Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      【FIXO】 Tópico de termos "partiturísticos" para violão

      Autor Mensagem
      Pardal
      Veterano
      # set/08


      Galera:

      Crio este tópico para ajudar os iniciantes em violão erudito e matar a curiosidade dos não-iniciados. As terminologias aqui utilizadas podem não ser consenso, e espero contribuições de quem tiver algo a acrescentar. Tentarei dar dicas de técnicas também.

      chasquido: Ruído (em geral) indesejado na música para violão, que ocorre quando muda-se a posição da mão esquerda (me), arrasta-se os dedos pelas cordas, ou há um movimento muito brusco. Para evitá-lo, é necessário estudar bem o movimento. Em caso de arraste nas cordas de bordão, tente tocar menos com a ponta e mais com a polpa do dedo, diminuindo assim o chasquido; isso é muito útil quando se toca, por exemplo, o Prelúdio 1 do Heitor Villa-Lobos.

      pizzicato: Existem algumas formas de fazer pizzicato no violão. A mais importante, no entanto, é abafar as cordas, com a lateral da mão direita (md), e tocar o resto naturalmente. Essa abafada deve ser bem próxima do cavalete, para não tirar demais o som. Pode ser, inclusive, em cima do rastilho.

      glissandi: Ou glissando, como preferir. Em geral, no violão, o glissandi não passa por todas as freqüências de som, mas se efetua com um arraste. Só é possível fazer glissandi em uma mesma corda.

      ligaduras de tempo: as ligaduras de tempo, diferentes da de valor, ligam sonoramente duas notas diferentes e, no violão, esse tipo de ligadura adquire uma prática particular. Deve-se evitar retirar a primeira nota tocada e tocar a segunda em uma outra corda, ligando-as sonoramente. No prelúdio da primeira suíte de Bach, BWV 996, por exemplo, há uma escala descendente que exige esse tipo de ligadura e que deve-se alternar cordas apertadas na segunda região com cordas soltas deixando-se soar para parecer um som ligado.

      leggato: Em uma mesma corda, pode ser efetuado apenas retirando ou acrescentando um dedo à corda, sem produzir novo som, apenas ligando. a primeira nota do leggato será tocada com a md e me e a segunda apenas com a me. Não deve-se tirar ou colocar o dedo com muita força, pois senão ocorrerá o martelato. Imagine um gráfico: a primeira nota é pulsada e começa a perder volume. A segunda nota não pode começar com mais volume do que a primeira nota estava soando quando a segunda foi efetuada.

      martelato: Basicamente, é produzir uma nota apenas coma mão esquerda, batendo-a com força. É diferente, nesse sentido, do leggato.

      sultasto: Consiste em se tocar "sobre os trastes", com a md. Deve-se evitar, nesse tipo de técnica, acertar a escala com os dedos da md. Há controvésias quanto ao uso desse técnica para simular timbres de instrumentos antigos, como o alaúde. Alguns sugerem que deve-se tocar perpendicularmente à corda, nesta região, para soar com o instrumento referido a título de exemplo. Outros preferem que se toque na região sulpocicello.

      sulponcicello: Consiste em tocar perto do cavalete. O pizzicato é um exemplo de técnica efetuada em sulponcicello. No Estudio sin luz, do Segóvia, há uma parte da música com indicação para se tocar nesta região.

      Existem outras indicações que não são exclusivamente violonísticas,mas seguem aí:

      staccato: Do italiano, "separado". Consiste em separar as notas de determinado fraseado, dando-lhe outro caráter musical. Em geral, diminui-se as notas em staccato em metade do seu valor grafado, e a outr ametade do tempo em que a nota soaria é substituída por uma pausa, também de metade do valor da nota original. É como se você transformasse uma nota de tempo 2 em uma nota de tempo 1 seguida de uma pausa de tempo 1. Em geral, o abafamento é feito com os dedos da md, mas não há nada que impeça o uso da me, caso fique mais fácil e soe tão bem quanto.

      portato: Do italiano, "segurado". é um tipo de staccato em que se divide o tempo original da nota em 4: no primeiro tempo temos a nota, e nos outros 3 pausa.

      kiki
      Moderador
      # set/08
      · votar


      Pardal
      grande professor pardal, sempre mantendo o alto nível violonistico do forum!

