O que acharam do ativismo politico do Roger Waters no show dele?

Autor Mensagem
makumbator
Veterano
# 15/mar/19 00:44
· votar


BrotherCrow
Me lembro de uma polêmica parecida uns anos trás com um jogo de hentai chamado RapeLay. É o mesmo?

Não. Esse é novo (ainda não lançou). Segundo o desenvolvedor foi feito pensando no público sociopata (sério!!!).

Mauricio Luiz Bertola

Sobre o tal "rape day"... Nada sei sobre isso. Mas, como pai de uma moça, repudío tal coisa.
Abçs


Aqui uma matéria do El país sobre esse jogo:

https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/08/tecnologia/1552040360_1943 82.html

TendTudo
Membro Novato
# 15/mar/19 02:17
· votar


Alguém concorda comigo que uma comunidade sem armas é mais politizada?

LeandroP
Moderador
# 15/mar/19 04:41
· votar


BrotherCrow
Só acho que quando ele diz que a Venezuela é uma democracia de verdade ele está enganado

Por que não seria uma democracia se o presidente foi eleito (de novo) pela maioria?

HortaRates
Membro
# 15/mar/19 06:55
· votar


LeandroP
No caso da Venezuela, existem fortes indícios que a eleição foi fraudada. Existiram mais de um milhão de votos a mais que cidadãos votantes. A empresa que cuida das urnas eleitorais saiu do país logo após o resultado das eleições...
Eu acho que, nesse caso, no mínimo deveriam haver novas eleições.

JJJ
Veterano
# 15/mar/19 07:57
· votar


Lelo Mig
Via de regra o homem é um animal ruim.
O homem esta longe de ser pacifico e civilizado. Essa visão humanista é produto de sociólogos e de religiosos.

Quem pensa assim deveria fazer um esforçozinho e ver se consegue dar um passeio na Europa um dia. Não qualquer país, mas alguns mudariam essa mentalidade.

E nem precisa ir aos nórdicos! Basta ir à terrinha, trás os montes...

É possível, sim, criar uma sociedade muito mais justa e pacífica. Perfeita nunca vai ser; sempre vai ter uma "banda podre", mas essa pode ser residual, uma fração ínfima do que temos por aqui.

TendTudo
DukeNukem era um cara retardado

Come get some!

***************

Sobre Venezuela:

Tá tudo errado. O que foi feito lá pode virar uma enciclopédia de como fuder um país, de dentro pra fora, de fora pra dentro, de um lado a outro, de cima a baixo. A cagada perfeita.

BrotherCrow
Membro Novato
# 15/mar/19 08:51
· votar


LeandroP
Por que não seria uma democracia se o presidente foi eleito (de novo) pela maioria?
É uma democracia de fachada. Historicamente, a Venezuela saiu de duas ditaduras (Gomez e Jimenex) pra um estado democrático mas altamente deficitário nos anos 80. Quando Chavez foi eleito, ele convocou uma constituinte que na prática abriu espaço pra ele virar um ditador sob um disfarce de democracia, capando o judiciário e o legislativo e concentrando o poder. Leve em conta aí que antes da eleição Chavez já tinha tentado dar o golpe em 92.

Aí, o Maduro se elege, aproveitando todo esse cenário que favorece um regime que na prática é ditatorial. Se elegeu por uma margem mínima (tipo 1,5%) e recusou qualquer tipo de recontagem de votos. Montou uma connstituinte só pra encher ela de parentes. Enquanto isso, na Assembleia, a oposição tinha 2/3 das cadeiras. Pro segundo mandato, ele adiantou a eleição porque viu que a crise só ia piorar. Menos de metade dos eleitores foi às urnas. Os opositores viáveis estavam na cadeia ou banidos. A comunidade internacional (mais de 50 países, não é só EUA) considerou a eleição ilegítima.

Só porque teve eleição não quer dizer que é democracia.

Lelo Mig
Membro
# 15/mar/19 09:50 · Editado por: Lelo Mig
· votar


JJJ

Os europeus são velhos JJJ.... mataram, queimaram, roubaram, estupraram, escravizaram por muito mais tempo do que estão "civilizados". Foram séculos de violência antes de se tornarem o "modelo a ser seguido".

O que tornou o homem civilizado e torna o homem um predador sob controle é o pacto social. Eu defendo o pacto social.

Eu me refiro ao "indivíduo"... quanto mais poder individual e deslocado do grupo mais a violência se aflora.

A europa não é o que é porque os homens são bons, mas sim pelo pacto social.

Um exemplo são as tribos indígenas. São pacíficos porque não há "interesse individual", só o coletivo.

Obs: e os índios andam armados e ninguém mata ninguém.

TendTudo
Membro Novato
# 15/mar/19 10:33
· votar


Fala a verdade...não existe pacto social na América Latina sem populistas com projeto de poder e corrupção

JJJ
Veterano
# 15/mar/19 10:59 · Editado por: JJJ
· votar


Lelo Mig
mataram, queimaram, roubaram, estupraram, escravizaram por muito mais tempo do que estão "civilizados". Foram séculos de violência antes de se tornarem o "modelo a ser seguido".

Sim, sem dúvida. Mas isso é passado. A última merda federal originada lá (parte ocidental civilizada, ok?) foi a segunda guerra mundial. E já estamos quase chegando no centenário.

Insisto: se puder, visite nossos patrícios. Aquilo é vida, cara. De uma forma que, do jeito que vamos, só chegaremos (talvez!) daqui a muito tempo, infelizmente. Você acha que é por nada que aquilo está entulhando de brazucas? Não é um país rico, não é fácil arrumar emprego, a crise foi brabíssima por lá. Mesmo assim, é outro mundo. Outra civilização.

O que tornou o homem civilizado e torna o homem um predador sob controle é o pacto social.

Não sei bem o que você chama de "pacto social". Pra mim, o cerne da questão é a educação. Não tanto a formal, acadêmica, mas sim a familiar, que muitas vezes (no caso europeu, principalmente) é ligada também a valores religiosos. O grande lance são os valores. Empatia, por exemplo (que é uma palavra pouco conhecida por aqui - logo, pouco praticada).

T-Rodman
Veterano
# 15/mar/19 11:16
· votar


quem queria viver num país onde a policia não anda armada?
a conclusão parece ser essa:
https://www.youtube.com/watch?v=dXo1_S8JyVQ
atentado hoje na nova zelandia
https://edition.cnn.com/asia/live-news/new-zealand-christchurch-shooti ng-intl/h_9b049bc7c962795a161d2a021644625d

TendTudo
Membro Novato
# 15/mar/19 11:21
· votar


Este caminhão é meu
Meu nome é
Tadeu
Entrou aqui
Se fudeu

Não sou freira
Sou homem
O meu nome
É Roberval
Isso aqui
É fantasia de
Carnaval
Adorei seu
Pau

Lelo Mig
Membro
# 15/mar/19 11:35 · Editado por: Lelo Mig
· votar


JJJ

"Não sei bem o que você chama de "pacto social"

Pacto Social, de forma beeeeem ilustrativa:

"Ok, já que você garante que o mais forte não vai me bater, eu prometo não bater no mais fraco"

"Pra mim, o cerne da questão é a educação. Não tanto a formal, a acadêmica..."

Concordo, tanto é que citei as sociedades indígenas que, via de regra, são pacíficas.

TendTudo
Membro Novato
# 15/mar/19 12:18
· votar


Todo valor tem a mesma medida, o que torna a educação em higiene e Eugênia é a desigualdade social

LeandroP
Moderador
# 15/mar/19 16:27
· votar


HortaRates
No caso da Venezuela, existem fortes indícios que a eleição foi fraudada

Não, segundo o Zapatero, por exemplo.

BrotherCrow
Se elegeu por uma margem mínima (tipo 1,5%) e recusou qualquer tipo de recontagem de votos.

Não muito diferente daqui, onde 1/3 escolheu o candidato A, pouco menos de 1/3 não votaram ou anularam, e pouco mais de 1/3 escolheram o candidato B.

E que se o candidato B tivesse perdido, diria (como já vinham dizendo) que as urnas eletrônicas eram fraudadas.

Tudo meio maluco. Gostando ou não, temos que respeitar a soberania do nosso vizinho.

JJJ
Tá tudo errado. O que foi feito lá pode virar uma enciclopédia de como fuder um país, de dentro pra fora, de fora pra dentro, de um lado a outro, de cima a baixo. A cagada perfeita.

É bem por aí mesmo rs

entamoeba
Membro Novato
# 15/mar/19 16:33 · Editado por: entamoeba
· votar


LeandroP
temos que respeitar a soberania do nosso vizinho.

Se o seu vizinho bater na mulher, você usaria essa premissa?

Não falo das eleições, falo da repressão.

Lelo Mig
Membro
# 15/mar/19 16:39 · Editado por: Lelo Mig
· votar


LeandroP

O que eu acho interessante é que os defensores da Democracia e Liberdade, USA, só defendem a Democracia e Liberdade na Arábia Saudita, Irã, México e Venezuela, que por coincidência são os maiores produtores de petróleo do mundo.

No Gabão, Sudão, Nigéria, Etiópia e etc. ninguém defende porra nenhuma, pode trucidar mulher e criança à vontade.

E o exército brasileiro que sempre se posicionou isento nestas questões, ou agindo realmente de forma pacificadora, como no Haiti, agora, também por coincidência, se presta ao papel de garoto de recados dos EUA.

Obs: Se algum ignorante confundir minha colocação com defender o Maduro ou o regime Venezuelano... melhor nem perder seu tempo.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 15/mar/19 17:00
· votar


Lelo Mig
Concordo plenamente.
Aliás, um dos países mais obscurantistas do mundo, Estado Teocrático de fato e de Direito, a Arábia Saudita, é firmíssimo aliado dos EUA, e age como sub-imperialismo na Península Arábica e Oriente Médio.
Em África abundam as intervenções norte americanas e mais grave: De bandidos, Senhores da Guerra e mercenários à soldo de Grandes Corporações.
Quanto ao EB, ele felizmente ainda não caiu nessa de se tornar mero apêndice das FFAA's norte americanas, apesar da força que setores desse governo atual estarem fazendo para isso.
Abç

BrotherCrow
Membro Novato
# 15/mar/19 17:24
· votar


LeandroP
Não muito diferente daqui, onde 1/3 escolheu o candidato A, pouco menos de 1/3 não votaram ou anularam, e pouco mais de 1/3 escolheram o candidato B.
É bem diferente, na verdade. No Brasil o voto é obrigatório, então bem mais gente comparece. Quem não comparece é por convicção pessoal, e não por medo de sofrer represália de um regime violento. O Bolsonaro ganhou por mais de 10% de diferença, o que é muito diferente de ganhar por 1,5% (pra efeito de pesquisas isso é empate técnico).
Mas sabe qual é a maior diferença? A que você vê nas ruas. Sabe aquele clichê de dizer que o Brasil "é um país dividido" após as eleições? Na Venezuela você não vê isso. Lá claramente a maioria é contra o Maduro, e mesmo assim ele tá lá.
Mas de novo vou frisar o mais importante: cada um tem direito a sua opinião. O Roger Waters tem todo o direito de apoiar a Venezuela. Isso eu não contesto, e mais, não vou deixar de ouvir as músicas dele por causa disso.

HortaRates
Membro
# 15/mar/19 17:29
· votar


entamoeba

Se o seu vizinho bater na mulher, você usaria essa premissa?

Eu achei essa analogia muito infeliz. Se for comparar país com gente, o que acontece na Venezuela não é um marido batendo na mulher. O análogo à isso seria um país mais forte atacando a Venezuela.

Acho que uma analogia mais correta seria: a Venezuela é uma pessoa com sérios problemas psicológicos, que não consegue decidir entre A ou B e está definhando por causa disso.
E a intervenção americana é o análogo a alguém de fora chegar e forçar o doente a tomar a decisão A sem conseguir entender o que se passa na cabeça dele. E se der merda, f*das, porque não é meu vizinho mesmo.

Acho que a questão de respeitar a soberania de um país muito mais delicada que a maioria das pessoas parece achar. Pode ajudar, mas chances são, e há vários exemplos históricos, que a intervenção vai cagar tudo mais ainda.

LeandroP
Moderador
# 15/mar/19 20:03
· votar


BrotherCrow

Deixa eu entender... Lá o voto não é obrigatório, e mesmo assim quem saiu pra votar escolheu o presidente, numa eleição que foi auditada internacionalmente e sem fraudes. Depois do Aécio de lá perder e não aceitar, se auto proclama presidente e o ditador não o prende. Tem peças que não encaixam.

Aqui, como você disse, o voto é obrigatório, mas um terço dos eleitores não votaram ou anularam. Um terço é muita gente!

Lelo Mig

Basta você ser sensato, ter empatia e ser pragmático, pra ser chamado de comunista e jogado pra esquerda. Eu sou comunista por maioria de votos rs

LeandroP
Moderador
# 15/mar/19 20:05
· votar


entamoeba
Se o seu vizinho bater na mulher, você usaria essa premissa?

Não falo das eleições, falo da repressão.


Essa pergunta é retórica ou eu tenho mesmo que responder?
rs

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 15/mar/19 23:04
· votar


Vele a pena uma leitura desse texto:
https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/03/manifesto-de-atirador-cita -brasil-e-faz-referencias-a-nacionalismo-e-games.shtml

MMI
Veterano
# 16/mar/19 00:14 · Editado por: MMI
· votar


edit: deixa pra lá

Snakepit
Veterano
# 16/mar/19 01:33
· votar


Mauricio Luiz Bertola
Pelo menos ele usou o Brasil como um exemplo "negativo" para a causa dele.

Lelo Mig
Membro
# 16/mar/19 02:17
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Interessante...

O game Spyro of Year Dragon, citado pelo sujeito, é um jogo infantil, onde um dragãozinho roxo, bonitinho, sai numa aventura para recuperar uns ovos de dragão que foram roubados por uma bruxa má.

De onde o perturbado achou inspiração para o tal feito?

Charles Mason quando mandou matar Sharon Tate "ouviu as instruções" na música Helter Skelter dos Beatles.

Não é preciso ser psiquiatra para perceber as semelhanças. Um game, uma música, um livro, um filme... fora anjos e demônios sussurrando instruções em códigos que só eles percebem.

A mente de um psicopata é algo inalcançável.

Lelo Mig
Membro
# 16/mar/19 11:15 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Snakepit

"Pelo menos ele usou o Brasil como um exemplo "negativo"..."

Sem bancar o politicamente correto, mas, com medo de ser mal interpretado, diria que o que ele escreveu, em muitos aspectos, é fato, não é mentira.

Acontece que esta "minoria branca" precisa aceitar a realidade. Sair matando pessoas inocentes além de psicótico e cruel é ineficaz.

Num mundo globalizado, com migração massiva e etc, a miscigenação é inevitável. E sendo as raças negras, árabes e amarelas predominantes geneticamente a raça branca será a primeira a sucumbir. É este o cerne do temor deste tipo de criminoso.

O futuro, próximo, da humanidade é a miscigenação e a descaracterização racial é um fato.

Nós brasileiros não ligamos muito para isso porque somos miscigenados na origem. Não existe povo brasileiro no sentido racial. O próprio índio é de todo continente americano.

Mesmo assim em boa parte do sul do Brasil, muita gente se julga superior somente pelo fato de "ser branco" descendente de alemães e europeus em geral.

Se manter as características raciais originais sem misturas é certo ou errado, nem quero entrar no mérito. Mas vai acabar...

Os europeus, principalmente, precisam aceitar o fato de que "o loirinho padrão viking" está em extinção. Não adianta comprar uma metralhadora e pagar de Rambo. A evolução não permite a inadaptação.

Aceitem...

TendTudo
Membro Novato
# 16/mar/19 11:22
· votar


Enquanto houver raça não haverá humanidade no sentido mais estrito.

Sefiroth
Membro Novato
# 16/mar/19 11:59
· votar


Sou a favor do ativismo social,praticado pelo Bono Vox (U2), que ajuda independente se está pendendo para a direita ou esquerda. O ativismo político leva em consideração conceitos individualistas e não coletivos.

Ningen
Veterano
# 16/mar/19 12:11
· votar


Lelo Mig

A mente de um psicopata é algo inalcançável.

Você tá com cara que vai curtir a série Mindhunter.

https://youtu.be/J4LWdJHJxbs

Buja
Veterano
# 18/mar/19 11:21
· votar


Arma mata, eu nao. Logo, nao combinamos.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a O que acharam do ativismo politico do Roger Waters no show dele?