**Cuidados ao comprar amps "hand-made"**

Autor Mensagem
marcelogatinho
Veterano
# set/06
· votar


a bão, agora ja mudou hehe

_BLACKMORE_
Veterano
# set/06
· votar


marcelogatinho

1 ta dormindo rapá?
veja bem a bobagem q fez assima! rsrsrs


2a bão, agora ja mudou hehe

puts ... depois q eu escrevi resolvi ler.. dae vi a bosta q tinha feito!! mas tah corrigido !! discurpaê !! :P

Tycoon
Veterano
# set/06 · Editado por: Tycoon
· votar


Esse lance da voltagem me preocupa muito.
Em todo lugar que eu já toquei, nenhum tinha aterramento.
Vou estudar um projeto de amp um bocado antes começar a montar.

b0fh

O seu HO produz um som limpo cristalino? Até qual volume ele continua limpo? Enfim, como é o som limpo dele?
Valeu! E parabéns por ter montado o próprio amp.
Ainda chego lá! ;)

_BLACKMORE_
Veterano
# set/06
· votar


Tycoon

Em todo lugar que eu já toquei, nenhum tinha aterramento
nem tinha aterramento qdo os amps valvulados foram projetados ...

LucasSapalacio
Veterano
# nov/10
· votar


eu tinha minhas duvidas sobre o que era HandMade mas agora com o tópico fiquei sabendo e estou muito interessado em comprar um para meu baixo, alguem pode citar um bom, que varie de 80w ate 150w ?

Abraços

Joel_ESP
Veterano
# nov/10
· votar


Quais as melhores marcas de transformadores?

tatus
Veterano
# nov/10
· votar


Tópico fervente sobre esse assunto, rsrsrs:

http://forum.cifraclub.com.br/forum/10/246788/

Lista de handmakers:

http://forum.cifraclub.com.br/forum/10/237146/

banhaz
Veterano
# nov/10
· votar


a múmia 4 vai ser baseado nesse tópico
o cara ressuscitou o tópico de 2006!!

LucasSapalacio
Veterano
# dez/10
· votar


a múmia 4 vai ser baseado nesse tópico
o cara ressuscitou o tópico de 2006!!

--------------------------------------------
huasuhsau eu ri

pedrobona
Veterano
# jan/13
· votar


Gostaria de perguntar para voces desse forum porque querem usar amplificadores valvulados ,o que voces acham de bom neles?

obrigado

pedrobona
Veterano
# jan/13
· votar


E a proposito nem todos os amplificadores valvulados utilizam transformadores de saida ok

pedrobona
Veterano
# jan/13
· votar


Eu projeto e construo amplificadores de audio para PA e para instrumentos musicais a 30 anos e achei otimo as ultimas conquistas da tecnologia de componentes como o desenvolvimento dos mosfets de potencia para citar apenas um.Me coloco a disposição dos frequentadores desse forum par tirar quaisquer dúvidas sobre o assunto.

Renanemg
Membro Novato
# dez/14
· votar


gente, nunca tive amp, vou comprar a gora mas to psquisando ainda... sera que e bacana eu comprar o yamaha thr e mandar fazer uma caixa passiva pra ele ? sera que fica file ?

Augusto Pedrone
Veterano
# dez/14
· votar


Nossa, um tópico de 10 anos atrás, postado pelo cara que me inspirou e entusiasmou a começar a fabricar amplificadores - a qualidade da construção do Cacildo era impressionante !!!

Hoje em dia tenho a honra de ter Cacildo como grande amigo e o privilégio de usar os transformadores fabricados por ele - Smithers Audio - nos equipamentos que construo.

Só um comentário de um cara impressionando de como o tempo passa.... abraços !

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# dez/14
· votar


Augusto Pedrone
Tenho a honra de conhecer, e me considerar amigo de um cara, hoje renomado, chamado Augusto Pedrone!

