Impressões Peavey bandit 112

    Autor Mensagem
    barci
    Veterano
    # jun/07


    Como só temos topicos velhos sobre esse adorado Amp, abri esse novo.

    Tive a oportunidade de tocar com esse amp no estudio Spectrum (muito bom por sinal) e faço a seguinte avaliação:

    QUALIDADES
    1- Fala alto de verdade (desnecessário para estudio mas ótimo para palco)
    2- Reverb legal mesmo me parecendo digital.
    3- Dois canais
    4- Robusto, mesmo em estudio e sendo um modelo antigo estava perfeito
    5- Não chia e não dá interferencia.

    DEFEITOS
    1- Não tem som limpo com minah semi acustica Washburn
    2- Só timbra rock, se vc toca outro estilo esqueça

    CONCLUSÃO
    So tenho tocado no meu amp um Falcon 50G, sim, não para compara com um valvulado, mas prefira um VOX AD-VT ou um Fender ou até mesmo os odiados Meteoros Jaguar e a linha nova de baixo custo Nitrous GS150 que tem um som limpo muito melhor.

    SETUP
    Semi Acustica Oscar Schimidt (Wasburn) chinesa e pedal TS-808 Handmades.

    Beatlemaniac
    Veterano
    # jun/07
    · votar


    Semi Acustica Oscar Schimidt
    mas hein ? esse naum eh o jogador de basquete naum ? aeuhaeheahhueahueauae

    tb toquei com o bandit no estudio, o som limpo dele .. sei lah, naum eh ruim mas parece "neutro", naum sei como dizer
    com distorção ele timbra mto bem
    toquei em outro estudio com um fender stage 160, quééé isso que sonzera o canal limpo ! quero um ! hahahahah

    barci
    Veterano
    # jun/07
    · votar


    Semi Acustica Oscar Schimidt
    mas hein ? esse naum eh o jogador de basquete naum ? aeuhaeheahhueahueauae

    É o mesmo nome mesmo mesmo, conhecidencia. Mas bate um bolão !

    Randy78
    Veterano
    # jun/07
    · votar


    é um bom ampli, mas saiu de linha, o bandit ficou pouco mais barato pra ficar no lugar desse e no lugar do bandit ta entrando o valveking que ta pouco mais caro que os bandits.

    KiQ-Moraes
    Veterano
    # set/07
    · votar


    Ei caras !
    Eu tive um Bandit 1x12 em 2000. Aff, q lixo, uns dos piores q ja tive. Um porcaria (na epoca tinha uma Ibanez RG, uma Squier, uma Tagima, uma Semiacustica Samick...) Tudo soava ruim. O limpo era meio bom mas sem vida alguma. A distorção, uma emboleira suja.
    Me livre dele e peguei um Stereo Chorus 2x12 (falantes Scorpion) outra podrera, mais uma decepção com Peavey.
    Só acredito em valvulados da Peavey.
    Se for Valvstate, pego um Marshall, ou Fender, bem melhor.
    Unica coisa q salvava no Bandit era o falante Shiefild

    Ah, tocava num studio e tinha um Studio Pro (2x12)axo q era assim, esse era bacana...
    Flw

    Eric Lance Abbott
    Veterano
    # set/07
    · votar


    o bandit é MUITO melhor que valvestate e fender barato
    ta doido?

    diwillo
    Veterano
    # set/07
    · votar


    O Bandit realmente é um otimo amp pra Rock/Metal. Na minha opinião o melhor SS na faixa de preço dele. Tive oportunidade de ter um por algum meses, e usava o drive dele mesmo tanto em casa qt em shows e ficava mto bom.

    O clean dele é normal, mas não da pra usar a chave bright, pq o som fica mtooo estridente na minha opinião.

    o bandit é MUITO melhor que valvestate e fender barato
    Assino embaixo.

    abraço

    KiQ-Moraes
    Veterano
    # set/07
    · votar


    Eu tive a 1ª geração dos Bandit, depois saiu um outro mais bonito no visual, será q tbm tinha alguma modificação no som ?
    Entre um VS100 e um Bandit eu prefito o Marshall.
    É verdade, tem uns Fender mexicanos q são ruins, cheio d rebarbas nos acabamentos.
    Flw

    barci
    Veterano
    # out/07
    · votar


    Ainda bem que não sou só eu que acho ruim.. hehehe.

    phoenix-guitar
    Veterano
    # out/07
    · votar


    eu adoro o bandit xD

    mto bom!

    Luke Strat
    Veterano
    # out/07
    · votar


    E ae barci, po eu tenho a minha opinião sobre esse ampli tbém, vou deixar aí o meu review ok???

    Eu tenho um Bandit 112, acho ele um amp potente, toquei em vários lugares com ele, potência nunca foi um problema.
    Em relação à sua simulação de válvulas, ele é um dos melhores, se não for o melhor transistorizado em relação custo benefício que simula timbre de válvulas.
    Porém ele tem coisas que não me agradam nem um pouco, uso guitarras Fender que já tem caracterísitca de um som mais agudo e aberto, e uma das características do ampli é o agudo, que é bem incontrolável, principalmente no canal limpo, e se ativar a chave Bright fica impossível tocar em um volume alto. Agudeira insuportável. Em decorrência disso o timbre limpo fica um pouco magro, não tem aquele corpo e pressão sonora de um ampli Fender por exemplo, mas consegui sanar isso com um compressor e pedal equalizador, ferramentas indispensáveis para conseguir um timbre melhor, na minha opinião.
    O foot atrasa um pouco ao trocar de canal, outra característica não muito confortável e comoda, mas é questão de pegar as manhas.
    O reverb dele acho bem bacana, vc tem várias opções de timbres, várias cores diferentes.
    Outro recurso legal do ampli é o controle T. Dynamics, da para conseguir nuances minimalistas e diferentes e o Presence que dá a impressão de deixar o som um pouco mais pra frente, porém aumenta as doses de agudo.
    O canal de drive é bem porradeira, tem três opções de drive, desde um overdrive mais tradicional até as porradeiras, tem o controle gain que como o nome já diz dá um ganho a mais (como se ligasse um compressor leve junto, perde um pouco as dinâmicas no timbre) e o controle trash que dá uma cortada mais violenta nos médios, deixando o som mais porrada.
    Para a minha proposta de som não é o melhor ampli, mas dá para levar numa boa, o ampli é potente e resistente, mas para fãs de Van Halen, Hard Rock, Heavy, enfim sons mais pesados é um ótimo ampli para quem não tem como investir em valvulado potente e de timbres pesados.

    ogner
    Veterano
    # out/07
    · votar


    Luke Strat
    Concordo com vc sobre o canal limpo, tb nao me grada nao. Tenho a versao antiga do Bandit. Mas acho ele bem versatil, procuro o timbre com menos drive e ta me servindo legal. Tem duas gravacoes ae só ele e o reverb dele, microfonado.

    http://www.4shared.com/file/25993709/5de98d9/FCC-AgostoOGNER.html

    http://www.4shared.com/file/25993836/b51091b6/FCCSetembroBase2Ogner.ht ml

    Jafet
    Veterano
    # out/07
    · votar


    Minha GT-8 parece que foi feita pro meu Bandit!! :P sonzão!!!

    Slashy
    Veterano
    # out/07
    · votar


    é um amp muito bom
    tem um volume excelente
    eu fiz um show com ele hj
    e não passei do volume 5 mais ou menos
    eu não conhecia
    agora recomendo
    muito sensível o potênciometro de volume

    phoenix-guitar
    Veterano
    # out/07
    · votar


    Jafet
    Minha GT-8 parece que foi feita pro meu Bandit!! :P sonzão!!!

    se tem uma gt-8 e um bandit??

    eu nao sei se pego pedais ou uma POD ou gt-8 xD

    Liro_Points
    Veterano
    # out/07
    · votar


    POw to pensando em comprar um Peavey bandit pra usar com a minha GT-8...
    o q vcs axam????

    ze_mau
    Membro Novato
    # 15/set/20 00:52
    · votar


    Ei caras !
    Eu tive um Bandit 1x12 em 2000. Aff, q lixo, uns dos piores q ja tive. Um porcaria (na epoca tinha uma Ibanez RG, uma Squier, uma Tagima, uma Semiacustica Samick...) Tudo soava ruim. O limpo era meio bom mas sem vida alguma. A distorção, uma emboleira suja.
    Me livre dele e peguei um Stereo Chorus 2x12 (falantes Scorpion) outra podrera, mais uma decepção com Peavey.
    Só acredito em valvulados da Peavey.
    Se for Valvstate, pego um Marshall, ou Fender, bem melhor.
    Unica coisa q salvava no Bandit era o falante Shiefild

    Ah, tocava num studio e tinha um Studio Pro (2x12)axo q era assim, esse era bacana...
    Flw


    A máxima "gosto é que nem cu" vale sempre , KkKkKkKkKkkKkKkK . Sempre achei Peavey fodaço justamente pelas distorções poderosas e pesadíssimas . mas acredito que se o cara procura mais uma sonoridade blues rock capaz de não agradar . Na verdade , quando eu comprei meu primeiro Peavey , em Dezembro de 1996 , eu APOSENTEI pedais de distorção .

    Nunca mais tive nenhum Pedal de Distorção , só usei distorção dele e depois do Valvestate desde então (e agora do Peavey Valveking) . O Valvestate original e o Bandit eram similares em qualidade , porém , em relação a "evocar demônios" o Peavey conseguia fazer o Marshall parecer U2 perto de Deicide . Mas com um bom Booster e um Equalizer dá pra fazer o Vavestate também soar mais malvadão .

    Mas é tudo questão de estilo . Pra um cara que toca EXCLUSIVAMENTE Metal como eu , um amp como Fender teria pouca aplicabilidade .

    ze_mau
    Membro Novato
    # 15/set/20 01:06
    · votar


    E ae barci, po eu tenho a minha opinião sobre esse ampli tbém, vou deixar aí o meu review ok???

    Eu tenho um Bandit 112, acho ele um amp potente, toquei em vários lugares com ele, potência nunca foi um problema.
    Em relação à sua simulação de válvulas, ele é um dos melhores, se não for o melhor transistorizado em relação custo benefício que simula timbre de válvulas.
    Porém ele tem coisas que não me agradam nem um pouco, uso guitarras Fender que já tem caracterísitca de um som mais agudo e aberto, e uma das características do ampli é o agudo, que é bem incontrolável, principalmente no canal limpo, e se ativar a chave Bright fica impossível tocar em um volume alto. Agudeira insuportável. Em decorrência disso o timbre limpo fica um pouco magro, não tem aquele corpo e pressão sonora de um ampli Fender por exemplo, mas consegui sanar isso com um compressor e pedal equalizador, ferramentas indispensáveis para conseguir um timbre melhor, na minha opinião.
    O foot atrasa um pouco ao trocar de canal, outra característica não muito confortável e comoda, mas é questão de pegar as manhas.
    O reverb dele acho bem bacana, vc tem várias opções de timbres, várias cores diferentes.
    Outro recurso legal do ampli é o controle T. Dynamics, da para conseguir nuances minimalistas e diferentes e o Presence que dá a impressão de deixar o som um pouco mais pra frente, porém aumenta as doses de agudo.
    O canal de drive é bem porradeira, tem três opções de drive, desde um overdrive mais tradicional até as porradeiras, tem o controle gain que como o nome já diz dá um ganho a mais (como se ligasse um compressor leve junto, perde um pouco as dinâmicas no timbre) e o controle trash que dá uma cortada mais violenta nos médios, deixando o som mais porrada.
    Para a minha proposta de som não é o melhor ampli, mas dá para levar numa boa, o ampli é potente e resistente, mas para fãs de Van Halen, Hard Rock, Heavy, enfim sons mais pesados é um ótimo ampli para quem não tem como investir em valvulado potente e de timbres pesados.



    Na verdade eu gravei 2 discos inteiros de Grind extremos até dizer chega só com distorção do Studio Pro 112 . É um amp porrada , dá pra tocar Thrash , Death , Grind , enfim qualquer coisa extrema tranquilo , eu ainda uso um Equalizer pra timbrar melhor , mas em relação a distorções pesadonas de amp , Peavey pra mim reina supremo . Eu nunca testei Mesa Boogie , Hughes and Kettner também tinha uma distorção matadora quando experimentei .

    rond
    Veterano
    # 15/set/20 07:35 · Editado por: rond
    · votar


    Exatamente TB concordo é um amp para metal e cai melhor em guitarras graves, ele é um dos amps do meu estúdio, ele e p mim não serve muito agudo o peso dele é o canal trash aí o grave vem. Para mim que gosto de timbre blues rock e overdrives de médio ganho e dinâmica não funciona de jeito nenhum. O meu é um bandit 112 sheffield americano todo reformado impecável.

    Ismah
    Veterano
    # 17/set/20 05:00
    · votar


    ze_mau

    Nuno Bittencour, gravou um disco de hard rock com um Twin... Isso não quer dizer que seja a escolha mais fácil. O som é horrível, mas as linhas de guitarra soam bem no contexto da banda, e daquelas música.

    Les Strato
    Veterano
    # 17/set/20 10:09
    · votar


    Eu possuo um 2010, transtube, com o alto falante Blue Marvel, mas vou na onda contraria...

    Acho um excelente amplificador pra tirar sons dos anos 70 e início dos 80, tudo que vai de baixo a médio ganho nele me soa muito agradável, tanto em volume de palco como pra usar em casa.

    Ele tem bastante ganho e certamente rola metal com ele, mas... tanto o canal high gain com pre-amp acima de 40% ou o canal modern, não soam muito bem quando usados em maiores volumes, tocando em volume de quarto soa legal até.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 17/set/20 10:26
    · votar


    Les Strato
    Os Peaveys são excelentes. Confiáveis, robustos e adequam-se à vários estilos. Até conheço alguns caras que não gostam deles (poucos), mas curiosamente já ví esses mesmos caras tirarem timbres muito legais com esses amps.
    P.S: Os de baixo também são incríveis.
    Peavey é uma marca de respeito.
    Abç

    Les Strato
    Veterano
    # 17/set/20 10:39 · Editado por: Les Strato
    · votar


    Mauricio Luiz Bertola

    Sem dúvida, são muito duráveis.

    Quando comprei um baixo pra dar uma brincada, achei um anúncio de um Peavey TKO 65, dos anos 80, com Scorpion 15', perfeitamente funcional e original. Tirando a baixa potência (65w) e o peso (quase 30kg) é um ótimo amplificador.

    Pena que os usados da peavey deram uma popularizada, antigamente os bandit usados tinham valor muito bom, quase metade de um novo. Hoje até os envoy (que são o primo menor) são comercializados à valores impraticáveis.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 17/set/20 10:55
    · votar


    Les Strato
    Pois é... Mas... está quase tudo assim nos dias de hoje...
    Abç

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Impressões Peavey bandit 112