Novo presidente da Funarte liga rock a droga, sexo, aborto e satanismo

Autor Mensagem
Lelo Mig
Membro
# 04/dez/19 15:04
· votar


makumbator

"Mas sua barriga é tanquinho!"

O tanquinho cedeu espaço a uma bela máquina de lavar 15Kg. Mas, o importante é que a torneira é a mesma e ainda funciona plenamente.

entamoeba
Membro Novato
# 04/dez/19 15:05
· votar


HortaRates
Aqui no Brasil pelo menos, quem gosta de Rock, no geral, já virou tiozão. E tiozão no geral é coxinha-conservador-camisa-amarela-da-seleção.

Não, tem algo errado aí.

Se tiozão se refere especificamente a uma maneira de envelhecer, nem todos que gostavam de rock se tornaram tiozões.

Se tiozão se refere apenas à idade, o perfil coxinha-conservador-camisa-amarela-da-seleção é bem distribuído entre as faixas etárias.

HortaRates
Membro
# 04/dez/19 15:15 · Editado por: HortaRates
· votar


entamoeba
No caso, me referia apenas à idade.

Na minha bolha social, existe um número grande de conservadores dentre jovens até 25 anos, mas existe bastante gente que não é.

Agora, passou dos 35 é 1 a cada 100 que não faz o sinal da arminha. E geralmente é essa faixa etária que gosta mais de rock.

makumbator
Veterano
# 04/dez/19 15:29
· votar


HortaRates
Na minha bolha social, existe um número grande de conservadores dentre jovens até 25 anos, mas existe bastante gente que não é.

Agora, passou dos 35 é 1 a cada 100 que não faz o sinal da arminha.


Tem aquele ditado que diz mais ou menos assim:

"Na juventude, se o jovem não for de esquerda, é porque não tem coração, e se quando é velho, continua de esquerda, é porque é idiota"

Não estou fazendo juízo de valor, apenas atestando uma percepção que muita gente tem sobre essa dinâmica de idade e ideologia.

HortaRates
Membro
# 04/dez/19 15:41
· votar


makumbator
Esquerda e direita tem alguns significados, e acho que essa frase seria mais direcionada à lateralidade econômica.

Nos "costumes", porém, faz sentido alguém mais velho ser conservador. É sempre difícil se adaptar à mudanças, e quanto mais velho, mais difícil fica.
Agora... Jovem conservador é simplesmente idiota. Vai conservar o quê? Não viveu nada ainda. Em grande parte são gado doutrinados por essas vertentes evangélicas cada vez mais populares. E o pior que existe muito jovem conservador que gosta de rock. Imbecil ao quadrado.

Releed
Veterano
# 04/dez/19 15:45
· votar


No Brasil, esquerda é sinônimo de ser fã do Lulo e direita é sinônimo de ser Bolsominion.

Infelizmente, o debate acaba por aí e não tem como realmente discutir ideias.

entamoeba
Membro Novato
# 04/dez/19 15:45
· votar


makumbator
"Na juventude, se o jovem não for de esquerda, é porque não tem coração, e se quando é velho, continua de esquerda, é porque é idiota"

É um ditado bem idiota.


HortaRates
Agora, passou dos 35 é 1 a cada 100 que não faz o sinal da arminha.

As pesquisas mostram uma diferença sutil. Tipo, de 50% - 50% para 55% - 45%. Se descontar os evangélicos, então...

makumbator
Veterano
# 04/dez/19 15:51 · Editado por: makumbator
· votar


entamoeba
É um ditado bem idiota.

Não sei, ele parece expressar com certa precisão o que ocorre na realidade. É mesmo muito comum pessoas mais novas terem visões mais radicais do que quando envelhecem. Esse ditado (que é antigo, muito antes de Bolsonaro e Lula) tenta dar um sentido natural e explicar essa dinâmica.

E ele assopra e bate nos dois lados, pois dá à esquerda um ar mais bondoso e jovial, ao mesmo tempo que imputa a conservadores uma conotação mais dura e impessoal (não ter coração).

Na segunda parte ele inverte, e dá um aspecto de irresponsabilidade à esquerda (e idealismo inútil), e uma noção de que os conservadores no fim é que entendem como o mundo funciona (um certo fatalismo, também, se a gente for ver de outra maneira).

O ditado é legal, e mesmo se você não concordar com ele, a sacada é boa.

HortaRates
Membro
# 04/dez/19 15:53
· votar


Releed
No Brasil, esquerda é sinônimo de ser fã do Lulo e direita é sinônimo de ser Bolsominion.

Não só no Brasil. A polarização está extremamente intensa em todo o continente americano. Mas isso é só uma fachada, se você tiver a disposição de conversar 2 minutos com a pessoa, verá que provavelmente ela não se encaixa em nenhum dos dois grupos. O problema é realmente conversar, e não insultar.

entamoeba
Estatística interessante. Eu vivo numa bolha social terrível mesmo.

entamoeba
Membro Novato
# 04/dez/19 15:57
· votar


Releed
No Brasil, esquerda é sinônimo de ser fã do Lulo e direita é sinônimo de ser Bolsominion.

Quase 50% dos eleitores não votaram nem em Bolsonaro nem em Haddad no primeiro turno. Esse reducionismo à polarização pode até acontecer na cabeça de alguns debatedores, mas está longe de ser realidade.

HortaRates
Membro
# 04/dez/19 16:03
· votar


makumbator
Eu concordo com sua visão.

A esquerda almeja a mudança do sistema, a inversão da pirâmide social. Só que isso é bem difícil, pra não dizer impossível.

Quando se é jovem acredita-se que é possível mudar o mundo, que é possível fazer a diferença.

Acho que após algumas décadas de frustração, a maioria das pessoas acaba se acomodando e aceitando que o sistema é assim mesmo e nunca vai mudar. Só sendo um "idiota" mesmo pra continuar crendo na mudança. Eu sinceramente espero ser um idiota desses quando mais velho.

entamoeba
Membro Novato
# 04/dez/19 16:05 · Editado por: entamoeba
· votar


makumbator
Não sei, ele parece expressar com certa precisão o que ocorre na realidade. É mesmo muito comum pessoas mais novas terem visões mais radicais do que quando envelhecem.

A maioria das pessoas para de estudar quando termina o ensino médio. Daí em diante, são poucas que abrem um livro (autoajuda não vale). Vão se conformando ao cotidiano e tornando-se mais apáticas, menos reflexivas.

Fora que a vida fica parecendo muito curta para transformações. Quem perdeu o hábito de adquirir novos conhecimentos acaba se tornando avesso a mudanças.

Isso, sem considerar as crises existenciais que são próprias do envelhecimento e cujo a solução mais imediatista é se aderir à fé religiosa e, por consequência, a seus dogmas morais.

O direitista é um castrato político.

makumbator
Veterano
# 04/dez/19 16:15
· votar


entamoeba
O direitista é um castrato político.

Mas são os melhores cantores! Rará!

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 04/dez/19 16:18
· votar


makumbator
HortaRates
Existem questões de caráter histórico BEM mais profundas acerca desse fenômeno aparente.
entamoeba
Por aí mesmo...
Abçs

Del-Rei
Veterano
# 04/dez/19 17:16
· votar


makumbator: "Na juventude, se o jovem não for de esquerda, é porque não tem coração, e se quando é velho, continua de esquerda, é porque é idiota"

HortaRates: Acho que após algumas décadas de frustração, a maioria das pessoas acaba se acomodando e aceitando que o sistema é assim mesmo e nunca vai mudar. Só sendo um "idiota" mesmo pra continuar crendo na mudança. Eu sinceramente espero ser um idiota desses quando mais velho.

Jovem tem a disposição de uma vida na flor da idade... E está na fase da rebeldia (que às vezes nem entende contra o que está se rebelando). O famoso rebelde sem causa. Aí junta esses dois fatore (disposição e rebeldia)...

Quando cresce... Passa dos 30... O metabolismo diminui, os ânimos se assentam, o tempo encurta por conta de emprego, casamento, filhos... Quase não tem mais tempo nem paciência pra pensar nas coisas que não tenham relação com contas pagas no fim do mês.

Enquanto é jovem a pessoa acha que vai ser aquele rolo compressor no 220V até o final da vida...


HortaRates: Agora... Jovem conservador é simplesmente idiota. Vai conservar o quê? Não viveu nada ainda.

Eu não vejo como idiota... Ele se baseia no dia-a-dia dele pra escolher. Ainda que jovem, todo mundo tem opinião. Mesmo que mais pra frente seja mudada.... Considerando especificamente os costumes, eu acho que você pode encontrar pontos positivos e negativos de ambos os lados.

Só que às vezes a gente "escolhe" o lado X mesmo sem ter muita afinidade, mas escolhe simplesmente porque o lado Y gera uma repulsa e você não se identifica com aquilo. Na minha opinião, foi o que aconteceu na última eleição. Eu diria quem elegeu o Bolsonaro foi a rejeição ao Lula. Essa foi a eleição das rejeições.


HortaRates: E o pior que existe muito jovem conservador que gosta de rock. Imbecil ao quadrado.

De fato conservadorismo não combina com a essência transgressora do rock. Mas o rock de essência está morto. Virou entretenimento.

Se você pegar a biografia das grandes bandas que deram o início ao rock, vai concluir que os caras eram marginais. Os caras depredavam as vans que os levava pros shows, destruíam quartos de hotéis, batiam nas mulheres, roubavam.... Isso era a essência do rock.

Com isso, quero dizer que atualmente não é fora de contexto ser conservador e gostar de rock. Muito menos idiota.

Um aceno de longe!!!

vinibassplayer
Veterano
# 04/dez/19 17:29
· votar


Queria saber onde encontra o bagulho que este atual governo usa.


o bagulho chama "olavo de caralho"

HortaRates
Membro
# 04/dez/19 17:53
· votar


Del-Rei
Os caras depredavam as vans que os levava pros shows, destruíam quartos de hotéis, batiam nas mulheres, roubavam.... Isso era a essência do rock.

Desculpe, mas eu acho que você está redondamente enganado. Isso acontecia? Sim, com certeza. Deve acontecer até hoje, e com outros estilos também.

Agora, falar que isso é a essência do Rock? Pelo amor de deus, você entendeu tudo errado.
Isso é o efeito colateral da fama e do uso indiscriminado das drogas.

A essência do Rock é ser contra o sistema e contra o status quo. A fúria, a agressividade como arma na luta contra a merda que o mundo é. Isso é diametralmente oposto ao conservadorismo. E se a pessoa não é capaz de entender isso, é um idiota, porque é algo óbvio ululante.
E óbvio, o rock é música para o entretenimento, então há muita coisa feita com o claro objetivo de se divertir. Mas também não é a essência do rock.

Lelo Mig
Membro
# 04/dez/19 18:03 · Editado por: Lelo Mig
· votar


O problema é que o conceito de esquerda e direita esta degradado pelos exemplos práticos das últimas décadas.

Dentro destes exemplos práticos miseráveis e nojentos não seria contraditório afirmar, como disse nosso amigo entamoeba, que "O direitista é um castrato político." e que quem votou em Haddad por que "vale qualquer coisa para que Bolsonaro não ganhe", também é.

makumbator
Veterano
# 04/dez/19 18:05
· votar


HortaRates

O rock não é mais muito disso de ser contra o sistema ou coisa parecida. Hoje é apenas um estilo musical (em declínio de popularidade) e ainda um negócio no ramo do entretenimento (principalmente para as grandes bandas que ainda sobrevivem). A rebeldia do rock há muito é como o alegado satanismo de certas bandas, apenas marketing.

Jazz já foi música de rebeldia juvenil, e há muito tempo perdeu isso, e virou arte e música estudada na academia. O mesmo acontece com o rock. E daqui algumas décadas teremos tiozões do hip hop (que também vai virar mero entretenimento, perdendo o viés contestador). Quem viver verá.

Lelo Mig
Membro
# 04/dez/19 18:15
· votar


makumbator

Podicrê!

As funkeiras popozudas, depois que as bundas caírem pela idade, vão todas virar crentes.

Julia Hardy
Veterano
# 04/dez/19 18:23
· votar


Hip hop já perdeu veia contestadora. O hip hop que vende, que faz sucesso, não é o contestador. É o que fala de balada, bitches, amorzinho, etc. Tá cheio de gente que ouve Racionais e votou no Bozo.

Quem diz que quem ouve rock é o pessoal mais velho e conservador tá completamente por fora. Conservador é o sertanejo(tanto os artistas, quanto os fãs, são bolsonaristas). Assim como o country americano é som de redneck que vota no trump e odeia imigrante.

Julia Hardy
Veterano
# 04/dez/19 18:30
· votar


Funk está para a música como o crack para as drogas.

É a música oficial da periferia. Samba já era.

brunohardrocker
Veterano
# 04/dez/19 18:32
· votar


Conservador é o sertanejo

Bem conservador, com temas sobre pagar de bêbado, ser corno com orgulho e duplas femininas empoderadas.

brunohardrocker
Veterano
# 04/dez/19 18:36
· votar


O entamoeba e sua ginástica para provar que só o conjunto de crenças da esquerda é razoável, encontrou uma correspondente no Musica em Geral:
Julia Hardy.

Del-Rei
Veterano
# 04/dez/19 18:37
· votar


HortaRates
Cara, eu acho que você anda meio estressado... Rock virou entretenimento da indústria musical. Deal with it.

Desculpe, mas eu acho que você está redondamente enganado. Isso acontecia? Sim, com certeza. Deve acontecer até hoje, e com outros estilos também.
Agora, falar que isso é a essência do Rock? Pelo amor de deus, você entendeu tudo errado.
Isso é o efeito colateral da fama e do uso indiscriminado das drogas.


Se não fossem essas pessoas delinquentes o rock possivelmente não teria existido. A postura transgressora fez os caras criarem algo que não havia - não só pelo conteúdo da música, mas pelo comportamento destrutivo dentro fora do palco.

Ou você acha que existia a possibilidade de pessoas 'civilizadas' criarem um movimento como o rock....?

Um aceno de longe!!!

Julia Hardy
Veterano
# 04/dez/19 18:38
· votar


Tudo que é transgressor, de algum forma, perde o sentido quando é assimilado pelo sistema. O rap e o funk ainda escandalizam por serem gêneros mais recentes. Mas, logo, perderão isso. Nada mais comum do que ir numa balada de playboy e patricinha e ver todo mundo curtindo um pancadão. Enquanto isso, quem mora na favela, vai continuar na merda, enquanto o playboy e a patricinha ficam curtindo "é som de preto, de favelado e bla bla bla"

brunohardrocker
Veterano
# 04/dez/19 18:40
· votar


makumbator
"Na juventude, se o jovem não for de esquerda, é porque não tem coração, e se quando é velho, continua de esquerda, é porque é idiota"

James Hetfield republicano, Mustaine cristão e Ozzy agradecendo a Deus no final dos shows são exemplos desse fenômeno.

Aqui no Brasil tem o Roger e o Lobão que acordaram pra vida.

Julia Hardy
Veterano
# 04/dez/19 18:41
· votar


brunohardrocker

São conservadores alcoolatras e cornos. Isso é universal. Duplas femininas empoderadas? Bullshit

brunohardrocker
Veterano
# 04/dez/19 18:43
· votar


Tudo que é transgressor, de algum forma, perde o sentido quando é assimilado pelo sistema.

O rock já nasceu de um evangélico conservador. Tem nada de transgressor não.

brunohardrocker
Veterano
# 04/dez/19 18:45
· votar


Julia Hardy
São conservadores alcoolatras e cornos.

Cuckold faz parte do imaginário progressista. Estar embriagado em público é coisa de libertino.

Duplas femininas empoderadas?

Sim, elas falam mal dos omi e não precisam de marido.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Novo presidente da Funarte liga rock a droga, sexo, aborto e satanismo