Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      【FIXO】Caixas acústicas e alto-falantes - Para tentar tirar todas as duvidas

      Autor Mensagem
      prdsmith
      Membro Novato
      # 27/jul/16 23:45
      · votar


      Pessoal, tô com uma dúvida aqui.

      Tem uma caixa 2x12, cada falante tem 8ohms.

      Em qual saída do Head eu tenho ligar a caixa?

      2x8 ou 2x16?

      boblau
      Veterano
      # 28/jul/16 00:05
      · votar


      prdsmith

      a princípio seria na 2 x 8....

      mas vc precisa se certificar qual a impedância da caixa e qual a do amp.

      2 falantes de 8 ohms em paralelo tem 4 ohms, já em série tem 16 ohms....

      Tem que casar isto direito

      prdsmith
      Membro Novato
      # 28/jul/16 00:24 · Editado por: prdsmith
      · votar


      Tá ligado em série. Seria na 2x16 então, correto?

      Seria pra ligar num marshall JVM 205h.

      Já agradeço pela ajuda.

      boblau
      Veterano
      # 28/jul/16 08:11
      · votar


      prdsmith

      se vc tem certeza que os dois alto falantes de 8 ohms estão ligados em série, vc liga na saída 1 x 16.

      Vc sabe o que é série e paralelo, certo?

      prdsmith
      Membro Novato
      # 28/jul/16 22:32 · Editado por: prdsmith
      · votar


      Sei sim, está em série, aí soma as impendâncias, certo?!

      Dois alto falantes de 8 omhs em série é na 1x16 então?

      HeitorFavaro
      Membro Novato
      # 28/jul/16 22:46
      · votar


      Gente, como que eu crio tópico aqui no fórum?

      Ismah
      Veterano
      # 29/jul/16 01:15
      · votar


      Vai na sala do assunto, e rola até o fim...

      boblau
      Veterano
      # 29/jul/16 08:03
      · votar


      prdsmith

      isso mesmo

      DimeMegadeth
      Veterano
      # 04/ago/16 00:34
      · votar


      Qual a diferença de ligar os falantes em série ou paralelo?
      Desde que comecei a pesquisar sobre que valvulado comprar, começaram a surgir mil dúvidas por dia... não existe uma espécie de "bíblia" dos valvulados? Algum artigo, blog, um texto, algo que eu possa ler e/ou assistir e entender dessas coisas? Algo confiável; tenho até medo de ler alguns textos de Alguns blog.. tem muito metido a sabichão que ni final sabe mesmo que eu... hahahhh

      Obrigado a todos desde já. Abração!

      Ismah
      Veterano
      # 04/ago/16 06:13 · Editado por: Ismah
      · votar


      existe uma espécie de "bíblia" dos valvulados?

      O livro do J Fonseca do fórum valvulados.com.br é um começo... Todavia pode postar aqui dúvidas, ou nos grupos espcializados do face, como o "amplificadores e equipamentos valvulados" do Valter Medina...

      algo que eu possa ler e/ou assistir e entender dessas coisas?

      Não é simplesmente uma coisa que vá te fazer entender tudo, é muito amplo... Acústica do AF, caixa, elétrica do circuito, musicalidade do circuito...
      Algumas coisas certas, estão erradas...

      Em amp de guitarra, é muito difícil aprender em curso técnico, porque nenhuma engenharia estuda as coisas fora do zona linear, ou seja quando distorce a parada não dá mais pra prever o que vai rolar, e toda a engenharia vai pelos ares...

      Não desista, mas entenda que não é algo tão simples que se aprenda de hora para outra. :)

      Qual a diferença de ligar os falantes em série ou paralelo?

      Sonoramente nenhuma - há quem discorde.
      Eletricamente, a impedância resultante. Procure por "associação de resistores".
      A variação de impedância, reflete na corrente que poderá fluir nos AF's, isso implica em mais ou menos potência dissipada, considerando uma mesma saída.
      A partir de certo ponto, a tensão chega a seu limite, e apenas a corrente que flui pode aumentar, e quando essa fica maior do que a que fonte pode fornecer, e começa o famoso SAG...
      Quanto mais baixa a impedância (carga), mais corrente é drenada, e o headroom é menor do que com o dobro da carga - considerando uma mesma saída.
      Sempre vem especificada a carga mínima, mas nada me impede de colocar uma carga de 6, 8, 12, 16 ou... O Fender King Reverb de usa 3AF's para diminuir o headroom, operando em 2,6 Ω... Dá pano pra manga...

      Ismah
      Veterano
      # 04/ago/16 12:40
      · votar


      Mick Wolf (antiga Classic Luthieria) anúnciou seu retorno!

      Mensagem publicada no face ontem 03/Ago/16

      Perfil da empresa

      https://www.facebook.com/mickwolfaudiodesign?fref=ts

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 04/ago/16 13:25 · Editado por: acabaramosnicks
      · votar


      Ismah
      Me ofereceram um cab com falantes desses caras aí. Não tenho certeza, mas vou ver se consigo ir até a casa do cara pra testar, que sabe o negócio é bom. Vi no outro tópico que vc tem/tinha alguma coisa deles, na época da classic. Tem como vc descrever mais ou menos o timbre?

      Ismah
      Veterano
      # 06/ago/16 13:16
      · votar


      Acho que fui um dos primeiros clientes, até hoje ele usa fotos do meu gabinete como exemplo. Então sou meio suspeito de falar.

      https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1435652813414827&set=a.1387344 701578972.1073741827.100009103664854&type=3

      Cópias dos americanos Jensen Mod, que eu diria eram copiados/baseados nos clássicos ingleses... É uma modificação razoavelmente popular para quem quer dar uma nova cara para o som dos amps Fender.

      Ouvi a primeira vez num Twin+SG, e gostei do resultado. Como já tinha ideia de pegar um Duovox, uma cópia dos Fender. Então fui atrás de preços e vi que era impagáveis, os Jensen.
      Fiquei chateado, e comecei a pesquisar AF's de guitarra (queria os originais do meu amp, mas raro que apareceram 2)... Dei de cara com a Classic Luthieria, que fariam o gabinete e os falantes. Juntou a fome com vontade de comer, porque eu adoro coisas artesanais - mesmo que sejam "piores", que se feito numa empresa com emprego d'alta tecnologia, são sempre peças únicas.

      Resumo da novela, comprei dois Route66 (não gosto de misturar falantes, mas talvez hoje faria diferente), e o gabinete closed back*, do cidadão.
      Ainda tive "prejuízo", pois soltou a parte frontal na viagem. O Rodrigo quis que enviasse de volta, mas eu discordei, já que era só abrir a tampa parafusar novamente, fechar e ser feliz.

      * Não é exatamente uma closed back/bass reflex, mas sim uma "vented bass reflex" já que há um furo de 1,5~2" atrás, mas não tem grandes utilidade, para mexer n som do conjunto, já que não é um duto.

      Hoje, além do falante (poderia microfonar em estéreo, com dois timbres distintos), eu colocaria buchas de rosca - talvez com contra porca, e parafusos de rosca de máquina, invés dos auto-atarraxantes. 50 pila a mais e a segurança de que não vai gastar a rosca nos próximos 1500 anos... rsrs

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 11/ago/16 08:28
      · votar


      Ismah
      Cópias dos americanos Jensen Mod
      clássicos ingleses
      som dos amps Fender

      Bom, por essa descrição eu acredito que o af não vai atender ao que eu quero. Mas nunca se sabe, eu não dava muito pro alien ace, testei e achei muito bom.

      Então fui atrás de preços e vi que era impagáveis, os Jensen.
      Eu só pesquisei sobre os Eminence e Celestion, são caros, mas não impagáveis. Tipo assim, hoje vc paga 700 pila ou mais em um falante, 1400~1500 o par, e com esse $ dá pra comprar um cab 2x12 já com falantes. O ponto é que eu acredito que produtos são produtos e não tem pózinho mágico em nada, então dá pra pagar bem mais barato em um falante nacional (talvez handmade) que pode te atender tão bem quanto os conhecidos, e ainda tem o lance do bom atendimento e transparência do artesão, como aconteceu com vc.



      Sobre o negócio que eu estava pra fazer, não rolou. To construindo meu próprio 2x12, e se eu acabar fazendo outro negócio bom de cab já com falantes, eu me livro do meu handmade, não tem problema pq não gastei nada pra fazê-lo. Como dito no outro tópico, tô de olho nos falantes Voghan, e nos alien também. Testei um cab com um alien ace e gostei, e agora ele faz o tal do alien hammer, deve ser bom também.

      Não é exatamente uma closed back/bass reflex, mas sim uma "vented bass reflex" já que há um furo de 1,5~2" atrás, mas não tem grandes utilidade, para mexer n som do conjunto, já que não é um duto.
      Eu sei que é diferente uma caixa fechada pra uma aberta, mas será que faz mesmo diferença uma fechada pra uma com um furo de 2"? Eu acredito que não. Como vc mesmo disse, não é um duto.

      Ismah
      Veterano
      # 11/ago/16 16:31
      · votar


      Bom, por essa descrição eu acredito que o af não vai atender ao que eu quero. Mas nunca se sabe, eu não dava muito pro alien ace, testei e achei muito bom.

      O que tu espera?

      Eu só pesquisei sobre os Eminence e Celestion, são caros, mas não impagáveis.

      Falantes existem milhares, Phillps, EV, JBL, Randall, Hughes&Kettner, Panama, 18Sound, Warehouse, Fluxtone, Fane, Bergantino... Imã de AlNiCo, cerâmico, neodímio... Cone de papel, alumínio, kevlar (dizem que não fica bom com guitarra), com calota de papel, alumínio, ou mesmo sem...

      Vale a pena pesquisar o que alguns timbres que tu tem como referência usavam, ou que usavam gear, ou apenas amps semelhantes ao teu...

      Tipo assim, hoje vc paga 700 pila ou mais em um falante, 1400~1500 o par, e com esse $ dá pra comprar um cab 2x12 já com falantes.

      Renome, confiabilidade, investimento em pesquisa (pouco), marketing e principalmente linearidade...

      O ponto é que eu acredito que produtos são produtos e não tem pózinho mágico em nada, então dá pra pagar bem mais barato em um falante nacional (talvez handmade) que pode te atender tão bem quanto os conhecidos

      Linearidade é a palavra chave. Um GB12 será sempre um GB12, apesar que o tempo costuma influenciar. Já um handmade, pode soar bem diferente um do outro, mesmo saído de fábrica.

      ainda tem o lance do bom atendimento e transparência do artesão, como aconteceu com vc.

      É isso é subjetivo, e é uma mão na roda.

      Sobre o negócio que eu estava pra fazer, não rolou. To construindo meu próprio 2x12, e se eu acabar fazendo outro negócio bom de cab já com falantes, eu me livro do meu handmade, não tem problema pq não gastei nada pra fazê-lo.

      Ótimo, isso trás um GAS extra pra tocar. Uma dica é que considere usar madeira de verdade, e não cobrir com courvin. Custa menos, e fica do carvalho. Pode dar acabamento de guitarra também, só encerrando ou mesmo pintando, mas isso dá uma fragilidade maior.

      Como dito no outro tópico, tô de olho nos falantes Voghan, e nos alien também. Testei um cab com um alien ace e gostei, e agora ele faz o tal do alien hammer, deve ser bom também.

      Isso é subjetivo. E nessas horas que eu gosto dos simuladores. Muitas vezes preconceitos (o meu era com Marshall por ser estridente) nos limitam, e impedem de seguir adiante... Nunca me imaginei com um Marshall Plexi...

      Eu sei que é diferente uma caixa fechada pra uma aberta, mas será que faz mesmo diferença uma fechada pra uma com um furo de 2"? Eu acredito que não. Como vc mesmo disse, não é um duto.

      Bom, primeiramente, que o caminho é oposto... Uma caixa é desenhada para um falante, não um falante escolhido pra caixa.

      "Segundamente", que uma caixa aberta de fato não se comporta como uma caixa, e sim como um baffle (placa) finita, quadrada, com dimensões igual ao comprimento de onda (λ). Nas 4x12, que são referências de som de guitarra, fica na faixa dos 160Hz... Na conta...

      f = frequência da onda
      c = velocidade da onda (344m/s para efeito de cálculo)
      λ = comprimento de onda

      f = c/λ → 160 = 344 / λ → 344/160 = λ → λ = 2,15m DE DIAGONAL

      Pelo teorema de Pitágoras...

      2,15² = x² + x² → 2 x² = 4,6225 → x² = 2,31125 → x = √2,31125 ~ 1,52m

      Ou seja, funciona como se fosse uma placa de 1,52x1,52m, com falante no meio, que responde até 160Hz, e a partir de então começa a se cancelar o deslocamento de ar dianteiro, com o traseiro. Pode ser um falante de 21", ele ainda terá a queda a partir de tal freq...

      Esse gráfico, compara bassreflex (dutada no caso), selada e baffle finito...

      O furo influencia, "quanto influencia" que é a pergunta chave... Na prática muito pouco, mas não sei te responder como ela se comporta. Prometo pesquisar...

      Se quiser, baixa o WinISD e tu poderá brincar com um monte de parâmetros da caixa e ver como isso terá o resultado final. Uma simulação porca, é gravar a guita em linha, simular um amp parecido com o teu, adicionar um FFT EQ simulando o gráfico do AF, e brincar com outro FFT EQ simulando o gráfico da caixa...

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 11/ago/16 17:20 · Editado por: acabaramosnicks
      · votar


      Ismah
      O que tu espera?
      Definição, e um som mais "scooped". Normalmente timbres mais clássicos não costumam me agradar. Tipo timbre do Slash, acho ridículo. Led Zeppelin, acho legal, mas não tem nada a ver com o que eu quero. Já escutou Feared? É tipo isso que eu curto de timbre. Sabe Dream Theater? Curto também, mas as vezes acho que ainda falta alguma coisa alí.

      Vale a pena pesquisar o que alguns timbres que tu tem como referência usavam
      MarkV, MarkIV, 5150 (pelas demos não gostei muito), Marshall 1960, Mesa4x12 com V30, etc... a captação tenho achado mais agradável os SeymourDuncan doq ue os Dimarzio ou EMG.

      No final das contas é testar pra ver. Eu acho que vou acabar pegando algum desses Voghan pra ver no que dá.

      Renome, confiabilidade, investimento em pesquisa (pouco), marketing e principalmente linearidade...
      Eu sei disso, mas o que eu to querendo dizer é que não compensa comprar um falante importado desses 0km, compensa mais comprar um cab com o falante que vc quer. Se vc não encotrar o cab, daí compra o falante mesmo né, fazer o que kkkk

      Uma dica é que considere usar madeira de verdade
      Ah sim, já pretendia fazer isso. Vi uns DIY na internet antes de me aventurar, e tem uns caras que deixam na madeira crua, fica animal!

      Isso é subjetivo. E nessas horas que eu gosto dos simuladores.
      O foda é que pra esses af desconhecidos não tem simulação né =/


      Agregou muito a teoria toda, o gráfico, os cálculos... obrigado!
      O furo, não acho necessário fazer muita pesquisa... faz de ouvido. Como você mesmo disse, há influência, mas até aqui não sabemos quanto. Tampa ele com firmeza, e escute a diferença. Sei lá, eu no seu lugar ainda dava uma zuada e colocava dutos de diferentes tamanhos no furo pra ver no que dá rsrsrsrsrs

      Não conhecia esse WinISD, vou tantar fuçar lá, adoro ficar fuçando gráficos, parâmetros, referências, ...
      Até a simulação porca das EQs me deu vontade de tentar fazer.

      Ismah
      Veterano
      # 11/ago/16 18:49 · Editado por: Ismah
      · votar


      O foda é que pra esses af desconhecidos não tem simulação né =/

      Se tiver os parâmetros, dá para simular bastante coisa, os artesanais não tem como... Mas ao menos a curva de resposta geralmente eles publicam, e faz como falei...

      - Grava guitarra em linha
      - Simula um amp parecido com o teu
      - Simula com o FFT EQ (Reaper tem) o falante
      - Simula a caixa

      É uma maneira BEM PORCA, mas dá uma noção...

      MarkV, MarkIV, 5150 (pelas demos não gostei muito), Marshall 1960,

      Isso são amps não? Falava das caixas e "loaded" com que.

      Definição, e um som mais "scooped"

      Acho que tu precisa de uma 4x12" rsrsrs
      Mas pode simular a 4x12" também colocando uma 2x12" no chão, de preferência sem tapete, vai funcionar como um espelho sonoro.

      NOTA: Ouvi a banda em questão, não que não seja possível com AF's de 12", mas me pareceu bem cara de AF's de 4x10". Principalmente por ter um grave, mas não sub grave. O 5150 faz bem isso.
      Também pode ser que seja usado um mic off-axis para criar isso, mas é difícil de precisar isso, geralmente se usa mais de um mixando ambos. E quando ver... O cut-off é gerado em pós-edição/processamento, da mixagem de 2 ou 3 mic's....

      O furo, não acho necessário fazer muita pesquisa... faz de ouvido. Como você mesmo disse, há influência, mas até aqui não sabemos quanto. Tampa ele com firmeza, e escute a diferença. Sei lá, eu no seu lugar ainda dava uma zuada e colocava dutos de diferentes tamanhos no furo pra ver no que dá rsrsrsrsrs

      Mas porque vou cortar um cano em pedaços chutando medidas, se posso fazer a conta?

      Não conhecia esse WinISD, vou tantar fuçar lá, adoro ficar fuçando gráficos, parâmetros, referências, ...
      Até a simulação porca das EQs me deu vontade de tentar fazer.


      Eu também, e muito mais que tocar, por isso que virei técnico.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 12/ago/16 09:31
      · votar


      ao menos a curva de resposta geralmente eles publicam
      tenho reaper aqui, vou tentar fazer isso neste fds, se ficar legal (provavelmente não) eu posto o resultado aqui.

      Isso são amps não? Falava das caixas e "loaded" com que.
      Marshall 1960 é um cab, e o Mesa 4x12 com v30 ficou bem claro. Parece que a maior parte dos meu ídolos usam V30. Eu ainda penso bastante nos Eminence também, mas acho que vou dar uma chance pros nacionais.

      Acho que tu precisa de uma 4x12" rsrsrs
      Aqui no meu "estudio" tem carpete no chão todo. Será mesmo que será necessário uma 4x12? A minha idéia era pegar primeiro uma 2x12, e se achar que tá faltando, pego mais uma 2x12. Será que dá na mesma que uma 4x12?

      me pareceu bem cara de AF's de 4x10"
      Também pode ser que seja usado um mic off-axis para criar isso
      O cut-off é gerado em pós-edição/processamento, da mixagem de 2 ou 3 mic's
      Quase certeza que é gravado com 12". Dá uma olhada no canal do YT do guitarrista, Ola Englund. Praticamente todas as gravações do YT dele foram usados AF de 12" (normalmente V30) com somente um Sm57. Ele não especifica se é no centro ou não, mas é possível que não seja. E nas gravações da banda é possível também que ele use outras técnicas, como usar mais mics. Eu lembro uma vez que ele disse que colocava tipo um passa-baixa invertido, tipo um rejeita baixa pra tirar o sub grave, pq junto com baixo e bateria, sabe como é né... principalmente em metal, que o bumbo é aquele "tum" rápido, curto e grave.

      Mas porque vou cortar um cano em pedaços chutando medidas, se posso fazer a conta?
      Bom, eu não me daria esse trabalho, mas se vc faz questão, vai fundo! Afinal de contas, vc é técnico.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 12/ago/16 11:15 · Editado por: acabaramosnicks
      · votar


      Quanto aos falantes, estou convencido mesmo a testar os Voghan. Parece que dá pra ir até a loja deles e testar os falantes, pretendo fazê-lo (eles devem ter cabs montados lá).

      Quanto ao Amp, ainda estou indeciso. Os que me interessam por enquanto são os Alien, os Sollo, e o Randall Rd20. O que vc acha desses amps para metal?

      Ismah
      Veterano
      # 13/ago/16 21:14
      · votar


      acabaramosnicks
      Marshall 1960 é um cab, e o Mesa 4x12 com v30 ficou bem claro.

      Sim, sei disso, mas os iniciais são amps, apenas um preciosismo meu para ter certeza do se estávamos falando da mesma coisa.

      Aqui no meu "estudio" tem carpete no chão todo. Será mesmo que será necessário uma 4x12?

      Não, isso foi ironia minha. Mas não pensaria muito em fugir dela, ainda mais se vai fazer artesanal. Tirando o volume físico que ocupa, dão o "efeito" 4x12", e se usar falantes de 10W~20W cai bem com um amp de 40~80W... O que geralmente não faz sentido no metal.

      A minha idéia era pegar primeiro uma 2x12, e se achar que tá faltando, pego mais uma 2x12. Será que dá na mesma que uma 4x12?

      Na mesma náo, mas um chão muito reflexivo vai criar esse efeito - tenho 2x12" assim, e demorou pra acender a lâmpada da razão de sobrar graves e faltar médios.

      Quase certeza que é gravado com 12".

      Eu não ponho minha mão no fogo... Já vi bastante coisas, que normalmente não rolam, mas no contexto faz sentido. Por exemplo, uma banda punk/HC, chaveando a segunda guitarra, entre um amp normal e um efeito low-fi, feito com um Shedon de 10W e 6" no canal drive... Ficou um brinco na mixagem, e normalmente ninguém usaria.

      Eu lembro uma vez que ele disse que colocava tipo um passa-baixa invertido, tipo um rejeita baixa pra tirar o sub grave, pq junto com baixo e bateria, sabe como é né...

      Isso não seria um HPF - High Pass Filter (filtro passa altas)...? Todavia, não conheço o cara, mas já simpatizei...
      Exige muito entrosamento de quem está mixagem e músico, para um timbre cheio de graves.

      Não é qualquer técnico meia-boca ou não, seja da casa ou free lancer, que vai saber lidar com isso. Técnicos de metal, principalmente quando rola de usar guitarras de 8 cordas (creio que GBEADGBE) ou mais, precisa pensada antes, porque simplesmente não rola uma mix como se está acostumado... O orifício pra mixar um djent, como do Meshuggah, é bem mais a baixo... Pessoalmente eu pulo essa se puder (leia-se "não precisar de grana").

      E não é qualquer palco que vai permitir um timbre muito grave! Graves são muito, muito fáceis de vazar, e pior coisa que tem num show é o som do palco vazando no PA, grave principalmente...

      Bom, eu não me daria esse trabalho, mas se vc faz questão, vai fundo! Afinal de contas, vc é técnico.

      Baixa o WinISD, e vai ver que lá tem como alterar os dados do duto e já vai implicar no gráfico gerado. :P

      Ismah
      Veterano
      # 13/ago/16 21:17 · Editado por: Ismah
      · votar


      Quanto aos falantes, estou convencido mesmo a testar os Voghan. Parece que dá pra ir até a loja deles e testar os falantes, pretendo fazê-lo (eles devem ter cabs montados lá).

      Traga notícias. Eu sou sincero que achei eles um tiquinho caros demais pra serem sem nome... Como o Rodrigo voltou a ativa, e já sei da qualidade, vou esperar aliviar a fila de clientes, e trocar uma ideia com ele.

      Quanto ao Amp, ainda estou indeciso. Os que me interessam por enquanto são os Alien, os Sollo, e o Randall Rd20. O que vc acha desses amps para metal?

      Não toco metal, nem testei algum deles. Se está indeciso arriscaria no Randall, pelo simples motivo de ser mais fácil de vender - artesanais são pra quem tem 400% de certeza do que deseja.

      damasioHM
      Membro Novato
      # 22/ago/16 22:56
      · votar


      Boa noite pessoal. Sou novo no fórum e preciso da ajuda de vocês. Construi uma caixa 2x12 já com falantes. Ficou muito boa e o som correspondeu ao que eu esperava, mesmo porque os falantes eram automotivos e bem baratos.
      Acontece que ao usar afinação barítona, em D, em C e em B o som "rachou" quando eu aumentava o volume.

      Alguns dados técnicos dos falantes:


      Faixa de frequência: 60 a 5.000 hz
      Frequência de ressonância: 60hz
      Sensibilidade SPL 95 dB

      Certo. Preciso entender por que o som rachou, se foi pela frequência de ressonância, ou outro parâmetro.

      Salvo engano, a nota B tem frequência próxima de 60 hz, a nota C próxima de 64 hz e a nota D próxima de 72 hz.

      Alguém pode me ajudar na escolha de alto falantes para este uso específico, afinação baixa.

      Ismah
      Veterano
      # 23/ago/16 02:27
      · votar


      Falta de potência é uma, mas de um amp de guitarra isso é estranho, afina é feito para distorcer rs

      damasioHM
      Membro Novato
      # 24/ago/16 00:32
      · votar


      Ismah

      Obrigado por responder.

      Quando usei o termo "rachar" me referi a distorção de alto falantes, diferente da distorção de pré ou de power....

      Quando você se refere à falta de potência, quer dizer que se o conjunto de falantes tem uma potência muito superior à da saída do amp o som pode "rachar"?

      No caso o amp tinha 100w e o gabinete 2x12 tinha 200w (100w para cada falante).

      Ismah
      Veterano
      # 24/ago/16 00:58
      · votar


      Quando você se refere à falta de potência, quer dizer que se o conjunto de falantes tem uma potência muito superior à da saída do amp o som pode "rachar"?

      Quero dizer que faltou energia, para dar a amplitude necessária, a onda de saída. Não parece ser o caso principalmente se o amp tinha 100w... Aliás dar nome aos bois facilitaria minha vida... Qual amp estava em uso?

      o gabinete 2x12 tinha 200w (100w para cada falante)

      Não. Há possibilidade de aplicar até 100W por falante, ou seja eles suportam até 100W. Haviam aplicados, 50W por falante.

      Poderia ser questão de transiências (picos), mas não faz sentido já que os falantes (que também não disse quais eram) estão trabalhando com folga - mas como são automotivos eu fico com dois pés atrás...

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 24/ago/16 13:54
      · votar


      Realmente, sendo falantes automotivos, não espere grandes coisas...

      Ismah, me ofereceram uma caixa 4x12 da Randall por preço de banana, o cara tá louco pra vender. Lembrando que só toco em casa, será que vira? Ou fico com a minha 2x12 mesmo?

      Ismah
      Veterano
      # 24/ago/16 14:59
      · votar


      Se é uma boa oportunidade de negócio, mesmo que "não vira" (nem ideia do que significa), vale a pena... E aí pode testar com calma, e se não rolar, passa pra frente. MAS, Randall é de som pesado (geralmente voltado para heavy metal e variantes), então tenha em mente isso.

      damasioHM
      Membro Novato
      # 25/ago/16 01:17
      · votar


      Ismah

      Desculpe. Eu me expressei mal. Com certeza a potência de saída do amp (100w) ficou divida entre os falantes, 50w pra cada....O gabinete eu fabrico... os falantes estão em teste. Estou pesquisando e escolhendo falantes para comporem meus gabinetes...por isso não quero me referir à marca deles por julgar anti-ético já que estou testando eles fora da especificação do fabricante.

      acabaramosnicks

      Obrigado....estava tentando garimpar entre os falantes mais acessíveis um que atendesse...na verdade o tal falante atendeu e bem o uso normal, afinação em E....o beri-beri aconteceu com afinação barítona e em volume alto.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 25/ago/16 06:07
      · votar


      damasioHM
      Dica: entre em contato com a keybass

      boblau
      Veterano
      # 25/ago/16 08:37
      · votar


      acabaramosnicks
      me ofereceram uma caixa 4x12 da Randall por preço de banana

      existem vários modelos de 4x12 da Randall. Tem como pegar o modelo e o ano? A maioria das caixas Randall tem Celestion 30 ou Eminence. Além disso, algumas têm opção para trabalhar em 2x12 (estéreo) e 4x12.

      Eu tenho uma 4x12 Randall com 4 Celestion. Não deixa nada a desejar com uma Marshall, Mesa e Blackstar do estúdio do Ivan Freitas. Aliás o Ivan achou o som o máximo.

      Ismah

      MAS, Randall é de som pesado (geralmente voltado para heavy metal e variantes), então tenha em mente isso.

      De onde vc tira estas pérolas???? Vc já fez som com equipamentos Randall? Pelo amor.... Looper de clichê....

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 【FIXO】Caixas acústicas e alto-falantes - Para tentar tirar todas as duvidas

      303.735 tópicos 7.859.933 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital