**Cuidados ao comprar amps "hand-made"**

Autor Mensagem
macaco veio
Veterano
# 08/nov/19 13:59
· votar


Ismah
É como eu falei, ele sabe muito mas só de um assunto, só de amplificadores de potência classe AB e o amplifcador que ele desenhou é bom mesmo (eu sei calcular amplificadores do zero, não sou muito bom não mais sei um pouco e da pra ver que o cara sabe muito e eu até aprendi um pouco mais com ele mas ele tirou os videos), eu leio os livros de topologias e calculos mas não tenho paciencia. Te garanto que ele sabe muito e tem muita coisa que parece absurda mas faz sentido que muitas vezes não está em livros mas sim na prática de anos e anos. A metideza e a chatisse dele faz ele ser insuportavel.

Ramsay
Veterano
# 09/nov/19 00:06 · Editado por: Ramsay
· votar


macaco veio
Ismah
Vocês dois gastaram muito tempo digitando só pra falar coisas que pouco acrescentaram ao cerne do tópico em si que é "amplificador handmade".

Os principais fabricantes nacionais, tipo, Pedrone, Acedo, T Miranda, etc, ao contrário do que o macaco veio fala, entendem e muito de eletrônica e são capacitados para modificar e aprimorar circuitos valvulados tradicionais e adequá-los ao pouco material que se encontra no Brasil, uma vez que, 90% dos componentes que utilizam são importados da China ou de outros países asiáticos.

Por outro lado, existem handmades nacionais de fundo de quintal que fabricam e vendem amps valvulados, normalmente no Mercado Livre ou OLX e, aí sim se justificaria a crítica do macaco veio, uma vez que nesses amps a maior parte dos componentes é uma incógnita e eles usam o que tem a mão.

Há anos atrás, eu comprei um amp handmade desses no ML, ou seja, um valvulado classe A de 10 Watts com uma 6L6 na saída e uma 12AX7 no pré.
A montagem em si era impecável, numa placa de circuito impresso e com resistores e capacitores de boa qualidade.
O que pegava eram as válvulas de baixíssima qualidade (6L6 sem marca) e a 12AX7 uma antiga válvula da Miniwatt, mas, o pior de tudo era o trafo de força que era de baixa qualidade, totalmente aberto (sem canecas) e que mal aguentava a potência requerida pelo amp, tanto que quando troquei a 6L6 por uma EL34 o amp funcionou, mas, com um ruído de fundo bem desagradável que significava que o trafo de força de baixa qualidade não estava fornecendo corrente suficiente para alimentar o filamento da EL34 que demanda maior amperagem que a 6L6.

Por isso, qualquer amp handmade nacional, tirando os citados Pedrone, Acedo, T.Miranda, etc, que são extra class, passa basicamente pela qualidade dos componentes que os fabricantes de fundo de quintal conseguem obter, simples assim...

macaco veio
Veterano
# 10/nov/19 03:42
· votar


Ramsay
Pode até ser que a gente digite mais que o necessário e o assunto as vezes escapa para algo alem do tópico, mas eletronica uma coisa puxa a outra, vai tudo interligando. Pelo menos a gente tenta ajudar os conterraneos, mesmo eu sendo mais velho e com muita experência e ja aprendi coisas aqui com pessoas mais novas do que eu que muitas vezes tem a informação de um assunto que eu não estou completamente por dentro. Outros mais leigos talvez leiam e aprendam se for do interesse.
Agora dos 3 que voce citou, o Acedo eu não conheço, mas o Pedrone e o TMiranda, que dia que eles vieram aqui e passaram alguma informação ou tentaram ajudar alguem? Nunca, O Tmiranda de vez em quando entra no forum so pra anunciar mais o produto que criou e está a venda. O Pedrone que eu me lembre nunca ajudou ninguem em nenhum tópico, ao contrário, no inicio deste forum anos atraz ele entrava só pra peguntar algo que ele não sabia ou captar alguma informação que lhe interessava. Me lembro de eu explicando a ele como se enrolava o trafo de força do True reverb, como se fazia a derivação, sentido de enrolamentos, isolamento eletrostático, etc.
Assim como o Pedrone, ao que parece tem muito mais gente que aprendeu eletronica apenas em foruns, videos do youtube e blogs e sites, livros ou cursos de eletronica mesmo nada, apareceram uma porção de fabricantes de amplificadores de tudo quanto é jeito, cada um com modificações muitas vezes sem nenhum critério. Não vou nem falar de trafos, que é cada coisa que eu vejo! não é so no Brasil não, tem uns ai em lingua espanhola que não sabem merd* nenhuma, e nao sao poucos não. Vai indo vai melhorando.

