Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Cristiano Araujo é um bom cantor?

      Autor Mensagem
      Ismah
      Veterano
      # 12/jun/17 14:40
      · votar


      MrYuriSilva
      Não são todas as vertentes que se encontram esse tipo de conduta que você relatou

      Na prática, só uma parte da cena underground, que vive em 1960~80 e acha cool essa parada, que vive nessas ainda... O uso de drogas no meio não decaiu, até talvez aumentou pela facilidade de acesso, e maior individualismo, além da aceitação que tu mesmo prega... Já não se tem mais violência e agressividade gratuita... Mas o filme tá queimado de todo modo!

      Se reparar, as bandas mainstream hoje, em maioria cortou o cabelo, evita não só abusos, mas o consumo de álcool, se usa drogas é bem longe dos holofotes. O próprio cigarro que ainda é popular, perdeu espaço! Só lembro do Keith Richards fumando no palco, e com certeza ele não tem porque se importar com isso...
      As bandas tem um cuidado extremo com sua imagem, porque são cientes do passado negro, e querem deixá-lo para trás. Pois é sabido que hoje em dia sempre há alguém filmando, assim um tropeço num pequeno degrau, pode representar uma confusão tremenda, e colocar fim na carreira...

      Olha o que foi o gesto do Phil Anselmo, visivelmente embrigado, talvez bem chapado, e talvez não foi o que pareceu...

      acho que é errado generalizar e tornar isso como a marca frontal do estilo

      É a velha história, primeira impressão é que fica... Nosso filme está queimado pelo passado, isso é indiscutível. O rock não é mainstream, ser p***a louca deixou de ser cool. O rap e hip-hop estão em alta, e a moda é ser políticamente correto, aceitar tudo, etc...

      A imagem outlaw de um rockeiro, no passado deixava as meninas enlouquecidas. Hoje é a visão de um caipira universitário ou lenhador urbano - independente se sabe operar uma enxada / machado ou não - todo bombadinho e com camisa 2 números menor que seu manequim...

      hoje em dia, SÉCULO XXI, não existem mais esses rótulos

      Ao contrário, os rótulos não só existem, como existem com mais força atualmente do que em qualquer outro tempo...! Os próprios pioneiros do heavy metal, faziam rock, sem se importar em dar nome pra isso. Hoje se alguém tocar um acorde diferente, já tem um novo gênero...

      Lelo Mig
      Desconheço um cenário alternativo de sertanejo

      Na real, não seria o "popnejo" em voga hoje o cenário alternativo? Porque querendo ou não, nem boa parte dos clássicos ditos "sertanejos" da década de 90, são estilos sertanejos de fato...
      O sertanejo eu dividiria em 3 normalmente: modão de viola, música pantaneira, e música brasiguaya (onde entram as guarânias, polcas etc oriundas do Paraguai)... Fora isso, temos um misto de country e brega nos anos 90 (Amado Batista, Zezé e Luciano...) e o panelaço de estilos latinos, vendido como sertanejo (pseudo) universitário atualmente...

      Lelo Mig
      Membro
      # 12/jun/17 16:31 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Ismah

      "Na real, não seria o "popnejo" em voga hoje o cenário alternativo?"

      Absolutamente não...

      Cara, até meados dos anos 80, não tinha esse negócio de "música sertaneja" e toda tentativa de justificativa em relação a este rótulo é extremamente burra. (não você, mas a critica e midia)

      Chamava-se música regional... Luiz Gonzaga era regional, Jackson do Pandeiro era regional, Elomar é regional, o Tio Bília aí das tuas terras era regional, Helena Meireles era regional... e etc.

      Ainda que o som de cada um deles tenha muito pouco ou nada a ver um com o outro, trata-se de regional pela caracterização e manutenção das tradições locais, riquíssimas e plurais neste Brasilzão imenso.

      Havia uma distinção positiva entre o Regional ... Teixeirinha, aí do Sul, foi um sucesso, assim como Gonzagão.

      Havia uma distinção entre a música caipira de viola do interior de São Paulo e do interior de Mato Grosso, por exemplo.

      Esse "popnejo" de hoje é uma palhaçada. Uma invenção da indústria agro pecuária para pasteurizar e monopolizar o circuíto de shows/rodeios Brasil afora.

      Ninguém pode competir com esse monopólio... os baianos do Axé possuem arsenal forte nos carnavais de Salvador e conseguem algum espaço. Os forrós tecnobregas do NE também, mas é bem localizado, a uma outra exceção como o Wesley que têm um aparato gigantesco por trás.

      E o funk só têm conseguido espaço, empurrado à força, principalmente pela Rede Globo que tem investido no ideia "modinha" de ser favelado (morador de comunidade). Então ela consegue catapultar ao sucesso, inclusive empregando como ator, uma "coisa" que canta pelo cu, como o Nego do Borel.

      E porque? Porque a TV tem perdido espaço para internet. Classe A e B, não assistem mais televisão... por isso a Globo abraçou a favela.

      É tudo fake nestes estilos... não há nada real, nem honesto.

      Ahhh... mas tem neguinho que toca bem, canta bem.....

      Isso têm em qualquer praça, igreja, escola do Brasil.....não serve de parâmetro algum.

      Só têm picareta e "foda-se o politicamente correto" prá mim pode mandar tudo prá vala.....

      Ismah
      Veterano
      # 12/jun/17 17:02
      · votar


      Não sei quem arquitetou a trama para criar sertanejo, mas não é de hoje... A versão pop, nada tem de música regional, a não ser um acordeonista que só sabe usar o teclado. Não creio que foi a indústria agropecuária, mas foi uma coisa que foi acontecendo a muito...

      Os principais responsáveis estão lá em 2005/6, quando estouram os duos César Menotti e Fabiano, e Victor e Leo. Curiosamente, eles nunca declararam-se sertanejo universitário, apesar da influência da música regional, toda vez que ouvi eles se denominando algo era uma mistura de folk, country, pop e sertanejo (raíz)...
      O termo universitário, pode ser porque a coisa começou nos bares universitários de SP e BH, mas quem cunhou ele não faço ideia...

      Consideraria o dito sertanejo universitário porque ele é uma subcultura, e o brasileiro em geral, não se veste como um caipira, mas tem quem se fantasie assim.

      Eu concordo com todo o resto.

      Lelo Mig
      Membro
      # 12/jun/17 17:44 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Ismah

      Não sei nomes, quem "inventou", mas é possível você observar que houve uma simbiose da imagem das festas de rodeio e seus peões, com o "sertanejo romântico" que meio se inicia com os Goianos Zezé DiCamargo e Leandro & Leonardo, ambos, declaradamente mais influenciados pela Jovem Guarda e Roberto Carlos do que por violeiros.

      Se você pegar Tião Carreiro & Pardinho, por exemplo, não tinham este visual de "cowboy americano"... muito pelo contrário, Tião Carreiro, machista como era, iria dizer que isso é coisa de baitola...rs.

      Chitãozinho e Xororó, no início, não tinham visual de cowboy, e o seu som era aquele sertanejão de circo mambembe, com sanfona e muita harpa paraguaia... bem no estilo Paranaense.

      Xororó é o "pai" do sertanejo moderno, é um dos responsáveis pela revitalização e modernização do estilo, com instrumentos elétricos e roupagem pop, mas sempre mantiveram um pé plantado na raiz... é notável em suas músicas elementos bem regionais.

      Não poderia afirmar com certeza, porque não é um gênero a qual tenha dedicado muito estudo, mas acho que quem cagou o estilo foi o Zezé...rs.

      Mas, vale à pena um bom e sério estudo ao estilo....eu conheço mais os primórdios, (uma época comecei a estudar e escrever o histórico do estilo, mas parei devido a outras atenções, não fui muito além dos anos 60) o início desta vertente é Paulistano e a coisa mais velha que conheço é Cornélio Pires, de 1929.



      MrYuriSilva
      Veterano
      # 12/jun/17 18:10
      · votar


      Eu tô achando ridícula essa colocação de sempre menosprezar estilos dizendo comentários preconceituosos e exaltar outros como se em cada estilo tivesse um pódio e um ranking seleto e raro de quem são os melhores.

      Me recuso a continuar esse debate que mais parece jogar os artistas pra uma briguinha de galo estúpida e guerrinha de bosta.

