Em 2019, o que realmente justifica um amp de médio e grande porte?

Autor Mensagem
LDSX
Membro Novato
# 29/jul/19 17:11
· votar


Pois é... essa é uma questão que ainda preciso avaliar.
Atualmente eu tenho 4 opções de falantes aqui (Texas Heat, Wizard, V30 e C10N), em caixas/combos diferentes, e na prática, eu tenho boas combinações pra usar com meus profiles preferidos. Eu também não preciso de muita versatilidade, meu som é mais Fender blackface (Deluxe, Princeton), e vez ou outra eu brinco com alguns hi gain e amps exóticos.
A questão da FRFR é que provavelmente possibilite explorar melhor esse potencial mesmo, como vc colocou. Mas pra isso eu vou precisar testar alguns modelos, pois mesmo sendo algo mais flat, existem diferenças consideráveis entre elas, além do preço salgado (+4k?) dessas caixas.
Vc tem usado com FRFR? Quais modelos indica?


De fato você tem uma boa variedade pra já tirar com falantes pro tipo de profile de amp que você costuma utilizar... pessoalmente eu não queria ficar nessa vibe de troca de falantes constantes... caixas e caixas sabe.. porém ficar com uma caixa com um tipo de falante também não foi uma boa ideia pra mim com o kemper... para esse intuito é mais indicado ir de FRFR mesmo já que a grande maioria dos profiles são estúdio (Amp < Cab < Mic).

Para FRFR são bem indicados por fora os Alto TS/TX 212.. Yamaha DXR10 ou 12 .. Electro-Voice ZL-12P.. desses os mais em conta são os Alto..

no meu home-studio eu uso monitores Mackie MR524, anteriormente estava com o Yamaha HS-8.. porém os Mackie para mim os resultados foram mais satisfatórios..

MatheusMX
Veterano
# 29/jul/19 17:59 · Editado por: MatheusMX
· votar


LDSX
Valeu pelas indicações!
Aliás, andei lendo algumas coisas no fórum do KPA, e vi alguns comentários sobre o Kemper Kone/Kabinet. Alguns usuários comentaram que o novo falante F12 X200 da Celestion pode ser bem próximo ao Kone. Inclusive um usuário comprou, testou, e disse que ficou melhor que as FRFRs que ele usava.

edit: vi outros comentários dizendo que o F12 não ficou legal, então talvez ainda não seja uma solução. Parece que vários fabricantes estão desenvolvendo falantes desse tipo, a exemplo dos Jensen D.
De qualquer forma, ainda tem a questão da construção da caixa. Bastante incerteza por enquanto, rs.
Talvez o mais prudente seja esperar esses novos produtos da própria KPA.
Por enquanto devo continuar usando os que tenho aqui.

LDSX
Membro Novato
# 29/jul/19 22:48
· votar



Valeu pelas indicações!
Aliás, andei lendo algumas coisas no fórum do KPA, e vi alguns comentários sobre o Kemper Kone/Kabinet. Alguns usuários comentaram que o novo falante F12 X200 da Celestion pode ser bem próximo ao Kone. Inclusive um usuário comprou, testou, e disse que ficou melhor que as FRFRs que ele usava.

edit: vi outros comentários dizendo que o F12 não ficou legal, então talvez ainda não seja uma solução. Parece que vários fabricantes estão desenvolvendo falantes desse tipo, a exemplo dos Jensen D.
De qualquer forma, ainda tem a questão da construção da caixa. Bastante incerteza por enquanto, rs.
Talvez o mais prudente seja esperar esses novos produtos da própria KPA.
Por enquanto devo continuar usando os que tenho aqui.


Olha eu tenho uma certa esperança nesse Celestion F12-X200 ... vi algumas avaliações sobre ele e são de fato muito mixas, mas creio também que seja por conta da dimensão das caixas.. tem uma esquemática no site da celestion onde explicam qual é a forma mais ideal de inseri-lo, e uma das indicações por mais que sejam opcionais mas são recomendadas para melhor aproveitamento é que as caixas tenham uma adaptação daquele esquema do "bass-reflex"... coisa que muitos não seguem..

mas a proposta é um muito boa pra esse meio da modelagem/profiler... trazer a imersão que você tem com caixas e falantes.. coisas que são de fato perdidas no caminho quando recorremos a monitores.. etc..

O Kemper Kone vem com essa mesma proposta. o diferencial vai ser a integração como a ferramenta.. vai ser muito perfeita com o kemper em si assim como o foot controller próprio do kemper integra de forma direta e simples ao mesmo.. agora rapaz.. quantos aos valores, é o que assusta vindo desse pessoal.. pra cá vai vir salgado com certeza.

Drinho
Veterano
# 03/ago/19 22:36
· votar


Cara, esse kemper é tão fodão que não precisa ter nem a caixa deles....

Qualquer caixa marshall ou seja lá o que for já dá som de gente grande nesse trem, no monitor também sai som bom, o negócio é sinistro, cabuloso mesmo....

A gente ficou rapidinho lá passando rápido pelos programas, se o cabra ficar um mês com esse negócio ele faz o diabo em qualquer estilo sem exceção....

Eu toco mal e já ficou bom, nos ultimos shows do dr sin o Edu Ardanuy (que é um sujeito que toca bem) já tava usando o Kemper e eu vi aquilo na minha frente há nem 5 metros de distância com uma 4x12, ele também tava com o controlador do próprio kemper, não tinha nem microfonação porque era um lugar muito pequeno em são bernardo do campo...

Seis não tem idéia da violência que é aquilo....

Ismah
Veterano
# 05/ago/19 00:51
· votar


Trabalhei numa consultoria a uma banda de São Leopoldo/RS. Praticamente montei e fiz funcionar o setup inteiro deles, com tudo em linha - até a bateria, que se lembro bem, é uma Roland TD17.

Usei a guitarra e o baixo, nos canais 1 e 2 de uma SoundCraft UI16, com a simulação Digitech.
A guitarra ficou legal, o músico usa um pedal como booster e vai liso. O que eu não esperava acontecer.
Já o baixo deixou a desejar. Sonoramente, funcionou melhor como entrada low Z, mas há opção para os dois caminhos. Optei por não usar um DI no violão, em função de que ele faz apenas algumas entradas, visando reduzir custos.

MatheusMX
Veterano
# 05/ago/19 15:06
· votar


Drinho
Cara, esse kemper é tão fodão que não precisa ter nem a caixa deles....

Pois é.
A fidedignidade do profile pode até ficar prejudicada com o uso de um cabinet diferente, mas normalmente continua soando bem, que é o que importa no final das contas.
Aliás, tem os profiles "direct", que são criados sem cabinet, justamente pra mandar direto do power pra uma caixa de guitarra.

Essa semana vou tentar fazer um profile de um amp meu, só pra ver como funciona mesmo, sem muitas pretensões, rs.

LuanCesar1
Veterano
# 07/ago/19 09:51
· votar


Como já foi falado, GT1000, Headrush Pedalboard, Helix, Kemper e Fractal estão num nível que não precisa mais de amplificador no palco.

Testei no último show com a minha banda, o Amplitube como ampli (no Windows ainda) e funcionou muito bem, sem panes, erros, e pra efeitos e drive usei minha pedaleira e uns dois pedais que tenho aqui, não ficou muito prático deixar o notebook numa cadeira e tal, mas foi a primeira vez que eu me ouvi o show inteiro e o som encaixou com a banda. A ME-80 ainda não conseguiu fazer isso com a simulação de amps.

Isso me faz pensar que a última geração foi muito boa em efeitos, mas a atual em simulação de ampli tá num nível muito mais alto

_JCM_
Veterano
# 07/ago/19 14:17
· votar


Ismah

Interessante. Que tipo de som era?

até a bateria, que se lembro bem, é uma Roland TD17.

Não tenho tanta experiência, mas usar uma bateria eletronica ajuda muito a controlar o som do palco, não? Toquei em algumas igrejas que a bateria é eletronica. Depende-se totalmente do técnico, porque, como tudo vai na linha, se não for cuidadoso...

LuanCesar1

usou ligado em linha?

Ismah
Veterano
# 07/ago/19 21:13
· votar


_JCM_

Que tipo de som era?

Difícil definir, eles mesmo assumem ser dream pop. Algo bastante atmosférico, com rock eletrônico, bastante baseado em síntese sonora, com umas letras cabeça...
Faz sentido no contexto da proposta, usar a bateria eletrônica e tudo em linha. Como bem observado, se fica totalmente na mão de um técnico.

Em estúdio
https://www.youtube.com/watch?v=z-OPAMMsbLY

Ao vivo
https://www.youtube.com/watch?v=TfbmlgeGDsU
https://www.youtube.com/watch?v=IQVp5N1mC8s

Note-se, que a bateria acústica não vem, por limitações na captação, acústica do lugar, etc... com a mesma pressão que uma eletrônica viria. Pessoalmente, acho que seria ainda mais interessante usar como trigger, para disparar samples, mas dinheiro não é infinito.

Não tenho tanta experiência, mas usar uma bateria eletrônica ajuda muito a controlar o som do palco, não?

Sim, ajuda a controlar o som do palco. E ali é TUDO em linha, com monitoração ear... Vem um CD... Mas...
Aí, alguém tem que ficar só no monitor. Já vi bandas nessa onda, que o baterista faz o monitor (e em analógico, ainda por cima), com a console parada atrás de si...
Com a tecnologia, dá para fazer uma mixagem diferente para cada música, o que é excelente, mas tem que sentar num estúdio e fazer... São MUITAS horas de pré-produção, que tem um custo generoso de tempo e grana.

_JCM_
Veterano
# 08/ago/19 09:14 · Editado por: _JCM_
· votar


Ismah

Legal o som! o clipe que vi ficou muito bom!

