Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      ALERTA sobre as novas Condor Lemon Drop!

      Autor Mensagem
      Hugo Queiroz
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: Hugo Queiroz
      · votar


      Achava que só as Custom Shop eram puramente handmade, o resto, com maquinário...

      Que nada, achei até bem precário a fabricação da Gibson. Digo isso por que primeiro eu vi a fabricação da Fender, onde a madeira fica em uma sala computadorizada para controlar a humidade do ambiente, tudo é milimetricamente ajustado.

      E mandar um cidadão trabalhando 8 horas do seu dia em uma única guitarra é muito mais caro do que automatizar um processo com máquinas.

      Logo depois vejo a fabricação da Gibson e toda a escolha, da madeira ao corte, é manual. Mostra até um senhorzinho de uns 65 anos que trabalha na Gibson a mais de 40 só fazendo corpo das guitarras.

      A impressão que dá é que a Gibson é bem artesanal mesmo. O que sinceramente explicaria por que tem tanta gente que ama e tanta gente que odeia.

      Agora, em termos de estrutura, a PRS me impressionou, qualquer coisinha a guitarra é jogada fora. Qualidade absurda.

      Guilherme 90
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Hugo Queiroz

      Já a Gibson é o contrário, você pode ter duas feitas na mesma semana, do mesmo modelo e mesmo assim uma ter uma pegada diferente da outra. Tudo depende do humor do velhinho que faz o corte dela. Claro que todas passam pelos mesmo processo e existem templates que eles podem seguir, mas no final sempre recaí na paixão do marcineiro.


      Ué, as Gibson STD então não feitas por maquinários, e sim manualmente por VÁRIOS Luthiers fodas.. ? fiquei MUITO supreso agora.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Hugo Queiroz:A Gibson é 100% handmade, não existe maquinário automatizado para fabricação, pelo menos não na fábrica de Nashville (maior da Gibson).

      Pô, no vídeo em Nashville tem um montão de máquinas cortando, pintando, etc... Acho que vc tá equivocado. Como disse, as Custom Shop somente são hand made.

      Documentário da History Channel:



      Abs

      Raizen
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Já a Gibson é o contrário, você pode ter duas feitas na mesma semana, do mesmo modelo e mesmo assim uma ter uma pegada diferente da outra. Tudo depende do humor do velhinho que faz o corte dela. Claro que todas passam pelos mesmo processo e existem templates que eles podem seguir, mas no final sempre recaí na paixão do marcineiro.

      Isso aí nem custom shop seria....seriam os modelos "Master Built" que tanto Fender quando Gibson possuem.

      A automação do processo não deixa a guitarra nem melhor nem pior mas garante a qualidade de um lote inteiro.

      Sir.Paulo
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Ultimamente tem havido muitas reclamações dos consumidores sobre a Gibson, alguns estão falando que a qualidade das guitarras decaiu e alguns reclamam do acabamento também que ando meio a baixo no nível de uma Gibson!

      Um exemplo:
      http://blogdoluthier.blogspot.com/2010/06/gibson-sg-standard.html

      Ian Anderson
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Hugo Queiroz
      A impressão que dá é que a Gibson é bem artesanal mesmo. O que sinceramente explicaria por que tem tanta gente que ama e tanta gente que odeia.

      Isso se chama Marketing, cada um mostra a melhor parte da fabricação. =D

      Acredito q as da Gibson Custom até pode ser assim, mas as de Gibson normal sei não.

      Hugo Queiroz
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Não posso acessar o Youtube aqui, mas quando chegar em casa posto o vídeo que eu vi.

      Só pra esclarecer, quando eu disse que é 100% handmade eu me referi que todo o processo é manual, o luthier não corda a guitarra no machado, ele usa uma máquina, mas todo controle é manual.

      Ao contrário da Fender e da PRS que todo processo é computadorizado.

      Claro que é um vídeo da Gibson, então eles podem dar uma maquiada e ao invés de ser todas as guitarras serem só as supremes, mas quando chegar em casa eu posto.

      Raizen
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Hugo Queiroz
      Ao contrário da Fender e da PRS que todo processo é computadorizado.

      Isso não quer dizer que a Gibson preza mais pela qualidade que essas duas marcas.

      rsf
      Veterano
      # jul/10 · Editado por: rsf
      · votar


      Zero Zen


      blá, blá, blá, fender é merda, gibson é merda...bom é condor....e meta-lhe o mesmo blá, blá de sempre...

      tu é otimista, hein????!!!!!!!!

      belos posts, como sempre, grande zero..

      (baixinho, para que ninguem leia e o penta blues não me advirta por estar desvirtuando o tópico..mas...vc tem recebido "noticias" do dodo? em caso positivo, q que tu achou daquele Machelles DC 30R?)

      Guilherme 90
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Raizen
      Isso não quer dizer que a Gibson preza mais pela qualidade que essas duas marcas.

      Será mesmo ?
      A Gibson com certeza tem seu padrão de qualidade muito mais controlado do que a Fender.

      Hugo Queiroz
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Isso não quer dizer que a Gibson preza mais pela qualidade que essas duas marcas.

      Em nenhum momento disse isso.

      Mas um processo manual é simplesmente mais caro que um automatizado. A hora de trabalho de um americano é absurdamente caro, isso reflete no preço.

      Hugo Queiroz
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Pelo contrário, acho que a PRS tem, hoje, uma qualidade superior a Gibson. Porém ela também cobra um absurdo por isso, as vezes muito mais que a própria Gibson.

      Raizen
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Guilherme 90
      A Gibson com certeza tem seu padrão de qualidade muito mais controlado do que a Fender.

      Ha ha.

      Raizen
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Hugo Queiroz
      Pelo contrário, acho que a PRS tem, hoje, uma qualidade superior a Gibson. Porém ela também cobra um absurdo por isso, as vezes muito mais que a própria Gibson.

      Concordo em partes...a PRS é uma marca mais nova e com conceito diferente...A Gibson pode cobrar caro em seus modelos reissue devido sua história. Eles trabalharam para conseguir isso.

      MMI
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Hugo Queiroz

      Mesmo a Gibson são bem automatizadas, não tem por onde. Eu estou indo para Memphis, onde tem a fábrica da Gibson que é a única que permite visitas. Procure no youtube, tem videos a respeito. Essa fábrica é responsável por todas ES e a Gibson Custom branca (sei lá por que). Mesmo a Gibson Custom, ela é mecanizada a produção. Vou mais longe, mesmo as Custom Shop, as VOS, as reissue, o lance de "weight relieve" e "chambered" com certeza é automatizado, não tem por onde. Mesmo porque, se você for analisar, é totalmente impossível abastecer o mercado mundial com guitarras handmades. Num dos videos da fábrica de Memphis, explicam que demora em média ao redor de 3 semanas para fabricarem uma guitarra, mesmo com a automatização. Imagine se tudo fosse handmade então, quanto demoraria e onde pararia o preço...
      Tem um video do Paul Reed Smith explicando, ele colocou máquinas onde as máquinas fazem um trabalho melhor e homens onde fazem a diferença. Essa é a idéia, além de viabilizar o abastecimento do mundo com seus produtos.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Hugo Queiroz: A Gibson é 100% handmade, não existe maquinário automatizado para fabricação, pelo menos não na fábrica de Nashville (maior da Gibson)

      Devido aos posts contra essa idéia... sua afirmação foi considerada falsa!

      Menos um mito no FCC ;-)

      hehe

      Abs

      Curly
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      "velhinhos", máquinas ?! pfff... as gibsons são fabricadas por legítimos duendes irlandeses sendo que cada instrumento vem também com um gnomo dentro para assegurar seu timbre incomparável... Quem não acreditar que serre uma e comprove !

      Hsan
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Curly
      "velhinhos", máquinas ?! pfff... as gibsons são fabricadas por legítimos duendes irlandeses sendo que cada instrumento vem também com um gnomo dentro para assegurar seu timbre incomparável... Quem não acreditar que serre uma e comprove !


      São os mesmos gnomos que roubam palhetas?

      Sir.Paulo
      Veterano
      # jul/10
      · votar




      will789
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      pô galera, sem querer ser chato, mas o topico naum era sobre a condor?

      erico.ascencao
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Putz, li até a página 3 e me cansei... como bom (futuro) engenheiro, preciso de objetividade.

      Me parece que a questão é o posicionamento da Condor Lemon Drop no mercado guitarrísitico: manter o preço ou elevar o preço? Mantendo o preço provavelmente a qualidade cai e ela acabaria roubando o espaço das CLP2. Elevando o preço ela passaria a competir com as Epiphones, amplamente mais tradicionais.

      Eis que tive uma idéia: e se a Condor fizesse uma parceira com a Malagoli ou com a GFS para fazer as Lemon Drop saírem de fábrica com captadores 57-style, por exemplo? Eu acho que seria perfeitamente cabível fazer uma Lemon Drop pouca coisa superior à CLP2 em termos de construção, já com estes captadores com uma certa grife e por um preço comparável às Epiphones. Não deixa de ser uma estratégia de competição com as Epipocas...

      Guilherme 90
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      erico.ascencao
      Eis que tive uma idéia: e se a Condor fizesse uma parceira com a Malagoli ou com a GFS para fazer as Lemon Drop saírem de fábrica com captadores 57-style, por exemplo?

      Seria excelente, até porque Malagoli faz bons caps, e as duas empresas ficariam no lucro, e nós também comprar uma guitarra de boas madeiras, construção, acabemento, além de caps bons.

      Seria muito foda realmente.

      DaniloReis
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      erico.ascencao

      Concordo cara, a Condor já tem uma strato que vem com o Kent Armstrong de fábrica, testei ela e tem um som muito legal! Nessas horas que eu comemoro por morar em Brasília, qualquer loja de esquina tem as CLP's, já testei várias vezes, pq a sede da Condor é aqui.

      edalko
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Zero Zen
      Agora, comparar pelo preço do material é esculhambar toda a cadeia produtiva

      Sim... mas a ideia é essa. Pega um luthier e ele acaba com todo o misticismo existente no instrumento. E vai analisa-lo como ele realmente é: madeira, ferragens, cosntrução. nada além disso.
      Vai verificar se os materiais são bons, se foi bem construída e se tem boa entonação. Só. Ponto final.

      Se é de marca, se tem valor de mercado, se foi feita com madeira de arvore de 1000 anos isso não vai importar.

      =-=====-=-=-=-=-=-=-

      Eu procurei desfazer toda a mistica existente nos instrumentos para ser avaliada a Condor como ela é. Se é importada, se é fake, se é isso ou aquilo nao importa. E creio que o Bertola foi feliz na avaliação nua e crua dele. Ele não comparou a Marca CONDOR com a MARCA Gibson, não colocou na mesa a comapração de anos de estrada, confiabilidade, satisfação, valor de revenda... Apenas observou os instrumentos e disse que a cosntrução da Condor é muito parecida com a GIbson. Ponto final.

      Acho que nesse ponto que o instrumento deve ser avaliado.
      Entendeste??



      Compare duas facas

      hahahahahahaha aí pegou pesado... me recuso a rebater isso. Tanto os produtos com mesmos materiais são diferentes que as ferragens da MIA são superiores aos MIM.

      A síndrome dos produtos 1,99 vai continuar por muito tempo.

      Mas na CHina vc tem varios niveis de produção. Tem produtos da mais alta qualidae, como os mais chulés.
      Meu amigo que lida com importação, disse que o Brasil é que fez a fama ruim da China, porque só importa os lixos...

      MMI
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      edalko

      Se é de marca, se tem valor de mercado, se foi feita com madeira de arvore de 1000 anos isso não vai importar.

      Aí já não concordo... Honestamente, se você ficasse entre duas guitarras idênticas para comprar, exatamente o mesmo som, a mesma tocabilidade e mais, o mesmo preço. Só que uma vem escrito Condor e outra Gibson, qual escolheria? Não tem jeito, o nome tem seu valor, o valor de revenda tb, não há como fugir. Há quase 5 anos comprei uma Gibson que hoje é vendida a quase 3 vezes o que eu paguei (usada). Será que uma Condor teria essa valorização?
      Só que a Condor por não ter essa grife, toda uma mística ao redor dela, realmente tem de ser avaliada pelo que ela é. É como uma guitarra de luthier, pode ser muito boa, muito bem construída, deve ser avaliada pelo que ela é, porque na hora de vender ela será avaliada como um pau com cordas.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/10
      · votar


      edalko

      as fender mexiacanas são lixo nos EUA. Custam 399 dolares.

      Esqueci: a melhor Fender que tive, foi uma MIM... hahahaha

      Meldels!

      É por isso que devemos sempre repetir: "não julgueis"!

      Abs

      Benden
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Sir.Paulo
      ...e alguns reclamam do acabamento também que ando meio a baixo no nível de uma Gibson!

      ah cara até hj não vi uma com acabamento meio abaixo do nivel de uma gibson, então pra mim isso boato, pois nunca vi né... a tocar toquei ja em 2 gibson e cara, foi bom tocar nela... então ja que sou egocentrico pra mim gibson continua uma puta marca. sei la minha opinião, talvez tu ja viu varias gibson com um nivel inferior... valeuu

      Manubio
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Eita que tópico gigante.

      Em relação a China: Como já disse em alguns tópicos, quando meu pai foi ate lá, a Gibson me indicou uma loja para compra de uma Epiphone Zakk Wylde. Com case, dólar a 1.7, a guitarra chegou para mim por 1100-1200 reais. Ou seja, chegaria ao Brasil sendo comprada em larga escala por aproximadamente uns 1600-1700. Sendo assim, considero um preço justo para ela algo em torno de 2300 reais no máximo.

      Sendo assim, uma epiphone standard deveria custar no máximo seus 1400-1600 reais. Considerando que a "amada" Condor Lemon chegasse por volta de 1600-1800, eu acharia um preço justo se a guitarra for boa como dizem.

      Pouco me importa se ela é feita por velhos anciões cegos ou por onças pintadas, pois para o mercado continua sendo a mesma Condor que fabrica as gx20.

      Sobre guitarras no geral, testei uma Gibson outro dia, sem saber Madeira, captadores, simplesmente liguei ela num amp da loja de um conhecido, e Tê direi que não senti o orgasmo musical que tantos parecem sentir.
      E fui mais longe, um amigo de um amigo importou uma Tom Anderson caríssima, de um guitarrista famoso do qual não mencionou o nome. Fui convidado a tocar na criança na qual foi paga a pequena quantia de 16 mil dólares, o acabamento era fantástico, a pegada gostosa, e a definição dos captadores eram ótimas, mas nada tão alem da realidade de qualquer outro instrumento bem feito. ( Testei ela com o meu amplificador mesmo )

      Isto tudo me levou a simples conclusão de que marcas como Gibson, Fender e até a Tom Anderson ganham demais na fama, se eu fosse milionário com certeza compraria muitas coisas deles de olhos fechados pela fama de qualidade oferecida e comprovada. Mas percebi também quão estreita é a diferença entre instrumentos simples e os caríssimos. Logo muitas vezes teremos que analisar valores não pela qualidade oferecida, mas sim pelo valor que a marca agrega ao instrumento.

      Sobre a questão manual ou roborizada, sigo a PRS, o acabamento provavelmente fica melhor feito a mão, mas garanto que luthier algum tem a mesma precisão de uma máquina na hora de cortar, lixar, desenhar. As máquinas realmente garantem uma qualidade homogênea na fabricação. E é lógico que hoje a Madeira ainda tem que ser escolhida pessoalmente.

      Abraço galera, espero ter ajudado em algo.

      edalko
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      MMI

      Fala mestre...
      Mas vcs não estão entendendo aonde quero chegar.
      Lógico que entre uma Condor e uma Gibson eu vou ficar com uma Gibson, mas numa hipótese em que ambas tivessem o mesmo preço. Mas avaliando também a marcar e comercialidade posterior do produto, bem como sua valorização.

      COmo expliquei no post anterior, o legal é avaliar a guita, esquecendo a marca que possui.
      Daí sim podemos ter uma objetividade sem a influência da marca.

      Muita gente qualifica um instrumento pela marca sem ao menos se dar ao luxo de avaliar objetivamente o instrumento.

      É ISSO QUE ESTOU DISCUTINDO

      Lógico que se pintar uma Fender Masterbuilt por 3k eu vou comprar... mas porque eu amo Fender ou acho ela uma guitarra excepcional, supra sumo do planeta????
      Com certeza não...
      Porque vou vendê-la por um preço muito superior, e só.

      Sei lá gente... posso estar enganado e ser visto por muitos como um idiota, mas não vejo no instrumento assim tanto a mais para custar os absurdos que pedem.

      Se o instrumento faz o que tem que fazer bem feito, pra mim é o que importa.

      Mas daí vão dizer: mas o mala do Edalko tem um mesa boogie... Mas me mostre um amp nacional ou mesmo valvulado industrial mais em conta que tenha a infinidade de sons do mesa?

      E vão dizer também: mas o mané tem uma Gibson Joe Perry... sim! mas quem me conhece mais e conversa comigo pelo msn vai saber os termos da negociação e o porque de eu ter pego essa guita, que foi consequencia de uma série de negociações (quase igual a do piá que comecou com celular e terminou com o Porsche).

      Na minha concepção (e cada um tem a sua) eu acho que uma guita só porque usa um top de birdseye, é feita manualmente, e tá toda fudida de fábrica não vale rios de dinheiro.
      Desculpe se nado contra a maré!

      edalko
      Veterano
      # jul/10
      · votar


      Manubio

      Acho que vc é o unico que entendeu o que eu quis dizer, e que também chegou na mesma conclusão:Isto tudo me levou a simples conclusão de que marcas como Gibson, Fender e até a Tom Anderson ganham demais na fama, se eu fosse milionário com certeza compraria muitas coisas deles de olhos fechados pela fama de qualidade oferecida e comprovada. Mas percebi também quão estreita é a diferença entre instrumentos simples e os caríssimos.

      Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
       

      Tópicos relacionados a ALERTA sobre as novas Condor Lemon Drop!

      304.994 tópicos 7.883.148 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital