Eu realmente, realmente, quero estar muito errado nessa. . .

Autor Mensagem
Joseph de Maistre
Veterano
# jul/15 · Editado por: Joseph de Maistre


Vejam só a situação:

Recentemente mudei de empresa e, em troca de um salário maior, tive que abrir mão do privilégio de ter uma sala só para mim.

Estou trabalhando todo dia com uma advogada feminista, que defende bobagens como “a queima do sutiã” e diz que, até a década de 70, as mulheres ainda não eram seres humanos.

Apesar disso, ela é gente finíssima: simpática, educada, engraçada, esforçada (do tipo que fica na empresa até as 22h, se necessário, para resolver um problema), católica, ouve música de qualidade tolerável (rocks cristãos com bons solos), fala mal apenas de quem merece, noiva (já de casamento marcado e comprando apartamento), e, ainda por cima, não quer ser funcionária pública. Fez-me perder alguns preconceitos que eu tinha com as feministas e, pela primeira vez na vida, comecei até a acreditar na possibilidade de uma amizade sincera entre homem e mulher, sem nenhuma putaria no ar.

O problema é o seguinte: de uns tempos para cá, a guria anda se emperiquitando toda para vir para o trabalho (e não sou eu que digo: todo mundo na empresa percebe e pergunta a ela se é dia de ir a alguma solenidade no tribunal -- o que não é o caso) e, nos dias em que faz isso, fica emburrada comigo, do nada, sem motivo nenhum.

Bem... na minha experiência, quando uma colega começa a aparecer no trabalho de minissaia para se sentar o dia inteiro dentro de um cubículo com você e a ficar silenciosa e amuadinha quando você não reage às curvas dela da maneira que o típico homem babão cão-sem-dono reagiria, é sinal de que você já pode se preparar para o pior: ela está querendo rôla.

Parece exagero ou paranoia minha? Talvez, mas só para vocês, que são cabaços e têm pouca convivência próxima com mulheres em idade fértil. Na verdade, esse é um padrão de comportamento bastante comum de se observar, em toda parte.

No meu último emprego, por exemplo, teve uma colega em particular (também católica) que seguiu esse padrão de forma extremamente caricata: antes vinha de camiseta e calça jeans, aí começou a vir de minissaia; depois começou a ficar curiosa sobre o meu casamento e me fazer perguntas a respeito; aí eu, já percebendo de cara onde aquilo ia dar, mostrei, só para tirar onda com a cara dela, uma foto da minha mulher bebendo cachaça com um sorriso altamente descarado e disse que ela bebia mais do que eu; a primeira coisa que ela, a colega, me responde é isto: “Sua mãe bebe, Fulano? Eu até gosto de beber, mas fico com medo, sabe? Tenho um tio alcóolatra na família e tal...”.

Aí, umas duas horas depois, ela entra de novo na minha sala cantarolando “Hoje é sexta-feiraaaa... dia de cerveeeeja”. Eu, na maior inocência, cansado e doido para chegar em casa, respondo: “Hoje é dia de cama”. Ela fica calada. Mas, antes de sair da sala, solta esta pérola: “Você prefere uma cachacinha... para dormir mais fácil!”.

Uns dias depois, estou chegando cedo no trabalho e a avisto de longe, chegando pela mesma rua, só que no sentido contrário. Em menos de um milésimo de segundo, viro a cara para o lado e finjo que estou olhando para o tribunal. Quando olho de volta, constato que ela já entrou no prédio e dou um suspiro de alívio. E, quando entro no prédio, também não vejo mais ninguém no corredor. E o elevador está parado no térreo. Entretanto, quando aperto o botão, a porta se abre e tomo um susto com ela lá dentro me esperando.

Nunca dei corda para ela. Mas, mesmo assim, ainda no meu último dia de trabalho por lá, quando já estava me despedindo de todo mundo, ela não hesitou em vir falar comigo sozinha e dizer as três palavrinhas: “Me liga, tá?”. Novamente, dei uma de sonso e desconversei: “Ah, claro... precisando de alguma coisa...”.

Só sei de uma coisa: ninguém é mais pessimista com o ser humano do que eu. Mas se minhas suspeitas se confirmarem e essa mulher aí tiver mesmo com segundas intenções, meu mundo caiu de vez: realmente não dá para confiar em ninguém.

E vocês? O que acham? Coltrane? =)

Rednef2
Veterano
# jul/15
· votar


Você vai comer, e depois ela vai te rejeitar e dizer que tem pinto pequeno e queimar seu filme na empresa.

_Excelion
Veterano
# jul/15
· votar


acho que o excesso de teorização gera distorções de realidade e que sua percepção comportamental alheia tem sérios vícios de estereótipo.

nevasca
Membro Novato
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre
acho que o excesso de teorização gera distorções de realidade e que sua percepção comportamental alheia tem sérios vícios de estereótipo.

Foi mal man, mas o que o _Excelion falou é verdade, entretanto se ela se render a você, jogue na cara dela isso (a menos que também queira, óbvio), e nunca mais ela irá mecher com você.

Konrad
Veterano
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre

Lateral? Subordinada? Superior? Muito tempo de empresa? Boas relações com alguém cuja influência seja relevante?

nevasca
Membro Novato
# jul/15
· votar


Konrad
Muito pertinente essas perguntas, aguardo postagem.

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre
simpática, educada, engraçada, esforçada, católica, ouve música de qualidade tolerável (rocks cristãos com bons solos), fala mal apenas de quem merece, noiva (já de casamento marcado e comprando apartamento), e, ainda por cima, não quer ser funcionária pública

Mos ami, ela pode ser um power ranger ainda... Isso não vai fazer ela ser menos humana. Nem resfriar sua periquita. Sempre lembra, que mulheres fizeram o que não falam, nós homens, que temos mania de falar o que não fizemos.

Manter a compostura, vale muito a pena quando se preza a relação atual (seu casamento, no caso). Sei que é difícil muitas vezes, mas é ridículo querer evitar relações humanas entre sexos opostos.

Talvez, ela esteja apenas carente - 90% de chances. Ou tenha desenvolvido uma atração (sexo) pelo novato... Existe uma competição muito forte entre mulheres nessas horas - e nem aí se o cara é casado.

Como eu disse, mantenha a compostura. Mas se for fazer, faça bem feito ao menos.

Viciado em Guarana
Veterano
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre
advogada feminista
NOPE!

que defende bobagens como “a queima do sutiã”
NOPE! NOPE! NOPE!

anda se emperiquitando toda para vir para o trabalho
começa a aparecer no trabalho de minissaia
NOPE! NOPE! NOPE! NOPE! NOPE! NOPE! NOPE! NOPE! NOPE!

Headstock invertido
Veterano
# jul/15
· votar


Que fofoqueiro e desocupado hahaha.

Casper
Veterano
# jul/15
· votar


Caro Joseph de Maistre:

"Emperiquitar". Faz tempo que não ouvia (ou lia) esse termo.
Sempre achei-o estranho, penso em algo como transformar-se
em periquita.

-Dan
Veterano
# jul/15
· votar


quem mandou casar

FELIZ NATAL
Veterano
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre

O teu caso é típico de homem casado, porém realmente assusta o estereótipo que esta ***** transveste para destilar suas artimanhas sórdidas.

Se você não optar por uma atitude mais incisiva, você estará consentindo tacitamente para a derrocada de sua família e princípios.

Black Fire
Gato OT 2011
# jul/15 · Editado por: Black Fire
· votar


Quero estar errado, mas a impressão que fica é que você conta essas histórias aqui pra alimentar uma vaidade sórdida, do tipo: poderia estar comendo várias, mas sou virtuoso demais pra isso.
Eu procuraria um padre e confessaria essas coisas, se católico fosse.

Headstock invertido
Veterano
# jul/15 · Editado por: Headstock invertido
· votar


>2015, quase 2016
>acreditando nas histórias toscas que o cara aí inventa

...

