqui no Brasil são:
      - folk: corpo com menos "cintura" e com laterais mais largas, garantindo maior projeção sonora e timbre mais encorpado. Ex.: Eagle CH888.
      - jumbo: corpo com mais "cintura" no fromato de "8" e laterais mais largas, o que dá a ele um timbre tão encorpado como o folk, mas um uma dose a mais de brilho. Ex.: Eagle CH 70F.
      - clássico: é o formato mais comum dos violões com cordas de nylon. Ex.: Giannini C1.
      - flat: estes violões têm este nome pois as suas laterais são mais estreitas , além de terem o corpo menor que um folk, jumbo ou clássico. Este design dá a este tipo de violão um timbre menos encorpado mas com destaque para médio-agudos. O termo flat é aplicado tanto para violões com cordas de aço quanto para violões com cordas de nylon. Ex.: Giannini Série Performance.
      OBS 1.: Muitos violões são descritos como "folk cutaway", "flat cutaway", etc. Cutaway é o recorte feito no corpo para facilitar o acesso às últimas casas do braço.
      OBS 2.: É possível encontrar misturas de termos para definir o tipo de corpo do violão. Já vi um modelo da Strinberg chamado folk flat – ou seja, ele tem o formato de um folk porém com as laterais mais estreitas.

      c) Cavalete e rastilho
      Cavalete é a "ponte" do violão, ou seja, é o lugar onde são fixadas uma das extremidades das cordas. O rastilho é a peçinha branca que serve de apoio para as cordas no cavalete. O rastilho serve para regular a altura das cordas, regulagem esta feita pelo simples lixamento da peça. Em violões com captação piezo, o rastilho fica em cima do captador.

      Vale lembrar que na maioria dos violões mais baratos o rastilho é feito de plástico. A troca por um rastilho de osso é barata e dá uma melhora significativa no som do violão.

      d) Tarraxas
      São fundamentais para a manutenção da afinação do violão, portanto devem ser preferencialmente blindadas, de ótima qualidade e merecem uma atenção especial por parte de quem compra.

      e) Trastes
      Variam no material de que são feitos e em suas dimensões. Quanto mais fino for o traste, mais precisa sua afinação; quanto mais largo, melhor ataque e sustain. Trastes de latão são mais opacos e os de níquel, alpaca e prata têm timbre mais agudo.

      Na maioria dos violões são em número de 20. Dificilmente passam disso pois o acesso às últimas casas é difícil e o som produzido não é muito claro.

      f) Nut
      Juntamente com o rastilho, é um dos mais importantes itens a se verificar, pois ambos são os apoios das cordas e os responsáveis por transmitir a vibração das mesmas ao tampo do violão. São vários os materiais: o osso é o mais tradicional e possui um som macio e oferece baixo atritamento; grafite quase não oferece atrito, mas o timbre tende a ser apagado; o latão é dos metais o mais usado para nut e seu timbre é aberto, claro e agudo; o plástico é utilizado normalmente em guitarras de baixo custo; a micarta também pode ser encontrada em guitarras de baixo custo, mas ao contrário do plástico, produz um bom timbre.

      g) Cordas
      Vamos dividir a discussão para o caso das cordas de aço e cordas de nylon. pra quem vai começar principalmente, escolher co tipo de corda é fundamental.

      corda de nylon se presta mais pra musicas eruditas, musica brasileira (bossa nova, mpb, samba).
      as cordas são mais macias, então machucam menso os dedos ao tocar. mas no começo sempre machuca, por falta de costume.
      por ser muito usado em dedilhados, geralmente o braço do violão nylon é mais largo (modelos classico), o que exige mais abertura nos dedos e uma pestana mais precisa.
      tem um som mais "gordo", mais cheio de harmonicos, o que resulta num som mais preenchido. por isso ele é mais dificil de captar tambem, é dificil ter um violão nylon elétrico bom e barato.
      na minha opinião, o violão nylon se dá melhor sozinho que o aço.

      corda de aço é mais usado pra rock, folk, blues.
      as cordas são mais duras que as denylon, e geralmente mais duras que guitarra também, por usar encordoamentos mais grossos (.011~.013, enquanto guitarras em geral usam entre .009~.011).
      em geral os braços são mais finos, mais parecido com as guitarras elétricas, o que torna mais fácil a pegada, mas tambem dificulda a execução de dedilhados e acordes complexos.
      o timbre do violão aço é mais "pobre" harmonicamente (nao quer dizer que seja ruim, é uma caracteristica dele), sendo mais facil obter um bom timbre num violão eletrico. tem um som mais agresisvo que o nylon, mais estalado.
      é o antecessor direto da guitarra elétrica.

      ao contrario do que alguns dizem por ai, violao nylon não é mais adequado pra começar, e nem é melhor aprender violão pra depois aprender guitarra.
      o ideal é escolher entre nylon ou aço de acordo com o que voce curte tocar, os tipos de musica, as tecnicas que vai usar, etc.
      as vezes é dificil, principalmente quando tá começando, por nao conhecer, e pode ser que só com o tempo voce saiba melhor o que quer.

      a unica vantagem que eu vejo em começar a tocar violao antes de guitarra é que sai mais barato. é possivel comprar um violao simples razoavel (menos de 400 reais) e sair tocando.
      uma guitarra razoavel já sai mais caro (mais de 500 reais), e ainda precisa de um ampli, e depois pedais, cabos, etc.
      mas é diferente, voce nao vai sair solando e dando bens num violão, mesmo de aço.

      O diâmetro e não o calibre (calibre é medida interna) das cordas de aço é importante pois quanto mais massa tiverem, mais alteração no campo harmônico provocarão. Cordas leves podem ser mais confortáveis mas têm pouco volume; cordas mais pesadas proporcionam maior volume e som mais encorpado. Existem alguns encordamentos com os bordões revestidos em bronze, que dão mais corpo ao timbre (me corrijam se eu estiver errado).

      Já teve gente que perguntou por que as cordas graves (bordões) do encordoamento nylon eram "de aço". Elas são realmente de nylon, apenas tem um revestimento metálico, mas o "miolo" é de nylon. As cordas agudas (primas) são lisas, geralmente transparenets ou pretas. Eu prefiro as transparentes, as pretas geralmente são de encordoamentos baratos.

      Lembrando que não se deve trocar o tipo de corda. Isso tá exaustivamente explicado aqui:
      VIOLÕES: Aço é aço, nylon é nylon!
      http://forum.cifraclub.com.br/forum/4/235701/

      h) Captadores
      Basicamente, existem três tipos de captador usados em violões: o piezo, o magnético e o microfone interno. Destes, o piezo é o mais utilizado e o mais comum de se encontrar em violões fabricados em série.

      O captador piezo (na verdade, piezelétrico) funciona por efeito piezelétrico. Ao sofrer uma pressão (no caso, exercida pelas cordas do violão ao serem tocadas), o captador transforma esta pressão num sinal elétrico. O captador piezo tem o mesmo formato do rastilho e é posicionado logo abaixo dele, no cavalete. Geralmente eles são acompanhados de um equalizador ativo (ou seja, necessita de bateria 9V), instalado na lateral do violão. Muitos modelos já vêm com afinador embutido no equalizador, alguns destes com display em LCD.

      Os captadores magnéticos são semelhantes aos captadores usados em guitarras, e os microfones são na verdade microfones tipo lapela.

      Ao usar o violão plugado, deve-se ter cuidado com a microfonia (ou feedback). Como o corpo do violão é um "amplificador natural", ele pode captar o som proveniente de uma caixa acústica e "amplificá-lo", gerando um som de maior volume na caixa acústica, que é captado novamente pelo violão, que o "amplifica" novamente... este ciclo vicioso gera aquele barulho infernal conhecido como microfonia. Para evitá-la, você pode controlar o volume e/ou a EQ do violão ou pode usar um anti-feedback, uma tampa de borracha para encaixar na boca do violão. Algumas pessoas dizem que o anti-feedback prejudica o timbre do violão, mas dependendo da aplicação é inviável usar um violão plugado sem uma destas tampas.

      i) Acabamento
      Não adianta muito ter tudo o que pode ser ideal num instrumento se o violão que você escolher não agrada aos seus olhos. É importante sim que seu futuro violão seja do modelo que você achar mais bonito e da cor de sua preferência, afinal, ninguém quer "Violão Pantufa", aquela que dá até pra usar em casa, mas sair com ela dá uma vergonha fudida, não é não?...

      mas o acabamento no violão não é só aparencia.
      na guitarra elétrica a influencia do acabamento é pequena, mas no violão pode ser essencial. um acabamento mais "pesado", como um verniz muito grosso, vai reduzir a vibração do tampo.

      há quem diga que violão pintado dá menos som que um violão igual com acabamento natural. eu nao sei dizer, só sei que eu prefiro o natural por valorizar a madeira.

      claro que em violões baratos com tampo de laminado isso vai ser uma preocupação pequena. mas quando voce compra um violão top, com tampo macicço e o escambau, tem que atentar a isso.
      violões de luthier pra musica erudita, por exemplo, tem acabamento diferente no tampo, mais fino e poroso, que deixa a madeira respirar (ou algo asism, não entendo disso).

      mais dois detalhes importantes de acabamento:
      1-verifique sempre as laterais do braço, se os trastes não arranham. se tiver muita rebarba pode machucar quando toca.
      2-verifique a borda interna da boca do violão, se aparecem rebarbas.
      esses dois detalhes são faceis de ver, e dão uma noção do nível de qualidade do instrumento.

      j) Levando o violão ao luthier
      Finalmente, ao escolher seu modelo e comprá-lo, é muito importante que seu novo violão passe por um bom Luthier para que seja ajustado e regulado a fim de lhe proporcionar a melhor tocabilidade e produzir seu melhor timbre.

