Sepultura e Angra no trio elétrico

Autor Mensagem
FELIZ NATAL
Veterano
# fev/16
· votar


Angra tocando axé ou as canções próprias pra mim dá no mesmo, nem presto atenção.

Muito chato.

nichendrix
Veterano
# fev/16
· votar


-Dan
Infelizmnte não tem como desver esse vídeo... :(

Ismah
Veterano
# abr/16
· votar


Pra quem quiser detalhes mais técnicos, e... Pra ver como é ruim tocar no carnaval, no trio... Vai lá tocar no boteco com caixa ativa, porque isso é rock'n'roll rs



Julia Hardy
Veterano
# abr/16
· votar


Pelo jeito, o heavy metal não está tomando as massas como o planejado.

makumbator
Veterano
# abr/16
· votar


Julia Hardy
Pelo jeito, o heavy metal não está tomando as massas como o planejado.


Falta carboidrato no metal.

mvrasseli
Veterano
# abr/16
· votar


makumbator
Falta carboidrato no metal.

Mas ferro tem de sobra irmãozinho...

Ismah
Veterano
# abr/16
· votar


Confesso que to me preocupando com os rumos da banda agora... Um clipe POP para uma banda de METAL? Putz... Estão obviamente focando onde dá grana (Japão), mas popzinho fuleira me quebrou as pernas...



Wade
Membro Novato
# abr/16
· votar


Não entendi. Não vi nenhum "pop fuleiro" aí. Só uma baladinha, a coisa mais normal do mundo em se tratando de Power Metal. Aliás, o Angra pouco mergulhava nisso mesmo, mas é rotina no estilo.

E estão homenageando um país que os recebeu de "pernas abertas" e talvez o lugar do mundo onde são mais respeitados. Nada mais justo. A banda firmou sede lá por muitos anos. Nada errado.

Sobre a música em si, aí já é subjetivo. Eu curti muito. É uma música bonita. Simples e bonita. O Rafael geralmente traz mais "feeling" quando canta.

7/10 pra música/clipe. E esse disco novo tá bem foda.

Calime
Veterano
# abr/16
· votar


Tbm partilho dessa visão. Balada é algo que sempre andou junto com esse tipo de metal. O que achei mais estranho foi o Rafael cantando nela....não lembro de outra música do Angra que não seja cantada principalmente pelo vocal titular.

Agora sobre gostar ou não, são outros 500. Particularmente, eu achei razoável.

nichendrix
Veterano
# mai/16 · Editado por: nichendrix
· votar


Ismah
Ué, qual foi o rebú com isso? Tipo Powermetal é o pop da cultura metaleira e o Japão está numa onda forte de misturar o J-Pop deles com diversas correntes de metal. É só ver a banda de metal que mais vende discos lá, o Babymetal, que é praticamente uma mistura de metal com dancinha das paquitas e letrinhas alegrinhas. O que o Angra vende lá não é a raspa do tacho do que essas meninas vendem, até porque os dois discos delas estão entre os de metal que mais venderam no mundo e o disco novo já está no top 40 geral da Billboard e em #2 até agora na contagem só de discos de Hard Rock e Metal. Lá essas misturas são as coisas mais normais do mundo.

Como o Wade e o Calime falaram, eles estão fazendo algo comum no estilo e também se adaptando ao público que mais compra discos deles.

Ainda assim não é lá essas vendas todas não, a ultima vez que vi falarem, lá no Japão o Babymetal é a única banda que vende regularmente mais de 1 milhão de discos por ano. A segunda banda que mais vende lá, que é só o Metallica, não vai muito além de 100-200mil cópias por ano.

O Angra não é nem de longe tão conhecido quanto o Metallica, mas ainda assim é uma vantagem pra eles, porquê japonês, em geral, não compra música pirata, não compra camisa pirata, não falsificam carteira de estudante pra pagar meia, então os caras conseguem viver bem de música focando no público de lá.

Então se eu fosse eles, eu já tava vestido de lolita e fazendo dancinha pra ver se batia 1 milhão de cópias também... kkkkkk

Ismah
Veterano
# mai/16
· votar


Eu ter achado a música pobre é uma opinião, deixei bem claro que entendo os motivos de estarem com um pé no pop de lá... Achei só curioso, pois é uma das últimas bandas de metal que conseguiu algum sucesso...

Julia Hardy
Veterano
# mai/16 · Editado por: Julia Hardy
· votar


Esse clipe do Angra parece propaganda de banco. Ou de margarina. Coisa brega. Mas, power metal é brega, então, é coerente. A música é uma baba. Tudo em casa.

É só ver a banda de metal que mais vende discos lá, o Babymetal

Kkkkkk

lá no Japão o Babymetal é a única banda que vende regularmente mais de 1 milhão de discos por ano.

O Akb48 vende em uma semana.

nichendrix
Veterano
# mai/16
· votar


Julia Hardy
Metal não é mainstream em nenhum lugar, mas por lá é o mais longe do mainstream ainda, um tempo atrás tava vendo uma entrevista do editor da maior revista sobre metal de lá, a Hedoban (a palavra deles para Headbanger) e o cara fala na lata que tirando algumas bandas de metal que são mainstream como o Metallica ou Iron Maiden, uma banda de metal vendendo muito por lá é na casa das 10mil cópias por mês. Metallica, Iron e afins vendem de 10 e 50mil cópias por mês, então de repente uma banda como o Babymetal chegar vendendo 100mil cópias ou mais por mês é um fenômeno de vendas que eles não vêem desde os anos 80, quando o X-Japan estava no auge e o metal era meio que main stream no mundo inteiro.

Agora essa comparação com AKB48 é meio sem pé nem cabeça, primeiro porque a banda lá é quase um culto, tem café, tem loja, tem programa de tv, tem revista, tem confeitaria, o caralho a quatro. Outra porque eles vendem 1 milhão de cópias em um mês lá, e talvez consigam isso na Coreia e nos derivados da China (Taiwan, Cingapura, etc). Só que fora da região são virtualmente desconhecidos.

Babymetal pode não vender tanto assim na região, mas em compensação o primeiro disco já foi o nº 1 em vendas em Hard Rock e Metal no Japão, EUA e mais 5 ou 6 países da Europa em 2015. O novo disco delas que saiu mês passado já está em primeiro lugar nas paradas de metal em quase toda Europa e em segundo nos EUA. O primeiro disco entrou pro Top 200 da Billboard nos EUA, algo que só 5 bandas orientais fizeram antes, e o segundo disco já entrou no top 40 da Billboard e foi a primeira vez que algum artista japonês chega numa classificação acima de 100 e se não me engano só um outro artista oriental ficou acima de 100, que foi o PSY do Gungnan Style. No Reino Unido elas chegaram a ficar 3 semanas como um dos 10 discos mais vendidos no geralzão, incluindo todos os estilos.

Então se parar pra pensar, elas podem ter menos alcance no Japão do que o UKB48, mas o alcance internacional delas é várias ordens de magnitude maior do que o do UKB48, nenhuma banda japonesa de qualquer estilo conseguiu até hoje.

No caso de rock and roll e metal, acho que o fato delas esse ano estarem no palco principal da edição desse ano estas estarem nos palcos principais de todos os grandes festivais do mundo dividindo o palco com bandas do calibre de Black Sabbath, Iron Maiden, Slayer, Megadeth, Metallica, Gun'n'Roses, Nightwish, Korn, etc., ao menos pra mim é testemunho do tanto que essas meninas se deram bem ao sair do Japão.

Se um ano e meio atrás me falassem que elas iam longe assim, nessa idade (a mais velha fez 18 em dezembro, as outras ainda tem 16) e tocando essa versão doida, meio tosca e alegrinha de metal delas, eu diria que a pessoa tava ficando era doida.

Uma curiosidade engraçada, é que a irmã da Suzuka Nakamoto (SUMETAL), é vocalista no UKB48.

Julia Hardy
Veterano
# mai/16
· votar


nichendrix

Tudo isso é muito bonito. Pessoalmente, prefiro mil vezes elas do que qualquer cantor(a) ou grupo pop genérico da atualidade. Mas, não muda o fato que Babymetal não passa de uma bobagem que deu certo.
Não sou dessas que leva o metaaaaaaaaal tão a sério. Mas, toda essa comoção é, no mínimo, bizarra.

Quanto a comparação com AKB48: óbvio que elas (Babymetal ) são melhores. Aquilo é lixo puro. Mas, na essência não tem muito diferença. Um bando de menininhas cantando e dançando pra uma horda de marmanjos que... Bom, deixa pra lá.

Sem pé, nem cabeça é colocá-las ao lado ícones do rock / metal. Mas, se tem gente que abraça a ideia, que assim seja.

Lelo Mig
Membro
# mai/16
· votar


AKB48? Baby Metal?

Putakipariu... depois neguinho têm coragem de falar mal de Wesley Safadão, Calipso, Gabi Amarantos e etc?

Qual a diferença? além do complexo de tupiniquim dos "críticos"?

Calime
Veterano
# mai/16 · Editado por: Calime
· votar


Lelo Mig

Sei que vc está falando sobre quem critica, mas na moral? Prefiro Gabi e Calipso que essas viagens orientais aí.

nichendrix
Veterano
# mai/16
· votar


Julia Hardy
Eu não botei ela ao lado de ícones do Rock/Metal, eu só falei que elas vendem pra caralho, inclusive mais do que algumas bandas absurdamente bem estabelecidas.

Agora se você considera Angra ícones do Rock e Metal, bom, ai são outros 500...kkkkk

Ainda assim eu não fiz uma comparação entre eles e o Babymetal, falei delas ao menos inicialmente pra dar noção de proporção de vendas, mas já que se tocou nisso pra mim Angra nunca prestou, então comparar com qualquer banda que seja já seria um lucro.

Lelo Mig
Putakipariu... depois neguinho têm coragem de falar mal de Wesley Safadão, Calipso, Gabi Amarantos e etc?

E quem ousa falar mal de Calipso e Gabi Amarantos cara? Quisera eu ter a mão direita desse povo do norte com essas misturas meio caribenhas, meio indigenas um tanto anordestinadas. Forró é uma das maiores frustrações da minha vida, até hoje eu tento tocar (e dependendo do tanto de cervejas até dançar) aquilo, mas sem sair do lugar.

Qual a diferença? além do complexo de tupiniquim dos "críticos"?

Isso daí é o que eu digo quando o cara vem me dizer que gosta de Blues e não curte um brega. Uma vez meu avô me perguntou o que era esse blues que eu tanto falava e eu falei: vô é Waldick Soriano em inglês.

A negada fica puta, se traduzir a maioria dos cantores de brega do Brasil pra inglês, a letra é um blues sem tirar e nem por.

Calime
Sei que vc está falando sobre quem critica, mas na moral? Prefiro Gabi e Calipso que essas viagens orientais aí.

Eu não posso falar nada, eu ouço as duas coisas e até gosto... kkkkkk

Na moral, eu acho que a música anda muito parada, acho interessante ver misturas diferentes, se é tecnobrega, metal com dancinhas ou jazz no shamizen não faz muita diferença.

Calime
Veterano
# mai/16
· votar


nichendrix

Na moral, eu acho que a música anda muito parada, acho interessante ver misturas diferentes, se é tecnobrega, metal com dancinhas ou jazz no shamizen não faz muita diferença.

Então somos 2. O que tem de novo, ruim ou bom, to ouvindo...daí posso gostar ou não, simples assim.

Julia Hardy
Veterano
# mai/16
· votar


Por que lolitas dançando ao som do metaaaaaaaaal é realmente inovador. Bom pra quem gosta.

Vou disso aqui:



Wade
Membro Novato
# mai/16
· votar



e------0---------0-------------0-----------------------
B------------------------------------------------------
G------------------------------------------------------
D------------------------------------------------------
A------------------------------------------------------
E------------------------------------------------------


nichendrix
Veterano
# mai/16 · Editado por: nichendrix
· votar


Calime
Então somos 2. O que tem de novo, ruim ou bom, to ouvindo...daí posso gostar ou não, simples assim.

É por aí, cada um gosta do que gosta, não tem que ficar filosofando muito ou pensando se isso é de qualidade ou não.

Eu adoro blues e blues é brega, música de corno e em parte é por isso que gosto, afinal boa parte da música aqui do nosso estado é baseada na sofrência, é algo que a gente, mesmo que não goste, cresceu acostumado com isso.

Acho engraçado como as pessoas tentam achar alguma qualidade extraordinária pra justificar os gostos que tem. Esse ano eu decidi fazer outra graduação e acho muito engraçado ver os jovens "metaleiros" do curso tentando justificar a superioridade do metal em relação a essas porcarias da música lixo brasileira.

Aí como todo mundo toca um violão depois da aula, um dia eu fui mostrar como a harmonia da "música lixo brasileira", mesmo muitas dessas tidas como lixo mesmo, forró, Calipso e afins é em geral até bastante rica, e não é raro estarem na mesma praia harmônica da maioria das bandas de metal, e que se você vai pra uma música brasileira só um pouquinho mais complicada, como uns sambas e umas bossinhas bem básicas, você já está ordens de magnitude a frente em termos harmônicos.

Rapaz, os meninos me olharam dum jeito que parecia que eu entrei num culto dos Testemunhas de Jeová e falei que o capeta chegou pra levar todos eles pro inferno.... kkkkkkk

Mas aí eu terminei brincando com eles, que era mais fácil simplesmente admitirem que se identificam com metal e por isso gostam disso e não ficar tentando inventar algum argumento pseudo-técnico pra justificar gostar de algo.

Julia Hardy
Eu conheço o Unlocking the Truth desde 2014 quando tocaram no Coachela Festival e no Heavy Montreal, é uma banda bem legal e bem sólida, traz muito do Metal mais classicão pra um contexto mais modernoso e o disco deles que sai mês que vem promete muito. Até lá, só resta me esperar.

Eu realmente não entendo muito sua implicância com o fato de eu ter falado que gosto do Babymetal e ter usado elas como exemplo de como de banda que vende muito com uma coisa totalmente estranha.

Parece birra de adolescente que ficou com raivinha porque disseram que algo que você gosta não é lá essas coisas. Você o tempo inteiro insinua que a banda não presta ou que eu gosto da banda porque são três meninas vestidas de lolita. Na boa esse joguete é muito adolescente pro meu gosto.

E já que é pra falar de gosto, eu vou me dar ao trabalho de falar como eu comecei a gostar do som delas... lá por idos de 2013 uma amiga já tinha vindo me falar da banda, mas na época eu tava meio afastado de ouvir J-pop (que ouço desde os tempos da trilha sonora de cavaleiros do zodiaco), então nem fui atrás.

Só fui ouvir mesmo em 2014 quando soube que o Takayoshi Ohmura tocava na banda delas. Eu gosto muito do trabalho do cara, já vi ele tocando com o Ritchie Kotzen, com o Marty Friedman e com uma big band de jazz que eu acho muito foda chamada Date Course Pentagon Royal Garden e ele manda bem pra caralho e é um capeta tocando com uma guitarra de 7 ou 8 cordas, então eu só não ouviria ele tocando numa banda se achasse que é uma merda muito grande.

E na boa, quando ouvi, achei estranho, só que ao mesmo tempo interessante e terminei gostando desse popzinho misturado com metal. Até porque gosto muito tanto de J-pop, quanto de metal, logo é natural que eu fosse gostar de qualquer banda que misturasse as duas coisas minimamente bem.

Essa coisa de lolita pra mim nem influi em nada e não nego que se demorei quase um ano pra finalmente ouvir foi porque essa imagem me era estranha pra caralho, ao contrário do que você parece querer insinuar.

No fim, você tem direito de não gostar, a vida é sua e ninguém vai lhe obrigar a ouvir o que não quer ou gostar do que não gosta. Da mesma forma que eu não gosto de Angra e não tem mimimi de ninguém no mundo que vai me fazer gostar de Angra a essa altura da vida e na boa, eu não estou aqui pra te convencer a gostar de nada.

Wade
???????????

makumbator
Veterano
# mai/16
· votar


nichendrix

Também gosto do Babymetal! Fazer o quê?

Wade
???????????


Ele quis dizer que esse papo é tudo mimimi

nichendrix
Veterano
# mai/16
· votar


makumbator
Porra eu ainda pensei mizim mizim mizim, que porra é essa? Acho que só acertava a sacada do Wade se ele tivesse botado no mizão... kkkkk

makumbator
Veterano
# mai/16
· votar


nichendrix
Porra eu ainda pensei mizim mizim mizim

Hahahaha! Mizim é foda!

Wade
Membro Novato
# mai/16
· votar


É um choro mais agudo ainda.

Julia Hardy
Veterano
# mai/16
· votar


nichendrix
Eu realmente não entendo muito sua implicância com o fato de eu ter falado que gosto do Babymetal e ter usado elas como exemplo de como de banda que vende muito com uma coisa totalmente estranha.

Parece birra de adolescente que ficou com raivinha porque disseram que algo que você gosta não é lá essas coisas. Você o tempo inteiro insinua que a banda não presta ou que eu gosto da banda porque são três meninas vestidas de lolita. Na boa esse joguete é muito adolescente pro meu gosto.


Não impliquei, não citei nomes, o sucesso delas não me incomoda e nem sou fã de Angra. Embora, eles sejam uma das melhores coisas que apareceram no tal metal melódico in my humble opinion. E, vamos parando por aqui pra não desvirtuar(ainda mais)o tópico.

Ismah
Veterano
# mai/16
· votar


Mas que foi mítico foi Wade.

Lelo Mig
Membro
# mai/16
· votar


nichendrix
makumbator
Ismah


Também não tinha sacado o "Mimimi".... na tablatura......mitou!.....kkkkkk

Calime
Veterano
# mai/16
· votar


De kra eu achei que o Wade tava criticando a banda dos muleques metaleiros acima, que faziam algo genérico (metal que fica o tempo todo na MIZONA dropada), dps reparei que era mizinho..daí não saquei mais nada, hahahhahaha...

Xeper
Veterano
# mai/16
· votar


Não sei o que a galera acha de tão legal no Unlocking The Truth. Como a maioria, conheci naquele video deles tocando no meio da rua e é bem legal e talz. Mas sempre me pareceu um Black Tide 2.0, uns moleques que tocam bagarai reciclando o que vem dando certo no metal nos ultimos anos.
Nada exatamente novo...

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Sepultura e Angra no trio elétrico