Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      【FIXO】Caixas acústicas e alto-falantes - Para tentar tirar todas as duvidas

      Autor Mensagem
      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 25/ago/16 10:24
      · votar


      boblau

      Pelo preço, acho que os falantes não devem ser celestion ou eminence. O vendedor não soube me dizer modelo e ano.

      Sobre o comentário do Ismah, acho que ele tá certo, olha os endorseer da marca. Não dizendo que seja impossível tocar jazz com uma Randall, aliás, equip bom é equip bom e ponto final. O ponto é que, como Randall é mais voltado pra som pesado, se o resultado pra tocar outras coisas não for 100%, pode ser por causa do equip não ser dimensionado para o que vc tá querendo. Foi isso que eu entendi pelo menos.

      Outro exemplo: Fala em blues e já pensa e Fender. Tem muito nego por aí que usa Mesa pra blues e fica fantástico, entre outras muitos equips bons. Mas se vc pegar um Dual Rect, que é um bom equip, e tocar blues, pode ser que fique bom, mas se não ficar vc já sabe que talvez seja porque é um amp mais voltado pra higain.

      boblau
      Veterano
      # 25/ago/16 17:53
      · votar


      acabaramosnicks

      pense como achar melhor.

      Só lembre que o Nuno é endorser....

      Ismah
      Veterano
      # 25/ago/16 18:07 · Editado por: Ismah
      · votar


      boblau

      Meu caro... Meu caro... A Randall tem NA LOGO "We are metal", e todos os amplificadores que conheço, e estão no site, são de alto ganho, como todos os endorçados, são membros de bandas heavy.
      Me desculpe, mas quem parece desconhecer a marca é o senhor.

      Independente do AF que estiver na caixa, a caixa pode ser OTIMIZADA para determinada curva de resposta... Isso é engenharia, e começa pelo uso de grade e não tecido ortofônico em grande parte dos gabinetes, paredes normalmente maciças e espessas ao que parece, e os dutos triangulares (vented bass reflex), visíveis em muitas caixas, quando não caixas seladas (bass reflex).

      Posso plugar meu cabeçote e sair tocando, talvez tenha um ótimo resultado, talvez não... Normalmente a mistura de amps "like a Fender", com AF's "like a UK", não soa muito agradável, pela estridência e ausência de médios.

      Mas, claro, são teorias apenas.

      As top de linha costumam vir com Celestion V30, V-type, Eminence G12H (apenas na linha Trasher pelo que lembro), está correto.

      PORÉM, temos vários com AF's da própria marca como o RS10, RS12, RD12, USM-RS12, G12J (mais antigo, alguns dizem ser Celestion G12H com outro nome) e o Jaguar... Todos AF's que eu DESCONHEÇO, então sim, minha afirmação baseada no contexto da marca, procede plenamente.

      Alguns citam que os "Custom Designed Randall Speakers", são projetados e fabricados pela Eminence, mas não há nada oficial que eu conheça.

      Mas como eu só posto pérolas... Uns links do site da marca...

      Linha RD-DIAVLO

      http://www.randallamplifiers.com/product/rd412d/

      http://www.randallamplifiers.com/product/rd212/

      Linha RG (SS)

      http://www.randallamplifiers.com/product/rg412/

      Ah, o choro está liberado!

      boblau
      Veterano
      # 25/ago/16 18:42
      · votar


      Ismah

      continua me mostrando que não conhece nem 1 % do trabalho da marca. Aliás, mal consegue entender o que o site da marca diz, olhando seus comentários sobre a linha de produtos da empresa.

      Continuo achando que vc é um rapaz interessado e que espalha uma falsa "experiência" influenciando na decisão de leigos que vem aqui atrás de experiências de músicos e técnicos.

      Sua palavra aqui vai passar a ser avaliada como não confiável em pouco tempo, acredite. É muita pseudo teorias, retiradas de sites da internet, como o filho do Lula fez. Muito Crtl C Crtl V para a minha idade...

      Para sua informação, não só conheço a marca há décadas, como toquei com estes ampificadores e tenho um. Conheço a história do fundador , Sr Don Randall, por trás e o porque da opção pelo rótulo de metal da marca depois de sua morte.

      Se vc até hoje não teve a oportunidade de tocar ou de trabalhar como técnico com amplificadores desta marca, por que dar opinião???? Ou melhor, por que afirmar coisas que não teve a experiência real ???? Para que isto? Para se auto afirmar? Só vai se prejudicar.

      Só tenho agora a lamentar a perversa influência de suas afirmações baseadas em pesquisas baratas de internet, colocadas como experiência real. É uma pena, mas não estou aqui para te fiscalizar.

      Mas não vou ficar calado quando, como neste caso, suas afirmações beiram a infantilidade.

      Se acha que estou chorando, estou mesmo. Mas melhor não dizer aqui a razão do meu choro.

      Ismah
      Veterano
      # 25/ago/16 19:31
      · votar


      boblau

      Não seria mais sábia de sua parte me corrigir então? Aliás, tu apenas disse que eu estou errado, e que conhece a marca.

      Ótimo, fico feliz que saiba mais que eu, tenho muito a aprender, desde que compartilhe seu conhecimento. Caso contrário para mim e para o fórum, sua pessoa deter conhecimento, é indiferente.

      Pense nisso.

      boblau
      Veterano
      # 25/ago/16 23:47
      · votar


      Ismah

      estou sempre com disposição para responder a qualquer questão de meu conhecimento e experiência, seja sua ou de qualquer outro aqui.

      Se tiver alguma questão objetiva em relação ao assunto em questão e eu tiver domínio do fato, responderei como sempre faço.

      Em relação a vc estar errado, eu não disse isso. Eu somente questionei as suas afirmações já que não são embasadas do mínimo conhecimento prático.

      Se não conhece (e provou que não conhece mesmo), não informe. Faça de sua palavra algo útil.

      Ismah
      Veterano
      # 26/ago/16 01:16
      · votar


      Começaria por contar a história da marca, como um técnico de rádios, muito chegado ao ilustre Leo Fender, cria sua empresa nos anos 70. E como foram parar no alto ganho. E qual o objetivo dos Randall, já que não são voltadas ao hi-gain.

      boblau
      Veterano
      # 26/ago/16 06:44
      · votar


      Ismah

      1- Don Randall não era "muito chegado" a Leo Fender. Era o sócio de Leo Fender.

      2- Foi o único responsável por todas as vendas e marketing durante os 20 anos da Fender, antes da venda da empresa, que ele capitaneou, a pedido de Leo Fender, por estar com sua saúde debilitada.

      3- Foi o criador dos nomes - Broadcaster, Telecaster e Stratocaster e a maioria dos brandnames da Fender. Vc sabe de onde vem o nome Telecaster? De televisão. A grande moda do início dos anos 50...

      4- Foi o VP da Fender de 1965 até 1969, quando se demitiu por não concordar com a política da CBS frente aos negócios Fender.

      Portanto, vc não está falando de um técnico de rádios chegado ao Leo Fender. Vc está falando de um homem que é considerado com sendo o responsável por transformar em dinheiro e negócio a genialidade de Leo Fender. Não só ele vendia, e fazia o marketing, como corrigia vários projetos de Leo, por exemplo a exigência de um tensor em braços nas guitarras Fender e os circuitos de amplificadores feitos para não distorcer em altos volumes dos amplificadores Fender.

      A criação da empresa Randall foi baseada na visão de que a tecnologia do transistor iria ser mais barata e prática do que a de válvulas e a empresa se dedicou a desenvolver amplificadores transistorizados no início da década de 70. Em paralelo, a empresa na década de 90, depois de ter sua marca vendida, a Randall desenvolveu junto com Bruce Egnater, o sistema MTS, que, sem dúvida, foi a maior revolução em termos de tecnologia para uso profissional em termos de amplificação de guitarra. O sistema permitia, praticamente, ter qualquer amplificador de guitarra em um só.

      Com a morte de Don Randall, o sistema MTS foi questionado pela sua versatilidade e nomes como George Lynch e Kirk Hammet, já intimamente ligados ao nome Randall, deram personalidade a uma linha de amplificadores transistorizdos trazaendo a marca a imagem de ampplificadores hi gain, com baixo custo e qualidade top. Este posicionamento atual de mercado, confere a Randall seu market share em amplificadores de guitarras e sua sobrevivência.

      Mas isto nada tem a haver com sua afirmação que os amplificadores são voltados exclusivamente para hi gain ou metal. A linha Randall é muito maior que seu posicionamento de nicho.

      Por isso, perguntei ao formulador da pergunta, qual o modelo e ano da caixa, pois somente com estas informações é possível de se saber de que equipamento estamos falando, pois em se falando de Randall, podemos ir de um Blackface até um Triple Rect, de um JC120 a um RG de 300 watts solid state.

      E quanto ao preço da caixa estar barato, nada tem a haver com a qualidade dela, uma vez que estes estereótipos baratos tipicamente brasileiros que vimos aqui neste tópico, muitas vezes nos presenteiam com produtos de alta qualidade.

      Complementando: para de falar sobre o que vc não conhece e fica colando aqui da internet. O primeiro Randall em que toquei foi em 1983.... se seu perfil estiver correto (não foi colado da internet tb né?) provavelmente teus pais deveriam estar na escola ainda e nem se conheciam.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 26/ago/16 08:13
      · votar


      Nossa, que treta desnecessária.
      Até onde eu sei, os randall são sim voltados para metal. O que eu quero dizer com isso é que o timbre deles é puxado para o que as pessoas costumam querer quando tocam metal. Mas, como nem tudo quer a mesma coisa, é claro que acaba tendo o timbre que outras pessoas querem para tocar outras coisas. E como dito antes, equip bom é equip bom e ponto final, não vai te deixar na mão.

      Ismah
      Veterano
      # 28/ago/16 20:29
      · votar


      acabaramosnicks

      Agradeço o apoio, mas ele é desnecessário...
      Tu tá chegando agora, fique tranquilo, não é nada pessoal entre nós...
      E não há treta, há duas pessoas dialogando sobre ideias diferentes, como bem pode ler. Se todos concordássemos o fórum perderia o sentido, meu amigo.

      boblau

      Interessante, sabia que ele era algo próximo do Leo, mas não que era sócio.

      Pessoalmente eu não vi nenhum Randall not-hi-gain por aí. Desde que comecei a me inteirar com a guitarra a 6 anos, visito sites de marcas de equipamentos com certa frequência e não me recordo de ter visto NADA a respeito de amplificadores que não fossem de alto ganho.

      Sabia sim que era possível uma marca que existe desde antes da "era metal" dos 80's, ter algo que não fosse hi-gain, mesmo que nunca tenha visto, e essa opção estava implícita na minha resposta, lá no começo, quando "geralmente voltado para heavy metal e variantes".

      É muito menos provável que seja uma caixa antiga, principalmente pela sua raridade e baixo preço da oferta, coisas assim não condizem.

      Sobre teu complemento...

      Bem, sobre parar de responder a tópicos com o que eu sei - e que não é cópia de internet - é muito melhor, que deixar o rapaz sem resposta, ainda mais se foi uma pergunta pessoal. Mas... Se reparar bem, eu coloquei um "normalmente", não excluindo hipótese de que possam haver outros tipos.

      E sua opinião, oposta, é muito bem vinda e DEVE ser levada em conta pelo colega, acabaramosnicks.

      Lamento informar, meus pais já eram casados a 1 ano (13/Jan/82), e meu pai e mãe são de 59 e 63... rsrs

      Peppe9
      Veterano
      # 14/nov/16 14:49
      · votar


      Fala pessoal, blz?

      Seguinte, uma opinião de vcs, por favor.

      Tenho aqui um head Vox NT de 2w, então estou pensando em fazer uma caixa acústica. Vi que os NT usam falante da Celestion Greenback 10" , 30w e 16 ohms mas está meio difícil encontrar no mercado esse falante. Encontrei o Greenback 12", 25w e 16 ohms.

      Acham que rolaria legal com um falante 1x12"? Ou por se tratar de um amp "fraco" de 2w eu teria que usar um de 10"?

      Tbém tem diversos outros, V30, tem até uma edição de aniversário que tem um imã mais pesado, mas não sei se isso faz diferença.
      Se alguém puder me dar uma luz, agradeço!
      Abraço!

      henriquelhrf2
      Veterano
      # 17/nov/16 09:27
      · votar


      Peppe9
      Tudo depende de quanto vc vai investir. Tem Greenback pra todos os bolsos. Tenho um inglês de 12" que é uma beleza. Tô com o Night Train de 15w aqui.
      Vá na http://www.celestionshop.com/ e escolha o seu. Lá tem o Greenback 10".
      Até onde sei, a questão do tamanho do falante não é problema, mas sim a potência. Se bem que meu amp de 7w funciona bem com meu falante de 75W. Tem amp de boutique de 4w que vem com 2 falantes de 70w de 12". Já vi vídeos de cabeçote Marshall de 1w empurrando uma 4x12 com timbre excelente, sendo inclusive elogiado pelo guitarrista em comparação com um head de muito mais potência.

      henriquelhrf2
      Veterano
      # 17/nov/16 09:28
      · votar


      Sem dúvida eu pegaria um falante de 12" pra reforçar os graves que costumam ser parcos num amp de baixa potência!

      Peppe9
      Veterano
      # 18/nov/16 15:35
      · votar


      henriquelhrf2
      Opa, legal, foi o que fiz. Dei uma boa pesquisada e acabei pegando o Celestion V30 de 12". Vamos ver o que rola. Acredito tbém que ficara muito bom. Ainda to esperando chegar.

      Valeu!

      SALVATTIMGS
      Membro Novato
      # 20/nov/16 21:33
      · votar


      Conversei com pessoal da ALIEN sobre a compra de um Monster 50W e 1 caixa 1X12 com falante Alien Hammer de 80W. Me responderam o email dizendo que deveria usar o AMP no máximo a 30W porque se usasse todos os 50W nele haveria a chance de danificar o falante. Isso procede????

      Ismah
      Veterano
      # 20/nov/16 23:41
      · votar


      SALVATTIMGS

      Sim e não... É um cálculo bem complexo, e existem muitas variáveis envolvidas.

      Basicamente

      - Existem basicamente três tipos de caixa de guitarra: open back, que se comporta como uma placa de tamanho finito; closed back, que se comporta como uma caixa de suspensão acústica, também chamada bass reflex; as partial open backs, se comportam de uma maneira especial, que ainda não tenho certeza.

      - A caixa, a princípio tinha função de apenas isolar e abafar o ar de fase contrária, movimentado na parte de trás (em relação com o movido pela parte da frente). Com o tempo viu-se que com dimensões corretas numa bass reflex, se poderia entre outras coisas, controlar a excursão máxima do cone - e é aqui que a caixa interferiria na sua resposta.

      - Há uma NBR (norma técnica) que AF's devem suportar um pico de 6dB/4 vezes a potência nominal. Entretanto. Porém, AF's de guitarra são a princípio AF's de construção antiga, como se fazia as vezes meio século atrás, colocados numa caixa com medida aleatória.

      - Dentro da zona linear, aka amp CLEAN, está-se operando com folga absurda

      - Dentro da zona não-linear, aka amp distorcido, está se operando de uma forma imprevisível, logo sendo eles fabricantes

      Entrei em contato com a empresa para tentar entender melhor o que se passava.

      SALVATTIMGS
      Membro Novato
      # 22/nov/16 09:56
      · votar


      Entrei em contato com a empresa para tentar entender melhor o que se passava.

      Obrigado!

      Ismah
      Veterano
      # 22/nov/16 18:44 · Editado por: Ismah
      · votar


      Conversei com a Carol (comercial), e foi repassado para o Ronaldo (parte técnica).

      Aparentemente, houve um caso, onde houve queima nessas condições. Porém não é tão simples... Precisaria estar com o alto ganho e volume do amp, quando criado/usado feedback, pode estar realmente chegando a dar onda quadrada (conduzindo corrente durante o ciclo todo da onda). Já isso leva a outros detalhes, com projeto do amp envolvido, etc... E sim, pode-se queimar o falante por excesso de potência, pois nesse momento ela chegaria a dobrar, ou até além talvez - se está fora da zona linear, onde é possível se prever por cálculos matemáticos...
      Mas ainda estou tentando entender o que se passou, e estamos conversando sobre o tema...

      Desta forma, passaram a recomendar o que te foi passado.
      E pessoalmente, respeito eles como fabricantes, e qualquer coisa que venha a acontecer fora dos parâmetros recomendados, está sim, no direito deles não se responsabilizar. Faça por sua conta e risco. :)

      henriquelhrf2
      Veterano
      # 23/nov/16 11:56
      · votar


      Estranho isso.

      A Vox sempre vendeu amps de 15 e 30w com falantes de 15 e 30w, respectivamente. Hoje o AC10 vem com um falante de 10w também.

      Ismah
      Veterano
      # 24/nov/16 14:13
      · votar


      henriquelhrf2

      Exatamente! Mas tem mais coisas na jogada, a construção do falante, acerto de ganho do amp etc...

      Ismah
      Veterano
      # 24/nov/16 18:40
      · votar


      Bem, refletindo sobre o caso, com ajuda do Pedrone, cheguei a outra conclusão...

      Um pedal que distorça o sinal, na entrada de um amp, pode sim, empurrar além da potência nominal.

      A Marshall por exemplo, mantém 4x12" mais fraca com 100W : 1960AX ou 1960BX.

      Como citado, a Vox é uma marca que opera no empate. Supondo que falam a verdade, não sei dizer, mas já li que a distorção do AF, faz parte do timbre característico Vox.

      Outra coisa... Caixas abertas (não confundir com dutadas) não dispõem de controle de excursão(não há suspensão acústica), o que pode fazer eles rasgar o cone.

      Não está errado operar na proporção com uma caixa com o dobro de potência, mas dessa forma, o timbre é alterado.
      Há quem diga que a máxima de timbre se obtém, com uma caixa de mesma potência do amp, mas em contra-partida, isso é muito arriscado para danificar os AF's.

      henriquelhrf2
      Veterano
      # 30/nov/16 10:40
      · votar


      Li em foruns gringos que a potência divulgada pela Celestion é "conservadora". Isso explicaria o fato de haver um monte de AC15 por aí com falante de 15w sem apresentar qq problema. Talvez a Alien tenha optado por uma política oposta a essa e seus falantes aguentem menos do que o divulgado.

      Ismah
      Veterano
      # 01/dez/16 06:34
      · votar


      henriquelhrf2

      Não Henrique... De fato, a construção vintage, interfere no caso... Temos hoje aramida, IMPP, GIPP, Neoglass, PBO, Kevlar (a prova de balas), CMMD, HCL, HOP, Kaladex, Mylar/PET, Polieterimida, ... Uma infinidades de materiais um mais forte que o outro, e boa parte deles tende a durar mais que nós, mas ainda fazemos AF's para guitarra com celulose em bastidores de pano. rs

      A questão da Celestion ser conservadora, é que ela pode obedecer o que o IEC 268-1 manda, enquanto nós seguimos a NBR 10 303. Achou que era só os pinos das tomadas? rsrs

      A diferença é na forma de medição, e isso causa diferença... Não é só aqui que enfrentamos problemas, na linha pro-audio isso é sempre problemático... Brasileiro gosta de números grandes, e a NBR ajuda a obter eles rsrs

      Mas todavia, faz sim sentido que o AF possa fritar, como disse, onda quadrada pode jogar 2 vezes a potência nominal na saída... Eu confio no trampo do Ronaldo, e sei que muita gente (Távio "T" Miranda, Augusto Pedrone, Andy Serrano, Carlos A. Adolphs, Paulo Acedo, Fernando JCS...) recomendam isso, exatamente pelo problema cidado, da onda quadrada subir exponencialmente a potência...

      Curiosamente o half stack mais fraco da Marshall, é a 1960TV com 120W... Se lembro bem e ela é recomendada para amps de 50W , ou em full stack rsrs

      Não há nada de errado...

      Ismah
      Veterano
      # 01/dez/16 06:36
      · votar


      Ah e mais um detalhe... A vox usa EL84, são válvulas que simplesmente quase não entregam graves, ou seja... Alta potência, com pouca excursão...

      SALVATTIMGS
      Membro Novato
      # 02/dez/16 12:03
      · votar


      Ismah

      Uma pergunta, esses FALANTES da ALIEN são tão ruins assim mesmo??? não vale a pena?

      Ismah
      Veterano
      # 02/dez/16 15:04
      · votar


      Nem de longe são ruins... Confio muito no trabalho do Ronaldo.
      Acho que eles estão mais próximos dos falantes de décadas passadas, que os comercializados em larga escala...

      Não é questão de ser ruim, mas é questão de que eles se reservam a essas recomendação, e não sem razão...

      SALVATTIMGS
      Membro Novato
      # 02/dez/16 21:50
      · votar


      Não é questão de ser ruim, mas é questão de que eles se reservam a essas recomendação, e não sem razão...


      Porque ouvi muitos comentários negativos acerca desses alto-falantes....

      Ismah
      Veterano
      # 03/dez/16 00:20 · Editado por: Ismah
      · votar


      Olha eu não li nada contra. O que sei é que guitarra é sempre feito meio que na sorte...
      Tirando Eminence, nenhum outro fabricante que eu conheço, fornece parâmetros Thielle-Small (TS) dos AF's de guitarra, para que o cliente possa projetar uma caixa. Então fica tudo meio que na sorte...

      Aliás.... Que projetam caixa pra guitarra, com toda a engenharia disponível, sei só do Fernando/JCS e da Randall (não confirmado).

      Nessas, qualquer coisa pode dar merda... Uma open back pode rasgar a qualquer momento, se entrar o sinal de um baixo, porque é a suspensão acústica da caixa fechada, que controla mecanicamente um pouco excursão máxima do cone... Etc etc etc

      Na prática... Estourou o falante do amp de guitarra? Não dá pra dizer que o AF é ruim na maioria das vezes, porque é totalmente imprevisível o que pode acontecer - se está numa zona não linear, isto é, não dá para prever por cálculos o que vai ocorrer...

      Geralmente alguma coisa extrapolou o limite projetado - quando é projetado, as vezes é feito na sorte, principalmente os artesanais - ou muitas vezes não se sabe o limite (pois faltam os parâmetros TS), e aí a coisa fica monstruosa, porque nem o que se pode prever é viável...

      E é assim a mais de meio século com guitarra... rsrs
      No mundo do som automotivo, e profissional também tem.
      No automotivo é onde mais rola fazer caixa com porta de armário e ir tentando achar um falante que soe bem ali.
      No PRO, como se busca eficiência, a tecnologia costuma estar presente até nos níveis baixos. Mas rola cagada igual, ou porque até tem a ferramenta certa, mas não tem conhecimento pra usar corretamente; ou ainda pior, porque não tem conhecimento pra escolher a ferramenta certa, e faz assim por ter visto fulano fazer parecido.

      Ramsay
      Veterano
      # 03/dez/16 02:43
      · votar


      SALVATTIMGS
      Não se liga muito no que o Ismah falou acima pq de vez em quando ele pira e tem surtos de megalomania.
      Eu já testei uma caixa com alto falante da Alien e tb achei bem ruim.

      SALVATTIMGS
      Membro Novato
      # 03/dez/16 10:11
      · votar


      Não se liga muito no que o Ismah falou acima pq de vez em quando ele pira e tem surtos de megalomania.
      Eu já testei uma caixa com alto falante da Alien e tb achei bem ruim.


      Você diria que o problema é do falante ou de construção da caixa também?

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 【FIXO】Caixas acústicas e alto-falantes - Para tentar tirar todas as duvidas

      302.806 tópicos 7.837.555 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital