Imposto no consumo ou na renda?

Autor Mensagem
Pigeonsslayer
Membro Novato
# 02/out/19 08:58
· votar


entamoeba
Você acha que tem conhecimento suficiente para cravar isso?

Como eu disse lá no início, são só opiniões que eu tirei da bunda. Mas pela simples lógica do equilíbrio, sempre que se mexe em uma ponta afeta a outra. E como já disseram antes, se o ricasso tiver uma taxação muito pesada na sua renda ou patrimônio pode simplesmente retirar sua grana e levar pra outro lugar mais atrativo. Foi o que aconteceu com várias empresas americanas que levaram seus grana pra China por conta dos subsidios, além do custo de mão de obra.

Como eu queria que fosse simples isentar totalmente o consumo e a vida seguir de boa. Mas infelizmente não acredito em solução simples pra problemas complexos.

acabaramosnicks
Membro Novato
# 02/out/19 09:01 · Editado por: acabaramosnicks
· votar


entamoeba
Não é meio idiota esse papo que não dá pra tributar renda porque é fácil de sonegar?

Ué, mas eu não falei isso!

Ainda mais quando vem da direita!
Mero preconceito seu, eu nem de direita sou.

Cês não são punitivistas?
Mera opinião tirada da bunda, esta citação deveria ter uma caixinha cinza em cima igual na wikipedia quando não tem fonte.

Relaxa cara, isso aqui não é um campo minado nem octógono de luta.

-Dan
Veterano
# 02/out/19 09:09
· votar


A equipe economica do governo e o próprio Guedes estão monitorando esse tópico, então caprichem hein!

Jonas Kahnwald
Membro Novato
# 02/out/19 09:22
· votar


A equipe economica do governo e o próprio Guedes estão monitorando esse tópico, então caprichem hein!

assim como os tecnicos de futebol e jogadores analisam o mesa quadrada
e demais tópicos também são monitorados
portanto todas as discussões aqui são muito úteis e pertinentes

st.efferding
Membro
# 02/out/19 09:35
· votar


Claro que depende do contexto. Não dá para ter opinião sobre isso sem considerar uma penca de fatores.

mimimi sou vagabundo julgador

LeandroP
Moderador
# 02/out/19 09:53
· votar


Imposto é roubo!
[/makumbator]

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 11:01
· votar


acabaramosnicks
Mero preconceito seu, eu nem de direita sou.

É que ficou confuso ali. A frase dirigida aos negritados foi só a primeira. A outra foi dirigida a quem a carapuça servisse.


Fidel Castro
Na prática, com uma estrutura empresarial internacional, advogado e os krl, vc não consegue nem achar o figura.

Na prática, a dificuldade para prender homicidas é grande. Mas ninguém cogita propor, alegando conveniência, que homicídio deixe de ser crime.

Enriquecimento é roubo (não no sentido jurídico, obviamente, mas numa perspectiva igualitária) e tributar pesado é uma maneira branda de reaver o que foi subtraído da coletividade.


Drinho
cite ai...

Vou começar pelo mais cômico: rico usa pobre! E pobre é mantido com o auxílio dos impostos. Ignorar isso é a mesma coisa que dizer que quem come carne não tira benefício do pasto.

Aliás, quanto mais grana o sujeito possuir, mais ele recebe de volta dos impostos. Com um lote embarrado, um sem terra se vira na agricultura de subsistência. Não consome. Não alimenta a máquina. Tudo que faz a economia girar alimenta quem tá no topo da cadeia.

Jonas Kahnwald
Membro Novato
# 02/out/19 12:25
· votar


Enriquecimento é roubo

Ctz que o ameba é professor de geografia ou história em escola pública

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 12:26
· votar


Jonas Kahnwald
Ctz que o ameba é professor de geografia ou história em escola pública

Não sou : (

acabaramosnicks
Membro Novato
# 02/out/19 13:04 · Editado por: acabaramosnicks
· votar


entamoeba
A frase dirigida aos negritados foi só a primeira.
Como dito antes, eu não disse isso que vc falou que eu disse, acho que vc entendeu errado mais uma vez.

Enriquecimento é roubo
Qual o raciocínio pra chegar nessa conclusão?
Quer dizer então que se eu abrir uma padaria, trabalhar e pagar meus funcionários tudo certinho, dar inclusive um PLR decente a eles (reduzindo talvez a mais valia), não fazer tramoias tipo evasão fiscal, destinar parte do meu lucro (pessoa física, não PJ) para a caridade pq eu acho correto, e conseguir comprar uma casa decente, inclusive melhor que a dos meus funcionários (que enriqueceram também, ainda que menos que eu), eu enriqueci roubando?
Quero dizer que se eu ganho dinheiro, a princípio não fiz nada imoral. Se eu ganhei dinheiro de maneira imoral, o meio é que foi imoral, e não o fato em sí (enriquecer).

Só pra constatar: seghundo o dicionário, a definição de "enriquecimento" é "ficar rico", e "rico" é "aquele que possui muitos bens, muito dinheiro e/ou muitas coisas de valor."
Outra discussão que poderia ocorrer em paralelo (eu não to a fim, mas se quiser vcs já tem aí mais um tema) é sobre quantos bens faz de alguém rico, e se é possível alcançar tal riqueza sem que tenha sido de maneira imoral, mas é outra história que diz respeito (novamente) aos meios empregados, e não do fim em si.

Voltando ao assunto de enriquecimento é roubo... eu peguei os ingredientes e fiz o pão, daí eu vendo ele a um preço superior à soma dos ingredientes e de todo o processo, agregando valor ao produto e COBRANDO o lucro pra mim. A pessoa vai lá e compra o produto, pagando (indiretamente talvez) o meu trabalho. Eu agreguei valor à matéria e enriqueci através disso, com o dinheiro do comprador. Não vejo nenhum roubo até aqui... Se eu fizer um cartel com todos os que sabem fazer pão e a gente decide cobrar dez vezes mais caro pelo trabalho pq ninguém mais sabe fazer pão, aí poderia (dependendo da opinião da pessoa) ser imoral/errado; mas o que foi errado não foi o enriquecimento em si, mas a maneira como eu enriqueci.

LeandroP
Moderador
# 02/out/19 13:20
· votar


acabaramosnicks
Quer dizer então que se eu abrir uma padaria, trabalhar e pagar meus funcionários tudo certinho, dar inclusive um PLR decente a eles (reduzindo talvez a mais valia), não fazer tramoias tipo evasão fiscal, destinar parte do meu lucro (pessoa física, não PJ) para a caridade pq eu acho correto, e conseguir comprar uma casa decente, inclusive melhor que a dos meus funcionários (que enriqueceram também, ainda que menos que eu), eu enriqueci roubando?

Aonde eu moro a gente chama isso de milagre rs

LeandroP
Moderador
# 02/out/19 13:21
· votar


quantos bens faz de alguém rico,

Conheço gente que ganha pouco mais de 2 mil por mês e acha que é classe média rs

Jonas Kahnwald
Membro Novato
# 02/out/19 13:35
· votar


acabaramosnicks
não tente discutir isso com o ameba, ele é idiota

Fidel Castro
Veterano
# 02/out/19 14:09
· votar


entamoeba

Não me entenda mal, sou a favor da tributação na renda e só na renda + terra.

Só acho difícil a RFB comprar uma treta assim, pq ela tb precisa receber

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 14:33
· votar


Jonas Kahnwald
não tente discutir isso com o ameba, ele é idiota

Assinado: o sujeito que recusa transfusão de sangue por motivos místicos.

acabaramosnicks
Membro Novato
# 02/out/19 14:54 · Editado por: acabaramosnicks
· votar


LeandroP

Aonde eu moro a gente chama isso de milagre rs

Então eu conheço duas pessoas abençoadas. Na verdade, o exemplo citado não é fictício, é exatamente a posição de uma das pessoas a quem me refiro. Inclusive o cara não apenas doa parte de sua renda a causas humanitárias como doa também seu tempo e afeto, cuida de velhinhos abandonados em asilos, cuida de crianças órfãs, etc...
Entendo que no contexto atual é bem menos provável de se chegar a tal posição de sucesso (novamente o conceito de sucesso pode ser relativo), mas daí é outra história...

Conheço gente que ganha pouco mais de 2 mil por mês e acha que é classe média rs

Daí só se lamenta porque ou o ego da pessoa a impede de aceitar a realidade, ou a ignorância da pessoa leva ela a acreditar que isto é uma realidade.

LeandroP
Moderador
# 02/out/19 15:12
· votar


acabaramosnicks

Conheço algumas pessoas que depois de muito esforço e dedicação conseguiram uma posição de conforto. Não diria que enriqueceram, mas levam uma vida mais tranquila. E digo que além do esforço, não sei se é sorte, visão, enfim... Pegaram um nicho do mercado aonde não tinha ninguém. E nessas ocuparam este espaço vazio, além de abrirem outros espaços também. Mas, são coisas bem pontuais. Eu não duvido do que você disse. Só é bem difícil ver. A maioria dos que vejo, subiu na vida porque acabou passando a perna em alguém. Este alguém, em algumas das vezes fui eu mesmo rs

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 15:25 · Editado por: entamoeba
· votar


acabaramosnicks
acho que vc entendeu errado mais uma vez.

Só marquei todos que estavam falando sobre o assunto.


Qual o raciocínio pra chegar nessa conclusão?

O problema é que a noção de propriedade é algo muito entranhado na percepção de vocês, como é em uma criança de 3 anos de idade que abraça um brinquedo, faz cara de brava e berra "MEU!".

Tudo o que temos, inclusive o nosso saber, faz parte de uma grande produção coletiva, que coincide com a história da humanidade. Até mesmo a noção de que indivíduos têm o direito de possuir coisas é uma construção social. Se alguém tem algo, é porque os outros permitem que ele tenha.

Ter coisas tornou-se parte importante de um grande esquema motivacional. O trabalho e a produção são coletivamente desejáveis, pois todos aspiram por um ambiente que lhes forneça uma vida de segurança, conforto e alguns deleites.

O problema é que esse desejo tem sido contraditório. As regras ficaram na mão de poucos e o jogo está viciado. Mesmo com todo o saber acumulado, há muita gente levando uma vida de merda, o que contradiz o desejo coletivo por igualdade ou por justiça.

O rico não é especial. Em geral, eles são perfeitamente substituíveis por gente bem mais pobre do que eles. O rico também é ineficiente, uma vez que é caro motivá-lo. Então, por que permitimos que eles continuem sendo ricos?

A verdade é que as pessoas não são muito inteligentes e que são crédulas demais para exigir uma virada nas regras do jogo. Esse despreparo intelectual e essa credulidade são mantidas por instituições que estão na mão dos mais ricos.

Convém comentar: nos tempos atuais há zonas cinzentas que desconcentram as tensões sociais, dificultando a delimitação do que é esse tal de "rico". Qualquer um de nós exerce a sua "riquice" para cima de quem é mais pobre.

Bom, tive que dar umas voltas porque o assunto é complexo, mas para não perder o fio da meada e te dar uma resposta, o mercado não distribui as riquezas com base em critérios que correspondam ao que é desejável coletivamente, por isso, quem tá ganhando mais está ganhando indevidamente = roubo.

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 15:30
· votar


Fidel Castro
Só acho difícil a RFB comprar uma treta assim, pq ela tb precisa receber

Claro. Para fazer uma virada dessa, tem que ser algo estrategicamente calculado. Não acho que tenhamos perspectivas de um movimento tão grande rumo à justiça social em virtude da fragilidade de nossa democracia.

makumbator
Veterano
# 02/out/19 15:50
· votar


entamoeba
Enriquecimento é roubo

Ah, então enriquecimento ser roubo é pra você um conclusão óbvia, mas se um ancap da vida afirmar que imposto é roubo aí você pira?

Te peguei!

Discípulo do fogo preto
Membro Novato
# 02/out/19 16:00
· votar


Ctz que o ameba é professor de geografia ou história em escola pública

Na verdade, ele é especialista em Fundamentals of Computing Network Security, estudante de Ethical Hacking e CyberSecurity e de Tecnologia em Redes de Computadores. Isso sem contar com seus anos de Filosofia, com foco em Filosofia da Ciência.

Drinho
Veterano
# 02/out/19 18:47
· votar


Vou começar pelo mais cômico: rico usa pobre!.

Ah tá, entendi.

Drinho
Veterano
# 02/out/19 18:51 · Editado por: Drinho
· votar


entamoeba
Enriquecimento é roubo


Carai véio....

tá cheio de zé esquerdalha aqui no fórum mas eles são um pouco mais sofisticados, o único comuna farofa raiz che guevara é o ameba.

Mas posso falar, comuna bom é assim, o que abraça a causa de verdade com extremismo porque ele realmente acredita no ideal.

Os esquerdistas que me irritam são os da social democracia porque eles sabem o que funciona e o que dá certo ai eles ficam querendo morder grana alheia de forma elegante....

Lelo Mig
Membro
# 02/out/19 19:07 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Drinho

O conceito de comunista, esquerdista, socialista e etc, mudou. A modernidade permite fusões, misturas, combinações, não é mais necessário ser "raiz".

Eu posso ser comunista com relação a mulher dos outros e imperialista com relação a minha grana. Não vejo problema nisso, aliás, sou um democrata quando as pessoas fazem o que eu acho certo.

Drinho
Veterano
# 02/out/19 19:32
· votar


Lelo Mig

Mas o entamoeba é.

Ele me lembrou a Vera do PSTU agora.

Lelo Mig
Membro
# 02/out/19 20:28
· votar


Drinho

"Mas o entamoeba é."

