Ajuda Projeto Faculdade

Autor Mensagem
Muniz DH
Veterano
# abr/08


Opa..

Eu faço faculdade de computação, e agora vou começar a fazer o projeto final, e gostaria muito que fosse algo na área de música, tenho que modelar um software, e segundo meu professor, pode se até uma solução free, que faça a mesma coisa que um software pago... mas ja pensei tanto, e não consegui ter alguma idéia legal ainda... por isso gostaria que me ajudassem, o que queria mesmo era fazer algum tipo de software que pudesse auxiliar a quem esta aprendendo ou até mesmo professores.
A parte que eu teria que fazer seria só a modelagem do sistema, depois alguém teria que desenvolver, e minha idéia é que fosse um software free e opensource, pra que outras pessoas tb pudessem implementar outras funcionalidades à ele...
bom, postei aqui no fórum de baixo, pq seria mesmo uma coisa mais voltada ao baixo e a guitarra, se for o caso o tópico pode ser movido.
então, se alguém pudesse dar algumas idéias, coisas do tipo, o que acham, e tal...
bom.. é isso.. hehe.. vlw...

TugaBass
Veterano
# abr/08 · Editado por: TugaBass
· votar


Experimenta um conversor de tons e acordes... Já existem muitos que fazem isso, mas... é uma ideia!

Por vezes temos que mudar o tom da música "tal" por causa do vocalista que não aguenta esse tom! Assim, tirando os tons originais e colocando-os num conversor definindo inicialmente o tom da música, é mais simples e rápido e escusamos de estar a fazer contas de cabeça a transpôr o tema...

NOTA: ATENÇÃO AOS INICIADOS! ESTES TRUQUES PARA ELES, NÃO VALEM. HÁ QUE ESTUDAR PRIMEIRO. SÓ DEPOIS DE SE SABER É QUE É PERMITIDO ESTAS FACILIDADES, OK?

Ahahahahahahahah.

Abraços.

kiki
Moderador
# abr/08
· votar


Muniz DH
bom, começa dando uma pesquisada no que já existe de software musical.

dá uma olhada no audioware (tem o link lá em cima na barra laranja)

que eu saiba, existem basicamente alguns tipos de programa:
-gravação e edição (soundforge, wavepad...)
-gravadores multipista (cakewalk, n-track, protools...)
-partitura (encore, finale, sibelius...)
-tablatura (guitar pro)
-instrumentos virtuais de bateria, piano, orquestra (aldos pianito, ez-drummer...)
-programadores e sequenciadores (band-in-a-box, fruit loops...) não sei se chama assim

além de softwares menores, como afinadores, metronomos, dicionários de notas, dicionários de acordes, fazedores de cifra...

enfim. defina mais ou menos que tipo de programa voce acha que seria interessante desenvolver.

kiki
Moderador
# abr/08
· votar


TugaBass
pelo contrário! quem já estudou faz isso de cabeça, oras!
=p

Rdg Bass
Veterano
# abr/08
· votar


Tbm estudei computação mas meu projeto foi na area da Inteligencia Artificial, mas é legal sua iniciativa.

de uma olhada nesses sites:

http://www.inf.ufrgs.br/lcm/web/textos/aula1/CMintro2.pdf

http://www.cin.ufpe.br/~musica/

Fredilson
Veterano
# abr/08
· votar


Faz um programa que reconheça a freqüência da nota e transforme em tablatura no tempo certo... tipo um guitar pro, mas c essa função... Assim em vez de escrever as tabs pelo teclado, seria possível tocar a musica e a tab seria "gravada" (se é que é possivel)

vitorc
Veterano
# abr/08
· votar


Fredilson

Essa ideia é otima...
E se nao é voce que vai desenvolver mesmo.

hahahaha modela e dexa q o programador se acabe...

