Método prático para medição de impedância de transformadores de saída.

    Autor Mensagem
    AugustoPedrone
    Veterano
    # mar/05 · Editado por: AugustoPedrone


    Boa tarde galera,

    Visto que muitas pessoas aqui tem problemas com seus transformadores de saída, desenvolvi um roteiro prático para avaliação das impedâncias. Antes de usar o programa Speaker Workshop para essa finalidade, eu usava este método com ótimos resultados.

    Quem quiser encarar vai precisar de um bom multímetro (pref. digital com escala de 2 Volts AC) e comprar um resistor na loja.

    O método explicado aqui saiu da minha cabeça (mas nada que qq pessoa que saque de eletrônica possa desenvolver também) e qualquer dúvida ou sugestão a galera pode postar aqui na boa.

    Espero que seja útil à todos. Abraços.


    1) Pegue o transformador em questão e ligue seu secundário de 8 ohms em algum amplificador de som decente conectado ao seu micro.

    2) Coloque um resistor de carga com valor igual ou próximo ao esperado para o transformador em questão nos terminais P-P. O resistor deverá ter potência de 2 watts. Exemplo...Com um trafo de primário de 4 Kohms P-P devemos usar um resistor de 3,9 Kohms x 2 watts ligado nos terminais extremos (isole o tap central).

    3) Injete no amplificador um sinal senoidal de 1Khz. Existem vários programas na net que transformam o PC em gerador de áudio.

    4) Monitore com um multímetro na escala de 2 VAC a tensão aplicada no secundário do trafo pelo amplificador. Ajuste o volume até a leitura ser precisa em 1 volt AC.

    5) Sem mexer em nenhum ajuste, mude a escala do multiteste para 200 VAC e passe as pontas de prova para o primário do transformador e meça a tensão AC ali presente – as pontas vão estar justamente onde está o resistor de carga (ele fica ligado também).

    6) O valor lido no primário será igual a relação de espiras do trafo para o secundário de 8 ohms, valor esse que vamos chamar de R.

    7) O valor da impedância do primário P-P deverá ser igual a (8 x R x R)

    8) Caso os valores do resistor usado como carga e a impedância obtida sejam muito discrepantes, use um novo resistor de valor mais próximo ao encontrado no item 7 e refaça as medidas até chegar a valores próximos entre resistor e cálculos.

    b0fh
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    hmmm... não é mais fácil simplesmente ligar o secundário em alguma tensão AC conhecida (12 volts, por exemplo, é fácil de conseguir com esses trafinhos de fonte) e medir a tensão no primário? Aí é só aplicar a regra Zi²/Zo² = Vi/Vo ? Pra que o resistor?

    (Não tou criticando não, só achei meio complicado...)

    cheers

    AugustoPedrone
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    Fala MESTRE b0fh !!!

    Obrigado pela atenção no tópico.

    Aí rapaz, veja o seguinte....

    1) Transformadores de guitarra não respondem bem à frequencias como 60Hz, e o uso de um trafo de 12 volts comum levaria a resultados falsos. O ideal é usar a frequência padrão de 1KHz para a medida.

    2) O resistor é para efetuar a medida do trafo com carga. Sem ele, o trafo trabalha sem carga numa condição irreal, falseando um pouco os resultados.

    Tou viajando ou é isso ?

    Veja aí. Abração.

    b0fh
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    AugustoPedrone

    mestre, sei lá... que eu saiba o 'impedance ratio' do trafo é simplesmente uma função do número de espiras, que é bico de medir simplesmente pegando as tensões em 60 hertz mesmo...

    esse jeito que vc descreveu é mais interessante pra medir a resposta em frequencia em função da potência entregue... o pessoal (aiken por ex) fazem isso, so que ligam o trafo no amp mesmo e usam oscloscópio e gerador de sinais, pra medir a atenuação do trafo em função da frequência.

    a única coisa que achei 'furada' no teu esquma (pra fazer isso) é que os multímetros 'normais' não medem legal a tensão AC em 1khz... só funcionam legal em 60Hz mesmo (os fuleiros). Por isso o povo usa osciloscópio mesmo.

    mas é interessante...

    AugustoPedrone
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    b0fh
    simplesmente pegando as tensões em 60 hertz mesmo

    De repente pode simplificar mesmo, vou tentar com os 60Hz também. Só fico encucado que a indutância do trafo nessa região é bem menor e talvez perca fluxo e altere as medidas. Nunca fiz com 60 Hz, confesso..hehe...

    a única coisa que achei 'furada' no teu esquma (pra fazer isso) é que os multímetros 'normais' não medem legal a tensão AC em 1khz

    Cara, já peguei um da Casa e Vídeo de 20 reais que media bem até 2 Khz. E mesmo que ele apresente diferença de medida pela frequência, será anulada por que o que vale é relação medida com o mesmo multiteste.