Del-Rei
Veterano
# 10/nov/19 16:21
· votar


macaco veio
Pedrone e o TMiranda, que dia que eles vieram aqui e passaram alguma informação ou tentaram ajudar alguem? Nunca

Cara, você pode até achar que esses caras não ajudam no fórum. Até porque não é obrigação nenhuma, ajudar quem quer. Mas, daí a julgar que eles "não sabem" é outro papo. Aliás, na época que o TMiranda frequentava um pouco mais o fórum, era bombardeado com um monte de usuário fake tentando fuder a vida dele. O cara se afastou. E na boa, eu teria feito mesmo.

Eu me lembro de uma época que o Pedrone vinha buscar informação por aqui sim, mas isso faz muito tempo, cara. Acredito que hoje o cara domine o que faz.

Creio que o papo sobre os fabricantes de fundo de quintal que criam torradeiras elétricas não seja direcionado a nenhum desses dois.

Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# 11/nov/19 19:15
· votar


macaco veio
Te garanto que ele sabe muito e tem muita coisa que parece absurda mas faz sentido que muitas vezes não está em livros mas sim na prática de anos e anos.

Essa é a fala de todo mundo que é old school. A prática é muito bacana, mas não estamos mais em 1960. Muitas vezes eu vejo gente batendo no peito, por fazer mais ou menos as coisas "de ouvido", quando não defendem gambiarras como a melhor técnica...
Ao mesmo tempo, que desdenham o cara que estuda um software pra aprender a trabalhar com ele, a trabalhar com um sistema de som... Nesse âmbito, é onde eu vejo cada dia um absurdo diferente. Aí vou ouvir um gringo, e o cara é extremamente aberto, extremamente técnico e não faz de certa forma, "porque é melhor", mas tenta das que ele conhece e compara resultados. Aqui, ainda se vive no tempo que a sabedoria dos mais velhos/experientes, é uma lei pétrea... Inquestionável e infalível...

Ramsay

Não é de hoje que tenho a filosofia de não citar nomes. Primeiro porque sou amigo de muitos fabricantes, e todos em maior ou menor grau, tem seus méritos. Segundo, não tenho acesso em escala aos equipamentos. Talvez o problema que encontrei seja algo pontual, talvez tenha sido falha do estagiário. E acima de tudo, o artesanal, é cheio dessas não-linearidades, que tornam cada peça única.

Quanto a capacidade individual, é algo um pouco mais complexo de julgar. No entanto, citar o Bill Harley, Enzo Ferrari e Ferdinand Porsche ao falar de engenharia mecânica, é como citar o Hendrix, SRV e Tony Iommi ao falar de guitarristas... Todos estes foram pontos BEM fora da curva.

E a conta é bem simples, por mais experiente e bem sucedido que seja um fabricante nacional, ele é a mosca que pousou no coco de uma Fender ou Marshall... Quem tem bala na agulha ao nível de uma grande marca, tem como contratar um engenheiro, que sozinho carrega todos os fabricantes no bolso de trás...

Capitalismo nunca é bonzinho. Toda empresa, é aberta com intuito de gerar o maior lucro possível. A maioria dos fabricantes é ciente do público que atende, e isso é fator importantíssimo.

Já me aconteceu uma boa quantia de casos, onde o cliente manda um equipamento com "caráter de urgência", paga às vezes o preço absurdo pelo concerto "imediato", e tu entrega. E desses, uma grande parte passa a garantia do concerto sem notícias, aí eu pergunto lá pro cara como que está, e ele me diz não testou o equipamento ainda - 90 dias depois de entregue!

A grande maioria do mercado de artesanais por aqui, é cara que toca 1h, uma ou duas vezes por semana. Esse perfil, não precisa ser um T34 mesmo, que vai durar anos sem dar problemas. Carro parado, tende a dar 0 de prejuízos...

Quem tem certa necessidade e uso periódico, não entra nessas, pelos motivos citados anteriormente. Analogamente, é só olhar pra motoboy e taxista, o que esses dirigem, em geral é produto confiável, razoavelmente bom e barato de manter...
Se tem grana sobrando, o cara pode manter até um jato particular pra nunca usar, mas essa não é a realidade do mundo...

Del-Rei
era bombardeado com um monte de usuário fake tentando fuder a vida dele

O Távio fez sua escolha, e eu não tenho nada com isso. Agora, aos meus olhos, calar jamais me parecerá uma boa escolha. Eu não tenho lembrança do que pode ter rolado, mas com ele respondendo, teríamos versões de ambos os lados. Assim temos só a versão da Chapéu, onde o lobo é sempre o culpado.

makumbator
Veterano
# 11/nov/19 19:23
· votar


Ismah
Eu não tenho lembrança do que pode ter rolado, mas com ele respondendo, teríamos versões de ambos os lados. Assim temos só a versão da Chapéu, onde o lobo é sempre o culpado.

Em 2018, quando houve aquela treta do guitarrista Dre Batista, acho que ficou provado que faziam contas fakes aqui pra detonar o T Miranda (havia confissão que faziam isso).

Ismah
Veterano
# 11/nov/19 19:35
· votar


Ah sim... Mas, e daí...? Isso só continua sendo apenas a versão do consumidor, ao que entendo se posicionando como vítima (ou suposta vítima) do fabricante malvadão, falando mal do produto...

Pra quem ficou sem freio, vai sempre ter um receio muito maior...

makumbator
Veterano
# 11/nov/19 19:39
· votar


Ismah
Ah sim... Mas, e daí...?

Então, mas aquilo é uma prova de que nem todo mundo nem se quiser vai poder ficar ajudando aqui no fórum (como o Macaco veio comentou), uma vez que o cara era sacaneado. Como rebater um esquema falso pra te prejudicar? O cara tinha que se afastar mesmo. Na época ele não podia provar nada, então simplesmente saiu.

E não é a versão do consumidor, é a versão de quem estava ativamente tentando destruir a carreira do Miranda e confessou tal fato.

P.S. Nunca comprei nada com ou do Miranda, apenas já comprei do Pedrone (penta switch).

Ismah
Veterano
# 11/nov/19 19:44
· votar


Como rebater um esquema falso pra te prejudicar?

Oi, tudo bem? Eu, como proprietário da marca XYZ, estou a inteira disposição para resolver seu problema. Lamento o ocorrido, e espero resolver da forma que lhe convir.

E resolver, nem que seja devolvendo a grana, se o cara mostrar o pau (nota fiscal)...

makumbator
Veterano
# 11/nov/19 20:29
· votar


Ismah

Ninguém acredita nisso cara. Fica a palavra do caluniador contra o do fabricante. Eu lembro dele tentar argumentar e negar que fossem clientes. Pessoal não acreditava. No Brasil, todo empresário é visto como capitalista malvadão contra o consumidor coitadinho.

Del-Rei
Veterano
# 11/nov/19 23:02
· votar


Ismah
Oi, tudo bem? Eu, como proprietário da marca XYZ, estou a inteira disposição para resolver seu problema. Lamento o ocorrido, e espero resolver da forma que lhe convir. E resolver, nem que seja devolvendo a grana, se o cara mostrar o pau (nota fiscal)...

Claramente você não viu os casos e está supondo como as coisas aconteceram, sem saber como foi de fato.

Tentar resolver o problema foi justamente a postura dele. Obviamente ele quis saber quem era o "proprietário" que estava reclamando dos produtos dele. Ele quis resolver os problemas. Só que os fakes não queriam saber de pós-venda nenhum, até porque não tinham comprado nada, e só queriam fazer queixa e difamar mesmo. Não tinha argumentação, só tinha acusação dos produtos dele, que eram uma merda, que davam defeito, blá blá blá.

Aí o cara deixou o fórum, eu teria feito o mesmo.

Aliás, ele foi perseguido não só aqui como em grupos de Face e no falecido Orkut. Os caras assumiram que ferravam a vida dele em vários lugares da internet.

Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# 12/nov/19 01:06
· votar


Não estou plenamente por dentro do que rolou no fórum, mas não tão alheio ao que houve no todo. Conversei com ambos na época, pois ambos são conhecidos de longa data já. De qualquer modo, apenas teria uma postura diferente e fim. Essa é minha decisão.

Fiquei e fico super feliz pelo Távio, principalmente por ter tido a chance de se redimir. Gostaria de ter o mesmo amor, o mesmo encanto, que ele tem pela música.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a **Cuidados ao comprar amps "hand-made"**