O que as pessoas tem ouvido Nov/19

Autor Mensagem
acabaramosnicks
Membro Novato
# 29/nov/19 11:47
· votar


nossa del rei, dizer que dead fish é uma banda mais branda é não conhecer dead fish kkkk

Del-Rei
Veterano
# 29/nov/19 13:53
· votar


Julia Hardy
acabaramosnicks
Vocês têm razão sobre dead fish!!
:)

Sobre os artistas que fazem politicagem: não vejo como obrigação, mas, eu duvido que Renato Russo, Cássia Eller e Freddie Mercury ficariam quietinhos sem se manifestar sobre tudo que tá acontecendo atualmente.

Como falei, os tempos hoje são outros. Não sei como eles se comportariam. De fato hoje está muito polarizado. Mas eu acho um porre assistir a um show e ter que ouvir discurso político, independente do posicionamento.

E acho que essa onda politizada e polarizada vai durar pelo menos uma década. Eu trabalho num ambiente exclusivamente político. Não aguento mais ouvir debate político 24h por dia.... Parece que o brasileiro foi apresentado à política na eleição do haddad/bolsonaro... E não se fala em mais nada.

Ismah
Penso que se eu contrato um prestador de serviço, espero que ele me entregue o serviço pronto. Não fico agulhando o cara.

Existem serviços e serviços. Você contrata um borracheiro pra consertar um pneu. Pneu trocado. Serviço feito.

Agora, você contrata um serviço de divulgação através de uma postagem no Instagram. O resultado daquilo é dinâmico. Gera visualização no momento da postagem e continua meses depois. Não vai querer acompanhar dia a dia, semana a semana ou mês a mês a evolução (ou não) do alcance? Tipo... Postou, tá pronto o serviço? Na prática acaba sendo um fator inibidor não ter acesso aos likes. Embora não impeça...

Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# 29/nov/19 17:17
· votar


Julia Hardy

Mudanças sociais são lentas... Elvis foi "crucificado" por balançar as cadeiras, e meio século depois, ainda temos isso como um tabu... Apesar que dentro das culturas africanas, é algo imemorial...

Del-Rei

Trabalhei com artes digitais, e tem o cliente e cliente... O que quer prévias a cada hora, e o que nem lembra que te contratou...

Julia Hardy
Veterano
# 29/nov/19 19:11
· votar


Ismah

Mas, aí é a questão: um tipo de som que é, supostamente, porta voz dos que estão à margem, digamos assim, mas, ao mesmo tempo, é extremamente preconceituoso e excludente. Complicado.

Ismah
Veterano
# 30/nov/19 02:15
· votar


Acabamos de descobrir que a vida não é justa... Qualquer ação, terá prós e contras. O movimento B, surge porque não concorda com conceitos de movimento A. E em algum momento futuro, surgirá C, que não concorde com tudo que B conceitua. Todos em seu tempo, vão batalhar por moldar a sociedade a seu modo, a seu gosto, e a seus conceitos.
Isso é um ciclo social natural, e deve ter começado desde que uma tribo começou a plantar, e outro tentou "roubar uma espiga de milho" - tava feita a briga.

Tentar abraçar o todo, é que gera o que entendo que o Lelo chama de "bunda mole"... Ninguém tem a sua opinião, e imprime esta na música... É tudo genérico, superficial...

Em 95 Falcão lançou a música "Holiday foi muito". Nessa, está a celebre frase que bate com um dos conceitos da época, mas arremata com um tapa na orelha. "Homem é homem, menino é menino, macaco é macaco, e veado é veado"... Chulo, mas contradizia opiniões da época...

https://www.youtube.com/watch?v=umjtgXKLsRY


Julia Hardy
Veterano
# 30/nov/19 07:50
· votar


Não descobrimos que a vida não é justa agora. Cada um com a sua luta. Agora, simplificar tudo usando uma música piada é ser superficial.

Guns'n'roses gravou One In A Million e não teve sua carreira afetada por isso. Hoje, eles teriam sido cancelados. Tanto que no relançamento do disco com essa música, ela ficou de fora. Ainda assim, os caras gravaram uma música como essa e a gravadora deu aval. O publico também. Ou seja, é uma avalanche de bosta.

Ismah
Veterano
# 30/nov/19 09:18
· votar


Claro que é superficial, e não estou reduzindo a essa música, estou mostrando que a luta por uma causa começou 25 anos atrás, e hoje com mais abertura e oportunidades, tem caído no esquecimento.
Antes em 89, no Quatro Estações, saía "Meninos e meninas".

Entendo que 50% de alguma coisa é melhor que 100% de nada. Ou seja, pra quem estava classificado entre uma tábua e uma pedra, ter uma música afirmando que existe uma a "viadagem congenita", seguido de dizer que existe a "baitolagem adquirida". Isso pode ser de fato interpretado como uma acusação, mas não faria sentido com o resto. Entendo que ele se refira, ao que hoje chamamos de mimimi. Novamente, é chulo? É!

Todo modo, houve isso. Para um lado ou outro, existiu uma bandeira que foi hasteada. Hoje, quem seria o interessado em fazer algo por uma causa, tem as mesmas oportunidades que qualquer outro. Por que não faz...?

A arte não tem obrigatoriedade com causas sociais, mas diretamente ou indiretamente, ela é um reflexo da sociedade de seu tempo e do contexto que está inserida. Nada com música...

https://www.bbc.com/portuguese/geral-49769321

NOTA Amanhã vira o mês, vem nova lista, e esse "pótico" será fechado.

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a O que as pessoas tem ouvido Nov/19