Sepultura e Angra no trio elétrico

Autor Mensagem
nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


makumbator

Ladybaby eu conheci pouco antes do carnaval, é muita zoeira, mas só deus sabe o que vai dar, embora acho que não vai dar em nada.

Eu não botava fé no Babymetal quando vi a primeira vez, até porque começou de zoeira numa novelinha tipo chiquititas. Só que o lance delas tem ficado bem sério depois que começaram a fazer os circuitos internacionais de metal.

O disco novo tem envolvimento da galera do Dragon Force e do Marty Friedman na produção e tocando junto. Até a letra das músicas, tem começado a se aproximar mais de temas mais tradicionais de metal, mas ainda com a proposta dela de ser algo mais pop e "fofo" e menos "sombrio" e "agressivo".

Enfim, não sei o que vai dar essa marmota de kawaii metal, mas ao menos no Babymetal tem algo legalzinho e que fez até eu tirar um pouco de poeira dos cds antigos de bandas como Blind Guardian, Dragon Force e Stratovarius... kkkkkkk

Wade

Cara, um amigo meu tem tocado todo ano com o Luis Caldas e com o Armandinho no carnaval. Ele tem um projeto de ensino de guitarra bahiana para crianças carentes no Piauí e os dois são "padrinhos" da parada e sempre deixam ele levar uns alunos pra divulgar lá.

Agora não se engane quem acha que esse pessoal dos carnavais, micaretas e forró do nordeste é alheio ao Rock. Boa parte dos músicos contratados pra tocar nessas bandas faria os metaleiros do FCC arrancar os cabelos com o som que tiram fora do trio. Eu costumo falar que passagem de som de banda de forró rola mais Blind Guardian, Steve Vai (que por algum motivo parece ser adorado por guitarrista de forró) e Malmsteen do que Luis Gonzaga, Dominguinhos e Jackson do Pandeiro.

Calime
Veterano
# fev/16
· votar


nichendrix

Boa parte dos músicos contratados pra tocar nessas bandas faria os metaleiros do FCC arrancar os cabelos com o som que tiram fora do trio. Eu costumo falar que passagem de som de banda de forró rola mais Blind Guardian, Steve Vai (que por algum motivo parece ser adorado por guitarrista de forró) e Malmsteen do que Luis Gonzaga, Dominguinhos e Jackson do Pandeiro.

Só li verdades! A maioria desse pessoal é vidrado em "guitarrismos pirotécnicos" mesmo. Tem nêgo(e branco, rs...) tocando de Paul Gilbert, Kiko Loureiro, e já ví até msm Shawn Lane. É só reparar, que mtos optam por ter cabelo grande e Ibanez, que tbm são indícios desse lance.

renatocaster
Moderador
# fev/16
· votar


nichendrix

Agora não se engane quem acha que esse pessoal dos carnavais, micaretas e forró do nordeste é alheio ao Rock. Boa parte dos músicos contratados pra tocar nessas bandas faria os metaleiros do FCC arrancar os cabelos com o som que tiram fora do trio. Eu costumo falar que passagem de som de banda de forró rola mais Blind Guardian, Steve Vai

Inclusive tivemos aquele caso recente do guitarrista do Parangolé (ou sei lá qual outra) que plagiou o riff da música "Nova Era" do Angra.

Wade
Membro Novato
# fev/16 · Editado por: Wade
· votar


Agora não se engane quem acha que esse pessoal dos carnavais, micaretas e forró do nordeste é alheio ao Rock. Boa parte dos músicos contratados pra tocar nessas bandas faria os metaleiros do FCC arrancar os cabelos com o som que tiram fora do trio.

Sim, isso eu sei, e muito bem. Levo minhas guitarras no luthier que constrói as guitarras do Armandinho e que praticamente as "inventou" com ele, no formato que ela é hoje.

Basta pisar no ateliê dele pra sentir o "intercâmbio" que acontece ali. Músicos de frevo/forró jameando com metaleiros from hell. De igual pra igual. Como disse, as vezes os forrozeiros dão pau nos cabeludos. E é ainda mais surpreendente quando em uma conversa se descobre que o cara com camiseta do Slayer cheio de spike é músico fixo de uma banda de forró ou axé.

Mas eu não sou da ala bitolada não. Acho isso ótimo e minha opinião é bem simples: música tem que ser boa. Só.

O vídeo que postei, por exemplo, é o melhor "duelo" de guitarra que eu conheço, meu preferido de todos, incluindo qualquer malabarismo de Rock/Metal. Armandinho é um monstro e qualquer um tira o chapéu pra ele.

Inclusive o Kiko, que não é novidade pra ninguém que é um grande apreciador e estudioso de ritmos populares, ficou encantado e ganha todo ano um modelo atualizado de guitarra baiana feita pelo Elifas.

Adoraria ver uma jam dos dois (Kiko e Armandinho). Mas se já era difícil com a agenda regular, imagine agora com essa loucura do Megadeth.

entamoeba
Membro Novato
# fev/16
· votar


makumbator
E o Ladybay? Já curtiram também?

Cada vez tenho mais medo de japonês! Aposto que essas musiquinhas tem mensagens subliminares incitando à zoofilia!

nichendrix
Veterano
# fev/16
· votar


entamoeba
Ladybaby mistura duas espécies de malucos e pervertidos do mundo Australiano e Japonês. Então se tiver mensagem subliminar está mais pra vamos fazer uma suruba pansexual... kkkkkkkkkk

makumbator
Veterano
# fev/16 · Editado por: makumbator
· votar


entamoeba
Cada vez tenho mais medo de japonês! Aposto que essas musiquinhas tem mensagens subliminares incitando à zoofilia!


Hahah! As letras são bem bobocas. Nessa do vídeo eles elencam coisas boas do Japão (principalmente comerciais, mas também urbanas, culturais e algumas naturais). Se souber inglês ligue a legenda no vídeo pra sacar o nível da mensagem! Hahah! Mas ouvindo ao contrário deve ter coisa ali.....heheheh!


nichendrix
Ladybaby eu conheci pouco antes do carnaval, é muita zoeira, mas só deus sabe o que vai dar, embora acho que não vai dar em nada.

Também acho que não vai dar em nada (só aquela onda inicial). Mas é hilário o marmanjo em um alter ego de menininha fofa.

Eu não botava fé no Babymetal quando vi a primeira vez, até porque começou de zoeira numa novelinha tipo chiquititas. Só que o lance delas tem ficado bem sério depois que começaram a fazer os circuitos internacionais de metal.

O disco novo tem envolvimento da galera do Dragon Force e do Marty Friedman na produção e tocando junto.


Taí uma novidade pra mim. Não tinha ouvido nada de um disco novo do Babymetal (nem sabia que tinham lançado). Vou procurar e dar uma escutada sem preconceitos.

nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


makumbator
Também acho que não vai dar em nada (só aquela onda inicial). Mas é hilário o marmanjo em um alter ego de menininha fofa.

Cara, o mais estranho é que ele é lutador profissional de luta livre que foi pro japão pra lutar e lá descobriu essa coisa de gostar se vestir de mulher (lá não é nada do outro mundo o cara se vestir de mulher). Eu já conhecia ele antes pq algumas amigas minhas que são designers e se amarram nessa coisa de fashion lolita e já tinham me mostrado o blog dele, mas realmente só soube da banda tem umas 2-3 semanas quando uma amiga chegou do Japão com o cd. Não fui atrás pra saber, mas diz ela que ele já teve umas bandas de metal "normal" que deram errado.

Taí uma novidade pra mim. Não tinha ouvido nada de um disco novo do Babymetal (nem sabia que tinham lançado). Vou procurar e dar uma escutada sem preconceitos.

O disco delas já é meio antigo, porque é do começo de 2014, de antes da turnê mundial delas. Além do disco, que reune todos os singles e materiais inéditos, elas já tem 7 singles, 1 EP, 2 Live e 4 DVDs e lá pra Abril deve sair o segundo álbum, que está sendo produzido em parte pelo Sam Totman e pelo Herman Li do Dragonforce e pelo Marty Friedman e em que eles tem algumas composições e gravaram algumas partes de guitarra.

Até a banda em si não é nova, começou em 2010, ainda na novelinha lá, tanto que quando começou as meninas tinham 10-11 anos de idade e nunca tinham ouvido metal na vida, era pra ser só um episodio, que caiu no gosto delas e o povo não reclamou e foi virando algo permanente no programa. Aí quando a mais velha saiu da novela em 2013, ela chamou as outras duas pra continuar a banda na vida real e a contratar uma banda de caras fodas em tocar metal pra acompanhá-las (todos os caras são professores do MI Japão, filial do que tem lá na California).

Inicialmente elas eram tão novinhas que nem aguentavam cantar e fazer tanta dança o show todo, dublavam boa parte do show, quando decidiram partir pra fora do Japão/Asia foram atrás de coreografo e preparador físico pra ajudar a aguentar o show inteiro cantando, ainda assim metade da turnê elas apanharam pra caramba. Mas lá pela altura do show delas no Budokan, elas já davam conta do recado, inclusive são o grupo mais novo a tocar lá, já que as mais novas tinham 14 anos na época.

Dá pra ver também uma evolução clara se vc tentar ordenar o CD delas pela ordem cronológica de lançamento das músicas você vê que começa mais como um Pop com partes "metaleiras" e a medida que a coisa vai ficando série vai se tornando cada vez mais metal, dá pra ver que no inicio da banda fora da tv, elas meio que flertavam com vários sub-generos do metal e progressivamente vão se concentrando num power metal com alguns elementos de death, já que a voz da vocalista principal se enquadra melhor aí. Até o tema das músicas aos poucos vai deixando de ser aquela coisa totalmente infantil pra algo mais comum ao metal (mesmo que ainda seja meio fofurinha demais), no fim, metal é ultimo estilo que pode reclamar de letras non sense ou de temática meio idiota, especialmente lá no começo.

No fim, as doidinhas já ganharam algum reconhecimento. Parte da turnê mundial dela foi abrindo shows do Metallica, do Slayer e do Dragonforce, tocaram a maioria dos grandes festivais de 2014 e 2015, o disco dela ficou algumas semanas como nº 1 em vendas entre bandas metal no iTunes de vários países e nos EUA chegaram ao top 200 da Billboard (cantando em japonês isso é muito), ganharam o premio de banda relevação no Golden Gods Awards 2015 da Metal Hammer. Teve até uma certa polêmica no Download Festival do ano passado, porque Andy Copping que é o produtor disse que nunca ia contratar elas pois achava o som da banda ridículo e o Dragonforce de fuleragem deram um passe vip pra elas e no meio do show chamou as 3 pro palco pra cantar algumas músicas delas.

Enfim, eu não acho que seja a coisa mais "true" do mundo não, mas acho divertido, especialmente a capacidade delas de pegar termos comuns do metal e fazer trocadilhos com coisas totalmente nada a ver (quase sempre coisas que elas acham "fofas") e que infelizmente só fazem sentido em japonês. Obvio, como eu sempre não suportei power metal, o simples fato de elas me fazerem ver um dvd inteiro ou ouvir um disco inteiro e de eu nunca mais conseguir imaginar power metal sem dancinha é um mérito delas... kkkkkk

Sem contar que não tem jeito mais doido de acordar do que usar Doki Doki Morning como musica do despertador (primeira música e a mais mais popzinha delas que parece uma rave metal). E vendo o tanto que eu consigo escrever sobre elas sem consulta eu percebo o tanto que eu to passando tempo com a meninada da aula de japonês... kkkkkkkk

makumbator
Veterano
# fev/16 · Editado por: makumbator
· votar


nichendrix

Eu já conhecia ele antes pq algumas amigas minhas que são designers e se amarram nessa coisa de fashion lolita e já tinham me mostrado o blog dele

Eu vi que tem um lance meio de anime no personagem, e que realmente era anterior à música e ao grupo. O que deixa tudo ainda mais hilário.


O disco delas já é meio antigo, porque é do começo de 2014, de antes da turnê mundial delas. Elas já tem 7 singles, 1 EP, 2 Live e 4 DVDs e lá pra Abril deve sair o segundo álbum

Mas então é desse álbum não lançado que você está falando que ouviu e achou legal? Encontrei informações desencontradas sobre os lançamentos (e muitas em sites só em japonês). O fato de ter o Marty envolvido pra mim é um atrativo, uma vez que sou muito fã dele.


Enfim, eu não acho que seja a coisa mais "true" do mundo não, mas acho divertido

Eu também.

E vendo o tanto que eu consigo escrever sobre elas sem consulta eu percebo o tanto que eu to passando tempo com a meninada da aula de japonês... kkkkkkkk

É, tô vendo que você está bem informado demais sobre elas! Hahahahah!

nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


makumbator
Eu vi que tem um lance meio de anime no personagem, e que realmente era anterior à música e ao grupo. O que deixa tudo ainda mais hilário.

Mais hilário é imaginar ele como lutador de luta livre... kkkkkk

Mas então é desse álbum não lançado que você está falando que ouviu e achou legal? Encontrei informações desencontradas sobre os lançamentos (e muitas em sites só em japonês). O fato de ter o Marty envolvido pra mim é um atrativo, uma vez que sou muito fã dele.

O primeiro disco delas chama Babymetal, é de 2014 e compila os 7 singles dela e bota mais 5-6 músicas de material inédito. Em Abril, se não me engano, sai o segundo disco delas que o Road to Resistance (a primeira que eu postei aqui) e que o clip saiu de bonus no DVD do show do Budokan. A música título desse segundo disco , Road to Resistance, originalmente foi composta pra elas pelo Li pelo Totman do Dragonforce, que inclusive tocam as guitarras nas composições deles no disco .

O Friedman é envolvido até nos ensaios dela, o Takayoshi Ohmura que é guitarrista principal delas, também é guitarrista da banda dele. Várias vezes vi ele falar que eles ensaiam no mesmo estúdio e que não é raro pra ele tocar nos ensaios delas ou elas cantarem algumas coisas nos ensaios dele. Então a participação dele é meio natural e acho que essa cooperação com ele foi que começou a trazer o som delas mais pro lado metal de verdade da coisa. O pessoal do Dragonforce também tem algum envolvimento com elas desde 2013.

Pelo envolvimento desses caras e reconhecimento de ao menos parte da midia especializada que é pra botar mais fé que o Ladybaby (ao menos por enquanto).

EDIT: Por algum motivo tosco, olhando aqui na iTunes store nacional o só está disponível aqui o disco 1 do live at Budokan delas, nem o disco 2 está disponível, que tosco. No Spotify parece ter o disco delas de estúdio inteiro.

É, tô vendo que você está bem informado demais sobre elas! Hahahahah!


É, tipo na aula de japonês só tem eu e mais um com mais de 30 e mais uns 2 com mais de 20, pelo menos uns 60% da turma é adolescente apaixonado por essas coisas de anime, mangá e afins, como eu tenho algum interesse nisso dos tempos de adolescência (Cavaleiros do Zodiaco, Macross e afins), termino conversando até bastante com eles e eles sempre me passam coisa pra ouvir e eu passo coisa pra eles ouvirem também. Nas turmas de Coreano da escola praticamente 100% é menina e cosplayer ou um meninim estranho do cabelo lambido de vaca.

makumbator
Veterano
# fev/16
· votar


nichendrix
EDIT: Por algum motivo tosco, olhando aqui na iTunes store nacional o só está disponível aqui o disco 1 do live at Budokan delas, nem o disco 2 está disponível, que tosco. No Spotify parece ter o disco delas de estúdio inteiro.

Vi agora que na itunes americana também só tem aparentemente o disco 1 do Budokan (13 faixas), além obviamente do primeiro álbum de estúdio.

nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


makumbator
Enfim BabyMetal é o Angra tocando no trio elétrico que deu certo... kkkkkkkkk

Realmente isso de não ter os dois discos do Budokkan é estranho, embora não seja tão ruim, já que os dois dias quase todo o set foi igual (acho que tem umas duas músicas diferentes só), mas como a "temática" das duas noites foi diferente, a segunda noite a segunda noite teve arranjos um pouco mais pesados em quase todas as músicas. Pena que no DVD não entrou o momento vídeo cacetada no show.

Julia Hardy
Veterano
# fev/16
· votar


Então, Babymetal é o Angra tocando no trio elétrico que deu certo...kkkkkkkkk

E, sem fazer cover de Highway To Hell.

nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


Julia Hardy
E, sem fazer cover de Highway To Hell.

Acho que cover mesmo só vi elas fazerem versões metal das bandas antigas de pop delas. Então não sei se fica tão atrás nesse quesito não, mas em geral os cover são legaizinhos que só.

No fim, acho que se o cara quer misturar metal com carnaval, tem que começar fazendo algo assim e depois ir botando mais peso.



ou assim:



overlappingcircles
Veterano
# fev/16
· votar


ninguem conhece Huaska?


makumbator
Veterano
# fev/16 · Editado por: makumbator
· votar


nichendrix

Show de bola a música Malacaxeta!

E Armandinho dispensa apresentações.

Não sei se o pessoal aqui do FCC ficou sabendo, mas o Pepeu lançou um álbum só de instrumentais no ano passado:

http://www.sescsp.org.br/loja/3271_ALTO+DA+SILVEIRA#/content=downloads

nichendrix
Veterano
# fev/16 · Editado por: nichendrix
· votar


overlappingcircles
Se for pra fazer isso, prefiro Lado2Stereo ou um Narguilê Hidromecânico... kkkkk

makumbator
Eles e o Robertinho do Recife são mestres de misturar ritmos regionais brasileiros com a linguagem do jazz como de um Fusion. Pepeu pra mim foi o primeiro cara a pensar em como ficaria um fusion a brasileira.

Hendrix_ssa
Veterano
# fev/16
· votar


Eu Fui atrás do trio Angra e Sepultura! \o/

Julia Hardy
Veterano
# fev/16 · Editado por: Julia Hardy
· votar


nichendrix

Eu não ouvi os covers que elas fizeram, mas, se é como você falou, soa mais pertinente do que Highway to hell.

-----

No carnaval em Santa Catarina, uma banda pernambucana se apresentou com participação apropriada de vocalista de banda Suíça.

Franz Treichler mandando ver maracatu(e não Highway to hell ou We Will Rock You)com Nação Zumbi.



Calime
Veterano
# fev/16 · Editado por: Calime
· votar


editado.

thiago stteffen
Veterano
# fev/16
· votar


Tem que ser mtoooo mongolão pra se chatear com um troço desse.

Como rafael falou, um show avulso do angra vira mto mais grana. Tenho certeza disso.

O cara faz o q ele quiser, a banda é dele, as musicas sao dele. Tem que ser mto mongo pra ficar com raivinha.

E outra, os caras devem ter se divertido pra caralho, bebido pra caralho, porra qq tem?

Calime
Veterano
# fev/16
· votar


thiago stteffen

De total acordo. O som que faço atualmente não tem nada a ver com o Angra, e mto menos com o carnaval(que é algo que eu nem curto), mas se chamassem a gente pra tocar lá de zuera, e milzin na mão da cada, iria na boaça, e curtiria pra kramba(guardadas devidas proporções entre Angra e minha "banda-qse-projeto").

-Dan
Veterano
# fev/16 · Editado por: -Dan
· votar


edited

-Dan
Veterano
# fev/16
· votar


Imagina o próprio Rafael Bittencourt meio bêbado e vestido de mulher respondendo a esse tópico.

Não precisa imaginar, ele realmente fez isso:



-Dan
Veterano
# fev/16
· votar


Sobre o tópico.

Rock tocar num trio eletrico no carnaval. Não vejo problema nenhum.

Sobre fazer isso por dinheiro e marketing. Problema nenhum.

Sobre fazer isso com a intenção de popularizar o metal. Problema nenhum.

Li e não entendi o que vocês estavam discutindo.

Vi gente com a opiniao de que estereotipos devem ser mantidos (que bom que é só opiniao pessoal acho que do Lelo Mig)

Entendi que a julia Hardy acha que o correto é ser humilde. FOi isso mesmo? Não consegui sintetizar o que vc disse. Não sei sua opiniao sobre o Angra e o Sepultura nesse caso.

Ismah
Veterano
# fev/16
· votar


-Dan

Dizer que fez por outra coisa que não grana e diversão é mentir pra si mesmo na cara dura.

Eu não vejo problema, e é algo que tirou o Angra de mais uma banda de metal que toca em palco, para ser a banda de metal que toucou num palco sobre rodas e motorizado.

Também acho que ninguém está discutindo, mas está se discursando sobre o ocorrido, com opiniões pessoais se opondo e argumentando sobre.

Julia Hardy
Veterano
# fev/16
· votar


-Dan

Nada contra as bandas, nem em tocar rock no carnaval. Se tem rock na igreja, por que no carnaval nao pode?
Só acho bobo a comoção de alguns em cima do evento.

Ismah
Veterano
# fev/16
· votar


Julia Hardy [+1]

Calime
Veterano
# fev/16 · Editado por: Calime
· votar


Total acordo com o que o Rafael disse. Se foi pra ganhar dinheiro, ou pra se divertir, ou pra conseguir visibilidade em uma possível época de "vacas magras", ou ainda se é pra levantar a bandeira do metal, ou tudo isso junto e mais outras coisas (que não me interessam e nem quero saber)....pufff, não tô nem aí. Deixo esse tipo de divagação pros "doutores e mestres" do rock...

Se me convidassem, iria lá, tocava, ganhava uma possível grana, zoaria um monte, me divertiria tocando com meus brothers, zoaria e curtira mais um tantão e acabou. Dane-se o que pensem, ou qualquer tipo de julgamento que venham fazer. Se alguém deixasse de curtir meu som por isso, que ótimo! Menos um mongoloide curtindo meu som.

Obs: não sou fã do Angra, acho chato prakaraleo o som deles atualmente.

-Dan
Veterano
# fev/16
· votar


Julia Hardy
Ismah
Calime

Concordo com vcs.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Sepultura e Angra no trio elétrico