Me Wise Magic Jr.
Veterano
# jul/15
· votar


Depois não quer ser chamado de lavadeira de rio

One More Red Nightmare
Veterano
# jul/15
· votar


sério que depois do caso das fotos adulteradas vocês ainda dão ouvidos para esse cara?

Rednef2
Veterano
# jul/15 · Editado por: Rednef2
· votar


One More Red Nightmare
Que fotos foram essas?

One More Red Nightmare
Veterano
# jul/15
· votar


Veja o fotolog, os últimos comentários.

st.efferding
Membro
# jul/15
· votar


Viadão.

quaresma2
Veterano
# jul/15
· votar


Poha cara chato, incrível como eu já imaginava o conteúdo do tópico antes de clicar, poha se é casado, foda-se se fulaninha da em cima de você, é a vida cara, engraçado que você diz não ligar mas toda hora fica fofocando em algum tópico.

Você parece ligar muito pra isso pra quem diz ser tão conservador e blablabla

CindyFerrari
Veterano
# jul/15
· votar


nada disso importa, você como homem cristão e cidadão de bem, deve focar-se apenas em sua vida e família e ignorar completamente as tentações que surgirem para te desviar dos caminhos de Deus.

Xeper
Veterano
# jul/15
· votar


mas toda hora fica fofocando em algum tópico

hauhauhauahuhauhauha José tia fofoqueira do OT

sallqantay
Veterano
# jul/15
· votar


Acho que o uso de aspas no texto foi correto e justo

e ferro na roya

makumbator
Veterano
# jul/15
· votar


sallqantay
Acho que o uso de aspas no texto foi correto e justo

Até tu, Brutus?

john s mill
Membro
# jul/15
· votar


só faz isso



brunohardrocker
Veterano
# jul/15
· votar


Eu torço para que o _Excelion esteja correto na sua observação.

Joseph de Maistre
Veterano
# jul/15
· votar


Konrad
Lateral? Subordinada? Superior? Muito tempo de empresa? Boas relações com alguém cuja influência seja relevante?

Minha superior. 2 anos. É BFF de 5 dos 6 sócios da empresa.

Black Fire
Quero estar errado

E está.

Vou te contar um segredo: minha última missão neste recinto -- antes de ir embora por mais uns 2 ou 3 anos, ou definitivamente -- é educá-los para a realidade da vida como ela é.

Laura Wood, musa internética do conservadorismo tradicionalista, me disse que, para derrotar o feminismo, é fundamental desconstruir essa aura de fragilidade e vitimismo que permite às mulheres aprontar todas por aí na surdina e escapar impunes -- frequentemente em prejuízo da família e, principalmente, do marido trouxa, que comprou gato por lebre.

Vocês deveriam é me agradecer por eu ter acesso a essas informações em primeira mão e está-las repassando a vocês.

nevasca
Membro Novato
# jul/15
· votar


Vocês deveriam é me agradecer

https://pbs.twimg.com/profile_images/1979220942/00002_400x400.jpg

Joseph de Maistre
Veterano
# jul/15
· votar


Uma dúvida para o pessoal que votou no post do Excelion...

Na escola, onde é que vocês andavam no recreio? Em convenções de RPG e super trunfo?

Vocês realmente nunca viram nenhuma patricinha de 13/14 anos se gabando para as amigas, já nessa idade, de que “seduziu” Fulano e que o "faz olhar" mais para ela mais do que para as outras pirralhas? Vocês realmente são ingênuos assim? Vocês realmente não se tocam de que mulher é um bicho tão sacana quanto homem e que apenas o modus operandi -- às vezes -- é mais sutil?

Está explicado agora o porquê de o tópico do Rato estar com aquela cacetada de páginas.

Síndrome do cão-sem-dono + falta de conhecimentos básicos de psicologia feminina = virgindade perpétua.

Konrad
Veterano
# jul/15
· votar


Joseph de Maistre
Minha superior. 2 anos. É BFF de 5 dos 6 sócios da empresa.

Campo minado.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Eu realmente, realmente, quero estar muito errado nessa. . .