      Alguns itens interessantes de serem verificados pelo luthier numa revisão básica são:
      - ação (altura das cordas)
      - ajuste do tensor
      - troca do rastilho e do nut por peças de osso
      - nivelamento dos trastes (se estiverem desnivelados, podem causar trastejamentos).

      ********************************************************************** ****************

      Assim como a versão guitarrística deste tópico virou um ponto de referência para os que estão na dúvida sobre qual instrumento comprar, espero que este tópico tenha a mesma função para os violeiros indecisos. Portanto, moderadores stick aí!

      PS.: Correções sempre são bem vindas.

      Penta_Blues
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      Boa noite!!!

      erico.ascencao
      Cara, excelente iniciativa!
      Estou aplaudindo de pé!!!
      Faz tempo que estou na mira de vários tópicos abertos sobre "qual violão devo comprar" e só não os fechei porque não tinha algo deste tipo.
      Tremenda ajuda!
      Valeu!!!

      Trassi
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao

      parabéns, muito bom mesmo, isso vai me ajudar muito pois acabei de comprar meu primeiro violão, um Giannini GCX - 15 natural e irei levar ele pra regular, trocar por peças de osso (rastilho e nut).

      Valeu.

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      po, tava cogitando stickar, mas já puseram!

      ótima iniciativa, muito bem organizado o material!

      existe um topico semelhante, mas com menos informações tecnicas deixo o link:
      Tópico sobre como comprar o primeiro violão
      http://forum.cifraclub.com.br/forum/4/169464/

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      kiki: ótima iniciativa, muito bem organizado o material!

      Estes créditos eu devo ao Penta_Blues. Eu só adaptei o tópico dele para a realidade violonística. Por exemplo, ninguém aparece por aqui perguntando se vale a pena comprar um Tonante e trocar o tampo laminado por um tampo maciço - aliás, deixa eu editar isto no texto.

      existe um topico semelhante, mas com menos informações tecnicas deixo o link: Tópico sobre como comprar o primeiro violão

      A intenção deste é mais ajudar a todos, dos mais experientes aos iniciantes.

      Perdo
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      q bacana esse tópico, aprendi muito lendo aqui. Uma dúvida, pode colocar os violoes q a gente ta pretendendo comprar pro pessoal dizer o que sabe dele e ql é melhor?

      Ketty_
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Gostei, este tópico está mais organizado que o antigo. Tenho uma pergunta aos mais experientes, um vendedor me disse que violão preto = problema, que mancha mto. Ele fica feio com o passar do tempo mesmo a pessoa tomando cuidado pra não arranhar, limpando direito, enfim, tendo todos os cuidados?

      kiki
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: kiki
      · votar


      erico.ascencao
      cara, acabei de ler tudo, por que mesmo ja tendo mais de 10 anos de violão, nunca é tarde pra estudar mais um pouco.
      e to procurando um violão aço pra comprar agora, as dicas do começo são valiosas!

      só acho que ficou algumas coisinhas em aberto, vou tentar complementar duas coisas, pra ajudar nesse excelente tópico.

      - acrescentado ao post inicial -

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      Ketty_
      bom, eu ach oque bater e arranhar é inevitavel. se fica feio nao sei, o meu é natural (cor da madeira mesmo) e algumas batidas são grandes o suficente pra aparecer, mas eu aceito elas.
      =p

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Ketty_: Ele fica feio com o passar do tempo mesmo a pessoa tomando cuidado pra não arranhar, limpando direito, enfim, tendo todos os cuidados?

      Tem que tomar cuidado pra não estragar logo, mas sempre estraga, independente da cor. O preto só torna estes defeitos que você citou mais aparentes.

      kiki
      Putz, esqueci mesmo. Eu ia comentar sobre as tensões de cordas de nylon etals, esqueci completamente. Tem como integrar o seu texto no meu, para ficar uma coisa só? Já que você é moderador, não custa nada perguntar...

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      tem sim! vou colocar meu texto lá, e se voce quiser acrescentar mais coisa, é só falar!

      Ketty_
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      Entendo, olha, vc já teve um? Queria saber se vale à pena, porque tenho muita vontade de ter o preto, o natural não enche tanto os olhos.. mas se a diferença de durabilidade for importante, aí eu levaria o natural

      kiki
      Que bom que vc está feliz com um natural, eu até acho bonito. Mas não ajudou mto a esclarecer a duvida =x

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Ketty_: Entendo, olha, vc já teve um? Queria saber se vale à pena, porque tenho muita vontade de ter o preto, o natural não enche tanto os olhos.. mas se a diferença de durabilidade for importante, aí eu levaria o natural

      Nunca tive instrumento preto não, mas não se preocupe com este detalhe, é mera preocupação estética. Você deve ficar contente com o visual do seu violão, afinal você (supostamente) vai olhar pra ele todo dia, como se fosse seu marido.

