captador ativo numa guitarra mediana

Autor Mensagem
blima
Veterano
# jun/07 · Editado por: blima
· votar


Henrique S.

O que o Bertola está falando está praticamente correto sim,deixa eu tentar acrescentar alguns detalhes a mais pra vc entender a diferença:

Nos captadores passivos TODO o timbre que voce ouve vem direto da interação dos captadores com as cordas, a madeira, o hardware, enfim a guitarra toda. O som é captado pelo pickup e mandado direto pra a entrada do amp. Os pots da guitarra (volume e tone) não acrescentam nada no sinal do captador, eles só reduzem o volume e os agudos quando voce usa regulagens mais baixas nos pots, mas com os pots no "10" seria como se o captador estivesse ligado diretamente no jack.

Já os ativos, possuem um sistema diferente. O captador em si capta um sinal bem fraquinho das corda, só o suficiente pra alimentar o circuito ativo dele. Nesse circuito, que é basicamente um pré, o sinal é amplificado para o volume em que vai ser mandado para o jack, por isso que normalmente captadores atvios tem muito mais saida que os passivos: como o nível de saída é determinado no circuito ativo dele, não há limite para o quanto estagios de ganho vc pode acrescentar nesse circuito (quer dizer, há um limite, mas é muito alto para qualquer aplicação de guitarra).

Não só isso, esses circuitos não só são responsáveis pela amplificação do signal, eles também são reponsaveis pela equalização do sinal. O sinal captado pelo pickup é bem fraco e tb flat em frequencias. O circuito ativo é que determina quanto de ganho, grave, médio e agudos o sinal vai ter. Praticamente é o mesmo principio que voce tem no pré do seu amp com os controles de grave, médio, agudo e drive, só que no circuito ativo esses parametros já são pré-ajustados pela fábrica.

Por isso, com um circuito ativo, a interação do captador com o instrumento vai afetar somente o primeiro sinal captado pelo pickup, mas uma vez que o sinal atinge o circuito ativo, ele vai ser tratado com os mesmo presets de volume e equalizacão e portanto o resultado final vai ser meio parecido, independente do tipo de madeira usada.

A única parte que eu discordo do Bertola é em relação ao custo/beneficio, acho besteira isso pois mesmo que voce instale numa guitarra mediana, o som vai melhorar bastante e quanto vc conseguir comprar uma guitarra melhor, voce sempre pode tirar os captadores da sua guitarra atual e instalar na sua guitarra nova e continuar se beneficiando deles ou mesmo vender os pickups como usado e recuperar uma boa parte do seu investimento. Só lembra de guardar seus captadores originais assim quando voce for tirar os EMGs da sua guitarra voce pode por eles de volta.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# jun/07
· votar


Soulface
Cara, sou baixista e nunca gostei de capts ativos, para mim não soam bem. Acabei de construir um Precision com o corpo em pinho canadense e capts passivos, o som ficou com um timbre bem característico que eu não conseguiría com um EMG (que aliás me proporcionaría um bom som). É claro que uma guitarra Tonante, mesmo com os mesmos capts EMG's do Zakk, nunca irá soar como a Les Paul dele (até porque ela é apenas parte do processo todo).
Abç

Eric Lance Abbott
Veterano
# jun/07
· votar


blima

Não só isso, esses circuitos não só são responsáveis pela amplificação do signal, eles também são reponsaveis pela equalização do sinal. O sinal captado pelo pickup é bem fraco e tb flat em frequencias. O circuito ativo é que determina quanto de ganho, grave, médio e agudos o sinal vai ter. Praticamente é o mesmo principio que voce tem no pré do seu amp com os controles de grave, médio, agudo e drive, só que no circuito ativo esses parametros já são pré-ajustados pela fábrica.

Por isso, com um circuito ativo, a interação do captador com o instrumento vai afetar somente o primeiro sinal captado pelo pickup, mas uma vez que o sinal atinge o circuito ativo, ele vai ser tratado com os mesmo presets de volume e equalizacão e portanto o resultado final vai ser meio parecido, independente do tipo de madeira usada.


foi o que eu quis dizer, mas tive preguiça de explicar
huahua

Soulface
Veterano
# jun/07
· votar


Mauricio Luiz Bertola
Sim... até sei q vc é baixista e deduzi q preferisse os passivos.
Mas oq vc falou tb não vai contra oq eu falei.
Vc gostou do timbre característico do seu baixo, e q vc não conseguiria com um EMG.
Mas por outro lado, com EMG vc teria um timbre diferente, e q provavelmente vc tb não conseguiria com estes caps q vc está utilizando.
Ou seja, questão apenas de serem captadores diferentes. Independente de serem ativos ou passivos.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# jun/07
· votar


blima
Pois é. Não concordo nem discordo de vc (aliás mais concordo que discordo...). A minha concepção é sempre relativa ao custo-benefício, e, em princípio não penso no fato do sujeito trocar de guitarra, mas de utilizá-la por longos anos. Aliás, em minha experiência como luthier, sempre vejo que raramente o cara troca de guitarra e passa o "set" de captadores para a nova. Ademais.... compra um fusca para colocar um motor V8 é meio estranho, não?!
Abç

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# jun/07
· votar


Soulface
Clro, claro; eu nunca disse que capts ativos são ruins.......
Eu já toquei em baixos ativos e "me amarrei" no "pancadão".
Mas acabei percebendo que eles soam todos parecidos (mas não iguais), daí minha preferência pelos capts passivos, principalmente na guitarra, instrumento mais cheio de nuances.
A questão primordial será sempre o músico. Os já citados David Gilmour e Zakk Wilde fazem um som que poucos conseguem chegar perto (e que eu adoro), mas esse é o talento deles, e isto (talento), é pessoal e intransferível.
Abç

Beatlemaniac
Veterano
# jun/07 · Editado por: Beatlemaniac
· votar


Mauricio Luiz Bertola
Cara, dinêmica nada tem à ver com o fato dos capts serem ativos ou passivos..............
Abç[/i]
grande bertola
com certeza naum tem a ver
o q eu quis dizer q eu as vezes que eu tive a oportunidade de ouvir os captadores EMG ao vivo, o timbre eram bastante parcomo se ecidos, com guitarras diferentes, com guitarristas diferentes ( os que eu vi eram bons guitarristas ). talves dinamica não fosse a melhor palavra pra expressar o q eu percebi hehehhe, mas o som era parecido, era aquele som distorcido forte, presente, "porrada" como dizem os metaleiros, em todos os casos

Beatlemaniac
Veterano
# jun/07
· votar


Mauricio Luiz Bertola
Mas acabei percebendo que eles soam todos parecidos (mas não iguais), daí minha preferência pelos capts passivos, principalmente na guitarra, instrumento mais cheio de nuances.
pois eh
aki em bh teve circuito de jazz e eu fui em algumas apresentações, e notei que a maioria dos baixistas usavam captadores ativos
jah percebeu como esses baixos soam parecidos ? a diferença entre eles naum eh taum evidente como entre um fender e um rickenbacker

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# jun/07
· votar


Beatlemaniac
Pódicrê.
Já toquei nos dois (e muitos outros), e a diferença é evidente.
Abç

Eric Lance Abbott
Veterano
# jun/07
· votar


Beatlemaniac

a diferença entre eles naum eh taum evidente como entre um fender e um rickenbacker

eh... qual a diferença entre um fender e um rickenbacker?

guitarfusion
Veterano
# jun/07
· votar


nyurig3

EMG soa bem ate em um cabo de vassoura


eu n estou afirmando isso ...só escrevi o que me falaram ha tempos atrás eu tbm n concordo muito com essa teoria

btarta
Veterano
# jun/07
· votar


bom o q eu queria saber ao criar o post era soh pra saber se um cap ativo realmente nao depende da madeira como 3 pessoas haviam me dito (e q duvidei mas n tenho argumentos)

mas agora sei q os ativos reuqerem muito menos da madeira. tenho uma washburn a-10 tava pensando em colocar um cap ativo nela mas nao agora, soh coletando informaçoes por enquanto

Fernando Favareto
Veterano
# jun/07
· votar


Pera ai pessoal....pra começar...

O fator que faz uma boa guitarra não´é soh a captaçao, eh a madeira, braço, pegada, ponte, cordas, pegada e tudo isso....

peguem e coloquem uns emg's em uma jackson e depois em ua dolphin e verão que guitarra eh um conjunto...

Abraços...

LDC
Veterano
# jun/07
· votar


DE QUALQUER FORMA CAPTAÇÃO E´SEMPRE BOM NEGOCIO PQ VC PODE TIRARA E COLOCAR NUMA OUTRA GUITARRA AMIS ADIANTE, E O SOM MELHORA SEM DUVIDAS MESMO QUE NUMA GUITARRA VAGABUNDA.

MANDA BALA DEPOIS QUANDO TROCAR DE GUITARRA TIRA OS FODÕES DESSA E JOGA NA OUTRA

markolino
Veterano
# jun/07
· votar


nao é que os Caps ativo tem menos dinamica..

mas nas guitarras ! o som dos passivos parece ser mais puro !

Beatlemaniac
Veterano
# jun/07 · Editado por: Beatlemaniac
· votar


Eric Lance Abbott
jah ouviu os dois ao vivo ? os timbres saum bem diferentes
o fender ( na minha opinião eh claro ) soa mais grave e encorpado. o rickenbacker tinha um som mais "forte", com o seletor no captador da ponte o som tinha um ataque mais forte, o timbre "anasalado"
parece com o baixo "rosna" heheueaheaea
eh dificil explicar em palavras ... soh ouvindo mesmo

Beatlemaniac
Veterano
# jun/07
· votar


gente naum to falando que captador ativo eh ruim naum !
soh estou falando sobre o que me pareceu o timbre dos instrumentos que eu ouvi com eles

Eric Lance Abbott
Veterano
# jun/07 · Editado por: Eric Lance Abbott
· votar


Beatlemaniac

jah ouviu os dois ao vivo ? os timbres saum bem diferentes

não
por isso perguntei
huehue
tive um fender jazz bass southern cross e foi o melhor baixo passivo que já toquei (e olha que eu odeio praticamente tudo da fender)
mas se eu fosse baixista na certa iria querer um rickenbacker huehue

Beatlemaniac
Veterano
# jun/07
· votar


Eric Lance Abbott
ah soh ehhehehe
o rickenbacker tem um timbre mto loko ! eu soh tinha ouvido ele nas gravações dos beatles, rush e yes
ai fui num show de uma banda cover daki de bh que chama sgt peppers e o baixista tocava com um rick ... sem noção a porrada da criança nos graves

Henrique S.
Veterano
# jun/07
· votar


blima

Então era mais ou menos isso que eu imaginava, mas eu pensava mais como um circuito ativo como num baixo, e não como um equalizador e até um booster de certas freqüencias (mais agudos ou mais graves etc.)

No geral, excelente discussão, topicos "polemicos" assim fazem falta no fórum normalmente o pessoal chuta alguma coisa ou replica o que ouviu....

aensid
Veterano
# abr/12
· votar


Pois, eh, eu tenho uma ibanez grg 170, e se regular ela bem, colocar o emg 81 e 60. Tocar em um Meteoro Mgv 30 ( valvulado), vai fica legal ?

aensid
Veterano
# abr/12
· votar


up

aensid
Veterano
# abr/12
· votar


Eu tenho uma sx stt62 e uma ibanez grg 170, eu vou comprar 2 captador EMG 81, e EMG 60.


Qual das duas guitarras fica melhor colocar o captador ?

aensid
Veterano
# abr/12 · Editado por: aensid
· votar


Post Duplo.

juninhoxp7
Veterano
# abr/12
· votar


tb quero por esses caps na minha guitarra.
Mauricio Luiz Bertola
na sua opinião compensa colocar esse set em uma ibanez Rg 450 DX?
Abç.

juninhoxp7
Veterano
# abr/12
· votar


noss nem vi a data...
mais se der pra responder ta valendo.

aensid
Veterano
# abr/12
· votar


Não esquecam da minha duvida tb, rsrsrsrs

danielfz
Veterano
# abr/12
· votar


aensid
Acho melhor você perguntar direto pro Bertola ou consultar algum outro Luthier.

Robenal
Membro Novato
# 15/out/19 07:40
· votar


Venho do futuro pra dizer que, tanto faz se você colocar um captador ativo na guitarra mais cara do mundo, ou numa garrafa PET, o som vai ser o mesmo, usando o mesmo equipamento.
O som de um captador ativo é produzido exclusivamente pelo captador, independente de madeira de guitarra, sustein e nada disso... O som vem apenas do captador.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 15/out/19 08:02
· votar


Robenal
O som vem apenas do captador.
Não. Ele vem dos dedos do guitarrista, de como ele toca, do tipo de cordas usadas, o amplificador, dos alto-falantes e dos periféricos usados...
É um conjunto de interações complexas e para a qual não existe "receita de bolo", exceto a experiência, o bom-senso e as referências...
Abç

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a captador ativo numa guitarra mediana