Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      ALERTA sobre as novas Condor Lemon Drop!

      Autor Mensagem
      erico.ascencao
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: erico.ascencao
      · votar


      edalko
      Manubio
      Não sei em que ponto o MMI quer chegar, mas a minha interpretação da opinião do MMI é que marcas famosas tendem a oferecer mais segurança para o comprador a longo prazo. Dando um exemplo concreto: sobre qual LP você teria mais segurança ao afirmar que o braço não descolaria nos próximos 10 anos?

      Tudo bem, pode parecer exagerado, mas é um ponto de vista. Marcas mais famosas devem ter uma maior durabilidade a longo prazo, por este motivo é que músicos as utilizam na estrada pra tocar 200 shows num ano.

      edalko
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Manubio

      Sobre guitarras no geral, testei uma Gibson outro dia, sem saber Madeira, captadores, simplesmente liguei ela num amp da loja de um conhecido, e Tê direi que não senti o orgasmo musical que tantos parecem sentir.
      E fui mais longe, um amigo de um amigo importou uma Tom Anderson caríssima, de um guitarrista famoso do qual não mencionou o nome. Fui convidado a tocar na criança na qual foi paga a pequena quantia de 16 mil dólares, o acabamento era fantástico, a pegada gostosa, e a definição dos captadores eram ótimas, mas nada tão alem da realidade de qualquer outro instrumento bem feito. ( Testei ela com o meu amplificador mesmo)


      Só complementando.

      Há duas abordagens a serem feitas do instrumento: objetiva e subjetiva

      Na objetiva, é como estou defendendo no presente caso. Uma avaliação nua e crua do instrumento, sobre construção, madeira, ferragens, entonação, pintura, acabamento...

      Na subjetiva, que 99% estão usando para rebater meus argumetnos, vc considera valor de mercado, valor de revenda, marca, história, ou seja, todos os valores externos agregados ao equipamento.

      Deste modo, como o Manubio disse, uma guitarra de renome não tem toda aquela diferença propalada.

      E há que observar que, em grande parte, são as ferragens que fazem a grande diferença.

      Por exemplo:

      Se tivermos duas guitarras com FERRAGENS IGUAIS, sobra apenas madeira, construção e acabamento.
      Se ambas utilizarem madeiras de boa qualidade, foram bem construídas e tiverem ótimo acabamento, OBJETIVAMENTE, qual a diferença entre elas, para uma valer 10k e outra 1,5k?

      É isso que estou colocando em pauta...

      edalko
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      erico.ascencao
      mais famosas devem ter uma maior durabilidade a longo prazo, por este motivo é que músicos as utilizam na estrada pra tocar 200 shows num ano.

      Legal... um critério objetivo!!!!
      Aí sim: essa guitarra custa mais caro porque utiliza uma cola especial que oferece maior qualidade na colagem do braço!

      erico.ascencao
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      edalko
      Usei este argumento da durabilidade pois muita gente comenta que uma guitarra pra aguentar o tranco deve ser mais top. Mas, na verdade, nunca vi um músico falando de algum problema de durabilidade a longo prazo que teve com alguma Epiphone da vida.

      Ant--
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      erico.ascencao
      mais famosas devem ter uma maior durabilidade a longo prazo, por este motivo é que músicos as utilizam na estrada pra tocar 200 shows num ano.


      Já vi muitos músicos levarem instrumentos mais baratos pro batente na estrada e deixarem os melhores para as gravações, uso em estúdio ou aparições especiais.

      Além do mais, acho que a longo prazo acontece o contrário. Um instrumento mais barato vai ficando melhor e diminuindo a diferença para o mais caro. E se depois de uns 2 anos passando pelos ciclos de mudança climática não aparecer nenhum problema na construção, dificilmente aparecerá no futuro.
      É claro que o hardware não "amadurece" com o tempo. Mas isso pode ser trocado na próxima Netstore, cada vez mais fácil hoje em dia.
      Dito isso, sim, acredito que infelizmente pagamos muito caro pela grife. Antigamente até justificava, porque não tínhamos acesso às informações e nem tínhamos opções. Mas agora é bem diferente.

      Raizen
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      erico.ascencao
      Putz, li até a página 3 e me cansei... como bom (futuro) engenheiro, preciso de objetividade.
      É aqui que você se engana.
      Nenhuma empresa vive de tecnocratas...e nenhu tecnocrata sobe em uma boa empresa.
      A guitarra é mais que um isntrumento para fazer música é uma paixão. Preço alto é uma de diversas maneiras de agregar mais valor.
      Repare na diferença entre preço e valor.

      bboytx
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      eu ainda não acredito é que ainda não tem nenhum representante da condor no forum...