Sim, ajuda a controlar o som do palco. E ali é TUDO em linha, com monitoração ear... Vem um CD... Mas...
Aí, alguém tem que ficar só no monitor. Já vi bandas nessa onda, que o baterista faz o monitor (e em analógico, ainda por cima), com a console parada atrás de si...


Justamente isto que iria te perguntar, porque achava q teria q ter alguem na monitoração.

Com a tecnologia, dá para fazer uma mixagem diferente para cada música, o que é excelente, mas tem que sentar num estúdio e fazer... São MUITAS horas de pré-produção, que tem um custo generoso de tempo e grana.

Com certeza. E, na minha opinião, para fazer esta produção, a banda ter que contar com um sistema próprio para usar onde for, ou se certificar q o som que irão tocar seja razoavelmente bom...

Ismah
Veterano
# 08/ago/19 12:50
· votar


Pois é, o clipe é a nível gringo. Orgulho da família hehehe

No caso, é sistema próprio. Estão cogitando levar até um sistema de PA. Mas, aí pesa pela logística e operacional...
Precisa ter certa bala na agulha, para cobrar dos sistemas da casa. O que é realidade de muita gente... Espeta o pendrive, baixa a cena, e a mesa sozinha se reconfigura inteira para a banda, inclusive no que tange a entradas e saídas.
A grande parte dos técnicos, tem sempre uma cena pra maioria das consoles, mesmo que solicitem um modelo específico.

Em específico essa SoundCraft, tem a opção de Hi-Z nos inputs 1 e 2. Acho que a 24, são 4 canais. Ainda existe a opção de foot para chavear algumas coisas... Ela roda direto do USB arquivos de música, ACHO que em multicanal...
Tecnologia de ponta, só senti falta de mutar o master. Deve haver uma forma, mas eu não a encontrei.

LuanCesar1
Veterano
# 09/ago/19 09:41 · Editado por: LuanCesar1
· votar


_JCM_
usou ligado em linha?

Sim, a ME80 de interface de áudio e efeitos, dela pra um DI que ia pra mesa.

Meu retorno foram os próprios monitores da casa.

MatheusMX
Veterano
# 11/ago/19 15:30
· votar


Ontem fiz um profile do meu Princeton Reverb no Kemper, e pra minha surpresa ficou muito bom! Gostei mais do que muitos profiles de estúdio que tenho aqui.

SteveRayMorse
Veterano
# 11/ago/19 22:44
· votar


MatheusMX

Depois compartilha ai rsrsrs

MMI
Veterano
# 12/ago/19 09:21
· votar


MatheusMX

Os que eu fiz ficaram legais também. Dá certo trabalho, mas funciona. Eu sou preguiçoso e acabo usando muito mais os já prontos. kkkkkkk

MatheusMX
Veterano
# 12/ago/19 14:54
· votar


SteveRayMorse
Boa! Vou fazer mais alguns essa semana, com algumas variações, e compartilhar no Rig Exchange do Kemper. Aí posto o link.

MMI
Sim, hehe. Também estou usando muitos desses profiles famosos de estúdio que são vendidos.
Queria fazer um sem microfonar, pra usar plugado direto numa caixa de guitarra, mas não tenho DI box específico ou atenuador.

_JCM_
Veterano
# 12/ago/19 17:19
· votar


Ismah

Show de bola!

LuanCesar1

Sim, a ME80 de interface de áudio e efeitos, dela pra um DI que ia pra mesa.

Meu retorno foram os próprios monitores da casa.


Interessante.. fiquei curioso para saber como ficou o timbre.

SteveRayMorse
Veterano
# 13/ago/19 02:31
· votar


MatheusMX

Então, pergunta idiota mas vamos lá, eu vi que tem como fazer sem microfonar e tal, usando um loadbox e etc, mas daí tu pode colocar um cab do próprio Kemper depois que tu tem o profile? Os meus eu pretendo fazer sem mic mesmo.

MMI

posta aí tbm kkkkk

MatheusMX
Veterano
# 13/ago/19 10:52
· votar


SteveRayMorse
tu pode colocar um cab do próprio Kemper depois que tu tem o profile?

Sim. O Kemper tem uma tecnologia chamada CabDriver que desvincula o cab do amp, e com isso vc pode copiar o cab de outros profiles e colocar num profile que foi feito sem cab.
Não sei o quão fidedigno ficam os sons (seja do amp ou do cab separados), mas é uma função bem interessante.
Quando não estou utilizando nos monitores, geralmente eu coloco numa caixa de guitarra e desativo o cab do profile, já que grande maioria dos profiles é feita com amp+cab juntos. Os resultados são muito bons.
Nunca testei fazer o inverso (pegar um profile feito sem cab e adicionar).

SteveRayMorse
Veterano
# 13/ago/19 22:46
· votar


MatheusMX

Bom saber. Vou fazer dos meus então mas sem o gabinete. Acredito que deve ficar bom se a simulação de cab for boa.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Em 2019, o que realmente justifica um amp de médio e grande porte?