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      Ketty_
      bom, a durabilidade é a mesma. vaio depender de como voce cuida dele. como disse o nosso amigo erico.ascencao, sempre estraga, independente da cor. O preto só torna estes defeitos que você citou mais aparentes.

      se voce prefere preto, leve. eu nao pensaria duas vezes.

      -Dan
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: -Dan
      · votar


      Tava caçando um violao decente cordas de Nylon, braço fino, cordas baixas.

      Sugestoes?

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      -Dan
      po, ta muito generico. ce leu o post inicial?

      defina faixa de preço, que mais voce procura.
      a unica coisa que posso dizer é, evite os modelos classicos, que tem o braço largo.
      de resto, nao dá pra saber.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: erico.ascencao
      · votar


      -Dan: Tava caçando um violao decente cordas de Nylon, braço fino, cordas baixas.

      A princípio qualquer um pode atender as suas necessidades.

      Violões de cordas de nylon têm a pestana de 60 mm. Menos que isso o braço fica muito fino para as cordas de nylon, pois elas vibram mais que as cordas de aço devido à tensão menor das cordas e tmabém são mais espessas do que as cordas de aço. Os violões com cordas de aço é que possuem os braços mais finos, com pestana de uns 45 mm.

      Quanto à altura das cordas, isso depende de regulagem. Assim que você comprar o violão, mande-o para um luthier regular a altura das cordas. O luthier deverá lixar o rastilho e/ou a pestana. É bom aproveitar para pedir para que ele trocar o rastilho e a pestana por peças de osso, que dão uma sonoridade melhor ao violão.

      Para eu te dar sugestões você precisa falar quanto você tem pra gastar. Sem tal informação podemos sugerir desde um Di Giorgio Estudante 18 até um Ramirez...

      -Dan
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      kiki
      erico.ascencao

      Realmente fui totalmente generico.
      Até uns 500 reais. Não precisa ser elétrico. Interesse em tocar Tarrega e afins no aconchego do meu lar.

      Obrigado pelas respostas.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      -Dan
      Agora sim: Di Giorgio Estudante 38 (com tampo maciço). Procure também Gianinni e Rozini com tampo maciço, nesta faixa de preço dá pra encontrar. O Di Giorgio Talent I também é legal, mas ele é flat.

      -Dan
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao

      Saberia me informar a diferença para um da mesma marca, porem Signorina?

      Obrigado pela resposta.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      -Dan
      Que eu saiba os Signorina são violões antigos, não são mais fabricados. Se você achou um destes usados, dê uma analisada com carinho. Se possível teste-o, pois violão velho muitas vezes pode ser um ótimo negócio se estiver em bom estado, ainda mais se tiver tampo maciço (que eu acho que é o caso).

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      -Dan
      nao conehço, mas pelo nome, pode ser que seja um violao menor.

      eu tenho um "ao rei dos violões" modelo senhorita, ele é menor, tem sido muito util pros meus irmaos menores aprenderem.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      kiki: eu tenho um "ao rei dos violões" modelo senhorita

      Nossa, migué hein... heheheh. O "ao rei dos violões" é na verdade um Tonante. O Signorina é um modelo antigo da Di Giorgio.

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      na verdade nao, nessa época acho que era outra marca, que fundiu ou foi vendido pro tonante, sei lá. no adesivo tá só "ao rei dos violões", modelo senhorita.
      não que seja muito melhor que um otnante, mas pelo menso tem umas marchetarias de verdade. alias, varias, em toda a borda.

      era da minha mãe, quando ela era adolescente, então deve ser de começo de 1970.

      colorful
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      muito bom esse topico!!

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: erico.ascencao
      · votar


      kiki
      A Dolphin lançou uma guitarra nos anos 80 chamada King, justamente satirizando as guitarras Rei.

      Dando uma wikipediazada: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tonante

      -Dan
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      kiki
      erico.ascencao

      Achei esse Di Giorgio Estudante 18 por 250 semi novo. Me parece uma boa. Vou testa-lo!

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      hm.....
      entao é o mesmo?

      -Dan
      se estiver em bom estado, acho que vale... pesquisa o preço dele por ai hoje, eu nao sei.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      kiki: entao é o mesmo?

      Devem ser nomes diferentes para a mesma coisa.

      kiki
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      erico.ascencao
      po, entao eu tenho um tonante e nao sabia!
      que honra!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 【FIXO】 Tópico Oficial pra quem quer comprar violão e precisa de ajuda

      301.114 tópicos 7.807.863 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital