Trio sonata (Oferenda Musical) de Bach - com guitarras (Makumbator & Die Kunst der Fuge)

Autor Mensagem
Die Kunst der Fuge
Veterano
# jun/11
· votar


makumbator
Sim, seria uma possibilidade(inclusive, no original os timbres são mais diversos, uma vez que é uma flauta e violino). O problema é que acho que tanto eu quanto o root acabamos indo naturalmente para timbres parecidos...hehehe!


Curiosamente a gente usou o "mesmo" pedal.

Só que o seu é um Pro Drive e o meu um GDI, né? :P

makumbator
Veterano
# jun/11 · Editado por: makumbator
· votar


Die Kunst der Fuge


Curiosamente a gente usou o "mesmo" pedal.

Só que o seu é um Pro Drive e o meu um GDI, né? :P


Sim! Hhsahsa! Isso com certeza conspirou para que eles ficassem parecidos. Apesar que para as caixas virtuais vc usou Recabinet e eu amplitube 3 (além das diferenças óbvias de instrumento e captação)

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jun/11
· votar


makumbator
Apesar que para as caixas virtuais vc usou Recabinet e eu amplitube 3 (além das diferenças óbvias de instrumento e captação)

É verdade!

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


Só um último.

AnaClara
Veterano
# jul/11
· votar


Nossa! :')

Que lindo o trabalho de voces. Fiquei emocionada. Ficou muito lindo mesmo, ficou perfeito.

Foi de arrepiar. Serio. hauhauha

Parabens aos dois! \o/

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


Uhul, vale!

AnaClara

Brigadão, querida!
Você não sabe o quanto eu fico feliz com esse seu comentário :)

AnaClara
Veterano
# jul/11
· votar


Die Kunst der Fuge

Eu fico feliz de poder comentar. hauah E to falando serio. :)

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


AnaClara

Agradeço também de minha parte, pela senhorita ter ouvido, comentado e gostado tanto!

Valeu!

Drive30
Veterano
# jul/11 · Editado por: Drive30
· votar


makumbator
Die Kunst der Fuge

Caceta , tinha visto já mas achei que tinha comentado, como fui relapso, então agora vai:

Cara, precisa melhorar uns vibratos ai... (brincadeira)

Isso ai foi o melhor material já gravado aqui no FCC que eu já vi.

Só para entendimento, flauta e violino viraram 2 guitarras e o contínuo original virou o que? contrabaixo ou cravo? nao entendi. No original o continuo é tocado com cravo certo? Nem sabia que continuo poderia ser improvisado segundo notação barroca, isso na musica erudita é tido como sacrilégio e blasfêmia hehe, interessante, pra mim continuo era mais para definir a notação - achava que tinha haver com baixo continuo que era um mero termo musical para definir notas mais graves que sustentam uma composição.

Eu não tenho nem palavras para descrever a obra de vocês , o contraponto é um recurso musical belissimo, dá para notar perfeitamente as 2 guitarras independentes sendo que de vez em quando elas se 'encontram' quando atingem alguma nota em comum ou intervalo harmonico . Isso ai merecia um premio em particular , quem sabe um dia não me convido a participar tambem . hehe (quem dera).

Edit: Dá proxima vez grava um alegrozinho, ou um presto (hehe) queria ver uma fritacaozinha nesse estilo. hehe.

Sammuka
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
Die Kunst der Fuge

Parabéns...ficou muito bom.

É ouvindo isto que me faz motivar ainda mais em iniciar um estudo sério em contraponto.

O livro de Contraponto do Prof. Tragtenberg é muito bom, pena que está esgotada a edição e dificilmente se encontra para comprar.

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


Drive30

Isso ai foi o melhor material já gravado aqui no FCC que eu já vi.

Obrigado! Não é para tanto, mas agradeço o elogio!



Só para entendimento, flauta e violino viraram 2 guitarras e o contínuo original virou o que? contrabaixo ou cravo? nao entendi. No original o continuo é tocado com cravo certo?

Flauta e violino viraram as 2 guitarras, e o contínuo permaneceu inalterado, como contínuo barroco mesmo.

No original o contínuo pode ser tocado com cravo apenas, ou cravo e cello, cravo e tiorba, só um alaúde e viola da gamba, cravo e contrabaixo, órgão, fagote e cello, etc...

Em suma, o contínuo é uma função harmônico-rítmica de acompanhamento, e não pressupõe nenhum instrumento específico a priori. Pode-se usar o que estiver disponível(era uma verdadeira salada, pois dependia dos músicos e instrumentos disponíveis para a ocasião musical).

Mas é recomendável que um deles seja harmônico(para realizar os acordes), e costumava-se incluir um instrumento grave para fazer a linha do baixo. Mas não era obrigatório o extra no grave quando havia um instrumento de teclas já fazendo o baixo em uma das mãos.

O mais comum era a dupla cravo e cello, ou o cravo sozinho. Mas em conjuntos maiores, usava-se costumeiramente vários instrumentos diferentes no contínuo.

Apenas em obras marcadas como "obbligato" é que se tornava imperativo ter determinado instrumento. Um exemplo é a sonata para flauta e cravo obbligato BWV 1030 do J.S. Bach. Nessa peça o contínuo já é todo escrito direto para o cravo(não há cifra barroca para improvisar).

Nesse caso é obrigatório ter o cravo no contínuo, mas pode-se também incluir outros para complementar e engrossar o grave, desde que o cravo não seja suprimido da formação.

quem sabe um dia não me convido a participar tambem . hehe (quem dera).

Ué, considere-se convidado para a gente fazer alguma coisa nessa linha no futuro. Adoro música feita com a contribuição de outras pessoas.

Dá proxima vez grava um alegrozinho, ou um presto (hehe) queria ver uma fritacaozinha nesse estilo. hehe.

Sim! Tenho umas "rapidinhas" na fila para serem feitas.


Mais uma vez obrigado pelas palavras!

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11 · Editado por: Die Kunst der Fuge
· votar


AnaClara
Eu fico feliz de poder comentar. hauah E to falando serio. :)

Ahaha você é foda :D

Drive30

Brigadão cara! Fico muito feliz com seu comentário.

Isso ai merecia um premio em particular

Podiam devolver meu troféu :P

Nem sabia que continuo poderia ser improvisado segundo notação barroca, isso na musica erudita é tido como sacrilégio e blasfêmia

Na música erudita não, mas na visão que as pessoas têm de música erudita.

Dá proxima vez grava um alegrozinho, ou um presto (hehe) queria ver uma fritacaozinha nesse estilo.

A fuga canônica da Oferenda Musical era uma boa pra isso, hein.

Sammuka

Valeu, rapá!
E estude contraponto sim!
E faça músicas polifônicas!
Cê toca o que?

makumbator
Ué, considere-se convidado para a gente fazer alguma coisa nessa linha no futuro. Adoro música feita com a contribuição de outras pessoas.

Bora arrumar mais um e gravar o concerto pra 4 violinos em Si Menor do Vivaldi.



Drive30
Veterano
# jul/11 · Editado por: Drive30
· votar


Die Kunst der Fuge

Bora arrumar mais um e gravar o concerto pra 4 violinos em Si Menor do Vivaldi.

Poxa eu topo participar, se é que me permitem . Mas eu tenho só 1 pequeno problema, eu consigo ler partitura, mas de uma forma bem lenta, para eu gravar algo assim , ainda se for extenso , vai demorar muita coisa, pois eu vou ter que transcrever para tab, o ideal era já ter uma tab pronta, hehehe.

Edit: em tempo, será que tem programa que 'converte' partitura em tab?

makumbator
Veterano
# jul/11 · Editado por: makumbator
· votar


Die Kunst der Fuge

Podiam devolver meu troféu :P


Hsahsah! Fez batota, e seu troféu foi caçado. Agora só com liminar...hsahashsha!

Drive30
Mas eu tenho só 1 pequeno problema, eu consigo ler partitura, mas de uma forma bem lenta, para eu gravar algo assim , ainda se for extenso

Concertos do Vivaldi são em geral curtos.


em tempo, será que tem programa que 'converte' partitura em tab?

Caso vc queira mesmo, eu passo para tab pra ti. Mas fica uma tab mais geral, aí vc muda a digitação depois conforme sua vontade.

Nem sabia que continuo poderia ser improvisado segundo notação barroca, isso na musica erudita é tido como sacrilégio e blasfêmia

No barroco, a improvisação tinha quase a mesma importância que a composição(quem não improvisa e compunha, não era considerado músico). O problema é que sem gravações, ficaram apenas as composições. Era comum encontros para improvisar(o equivalente a uma jam session). Apreciava-se muito também os jogos musicais(como os enigmas de contraponto da Oferenda musical)

Imagine que não houvesse gravação na era de ouro do jazz. Seria um caso análogo. Não poderíamos curtir a habilidade de improvisação dos jazzistas mais antigos.


Die Kunst der Fuge

Adoraria fazer o de 4 violinos! Mas se a gente não achar mais um executante, podemos pensar em alguma obra curta, também allegro e para 3 instrumentos solistas. Talvez Vivaldi mesmo, concerto com ele é que não falta.

Sammuka

É ouvindo isto que me faz motivar ainda mais em iniciar um estudo sério em contraponto.

O livro de Contraponto do Prof. Tragtenberg é muito bom, pena que está esgotada a edição e dificilmente se encontra para comprar.


Legal que te incentivou! Realmente o livro do Tragtenberg é ótimo(e bem atual). Mas acho que agora só procurando em sebos. Talvez com a Edusp(que é a editora), possa ser encontradas sobras de edição.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11 · Editado por: Die Kunst der Fuge
· votar


Drive30

Eu leio bem devagar também, cara, mas a gente faria um prazo amigo.

Enfim, o makumba já disse que faz a tab, só que eu acho complicado de pegar o ritmo de ouvido nesse meio de coisas, hein, mas você que sabe... Se bem que tem tab com notação de rítmica também.

makumbator

Ah, acho que é fácil achar mais um executante por aqui...

Mas se for o caso, saca o Allegro do Concerto di Dresda pra Violino, cordas e baixo contínuo, RV 319:



O intro fugata daria pra fazer com 3 guitarras, cada uma pegando uma das vozes agudas iniciais e você pegaria o baixo também, se não se importar.

Depois, durante o concerto, existe uma espécie de "verso", que aparece 3 vezes, acho que daria pra dividir cada um destes versos pra uma das guitarras.

Tive essa idéia aqui agora, mas talvez você tenha uma sugestão melhor!

Se for pegar do Vivaldi, cuidado pra não pegar um que ele esteja com os diabos e saia descendo os arpeggios loucamente, lembre-se que eu não sou virtuoso não auhauhahau.

Sammuka
Veterano
# jul/11
· votar


Die Kunst der Fuge

Oi

Então...eu toco contra-baixo e violão. Atualmente estou só com um baixolão memphis meia-boca e um violão Crafter SCT-280 EQ (faz 15 anos que tenho este violão, é meu xodó....). .

makumbator

Toco de ouvido e não sou profissional. Eu já passei dos 30 e começei a retomar um estudo um pouco mais sério em cima de harmonia tradicional (com o famoso curso condensado do Paul Hindemith...).

Só que aí não deu para fazer auto-didata não...Estou seguindo com um professor de música sério (aí que a gente descobre o monte de vícios e falso conhecimento que se passa por aí...!)....

Mas o negócio é apaixonante, apesar de díficil...

Drive30

Eu também não consigo ler de primeira vista para execução.....

Mas quando sé lê para estudo do que o compositar fez, fica mais interessante. Quando comecei a estudar a leitura nas claves de Fá e Sol ao mesmo tempo e tentando ver as relações harmônicas, células ritmícas e caminhos que as vozes seguem a coisa ficou mais emocionante. Agora para execução se exige bastante (aí tem que entrar o metrônomo..não tem jeito!)...

Apesar que sempre tive comigo que a coisa sempre é tentar primeira solfejar com os ta-ta-ta e enxergando as notas como palavras....Alguém com mais experiência poderia passar mais conhecimento/dica nisto?

Acredito que tab funciona bem em músicas populares onde vc conhece bem a melodia e tem aquilo apenas como um rascunho ou caminho para tirar a música rapidamente. Porém, como disse, vc perde toda a beleza do caminho das vozes, relações harmônicas, figuras de ritmo, andamento, etc...que só uma partitura te mostra.

makumbator
Veterano
# jul/11 · Editado por: makumbator
· votar


Drive30

Como o Die Kunst der Fuge comentou, é material com prazo bem relax. É para estudar, curtir e gravar quando se estiver pronto. Sem stress!


Sammuka

Legal! Além de também ser baixista, estamos na mesma faixa de idade. Cara, eu amo contrabaixo(o elétrico e o acústico são meus instrumentos principais, apesar de curtir e tocar guitarra também).

Eu também não consigo ler de primeira vista para execução.....

Leitura é mera repetição aliada à necessidade. Com a prática a gente passa a ler em primeira vista com uma qualidade razoável. Mas não pode ficar sem praticar, senão a habilidade cai.

Estou seguindo com um professor de música sério (aí que a gente descobre o monte de vícios e falso conhecimento que se passa por aí...!)....

Muito bom! Com um professor + estudo teórico + aplicação na prática do que se estudou, você terá um ganho incrível em algum tempo. E conhecimento nunca é demais.

Além do Tragtenberg, há os outros tradicionais da área do contraponto:

Fux, Schoenberg, Paulo Silva, etc...

Se o livro do Tragtenberg não fosse tão gigante, eu até escaneava para disponibilizar(afinal, está esgotado há algum tempo). Mas são 267 páginas...hashsahsah!

Um interessante, pequeno e suscinto, que também recomendo, é o:

Contraponto Modal - manual prático
Any Raquel Carvalho
editora Sagra Luzzato


Mas também está esgotado...

Drive30
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator

Beleza, bom se precisar de mais uma guitarra para esse novo projeto tamos ai. O ideal era ter a peça em guitar pro, hehehe.

Thiago Teixeira
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
Die Kunst der Fuge

A gravação ficou muito boa, gostei muito mesmo,parabéns aos dois!

Algum de vocês já gravou a BWV1007?
É a que eu mais curto do Bach, acho muito foda!
Abraços.

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


Thiago Teixeira

A gravação ficou muito boa, gostei muito mesmo,parabéns aos dois!

Muito obrigado!

Algum de vocês já gravou a BWV1007?

Pelo menos eu, infelizmente não! É que no caso do Bach, é tudo tão legal que é até difícil escolher! Hhehehe!


Drive30
Beleza, bom se precisar de mais uma guitarra para esse novo projeto tamos ai.

Ok. Entraremos em contato!

O ideal era ter a peça em guitar pro, hehehe.

Para te facilitar, eu jogo a partitura no guitar pro após montar ela no Sobelius 6. Aí já cria uma tab "automática".

Die Kunst der Fuge

Tive essa idéia aqui agora, mas talvez você tenha uma sugestão melhor!


Pode ser também! Vou dar uma checada no material que tenho do Vivaldi e te falo. Vc pode fazer o mesmo. Aí a gente decide!

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


Sammuka
Então...eu toco contra-baixo e violão. Atualmente estou só com um baixolão memphis meia-boca e um violão Crafter SCT-280 EQ (faz 15 anos que tenho este violão, é meu xodó....)..


Que legal!
Poxa, você podia participar das Jams do fórum de violão, são bem divertidas, além de um ótimo exercício de criatividade.


makumbator

Eu não achei esse do Lívio nem pra baixar, o que eu li foi o do Fux mesmo. E o artigo da Wikipédia em inglês, é bem sintético e cita fontes.



Drive30
Beleza, bom se precisar de mais uma guitarra para esse novo projeto tamos ai.

Estamos contando contigo!

Thiago Teixeira
A gravação ficou muito boa, gostei muito mesmo,parabéns aos dois!


Brigadão!!!

Algum de vocês já gravou a BWV1007?

Essa peça me faz lembrar que eu comprei um violoncelo há 2 anos e ainda não toco nada além de escalas, e isso sem ir no espelho...

makumbator
Pode ser também! Vou dar uma checada no material que tenho do Vivaldi e te falo. Vc pode fazer o mesmo. Aí a gente decide!

Ok!
Mas não precisa ser Vivaldi, se tu tiver algum concerto bom de outro cara maneiro que seja pra 3 instrumentos solistas (ou 4 e a gente arruma mais um), pode servir também...

makumbator
Veterano
# jul/11 · Editado por: makumbator
· votar


Die Kunst der Fuge

Mas não precisa ser Vivaldi, se tu tiver algum concerto bom de outro cara maneiro que seja pra 3 instrumentos solistas (ou 4 e a gente arruma mais um), pode servir também...


Lembrei do Canon do Pachebel! São 3 vozes solistas(3 violinos). Não é muito virtuosítico e nem lento. Já tenho inclusive uma base montada por mim com cravo. Eu posso gravar o contrabaixo acústico com arco para dar peso na mesma.

Tenho até as partes solo já separadas e tudo o mais. O que acham?

Lembrando que NÃO é versão Canon rock! É o original do Pachebel, sem powerchords e outras viadagens.

Topam?

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator

Ahaha quando eu postei:

se tu tiver algum concerto bom de outro cara maneiro que seja pra 3 instrumentos solistas

Lembrei que você tinha dito que tinha feito essa versão, em dos seus tópicos de gravação.

Tenho até as partes solo já separadas e tudo o mais. O que acham?

Eu topo!!

Lembrando que NÃO é versão Canon rock!

Grazadeus!

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


Die Kunst der Fuge
Drive30

O legal é que não há um solo mais importante que outros,pois os 3 são iguais(apenas estão defasados no tempo em contraponto). Eu posso fazer o solo 1 (como falei, não é o mais importante, e sim apenas o primeiro a entrar).

Vamos esperar o Drive30 aparecer e ver o que ele acha.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
os 3 são iguais(apenas estão defasados no tempo em contraponto)

É o próprio conceito de cânone, né?

Eu posso fazer o solo 1 (como falei, não é o mais importante, e sim apenas o primeiro a entrar).

Mentira! Você quer é aparecer mais!!

Brincadeira :)

É bom você fazer a primeira mesmo, pois você é o que tira mais rápido e eu posso tirar minhas dúvidas ouvindo a sua linha :P

Eu posso ficar com a segunda, se o Drive30 não tiver nenhuma objeção.

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


Para o Drive30 sacar a original:


http://www.youtube.com/watch?v=m1DiV15zPN0&feature=related





A partitura original para vcs irem olhando:

http://imslp.org/wiki/Canon_and_Gigue_in_D_major_%28Pachelbel,_Johann% 29#Full_Scores

Depois eu mando uma versão com tab para o Drive e parte separada para o Root.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
Engraçado que as gravações postadas têm uma espécie de prazo de validade pra receber comentários né?

Cadê o Drive30?

makumbator
Veterano
# jul/11
· votar


Die Kunst der Fuge

Engraçado que as gravações postadas têm uma espécie de prazo de validade pra receber comentários né?


ah, mas volta e meio aparece mais um. Eu aceito de bom grado! Hehehh!

Cadê o Drive30?

Vou mandar mp para ele.

Drive30
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
Die Kunst der Fuge

Fala pessoal, sorry , tive uns problemas pessoais ai, bom vamos a gravacao, posso fazer a 3 guitarra sim, sem problemas, conheço essa musica, embora nunca tenha tentado tocar. Legal seria se tivesse isso em guitar pro, com notacao de tempo e tal, hehe. Bom mas manda ai o que tiver , qualquer duvida eu vou entrar em contato.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jul/11
· votar


makumbator
ah, mas volta e meio aparece mais um. Eu aceito de bom grado! Hehehh!


Eu tb ehehe é que a cada UP fica mais difícil.

Drive30

Uhul, demorou então!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Trio sonata (Oferenda Musical) de Bach - com guitarras (Makumbator & Die Kunst der Fuge)