    Quando o cara ajusta para 1 volt com um erro X % vai ler o secundário com o mesmo erro X%.

    Mas tamos aí...abraços.

    b0fh
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    AugustoPedrone
    Cara, já peguei um da Casa e Vídeo de 20 reais que media bem até 2 Khz. E mesmo que ele apresente diferença de medida pela frequência, será anulada por que o que vale é relação medida com o mesmo multiteste.

    verdade não pensei nisso... o erro deve ser 'pro mesmo lado' nas duas medidas... :)

    como eu não tenho nem trafo pra fazer isso (tá tudo instalado), deixo a bola pra vc... tenta fazer com 60 hertz também e depois conta pra 'nois' :). Se bem que acho que desse teu jeito (com carga) melhor fazer em 1kHz mesmo... minha sugestão de 60 Hz acho que só dá certo se fizer sem carga.

    macaco veio
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    AugustoPedrone
    seu metodo eh interessante mas concordo com o both quando diz que o ratio de impedancia eh simplesmente em funcao do numero de espiras, assim qq trafinho de 12v daria, quanto a indutancia penso q no calculo do trafo eh considerado a frequencia minima (geralmente abaixo de 100hz) mas me corrijam se eu tiver falando boboagem.

    AugustoPedrone
    Veterano
    # mar/05
    · votar


    macaco veio
    quanto a indutancia penso q no calculo do trafo eh considerado a frequencia minima (geralmente abaixo de 100hz) mas me corrijam se eu tiver falando boboagem

    Fala !!! Valeu pelo toque lá do trafo do Thor de 110 para 127 (respondi lá naquele tópico).


    quanto a indutancia penso q no calculo do trafo eh considerado a frequencia minima (geralmente abaixo de 100hz) mas me corrijam se eu tiver falando boboagem

    Nos cálculos dos trafos de guitarra geralmente se usa a frequência mínima de 80Hz para uma queda de 3db (metade da impedância).

    Com o programa Speaker Workshop já traçei a curva de vários transformadores, e na sua maioria esmagadora a impedância do primário para uma carga fixa no secundário só é plana entre 200 e 5000 Hz. Abaixo de 100 Hz existe uma queda muito grande na impedância refletida.

    Pois isso minha "teoria" sobre o 1Khz padrão. Ora, se eu coloco 8 ohms no secundário e no primário tenho 8000 ohms em 1000 hertz e 4000 ohms em 80 hertz (um exemplo comum) ....o que está variando ? A relação de espiras mudou variando-se a frequência, já que a impedância refletida mudou. Mas como as espiras mudaram se estão ali enroladas ?

    Mas de qq forma vou experimentar com 60Hz e ver se os resultados batem. Tomara, pois aí simplifica bem o procedimento.

    Abração.

    tatus
    Veterano
    # set/09
    · votar


    Mas e ai, fez os testes em 60Hz? o que notou?

    GuitarUser
    Veterano
    # set/09
    · votar


    tatus
    putz... Lê a data do tópico cara, hoje ele já deve ter um dossiê sobre o assunto...

    tatus
    Veterano
    # dez/09
    · votar


    GuitarUser,

    rsrs, por isso mesmo que perguntei.

    designermx2
    Veterano
    # mai/10
    · votar


    kkk também estou doido para saber. Se funcionar, facilita prakas a vida dos novatos.

    DotCom
    Veterano
    # mai/10
    · votar


    Pedrone, se puder, responda!

    Mas como o pedrone falou, que conseguiu leituras em até 2 khz com multímetro de 20 conto, então usar 1k ( ou uns 500 hz) já tá de bom tamanho.

    banhaz
    Veterano
    # mai/10
    · votar


    ueaue
    o pedrone nao aparece aqui ha mto tempo...
    ele ta fazendo um amp atras do otro (ta famoso esse infeliz!!), deixa ele lá que o meu amp nao atrasa!
    aaa.... meu amp....quero agoraaa...
    ueaueh
    manda mail pra ele, o contato deve ta no site pedrone.com.br

    ROo
    Veterano
    # mai/10
    · votar


    DotCom
    Manda email, Pedrone é super prestativo, demora no máximo 2 dias pra responder.

    banhaz
    Veterano
    # mai/10
    · votar


    Todos a favor do movimento Pedrone Amps !

    mogicaqui
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Aproveitando o tópico:

    Estou com um problema em um trafo de saída Willkason AG 4008 que mandei reenrolar. As medidas de resistência (ohms) do primário são as seguintes:

    Tap 1 - Tap 2: 127
    Center - Tap 1: 55
    Center - Tap 2: 70

    Sei que alguma assimetria é aceitável, mas esta diferença ainda está dentro da tolerância para um bom funcionamento?

    Testando a continuidade com o multímetro, somente o tap 1 conduz. Não entendi porque o tap 2 não bipa!

    Devo fazer o teste e calcular as impedâncias ou somente a falta de continuidade já condena o dito cujo!

    Abraço a todos.

    Ismah
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Só uma coisa: a impedância não é uma resistência variável conforme a freq da corrente AC? Logo, não apresentaria diferença de 1KHz pra 60Hz?

    Matec
    Membro
    # mai/14
    · votar


    Ismah

    Não.

    A impedância primária num transformador de saída, é o valor da carga no secundário, multiplicada relação de espiras do primário em relação ao secundário, elevado ao quadrado.

    Vc está pensando em reatância indutiva.


    mogicaqui

    Não entendi. Vc mediu a resistência, isso já é sinal de continuidade.

    O bip que vc está esperando é do multímetro? Vai ver que ele acha que cargas de mais de 60Ohms não valem uma bipada.

    Essa assimetria está grande sim. Não prejudica muito o funcionamento geral da saída, mas é sinal que o transformador não foi bem enrolado.

    Abs

    Hendrix Gallagher Straits
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Matec

    Nos testes que eu faço usando o osciloscopio e sinais de baixo valor como 2 a 5vpp em 1khz de um (gerador de sinais com 450ohms de impedancia de saida) a impedancia refletida no primario é uns 30% menor que se eu medir usando um trafo de 12vac 60hz.

    Quando media com trafo de 60hz duvidava dos meus trafos depois de medir com osciloscopio realmente vi que quem estava errado era eu.

    Matec
    Membro
    # mai/14 · Editado por: Matec
    · votar


    Hendrix Gallagher Straits

    Como eu já disse antes, o que está sendo medido é a reatância indutiva e seus efeitos que variam com a frequência. A impedância é um número, uma relação, não deve variar. Existem outros fatores que alteram a leitura de alguns testes. Mas a relação de impedâncias não muda. À menos que vc mude a relação de espiras.

    Esses 450ohms de impedância de saída de seu gerador fazem toda a diferença.
    É melhor vc mudar seu método de medir impedâncias.
    Tente utilizar um bom amplificador de potência entre o gerador e o transformador a ser medido. Um amplificador com resposta plana e estendida, vamos ser claros.

    Abs

    mogicaqui
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Matec

    Alimentei o secundário de 8ohms com 1V AC e obtive 10V nos dois taps do primário com relação ao center tap.

    Por favor, veja se é isto mesmo:
    Assim a relação de espiras é de 10:1
    Assim, a impedância do primário= 10*10*8= 800ohms, certo?

    Para um par de 6L6 em push pull qual seria a impedância ideal?

    O engenheiro da empresa mais tradicional de São Paulo que efetuou o enrolamento disse ter reproduzido a "originalidade'' do trafo. Ou seja, reproduziu o trafo mal enrolado ou nem chegou a fazê-lo, trocando somente os fios de ligação e nova pintura.
    O trafo de força também foi enviado para reenrolar com primário de 127/220V, o que também não foi feito.
    PQP!

    Matec
    Membro
    # jun/14
    · votar


    mogicaqui

    A medição tem que ser feita medindo só os terminais das placas e ignorando o CT .
    Veja se arruma uma tensão maior para colocar no secundário, talvez 10Vac ou 12 Vac. A medida no primário talvez fique em 200Vac ou mais. Isso é bom, porque as medidas ficam mais precisas.

    Sua conta está certa mas o modo de medir estava errado. Um valor de 800ohms é muito baixo para a maioria das válvulas conhecidas.
    Abs.

    mogicaqui
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Valeu Matec


    Medi 3800 ohms

    Matec
    Membro
    # jun/14
    · votar


    mogicaqui

    Não sei o ampli que vc está montando mas esse valor de 3800 ohms é bem interessante para 2x 6L6, talvez com tensões até uns 420vdc

    Abs

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Método prático para medição de impedância de transformadores de saída.