Augusto Pedrone
Veterano
# dez/14
· votar


Mauricio Luiz Bertola

A honra é minha, agradeço sua amizade e confiança desde que frequentava minha casa/oficina no RJ :)

RaR
Veterano
# dez/14
· votar


Comprei um THR recentemente, para ter um ampli para estudo e para casa, pois com o valvulado de 50 w não dá para brincar sempre.

Achei esse ampli sensacional. Serve como caixa de som para o PC e MP3, sem alterar o timbre, e com um som bem considerável. Tem efeitos e simulações de amplis ótimas. Sinceramente tirei melhor som dele do que algumas pedaleiras que já tive. Achei muito bacana mesmo. E por incrível que pareça, não tive problemas com o grave desse amplizinho, que é bem bom.

De quebra, ainda vem com o editor para PC, onde conseguimos alterar todos os parâmetros, regulando de forma mais profundo os efeitos e serve como placa de áudio.

Achei um baita Coringa para se ter em casa / home studio. Para tocar ao vivo e com banda, somente ligado em linha. Não me arrependi nem um pouco de ter adquirido ele, pelo contrário, fiquei surpreendido com todos os recursos.

A maneira que mais utilizo ele é com o celular ligado na entrada auxiliar (que por sinal não embola com o som da guita) tocando BTs do Youtube e com a guita no input.

De quebra ainda tem uma simulação para instrumento acústico e baixo. testei com o meu violão e consegui um timbre bem satisfatório.

É isso ai. Só tem que tomar cuidado ao comprar com respeito à potência / uso que pretende ter. Para estudo em casa acho sensacional.

Himarshall
Membro Novato
# 02/nov/19 14:52
· votar


kkkkkkkkkkkkk.....é muito engraçado!! a realidade é uma só....o cara quer pagar 10 x menos que uma marca original, quer mais qualidade e ainda por cima acha que sabe mais que o profissional. Vai aprender fazer amplificador ou pagar 10x mais por um original.

Ismah
Veterano
# 02/nov/19 15:55
· votar


A discussão não é nova, mas tem verdadeiras ratoeiras sendo montadas em quase em série já... Não tem almoço grátis.

Peças únicas, boas ou ruins, já carregam por si um certo problema no que toca manutenção. Peças únicas, mal feitas, são um p... problema.

Himarshall
Membro Novato
# 06/nov/19 09:37
· votar


Por isso que tem que ser bem cobrado, se der problema, você dá outro pro cliente e não leva prejuizo, pq tudo esta sujeito a defeitos. Agora, a maioria quer altissima qualidade mas não quer gastar.....vai entender.

Ismah
Veterano
# 06/nov/19 11:04
· votar


Não é bem assim. Não há garantia nenhuma, de que o fabricante adote essa política - indiferente ao preço que cobre pelo equipamento.

Himarshall
Membro Novato
# 06/nov/19 13:27
· votar


Pode apostar que o fabricante adota essa politica, a começar pelo custo dos materiais que eles usam, que é muito menor do que o handmaker paga nos componentes. Por isso eu acho que quem constrói amplis ptp são muito desvalorizados no nosso país. Alem de vender um produto com mais qualidade (embora a maioria sejam copias), a manutenção ser muito mais fácil ( quem constrói faz a manutenção/revisão) tem custo mais elevado de materiais, faz muito mais barato que um original. Sinceramente, a maioria de consumidores não dá o devido valor a um handmaker.

Ismah
Veterano
# 07/nov/19 01:39
· votar


Há boas controvérsias, mas talvez esteja pensando como consumidor, e eu como técnico...

Sou grande fã dos circuitos Fender, mesmo assim, é impossível conhecer todos de cor. Os problemas não são SEMPRE inerentes ao circuito, mas podem ser. Um fio mais longo, um fio solto perto do trafo... Isso é trabalho de tentativa e erro praticamente.

A Alien, meio que fechou as portas. Até tem uma empresa que assumiu os projetos ou coisa assim, mas só isso mesmo. Eu duvido que vão assumir a manutenção de cada um deles. O Paulo e a Carol, não estão mais envolvidos nos projetos, existe uma nova marca ao que sei.

E aí José? Quem comprou o amp a 2 anos, faz manutenção com quem? E quem comprou na semana anterior a fechar as portas?

Não precisa ser PTP, a montagem em PCB é igualmente boa. Tem suas ressalvas, e eu sou um dos que bate na tecla. Mas não é o caso.

E não tem almoço grátis. Pra conseguir um preço competitivo, tem que ceder em algum lugar. Na estrada, vi uma vasta gama de amps bons, mas muitos com a mesma qualidade de um genérico. Pots ruins, conectores baratos, lâmpadas que induzem ruído, capacitores de valor errado - e não, não era um modificação - fios dimensionados no limite, as vezes até abaixo dele, e por aí vai...

Já peguei amps supostamente iguais, que são ligeiramente diferentes. Em algum momento, o cara decidiu mudar algo no projeto - falta de peças, vontade própria, algum problema técnico... - e isso não é documentado.
Se vem um desses na minha mão, é trabalho pra dois dias. Se vem um Fender, puxo o esquemático com base na versão do projeto, e já tenho um começo.

Poucos fabricantes submetem o seu produto aos testes, simplesmente porque é muito caro. Não sei valores exatos, mas pra legalizar um aparelho sem fio na Anatel é coisa de 20~22 mil. Isso é o fim pro pequeno fabricante, se custar 2 mil pra aprovar um amp, o cara já tem que vender 3 pra pagar essa conta.
Alguns nem são pessoa jurídica. Fazem a venda no grito (acordo verbal), sem emitir sequer nota - e se for MEI, não precisa emitir nota pra pessoa física...

Novamente... Handmade não é ruim, mas é um item artesanal, e uma peça única. Isso tem o ônus e o bônus.

De fato é barato, frente aos originais. Pra quem cria quase do zero, há sem dúvida um extra pelo status da marca, o custo direto (pesquisa, projeto, execução e logística...), e o indireto (marketing, certificados para viabilizar comercialização...).

Del-Rei
Veterano
# 07/nov/19 05:25
· votar


O handmade brasileiro foge à regra.

Lá fora os amps originais são acessíveis aos consumidores, e quando eles buscam os handmades é pra obter customização - e não uma alternativa barata em relação ao original. Tanto que em regra os handmades lá fora costumam ser mais caros que os de marca.

Aqui a economia é triste, e a galera busca handmade porque não tem grana pra comprar o original. Basicamente são cópias com componentes mais em conta.

Um aceno de longe!!!

acabaramosnicks
Membro Novato
# 07/nov/19 07:46
· votar


Ismah
Himarshall
Nunca entendi essa piração com PTP, acho tão desnecessário...

Quanto à Alien, é um caso triste! Tive 3 amps deles e eram excelentes, dava pau tranquilo em tudo quanto é amp renomado.

Sobre os testes, já trabalhei em fábrica de eletrônicos e não é nada caro fazer um teste automatizado (ou semi auto) em um equipo eletrônico, normalmente os caras não fazem ou porque estão cagando, ou por ignorância, achando que custa uma vida pra fazer o processo de teste.
To falando de teste de controle de qualidade, teste funcional, medição e análise... quando se trata de teste de confiabilidade e homologação (como os sem fio com selo Anatel), daí sim, o negócio fica caro pra cacete.

O Del rei disse outra verdade aí, por aqui o conceito e o objetivo pra se fazer e comprar handmade fogem à regra, mas não é de se espantar, isso aqui é o Brazil né.

Ismah
Veterano
# 07/nov/19 13:09
· votar


Existem bons motivos para usar PTP em tube amps... Mas não é questão de sonoridade e sim técnica.

Sobre os testes... Pois então, meu conhecimento muitas vezes anda a passos lentos, porque dependo inteiramente de oportunidades aleatórias pra realizar algumas medições ou experiências.

Não pense que qualquer montador de peças, tem um laboratório para testes - muitas vezes nem conhecimento para tal. A grande maioria sabe soldar um componente no outro, e olhe lá... Sei de cara que terceiriza a manutenção dos amps...

Arrumei confusão com um cara que tá fazendo alguns classe D, minha pergunta foi algo muito simples: qual o clock do classe D. Aí o cara me larga "eu vejo as vezes, quando quero saber que horas são".
Dei os parabéns, e disse que essa é um puta profissionalismo partindo de um fabricante, que chega se oferecendo pra responder perguntas, a um grupo de potenciais clientes.
Se não bastasse, ele coroa com "sou um mero estudante de eletrônica básica"... E um chegado ainda me larga que o cara é inciante. Pra esse, também conhecido meu, eu deixei a simples pergunta: existe fabricante iniciante?

Imaginem o pós-vendas, a garantia... O cara não tem empresa, logo não emite nota. Ao meu ver, nota é algo imprescindível numa compra de um item novo, porque é o facilitador pra comprovar que o troço veio dele. Provável que se caso der problema, e não entregar um novo de boa vontade, só por meios judiciais. Ou pior, alguém toma um choque do troço, ou coisa assim, e tem um ferimento... Vai processar quem, se não existe a empresa? O cara nega até a morte, e diz que não tem parte...

E o vídeo de apresentação é do nível gringo. A marca é bem trabalhada, material de mídia de primeira linha, bons testes, boas demonstrações... Quem vê compra - e eu cheguei lá justamente por ter me interessado. Poderia ter um amp na maleta de ferramentas, se caso tudo desse errado.

Del-Rei
Veterano
# 07/nov/19 15:26 · Editado por: Del-Rei
· votar


Ismah
O cara nega até a morte, e diz que não tem parte...

Hoje em dia provar procedência de equipamento é algo fácil. Geralmente a galera negocia através de e-mails, WhatsApp, chat no Facebook, etc. Tudo isso é prova de procedência.

O que eu acho que pode acontecer é o cara simplesmente sumir, e geralmente você não tem endereço ou qualquer informação sobre o cara (nome completo, RG, CPF, etc), o que complica pra iniciar uma ação judicial. Vide o caso do Luciano da Lifesound, que teve gente caçando o cara por 10 anos. Simplesmente tinha sumido do mapa.


Ou pior, alguém toma um choque do troço, ou coisa assim, e tem um ferimento

Teve um vídeo uns 2 ou 3 anos atrás de um cara que tocava e cantava, e foi eletrocutado. No video eu não consegui ver direito, mas diziam que era um amp Allien. Não sei afirmar se foi problema do amp ou do mic - ou dos dois.


Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# 07/nov/19 20:08
· votar


Eu falei de um caso específico, não há nada vinculando a pessoa, a marca. Então mesmo que exista a negociação, o outro lado do e-mail pode ser um empresa@provedor.com... Não tem como ligar um e-mail a uma pessoa, ainda mais se for um servidor tipo Hotmail, gmail, Yahoo...

Whats a mesma coisa... Liguei pra um contato antigo, que fazia alguns serviços de tornearia, e tomei uma ameaça de morte, porque tava ligando pra namorada de um magrão lá...

Estou sendo pessimista? Total! Sigo uma das Leis de Murphy, que diz "a pior coisa está por acontecer, mas só irá acontecer na pior situação possível, no pior momento possível".

O mês que eu fechei no negativo, o celular saiu do concerto do vidro, caiu 3 dias depois e quebrou de novo. Veio o temporal, e arrancou a calha. Gincana da vida!

Quanto ao choque no mic, difícil de acusar o amp ou o mic. Normalmente microfone dá choque, se o sistema não for aterrado, e em conjunto com console analógica.
Já peguei extensão em curto - uma única vez em muitos anos. Foi o suficiente pra mim tomar 4 choques fortes, até achar o problema. Poderia ter tomado só o primeiro. E era um amp Fender, extremamente bem cuidado, e com manutenção em dia.

macaco veio
Veterano
# 08/nov/19 02:03
· votar


A maioria dos handmakers brasileiros não sabem porra nenhuma não, sabem eletrônica básica, copia os circuitos e as vezes sabem a função de componente no circuito mas não sabem o funcionamento da topologia do circuito como um todo (uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa). Na hora de fazer as montagens contam com o que o Brasil oferece de ferramentas que é precário pra cacete, e com o materiais brasileiros que geralmente são de media qualidade pra baixo, mas tem algumas exceções (fios de cobre por exemplo são de boa qualidade porque o cobre precisa ter 99,8 de pureza senão o fio quebra, então não tem como baixar a qualidade), em contrapartida as madeiras brasileiras todas dão cupim, não são tratadas como as americanas por exemplo.
Tem um brasileiro ai no youtube que voces deveriam ver os videos dele, ele tem uns 70 e tantos anos. Ele só sabe fazer um tipo de amplificador de uma única topologia, certa vez ele botou uns videos explicando o funcionamento e depois ficou puto e apagou tudo. Tem um americano que escreveu um livro ensinando a topologia tin-tin por tin-tin com as matemática toda e é o livro mais famoso que os engenheiros seguem. Ele diz que ele sabe mais do que o americano e que desenvolveu a topologia primeiro mas por ser brasileiro ja viu né, ficou no anonimato. Ele participou de um forum estrangeiro que só entrava gurus e feras, quem entrava e tinha pouco conhecimento os caras descartavam e não davam bolas, pra entrar ele arrumou um nome ficticio e acabou ficando conhecido internacionalmente. O nome dele é Carlos Mergulhão, o cara é chato pra cacete e se gaba que o amplifcador dele é o melhor do mundo, só amplificador, ele tem horror a pre-amplificador e prova por A + B que amplificadores não precisam de pré, só que, é o melhor do mundo mesmo, ele não monta, é só as placas com os componentes e voce que se vire pra montar e os caras de varios outros países compram na mão dele e ele praticamene vive disso. É transistor que veio não sei da onde e tem que comprar 100 pra selecionar meia dúzia (coisas desse tipo), é dos únicos que eu respeito em eletronica, mas não sabe tudo não, válvulas por exemplo e dou um show nele, ou se falar em amplificador de guitarra pra ele é capaz dele ter um ataque nervoso. Vale a pena assistir videos dele testando alto falantes por exemplo ou decifrando algum amplificador brasileiro de marca boa, mas tem que ter paciencia e mandar ele tomar no ku depois de assistir. Os osciloscopios que ele testa não servem, tem que ser a marca tal fabricada no ano tal senão mede errado e ele pôe os dois juntos e prova. Os videos mais novos que ele poe me parece que já está ficando gaga e pra mim ja não tem novidade nenhuma mas os mais antigos todo brasileiro envolvido com som e eletronica deveria assistir.

Ismah
Veterano
# 08/nov/19 07:00
· votar


Te respeito muito, mas o Mergulhão ou DestroyerX, putz... Aí tu forçou a barra...
Ao meu ver, é um dos caras que acha que sabe, e em muitas coisas. Principalmente de acústica, que ele dá várias bolas fora, e chega a conseguir ter erros primários. Desisti dele, com o teste da sensibilidade do AF na base da unha-dedo.
No lado da eletrônica talvez, ele realmente saiba alguma coisa, mas não parece saber tanto quanto julga não. E muito menos consegue repassar isso.
Me lembra o CCDB em vários momentos, quem não está a favor, é do contra... E ninguém tem o nível intelectual pra ouvir ele. Até o Homero "H7" Sette Silva, é mais palatável.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a **Cuidados ao comprar amps "hand-made"**