      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Vai aí mais um termo muito comum em músicas barrocas e renascentistas:

      ennegalle: Consiste em deixar a execução da peça mais orgânica. O ennegalle persistiu por muito tempo. Vamos nos lembrar que o metrônomo só foi inventado com Galileu Galilei e, portanto, antes os músicos não tinham como acertarmetronomicamente os tempos. Há dois tipos de ennegalle: Renascentista e Barroco. O ennegalle é sempre feito durante uma passagem de escala ou melodia.

      O renascentista consiste em fazer um leve tempo rubato de forma organizada: se for ascendente, deve-se aumentar levemente a velocidade à medida que sobe; se for descendente deve diminuir um pouco a velocidade à medida que vai chegando nas notas mais graves. Nunca, no entanto perdendo-se o pulso, mas sempre com compensação: se as últimas notas são colcheias mais agudas, elas serão mais rápidas e, para não perder o pulso, as primeiras colcheias mais graves serão colcheias "maiores", isto é, com uma duração maior, já que as últimas colcheias já vão estar aceleradas e serãoa menores que uma colcheia normal.

      O Barroco parte do mesmo princípio, só que obtém resultados diferentes: não precisa manter o pulso, e pode-se escolher acelerar ou rallentar a gosto do intérprete, no entanto, sempre com certa compensação. O intérprete deve observar, agora, em quais momentos a melodia muda, ou repete o desenho à partir de outra nota. Em geral o ennegalle Barroco terá o mesmo direcionamento durante uma longa melodia. Toda vez que o desenho melódico se repetir, ele fará o ennegalle: ou começará rápido e diminuirá a velocidade, ou começará devagar e aumentará a velocidade. O ennegalle Barroco não obedece à regra do subiu-acelerou desceu-rallentou, ficando a gosto do intérprete, que deve decidir entre os afetos da música e a forma de ennegalle mais apropriada para a peça.

      DrBrodsky
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Sempre quis saber o que é trinado e campanela.

      DrBrodsky
      Veterano
      # set/08
      · votar


      E portamento.

      Bolo de laranja
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Stick no tópico do pardal!

      "Protesto: queremos stick!"

      hehe

      muito bom o tópico!

      Abraço

      kiki
      Moderador
      # set/08
      · votar


      Bolo de laranja
      manda lá na central de ajuda!

      Fuinhosila
      Veterano
      # set/08
      · votar


      stick!

      rosie
      Moderadora
      # set/08 · Editado por: rosie
      · votar


      Algumas postagens foram apagadas para evitar que esse tópico, que tem um bom conteúdo, seja desvirtuado.
      Agradeço a compreensão de vocês para ajudar a manter a organização aqui =)


      Fuinhosila
      Veterano
      # set/08
      · votar


      aeeeeewwww!!!!!um11111one11!!!!

      kiki
      Moderador
      # set/08
      · votar


      rosie
      obrigado pela organização e pelo stick!

      Pardal
      Veterano
      # set/08 · Editado por: Pardal
      · votar


      DrBrodsky

      trinado: É um tipo de ornamento realizado, no violão, com legatto. Você deve dar um legatto em duas notas, alternando-as entre si durante a duração da nota do trinado. Exemplo: imaginemos que, durante um compasso, haja uma nota de trinado de ré. Estamos na tonalidade de ré e, assim faremos melhor o trinado com ré e dó#. Alternaremos com legatto as duas notas, bem rápido. O trinado também tem sua execução alterada dependendo da época e da indicação do trinado. É algo bem complicado, mas basicamente dá pra sentir como o trinado deveria sair, então não é muito segredo. Há um trinado no Allegro da música "Sonata K16 em dó menor", de Mozart.

      campanela.
      portamento.

      Esses dois ainda tenho de descobrir...

      Aliás, eu tenho de editar, que é sul ponticello e sul tasto, e não como está escrito lá em cima...

      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      *Retirado de Teoria da Música, de Bohumil Med, pgs.256 a 263. Editado para ser melhor aproveitado no fórum de violão.

      martelé: Espécie de destacado muito acentuado, forte e enérgico. Um tipo de staccato.

      staccato martelé: Seqüência de pulsões martelé numa única direção.

      louré: Portato! As notas são tocadas com mesma expressão, com uma pequena separação, menor que o staccato.

      flautato: Imitando o timbre da flauta.

      sul mi, si, sol ré, lá ou Mi: Tocar a digitação apenas na corda indicada. Exemplo: sul sol quer dizer que você só pode tocar na nota sol.

      flageolet: Emissão de harmônicos, em geral com as cordas soltas. É assim que se fala no meio erudito...

      vibrato: Basicamente, pequena oscilação de duas alturas quase iguais. No violão, você apenas vibra o dedo dentro da mesma casa, deixando o som que está soando ora mais grave, ora mais agudo. Geralmente fica a critério do intérprete escolher o tipo, amplitude e velocidade do vibrato, respeitando, porém, os conceitos estéticos e estilísticos da época da peça.

      simile: igual, da mesma forma.

      alla terza: Indica o acréscimo de uma terça superior a todas as notas a serem tocadas. Termo mais presente na múcia antiga.

      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      DrBrodsky

      campanela.

      Imagino que seja o diminutivo de campana. A campana é aquela abertura no final de instrumentos de sopro como a tuba, a trompa, o trompete e o trombone (metais). Mas não tenho certeza...

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      aproveitando o tópico estou ensinando a glra aqui o sinal de staccato nesta video aula minha .
      Espero que goste .abraço a todos.




      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Há ainda outra técnica, que não é necessariamente indicada de forma convencional.

      tremolo: É uma técnica de mão direita, que tem duas variantes: clássica e flamenca. quanto à flamenca, não disponho de grande conhecimento sobre o assunto. A clássica usa-se de se tocar com os quatro dedos da mão direita violonística numa ordem particular: anelar, médio, indicador, e polegar. Isso bem rápido, com a mão bem leve, efetuando um movimento cíclico. o a, m e i tocam a mesma corda, sempre, enquanto que o polegar pode efetuar uma outra melodia de acompanhamento por cima. Em geral, a música com tremolo vem numa velociadade muito mais rápida do que seria possível tocar sem essa técnica, e a célula rítmica compõe-se de uma primeira nota efetuada pelo polegar, mais grave, e outras três notas iguais entre si, para serem efetuadas pelos outros dedos. "Recuerdos de la Alhambra" é uma das músicas que usa tremolo das mais conhecidas.

      ricre
      Veterano
      # set/08
      · votar


      se vcs tbm observar! vai notar nessa musica que eu toquei na apresentação o sinal de ligadura e o sinal de som harmônico.
      O professor pardal logo vai esplicar melhor ai .:)

      EnrickAlves
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Pardal
      Se eu não me engano o tremolo flamenco é parecido com o erudito, mas é na ordem p i a m i.

      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      EnrickAlves

      Se eu não me engano o tremolo flamenco é parecido com o erudito, mas é na ordem p i a m i.

      Sim, eu sei que é assim, só que não o pratico, então não considero que conheça o suficiente para explicar. Se você conheçe, por favor explique, eu adoraria!!!

      ricre

      As ligaduras, como o nosso caro colega ricre executou, podem ser feitas apenas acrescentando o dedo à corda que já foi tocada, na nota desejada a se ligar.

      Quanto ao staccato que ele realizou, na verdade eu chamo esse efeito de violão popular de abafada. O conceito de staccato clássico é de que a nota tem metade de seu valor anotado, sendo a outra metade preenchida por uma pausa. Mas eu entendi em que sentido ele quis chamar isso de staccato.

      Pardal
      Veterano
      # set/08
      · votar


      harmônico em geral, simplificado por Harm.. Tem diversas notações diferentes, mas refere-se ao efeito de conseguir notas mais agudas do que originalmente se produziria com a corda sem essa técnica. Consiste em diminuir a extensão da vibração da corda por um número inteiro (2, 3, 4... Mais comumente por 2 ou 3), abafando-se a corda nessa divisão com um dedo, em geral da mão esquerda, mas pode aparecer a exigência de se usar a mão direita também.

      Uma indicação comum é quando, sobre as notas, aparece ou a palavra harm., ou bolinhas brancas. Agora começam as variações.

      Quando você tem a indicação do traste em que o harmônico deve ser feito (em geral com um algarismo romano, assim como a notação de pestana), a nota anotada pode ser tanto a da corda solta em que esse harmônico será realizado quanto o som do harmônico em si, isto é, o que irá soar de fato.

      Aí vai do bom senso: há compositores que simplesmente colocam as notas que devem soar, e um harm. em cima ou bolinhas, e você deve conhecer quais harmônicos uma corda produz.

      Falando em pestana, vamos esclarecer:

      pestana: A indicação de pestana também apresenta variações na partitura.

      Há edições que apresentam algarismos romanos. Por exemplo: VII quer dizer que você tem de fazer a pestana na sétima casa. Essa notação pode ficar mais completa quando se anota até que corda a pestana será feita. Por exemplo: V3 indica que a pestana é na casa cinco, até a terceira corda.

      Outra indicação comum é o C e o ¢. C indica pestana inteira, e o ¢ indica meia-pestana, até a terceira corda. Em geral, não vem anotado em que casa deve ser feita a pestana, então tem de ir do bom senso denovo, visto que, individualmente, pode haver mais de uma possibilidade.

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      O ponto e a ligadura,sobre a mesma notas,tem o mesmo efeito.

      Quando a ligadura estiver em notas diferente,ela tem dois efeito.

      Primeiro: ascendente
      Segundo: descendente.

      Ascendente: vc toca a primeira nota e com o mesmo dedo toca a seguinte.

      Descendente :vc toca a primeira e martele com o mesmo dedo a nota seguinte.

      Agora tem a ligadura de fraseado, na qual ela aparece em três ou até mais notas.

      Vc toca a primeira nota e destaca na nota final.

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      staccato: indica uma execução "seca",com o som sendo interrompido logo após sua emissão. Indicado pelo sinal ^e com um pequeno traço no meio.

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      Pauta Ritmica: Corresponde á representação das durações de uma determinda convenção,sem desmembramento baixo/ Acorde.
      No caso dos instrumentos de cordas dedilhadas,executa-se esses padrões através de rasqueado(Batida),com dedos ou Palheta em movimentos ascendentes e descendentes.
      Em relação ao piano,deve o instrumentista determinar os pontos de apoio dos baixos,uma vez que essa grafia não é adequada a esse instrumento.

      ricre
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Arpejado: indica uma execução bem rápida sobre o Acorde,fazendo com que as notas que compõe soem ligeiramente separadas umas das outras.

      Arpejos: Execuções "dedilhados" onde o Acorde tem cada uma de suas Notas executadas individualmente,uma após a outra.
      É representado pela escrita normal e necessita da indicação da digitação dos dedos que executam cada nota.

      No caso do violão esses são: P (polegar),I (indicador),M (médio),A (anular).todos da mão direita.

      Em se tratando de piano: os dedos são indicados pela ordem de numeração dos mesmos, que é de 1 a 5 em ambas as mãos,a partir do dedo polegar.

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      EnrickAlves Vc tem razão amigo.



      Trêmulo (rasqueado Rápido): corresponde a uma execução bastante rápida,semelhante ao "Rufo" (Rol) dos instrumentos.
      Representado pelo sinal Tr~~~~~~~~~~

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar




      Para reforçar e tirar qualquer dúvida aqui!!!Observe esse video , e veja o staccato que eu mencionei aqui.

      Abafado é outro tipo de som percussivo.

      Muitos confundi o staccato com o abafado, na minha próxima video aula eu vou detalhar esse movimento de som percussivo.abraço a todos:)

      ricre
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Musica: é uma combinação de sons que conservam entre si relações lógicas e ordenadas.

      Som: é tudo que impressiona o órgão auditivo;resulta do choque de dois corpos.

      Na prática musical,som assume 4 propriedade:

      Altura- que é o grau de entoação,tripartindo-se os sons quanto á altura em: Graves,Médios,agudos.

      Duração: que é o tempo em que se prolonga.

      Intensidade: que é o grau de força empregado na sua repercussão.

      Timbre: que é o atributo especial de cada som.

      Série Harmônica: é o conjunto desse dado som(chamado fundamental) e os sons harmônicos reproduzidos durante a sua ressonância: são conhecidos pela sua ordem de sucessão.

      Melodia: é uma combinação ao de sons sucessivos.

      Harmônica: é uma combinação de sons simultâneos.

      Ritmo: é a ordem a que se obedecem os sons no discurso musical.

      ricre
      Veterano
      # set/08 · Editado por: ricre
      · votar


      Pardal Respondeu ao RICRE

      Quanto ao staccato que ele realizou, na verdade eu chamo esse efeito de violão popular de abafada


      Ricre responde ao autor do tópico e Tira sua dúvida :Cara o staccato é esse som martelete no violão.

      Ou seja,som percussivo diferenciado do abafado.:)

      Pardal
      Veterano
      # set/08 · Editado por: Pardal
      · votar


      ricre

      Ricre responde ao autor do tópico e Tira sua dúvida :Cara o staccato é esse som martelete no violão.


      Não era uma dúvida que eu tinha. Citando Bohumil Med (MED, 1996), novamente, agora à página 44 e 45:

      "Ponto de diminuição (ou staccato) é um sinal que, colocado sobre ou sob a nota, divide o valor em som e silêncio.

      A palavra staccato, que significa, em português, destacado, indica que os sons são articulados de modo separado e seco.

      Ponto simples de diminuição (ou staccato simples) é um ponto colocado acima ou abaixo da nota (próximo à cabeça da nota) que divide o valor em duas metades, sendo a primeira de som e a segunda de silêncio."

      Ao contrário do que você aparenta sugerir, o staccato não é simplesmente "com o som sendo interrompido logo após sua emissão". A execução do staccato exige uma consciência rítmica simples mas diferente: você olha ma colcheia em staccato e sabe que, na verdade, há lá uma semicolcheia de som e uma pausa de semicolcheia. Não há como ter dúvidas a respeito. A definição de staccato eu já coloquei lá em cima e cito aqui a definição de um dos professores de música mais conceituados no Brasil, quando se fala em teoria musical. é atualmente prfessor na UnB.

      Trêmulo (rasqueado Rápido): corresponde a uma execução bastante rápida,semelhante ao "Rufo" (Rol) dos instrumentos.
      Representado pelo sinal Tr~~~~~~~~~~


      Esse é o trêmulo, musicalmente falando é este o efeito. Mas nós estávamos nos referindo à técnica particularmente violonística tremolo (levemente diferente), usada e "Recuerdos de la alhambra". É levemente diferente, procure no youtube essa música que dá pra ver que é outra coisa.

      Quanto ao abafado é uma técnica de música popular, em que você não produz sons com altura definida, mas abafa as cordas com a mão esquerda e toca com a mão direita.

      Dogs2
      Veterano
      # set/08
      · votar


      Pardal
      Existem outras indicações que não são exclusivamente violonísticas,mas seguem aí:

      pô mas glissando e leggato também não são exclusivas do violão... tá certo que cada instrumento tem sua forma de tocar mas enfim. Parabéns por deixar o fórum melhor, tomara que muitos façam uso desse tópico

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 【FIXO】 Tópico de termos "partiturísticos" para violão

      301.808 tópicos 7.821.284 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital