Fernanda Lira anuncia sua saída da banda Nervosa (wikimetal)

Autor Mensagem
Ismah
Veterano
# 19/mai/20 13:07
· votar


Essa é a diferença básica, que o certo grau mais avançado de profissionalismo te leva... Por N motivos, tu te viu talvez até forçado a trabalhar com outros gêneros, fora do que tu gosta, e isso te forçou a ver que existe algo além do horizonte...

Julia Hardy
Veterano
# 22/mai/20 18:58
· votar


O engraçado é que a Prika é sempre apontada como o elo fraco da banda, musicalmente falando. Tanto que já se fala em uma segunda guitarrista. Mas, não conheço o suficiente pra opinar a respeito.

Lelo Mig
Membro
# 22/mai/20 19:58 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Julia Hardy

"...elo fraco da banda, musicalmente falando... Mas, não conheço o suficiente pra opinar a respeito."

Olha Julia, vou dar uma opinião pessoal:

Nestes gêneros de metal (todos sem exceção) têm muito virtuose e caras bastante acima da média tecnicamente.
Se avaliar apenas por isso a Prika deixa um pouco a desejar se você começar a fazer comparações.

Principalmente agora que ela botou uma baixista e, principalmente, a baterista de outro patamar técnico.

Mas, EU PARTICULARMENTE, acho que ela não compromete. Ela segura a onda com muita honestidade, tem uma marca pessoal, a banda não necessita, obrigatoriamente, de uma guitarrista virtuose.

Acho que ela têm outras qualidades que estão além, ou à parte, da destreza técnica.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 22/mai/20 23:40
· votar


Julia Hardy
Discordo.
A Fernanda aparecia mais, mas ela era, e é, o esteio da banda.
O que segura uma banda não é virtuosismo...
Abç

Ismah
Veterano
# 23/mai/20 02:09
· votar


Lelo Mig
agora que ela botou uma baixista e, principalmente, a baterista de outro patamar técnico.

E isso tende a forçar ela a melhorar muito, tecnicamente e musicalmente falando. Um músico, pode forçar uma banda inteira a se puxar mais, mesmo que ele seja sozinho e não cobre explicitamente isso da banda.

Acho que ela têm outras qualidades que estão além, ou à parte, da destreza técnica.
Mauricio Luiz Bertola
O que segura uma banda não é virtuosismo...

Dá para citar o Emppu Vuorinen, que é meio que cria do Dave Mustaine. Ambos nunca tiveram um virtuosismo pronunciado, mas sempre conseguiram encaixar as linhas de guitarra nas músicas e de maneira muito satisfatória, para a proposta.
Talvez sim, cada banda seria diferente de como as conhecemos. E talvez sendo diferente, poderiam ser mais, como poderiam ser menos conhecidas. As chances são iguais.

A Prika faz o que tem que fazer. A Paula "Paulitcha" Carregosa é um exemplo antagonista, e bom... Não chegou a metade do caminho.
Venho batendo bastante na tecla, que banda é o somatória dos fatores. Algumas bandas se destacam por letras de cunho social, outras se destacam por virtuosidade dos músicos, outras tem um certo equilíbrio nas coisas...

Julia Hardy
Veterano
# 23/mai/20 19:43
· votar


Ninguém falou em virtuosismo. Só que ela não se destaca quanto as outras.

Honestamente, essa comparação com o Emppu e o Mustaine não é o caso. Aliás, não tem nem como comparar.

Ismah
Veterano
# 24/mai/20 14:17
· votar


Honestamente, não compreendi sua colocação então. Minha linha de raciocínio, foi que ela usa a guitarra de maneira diferente do que normalmente se vê no contexto de uma banda de metal extremo.

Ismah
Veterano
# 27/mai/20 07:53
· votar


Ainda está fumaceando...

https://www.youtube.com/watch?v=Y7qH3Lqa1fY


Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Fernanda Lira anuncia sua saída da banda Nervosa (wikimetal)