Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Você é tecladista de banda católica? Compartilhe suas experiências aqui.

      Autor Mensagem
      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07


      Olá pessoal.

      Criei este tópico voltado para nós que somos tecladistas de bandas católicas, para que possamos compartilhar nossas experiências e trocar algumas idéias a respeito.

      Conte aqui a sua história de músico dentro igreja, ou parte dela, para que todos possamos aprender, e até mesmo, rir com o que você vai falar.

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Vou começar com a minha.

      Tenho 17 anos, toco teclado desde os 4 ou 5 anos (não lembro exatamente), e toco na igreja desde os 9, aproximadamente. Participo do movimeto da Renovação Carismática Católica (RCC) desde que comecei na igreja. Tecnicamente falando, a RCC é, na minha opinião, o lugar onde a música católica encontra-se mais "desenvolvida", abrindo um grande leque de opções neste sentido, como shows, retiros, etc., mas, obviamente, aqui, o foco principal é Deus, e não o meu profissionalismo, nem a minha banda, nem qualidade técnica, etc., é DEUS. É importante esclarecer que a RCC não é um movimento independente, muito pelo contrário, se não houvesse a Igreja Católica, a RCC não existiria também, ou seja, a RCC depende da Igreja Católica (escrevi isto porque muita gente tem uma visão equivocada a esse respeito). A Renovação é apenas um dos muitos movimentos da Igreja Católica, assim como os Vicentinos, o Apostolado, dentre muitos outros. Mas, enfim, falando da minha experiência como tecladista: Quando comecei, tinha um PSR-185 e tocava somente em missas e grupos de oração. Junto comigo, uma banda que, completa, tinha: baterista, baixista (às vezes), 2 guitarristas, 1 violonista, um tocador de atabaque (atabaquista???!!!), um de pandeiro meia-lua (pandeiro meia-luista???!!!), um tocador de tumbadora (tumbadorista???!!!) (acho que são percussionistas, não?), além de umas 20 pessoas cantando. Enfim, era uma escola de samba!!! Para resumir: o tempo foi passando, eu comprei um (EXCELENTE) PSR-320, aquela enorme banda foi se desfazendo, dando origem a outras bandas menores, dentre as quais, eu entrei em uma. Então conseguimos alguma coisa mais organizada: bateria, baixo, teclado e guitarra, além de uns três vocais. Então, comprei um PSR-740. Depois o baixista foi embora e eu comecei a fazer o baixo no teclado. E assim está até hoje, umas pessoas entram, outras saem e eu continuo com o baixo no teclado. Então, em Abril de 2006 comprei um Korg TR, e estou com ele até hoje. É importante lembrar que eu e o guitarrista (que é meu irmão), fazemos parte, "secundariamente" de uma outra banda (também católica), mas a principal é esta que vem desde os meus 9 aninhos. Hoje em dia, nós recebemos convites para tocar em alguns shows, retiros, além das missas e dos grupos de oração.

      Bem, isso é um pouco da minha história.

      leandro rodrigues
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      fábio_soul

      Eu acho que esse tópico vai dar o que falar!!!

      ThyagoAmaral
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Putz... eu toquei muito tempo (8 anos eu acho) em banda de igreja catolica... posso dizer q foi minha escola aquilo... comecei com um PSR-230... depois um 530 emprestado... um 630 tb emprestado... ai tive um PSR-550... quem eh daqui do forum sabe um pouco da minha historia... de despero com esse 550... (levaram ele num assalto junto com o carro e quase eu ia junto)... kkkk mais eh passado... depois de levarem meu 550 (hj eu apertaria a mao do ladrao) fiquei livre de PSR... e comprei um DGX-305 ai deixei de tocar na banda da igreja... e fui tocar na noite... kkkk tocar pop e PLOC... com o DGX... ai depois comprei um S03 e fikei com os dois teclados... tem mais ou menos uns 4 meses q vendir meu DGX e comprei um SP76... mais voltando ao assunto da igreja... pow era massa.... pertubavamos d+... mais muita coisa conspirava contra... intrigas com outras bandas da paroquia... disse me disse... som ruim... e por ai vai... acho q quem toca igreja sabe +- oq eu quero dizer... entao me enxir dessas besteiras e deixei de tocar... mais continuo frequentando a igreja sem prob... kkkkk tem umas historias engraçadas... prossiçoes... tocar dentro de carro de som com o teclado no colo... dentro de kombi... heheh tocar na chuva... coisas desse tipo...

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      leandro rodrigues

      Realmente, eu espero que dê muitíssimo o que falar!

      marco (boicatolico)
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Bom, comecei tocando na Igreja na Liturgia, aos 14 anos, não sabia nada de nada, mas enchi tanto o saco da minha mãe q ela me deu um violão Tonantão heheh, e entrei na Igreja, pra impressionar uma garota ....

      tempo passou e tinhamos o sonho de uma banda....tinha uns 16 anos, e queria um outro instrumento...pensei em bateria, mas morava em ap, daí como não tinha tecladista na minha equipe, escolhi. Comprei meu psr-195. A banda não vingou.
      Aos 18 anos, juntando meu dinheirinho sofrido, comprei um outro psr-340 (meu maior erro - visto não conhecer nada de nada ainda e achar q este faria o q eu esperava.....mas eu nem sabia o q era synth, workst, sampler - maldita demo do titanic aliado ao disquete hehehe)...enfim.

      Nesse meio tempo, comecei a tocar tb na RCC, a qual estou até hoje. Não temos uma banda propriamente dita, mas são muitas pessoas a qual revezamos em escalas nos dias de grupo de oração.
      Continuo com o meu psr-340, pq nunca consegui juntar grana pra trocar. Minha mãe tb nunca me apoiou dentro da música, acha bobeira. E como segui o caminho dos estudos, tenho o feito desde então e parei de trabalhar aos 18 nos pra fazer cursinho. Entrei na facu, fiz quimica e estou agora fazendo mestrado na UNICAMP.

      como consegui sobreviver com o psr.....descobri os VirtualSynths....meu pai investia nos computers...descubri o Reason, B4, EP, ....não quero mais nada.
      O problema é q usava o PC só em eventos maiores, levar o computador não é mole não

      Hoje com 23 anos, uma NOIVA (leia-se menos dinheiro pra poder juntar auhuhaahu), sem banda formal e 2500 reais q consegui juntar com minha bolsa, e a difícil missão de comprar um synth, estou decidindo pelo Juno-D....

      Bom, esta é um pouco do meu passado/presente/futuro....

      Espero q este tópico de grande resultado hehehe!

      abraços

      leandro rodrigues
      Veterano
      # jan/07 · Editado por: leandro rodrigues
      · votar


      Edit.

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      leandro rodrigues

      O que você quis dizer com "Edit"?

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      marco (boicatolico)

      Com relação a trocar de teclado, deixa eu ver se entendi: você vai vender o seu PSR, juntar mais uma grana e trocar num JUNO-D? Ou você vai continuar com o seu Yamaha para usar de controlador do PC?

      leandro rodrigues
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      O que você quis dizer com "Edit"?

      Eu ia fazer uns comentários úteis, mas achei melhor não

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      leandro rodrigues

      Ué, porque não???

      marco (boicatolico)
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      fábio_soul
      Cara, é provável q eu continue com ele pra controlar o próprio juno D, no modo performance. Mesmo pq vendê-lo, vou conseguir muito pouco, além do q ele está bem acabado ehheeh.
      Tava fazendo uns testes com o de um amigo meu (juno), e vou conseguir usar por exemplo o piano do Juno no juno e outros sons como metais, strings, pads no meu yamaha....não é o ideal, mas é o q eu posso compreende!!!

      O pc eu vou parar....meu pc tá em campinas, e eu toco em ribeirão preto, então não esta funcionando. Notebook??? bem, com certeza vou comprar, mas só depois q voltar de algum pósdoc, ou algums doutorado sanduiche fora do país, ou seja, dauqi pelo menos 5 anos.....heheeh

      abraços

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Eu ia falar justamente isso, para você comprar um notebook... Mas, então, que tal vender o seu Yamaha e comprar um controlador, mesmo que não seja tão bom? Para o que você vai usar, talvéz seja melhor...

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      marco (boicatolico)

      Entra no site <http://www.technoaudio.com.br> e vê o preço dos controladores de lá... Acho que com o valor do seu PSR deve dar para comprar o MIDITECH MIDIPLUS 6, ou com um pouco mais de dinheiro, um M-AUDIO AXIOM 61, ou, ainda, quem sabe, um de 49 teclas, o M-AUDIO AXIOM 49. São boas opções de controladores melhores do que o PSR.

      Outra dica: volta a tocar na igreja, que é muito mais maneiro.

      marco (boicatolico)
      Veterano
      # jan/07 · Editado por: marco (boicatolico)
      · votar


      fábio_soul
      Quanto a teclas, ou até um controle como knobs ou mesmo com pitch,...enfim, ok!
      Mas, como disse, meu psr tá muito velhinho heheh, não conseguiria nada do tipo. Com um pouquinho a mais de grana, conseguiria um controler legal vendendo o psr, mas agora preciso juntar uma grana pra casar, então já viu meu.

      Mas enfim, espero em Deus...como não ganho grana com meu ministério, é quase um hoby hehehe, ele q me dê tb uma forcinha não é mesmo?

      A sim, e estou tocando ainda na Igreja...volto aos finais de semana!
      Abraços

      Jeferson Fernandes
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      BOm...

      Eu toco em ministério de música faz 12 anos... Sou tecladista da Banda Agape de SP desde de 2002 quando comecei a tocar instrumento. Anteriormente a isso era baixista e tocava na mesma banda desde o início em 1995 (Vão fazer 12 anos agora em fevereiro)... Atualmente além da Banda Ágape toco no MInistério Aliança de Misericórdia da Comunidade Aliança de Misericórida (Pe Antonello)... Durante 2 anos 2004 e 2005 acompanhei a cantora Suely Façanha da Comunidade Shalom ´(Fortaleza)... Faço bastante trabalhos com música na Canção Nova de SP como gravaçao de programas, encontros, missas, acampamentos e etc... Na Aliança de Misericórdia acompanho muitas vezes os cantores Paulão e Lú... Bom... Tocar é uma paixão minha desde a infancia e do primeiro violão, mas nada mais do que um pretexto de Deus para me chamar a caminhar... Cada dia mais venho experimentando a graça e a misericórdia de Deus e como ele vem amando o seu povo... Como diz a Ziza "Não existe nada que ultrapasse o amor de Deus"... E nós músicos somos antes de tudo filhos amados e servos... É uma alegria muito grande podermos compartilhar de nossas caminhadas aqui... Que nesse ano possamos receber respostas de Deus na vida de cada irmão evangelizado por nossa música (ou melhor pela música de Deus canalizada em nós)... Quanto a equipamento tenho bastante coisa... Nada de top-top, mas coisas que acumulamos ao longo do tempo, como mixer, side PA, equipo de palco e talz... Meu equipo é um Kurzweil SP-76 e um módulo Roland JV-1080 + toda a parafernalha de tecladista, cabos, fones, estabilizadores, filtros, livros e etc... rs...

      Deus abençoe a todos!!! Salve Maria!!!

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      marco (boicatolico)

      Confundi você com o ThyagoAmaral, foi mal!

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Jeferson Fernandes

      Ah, então você já é "gente grande" no quesito técnico (Canção Nova, Aliança de Misericórdia, Suely Façanha, etc.). O que eu posso te dizer é que eu tenho um desejo de tocar com esse pessoal mais... sei lá mais o que, mas nada que chegue ao ponto de se tornar o objetivo principal da minha caminhada. É só um desejo. O negócio é esperar para onde Deus quer levar, não é?

      Quando você for tocar com alguém na televisão (Canção Nova, etc.), dá um toque, gostaria de vê-lo tocar. As vezes, eu posso até já ter visto, mas não sei ve você é você!!!

      Bem, o que eu fiz de mais, digamos, "famoso" até hoje, tocando, foi gravar alguns programas "Celebrando Pentecostes" na Canção Nova, mas só fui para lá uma vez até hoje. Estas gravações foram com a banda que eu disse que faço participação "secundariamente", e não com o ministério que é aquele desde que eu comecei, e além disso, não estava a banda inteira, era só eu, um violão e três vocais.

      Obs.: Essa questão de fazer parte "secundariamente", é o seguinte: inicialmente eu só fazia parte do meu ministério. Entretanto, como em todo lugar, aqui existe uma carência considerável de músicos, inclusive tecladistas. Esta necessidade foi o que aconteceu com esta outra banda (e acontece, também, com algumas outras, as quais volta e meia, eu estou ajudando, também, sempre com o maior prazer em fazê-lo). Então, tocando por aí, eu (e meu irmão) conheci algumas pessoas da banda, estas me chamaram para ajudar em um encontro, e mais outro,... e até hoje. Então no final do ano passado eles conseguiram arrumar um tecladista fixo, para fazer parte, efetivamente, da banda, e, neste ano eu pretendo, sempre quando puder, continuar tocando com eles (lembrando que a prioridade é o meu ministério, mas sem desmerecer a importância que esta "nova" banda tem na minha vida).

      Obs. 2: Não cito nome de integrantes das bandas o o nome das bandas porque não sei se eles iriam gostar, já que este site, bem como todas as mensagens, é completamente aberto ao público. Se você, por acaso, quiser conversar mais especificamente sobre isso, nós podemos conversar por e-mail.

      ThyagoAmaral
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      fábio_soul
      Nao tenho mais PSR nenhum... e tb nem tenho interesse de voltar a tocar na igreja... kkkkkkkk a minha inteçao eh um controlador de 25 teclas mesmo... soh quero usar os knoobs pro S03... mais nd... mais valeu pelas dicas... kkkkkkkkk

      Jeferson Fernandes
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      fábio_soul
      Não tem essa de fama não Fabião... Nem toco lá essas coisas... hehehehe... Nem foi uma busca, mas foi caminhos que o Senhor vem trilhando... Não importa o meio, somos todos pela mesma causa... Hoje eu sou fixo de 2 ministérios... É treta, as vezes arranco meu cabelo de tanto compromisso, mas vou levando... Amanhã cedo estou tocando no Thalita Kum com o Aliança Misericórdia... Com a Canção Nova eu tenho um compromisso dia 17 de março... É uma missa que vão participar o Walmir Alencar, o Cleidimar e a Ana Lúcia (do cantores de salmo)...

      Jeferson Fernandes
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Ahhh... Me procura no Orkut, lá tem algumas fotos, algumas coisas relativo ao ministério... Link pra comunidade da Banda Ágape... Há temos um site 5 anos desatualizado... www.bandaagape.ig.hpg.com.br/index2.html (não é propaganda)...
      As informações sobre o Aliançade misericórdia está no www.misericordia.com.br

      Abraços... !!!

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Jeferson Fernandes

      Com relação ao número elevado de compromissos, isto, para mim, nunca foi problema, pois eu sempre fui meio desocupado, mesmo, mas, o complicado de assumir compromisso com duas bandas que estão, constantemente, saindo em missão, é a questão de bater os compromissos de uma com os da outra. Isso da uma treta!!! O pior de tudo é arrumar coragem para desmarcar com uma delas, não é?

      Mas, no mais, é uma maravilha, não tenho nada a reclamar. Eu diria que a melhor coisa que aconteceu na minha vida, foi eu poder servir a Deus na música... (a melhor, mesmo! Sem exageiros)

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Ah! deixa eu perguntar uma coisa: o Roland JV-1080 é um teclado de 76 teclas e que tem dois visores?

      Scoth_Pr
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      fábio_soul

      O Jv-1080 é um módulo com os timbres do XP-80.

      O Jv-1000, esse sim, é um teclado de 76 teclas com um visor dedicado á parte funcional do teclado e a outra dedicada ao sequencer.

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Scoth_Pr

      Obrigado pela informação.

      fernando tecladista
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      o maximo que toquei em igreja foi um tempo usando um orgão Gambitt

      AUTOBOT
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Certa vez fui em uma missa... Quase tive um troço com um grupinho de freirinhas cantando. Bota ruim, coisa do demo mesmo. Daí pensei até em ensaiar com minha banda da época umas musiquinhas, uns hinos, e tocá-los num amálgama de Radiohead, U2... Mas foi pura pretensão mesmo. Além do mais, alguns do grupo decididamente não entrariam na igreja.

      Igreja Católica = Música horrível tocada por medíocres (na minha cidade, pelo menos)... O pior é que o órgão se parece muito com um hammond.

      Mas o violão é Tonante.

      Ah, lembrei também que o Pato Fu gravou há alguns anos um disco com hinos católicos. Deve ser bem interessante.

      AUTOBOT
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Igreja Católica = Música horrível tocada por medíocres (na minha cidade, pelo menos)... O pior é que o órgão se parece muito com um hammond.


      PelamordeDeus... não vão generalizar o meu comentário, seus loucos doentes. Olhem os parenteses...

      Abraços.

      fábio_soul
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      AUTOBOT

      Eu não sei aonde você mora, mas existem bandas católicas, principalmente na RCC (como eu já disse anteriormente) que, tecnicamente, batem muitas bandas de baile por aí. Devo reconhecer, entretanto que estas bandas boas, correspondem a uma porcentagem muito pequena, se comparada ao total de músicos da igreja católica (mas existem muitas...). Um abraço.

      marco (boicatolico)
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      AUTOBOT

      talvez eu esteja no grupo dos medíocres...... :(

      bem,

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Você é tecladista de banda católica? Compartilhe suas experiências aqui.

      306.408 tópicos 7.907.233 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital