Desisti do Reaper, voltei para o cubase 7

Autor Mensagem
Adler3x3
Veterano
# jan/16
· votar


Mr. Phil

A DP "Digital Performer" tenho acompanhado meio de longe, nunca testei nenhum demo, acho que nem tem.
E me parece uma excelente DAW com bons plugins internos e bons instrumentos virtuais, parece que é uma com os melhores recursos de midi.
Você poderia comentar um pouco sobre esta DAW.

Jabijirous
Veterano
# jan/16
· votar


Mr. Phil

Exato. E a galera ainda tá reclamando desse bug do VCA fader.

nyurig3
Veterano
# jan/16
· votar


Jabijirous
Uso o 8 e acho muito bom

eu uso o 7, o 8 e muito superior para valer a pena migrar ou e a mesma coisa?

Jabijirous
Veterano
# jan/16
· votar


nyurig3

Não vi diferença gritante. Até pq eu uso 90% midi, então...

makumbator
Veterano
# jan/16
· votar


nyurig3

Não tem diferença gritante (são sempre pequenas coisas aqui e ali). Uso o 8.5 pro e o que observo em relação ao 8 é que ele é mais estável e de melhor desempenho quando comparado com o 8.0.35 (ambos no windows 10 pro de 64 bits).

Mas varia muito de pessoa em pessoa, as versões preferidas do Cubase pra mim são o 8.5 e o bom e velho 6.5.5 (que ainda mantenho em uma máquina mais antiga)

Mr. Phil
Veterano
# jan/16 · Editado por: Mr. Phil
· votar


Adler3x3
Bom, hoje há muito o que se aprender simplesmente recorrendo ao material disponivel na internet (o que é uma grande vantagem em relação há alguns tempos). Há atualmente uma infinidade de videos, manuais, sites, foruns e blogs para ajudar até os mais experts, em qualquer ambito que seja.

O que posso comentar aqui é a minha experiencia pessoal em relação ao utilizo do mesmo. :D

Começamos (no estudio) a utilizar esta plataforma desde meados de 94 (acho que era a versão 2 ou 3). Eu era bem garoto e estava começando a me aproximar e a descobrir a area de "produção". Na verdade eu era somente um musico freelance que vivia dia e noite trancado no estudio (o boss era um grande amigo e irmão).

A escolha pelo DP foi mais devido a ele ser o top na época e porque là no estudio grande parte da "parafernalha" era da MOTU. Sempre usamos Macintosh, desde os tempos primordios. (Uga uga)

Na época o DP era sò para Mac. Recentemente (acho que sò a partir da versão 8) foi disponibilizado tb para Windows, mas nunca vi nem testei.

No Mac sempre rodou estavel e os bugs eram limitados e rapidamente corrigidos. Na época era tudo instalado por cd mesmo. Hoje, com a Internet, em "30 segundos" se baixa e instala uma patch ou um firmware e o problema tá resolvido. Ou não.

Sempre trabalhamos com audio (gravação à vera). O uso do Midi (no caso dos instrumentos) se limitava aquela faixa que, em caso de necessidade de edição, bastava mexer aqui e ali e tava tudo resolvido. Depois vieram os samples, akai, loops, etc...
E, mais tarde, os primeiros instrumentos virtuais. Me lembro bem do Stylus (Spectrasonics) e do sampler Intakt, da NI. Onde tudo começou...

Quanto ao DP em si, hoje pode ser comparado com qualquer outra DAW, mas até alguns anos atràs era constantemente pioneiro em muitas novidades bem interessantes. Me lembro na época (acho que là pra 2005/2006) foi o primeiro a apresentar ferramentas de Time Pitch de alto nivel, um dos primeiros (senao O primeiro) a incorporar um excelente plugin de EQ (antes disponibilizados somente por empresas privadas, as chamadas "3rd party"). Algum tempo depois (acho que na versão 4.5 ou 5) com o novo upgrade foi introduzida uma coleção de instrumentos virtuais que, a partir dali, sò melhoraram.

Outra coisa maneira nas versoes mais antigas era o Editor de Partituras do DP que, na época, era igual ou superior ao Sibelius (em sua primeira versão). Com o tempo quase todos as DAWs implementaram um Editor parecido e à altura. Hoje, o Sibelius é, sem duvidas, o top na area.

O que mais me marcou na ultima versão:

Com a versão 9 disponibilizaram alguns plugins voltados à Final Mastering dentre os quais coloco em destaque uma "reedição" do mitico compressor/limiter 1176LN, o FET76. Demais!! (embora o tenha usado pouco). No estudio temos o 1176 original (o rack mesmo!), e em casa tenho o plugin da UAD2.

Mais um destaque muito legal é o multisynth MX4, que jà existia porém vendido separadamente. Agora, a v.9 o inclui com a adição de sons EDM (pra quem curte eletronica e afins). O que dizer? E' diferente... Uso muito (mesmo!) o Omnisphere 2 com centenas de pacotes adicionais, então não tenho lacunas nesta area. ;D

Um ultimo destaque é o Spectral Display muito bacana do DP. Com varios esquemas de cores... usar o "Espectograma" (?!?) vem a ser muito util na hora de checar intensidade, frequencias, etc, ao longo da track... antes eu usava um plugin especifico da TC para isso.

Sempre achei o DP uma grande alternativa ao PT (e não estou falando de politica!). Solida, relativamente leve e bem equipada. E' suficiente mencionar que foi o DP que deu origem (anos mais tarde) ao ProTools. O DP era um projeto inicial da Digidesign... depois as coisas mudaram, mas ambos mantiveram uma estrutura bem semelhante. (Importante mencionar que a MOTU sempre investiu em imagem, layout, grafica... o PT até poucas versoes atras parecia um programa pra MS-DOS 5.11 ou W95).

Enfim, há muito o que se dizer sobre o DP. Atualmente, no Estudio principal, sò usamos PT mesmo... embora o DP esteja lá instalado e atualizado. Na outra "sala (estudio B) temos Nuendo e Sequoia (que usamos) e outras DAWs que raramente usamos.

Vale dizer que em casa (no meu pequeno homestudio) tb tenho instalado o DP, embora o use pouco.

Espero ter ajudado ou esclarecido de alguma forma.

Jabijirous
Ouvi dizer (ou li por aì) que tinham encontrado uma solução para o problema... não era a correção mas um simples truque para resolver o bug... enfim...

Abçs! ;P


[edit: correção de alguns acentos, teclado estrangeiro... aaaargh!]

Mr. Phil
Veterano
# jan/16
· votar


makumbator
e o bom e velho 6.5.5 (que ainda mantenho em uma máquina mais antiga)


Né não? :D

rsrsrs...

Jabijirous
Veterano
# jan/16
· votar


No estudio temos o 1176 original (o rack mesmo!), e em casa tenho o plugin da UAD2.

Tem diferença ou é bem fiel? Eu tenho a apollo e esse plug in, vou te falar que é muito bom. Queria saber se é bem fiel ao hardware.

Ouvi dizer (ou li por aì) que tinham encontrado uma solução para o problema... não era a correção mas um simples truque para resolver o bug... enfim...

Vou pesquisar mais no fórum da Steinberg, pois só vi a galera reclamando e falando que acontece a mesma coisa no 8.5.

makumbator

Tu que uso o Cubase também, teu vca fader tem o bug de não funcionar quando você abre o teu projeto?

Mr. Phil
Veterano
# jan/16 · Editado por: Mr. Phil
· votar


Jabijirous
Tem diferença ou é bem fiel?
Na minha opinião é bem fiel. Já meu socio aqui (bem mais expert do que eu) diz que dá pra sentir a clássica diferença do som analogico "quente" etc e tal...
Na verdade também percebo essa diferença, mas depois na mix, com fx, eq, mastering... a diferença vai pro beleléu. Sò quem gravou saberá. Se falarmos então no povão, ouvinte, leigo, etc... nunca saberão. Nunca!!!

EDIT: achei o link da comparação hw vs sw!

Em relação ao bug, se não estou me confundindo, tinha lido que era suficiente criar um novo vca fader e o problema sumia... vou ver se acho onde li ou ouvi.

Abç!

Jabijirous
Veterano
# jan/16
· votar


Mr. Phil

Pois é. Outro dia resolvi usar esse vca fader e no dia seguinte não tinha mais áudio. Fiquei desesperado, aí eu percebi que era o vca e fui pesquisar no fórum. Pena, o recurso é bem interessante.

makumbator
Veterano
# jan/16
· votar


Jabijirous

Não lembro se já me apareceu esse bug. Não uso muito o vcs (só de vez em quando). Me fala como reproduzir o seu erro, basta criar um projeto, criar pistas colocar vca nelas e depois que fechar e reabrir o projeto o som delas desaparece?

Jabijirous
Veterano
# jan/16
· votar


makumbator

Exato.

Resolvi fazer o vca para automação do volume em algumas faixas. No dia seguinte não tinha som pra quem tava com o vca. Aí vi que a galera tava tendo o mesmo problema, resolvi tirar o vca e pronto, tudo ao normal.

pedrocarboni
Membro Novato
# jan/16
· votar


Pra mim não tem DAW melhor que o Ableton Live, é versátil pra C******, não é difícil de usar e a integração com os VSTs é muito boa... O live mode tbm eh muito bom pra quem tem pedaleira midi. pra gravar, ativar efeitos ou desativar no palco. Nesse ponto, o Ableton ganha de TODOS os DAWS.

nyurig3
Veterano
# jan/16
· votar


pedrocarboni
que o Ableton Live, é versátil pra
tenho curiosidade para fuçar nessa daw, ja ouvi falar bem dela

Casper
Veterano
# fev/16
· votar


Mais vale o sabor do Milk Shake do que a marca do liquidificador.
Gene Simmons

Dá para fazer a coisa em qualquer DAW.

freitas_silva
Veterano
# fev/16
· votar


Rapaz, essa briga aí tá igual a quem é melhor: MOTIF, M3, FANTOM, ESCAMBAL, etc...

Uso o Reaper, mas nem por isso digo que é o melhor do mundo. Até chegar nele usei vários outros e simplesmente me identifiquei mais com a interface do Reaper, além de ser gratuito, que para quem gasta muito com VSTs, apps e outras coisas, é uma mão na roda.

Posso dizer que consigo fazer tudo o que faço com as outras, agora obviamente, não posso ser hipócrita a ponto de falar que é melhor em tudo. Como já foi falado aqui, eu também adoro aquela barra lateral do Cubase. Algumas coisas no Sonar são bem mais práticas de fazer do que no Reaper. Enfim, escolher um DAW implica em ganhar de um lado e perder do outro, mas isso não quer dizer que você "não consegue fazer TAL COISA", mas simplesmente você não a fará com mesma fluência em todas as plataformas.

Quanto a primeira mensagem desse tópico, é bem simples fazer o reaper renderizar em MP3. Basta baixar o codec LAME e colocar na pasta indicada pelo próprio Reaper. Um processo que não dura nem 2 min.

Quanto aos plugins nativos, eles realmente não são bons na versão gratuita. Quando se tem a versão paga, a cockos libera uns plugins mais elaborados. É o que se espera de uma verão gratuita não?

Ningen
Veterano
# fev/16
· votar


freitas_silva

Quando se tem a versão paga, a cockos libera uns plugins mais elaborados

Taí uma coisa que não sabia... Conte-me mais sobre...

nyurig3
Veterano
# fev/16
· votar


freitas_silva
Basta baixar o codec LAME e colocar na pasta indicada pelo próprio Reaper. Um processo que não dura nem 2 min
no mac isso nao funcionou! nao sei o porque, nem o "guru" do reaper marcio mourao resolveu!

Quanto aos plugins nativos, eles realmente não são bons na versão gratuita. Quando se tem a versão paga, a cockos libera uns plugins mais elaborados. É o que se espera de uma verão gratuita não?
olha, pelo que sei quando se paga a licença do reaper não muda em nada em relação ao free, ja que vc baixa o reaper e decide se vai pagar ou não! pelo menos e isso que falam no forum oficial do reaper em portugues.


Ningen
Taí uma coisa que não sabia... Conte-me mais sobre...
entao mano, creio que não há diferenças entre pagar ou não, já que no forum oficial do reaper os caras falam que pagar a licença e uma decisão do usuário, tanto que tme 2 valores para pagamento, se vc fatura x por ano e um valor, se fatura mais e outro, sendo que vc não precisa provar nada e pode pagar o valor mais baixo ou o mais alto kkkk vai vendo ne kkk.

Adler3x3
Veterano
# fev/16 · Editado por: Adler3x3
· votar


Mr. Phil
Obrigado pelas considerações, apareça sempre por aqui.

Todos
Os plugins do Reaper não tem uma aparência motivadora, tem uma simples Gui (interface visual) razão pela qual os subestimamos, entretanto são muito bons.
A versão Free dos Plugins podem ser utilizados em outra DAW, mas a quantidade de efeitos (download a parte) é menor que a versão interna que vem no Download normal do Reaper.
E o software é leve, e aparência da Gui deve influenciar nisto, este é o foco principal que esta mais para a boa perfomance do que pelo visual.

makumbator
Veterano
# fev/16
· votar


Jabijirous
Resolvi fazer o vca para automação do volume em algumas faixas. No dia seguinte não tinha som pra quem tava com o vca. Aí vi que a galera tava tendo o mesmo problema, resolvi tirar o vca e pronto, tudo ao normal.


Esse bug comigo era intermitente, ás vezes aparecia, mas quase sempre não se manifestava. Lançaram atualização hoje (8.5.10), e pelo menos comigo esse problema não voltou (testei várias vezes, em diversos projetos).

Ismah
Veterano
# fev/16
· votar


Bem... Me chateava que o Audacity dá delay sem placa externa. Me deu um tiro atravessado e passei a usar o Reaper para gravação de guitarra também e percebi que o algoritmo de sincronismo em função do delay, é melhor.

Me senti melhor, já estava pensando que eu estava tocando fora de tempo sempre rsrs

Jabijirous
Veterano
# fev/16
· votar


makumbator

Tem grandes mudanças do 8 para o 8.5?

makumbator
Veterano
# fev/16
· votar


Jabijirous

Na verdade não muitas. Tem Retrologue 2, VST Transit (um sistema de colaboração online entre usuários de Cubase operando a mesma sessão do programa), novas ferramentas midi (o que pode te interessar mais) e pequenas mudanças (pra melhor) no mixconsole. Mas não é nada que mude a vida de alguém...hahaha!

Jabijirous
Veterano
# fev/16
· votar


makumbator

Já dá pra deletar e mudar as tracks pelo mixconsole?

makumbator
Veterano
# fev/16
· votar


Jabijirous
Já dá pra deletar e mudar as tracks pelo mixconsole?

Infelizmente não...já prometeram essa função (óbvia) para a próxima edição (Cubase 9).

Jabijirous
Veterano
# fev/16
· votar


makumbator

9?? kkkk brincadeira!!

makumbator
Veterano
# fev/16
· votar


Jabijirous

9?? kkkk brincadeira!!


Pois é...mas pelo menos no 8.5 consertaram algumas cagadas no mix console (como essa coisa que querer ficar escondendo valores e botões só pra droga do visual ficar limpo, e com isso precisar passar o mouse em cima ou clicar pra ver o que já deveria estar à vista).

nyurig3
Veterano
# fev/16
· votar


galera comprei o logic pro X na apple store por apenas 200 obamas, o que em relacao a outras daws e bem mais barato (exceto o reaper, claro), e estou adorando a daw, para nos guitarristas e uma mao na roda com aquele drummer que e um baterista virtual com varios ritmos prontos e que vc pode dar uma mexida

isso sem falar dos amps de bass ja inclusos, 30 gigas de samplers para fazer musica, tem um programa que parece o melodyne para voz, programas de piano, teclado e uma porrada de outros vsts ja inclusos!!! completasso!
acho que para quem tem mac e a melhor opçao hein...

marcelosz
Membro Novato
# fev/16
· votar


nyurig3
+1

mahohnikk
Membro Novato
# set/16 · Editado por: mahohnikk
· votar


Eu pessoalmente prefiro o Avid Pro Tools, seja o 10, 11, 12... por causa de plugins como o BF-76, Dyn3 Compressor, DB-33, Xpand!2 e outros que vêm nele. Além disso, ele é prático, ao meu ver, sendo que eu crio canais e mexo neles com muita rapidez (fiz curso dele). Depois dele tem o Logic, seja o 9 ou X, ambos ótimos, sendo que, não sei o 9, mas o X guarda suas tarefas, então em caso de crash, ele retorna ao último savepoint. Eu comprei, mas me arrependi o Cubase 8 Elements. Por ser ruim? Não, jamais, é ótimo, mas os instrumentos dele eu achei menos intuitivos do que os da concorrência (eu faço instrumentais, mixo e masterizo). Outra opção é o FL Studio, que tem o step-sequencer bem adaptável, o que é ótimo para beatmakers, mas não gosto muito também não, questão de gosto e os plugins dele são bons (na realidade, da pra se ter bons resultados com qualquer compressor, equalizador e outros plugins, mas existem uns que simulam efeitos ou são mais intuitivos, ao meu ver). O FL ainda está na versão Alpha para Mac, em versão nativa. Bom, essa é a experiência que posso passar sobre software.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Desisti do Reaper, voltei para o cubase 7