Minha experiencia coma walczak: problemas e mais problemas.

Autor Mensagem
Claudio Walczak
Veterano
# nov/12
· votar


Ola amigos do forum.

Embora é possível que nem todos possam vir a acreditar nas minhas palavras, mas venho aqui mui respeitosamente e humildemente esclarecer oficialmente aqui no forum os fatos.

Estamos desde o dia 27 de agosto passado aguardando a boa vontade dos orgãos competenes, na alfandega do aeroporto de Guarulhos em São Paulo. Primeiramente pelo fato de a receita federal estava em greve, mas posteriormente, por estarem trabalhando no que eles dizem de operação padrão.
Infelizmente, o que a gente vem ouvindo do Auditor Fiscal é que temos que aguardar, aguardar e aguardar. Não nos passam uma data, uma justificativa, um parecer, mesmo com todos os pagamentos inerentes aos processos, inclusive os impostos pagos.
Desculpem o desabafo, mas é impressionante o descaso dos orgãos publicos, nos quais são subsidiados pelos nossos impostos, e por consequencia deveriam nos atender com o minimo de dignidade.
Apos varias tentativas, optamos em entrarmos com um mandado de segurança na Justiça Federal de Guarulhos, no qual foi concedido e estamos aguardando os tramites normais de citação, oficial de justiça e Etc.
Sabemos que é de nossa total responsabilidade, mas infelizmente existem situações, que para nós, pequenas empresas em geral e simples mortais, que não temos relacionamento e não transitamos no meio politico, ficamos de mãos totalmente atadas, sem ações, que não sejam, recorrer a justiça.

Temos confiança de que nesta semana atravessaremos esta etapa e voltaremos a nossas atividades normalmente.

d.u.n.h.a
Pelo seu Nick Name, sao sei identificar seu pedido... se possivel me manda seus dados no meu email pessoal, claudio@walczak.com.br , que irei identificar seu pedido e agilizar o ressarcimento dos valores pagos. Pode ter confiança que vc nao precisará recorrer a outros recursos para fazer valer seus direitos. Nós respeitamos sua posição e não tiramos o mérito do seu desconforto com esta situação, pois como falamos acima, a responsabilidade é nossa e não sua.
O meu compromisso, é que assim que nós tenhamos a data exata da liberação da mercadoria, iremos planejar da melhor forma a fabrica para finalizar a montagem o mais breve possível, e com as previsões das datas de entrega de todos os projetos, estaremos comunicando a todos os clientes que possuem projetos conosco a data efetiva da entrega de seus instrumentos.
Caso alguem queira entrar em contato diretamente comigo, estarei a disposição atraves do meu e-mail.

Sentimos muito o ocorrido, e estaremos a disposicao

Grato

Claudio Walczak

Lelo Mig
Membro
# nov/12 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Galera... apenas uma opinião.

Não se trata de chamar ninguém de sacana ou de agir de má fé (coisa que não fiz).

Mas de amadorismo... Porque esse tipo de estória, infelizmente, se repete sempre e é comum por aqui.

A questão é que "incrível" coincidência, toda vez que os prazos estouram, ninguém mais consegue entrar em contato. Seja com fabricante, luthier, revendedor... ou seja, é muita coincidência, ou os caras realmente "fogem" da "chateação de dar explicações".

Problemas ocorrem, com qualquer um. Mas uma empresa, têm que se antecipar, enviar emails, postar um anúncio em seu site, vir aqui no fórum e esclarecer, antes do problema ocorrer e a enxurrada de reclamações começar.

Receita prendeu mercadoria? Não têm que esperar até os 45 do segundo tempo e não atender telefone.

Tem que vir a público: "caros clientes informamos que blá, blá, blá....novos prazos serão dados ou restituiremos os valores pagos a quem não quiser o novo prazo...blá, blá, bla´...

Isso é agir com seriedade, isso é informar o cliente e se antecipar.

Não deixar um bando de gente sem resposta, feitos baratas tontas, ansiosos com prazo não cumprido e com os valores pagos.

Entender o problema, posso entender... a falta de peças, a receita e etc...ok, posso aceitar.

Mas, me desculpem, esse tipo de atitude, que sempre se repete no ramo, há décadas...em minha insignificante opinião, é amadorismo e descaso.

Caro Walzack, com todo respeito e admiração por seus produtos. Você não imagina como "queima o filme" este tipo de confusão, chegar a virar discussão num fórum.

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


Se quiserem fechar e apagar os posts que o façam. Mas tudo que postei aqui é verdade, tenho guardado aqui mensagens referentes a cada palavra do que foi dito aqui, nao difamei ninguém. Apenas abri um canal de comunicação esperando por dialogo.

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


Claudio Walczak
Nao tinha visto seu post cara. Agradeço pela sua presença, sei que voce tem seu nome a zelar e tinha certeza de que viria aqui. Entrei em contato com a mulher do financeiro algumas vezes e nada, mas é só botar um pouco de agito que a coisa anda.
Se ofendi alguém peco desculpas, nao era minha intenção. Se errei, só posso me desculpar mas tenho convicção de que nao agi erroneamente.

ALF is back
Veterano
# nov/12
· votar


ogner
claro concordo com vc!
cofnesso q nao tinha botado muita fé no caso do link q postei, pois foi aquela historia do cara q criou a conta só pra criar um topico (q na epoca foi deletado com propriedade pela moderação)...dps ele postou a mesma historia upando um topico existente (esse do link)...eu nao tinha colocado fé ali...mas agora vemos a mesma historia contada por outra pessoa...já da pra desconfiar...rs
eu mesmo, dps de ver esse topico, especificamente este topico, ja fico receoso e desanimado em comprar...é um assunto delicado...o forum nao deve influenciar a opiniao sobre um produto (é bom ou ruim), mas certamente influencia nesse caso, pois eu, q antes compraria facil na walczak, ja mudei de ideia...acho uma situação muito diferente e q podia mesmo ter alguma coisa diferenciada na logistica...uma especie de formato pré disposto mais ou menos como um reclame aqui ou confômetro da vida...talvez seja assunto pra moderação discutir...sabemos q é contra as regras difamar ou enaltecer marcas...mas convenhamos, esse assunto é de utiliade publica!

ogner
Veterano
# nov/12 · Editado por: ogner
· votar


Lelo Mig
Não deixar um bando de gente sem resposta, feitos baratas tontas, ansiosos com prazo não cumprido e com os valores pagos.

Isso é a pior coisa do mundo!! Não sei se em outros paises é assim, mas o Brasileiro é master Jedi nisso!! O diabo!! Tenho comercio, trabalho com entregas e a mesmo tempo sou consumidor. Perco o cliente mas nao minto, nao engano, nao omito. Por isso vou ser pobre pra sempre!! ahuehuahuehuahe!!

Claudio Walczak
Issae, simples assim.
Chato, é como o Lelo disse deixar chegar nos foruns isso, por pura falta de comunicação. Problemas todos nos temos!
Abs, e torço forte pra que tudo se normalize o mais rápido possível, sou admirador do trabalho que vcs fazem, inclusive o de divulgação/marketing.

Lelo Mig
Membro
# nov/12
· votar


ALF is back

Concordo plenamente...

Varias marcas, incluindo nacionais, são discutidas à exaustão aqui no F.C.C, e muitas delas com certeza tem vendas acrescidas por opiniões do fórum.

A galera aqui, sempre fala bem, fala os aspectos positivos, a relação custo x benefício, faz reviews, conta suas experiências... todos de forma isenta, idônea e de GRAÇA!!

Portanto, o espaço serve sim, para que os mesmos reclamem. E estas reclamações devem ser consideradas.

Se o FCC é isento, ele nos permite elogiar e criticar...

Del-Rei
Veterano
# nov/12
· votar


d.u.n.h.a.
Se ofendi alguém peco desculpas, nao era minha intenção. Se errei, só posso me desculpar mas tenho convicção de que nao agi erroneamente.

Hum... Agora também não precisa colocar o rabo entre as pernas. Se tem alguém que está nos seus direitos aqui, é você.

Obviamente esse fórum aqui é visado, e influencia muitas coisas. Pelo seu post inicial, você entrava em contato há mais de 1 semana pra reaver seu dinheiro, e nunca tinha respostas decentes.

Aí, você posta uma reclamação no FCC (que tem muita visibilidade) e em poucas horas um representante aparece............

Independente do produto estar parado na alfândega ou qq outro lugar, se o prazo foi estourado e você pediu seu dinheiro de volta, não há o que enrolar, devolve-se o dinheiro.

Enrolar só piora a situação da empresa.

Um aceno de longe!!!

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


O problema ainda não está resolvido, mas me deu esperança de ter a grana de volta rsrs
Com isso a gente vê o que a má comunicação causa, esperei dias, semanas e nada. A cada e-mail que eu mandava eram dias pra ter uma resposta (isso quando me respondiam) que não resolvia em nada a questão. Quando eu ligava era a respostinha padrão que me davam. Daí com um tópico no FCC a coisa anda.

Chato, é como o Lelo disse deixar chegar nos foruns isso, por pura falta de comunicação. Problemas todos nos temos!
Isso aí resume bem a atual situação.

EduBluesMan
Veterano
# nov/12 · Editado por: EduBluesMan
· votar


d.u.n.h.a.
Eu tenho uma Walczak e pretendo (ia) comprar outra.
O negócio pra mm funciona assim.
Atrasar, a gente aceita
Mas boicotar informações pelo telefone e CANALHICE jamais.
Se continuar o problema e se furarem o seu "zóio", deixa aqui publicado porque neste aspecto, o FCC é uma ótima ferramenta para construir uma marca, mas que fique bem claro que eventual picaretagem (devidamente comprovada), poderá custar caro à quem quer que seja.
ESTAMOS DE OLHO esperando que a Walczak continue com a seriedade que sempre demonstrou

Drinho
Veterano
# nov/12
· votar


Claudio Walczak

Louvável a atitude meu amigo. Acredito na honestidade da empresa e qualidade dos produtos pois nos últimos tempos só tenho ouvido elogios e já tive experiencias próprias mesmo que poucas.

Com relação a sua indignação para com os serviços públicos eu concordo com você e sou o cara que mais abomina o estatismo e seus vagabundos.

Mas essa falta de transparência (se é que posso chamar assim) é BASTANTE grave, tenho certeza que o nosso colega teria compreendido e talvez é até insistido em aguardar o produto se fosse esclarecido de forma rápida e direta a situação.

É necessário que haja essa eficiência por parte da empresa, ocorreu algum imprevisto, o que é comum para todo mundo, tem que ser comunicado imediatamente afinal da mesma forma que é difícil para uma empresa se manter no mercado é difícil para o consumidor dispor dos recursos para consumir. Além disso qualquer coisa dessas que cai na internet é um queima filme desgraçado a internet é muito mais eficiente do que qualquer SAC ou PROCON.

Espero que isso não passe de um pequeno problema que será solucionado seja com o instrumento ou com o ressarcimento e que a empresa corrija essa deficiência para que continue fazendo o favor que faz aos músicos com a melhor qualidade, eficiência e transparência possível.

Um abraço.

ogner
Veterano
# nov/12
· votar


d.u.n.h.a.
Acho q fehar p topico agora seria bacana.
Caso seja necessario vc abre outro depois. Esse aqui ja te ajudou. Nao acha?

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


Quando o dinheiro estiver na conta eu fecho o tópico. A situação ainda não se resolveu. Quando tudo acabar, se acabar, eu fecho o tópico.

Valeu pela ajuda galera. Os bons usuários desse fórum fazem valer a pena todo o resto.

TatoPetry
Veterano
# nov/12
· votar


Senhor Sanchez
É ela mesmo, meio frankstein neh? =P
To curioso pra ver o que vai dar.
Sobre stress nem um pouco, essa guitarra era pra começar a ser rodada ano que vem e o Claudio foi super gente boa e soltou a ordem bem antes. Então não tenho pressa nenhuma, até pq confio no resultado do trabalho deles. Afinal tiveram duas oportunidades e nas duas me entregaram algo superior ao que eu acreditaria receber.

d.u.n.h.a.
Espero que agora tenha tranquilizado brother e boa sorte na sua proxima aquisição, uma pena que não deu certo com a WZ!

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


TatoPetry
Valeu cara...

renatocaster
Moderador
# nov/12
· votar


Deixa o tópico aberto...quando ambos postarem em comum acordo que o assunto foi encerrado, concluído, aí fecha. Se fechar agora, vai ficar o dito pelo não dito. Eu como um provável comprador em potencial (posso vir a ter interesse no futuro, pois também sou guitarrista) também tenho interesse em saber desse desfecho.

O Claudio Walczak teve a hombridade de vir aqui, mas o discurso dele foi mais do que previsível. Embora seja verdade, eu não ficaria satisfeito em obter uma resposta somente após uma manifestação pública. Mas enfim, quanto à isso, acho que já fizeram todas as considerações que deveriam ter feito.

ALF is back
Veterano
# nov/12
· votar


Claudio Walczak
d.u.n.h.a.
pelo q vejo, falta uma orientação para que os demais funcionarios falem a mesma lingua.
todos sofremos com esses problemas políticos ou burocraticos relacionados a alfandega, sabemos que isso limita e influencia diretamente, por exemplo, em um prazo de entrega de um produto da walczak. O pessoal deste fórum está ouvindo esta justa justificativa só agora, junto com o d.u.n.h.a., o cliente. Talvez se a equipe estivesse mais "afinada" (o termo cai bem...rs), nosso amigo ja estaria mais satisfeito (ou menos insatisfeito) e certamente nao criaria nenhuma expectativa ou imagem ruim, como ocorreu. Seria interessante essas informações constarem no site, na pagina inicial, por exemplo, para orientar os futuros compradores sobre o problema antes de comprar. Acho q isso nao foi feito ainda não por má fé, pois tenho ctza q ngm deixaria de comprar por saber deste problema q é absolutamente passageiro. Pelo contrário, veriam uma certa transparencia por parte da marca, coisa q definitivamente, o brasileiro é carente. Infelizmente, em nosso país grande parte dos produtos, sobretudo eletronicos, são importados. Ficamos sempre na mão de um "terceiro" q nao tem o mesmo cuidado com o cliente q uma empresa grande tem com os consumidores em seus países de maior expressão política. Então quando vemos um produto nacional em emergencia no mercado, criamos boas expectativas, esperamos um atendimento diferenciado pois estamos falando "a mesma lingua", vivemos a mesma realidade...
todos sabemos q nosso louvavel amigo Claudio Walczak está sempre presente tanto nos topicos positivos quanto nos "pepinos" relacionados a marca...isso mostra uma grande seriedade por parte da mesma, mas tbm sabemos q nao é ele que está por tras de todos os setores da empresa...nao é ele quem atende um telefone, quem resolve um problema simples ou desenvolve o site....entao creio q essa questão da comunicação entre os funcionarios pode melhorar o que até agora vejo ser o problema mais sério da empresa!

edalko
Veterano
# nov/12
· votar


Sei não... mas desde a época da história do "BFDP"*, da antiga ASW, hoje Walczak, perdi a confiança, muito embora estejam fazendo um marketing violento sobre sua qualidade.

* os antigos lembrarão

Esses problemas vem de gestão da empresa e falta de comunicação.
Se há problema com a Receita, qual a dificuldade de criar um aviso na página inicial do site??
Lembrem-se: clientes em primeiro lugar.

renatocaster
Moderador
# nov/12
· votar


edalko

Sei não... mas desde a época da história do "BFDP"*, da antiga ASW

kkkkkkkkkkkkk, "Baiano Fábio Di Paula". Essa história deu o que falar, hehehehe.

RPacífico
Veterano
# nov/12 · Editado por: RPacífico
· votar


excluido

MMI
Veterano
# nov/12
· votar


d.u.n.h.a.

É... Lamentável o ocorrido.

Como o Claudio Walczak apareceu aqui, melhor levar na conversa. Na justiça, te garanto, é o pior caminho, ruim para os dois lados. Pior que ir para a justiça só se for resolver na porrada, não vale a pena.

vintagentleman
Veterano
# nov/12 · Editado por: vintagentleman
· votar


d.u.n.h.a.

A resposta do fornecedor em público (neste tópico), era o mínimo esperado.

Devolver o dinheiro e pedir desculpas também está muito aquém dos seus direitos.

A verdade é que temos uma legislação consumerista (O Código de Defesa do Consumidor) das mais avançadas, e que considera o consumidor parte hipossuficiente (a parte fraca da relação contratual, e que, portanto, deve ser protegida).

Entre outras "vantagens" legislativas que o consumidor pode contar está a chamada "inversão do ônus da prova" ou seja, salvo prova em contrário, VOCÊ consumidor é quem está falando a verdade. Se você estiver mentindo, cabe à empresa fornecedora provar.


Dados os dissabores e incômodo que você teve nesse horroroso contrato, fora a devolução do dinheiro, já seria cabível indenização por DANO MORAL, pelo estresse, frustração e decepção que você sofreu e está sofrendo.

O trâmite ou seja, o rito processual é dos mais simples e você terá oportunidade de fazer acordo, o que lhe poderá ser muito compensador. Poderia, em tese, até levar a guitarra de graça, por toda a incomodação sofrida.

A ação deve ser proposta no JUIZADO ESPECIAL CÍVEL, e dispensa advogado devido ao valor relativamente baixo da ação. Claro que um advogado amigo, ou de confiança, poderá evitar que você seja enrolado.

Nem por um segundo fique constrangido pela alegada situação do responsável da empresa.

O problema é dele e, se ele está sendo prejudicado pela Receita ou outra autoridade, que ele procure também os direitos dele, como até já vem fazendo, segundo informado.

Não seja besta, cara! No ano passado eu ganhei quase três mil reais só com açõezinhas em desfavor de maus fornecedores.

Somente exigindo os nossos direitos poderemos mudar a cabeça dos empresários e Poder Público nacionais.

Nos EUA é totalmente diferente, e ainda chegaremos lá. O verbo lá é RESPEITAR. Se você posta por lá um fato como esse narrado, pode ser o fim da empresa. Se você liga para um fornecedor americano e diz que está "very disappointed" com o serviço, os caras resolvem o problema... A bronca é séria!

Não seja otário e não se constranja. Você está certo!

Boa sorte e e um abraço!

makumbator
Veterano
# nov/12
· votar


vintagentleman
Não seja besta, cara! No ano passado eu ganhei quase três mil reais só com açõezinhas em desfavor de maus fornecedores.

Independente do caso específico tratado aqui, eu também concordo que só quando lojistas, comerciantes e empresas em geral são penalizadas monetariamente na justiça é que elas aprendem. Também já ganhei causas indenizatórias contra um provedor de internet e um banco.

Claro que cabe a cada um decidir se vale a pena entrar na justiça, mas acho sempre uma opção natural em determinados casos. Parece que só o prejuízo direto e palpável de uma ação sensibiliza certos empresários a ao menos tentar se endireitar.

vintagentleman
Veterano
# nov/12
· votar


makumbator

Parece que só o prejuízo direto e palpável de uma ação sensibiliza certos empresários a ao menos tentar se endireitar.

O único "órgão" que realmente dói em pessoas físicas e jurídicas é o bolso!

Poxa, fiquei chateado de ver o cara sem jeito, já se desculpando por uma atitude de cidadão consciente, de "botar a boca no trombone"! Temos é que apoiar o colega de Fórum...

As duas ações que eu ganhei foram de uma operadora de TV à cabo e outra de uma fornecedora de instrumentos musicais, que cobrou mais que o dobro do que gastou com o frete dos produtos... Eles tinham que me devolver numa boa menos de duzentos reais, mas me ignoraram totalmente!

E eu juntando e-mails, cópias de notas fiscais... Entrei na Justiça e só nessa ganhei mais de dois melões...

d.u.n.h.a.
Veterano
# nov/12
· votar


To meio sonolento e atrasado então nao vou responder ninguém pessoalmente rsrsrs
Espero que hoje essa situacao se resolva, qualquer novidade venho postar aqui.

Valeu!

Jinkxs
Veterano
# nov/12
· votar


vintagentleman
makumbator

Atualmente trabalho numa prefeitura e atendo pessoas carentes (Bolsa Família), mas já fui gerente de atendimento e Call Center de uma grande empresa, portanto posso falar pelo outro lado.

No pós-venda o maior problema das empresas é o preparo do colaborador. A rotatividade é grande e o treinamento deve ser contínuo. A parte de sistemas é outro obstáculo. Muitas vezes o atendente não dispõe de informação pois o sistema não é integrado, e isso prejudica o atendimento.

O que o consumidor e a legislação não enxergam (porque também não é problema deles) é a dificuldade e o custo de uma empresa implantar e manter um setor de pós-venda realmente eficiente. Acreditem.... é complicado e caro.

Muito disso se deve à falta de preparo da gestão e da falta de qualificação da mão-de-obra. Mas também se deve a tremenda carga que nosso sócio compulsório, o governo, impõe às empresas.

Grandes empresas, como Vivo, Claro, Sky, TAM, Gol, LG, Samsung. etc... tem cacife (e a obrigação moral) para manter exelentes estruturas de atendimento pós-venda. O problema são as pequenas empresas.

A legislação não enxerga essa diferença e coloca tudo no mesmo saco. O pequeno empreendedor acaba desistindo de trabalhar diretamente com o consumidor por conta de problemas com Procon e custos de indenizações. Nesse caso, fica mais viávél utilizar a estrutura comercial dos lojistas (intermediários) e transferir o pós-venda para eles. Quem perde é o consumidor, pois vai ter que pagar mais pelo produto.

Ao considerar a hipótese de entrar com danos morais o consumidor deveria levar em conta essa realidade. Muitas vezes o valor ganho não vai deixar ninguém mais rico... só os advogados espertos que vivem disso.

Para a empresa, só o fato de perder o cliente já é motivo suficiente para tentar melhorar os processos... ou abandonar a iniciativa.

makumbator
Veterano
# nov/12 · Editado por: makumbator
· votar


Jinkxs
Grandes empresas, como Vivo, Claro, Sky, TAM, Gol, LG, Samsung. etc... tem cacife (e a obrigação moral) para manter exelentes estruturas de atendimento pós-venda. O problema são as pequenas empresas.

Na minha opinião (e é mera impressão, não tenho dados concretos para provar) as empresas (principalmente as grandes) não fazem um bom atendimento por escolha consciente.

Parece ser mais barato pagar algumas indenizações aqui e ali do que realmente cumprir a lei de maneria sistemática para todos os consumidores. Infelizmente aqui no Brasil as indenizações são muito baixas, e muitas vezes não refletem o tamanho da empresa que está sendo punida.

Por exemplo, é comum empresas obterem liminares para não pagarem multas de agências reguladoras, e esse fato já foi comprovado pela imprensa várias vezes. Muitas multas são para "inglês ver", então qual o sentido em seguir a lei e gastar para ter um bom atendimento quando não há punição adequada?

Para a empresa, só o fato de perder o cliente já é motivo suficiente para tentar melhorar os processos... ou abandonar a iniciativa.

Deveria, mas parece que não é o caso das médias e grandes empresas. Acho sinceramente que eles não ligam.

vintagentleman
Veterano
# nov/12
· votar


Jinkxs

Grandes empresas, como Vivo, Claro, Sky, TAM, Gol, LG, Samsung. etc... tem cacife (e a obrigação moral) para manter exelentes estruturas de atendimento pós-venda. O problema são as pequenas empresas.

Aqui você citou empresas enormes e algumas delas geram IMENSOS problemas pelos PÉSSIMOS serviços que prestam, sendo campeãs em reclamações.

A maioria absoluta das pessoas "deixa quieto" e muitas empresas contam com isso. Contabilizam eventuais perdas com ações indenizatórias repassando esses "custos" a todos os clientes. E o serviço continua uma merda.

Desculpe-me, cara, mas você está invertendo o processo. Não é a Lei de defesa do consumidor, ou o próprio consumidor que têm que considerar a situação das empresas, as dificuldades com mão de obra e feedback dos clientes.

Basta que as empresas, grandes ou pequenas, simplesmente:

1. CUMPRAM PRAZOS;

2. Informem os clientes em sentido amplo, seja em relação aos produtos e serviços comercializados, seja em relação a eventuais defeitos e problemas (ex. se algo der errado e o consumidor quiser, o dinheiro pago deve ser devolvido imediatamente, sem discussões, com muitas desculpas e, no mínimo, um brinde);

3. Prestem serviços e/ou vendam produtos com qualidade, que cumpram suas promessas de propaganda, ou seja, que atendam às expectativas dos clientes;

4. Que tenham BOA-FÉ nos contratos que assumem, e no trato geral com os clientes.

É simples assim, mas em regra não acontece. E nós consumidores temos que "enxergar o lado" das empresas?

Eu como brasileiro pago caríssimo (mais caro do mundo) por ligações telefônicas e "acesso à internet" e me afundo num mar de interrupções, falta de conectividade e lentidão e tenho que "entender as empresas"?

Cara, não é assim que mudaremos nossa patética situação de explorados por espertalhões.

Abraço

makumbator
Veterano
# nov/12
· votar


vintagentleman
Aqui você citou empresas enormes e algumas delas geram IMENSOS problemas pelos PÉSSIMOS serviços que prestam, sendo campeãs em reclamações.

A maioria absoluta das pessoas "deixa quieto" e muitas empresas contam com isso. Contabilizam eventuais perdas com ações indenizatórias repassando esses "custos" a todos os clientes. E o serviço continua uma merda.


É exatamente minha impressão. Acho que o atendimento não é fruto de treinamento ruim ou dificuldade logística, e sim decisão consciente das empresas para lucrar mais contando com a inércia da maioria dos consumidores, morosidade da justiça comum além de liminares e outros recursos administrativos para postergar o pagamento de multas de agências reguladoras(no caso de empresas sujeitas a regulação estatal).

MauricioBahia
Moderador
# nov/12 · Editado por: MauricioBahia
· votar


Eu já falei aqui um montão de vezes sobre a falta de um sistema eficiente e presente de Pós Venda ou SAC. Lembro que uma vez comprei um pedal, na época muito famosos e cobiçado (muito caro por sinal), e o telefone deles caia na secretária eletrônica. Eu tive que ligar pra uma loja de instrumentos musicais que pesquisei, muito próxima da fábrica pra tentar saber se algo tinha ocorrido com a empresa. O cara da loja me ajudou bastante até. Eu só queria o manual em PDF pois no produto que comprei faltavam algumas páginas e logo as que ensinavam como programar o pedal. O resultado foi que gastei telefone pra outro Estado e nunca fui respondido sobre isso. Graças a um usuário do FCC consegui o manual em PDF.

E esse não foi o único caso na minha vida, hehe. Realmente a gente se sente jogado pra escanteio, um lixo, largado, desconsiderado, enganado, etc. É a coisa que mais me chateia.

Enfim, falta de Pós Venda/Sac preparados mesmos nas mega empresas; é uma realidade aqui do nosso País, mas está melhorando, por incrível que pareça!!!

Abs

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Minha experiencia coma walczak: problemas e mais problemas.