      Homem Guitar
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Aqui todo mundo colocou fabricas americanas, agora a fabrica chinesa, que pelo que vi é o mesmo processo da americana, com diferença que na china a quantidade é maior.



      Sir.Paulo
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: Sir.Paulo
      · votar


      Benden:ah cara até hj não vi uma com acabamento meio abaixo do nivel de uma gibson, então pra mim isso boato, pois nunca vi né... a tocar toquei ja em 2 gibson e cara, foi bom tocar nela... então ja que sou egocentrico pra mim gibson continua uma puta marca. sei la minha opinião, talvez tu ja viu varias gibson com um nivel inferior... valeuu


      Cara eu quis dizer que se for comparar a qualidade das Gibson de alguns anos atrás as de hoje (2009-....) decaíram sim o acabamento não esta tão excelente como o de costume!

      edit:

      Mesmo assim é claro que elas continuam sendo Top perto de outras tantas marcas elas continuam sendo muito bem construídas!

      will789
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      bboytx
      eu ainda não acredito é que ainda não tem nenhum representante da condor no forum...[2]

      Zero Zen
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: Zero Zen
      · votar


      rsf

      blá, blá, blá, fender é merda, gibson é merda...bom é condor....e meta-lhe o mesmo blá, blá de sempre...

      tu é otimista, hein????!!!!!!!!


      Por certo é o amor ao debate ! hehe

      (baixinho, para que ninguem leia e o penta blues não me advirta por estar desvirtuando o tópico..mas...vc tem recebido "noticias" do dodo? em caso positivo, q que tu achou daquele Machelles DC 30R?)

      Nem me fale. Matchless são objetos de desejo, principalmente depois de ter assitido a um show do Garbage (em DVD). Os guitarristas usam um par de "heads" cada. Sonzeira braba emoldurada pela Shirley Manson !

      Não tenho espaço para amps, mas estas últimas "notícias" já me custaram um par de Wamplers.

      edalko

      Sim... mas a ideia é essa. Pega um luthier e ele acaba com todo o misticismo existente no instrumento. E vai analisa-lo como ele realmente é: madeira, ferragens, cosntrução. nada além disso.
      Vai verificar se os materiais são bons, se foi bem construída e se tem boa entonação. Só. Ponto final.

      Se é de marca, se tem valor de mercado, se foi feita com madeira de arvore de 1000 anos isso não vai importar.


      Lamento discordar. A idade da madeira faz muita diferença. Tenho visto alguns instrumentos de luthiers e mesmo de fábrica, produzidos com madeira inadequadamente seca. Corpos que racharam, braços que encolheram.

      Com um rápido exame, mesmo o melhor luthier não pode dizer se a madeira do instrumento está pronta para a fabricação. Além disso, estocagem custa bem caro.

      Talvez essas diferenças encareçam o produto final, mas certamente valem a pena, no fim das contas.

      Eu procurei desfazer toda a mistica existente nos instrumentos para ser avaliada a Condor como ela é. Se é importada, se é fake, se é isso ou aquilo nao importa. E creio que o Bertola foi feliz na avaliação nua e crua dele. Ele não comparou a Marca CONDOR com a MARCA Gibson, não colocou na mesa a comapração de anos de estrada, confiabilidade, satisfação, valor de revenda... Apenas observou os instrumentos e disse que a cosntrução da Condor é muito parecida com a GIbson. Ponto final.

      Denorex. Parece mas não é ! Só o tempo, muito tempo é que vai dizer se a Condor se equivale em alguns aspectos às guitarras da Gibson. Não nos apressemos com sentenças definitivas. É uma guitarra honesta.

      Compare duas facas

      hahahahahahaha aí pegou pesado... me recuso a rebater isso. Tanto os produtos com mesmos materiais são diferentes que as ferragens da MIA são superiores aos MIM.


      Falsa verdade. Hoje em dia, as MIM dividem diversos itens com as MIA. Pots, Knobs, Switchs, Tarrachas. As vezes até corpos e braços. Economia globalizada.

      Qual a diferença entre um Floyd Rose by Schaller ou Gotoh com um genérico. Ora, os procedimentos de metalurgia aplicados. Mantenho o que disse. Certos aspectos e comparações não podem ser feitas de afogadilho, é preciso dar tempo ao tempo. O uso continuado vai demonstrar o que é ruim, o que é bom e o que é ótimo. Gibson e Fender já provaram seu valor.

      É quase o mesmo que comparar Boss e Behringer. Você obtem timbres bons dos dois, mas... O segundo regularmente vai te abandonar prematuramente. Quando estragar, desista de consertá-lo. Já o pedal da Boss possui uma assistência técnica bem difundida e uma durabilidade certificada pelos milhares e milhares de unidades em uso por aí.

      A síndrome dos produtos 1,99 vai continuar por muito tempo.

      Mas na CHina vc tem varios niveis de produção. Tem produtos da mais alta qualidae, como os mais chulés.
      Meu amigo que lida com importação, disse que o Brasil é que fez a fama ruim da China, porque só importa os lixos...


      Por isso mencionei síndrome, este aspecto doentio. A maior parte dos produtos é feita na China. Os bons e os ruins. É preciso saber escolher. Tenho produtos chineses com muita satisfação. Mas não são do tipo "low end".

      T+

      will789
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      bboytx
      mas tem boatos q tem um tal de mauricio bahia q é da area de propaganda da empresa, hehe

      MauricioBahia
      to zuano mano!

      MMI
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      edalko

      Aplausos, concordo!
      Claro, a diferença entre uma SX, uma Condor, uma Gibson, uma Fender ou uma PRS são detalhes, eventualmente até mínimos. Mas como eu disse, é até aceitável pagar por uma marca se ela representa algo, como a Mesa Boogie, Gibson, Fender... (mesmo sendo discutível isso). Uma Condor, uma SX, uma guitarra de luthier tem que ser analisada pelo que é, não tem a mística em cima. É isso que eu me referi.
      Como tem muito garoto aqui que acha uma Gibson dessas a perfeição, e isso não é. E algumas vezes o cara precisa até ter alguma experiência e um bom amp para se valer da diferença de uma guitarra dessas.

      Hsan
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      edalko
      Se tivermos duas guitarras com FERRAGENS IGUAIS, sobra apenas madeira, construção e acabamento.
      Se ambas utilizarem madeiras de boa qualidade, foram bem construídas e tiverem ótimo acabamento, OBJETIVAMENTE, qual a diferença entre elas, para uma valer 10k e outra 1,5k?


      Um GIBSON no headstock.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10
      · votar


      will789

      :-D

      MMI: Uma Condor, uma SX, uma guitarra de luthier tem que ser analisada pelo que é, não tem a mística em cima.

      Tem que analisar a guitarra pelada!

      Abs

      will789
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      galera, no topico vcs falaram do controle de qualidade da PRS, q por qualquer coisinha joga a guita fora, né? mas eles vendem essas guitas com erros de fabricação mais baratas ou jogam no lixo msm?
      vlw

      ogner
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Se tivermos duas guitarras com FERRAGENS IGUAIS, sobra apenas madeira, construção e acabamento.
      Se ambas utilizarem madeiras de boa qualidade, foram bem construídas e tiverem ótimo acabamento, OBJETIVAMENTE, qual a diferença entre elas, para uma valer 10k e outra 1,5k?


      Quando essa guitarra existir me avisem! Pq eu vou querer a de 1,5K

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      ogner: Quando essa guitarra existir me avisem! Pq eu vou querer a de 1,5K

      Mas virá sem duendes hein...

      ogner
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      MauricioBahia

      Conversei com o duende que mora dentro da minha Fender japa ontem, e ele me disse q os duendes que moram dentro das Lespas usam calças esquisitas, passam blush, tem cabelo amarelo e ficam fazendo beicinho o tempo todo....Eu hein!!

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      ogner: usam calças esquisitas, passam blush, tem cabelo amarelo e ficam fazendo beicinho o tempo todo....Eu hein!!

      Uns pegam até surf... Hummmmmmmm Creuza!

      Konrad
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: Konrad
      · votar


      Qualquer discussão que ponha na mesa a conceituação de qualidade sem antes definir parâmetros estritos de classificação vai cair no subjetvismo puro, que se disfarça em termos opacos como "percepção de detalhes", "experiência", "melhor", "pior" e suas gradações. Qualquer definição ou afirmação que não passe por esse filtro crítico é snobbery.

      Nem vale a pena começar um debate se isso não estiver bem definido.

      MauricioBahia

      Não tenho dúvidas de que vão custar mais com qualidade provavelmente inferior às do primeiro lote.

      Infelizmente é muito provável, devido a mentalidade e mous operandi capitalista, aliado ao que se vê por aqui em terras tropicais.

      ogner
      Conversei com o duende que mora dentro da minha Fender japa ontem

      O duende da minha starto vagaba tem olhos puxados, barbicha e não gosta de interação com ninguém. Não tem feeling.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Engraçado é perceber a diferença entre um tópico bom e um ruim no FCC.

      Se o título fosse algo do tipo "as SX antigas são melhores que as atuais?" eu duvido que o assunto renderia tanto e tão positivamente, apesar de se tratarem essencialmente do mesmo tema.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Só por curiosidade, as CLP2-S numa loja na China custam, se calculei correto, R$645,00.

      http://img03.taobaocdn.com/imgextra/i3/43050425/T22EhbXd4XXXXXXXXX_!!4 3050425.jpg

      Abs

      Guilherme 90
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Tão fazendo uma zona danada por causa dessa Lemon Drop!
      Quando sair mesmo, eu vo querer um review o mais rápido possivel.
      haeUhaeUAEHUAEueauE

      Brinks
      =)

      Ant--
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      MauricioBahia
      Só por curiosidade, as CLP2-S numa loja na China
      custam, se calculei correto, R$645,00.


      Lá? Então 1.200 aqui tá barato.

      Agora que dá vontade de entrar naquela loja da foto e ficar numa sala em silêncio testando uma por uma atrás da melhor, isso dá.
      Eu desligaria até o celular e levaria umas barrinhas de cereais para não me preocupar com nada.
      Hehehe

      Ian Anderson
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Só por curiosidade, as CLP2-S numa loja na China
      custam, se calculei correto, R$645,00.


      Viva a china \0/

      aqui tah o dobro FUUU

      Homem Guitar
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      uma dessa lah nos EUA iria custar uns 250 dólares.


      Vou viajar pro eua daqui a uma semana.
      Agora quem conhece o mercado americano me diz se existe uma les paul exatamente desse estilo (les paul clássica) como a lemon drop, a clp 2. que seja por menos de 450U$ e não seja epiphone?

      Parece que lah só a gibson pode vender guitarras assim. Acredito que tem gente aqui reclamando muito de uma guitarra que vai dar mais variedade na hora da escolha.


      E adivinha qual guitarra vou comprar lah? começa com "E" e termina com pipoca.

      Bigtransa
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Homem Guitar
      tem as Agile..... les paul clássicas para todos os gostos e bolsos......

      erico.ascencao
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Homem Guitar: Agora quem conhece o mercado americano me diz se existe uma les paul exatamente desse estilo (les paul clássica) como a lemon drop, a clp 2. que seja por menos de 450U$ e não seja epiphone?

      Realmente a Epiphone deve odiar o FCC. O FCC não gosta desta guitarra porque ela é cara aqui no Brasil, o que acaba gerando uma maior expectativa com relação à qualidade da guitarra. Ninguém vai cobrar muito de um Condor de R$1000, então os clientes acabam se surpreendendo.

      Mas nos EUA as Epiphones são vendidas a preço de banana. Eu mesmo estou pensando em trazer uma Gold Top de lá (sim, desisti das Gibson LP Studio, os motivos não vêm ao caso) e pelas minhas contas vai sair por R$1300 (US$500) com case (US$80) e impostos inclusos.

      T-Rodman
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Homem Guitar
      Vendo esse vídeo aí eu penso: "em tese não parece ser muito diferente de uma fábrica no Japão, mas tem uns pequenos detalhes que fazem as guitarras de lá serem melhores: 1) a grana que cada profissional ganha para isso - eles se considerariam artesãos; 2) o olho clínico que uma pessoa com carreira, motivada, costuma a apresentar em uma fábrica dessas; 3) a quantidade e velocidade de produção: como todo 'artesão' avalia melhor o que ele está manipulando, ele acaba fazendo menos peça por dia - digamos que se um chinês produz 100 guitarras/dia, um japonês vai fazer uns 30/40. É essa a diferença que talvez faça uma Fujigen ser melhor do que uma chinesa hoje. Veja o povo nos vídeos da Fender e Gibson trabalhando... tem diferença parecida.

      Eu trabalhei no Japão em uma fábrica de plástico, fazendo armários com gaveta iguais os vendidos nos mercados aqui no Brasil hoje. A diferença entre os daqui e os de lá é algo semelhante: os armários daqui vem todas as rebarbas possíveis, enquanto por lá, cada um que pegava uma peça que saia do injetor, cortava todas as rebarbas com navalha, uma a uma, montava a peça, colava etiqueta, ensacava, empilhava e mandava para o palhet. Nem sei quantos gaveteiros se produz por aqui, por dia, mas por lá eu fazia 600 gaveteiros desses, todos os dias, nessa ordem, e em pé, ganhando 10~14USD a hora (dia/noite, 12h/dia). É diferenças desse porte que eu consigo notar em vídeos de produção de qualquer produto feito na china e no Japão, EUA, etc.

      amplexos

      T.

      Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
       

      Tópicos relacionados a ALERTA sobre as novas Condor Lemon Drop!

      305.403 tópicos 7.889.627 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital