(Vídeo) Minha Dunamiz ficou pronta!

Autor Mensagem
Del-Rei
Veterano
# 22/fev/21 14:03


Depois de uns 14 meses com pandemia.... Enfim nasceu.

DZ58 - Lespa com specs 1958.

No geral, achei uma ótima guitarra. \o/
O braço é uma tora, mas o curioso é que é extremamente confortável. Estou achando até mais confortável do que o da minha Gibson, que é 60 slim (Tradicional 1960).

Duas coisas que fiquei meio frustrado quando peguei:

Aparece uma pequena parte da cavidade do captador do braço. Mas como é na parte de baixo, o escudo tampa. Isso aconteceu porque a furação do captador ficou milimetricamente mais pra um lado do que pro outro.

Outra coisa foi o jack plate preto, que tira um pouco do visual clássico dessa lespa.

O plate dá pra trocar mole..... rs.




Um aceno de longe!!!

NeoRamza
Veterano
# 22/fev/21 14:23
· votar


Nossa, esse relic ficou bem feito demais, e eu sou fã de plain top. Diria que a sua foi a mais bonita que eles fizeram até o momento.

lamas92
Membro Novato
# 22/fev/21 14:26
· votar


O som dela ficou fantástico! Não curto relic... mas tá linda!!
Parabéns!

felipe bento pereira
Membro Novato
# 22/fev/21 16:01
· votar


uma das vontades que eu tenho é ter uma guitarra da Dunamiz!!!
só de ver os vídeos dá pra sentir a qualidade deles!!!
parabéns pela aquisição camarada!!!
Deve ter valido a pena cada dia de espera não é?!

Luiz Almeida
Veterano
# 22/fev/21 16:43
· votar


Sonzera mano... não curto relic mas ficou show. Aproveite.

6Strings
Membro Novato
# 22/fev/21 17:00
· votar


Coisa linda!

renatocaster
Moderador
# 22/fev/21 17:03
· votar


Del-Rei

Muito legal, cara! Achei que ficou uma réplica praticamente perfeita, a riqueza dos detalhes impressiona. Um trabalho de mão cheia do Dunamiz.

Eu não curto muito esse efeito relic em outros modelos de guitarra (Strat, Tele, etc), mas em Les Pauls eu particularmente acho que sempre fica muito bacana (quando é bem feito, claro, hehehe).

Enfim, sensacional! Vc tem uma puta guitarra nas mãos. Agora é recuperar o tempo que vc esperou para ficar pronta e desfrutar bastante dela!

Abraço!

Velvete
Veterano
# 22/fev/21 17:38
· votar


Del-Rei

Aparece uma pequena parte da cavidade do captador do braço. Mas como é na parte de baixo, o escudo tampa. Isso aconteceu porque a furação do captador ficou milimetricamente mais pra um lado do que pro outro.


Esse é controle de qualidade dos anos 50 rsrs

Rapaz, muito bacana a guitarra! Comentei lá no vídeo.

Ningen
Veterano
# 22/fev/21 18:10
· votar


Muito foda!

Essa da cavidade do captador me parece o tipo de coisa que a pessoa não gosta de início mas no futuro vai ser justamente aquilo que dá personalidade à guitarra. Vamos observar.. rsrs

Perdo
Veterano
# 22/fev/21 19:25
· votar


Timbrera hein mano

NeoRamza
Veterano
# 22/fev/21 21:25
· votar


Del-Rei
Aparece uma pequena parte da cavidade do captador do braço. Mas como é na parte de baixo, o escudo tampa. Isso aconteceu porque a furação do captador ficou milimetricamente mais pra um lado do que pro outro.

Cara, a minha Les Paul Dunamiz tem exatamente esse mesmo detalhe no mesmo lugar.

Del-Rei
Veterano
# 23/fev/21 12:22
· votar


Fala, galera...

Então... Achei a guitarra lindona sim. Bem confortável também.
O relic que os caras fazem realmente é outro nível. Não fica aquele aspecto de guitarra surrada artificialmente. Parece que ela é antiga mesmo.

Curioso que hoje em dia eu nem curto guitarra com cara de nova, com aquele brilho de verniz e tal... Nem os tampos flamed... rs. Estou bem na vibe de plain top com acabamento fosco.

A minha Gibson é acabamento satin, ou seja, zero brilho e ainda relica muito fácil com o uso. Amor puro, rs.

Sobre o vão do captador, eu estava achando que havia sido um erro específico da minha, mas pelo visto, se a do NeoRamza também está assim, é porque aparentemente o gabarito que eles usam na furação deve estar levemente desalinhado. Devem ter algumas Dunamiz por aí com esse mesmo problema, rs.

De toda forma, não acho que altere timbre...

A quem interessar possa... Gravei um som comparando ela com minha Gibson.
Os captadores estavam ajustados da mesma exata altura.

Mas é um teste cego, pra não influenciar... rs.



Um aceno de longe!!!

Del-Rei
Veterano
# 23/fev/21 19:14 · Editado por: Del-Rei
· votar


Atualizando aqui.

Fui trocar o plate do jack (que é preto) e descobri que eles mesmos devem ter feito esse plate preto, porque as medidas das furações são todas irregulares. Tanto o furo central do jack, que não é centralizado, quanto os 4 furos dos parafusos.
E não é questão do plate ser quadrado ou retangular. É irregular mesmo...

Eu tenho um plate creme aqui, padrão, quadrado, que não cabe. Pra encaixar terei que fazer nova furação e vai ficar um pedacinho da furação antiga aparecendo...

Tenho duas opções...
Ou comprar um plate retangular, maior, que dê pra tampar as furações antigas...
Ou manter esse plate preto, que acho feio pra dedéu.

Se liguem na foto. Centralizei as duas peças no furo central. Embaixo tem um plate quadrado, simétrico, padrão creme. Em cima é o plate preto deles...

Aí... É foda, porque nem é só questão estética. Esses plates de plástico quebram. Aí numa eventual manutenção, a pessoa tem que fazer nova furação na guitarra? É pra ficar com cara de velha mesmo, rsrs.


Um aceno de longe!!!

Velvete
Veterano
# 23/fev/21 20:51
· votar


Rapaz, ou vc pinta esse preto ou faz um creme sob medida. Eu não furaria a madeira e nem deixaria buraco aparecendo.

Del-Rei
Veterano
# 23/fev/21 21:15
· votar


Velvete
Pois é.
Meio foda, né?

Sei lá se é pra recriar as guitarras exatamente como nos anos 50... Nem a própria Gibson faz isso, rs.

Um aceno de longe!!!

Velvete
Veterano
# 23/fev/21 21:23
· votar


Eu vi que, por causa da pandemia, eles estão fabricando muitas coisas que antes não faziam. Você questionou esses detalhes com o pós venda ?

NeoRamza
Veterano
# 23/fev/21 21:30
· votar


Del-Rei
A minha Gibson é acabamento satin, ou seja, zero brilho e ainda relica muito fácil com o uso. Amor puro, rs.

Eu acho a pintura assim muito mais legal, a minha não é assim. Queria até saber qual dos dois tipos de tinta era usado nas 1959 originais.

Sobre o vão do captador, eu estava achando que havia sido um erro específico da minha, mas pelo visto, se a do NeoRamza também está assim, é porque aparentemente o gabarito que eles usam na furação deve estar levemente desalinhado. Devem ter algumas Dunamiz por aí com esse mesmo problema, rs.

Capaz que tenham outras assim. Ele não está desalinhado, é o tamanho que é grande mesmo, se você tentar chegar o ring pro lado você consegue tampar ele mais um pouco ou até deixar mais pra cima.

De toda forma, não acho que altere timbre...

Com certeza não.

Fui trocar o plate do jack (que é preto) e descobri que eles mesmos devem ter feito esse plate preto, porque as medidas das furações são todas irregulares. Tanto o furo central do jack, que não é centralizado, quanto os 4 furos dos parafusos.
E não é questão do plate ser quadrado ou retangular. É irregular mesmo...


Tem várias peças que eles fazem mesmo, é uma parada artesanal. O mesmo aconteceu comigo com as tampas da parte de trás que vieram transparentes e eu queria trocar por pretas, mas acabei descobrindo que as furações e nem os tamanhos são padrão. Únicas coisas que acabei trocando foram os strap pins e os capacitores que na época não eram esses.

Tenho duas opções...
Ou comprar um plate retangular, maior, que dê pra tampar as furações antigas...
Ou manter esse plate preto, que acho feio pra dedéu.


Quando minha Dunamiz chegou eu também fiquei com essas noias. Eu estava esperando chegar uma réplica perfeita de uma 1959, e ela não é. Hoje vejo que nem tentam ser. A proposta deles é fazer guitarras com alma vintage, usando processos artesanais como os da época, mas não se propõem a fazer uma réplica perfeita nos mínimos detalhes estéticos de uma Gibson 1959. Em termo de som sim, eles tentam e conseguem chegar no som de uma Les Paul vintage, e hoje em dia vejo que é isso o que importa.

A Dunamiz Les Paul é a melhor Les Paul com a qual toquei. Se eu não ficar olhando pra esses detalhes visuais eu percebo como o som e a pegada dela são muito acima do padrão. Não troco ela por uma Gibson Standard/Tradition e etc... Talvez uma Custom shop seja tão boa no aspecto som/pegada, mas não sei porque nunca tive uma, porém comparado com as Standard/Tradition ela é muito superior com certeza. Então cara, desapega, ela não é uma Gibson, é uma Dunamiz, e é fod* pra caralh*!!!

Del-Rei
Veterano
# 23/fev/21 22:16
· votar


Velvete
Cara. Mandei mensagem pra eles sim. Ainda não responderam... Mas, na boa... Duvido que tenha como resolver sem refazer furação. Em ambos os casos. A não ser que pelo menos, sobre o jack plate, eles tenham um "gabarito próprio" pra fazer essas peças fora do padrão.

NeoRamza
Ele não está desalinhado

Então... Medi até novamente aqui. Um lado tem 2mm a menos que o outro. Mas pelo tamanho do vão que aparece, acho que se fosse perfeitamente centralizado talvez ainda aparecesse o vão... Mas pelo menos ja seria uma coisa tão pequena, que não incomodaria... Como você conseguiria mover o ring sem mover a furação na madeira?

Tem várias peças que eles fazem mesmo, é uma parada artesanal.

Verdade. Já tinha percebido isso. Essas tampas não têm padrão mesmo.


Eu estava esperando chegar uma réplica perfeita de uma 1959 (...) Então cara, desapega, ela não é uma Gibson, é uma Dunamiz, e é fod* pra caralh*!!!

Então... Sabemos que não é Gibson. Mas eles fazem referencia a modelos específicos da Gibson. Como não esperar modelos iguais? A gente busca uma estética Gibson clássica dos anos que eles usam como referência. E só descobrimos que há pequenas diferenças quando recebemos a guitarra... rs.

E esse plate preto eu acho muito feio.
Vou continuar na tentativa de arrumar uma maneira de trocar por um creme.

Até porque, eu acho meio bizarro esse lance das peças não serem padronizadas. Como faz com manutenção? Um colega cotou hoje uma Black Beauty 54 e deram o preço de R$ 17.800,00 pra ele. E vão economizar num plate que custa 20 pratas no ML...? Pra depois a pessoa eventualmente ter que trocar e precisar furar a guitarra....

Ainda que eles façam as peças artesanalmente... Mas podiam usar medidas padrão pra esses acessórios.

Não que eu esteja insatisfeito.
Mas não é um instrumento que custa 2K pra você ter esse tipo de situação.

Um aceno de longe!!!

NeoRamza
Veterano
# 24/fev/21 09:28
· votar


Del-Rei
Como você conseguiria mover o ring sem mover a furação na madeira?

Existe uma folga entre o para fuso e o ring. O parafuso vai continuar entrando no mesmo lugar na madeira, mas dá pra chegar o ring meio milímetro pro lado.

Então... Sabemos que não é Gibson. Mas eles fazem referencia a modelos específicos da Gibson. Como não esperar modelos iguais?

Quando alguém compra uma Les Paul da ESP não espera que ela seja igual uma Gibson. A PRS McCarty 594 também é uma grande referência a Les Paul 1959 (muito mais do que se imagina à primeira vista). A gente só não espera que elas sejam idênticas porque elas tem um outros layouts. Falando da McCarty, tudo inspirado numa 59, até essa escala 594 tem uma razão de ser (se alguém quiser eu explico como o Paul chegou nessa medida). No caso da Dunamiz a gente se engana mesmo porque o layout é muito mais parecido, aí a gente acha que vai ser uma réplica, mas na verdade as diferenças são mínimas só nerdão de guitarra igual a gente mesmo que repara :). Acredito que seja de propósito porque se quisessem ser réplica mesmo não colocariam jack preto ou tampa transparente atrás, coisas muito simples de mudar.

Como faz com manutenção?
Complicado mesmo, se precisar dar manutenção, mas no caso desses detalhes que comentamos você provavelmente nunca vai precisar dar manutenção. Coisas que realmente você pode precisar trocar estão no padrão.

E vão economizar num plate que custa 20 pratas no ML...?

Não é questão de economia. Pode ter certeza que sai muito mais caro pra eles fazer o plate a mão. Toma muito tempo. A proposta deles é de fazer algo totalmente artesanal, é por isso que cada vez mais ele começam a fabricar peças que antes não fabricavam. Não sei se fazer o plate à mão num padrão próprio foi uma boa ideia, mas pode ter certeza que não foi pra economizar.

Ainda que eles façam as peças artesanalmente... Mas podiam usar medidas padrão pra esses acessórios.

Concordo, não custaria nada.

A quem interessar possa... Gravei um som comparando ela com minha Gibson.

Pra mim a grande diferença não é no som depois de gravado, é algo que se sente ao tocar, o jeito que a guitarra responde às suas mãos. Você sentiu isso?

JJJ
Veterano
# 24/fev/21 11:29
· votar


Del-Rei

Show, cara! Parabéns pela nova filha! Parto de 14 meses é foda, hein?!? kkkkkk

Bom, eu não pagaria a mais pelo relic, mas, de resto, tá muito legal. O buraco acho que faz parte, sei lá... eu não mexeria em nada, nem no platezinho. Ela é o que é. Fim de papo.

Vai solar!!!

Del-Rei
Veterano
# 24/fev/21 15:21 · Editado por: Del-Rei
· votar


NeoRamza
Rapaz... Tentei aqui, o ring não moveu nem esse meio mm, rsrs.


jack preto ou tampa transparente atrás, coisas muito simples de mudar.

Mais ou menos, né? Tanto que você desistiu de mudar quando viu que era fora do padrão.
Eu não tenho oficina, não tenho equipamentos ou conhecimento pra fazer um simples plate...

Provavelmente fui o único que tive coragem de dizer publicamente que, apesar de ser um ótimo instrumento, não fiquei 100% satisfeito com o que recebi.

Cara, dando minha opinião bem sincera, o que percebo agora da Dunamiz é o seguinte:

No geral, ótima guitarra. Ótimo som, ótima pegada e conforto.
O melhor relic do país, não tem o que negar.

Mas a hype dos caras pela internet é tão alta (assim como o preço), que as expectativas são violentas. E quando você recebe a guitarra com esses problemas de construção, gera frustração sim. Ainda mais esperando 14 meses pelo instrumento...

E não sei porque, mas ninguém comenta sobre os pontos negativos, ainda que mínimos. A gente só lê maravilhas. Não sei se não querem expor os caras ou ficam com vergonha de parecer que "todo mundo recebeu uma guitarra maravilhosa e só eu que tive problema"...

Não vi em lugar nenhum as pessoas falando sobre essas peças fora de padrão. E principalmente vão do captador aparecendo - e duvido que seja só comigo e com você que isso tenha acontecido, até porque suspeito que exista um gabarito pras furações. Mas provavelmente se fosse uma Gibson comprada em loja, ainda que bem mais barata, ninguém aceitaria um vão aparecendo. Na boa, estou meio puto mesmo com essas duas coisas. Vai passar... Mas estou incomodado.

E vou te falar... Não sei o quanto você usa sua guitarra, mas eu já precisei trocar o jack plate e acabei colocando logo de metal pra não ter mais problema... E coincidência ou não, agora em fevereiro eu mesmo vendi dois plates desses de plástico padrão pra dois colegas aqui do FCC (edalko e pemametal), pras duas Gibsons custom shop (Slash e Zakk). Pra quem usa a guitarra mesmo, show, ensaio, esses plates de plástico invariavelmente serão trocados com o tempo. Pode ser em 2 ou 10 anos.

Mas independente de manutenção... A parte estética conta pra mim, pra todo mundo conta, em maior ou menor escala. Você mesmo quis trocar pelo preto, mas se resignou quando viu que não era tão simples. Acho esse plate preto feio pra caceta numa burst, não combina com o padrão de Les Paul 58 que eles usam de referencia, que obviamente é da Gibson, e obviamente era o que eu esperava. Nem nas fotos que eles costumam postar eu vi, se tivesse visto, pediria pra colocar creme. Aliás os knobs eu havia pedido um modelo específico, perguntei se teria como, mas essa pergunta nem foi respondida. E claro que veio com outro knob.

A ideia de ter um instrumento de luthier é justamente você escolher a guitarra 100% como você quer, e não "o que vier, veio".

Outro ponto chato foi a (falta de) regulagem da ponte. Tenho certeza que a guitarra só foi montada e enviada. Os saddles da ponte estavam todos alinhados perfeitamente. Assim como eles receberam a ponte, colocaram e pronto. Quando fui tocar, as notas mais altas estavam todas desafinadas.

Nessa foto aqui, postada no Instagram deles, dá pra ver. Perfeitamente alinhados os saddles. Não regularam.

Luthier mandando guitarra sem regulagem...? Claro que eu mesmo ajustei isso... Mas são várias "pequenas coisas" que não combinam com a fama e hype dos caras.


JJJ
Hahaha. Valeu, cara.
Obrigado.

Eu acho que eles nem fazem guitarra sem relic. Ainda, que light. Pelo menos foi o que eu já ouvi das entrevistas deles. Esse acaba sendo o diferencial dos caras, eles são fascinados por guitarras velhas, haha.


Ela é o que é. Fim de papo.

Foda é encomendar uma guitarra cara, esperar 14 meses, pra receber "ela é o que é". rsrsrs.


Um aceno de longe!!!

ejames
Membro Novato
# 24/fev/21 15:39
· votar


Del-Rei
Mas a hype dos caras pela internet é tão alta (assim como o preço), que as expectativas são violentas. E quando você recebe a guitarra com esses problemas de construção, gera frustração sim. Ainda mais esperando 14 meses pelo instrumento...
Eu pensei em falar exatamente sobre isso, mas fiquei com receio de ser precipitado por causa da reputação (até então) ilibada dos caras. Mas como você mesmo, proprietário de um dos produtos deles já falou sobre:
14 meses de espera;
Um colega cotou hoje uma Black Beauty 54 e deram o preço de R$ 17.800,00 pra ele;

Juntar esses dois fatores e botar na perspectiva de um instrumento que foi recebido com furações desalinhadas e nem sequer feita uma regulagem simples faz com que meu conceito sobre os caras mude bastante.

Mas provavelmente se fosse uma Gibson comprada em loja, ainda que bem mais barata, ninguém aceitaria um vão aparecendo
Exatamente!

Filippo14
Veterano
# 24/fev/21 15:53
· votar


Del-Rei

Parabéns pela guitarra mano, por mais que você tenha se frustrado com alguns pontos, ainda é uma puta guitarra cara, sem sombra de dúvidas. Tenho certeza que você ainda vai curtir ela demais.

No teste cego eu gostei mais da A. Qual que é qual kkk?

Abraço

JJJ
Veterano
# 24/fev/21 16:09
· votar


Del-Rei
Foda é encomendar uma guitarra cara, esperar 14 meses, pra receber "ela é o que é".

Eu quis dizer que essa é uma guitarra que tem que ser íntegra, imexível, por ser uma guitarra de um luthier renomado. E olha que eu sou um "mexedor" brabo, hein?!?

Por exemplo, numa Gibson Les Paul 59 original, eu não mexeria nem nas cordas! kkkkkkkk

Ela não é uma 59 original, mas acho que você entendeu o que eu quero dizer.

Velvete
Veterano
# 24/fev/21 16:14
· votar


Del-Rei


Rapaiz! Vc tocou num ponto interessante. Até ontem ninguém comentava um cabelo desarrumado da Dunamiz. E concordo que suas insatisfações são válidas. Vale destacar que sabemos que vc não tem o menor motivo pra fazer propaganda negativa dos caras por questão de mercado (que já vimos por aí com os handmades...)

Em todo caso, penso que o produto é acima da média, do nível sonoro de muitas Gibson’s e que tem uma demora absurda. O preço é relativamente relativo rs

Del-Rei
Veterano
# 24/fev/21 16:22 · Editado por: Del-Rei
· votar


ejames
Juntar esses dois fatores e botar na perspectiva de um instrumento que foi recebido com furações desalinhadas e nem sequer feita uma regulagem simples faz com que meu conceito sobre os caras mude bastante.

Esse valor de hoje seria inviável pra mim. Mas é uma ótima guitarra.

E vale a experiência pra quem for encomendar daqui pra frente: Especificar absolutamente todos os detalhes antes da compra, ficar acompanhando o máximo possível o processo, ficar no pé dos caras em todos os detalhes, pedir fotos de todos os cantos possíveis.

Se voltasse no tempo, eu até enviaria um jack plate padrão pros caras colocarem, não quero mesmo peça torta sem padrão pra reposição.


Filippo14
Valeu, cara!!
No geral, estou satisfeito sim, mas a expectativa era nível master, né?
Você curtiu mais o som da Gibson, haha.
A Gibson
B Dunamiz

JJJ
Eu quis dizer que essa é uma guitarra que tem que ser íntegra, imexível, por ser uma guitarra de um luthier renomado.

Cara, vou te falar. Analisando o padrão dos caras, nesse esquema manual, se eu mexer e não disser, ninguém vai saber. O acabamento não é perfeito, o alinhamento não é perfeito e as peças são tortas. Quem vai dizer que algum furo a mais fui eu que fiz? A tampa do NeoRamza veio transparente e a minha preta. Quem vai dizer que eu mudei algo?

Aliás, na tampa traseira da chave do captador, tem um furo sobrando, rsrsrs.

Mas entendi sim o que você falou, claro!
Só tenho uma opinião diferente, rs.


Velvete
Jamais faria pra queimar os caras.
Gostei da guitarra e me dei ao trabalho de fazer um vídeo com o maior carinho, sem receber um centavo por isso.

Mas tem coisas que precisam ser expostas, porque me incomodou essa hype toda deles em relação ao que eles entregam. Conversando com algumas pessoas, estou descobrindo que não foi só comigo. Mas ninguém falava nada.

Um aceno de longe!!!

Del-Rei
Veterano
# 24/fev/21 16:41 · Editado por: Del-Rei
· votar


Velvete

Outro lance, que eu mesmo "consertei": O jack era extremamente duro. A sensação que eu tinha, era que iria arrancar as pontas dos cabos em alguns meses.

Aparentemente seria uma coisa boba. A "perninha" do jack muito apertada, seria só dar uma afrouxada nela. Quando abri o plate, vi que o furo central dele (onde o jack é fixado) estava desalinhado, pra variar, e muito perto da borda da madeira.

Então o jack não conseguia fazer esse movimento de expansão quando o cabo entrava. A madeira travada a perninha. Aliás dá pra ver como a furação do plate é toda torta...


Gravei até um vídeo.




Cara... Difícil pra mim, crer que com um instrumento que cobram quase 18k e estão com prazo de 12 meses, alguém entregue coisas desse tipo.

Inicialmente eu estava achando que essas coisas eram só comigo. Mas já sei que não.


Um aceno de longe!!!

Velvete
Veterano
# 24/fev/21 16:50
· votar


Del-Rei


Gostaria de saber se sempre foi assim ou se a pandemia contribuiu para esses detalhes.

makumbator
Moderador
# 24/fev/21 18:03
· votar


Del-Rei

caramba, o jack originalmente era absurdamente duro. É legal não ser frouxo (para ter segurança ao tocar) mas esse nível de força que precisa fazer para colocar e tirar é inviável. E tirando pode mesmo danificar o cabo.

Filippo14
Veterano
# 24/fev/21 18:07
· votar


Del-Rei

Puts hahahaha. Pior que eu encomendei uma DZ58 que chega só em dezembro, mas de boa. Que captadores você colocou no fim?

Sem querer defender os caras, mas eles em geral fazem tudo mto na mão, né? Até as curvas do tampo das lespas são feitas na mão, então realmente pode gerar essas peças "tortas". Sem querer ser chato, mas o nut da guitarra veio bom?

Abraço,

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a (Vídeo) Minha Dunamiz ficou pronta!