Casar Impedancia de falantes

Autor Mensagem
Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07


Boa noite amigos.

Tenho a seguinte dúvida...

Um amp valvulado valiant com saida de 16 ohms e 25W:
Não achei um falante Eminence no valor acessivel, o unico foi o Eminence Legend 1228K 12" que tem 8 ohms - 30 W.
Farei a ligação dele no amp, mas preciso casar a impedancia, entao me indicaram o acréscimo de um resistor ceramico de 3r3 20W.

As perguntas são as seguintes:
O valor do resistor esta ideal ?
Perderei potencia, ou o resistor dicipará em forma de calor apenas a potencia excedente, que não deve ir ao falante ?

Conto com a ajuda de vcs...

Um abraço

Cuic

Paulo Acedo
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy

Cara ,na boa,não faça isso.Vc está transformando boa parte do som da sua guitarra em calor .

Espere um pouco mais e procure por um falante 16ohms.O trafo de saída do seu ampli não tem mais de um tap ?

Outra coisa: Falante de 30W pra ampli de 25W tá muito perto do limite.Qdo vier a saturação vc vai sobrecarregar esse falante.

boleterodectba
Veterano
# mai/07 · Editado por: boleterodectba
· votar


seu amplificado deve ter saida para 8 ohms, mas esta desligada.
Procure um técnico conhecedor dos gianninis para mudar a saida do amp

carlos adolphs
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy
Paulo Acedo
boleterodectba
O trafo de saída do Valiant não tem outro tap, apenas o de 15 Ohms.Vc não precisa necessáriamente colocar o Eminence no ampli.Muitos nacionais tem padrão de exportação, e darão bons resultados.Procure nos sites da Selenium, da Arlen, da Bravox, alto-falantes de 12' que possuam um SPL de 98dB/m ou mais, que vc terá bons resultados.[]'s

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# mai/07
· votar


carlos adolphs
O problema é que nenhuma dessas marcas fabrica falantes de 16 ohms. Nesse caso eu acho que vou concordar com o Paulo Acedo.
Abç

boleterodectba
Veterano
# mai/07
· votar


bota dois de 8ohms e ta resolvida a situação.

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


Paulo Acedo
Mauricio Luiz Bertola
boleterodectba
carlos adolphs

Fala pessoal, Blz ???
Com relação ao falante de 30W no amp de 25W, estou fazendo isso propositalmente, para que assim, junto com a saturação das válvulas, consiga um efeito chamado Break-up de falante, um efeito cujo alguns guitarristas desejam junto as suas distorções. Tomi Iommi do Sabbath usou muito esse recurso. Led Zeppelin tb...
Se eu coloco um falante de 50W, não conseguirei chegar a esse
"recurso", e mesmo assim com o de 30W, utilizarei como um recurso discreto, pois tem uma diferença de 5W, que para um amp válvulado é significativamente grande.

Com relação ao resistor, pretendo fazer algusn testes, pois ja comprei o falante, R$250,00, ainda por cima é de Aunico, nao posso disperdiçar essa jóia, que vai esquentar o resistor eu sei, mas a dúvida é:
Perderei potencia do Amp ?

Um braço

AugustoPedrone
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy
Com relação ao falante de 30W no amp de 25W, estou fazendo isso propositalmente, para que assim, junto com a saturação das válvulas, consiga um efeito chamado Break-up de falante, um efeito cujo alguns guitarristas desejam junto as suas distorções. Tomi Iommi do Sabbath usou muito esse recurso. Led Zeppelin tb...
Se eu coloco um falante de 50W, não conseguirei chegar a esse
"recurso", e mesmo assim com o de 30W, utilizarei como um recurso discreto, pois tem uma diferença de 5W, que para um amp válvulado é significativamente grande.


Se vc sabe o que está fazendo ok, vá em frente. Muitas descobertas do mundo foram feitas por "teimosos" que discordavam da regra vigente. Mas no seu caso recomendo um estudo mais aprofundado sobre o tema "break-up" de falantes para poupar seu dinheiro.


Com relação ao resistor, pretendo fazer algusn testes, pois ja comprei o falante, R$250,00

Pensou antes com o bolso ? Devia ter pensado com a cabeça antes....

que vai esquentar o resistor eu sei

Vai esquentar mesmo...Se bem que com esse frio vigente pode ser legal.


Perderei potencia do Amp ?

Bastante...e além disso o fator de amortecimento do conjunto vai cair bastante, de forma que provavelmente terá graves "frouxos" e ressonantes em uma faixa de frequencias específica.

Boa sorte.

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


Farei o seguinte,

Testarei com algumas "fórmulas" que achei pela internet, e após isso, volto e posto o resultado, quem sabe não acho algo satisfatório.
Caso contrário, dou um jeito de vender o falante e adquirir um outro de 16ohms, o unico problema, é que o que eu achei da Eminence de 16ohms, custa nada menos que a bagatela de R$908,00... Hahahhahaha, tive que rir do vendedor...
Não gostaria de colocar falante nacional, gostaria de um de aunico, assim como este que comprei... Mas nao custa perguntar. Alguem me indica um modelo de nacional excelente ???

Obrigado

carlos adolphs
Veterano
# mai/07 · Editado por: carlos adolphs
· votar


AugustoPedrone
Grande Pedronnini!Um abraço!E concordo com tudo que vc disse!
Cuic Portnoy
Outro recurso é desmontar o secundário do trafo de saída e fazer o tap de 8 ohms.Não é muito difícil.Tem um outro recurso ainda pouco usual, vou tentar descrevê-lo de maneira fácil.Antigamente e ainda hoje, quando se tem uma certa quantidade de alto falantes para ligar em um sistema e não se consegue um casamento perfeito de impedâncias, se usa o transformador de linha.Nesse caso, em vez de se considerar o valor em ohms, considera-se o valor em volts, em relação ao valor da impedância.Como exemplo:Se vc tem 25W em 16 ohms, isso significa que vc tem 20 V na saída, pois 20²= 400 que dividido por 16(ohms) lhe dá 25W.Se vc pegar agora um núcleo de um trafo destes para fontes transistorizadas de cerca de 2A de capacidade de secundário, e aproveitá-lo, vc pode enrolar esse trafo fácil.Sobre a forma adequada, enrole 70 espiras de fio 18 AWG esmaltado, fazendo um tap em 49 espiras.Por que? É que esses núcleos geralmente lhe dão uma relação de 3,5 espiras por Volt, então 20 X 3,5 = 70.Isso vc usa para 16 ohms.Agora vamos calcular o tap para 8 ohms(vc na corrida já disse que é em 35 espiras ou 10 volts?Não?Ainda bem, pois está errado).O centro do enrolamento não é 8 ohms e sim 4 ohms.Acontece que a potencia é uma função quadrática e 10²=100 que divido por 8 dá 12,5 e não os seus 25W.Então para obter 8 ohms com 25W vc vai precisar de 14,15V pois 14,15²dá aproximadamente 200, que dividido por 8 dá os seus 25 W.Então o tap é em 49 espiras.Ligando o negativo do falante no lado que vc ligou o terra deste trafo e o positivo no tap, com a outra ponta no vivo do ampli, vc tem um trafo casador de impedâncias que dá menos perdas que o seu resistor em série e não afeta grandemente a resposta de freqüência.OK?[]'s

carlos adolphs
Veterano
# mai/07 · Editado por: carlos adolphs
· votar


Cuic Portnoy
Só aproveitando o papo anterior, quem já desmontou trafos de saída deve ter notado que a quantidade de espiras entre 0 e 8 ohms não é a mesma do que entre 8 e 16, apesar do intervalo ser o mesmo, é o tal do quadrado da voltagem...

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


carlos adolphs

Legal Carlos, muito interessante esta solução que vc deu....

Sabado agora, estarei indo à Sta. Ifigenia e vejo se consigo um trafo destes, farei o teste tb...

Muito bom, obrigado...

Rodrigo

carlos adolphs
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy
Outra dica.A 6L6GC, com as condições do Valiant, apresenta uma resistência de placa que é a metade da 6V6, aproximadamente.Isso permitiria vc usar o altofalante de 8 ohms, sem modificar nada em trafos ou adicionar outros.É só ligar,ajustar o bias e ser feliz.

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


carlos adolphs

Hum, outra dica boa ein....

O único problema é que eu nao tenho a menor idéia de como ajustar o bias, e ainda mais o valiant que tem bias fixo...
Vc conseguiria me ajudar ??/ Eu tenho a esquemática dele se ajudar para indicar o caminho...
O problema maior é que onde moro nao tem ninguem q mexe com valvulados e tal, nao quero entregar meu amp na mao de qq um...

Um abraço

carlos adolphs
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy
Tira as válvulas de power e mede o pino 5 com voltímetro digital, se a voltagem estiver entre -19V e -22,5V, pode colocar a 6L6 direto, sem susto.[]'s

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


carlos adolphs

Valew pela dica, caso não esteja é necessário o ajuste do bias...

Estou procurando na net algum artigo sobre como ajustar o bias fixa, mas ainda sem sucesso...

Abraços

AugustoPedrone
Veterano
# mai/07
· votar


Cuic Portnoy
Estou procurando na net algum artigo sobre como ajustar o bias fixa, mas ainda sem sucesso..

Nem vai achar...se o bias é fixo, não tem ajuste !

No caso do Valiant, terá que alterar um resistor que fica no circuito de bias. O valor do original é 150K e valores maiores te darão maior tensão negativa (bias mais frio) enquanto valores menores te darão um bias mais quente (menor tensão negativa).

Siga a máxima...não tente consertar o que não está quebrado ! Meça a tensão como o mestre carlos adolphs explicou e se divirta com o amp.

Abraços.

Cuic Portnoy
Veterano
# mai/07
· votar


AugustoPedrone

Legal velho, ja estou cheio de informações aqui...
Farei os testes e depois posto o resultado...

Um abraço a todos e obrigado pela paciencia... rsrsrsrs

Filipe Reis
Veterano
# mai/07 · Editado por: Filipe Reis
· votar


carlos adolphs

Mestre q aula! vcs sabem tudo e mais um pouco em matéria de valvulados. valeu msm

Cuic Portnoy
Veterano
# jun/07
· votar


Fala pessoal, blz ????

Esse final de semana fiz algumas alterações e vim postar o resultado...

Comprei 3 vávulas 12AX7 Electro Harmonix e coloquei no amp, timbre lindo - indiscutível...

O problema maior era com o falante, que eu nao achava de 16ohms, como eu queria um Eminence, comprei um Legend 1228K de 30W - 8 ohms.
Fiz a ligação dele em série com um resistor cerâmico 3R3 de 20W.
A dúvidas eram:
Perderia potencia, ou qualidade ?

Os resultador foram excelentes....

Bom, com um eminence de alnico, timbre maravilhoso....
Pode ate ser impressão, mas a caixa esta falando um pouco mais....
Agora tenho graves reforçados e encorpados, o que nao tinha com 3 falantes de 8ohms.

O resistor apesar de eu ter colocado um dicipador de xcalor, não aquece, e as válvulas/trafos, tb não estao aquecendo mais do que anteriormente. Continuam "acendendo" com o mesmo "tom" de antes.
Timbre incomparável...

Com relação ao break-up do falante, acho que para os guitarristas que gostam de rock clássico, é uma coisa a se pensar....
Inclusive o datasheet que vem com o falante, explica algumas utilizações desse recurso... infelizmente nao achei esse datasheet para mostrar aqui...
É um recurso interessante, acrescenta uma espécie de "brilho", não sei ao certo qual palavra usar para explicar, coisa que eu nao tinha com os outros falantes anteriores...

De qq forma, o experimento deu certo, ficou excelente..

Um abraço

Cuic Portnoy

carlos adolphs
Veterano
# jun/07
· votar


Cuic Portnoy
Parabéns!Uma recomendação apenas:Vc está tratando do assunto" break-up", ao meu ver, como se fosse uma vantagem.Pelo que sei de alto falantes, o "break-up phenomenon" é um efeito destrutivo que ocorre quando o diafragma ou cone do altofalante chega à um ponto em que não consegue mais acompanhar os movimentos da bobina móvel, devido problemas de suspenção e de construção, aliados ao efeito de compressão em função da caixa utilizada.Com isso, o cone passa a ter uma flutuação ou ressonância que nada tem a haver com o som a ser transmitido, criando harmônicos de áudio que vão mudar seu timbre um pouco antes do ponto de ruptura mecânica do material do cone ou seja, existe um fio de cabelo entre o seu altofalante continuar com saúde e pifar de vez.Eu não recomendaria tal procedimento, a não ser que vc seja um astro do rock cheio de grana pra comprar outros...[]'s

JoeLorenZo
Veterano
# jun/12
· votar


depois de alguns anos, gostaria de saber se o Falante em quetao esta vivo ainda???? ou o break up Quebrou msm os cones????

entamoeba
Membro Novato
# 04/jun/20 18:11 · Editado por: entamoeba
· votar


Seguinte, meus caros...

Tenho uma caixa passiva com dois Oversound 12 Steel 400, de 4 Ohms, empurradas por uma potência de Crown XLS 1000. Geralmente, deixo em bridged.

Crown XLS 1000:
2Ω Dual = 550 W
4Ω Dual = 350 W
8Ω Dual = 215 W
4Ω Bridged = 1100 W
8Ω Bridged = 700 W

Essa caixa era utilizada para baixo, mas cada vez mais estou usando com a bateria eletrônica, só que ela não tem agudo! A caixa fica com um timbre médio desagradável e os pratos ficam mudos.

Queria colocar um tweeter ou um driver, com melhor aproveitamento de potência, mas não manjo muito do casamento de impedância.

Pensei em ligar os falantes em paralelo em um dos canais e os agudos (tweeter ou driver) no outro, para ter um controle independente, mas me preocupa a perda de potência sonora.

Estive olhando o driver JBL Selenium D250 Trio de 200 watts e o super tweeter JBL Selenium ST450 Trio de 300 watts como opções.

O manual diz que a frequência abrangida pelos meus falantes chega aos 3.000 hertz, por isso, pensei que o driver seria desnecessário. Só que os tweeters de titânio, que tem um alcance de frequências maior são muito caros.

Em suma:

Preciso de dicas sobre a ligação que eu posso fazer para perder menos potência e sobre as peças que devo comprar para preencher a faixa de frequência acima de 3.000 hertz (até uns 12.000, porque mais do que isso eu nem escuto mesmo).

Verba? Abaixo de 300 reais, de preferência.

Ismah
Veterano
# 05/jun/20 01:37
· votar


Não tem porque ligar em dois canais. Use um divisor passivo de pelo menos segunda ordem (6 db/oct ou 10 db/dec), e mantenha a ligação em bridge.
Ele precisa ter a mesma carga do AF, ou não. Isso é ajustável em alguns divisores passivos.

Lembre que o driver é metade da conta. A corneta é outra e os resultados dependem da soma dos fatores. Em geral, uma corneta é fabricada para um driver e funciona bem apenas pra ele.
Tweeters já são mais dispersivos a curta e média distância. Excelente caminho, ao meu entender.

entamoeba
Membro Novato
# 05/jun/20 21:04
· votar


Ismah

Legal! Não tinha noção de como funcionavam esses divisores e fui ter umas aulas no YouTube. Deu uma luz!

Esse daqui é caro bagarai e só pega um falante de 4Ω.

http://www.4vias.com.br/shop/produtos_descricao.asp?lang=pt_BR&codigo_ produto=730&dep=1&codigo_categoria=20&tipo_busca=categoria

Vai ter que ser um divisor que suporte uns 1000 watts para fazer o serviço, né?

makumbator
Veterano
# 05/jun/20 21:22 · Editado por: makumbator
· votar


entamoeba

Não sei se é a sua intenção, mas pode-se fazer o driver/tweeter funcionar com um controle em separado (como se fosse uma luz com dimmer, que você pode controlar o quanto de luminosidade quer dentro da faixa que ela funciona). Pode ser mais legal que ser apenas liga e desliga (principalmente se você se incomodar com chiado, que pode ser considerável dependendo de vários fatores). Mas provavelmente isso fica mais caro que um botão simples de liga e desliga para ele (ou mesmo não ter botão algum, deixando-o ligado automaticamente).

No mais, o Ismah é o usuário ideal para te falar sobre esses assuntos.

entamoeba
Membro Novato
# 06/jun/20 14:28
· votar


makumbator

Em um desses vídeos que vi, o cara comentou esse negócio da lâmpada. Para mim, seria interessante poder desligar ou atenuar o tweeter, porque também uso a caixa para baixo e não sei se o timbre vai ficar ruim - se bem que gosto de baixo com agudos.

makumbator
Veterano
# 06/jun/20 15:33 · Editado por: makumbator
· votar


entamoeba

Não vai ser problema ter esse recurso sendo usado para o baixo. Boa parte das caixas feitas pensando no instrumento tem driver/tweeter. Na verdade é bem útil para dar brilho, presença e articulação.

Mas eu prefiro as que tenham no mínimo liga e desliga do recurso. E as com controle progressivo são melhores na minha opinião, pois você tem tudo nele, ligado 100%, desligado totalmente e tudo entre um e outro.

Ismah
Veterano
# 09/jun/20 16:02
· votar


entamoeba
Esse daqui é caro bagarai e só pega um falante de 4Ω.

Sim, mas a 4Vias tem como engenheiro-chefe "apenas" o Homero Sette, que é tido como uma das maiores autoridades do áudio no país. Praticamente TODOS os materiais técnicos escritos para a Selenium, até o dia que a JBL assumiu, foram escritos por ele. Ainda tem algumas consultorias para a StudioR.

Vai ter que ser um divisor que suporte uns 1000 watts para fazer o serviço, né?

Depende quanta potência tu pretende trabalhar. Se a ideia é usar 1 000 W, já é caso de repensar o método, e usar um sistema de bi-amp. Agora, isso eu só vi no Ampeg SVT 7, e nunca usei ele com mais de 1/3 do curso do volume. Tudo bem que em geral são 6x10" ou 8x10", mas mesmo assim é um valor bem grande...

Em um desses vídeos que vi, o cara comentou esse negócio da lâmpada

O que o makumbator fez é uma analogia. Se usa um controle de "volume" para as luzes. É a forma tradicional de controlar a intensidade da luz, para lâmpadas incandescentes.

O que tu leu, é um sistema antigo. Ele usa a propriedade de um filamento se comportar como um termistor. Quanto mais corrente, mais o filamento aquece (por efeito Joule) e mais ele brilha. Com o aumento de temperatura, vem o aumento da resistência. E isso gera uma queda da tensão sobre o transdutor, que estiver em série.

Criamos um compressor térmico - mais usual se falar em compressão térmica - que tem ataque e release, relativamente lento. Mesmo assim, funciona relativamente bem para proteger circuitos de sobre-tensão, ou atuar como compressor mesmo.

Já conhecia das caixas profissionais, mas nunca encarei como um compressor, até a produtora Sylvia Massy, pontuar isso no seu livro. Ela usa esse sistema para guitarra, e bom funciona MUITO bem...

Descobri depois, que existiram alguns periféricos, que usavam um sistema desses. Viável até alternar entre lâmpadas diferentes - neônio, xenônio, argônio, mercúrio, nitrogênio... Creio que só não foram adiante, pois não era prático, dado que quanto mais potência envolvida, mais eficaz...

Ainda assim, é bem recorrente em alguns contextos. E bastante usual em sistemas de divisores passivos.

entamoeba
Membro Novato
# ontem às 16:55 · Editado por: entamoeba
· votar


Ismah
makumbator

Só para dar um retorno. Não sei se eu fiz bobagem, mas o resultado (até agora) parece satisfatório.

Comprei esses dois aqui:

• Driver Selenium/JBL D202TI (titânio), 60 W.
• Divisor DClass, 2 vias, 470 W.

Em um canal, liguei um sub e o driver titânio, usando esse divisor. No outro, vou ligar só o outro sub (não liguei ainda porque quebrei o conector speakon quando desmontei a caixa). Aí eu terei um controle independente do quanto de agudo eu quero, regulando os volumes de cada um dos canais. Não era bem o que eu queria, mas acho que, pelo preço, ficou uma solução de bom tamanho. Essa porra desse driver fala alto pra caralho!

Valeu pela ajuda! Fico meio tenso para tomar esse tipo de decisão porque, né... vai que dá merda!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Casar Impedancia de falantes