Ok, agora eu estou curioso disco de rock do Mr. Catra

Autor Mensagem
Headstock invertido
Veterano
# mai/15
· votar


brincar de roqueiro


Hahahaha. Engraçado isso.

Por que brincar? Por que ele não pode ser? Tem que fazer um curso pra ser 'roqueiro' (tsc)?

Bom, começar ele começou no Rock (com o O Beco), se o requisito for esse.

Na vida pessoal dele, ele pode já ter ouvido mais Rock que moleques imberbes do fórum que adoram cagar regra.

DiegoidBorba
Membro Novato
# mai/15
· votar


Filippo14

Faço das suas palavras as minhas, tem mais que fazer Rock mesmo, se falarem mal das letras do cara e tal, então o que diriam de Velhas Virgens ? rsrsrs

cafe_com_leite
Veterano
# mai/15
· votar


Esse rock chulé dele e funk dá no mesmo. Nenhum dos dois serve pra mim.

cafe_com_leite
Veterano
# mai/15
· votar


E eu tinha comentado em algum lugar que o cara ia mandar bem no vocal, mas a banda cagaria tudo.
Dito e feito.

Casper
Veterano
# mai/15 · Editado por: Casper
· votar


PERFEIÇÃO!

Vou explicar para os infiéis porque o ritmo dessa música é perfeito.
Nos 4 primeiros compassos, o baterista faz uma levada 4/4 com
a percussão marcando tempo inicial em uníssono com o bumbo.
No início do quinto compasso, até o sétimo, a percussão marota entra
com um ritmo 17/11 - uma variação muito comum aos músicos do
camboja, e depois varia para 9/8 (uma referência aos ritmos escravos
no noroeste do Mississippi). Essa variação segue na música, e os
desatentos dirão que está sem sincronismo. Mas os que prestaram
atenção vão notar que o percussionista desacelerou 1 BPM do
compasso, e no compasso número 237 a música ficará novamente
sincronizada. Uma pena a música acabar antes disso.

Ismah
Veterano
# mai/15
· votar


Casper

Entendi errado ou isso foi irônico...?

Filippo14
Esse cara do vídeo sempre fala bosta, exagerado, quer ficar famoso com esse tipo de vídeo tambem. Desculpa, a opinião dele é irrelevante.

A colocação técnica não tá errada. Apenas o exagero do cara é infundado.

Quanto ao teor das músicas, pra mim nunca foi o problema, mas o comportamento de quem ouve, é ainda um problema social grave. Aliado à composições pobres, sem nenhuma base harmônica... Como disse algum user por aí, "rimar ana, com banana"...

makumbator
Veterano
# mai/15 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah
Entendi errado ou isso foi irônico...?

Claro que o comentário dele é sério. Foi um análise perfeita e pertinente sobre o tema.

Aliado à composições pobres, sem nenhuma base harmônica... Como disse algum user por aí, "rimar ana, com banana"...

Igual á esmagadora porcentagem da música pop (rock incluído). No que essa música do Catra é pior harmonicamente que outro metal genérico qualquer? Metal não é música do Wagner. A harmonia é quase sempre pobre mesmo, pois o importante é o riff, o impacto sonoro da massa instrumental, o peso, a velocidade, etc...harmonia, desenvolvimento de temas, equilíbrio de vozes, estrutura formal, agógica e tudo mais é sempre menos importante nesse estilo.

Filippo14

Concordo totalmente com suas palavras. Não vejo grandes diferenças entre o Mr. Catra encher o rabo de cocaína e uísque (nas palavras do cara do vídeo) e estrelas do rock que fazem o mesmo. Mas elas podem, pois são do "rock".

Mr. Catra tem trocentas parceiras sexuais (o que é alvo de reclamação do autor do vídeo), mas ao menos ele as acolhe e sustenta sob seu teto (assim como os filhos), ao contrário de muitas estrelas do rock, que fazem filhos a rodo por aí, espalham DSTs e tem tantas amantes quanto o Catra.

Outra coisa ridícula é reclamar das letras. Bem, no metal em geral as letras também não chegam a ser um item assim tão erudito.


cafe_com_leite
E eu tinha comentado em algum lugar que o cara ia mandar bem no vocal, mas a banda cagaria tudo.
Dito e feito.


Pois é, a voz dele é perfeita pra metal podrão.

Thiago Livgren que toca mais ou menos
Membro Novato
# mai/15
· votar


Peraí, samúsica dele é Gospel? O_o

Ismah
Veterano
# mai/15
· votar


makumbator

Não fui muito claro, mas me referia à música em geral. Quanto ao comportamento, foi mesmo pensando na minha experiência com baile funk, mas se aplica à demais estilos.

Da qualidade do metal (que eu escuto pouco), realmente não é Wagner, só também não precisa se basear num sistema monotonal...

Claro que o comentário dele é sério. Foi um análise perfeita e pertinente sobre o tema.

Pois eu não saberia dizer nada, sobre ritmos que fogem do 3/4, 4/4... No máximo um 6/8 de guarânia e chamamé. Ser ignorante não era crime...

makumbator
Veterano
# mai/15 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah
só também não precisa se basear num sistema monotonal...

Ué, mas o metal genérico é isso aí mesmo. Um ou ois riffs por música, um solinho no meio e pronto.

Pois eu não saberia dizer nada, sobre ritmos que fogem do 3/4, 4/4... No máximo um 6/8 de guarânia e chamamé. Ser ignorante não era crime...

Obviamente ele (e eu) estamos brincando com a situação. Até por nem existir compasso 17/11 (no denominador só podem estar valores de figuras rítmicas, 1, 2, 4, 8, 16, 32, 64 que representam a semibreve, mínima, semínima, colcheia, semicolcheia, fusa e semifusa)

alexandrecoppo
Veterano
# mai/15
· votar


Ta até bom pelo que eu esperava, a voz dele fica boa com o estilo.

Casper
Veterano
# mai/15
· votar


Caro makumbator:

O Mr. Catra não está preso dentro das convenções europeias
de notação musical, ele transcende e inova ao criar a relação
rítmica 17/11 (baseada na sequência de números primos -
onde a base de tempo 11 se encontra no meio termo entre a
colcheia e a semicolcheia).

Obviamente é uma brincadeirinha. Me desculpem.

rcorts
Veterano
# mai/15
· votar


Ufa, nem acredito que li 7 páginas desse tópico. Tô no trampo agora, só vou poder ver o video quando chegar em casa.

Achei interessante o título O Retorno é de Jedi. Foge do convencional, dos clichês e não deixa de chamar a atenção, mas não sei porque esse nome remete de certa forma a zoeira e provavelmente não levarei a sério, mas....

O mais interessante desse tópico foi mesmo acompanhar a discussão entre o Bertola e o Headstock Invertido "comeria um pedaço de pizza ao lado de Wagner mas não tomaria um guaraná com Hitler" (não, esse fantasma não irá mais vos deixar, kkkkkk).

Nesse ponto da discussão penso que eu adotaria uma postura semelhante à do Bertola, porém não deixaria de perder consideravelmente o respeito pelo Wagner (pelo autor, não pela obra)..

Nunca pensei que um tópico do Mr. Catra oferecesse tanta aquisição de conhecimento.

Ismah
Veterano
# mai/15
· votar


makumbator
o metal genérico é isso aí mesmo. Um ou ois riffs por música, um solinho no meio e pronto.

Sinceramente, preciso cair na real então... Faz tempo que a música mais atual que escuto é 10 anos mais velha que eu rsrs

makumbator
Veterano
# mai/15 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah

Em geral eu ouço mais música escrita muito antes do meu nascimento. Algumas tem mais de 300 anos...hahah!

Casper
ele transcende e inova ao criar a relação
rítmica 17/11 (baseada na sequência de números primos -
onde a base de tempo 11 se encontra no meio termo entre a
colcheia e a semicolcheia).


Com certeza! Esse compasso era muito usado também pelo matemágico recentemente falecido (John Nash), justamente por reunir números primos e esquizofrenia...

Headstock invertido
Veterano
# mai/15
· votar


Ismah
Po, cara. Desde o Black Sabbath que o Metal é 2 riffs, um solo e repetições infinitas.

Claro, fizeram as fusões (Speed, Power, Prog, Symphonic, etc, etc...). Mas em se tratando de Metal embrionário mesmo, é isso aí de 70 a 2015.

Lelo Mig
Membro
# mai/15 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Se o "rock" do M Catra é bom ou ruim, é subjetivo... é gosto vs não gosto. É pessoal.

Agora, dá licença, neguinho vir cagar regra de que ele, ou quem quer que seja "não pode fazer rock?", é o cúmulo da estupidez.

Quem sobre a face desse planeta pode abalizar quem pode ou não fazer rock? Dizer que "não tem rock no sangue?"........caraca! que papinho de cabeludo de treze anos de idade.

Amiguinho do vídeo, sai do Youtube e volta pro mundo real! Desde que foi criado, até hoje, toda música Pop, onde o rock se insere, não passa de Crtl C + Crtl V!

Acorda fio!

cafe_com_leite
Veterano
# mai/15
· votar


Véi, saca só o ismah… ahuahuahua

cafe_com_leite
Veterano
# mai/15
· votar


Lelo Mig
Desde que foi criado, até hoje, toda música Pop, onde o rock se insere, não passa de Crtl C + Crtl V!

Definitivamente não. Sobreposição de influências sim, copiar e colar não. Pra apresentar uma tese não precisa estereotipa-la.

Ismah
Veterano
# mai/15
· votar


Headstock invertido

O gênero também precisa ser trocado então kkkk

Headstock invertido
Veterano
# mai/15
· votar


Esse cara do vídeo não é referência nem pra como ser um verme. Ele diz merda por profissão.

Will Bejar
Veterano
# mai/15
· votar


Filippo14
A voz dele até é legal. Ele deveria ter tentado umas letras legais, na pegada do Pavilhão 9 e Planeta Hemp...

Mas essa parada de "O retorno é de Jedi", eu senti vergonha... Hehehe

Will Bejar
Veterano
# mai/15
· votar


Thiago Livgren que toca mais ou menos
Peraí, samúsica dele é Gospel? O_o
Então, acho que ele tenta trazer una mensagem otimista. Isso eu achei interessante... Mas a frase "o retorno é de Jedi"... Kkkkkkkkk

cafe_com_leite
Veterano
# mai/15
· votar


Fui ouvir de novo.
Deus, que música horrível. Serio, prefiro mil vezes ela dá pra nóis que nóis é patrão.

Will Bejar
Veterano
# mai/15
· votar


cafe_com_leite
hauhauhauhauhauhau... mano, é muito zuado...

Thiago Livgren que toca mais ou menos
Membro Novato
# mai/15
· votar


Will Bejar
Mas a frase "o retorno é de Jedi"... Kkkkkkkkk
Tô até agora tentando entender o que ele quis dizer com isso. : P

FELIZ NATAL
Veterano
# mai/15
· votar


prefiro mil vezes ela dá pra nóis que nóis é patrão. 2

FELIZ NATAL
Veterano
# mai/15
· votar


Contribuindo com o tópico



Xeper
Veterano
# mai/15
· votar


Ouvi tem um tempo já e achei bem fraca, serião, esperava um pouco mais...

prefiro mil vezes ela dá pra nóis que nóis é patrão. 3

Mas ai estamos falando de um classico nacional

Cres
Membro Novato
# mai/15
· votar


Headstock invertido
brincar de roqueiro


Hahahaha. Engraçado isso.

Por que brincar? Por que ele não pode ser? Tem que fazer um curso pra ser 'roqueiro' (tsc)?

Bom, começar ele começou no Rock (com o O Beco), se o requisito for esse.

Na vida pessoal dele, ele pode já ter ouvido mais Rock que moleques imberbes do fórum que adoram cagar regra.

Opa. Pera la. Me expressei mal quando disse que ele podia "brincar de roqueiro". Quando disse isso, quis dizer que devemos deixar ele se divertir com a música que quiser. Eu sei que o Catra começou no rock, e que ele provavelmente sabe mais de rock do que muito user do fórum mesmo.

E sim, ele pode ser "roqueiro", e não precisa fazer curso não.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Ok, agora eu estou curioso disco de rock do Mr. Catra