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


Pow... vlw mesmo aí... gostei bastante das idéia... sobre o que o Tuga falou, creio que seja mais para os iniciantes mesmo, hehe, pois pra quem ja tem mais prática, é tranquilo transpor... mas a idéia é valida, se fosse implementar algo desse tipo, acho que poderia ser apenas uma das funcionalidades de um programa, com diversas outras.

kiki
não gostaria de fazer nada desse tipo de gravação, sequenciadores etc, até pq ja existem tantos, e com tantas qualidades que fica até dificil produzir algo semelhante, ou então melhor (pelo menos pra um projeto de faculdade).

o que pensei mesmo, foi algo do tipo ear master e semelhantes, mas para auxiliar nos estudos, vamos dizer, modelos de exercios, onde o programa mostra na tela um exercicio sendo na tab ou na partitura, ou ainda o programa executa uma vez tal exercicio, e após isso o aluno executa, o programa reconhece o que foi executado e informa se está correto, ou não... (foi apenas uma idéia)

apesar de eu nunca ter nem visto o guitar pro em execução, pois não tenho, e tb nunca tive muito interesse, sei mais ou menos das funcionalidades dele, de tanto ouvir falar...
e essa idéia do Fredilson foi realmente muuuuito boa, um caso a se pensar sériamente... fiquei até bastante animado... se tivesse por perto te dava até um beijo.. hauhauha, mas acho que vc não ia querer (espero)...

Rdg Bass
passei apenas os olhos nos documentos que vc postou, mas me pareceu bem interessante, depois vou dar uma lida melhor.

ahhh, como o vitorc falou, não to muito preocupado com o grau de dificuldade do projeto, até pq vou apenas modelar... o resto fica pra "piãozada" fazer... hehe (se houver algum programador por aí, estou só brincando hein)

vlw galera

RafaelFac
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH

Dificilmente você vai conseguir elaborar um software que lide com música sem ter uma base em DSP (no caso DASP), mas sendo de computação, você deve ter uma noção forte disso. Tem um rapaz na UFBA que esta fazendo um projeto similar ao que o Fredilson disse, de escritura de partitura a partir de sinais normais de áudio, só que ele trabalha com o sinal de entrada sendo uma música qualquer, ai o programa vai dando a cifra e a partitura =D Você podia fazer algo mais simples sendo mais especifico, como um programa que reconhecesse as notas dadas por um contrabaixo e escrevesse a cifra ou uma partitura ou uma tablatura =] Ou então um trainer desses da vida, onde você consiga acelerar ou retardar a velocidade de um arquivo de áudio... se eu pensar em algo bom e simples, te dou outra sugestão =)

Fredilson
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH
Quero beijo não, se fizer isso, já vai tá otimo... É algo que eu sempre pensei pq ainda n implementaram em um programa desses... sem contar que funcionando isso, as tablaturas serão fieis (vai acabar com esse bando de tab mal feita que tem pela net além de facilitar o trabalho de qm quer fazer uma tab) e você pode ainda criar um método que além das notas, mostre o tempo... por exemplo cada tracinho da tablatura ser um tempo determinado, assim vai funcionar como uma especie de partitura...

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH
Eu faço faculdade de computação, e agora vou começar a fazer o projeto final

Bem... eu sou profissional da área de informática, trabalho como DBA Oracle, e há muito tempo atrás tive uma idéia de projeto na área musical que acabei não levando a frente por pura falta de tempo.

Era um projeto de ERP - Gestão Completa voltada para administração de studios e projetos musicais. Cheguei a desenvolver uma boa parte do modelo relacional de dados, mas já não tenho mais esse material. A idéia do Software é controlar e administrar dentro de um studio todas as áreas, envolvendo captação de clientes, prospecção, pré-produção, desenvolvimento e acompanhamento dos projetos, indo até a pós produção com a divulgação e distribuição do material, agendamentos de apresentações. Tudo controlado por um software como se fosse uma linha de produção.

Na fase de gravação e acompanhamento do projeto, o software armazenaria por exemplo, informações sobre cada um dos músicos da banda, todos os efeitos utilizados, todos os parâmetros de configurações, regulagens, dados da mixagem, individualmente por música etc... esse banco de dados seviria como base para futuros projetos.

Na época, todos os amigos e conhecidos que têm studio adoraram a idéia, agradou a 100% das pessoas com as quais falei. Eu nunca vi um studio (pelo menos aqui no Brasil) que tivesse um software integrado de gestão.

Agora... pra desenvolver isso é preciso tempo e organização, pois o modelo de dados relacional disso é enorme, demanda bastante tempo de desenvolvimento!

[ ]s
www.gravidadevertical.zip.net

VeEh
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass
Muniz DH
eu tambem trabalho com informática... por sinal com oracle também Claudio!
Rsss
mas uso o oracle Forms e reports, meu projeto de conclusão está sendo algumas aplicações de gps.

mas a idéia que o Claudio falou é muito interessante mesmo...
algo a se pensar bem!
Rsss

abraço galera dos graves e do bits!
Rssss
faloww

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


RafaelFac
Fredilson
ClaudioBass


Então... acho que a questão de pegar uma música inteira, jogar no programa e ele transformar em tab ou partitura (cada instrumento)... é uma coisa bem complicada, e acho que demandaria tempo demais... porém, como faço sistemas de informação, minha parte, seria apenas modelar o software mesmo, não tendo que desenvolve-lo, isso ficando a cargo de alguém que se interesse... isso ja me facilitaria bastante...
mas ainda assim, acho que seria mais viavel fazer como o RafaelFac, falou, pelo menos seria uma forma mais facil de se passar para o computador... que seja uma composição própria, ou até uma música que a pessoa esta transcrevendo. Porém, acho que só funcionaria mesmo para instrumentos melódicos, pq não sei como o programa faria pra reconhecer um acorde, e tb a afinação do instrumento que deve estar sempre perfeita (claro que o software deve ter uma área de tolerancia pra pequenos problemas com afinação....

TugaBass
Veterano
# abr/08 · Editado por: TugaBass
· votar


kiki
Muniz DH
pelo contrário! quem já estudou faz isso de cabeça, oras!

Isso é verdade! Mas depende muito do tema e das harmonias. No caso de serem tons simples, isso nem dá para perder tempo... sai na hora, mas quando se trata de harmonias compostas em que se deparam varias inversões consecutivas, penso que vai ajudar bastante... Aí sería só imprimir em cifra ou partitura! Não pensem só no baixo! Quando se trata de harmonias, a guitarra ou piano têm outra filosofia de instrumento! Mesmo sabendo de harmonia não me parece que seja despropositado de todo. Eu perco mais tempo a fazer arranjos e transposições que a tirar e escrever os temas. E depois quando toca o telefone e temos uma hora para trabalhar um espectáculo ou uma gravação em estudio de última hora, como me acontece frequentemente em que tenho que estudar e preparar um trabalho inteiro de um momento para o outro, acho que dá uma grande ajuda... Para mim dá muito jeito.

Além de músico e empresário, sou técnico de software e tenho um programinha com esse fim (muito caseiro) e posso dizer-vos que muitos amigos meus estão a usá-lo com muita frequência. É rápido eficiente e... não erra, o que acontece muitas vezes quando estamos a trabalhar sob pressão. Sem querer e sabendo do que estamos a fazer, falhamos num ou noutro ponto! A parte mais complicada nestes programas são as livrarias que temos que criar para que tudo bata certo!

Abraços.

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH
... é uma coisa bem complicada, e acho que demandaria tempo demais...

Eu tenho um programa chamado WAV-2-MID, que promete pegar um arquivo Wave e transformá-lo em MIDI. O Bôbo aqui pegou uma música e colocou pra rodar nesse programa. Após quase 3 horas consumindo CPU e HD, o resultado já era aquilo que eu esperava: NÃO Funcionou!!!! O arquivo MIDI gerado ficou algo muito estranho, e não tinha absolutamente nada a ver com a música original. A partitura então, ficou completamente ilegível.

Honestamente, eu não vejo possibilidades em um programa abrir um arquivo Wave, separar a frequência de cada instrumento e escrever pautas ou tabs a partir dessas informações. Como um programa desses vai fazer pra identificar as regiões mais graves de uma guitarra sem "confundir" com um contrabaixo ou até mesmo com um teclado? Ou por exemplo não confundir as frequências mais agudas de um baixo de 6 cordas com uma guitarra?

Se você pegar um projeto todo aberto, com as trilhas individuais antes de mixar, aí tudo bem, dá pra tratar cada frequência em separado. Mas, depois de todas as trilhas estarem juntas mixadas num arquivo Wave, continuo achando impossível que exista um programa que vá fazer esse milagre. Se existisse mesmo, certamente seria um dos programas mais difundidos no meio musical, pois a final de contas, quem não quer pegar uma música em wave, transformá-la em MIDI pra poder pegar uma carona na partitura?

Muniz, só tome cuidado pra você não acabar modelando um projeto, que na prática é impossível de ser implementado, algo como um "Acelerador-de-partículas-cibernéticas-com-regulagem-automática-de-hom ocinética"... isso é uma armadilha!


VeEh
meu projeto de conclusão está sendo algumas aplicações de gps.

Legal Veeh, eu trabalho com Geoprocessamento, Oracle Spatial, qualquer coisa que eu possa ajudar é só falar... deixa um recado lá no meu perfil pra não ficar OFF aqui no fórum!

[ ]s
www.gravidadevertical.zip.net

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass
hahahaha, entendi cara... por isso pensei mesmo em algo mais simples... tipo, ligar o programa, tocar o baixo, e sair com a tab pronta... entendeu... dessa forma é possivel...
o que não sei, como falei antes, se é possivel, por exemplo, transcrever acordes (em qualquer instrumeto). Sabe me dizer se pode ??? já que são varias frequencias misturadas né...

vlw

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH
Sabe me dizer se pode ??? já que são varias frequencias misturadas né...

Sim, pode... qualquer controlador com uma boa interface MIDI faz isso. Nos dias de hoje não se escreve mais pautas na mão não... conecta-se uma interface MIDI num teclado, instala um Sibelius da vida e sai tocando que o programa escreve, no-stress. Existem interfaces MIDI para instrumentos de cordas. Conheço uns da Roland que são muito bons... é um captador fininho que deve ser fixado junto a ponte, parece um lápis, e esse captador deve ser conectado a um controlador externo que irá transformar o som do baixo ou guitarra em sinal MIDI. E pode crer, funciona!

Dá uma olhada nesse link: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-72841508-roland-gi-20-gk-midi-i nterface-_JM

[ ]s
www.gravidadevertical.zip.net

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass
ahh pode cre cara.. manero, realmente não conhecia...
mas o caso que to dizendo é... pra implementar essa funcionalidade a um software... sem a necessidade de um controlador MIDI desses... sabe se é possivel... o proprio software reconhecer a frequencia de um acorde ????

vlw

kiki
Moderador
# abr/08
· votar


TugaBass
É rápido eficiente e... não erra, o que acontece muitas vezes quando estamos a trabalhar sob pressão.
ótimo argumento!

kiki
Moderador
# abr/08
· votar


Muniz DH
saquei... é que eu não entendo nada de fazer softwares, então não tenho noção do que voce fará. mas pelo visto tem bastante gente que entende do assunto pra te ajudar.

academicamente, te digo o seguinte: por mais que seja um projeto extremamente simples, é importante voce conseguir ter a ideia e botar ela na pratica. o importante não é o que voce fez, é aprende como faz.

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


Muniz DH
sabe se é possivel... o proprio software reconhecer a frequencia de um acorde ????

Até hoje não conheci nenhum que faça isso sem uma interface MIDI. Pode até ser que um dia apareça, mas acho complicado. De uma forma ou de outra, a placa de som teria que ser dotada de alguma espécie de protocolo que fosse responsável pela "tradução" de um sinal de frequência para uma linguagem em formato binário que o software pudesse "entender". Honestamente, acho difícil!

makumbator
Veterano
# abr/08 · Editado por: makumbator
· votar


ClaudioBass

Honestamente, eu não vejo possibilidades em um programa abrir um arquivo Wave, separar a frequência de cada instrumento e escrever pautas ou tabs a partir dessas informações

Pior que já chegaram quase nisso(pessoal da Celemony, que faz o melodyne). Não sei se vc viu esse tópico:

http://forum.cifraclub.com.br/forum/16/183266/

Trabalha direto com audio, mas nada impede que se transforme em midi depois da separação(o que será bem fácil depois do"milagre inicial"). Assista ao vídeo e veja a galera boquiaberta(eu também fiquei). No fim o palestrante dá uma pequena entrevista, e diz que agora eles trabalham em um software para separar também por timbres de cada intrumento(uma espécie de de-mixer), pois esse que lançaram agora separa as notas, mas não os instrumentos(ou seja, todos os que tocam em uníssono são tratados como uma única faixa e só podem ser manipulados como uma única entidade).

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


makumbator

Cara... o que é isso??? assisti ao vídeo e também estou incrédulo. Não fazia idéia de que já existia um software pra trabalhar com separação de notas dessa forma. Isso é perfeito pra edição de trilhas, pra correção de afinação e aquelas pequenas imperfeições na execução. Vou correr atrás disso e ver se consigo levar pro meu studio. Esse Melodyne é coisa que outro planeta, deve ter sido desenvolvido por Nerds Marcianos!

Mas... como você mesmo citou, ainda é necessário aparecer um programa que faça o "milagre inicial" de separar uma banda inteira em trilhas individuais. E é aí que eu continuo achando impossível...

Valeu pela dica do Melodyne, gostei!

[ ]s
www.gravidadevertical.zip.net

makumbator
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass

hasuhsasahu!!! Sinistro né? A parte em que eles mudam um acorde maior para menor, apenas alterando a terça, sem modificar os demais sons é bem louco!

Não sei se vc viu a entrevista no fim, pois nela ele diz que o único problema para esse software é quando há muita reverberação no arquivo, e que isso pode confundí-lo, mas mesmo assim, apenas quando está realmente carregado desse efeito(estilo caverna), mas que de maneira geral funciona muito bem.

Mas... como você mesmo citou, ainda é necessário aparecer um programa que faça o "milagre inicial" de separar uma banda inteira em trilhas individuais. E é aí que eu continuo achando impossível...

Olha que isso que já fizeram, muitos também acharam que seria impossível, e está aí! Quem sabe em um futuro próximo esse "passo final" seja alcançado? É esperar para ver.

Olha o link do fabricante do programa:

http://www.celemony.com/cms/index.php?id=dna

Está custando a bagatela de 399 dólares(para quem não tem outros produtos da Celemony). Mas essa é a primeira vez que considero o valor cobrado por um plug in até justo(pois o que mais tem é plug in fraco e caro pra burro). Afinal o que ele faz não é brincadeira!

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


po.. vou falar uma coisa... fiquei até com medo desse negócio hein... não é bom nem pensar em como um plugin desse é feito.. hehe

agora, só estou perguntando mesmo, como já disseram, não modelar algo impossivel (apesar que depois de ver isso, sei não hein).

com um pc comum, vamos dizer, que eu toque uma sequencia no baixo, tipo E A D G, é possivel fazer o soft reconhecer a sequencia e cria isso, por exemplo


G------------------
D------------------
A---------5-------
E--0--5-----3----


vlw...

makumbator
Veterano
# abr/08 · Editado por: makumbator
· votar


Muniz DH

po.. vou falar uma coisa... fiquei até com medo desse negócio hein... não é bom nem pensar em como um plugin desse é feito.. hehe

É coisa do capeta mesmo! hashashas



com um pc comum, vamos dizer, que eu toque uma sequencia no baixo, tipo E A D G, é possivel fazer o soft reconhecer a sequencia e cria isso, por exemplo

Acho que o problema seria fazer o computador saber qual casa o cidadão tocou. A nota em si ele pode descobrir facilmente, mas a casa em questão é o problema. A não ser que o seu software não descubra a casa exata tocada, e sim sugira uma digitação(ou várias) de acordo com as notas tocadas, e o usuário escolheria a que quer, fazendo uma tab no fim do processo. Isso seria possível.

Muniz DH
Veterano
# abr/08
· votar


certo... o que botei ali, foi apenas um exemplo...
derrepente o software possa ter algum tipo de padrão, e selecionar a casa que esteja mais perto da proxima nota que será tocada. No caso de nota em corda solta, essa teria prioridade

no mesmo exemplo


G------------------------------------------------------
D--------0----------------------------------------------
A-----0-------------------------------------------------
E--0---------3-------------------------------------------


o G ficaria na corda E, pois é mais grave...

outro exemplo seria assim, aproximando as casas:

G-------------------------12-----------------------------
D------------------------------------------------------
A---------7---12-----------------------------------------
E-------------------10-----------------------------------

aqui, haveria varias possibilidades, porém, as notas seriam aproximadas no braço.

outro problema que fiquei imaginando, seria, se há possibilidade de reconher slides, hammers, bends... acho que seria mais dificil...
ou algum tipo de algoritimo que reconhece o primeiro toque na nota, e o último antes da proxima nota ser tocada... então, o cara fez um bend, a primeira frequencia, seria diferente da última (deu pra entender ??)

ClaudioBass
Veterano
# abr/08
· votar


makumbator
Olha o link do fabricante do programa:

Vou dar uma olhada sim, e procurar alguma revenda aqui no Brasil... lá no studio, as vezes temos que regravar trechos de voz e outros instrumentos por causa de afinações bobas, que poderia ser facilmente corrigida por esse programa... vou avaliar o custo/benefício com o pessoal do studio, mas a tendência é de compra sim, achei muito bom!

Quem sabe em um futuro próximo esse "passo final" seja alcançado?

Com certeza estou torcendo pra que isso aconteça e que eu esteja vivo pra ver :-)

[ ]s
www.gravidadevertical.zip.net

makumbator
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass

lá no studio, as vezes temos que regravar trechos de voz e outros instrumentos por causa de afinações bobas

Pois é, inclusive, com esse programa pode-se consertar a afinação de uma única corda(por exemplo) que estava ruim(ou ficou assim no decorrer da gravação), e assim não perder uma boa tomada(ou então naqueles casos do instrumentista não estar mais presente para refazer e ficar complicado que o mesmo retorne). Acho que as aplicações são inúmeras!


Muniz DH
outro problema que fiquei imaginando, seria, se há possibilidade de reconher slides, hammers, bends... acho que seria mais dificil...

É, isso parece ser difícil mesmo para o compuatdor identificar. Mas talvez vc devesse manter a coisa mais simples mesmo, fazendo o programa reconhecer as notas e gerando uma digitação da mesma. seria legal incluir a possibilidade de alteração da afinação das cordas, assim, um instrumento afinado de maneira diferente(1/2 tom abaixo, por exemplo), não sairia com a tab errada. Terá que ter a seleção de número de cordas, com baixos de 4, 5 e 6 cordas. Também pode fazer o de 5 com dó aguda também, além da com o si grave. E talvez também a opção em afinação dropped(como a que tem a mais grave em Ré e as demais normais).

Fá Mendonça
Veterano
# abr/08
· votar


ClaudioBass

Honestamente, eu não vejo possibilidades em um programa abrir um arquivo Wave, separar a frequência de cada instrumento e escrever pautas ou tabs a partir dessas informações


Cara, na verdade dá sim, existem as transformações rápidas de Fourier que permitem fazer a análise de um espectro sonoro. O grande desafio aqui é fazer com que o processamento seja rápido!

Muniz DH

Cara, eu faço computação e meu projeto final também envolve a parte musical. É um sistema de treinamento aural para web.
Um ponto importante na escolha do seu projeto é a análise de tendências e como estou no mercado web desde 98, posso dizer que as aplicações desktop estão migrando para web. Os maiores problemas que serão enfrentados na hora de se implementar alguma aplicação para web está mais na parte gráfica...

Uma idéia interessante seria a implementação de um metrônomo que pudesse ser configurado o tempo de excecução. Por exemplo: Você programa um roteiro de estudos no qual, vai ouvir o metrônomo a 80 bpm em 4/4 por 5 minutos, depois o metronomo vai para 100 bpm por mais 5 minutos, depois para 120, depois vai para 80 bpm em 3/4 e por aí vai.
A interface do metrônomo poderia ser implementada em Flash, dando assim a possibilidade de se trabalhar com streaming de mp3 e melhorando a qualidade sonora, pois a biblioteca de áudio pode ser produzida a partir de um bom instrumento VST. Vide o sistema de treinamento aural que estou fazendo, no qual utilizei o VST ArtVista Grand Piano da Native instruments. O projeto ainda está em sua versão beta 0.0.2 e muita coisa ainda será feita.

Outro sistema que um amigo está fazendo é um sistema de tutores inteligentes de ensino de harmonia, este projeto é, na verdade a implementação para web da tese de Doutorado do nosso orientador.

Cara, eu to fazendo um site que tem visão educacional na área de música e temos um espaço para divulgação de trabalhos acadêmicos na área de educação musical. Dependendo do sistema que você decidir modelar, se quiser, eu posso fazer a parte da implementação do código. Inclusive se alguém aqui também tiver algo e queira divulgar é só falar comigo...

O sistema de treinamento aural está aqui

Abraços

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Ajuda Projeto Faculdade