Têm que ver todo o histórico dele... eu lembro quando ele largou a FARC, perseguido pelo exército Colombiano, e entrou no FCC.

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 21:21 · Editado por: entamoeba
· votar


Drinho
Ah tá, entendi.
che guevara
extremismo

Não, não entendeu nada, pelo jeito.

Volte aqui e me diga o que está errado.

entamoeba
Membro Novato
# 02/out/19 21:31
· votar


Lelo Mig
A modernidade permite fusões, misturas, combinações

E isso é ótimo, desde que sejam combinações coesas. Porque tem uns malucos aí misturando coisas inconciliáveis. Já vi cada salada.

Drinho
Veterano
# 02/out/19 22:58 · Editado por: Drinho
· votar


entamoeba
Ok, vou dizer.

O problema é que a noção de propriedade é algo muito entranhado na percepção de vocês, como é em uma criança de 3 anos de idade que abraça um brinquedo, faz cara de brava e berra "MEU!".

É entranhado na sua também e não há problema nenhum em você assumir que não gostaria que alguém tomasse posse do seu telefone celular ou invadisse sua residência. Se eu trabalhei para comprar algo PAGANDO, qual o problema de dizer que é meu? Alguém trabalhou para produzir, ok, mas eu trabalhei para comprar oras e ainda por cima paguei.

Tudo o que temos, inclusive o nosso saber, faz parte de uma grande produção coletiva, que coincide com a história da humanidade. Até mesmo a noção de que indivíduos têm o direito de possuir coisas é uma construção social. Se alguém tem algo, é porque os outros permitem que ele tenha.

Da mesma forma que o individuo que tem o direito de ter algo permitiu que outro tenha outra coisa. Até aqui nada de errado.


Ter coisas tornou-se parte importante de um grande esquema motivacional. O trabalho e a produção são coletivamente desejáveis, pois todos aspiram por um ambiente que lhes forneça uma vida de segurança, conforto e alguns deleites.


Perfeito.

O rico não é especial. Em geral, eles são perfeitamente substituíveis por gente bem mais pobre do que eles. O rico também é ineficiente, uma vez que é caro motivá-lo. Então, por que permitimos que eles continuem sendo ricos?

Também acho que o rico não seja especial, mas tenho certeza que se você iniciar uma marca de roupas e tiver recursos vai preferir investir 500 mil reais no faustão (que já está rico) para fazer propaganda de alcance da sua marca do que 200 conto no zé da esquina que não vai te levar a lugar nenhum. A sua compreensão de valor é equivocada e não condiz com a realidade na minha opinião, uma vez que valor é subjetivo. Neste exemplo um cara rico é bem mais eficiente que um cara pobre e vai gerar muito mais resultado. Qualquer um que assume o risco de fracassar espera resultado e não há nada de errado nisso.
Tem alguém na internet que deu um exemplo interessante sobre, mas não lembro quem é:

Vai no quintal da sua casa e comece a cavar um buraco, fique 10 anos cavando, com certeza vai dar muito trabalho e depois anuncie este buraco no mercado livre por 10 milhões de reais afinal ele deu muito trabalho e seu trabalho tem que ser remunerado.
Se alguém comprar este buraco eu passo a acreditar em você.


A verdade é que as pessoas não são muito inteligentes e que são crédulas demais para exigir uma virada nas regras do jogo. Esse despreparo intelectual e essa credulidade são mantidas por instituições que estão na mão dos mais ricos.
Eu me solidarizo com a sua indignação, mas você está atacando um "bicho" complexo e impossível de ser extinto.
Nem em cuba e coréia de norte ele foi extinto uma vez que seus lideres vivem no trono comendo picanha nobre e o povo inteiro passa fome, acho que nada é mais desigual que isso.

quem tá ganhando mais está ganhando indevidamente = roubo.

É....
Se você acredite nessa teoria com unhas e dentes nem os países com maior índice de igualdade e livre mercado (que também possuem pessoas ricas) vão servir de exemplo para você mudar de ideia.

E outra coisa, numa boa mesmo...

O que você propõe?

Pigeonsslayer
Membro Novato
# 02/out/19 23:40
· votar


Drinho
Os esquerdistas que me irritam são os da social democracia porque eles sabem o que funciona e o que dá certo ai eles ficam querendo morder grana alheia de forma elegante.

O que te irrita é o fato de que no imaginário do povão ainda existe aquele resquício de temor da guerra fria, do comunista comedor de criancinha, daí fica fácil pintar o bicho papão e transformar o país num circo.

Mas ninguém tá nem aí pra social democrata. E quando digo nem aí, é nem aí mesmo.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Imposto no consumo ou na renda?