N Zaganin LP Custom + Orange = timbre estranho

Autor Mensagem
pscb
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix

Colega, tua sugestão em pegar uma guitarra de marca em vez de uma de luthier é por a de luthier ter um preço muito alto ou por não ter valor de revenda?

Por exemplo, uma guitarra do Eliezer Lara de mogno com tampo em flamed maple, captação Seymour Duncan, tarraxas Gotoh, ponte Gotoh sai por uns R$4500,00 (ou até um pouco menos, tem que conferir no site os "opcionais").

Claro que será difícil vender, mas uma guitarra desse nível não é para vender. No mais, se existir uma alternativa de guitarra de marca que vença esse preço que citei, seria bom, mas eu não conheço. O mais próximo seria uma Gibson LP Studio que, creio, estar abaixo dum produto top de luthier, esquecendo a idéia de revenda, mas pensando no instrumento em si.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


Costa 85
Olha, eu não tenho dúvidas que por 4,5 mil dá para ter uma boa Gibson. Poxa, isso dá quase 2,5 mil dólares! É bem mais que uma Sudio, mesmo um Standard. Eu não pago isso nunca numa guitarra de luthier porque não vale, acho o preço alto e com certeza, não tem valor de revenda também.
Veja, não sei se é isso mesmo... Mas no seu perfil, vc tem vinte e poucos anos. A sua vida ainda tem muito para se desenvolver e melhorar. Uma guitarra dessas pode ser legal hoje, amanhã pode acontecer de você dispor de grana e ter oportunidade de, por exemplo, uma R9. E aí? Vai vender a de luthier por merreca e passar raiva? Digo isso porque aconteceu comigo.
Minha dica, de quem já teve e tem várias guitarras... Por essa grana, dá para comprar uma bela guitarra, realmente não vale isso. Procure quem possa importar para você. Eu mesmo não compro de lojistas gananciosos nem pago o que eles pedem não. Semana que vem mesmo chaga um novo equipamento.
Abç

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


Costa 85

Rapaz, eu devia era parar de tentar usar lógica para explicar uma realidade que está além da realidade da maioria dos foristas daqui.

O que estou dizendo é que uma guitarra como uma Zaganin ou uma Eliezer Lara, se tiverem o preço convertido para dolar, custam o preço de guitarras custom shop superiores a elas no país de origem, algumas vezes, chegam a ser o preço da guitarra custom + passagens + parte dos impostos.

Isso não seria problema se o produto entregue tivesse a mesma qualidade, mas ainda não vi uma guitarra custom shop aqui, que entregue a qualidade de uma de igual valor nos EUA.

Portanto a meu ver, uma guitarra custom shop aqui, se justifica quando você precisa de um instrumento bem personalizado. Por exemplo essas Zaganin do André Christovam, você não vai chegar e achar uma Fender Custom Shop igual a elas, são 100% personalizadas, inclusive a construção. Se você for na casa dele, ao menos até uns anos atrás, (quando ele começou a usar Zaganin), ele tinha lá Fenders e Gibsons (tanto vintage quanto custom shop), porque seria bobagem pagar o que o Zaganin pede num instrumento desses para ter a cópia de um que se ele for comprar nos EUA, vai pagar o mesmo preço e levar um instrumento melhor.

Todavia se ele chegar lá na Fender Custom Shop, na Pensa Custom Guitars ou na Suhr para fazer um instrumento todo customizado, ele vai gastar mais dinheiro do que ele poderia pagar e ainda enfrentar uma puta fila de espera e ainda ter a possibilidade de não ter o instrumento do jeito que quer, já que a maioria desses caras, trabalham com customizações de modelos que eles já criaram, raramente abrindo para criar modelos novos.

E citei essas marcas porque ele é amigo do John Suhr e do Rudy Pensa há mais de 30 anos, inclusive a 335 1964 que ele fala no video foi presente do Rudy Pensa para ele, ele também é amigo do John English e outros master builders da Fender Custom Shop.

Então se ele precisa de um instrumento 100% customizado, a melhor opção vai ser o Zaganin e mais meia dúzias de luthiers nacionais mesmo, pois vão entregar o instrumento de acordo com o que ele especificar. É só ver que as duas guitarras que ele mostrou não tem nada haver com as Zaganin padrão, são duas semi-solidas, uma com braço inteiriço e a outra com braço aparafusado, feita em combinações de madeiras diferentes, com um tipo de madeira de idade e tratamento totalmente diferente. É olhar que a camada de verniz nitro nas guitarras dele é virtualmente nenhuma, especialmente a segunda guitarra.

Enfim, são instrumentos que não existem outro igual no mundo inteiro.

Nesse caso de se ter um instrumento todo customizado eu acho que não tem pra onde, os preços das custom shop nacionais são imbatíveis. Mas pagar 7500-9000 reais por uma cópia de uma guitarra que por menos que isso eu trago melhor dos USA???

Nem em sonho. Como eu fiz as contas no outro tópico com 11 mil reais você vai pra Orlando ou Miami, compra uma Gibson R8 (que é melhor que as Zaganin), passa 1 fim de semana passeando, volta e paga o imposto. Porque eu daria 9000 numa Zaganin se por 9000 reais eu trago uma R8 VOS???

Entendeu o que eu quis dizer, se você não vai customizar bastante o instrumento, não vale a pena comprar em custom shop nacional do nível do Zaganin, sai mais barato guardar o dinheiro, economizar mais uns trocados e ir comprar nos USA.

Por exemplo, numa viagem dessas você pega fácil uma Fender Custom Classic ou uma Les Paul Standard fácil e ainda sobra troco pra comprar metade de um Vox Night Train, logo a menos que eu fosse comprar uma Eliezer Lara toda customizada a meu gosto, eu não veria motivo para comprar uma cópia aqui.

Eu dou o meu próprio exemplo. Eu sempre quis ter uma Telecaster de Mogno (ou Walnut) e o braço em grumixava com elétrica premium e captação top, se eu for lá nos EUA, uma dessas me custaria um rim e um figado, mas mandando o Seizi Tagima fazer, me custa o preço de uma Fender das tops, obvio que pra mim saiu mais vantajoso fazer aqui, porque saiu do jeito que eu queria.

Mas não seria vantajoso caso eu quisesse uma Telecaster normal como as que a Fender faz.

MauricioBahia
Moderador
# mar/10
· votar


Sobre o timbre do vídeo do post inicial...

Eu nunca deixaria um vídeo desses ser postado para o público. Na minha humilde opinião, a Two Tone vacilou. Tenho absoluta certeza de que, com um pouco mais de dedicação, o vídeo seria gravado com uma qualidade 100x melhor.

Sobre o preço das guitarras, eu não entro no mérito, pois acho que compra quem quer.

Abs

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


MMI
Minha dica, de quem já teve e tem várias guitarras... Por essa grana, dá para comprar uma bela guitarra, realmente não vale isso. Procure quem possa importar para você. Eu mesmo não compro de lojistas gananciosos nem pago o que eles pedem não.

Isso é uma grande verdade, por exemplo, se você pegar o preço de uma Gibson R8 comprada em um lojista que comprou da importadora oficial, você paga fácil de 18 a 20 mil reais. Se você pega de um lojista que importou direto, vai pagar de 14 a 16mil reais. Se você pegar e for lá comprar, traz por pouco mais de 11mil, e mesmo que use os serviços de um "comprador profissional", ainda pagaria menos de 12mil reais.

Olha aí a diferença de preço, uma guitarra de 20 mil reais que você com 11500 compra e ainda vai passar um fim de semana na Disney ou tomar umas tequilas em Palm Springs ou passear no Central Park.

O mesmo dá pra fazer com guitarras mais baratas, com o preço de uma Les Paul Standard nova no Brasil você paga a passagem de ir pro EUA, compra a guitarra, paga os 50% de imposto na volta, e ainda sobra por baixo uns 1500 reais pra comprar outras besteiras ou trazer uma Les Paul Studio Faded (sem sobrar pro imposto) ou ainda um Vox AC-15 ou Fender Blues Jr com o respectivo dinheiro do imposto (presumindo que você gaste lá os 500 dolares com bugingaga, já que se não gastar dá pra trazer o amp sem importo e cobrir boa parte do valor dema Studio Faded dessas, pagando bem menos imposto).


Por isso que eu digo pra esse pessoal, que não vale a pena comprar guitarra de luthier se você não for personalizar a mesma.

A outra vantagem é que a se ele trouxer esse equipamento e vender a preço de usado aqui, dá pra ele fazer a viagem toda de novo e ainda ir com pelo menos 2000 reais a mais. Já que você pagaria 6700 reais numa Les Paul Standard que venderia fácil por 7500 reais, além de que um Blues Junior usado fica na faixa de 2500 e um Vox fica um pouco acima disso. A Studio sairia por 4500 a 5000.

Faz as contas tu foi gastou pouco mais de 10mil em instrumentos e na volta vendeu tudo por pelo menos 2mil a mais que gastou.

MauricioBahia
Moderador
# mar/10 · Editado por: MauricioBahia
· votar


nichendrix: Olha aí a diferença de preço, uma guitarra de 20 mil reais que você com 11500 compra e ainda vai passar um fim de semana na Disney ou tomar umas tequilas em Palm Springs ou passear no Central Park.

Concordo plenamente! O "negócio da China", é garimpar.

Abs

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


MauricioBahia

Pra tu ver o tamanho da diferença, o que separa a Les Paul 1958 VOS da Les Paul Standard nos EUA é aproximadamente 1100-1200 dolares, aproximadamente 2000 reais de diferença, as vezes um pouco mais ou um pouco menos dependendo da promoção nas lojas de lá. Aqui a diferença é na casa de 7000 reais. Porque a R8 vai ser mais de 16000 e a Standard 9500 numa revenda autorizada, e mesmo nas revendas "não autorizadas", como as Two Tones, Krokodilles e Soul Shines da vida, uma é 7500 (usada) e a outra 14500.

Já tu importando direto uma sai por 6750 e a outra por 9900.

pscb
Veterano
# mar/10 · Editado por: pscb
· votar


MMI

Uma guitarra dessas pode ser legal hoje, amanhã pode acontecer de você dispor de grana e ter oportunidade de, por exemplo, uma R9. E aí? Vai vender a de luthier por merreca e passar raiva? Digo isso porque aconteceu comigo.

Agradeço pelas idéias apresentadas. Sou músico (de quarto) desde os 11 anos (1997), mas de equipamento eu entendo pouco, pois é recente meu estudo no assunto. Em guitarra, menos ainda, pois comecei com violão clássico e baixo.

Sobre comprar uma de luthier e, no futuro, conseguir uma melhor, eu acho impossível vender a de luthier. Então, vamos para uma parte avançada: comprar uma guitarra para a vida toda e de marca. A compra seria nos Estados Unidos. Vou fazer o cálculo para ver a viabilidade, com valores nos dias de hoje (eu moro em Porto Alegre):

* Passagem para tirar visto americano em São Paulo: R$440,00
* Hotel Formule1 por uma noite: R$99,00
* Táxis durante estadia em São Paulo: R$180,00 (aeroporto de Guarulhos é longe, mais trechos na cidade)
* Taxa para solicitar o visto: R$235,00 (aproximado em reais)
* Passagem ida/volta para Miami: R$2.670,00 (TAM em julho saindo de Porto Alegre)
* Hotel em Miami por 3 noites (pouco tempo, mas talvez suficiente): R$270,00 (hotel barato próximo ao aeroporto)
* Táxi em Miami: vamos chutar R$200,00

Tudo isso custaria: R$4.094,00

Agora vamos à guitarra em si (não sei de lojas em Miami, mas vou usar a GuitarCenter só como base de preço, transformando em reais):

* Gibson Custom 1960 Les Paul Reissue: R$10.800,00
* PRS 59/09 Experience Run: R$8.140,00
* Fender Custom Shop 1955 Stratocaster® Relic® 2TSB LTD: R$10.080,00

Agora, umas mais "simples":

* Gibson Les Paul Standard: R$3.940,00
* Gibson Les Paul Custom: R$7.000,00

Considerando que as primeiras que eu citei eu não compraria por não precisar de tanta guitarra assim, consideremos que eu me satisfaça com uma Gibson Les Paul Custom.
Somando o preço da GuitarCenter mais 60% de imposto pelo excesso de US$500,00 com o preço da viagem nós temos: R$4094,00 (viagem) + guitarra (R$7000,00) + imposto no aeroporto (R$3672,00) = R$14.766,00

Na Made In Brazil, essa guitarra custa R$15.000,00.

Conclusão: Quem mora em Porto Alegre precisa comprar uma guitarra melhor do que a Gibson Les Paul Custom para valer a pena ir aos Estados Unidos apenas para comprar uma guitarra. Estamos falando de uma viagem só para isso, sem intenção de gastar um pouco mais e tirar umas férias na Florida.

Considerando apenas o valor da viagem (R$4.094,00), eu posso pegar no Brasil: várias LTDs top das standard, Tagimas custom ou signature, strato N Zaganin de cedro, Eliezer Lara classic 1 com tudo top.

Soluções: esperar uma viagem de trabalho aos Estados Unidos; comprar uma guitarra top em uma viagem de lazer a qualquer país com preços melhores (já fui à Colômbia e à Venezuela, países com taxas de câmbio atraentes, mas na época eu era contente com meu violão Eagle e perdi a oportunidade); comprar uma de luthier no Brasil e casar com ela; comprar LTD ou Tagima das melhores; esperar que os preços no Brasil caiam um dia.

Obs.: todos preços de dólares para reais eu converti com o dólar a R$1,80 (última cotação).

Abraços

pscb
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix
Nesse caso de se ter um instrumento todo customizado eu acho que não tem pra onde, os preços das custom shop nacionais são imbatíveis. Mas pagar 7500-9000 reais por uma cópia de uma guitarra que por menos que isso eu trago melhor dos USA???

Meu cálculo chegou a quase R$15.000,00 no post acima para trazer uma Gibson LP Custom, que talvez seja no nível das LP do N Zaganin.

Se conseguirmos outro cálculo, ótimo. Quem mora em São Paulo, Rio ou Recife não precisa viajar para tirar visto americano. Quem mora em Manaus consegue passagem mais barata pela proximidade. No meu caso (por morar no Rio Grande do Sul), já pensei em ir a Buenos Aires ou Montevideo para ver o que tem por lá, mas os preços não são tão atraentes e a variedade não é grande coisa. Meu vacilo foi não olhar as lojas em Bogotá e em Caracas como citei no outro post, mas não sei sobre lojas nessas cidades.

makumbator
Veterano
# mar/10
· votar


Costa 85

Só uma pequena correção nas suas contas, o imposto cobrado para viajantes é de 50%, e não 60% como em encomendas via correios ou transportadoras internacionais.

Caso vc ainda não tenha passaporte, teria que incluir o preço do primeiro, que fica em R$ 150 e uns quebrados.

pscb
Veterano
# mar/10
· votar


makumbator

Obrigado pela correção.

Passaporte é outra despesa alta, mas já tenho o novo há um ano e meio.

De qualquer forma, esse cálculo me mostrou que para tocar no quarto eu não preciso atravessar o continente. O jeito é garimpar o que temos aqui.

masc073
Veterano
# mar/10 · Editado por: masc073
· votar


É, mais mesmo ele colocando 50%, o total calculado ainda assim ficaria em R$ 14250. Ou seja, não faz tanta diferença nos cálculos.

Sempre achei que não vale à pena fazer uma cópia igual a Fender ou Gibson. Quer Fender ou Gibson? Vá de Fender ou Gibson!

O legal da NZaganin são os detalhes, como é o caso das Telecaster deles. O tampo de flamed maple mesmo foi uma sacada muito legal da NZaganin. Não tem equivalente Fender a isto. Acho que vale o mesmo raciocínio quando falamos em outros modelos. Fazer uma guitarra com braço em pau marfim trigado mesmo é outra coisa que só se consegue aqui no Brasil. É uma ótima oportunidade de explorar as madeiras nacionais. Mas se for fazer cópia de Fender, cópia de Gibson, melhor ir das originais. Eu vi uma Explorer que o cara mandou fazer no qual eles instalaram 2 caps duplos e dois captadores single de tele. Grande criação. É essa a onda!

Abraços.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


Costa 85

Eu já tive muitas guitarras, quase todas eu comprei sem nenhuma intenção de um dia vender. Acontece que uma hora eu vi que aquilo não era axatamente o que eu queria, que tinha melhores, problemas de espaço... Acabaram sendo trocadas. Nisso aprendi a duras penas que como casamento, na hora que você assina, acha que é para sempre, mas nem sempre é assim. E com guitarra é muito mais fácil.
Sua conta está corretíssima, mas não é a única. Você pode comprar por importadores não oficiais, mas que fazem tudo direito, como o Dodo Audrin, por exemplo, traz tudo legalmente, com garantia e nota fiscal. Dá para comprar pela internet, aí é o preço da guitarra+frete+impostos de 60% sobre tudo. Se tiver um amigo brasileiro que traga para você é o preço+tax, mas você paga 50% de imposto do que passar de 500 dólares. Se comprar de um importador que não faz a papelada toda, paga muito menos. Se tiver um amigo que com residência (permanência) americana, só paga o preço da guitarra. Mas, como o Bahia disse, melhor não discutir preço. Eu acho que uma Gibson R8 não vale 16 mil reais nem uma de luthier vale de 4,5 a 9 mil reais, nunca, mas é minha opinião. Essas opções que eu te falei são algumas opções sem atravessar o continente, na verdade, opções sem tirar a bunda da cadeira do seu quarto. Tem outras. Se você acha que vale, boa sorte.

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


Costa 85

Tua conta, a priori está certa, mas vamos lá às minhas observações.

Tudo isso custaria: R$4.094,00

Cara, tu gasta muito, dá pra pegar passagem ida e volta de POA pra Congonhas por pouco mais de 300 reais, se tu for bom de perguntas, tu não paga taxi, anda de metrô e dificilmente vai pagar tudo isso pra obter o visto.

Um ponto a se considerar é que o visto de turista tem validade de até 10 anos.

Sobre os gastos durante a viagem, eu olhei agora na TAM Viagens, se tu comprar por exemplo a passagem para setembro, tu pega as passagens e 4 dias de hotel por 2700 reais. Pra quem tem programa de milhagens não é raro pegar promoções com pacotes de final de semana por menos que isso e mesmo que não pegue o pacote, pegue só as passagens não é raro pegar na faixa de 1500-1800 pra SP-Miami ou SP-NY, aproveitando que POA-SP sai por 164 reais.

Um outro ponto é que realmente seria um exagero você tirar o visto apenas para comprar guitarra, já que disse o MMI tu tem como trazer ela por pouco mais que o preço de lá sem sair do quarto.

E mesmo uma viagem de 1 final de semana, seria um desperdício tu ir só pra isso, sem nem ao menos aproveitar a cidade. Planeja para ir com a esposa (ou a namorada), ter um final de semana romântico no Central Park, ou em Miami Beach, ou algo do tipo. Miami e NYC tem muito a oferecer mesmo para quem vai passar apenas 3 ou 4 dias.

A guitarra pela metade do preço é só um plus. Não é MMI???

Agora vamos à guitarra em si (não sei de lojas em Miami, mas vou usar a GuitarCenter só como base de preço, transformando em reais):

* Gibson Custom 1960 Les Paul Reissue: R$10.800,00
* PRS 59/09 Experience Run: R$8.140,00
* Fender Custom Shop 1955 Stratocaster® Relic® 2TSB LTD: R$10.080,00

Agora, umas mais "simples":

* Gibson Les Paul Standard: R$3.940,00
* Gibson Les Paul Custom: R$7.000,00


Você reparou que uma R8 é mais barata que uma Les Paul Custom??? E que uma Fender Custom Classic não chega a 2100 dolares???

Acho que o problema é usar R60, PRS ou Heavy Relic como parametro, já que esses estão em um nível que nenhum luthier nacional consegue fazer.

Mas mesmo essas guitarras, você consegue trazer muito mais barato, no Dodô Audrin costumava ter uma R9 por 14mil reais a vista ou 15mil no valor para parcelamento e agora mesmo tem uma Custom 1968 Flame Top por 13mil reais.

Você pegar um instrumento que é 1000 dolares mais caro que uma Les Paul Custom de série, e que custa 2000 reais a menos. Se tu for como o Edalko, que conhece os muambeiros de guitarra, tu compra R8 e R9 por pouco em média de 1500 reais acima do preço da guitarra+imposto.

Todavia ainda acho mais prazeroso pegar uma promoção, fazer uma viagem de lazer, tipo 7 dias em NYC (tava na promoção hoje por 4500 reais na TAM Viagens e ainda assistia o show da Ivete Sangalo heheheheh), conhecia a cidade, passeava, levava a namorada pra uns jantares românticos e ainda trazia uma guitarra de presente pra mim mesmo... hehehhehee

masc073
O legal da NZaganin são os detalhes, como é o caso das Telecaster deles. O tampo de flamed maple mesmo foi uma sacada muito legal da NZaganin. Não tem equivalente Fender a isto.

Cara, na boa, Tele com tampo em Flame Maple foi cópia descarada das Pensa-Suhr (já que antes as duas marcas eram uma só) e da Schecter, já que ambas fazem isso desde os anos 80.

Bigtransa
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix
pegue só as passagens não é raro pegar na faixa de 1500-1800 pra SP-Miami ou SP-NY

Atualmente tá muito barato.... volta e meia aparecem passagens em promocão pela metade desse preço...... já ta compensando viajar até pra comprar uma squier......

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


Bigtransa
Atualmente tá muito barato.... volta e meia aparecem passagens em promocão pela metade desse preço...... já ta compensando viajar até pra comprar uma squier......

A menor que eu vi ultimamente foi por 1100 ida e volta pra NYC, em geral a TAM sempre me manda as newsletter de promoções na faixa de 1500 ida e volta.

Agora eu to numa luta pra ir pro Canadá, pq agora no meio do só encontrei promoção pra ida e não pra volta (aí pego a ida bem baratinho, mas a volta vem arrancando o couro das costas heheheh), eu to pra quebrar a viagem, vou pra San Francisco ou NYC numa promoção dessas e lá pego um vôo pro Canada a um preço muito mais em conta.

O foda é que até onde eu entendi a Air Canada, por conta da parceria com a TAM não aceita eu comprar passagem lá pra viajar daqui pra lá e voltar, teria que comprar aqui (que é muito mais caro) ou ir pela TAM até NYC e de lá pra Vancouver pela Air Canadá por conta de uma aliança deles.

Bigtransa
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix
Faz pouco tempo que recebi do submarino um email com uma promoção sp-mia ida e volta por menos de 800 reais..... não conferi pra ver qual era.... só lembrei pq fiquei impressionado....

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


Bigtransa
Faz pouco tempo que recebi do submarino um email com uma promoção sp-mia ida e volta por menos de 800 reais..... não conferi pra ver qual era.... só lembrei pq fiquei impressionado....

Cara, se tu comprar as passagens nos EUA sai por esse preço mesmo, foda que pra comprar tem que ter cartão de lá. Não duvido nada que as operadoras grandes estejam fazendo isso, inclusive o cara que é ou era dono da BRA, foi dono da maior operadora de turismo do brasil, na época era exatamente o que ele fazia, mas quando o dolar foi a 3 reais ele foi à falência.

Enfim, eu vou dar uma procurada, pq se tiver passagem a esse preço pra Seatle, San Francisco ou NYC eu consigo o vôo de lá pra Vancouver bem mais barato.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix
A guitarra pela metade do preço é só um plus. Não é MMI???


Exatamente. Apesar que eu não tenho feito isso, estou programando para este ano, vou ver se rola, de New Oleans até Memphis, conhecer a fábrica da Gibson e a rota do blues. Eu acho que se for para ir sozinho, prefiro comprar de dentro de casa mesmo, mas para ir de patroa sai bem mais caro, mas aí são gastos em lazer que não vem ao caso, vale a pena. Aliás, conheço vários muambeiros que trazem, uns 4 aqui em Sampa e um em Salvador. O Edalko conhece lá na cidade dele. Com certeza, isso tem no país inteiro, é só procurar. E pelo menos os que eu conheço, não é 1500 reais acima do preço da guitarra+imposto, é uma porcentagem sobre o preço da guitarra apenas, sem imposto ou "tax".
Procure direito que vira e mexe aparecem pacotes por menos de mil reais para a gringolândia. Assim como os muambeiros, se procurar acha sim...

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


MMI
é uma porcentagem sobre o preço da guitarra apenas, sem imposto ou "tax"

O grande problema de muamba tax-free é que é roleta russa, tem que conhecer o muambeiro em questão, e o 1500 eu botei 15% em cima, já que é o que eu vejo sempre cobrarem, de 10 a 20% do valor da guitarra.

Se sair da legalidade e entrar nos "esquemas" as possibilidades são muitas.

Agora quem não quer viajar pros USA e quer guitarra barata, o lugar é o Chile, já que a diferença de preço pros EUA é bem pequena. Um amigo meu trouxe um Vox AC-15 de lá pelo equivalente a 600 dolares, seria 100 dolares a mais que pagaria nos EUA.

O muambeiro que o Edalko cponhece tá com uma R8 flame top na cor iced tea pra vender por 8mil... muito linda, pena que 8mil a vista pra mim, agora com viagem programada pra acertar lá o meu curso no Canadá, nem em sonho.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix

Sim, na ilegalidade a confiança é a alma do negócio. Os que citei são assim. Mesmo porque, esses aí só se paga com o produto na mão, antes não. A não ser que seja algo de 5 mil dólares para cima, aí costumam cobrar 50% antes, mas chega com certeza. Aliás, conheço muambeiros que trazem produtos para lojas da Teodoro, anos a fio trazendo coisas sem falhar.

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


MMI
Sim, na ilegalidade a confiança é a alma do negócio. Os que citei são assim. Mesmo porque, esses aí só se paga com o produto na mão, antes não. A não ser que seja algo de 5 mil dólares para cima, aí costumam cobrar 50% antes, mas chega com certeza. Aliás, conheço muambeiros que trazem produtos para lojas da Teodoro, anos a fio trazendo coisas sem falhar.

Rapaz, se ano que vem eu não tivesse indo passar 2 anos fora (garantindo o direito de não pagar imposto na volta), eu até que iria me valer desses caras... hehehehhe... mas já vai ser uma tentação andar lá pelo Canadá sem comprar muita coisa nessa ida agora do meio do ano, vou trazer só coisa pequena, uns Lollar e Lindy Fralin daqui, uns Fulltone, DSL e Subdecay dacolá, mas vai ser osso, pq peguei o canal de umas lojas de Vancouver e Toronto que vendem a preço de USA e uma delas tá com uma R9 Gloss Cherry Sunburst do jeito que eu gosto, tem uma PRS 513 numa cor preto transparente também muito linda.

Mas enfim, tenho que aceitar que o melhor mesmo é me contentar em esperar ano que vem pra ir as compras.

pscb
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix
A guitarra pela metade do preço é só um plus. Não é MMI???

Aí entra um problema. Eu costumo viajar pela América Latina, então não me animaria a trocar uma viagem do meu interesse por uma viagem aos EUA com foco em comprar equipamentos. Claro que conhecer NY deve ser interessante. Já fui a Miami e Orlando há anos. Mas, de certa forma, eu teria que descartar outros destinos mais interessantes para forçar uma viagem de lazer aos EUA, ainda mais com a dificuldade de conseguir visto (não tanto em conseguir, mas em ir a São Paulo só pra isso).


Basicamente, vou esperar uma viagem para qualquer lugar e conferir preços (já estive no Chile, mas nem me dei conta de procurar instrumentos, porque na época eu tocava baixo em banda e gosto do timbre do meu Yamaha). Mas, enquanto isso não acontece, sigo na busca de uma guitarra de bom nível até R$4000,00.

Voltando às guitarras de luthier: eu tenho alguns instrumentos que coloquei no MercadoLivre e nada vende (o frete costuma ser muito caro, pois são instrumentos baratos). Então, o fato de um instrumento de luthier não ter revenda não chega a desanimar muito.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix

Me diz uma coisa...Essa PRS é da primeira fase, braço de brazilian rosewood ou da segunda fase, de mogno? Qual o preço, para eu ter uma idéia? A diferença é grande, acho essas da segunda fase apenas guitarras interessantes. Por coincidência, estava com a minha nas mãos agora mesmo. É uma guitarra bem versátil, estava lendo um artigo outro dia que era a guitarra de captação mais incrível que já foi feita em linha, mas não foi tão bem aceita. Mesmo porque, é cara... Mas a minha não troco, não vendo, não empresto.
A R9 é bem legal, quem sabe um dia eu pego uma. Mas primeiro pego uma Black Beauty de 3 caps e tampo em maple e antes de tudo provavelmente uma archtop.
Morar lá e de pirar mesmo... rsrsrsrsrsrs

Praise Metal
Veterano
# mar/10
· votar


Costa 85
CARA VAI DE LEDUR...SE NAO TROCARA ELA POR NADA NA MORAL...É MAQUINA VELHO... MINHA WINSDON JOAO NETO TA A CAMINHO...
ABRAÇOS

nichendrix
Veterano
# mar/10 · Editado por: nichendrix
· votar


Costa 85

Fica a dica, esse meu amigo está fazendo um mestrado desses modulados lá no Chile, ele vai a cada 6 meses ficar o mês todo tendo aulas intensivo, vez por outra ele chega com alguma guitarra ou amp, que lá sai um pouco mais caro que EUA, mas bem mais barato que aqui.

Você saberia dizer se o imposto é diferenciado para esses paises do Mercosul e associados???? (o Chile e a Bolívia são associados do Mercosul).

MMI

Cara ela tava uns 3800 CAD que dá mais ou menos 3600 USD, eu acho que é a de mogno.

Cara, o lance da R9 e da R60 pra mim nem é uma questão da qualidade da guitarra em si. Mas a primeira imagem que eu lembro de ter tido duma guitarra foi uma Les Paul Standard Cherry Sunburst.

Eu comecei a tocar guitarra por causa dessa guitarra, eu tinha 2 anos e meu pai me mostrou um dia umas fotos de bandas famosas que ele gostava e vi alguém empunhando uma dessas, nem lembro de quem era a foto, mas lembro da guitarra. A imagem nunca saiu da minha cabeça.

Depois eu fui notando que muito dos caras que eu mais gosto usam ela, Mick Taylor, Clapton, Keith Richards, Mike Bloonfield, Billy Gibbons, Paul McCartney, Jimmy Page, Mark Knopfler e por aí vai.

Só que ao mesmo tempo sempre fiquei com aquela idéia que o dia que eu comprar uma Cherry Burst tem que ser a Les Paul definitiva, aquela que eu nunca vou querer trocar.

Entretanto pra tocar mesmo, as SG sempre foram minhas preferidas.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix

Esse preço é da de mogno mesmo.
mandei um email, dá uma olhada depois.
Abç.

Fernando
Veterano
# mar/10
· votar


MMI
Aliás, conheço vários muambeiros que trazem, uns 4 aqui em Sampa e um em Salvador.

nichendrix
e o 1500 eu botei 15% em cima, já que é o que eu vejo sempre cobrarem, de 10 a 20% do valor da guitarra.


Caras, estou planejando dentro de um mês comprar uma guitarra Gretsch (uma facada aqui no BrASIL), e estou pesquisando "muambeiros". Vcs poderiam me passar os contatos que vocês conhecem, por favor?

Meu e-mail é: fernandopaul1@gmail.com

Valeu mesmo!

pscb
Veterano
# mar/10
· votar


nichendrix

Você saberia dizer se o imposto é diferenciado para esses paises do Mercosul e associados???? (o Chile e a Bolívia são associados do Mercosul).

Não sei como são os impostos nesses países. Mas acho que o que pesa mesmo são as margens de lucro de toda a cadeia (importador, distribuidor, loja). No Brasil, uma LTD EC401 sai por mais de R$3000,00. Na Guitarcentar, está por US$629,00. Não há imposto que deixe tão caro.

MMI
Veterano
# mar/10
· votar


Fernando

Amigo, não me leva a mal não, mas esses contatos eu tenho com a condição de não passar. E os caras trabalham por indicação, querem saber de onde foi achado, são ariscos. Mas se eu achei e consegui, você acha e consegue.


nichendrix

Os impostos são diferenciados sim, e está cheio de benefícios diferenciados e zonas francas.
Abç.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a N Zaganin LP Custom + Orange = timbre estranho