      Muita visão retrógrada em cima do rock, dos outros estilos, muito padrão bosta pra regulamentar e aprovar música que vocês aqui tem colocado.

      Eu quero mais é que o funk, o sertanejo e o forró existam. Quem não gosta que se torture pra aceitar porque o movimento musical brasileiro é diverso e é esse aí mesmo, as pessoas dançam, cantam e ouvem o que quiserem e respeito vem de berço antes de mais nada. Pode espernear que vai ter sertanejo universitário sim! Eu estarei lá dançando pra me divertir e no outro dia estarei ouvindo Pavarotti.

      Bah

      Ismah
      Veterano
      # 12/jun/17 18:42
      · votar


      Lelo Mig

      Eu diria que mais country que tudo... Enquanto o hair metal esteve no mainstream, o country co-existiu no seu nicho, e criou bases sólidas... Chitãozinho e Xororó são expoentes nisso. Quem cagou o estilo foi a fórmula que estourou Zezé, que com a mesma receita emendou uma penca de sucessos...

      MrYuriSilva

      Juro que eu não sei onde estamos enaltecendo uns em detrimento de outros... Eu quero que exista música, mas não que fiquemos numa zona de conforto.

      entamoeba
      Membro Novato
      # 12/jun/17 21:02
      · votar


      Todo relativizador compulsivo falta com a autocrítica.

      Eles não se tocam que sem os juízos, sequer poderíamos falar em harmonia. Afinal, se usássemos os mesmos recursos argumentativos deles, "quem garantiria que a combinação de certas notas é harmônica?". Ainda que o conceito fosse demonstrado matematicamente, ele não teria nenhum valor estético, portanto, o estudo da harmonia seria irrelevante para a música.

      Por isso que pensar dessa maneira é sepultar qualquer possibilidade de conhecimento.

      MrYuriSilva

      Sabe qual é o problema? É que você caiu na armadilha da polissemia (você e todo mundo que aprendeu a palavra "preconceito", mas não sabe usar). Se tivesse familiaridade com as ciências, saberia que os conceitos não são fechados, pois eles estão em constante transformação.

      Enquanto procuro usar o espaço para participar de um processo dialético de formação de conhecimento, você fica esperneando quando encontra qualquer indício do que acredita ser "preconceito" e se fecha para a compreensão. Ao contrário do que você fantasia, essa sua atitude é que é retrógrada e vazia de crítica. Você só quer impedir o diálogo, ao invés de fazer objeções inteligentes.

      Dá para ver que, por mais que tente, você não vai conseguir ir muito longe nas suas justificativas, porque sempre vai deixar-se cegar nessa procura histérica por "preconceitos" (mesmo sem saber direito o que é preconceito).

      entamoeba
      Membro Novato
      # 12/jun/17 21:09 · Editado por: entamoeba
      · votar


      A conotação negativa de "preconceito", em geral, não é nada além da voz do retrógrado moralismo.

      Achei um textinho que pode dar uma luz sobre o assunto, caso você se interesse, MrYuriSilva.

      http://pensamentoextemporaneo.com.br/?p=2015

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 01:52
      · votar


      Sem paciência pra quem fica caçando argumentos e pretextos pra sustentar xingamentos aos estilos dos outros.

      Meu pai do céu, impressionante como a pessoa escreve textão atrás de textão pra defender com unhas e dentes o direito de xingar, avacalhar e ofender o trabalho dos outros que é feito a km de distância e nem sequer tem a ver com ele.

      Querem calar os meios que mostram a realidade do que existe na sociedade e maquiarem preconceito com defesa de "bom senso" simplesmente mostrando o que há de pior no movimento de expressão das pessoas.

      Gente metida a conservadora é um porre. Quer meter bedelho em coisas básicas que o cidadão faz ao invés de olhar pro próprio umbigo. Com esse pensamento é que o Rock In Rio tem mais de 100mil pessoas toda ano com um monte de estilo, né não?

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 01:59
      · votar


      http://pensamentoextemporaneo.com.br/?p=2015

      Achei os textos desse site bem coxinhas e li um monte de bosta. Como faço pra desver?

      Ismah
      Veterano
      # 13/jun/17 02:53
      · votar


      MrYuriSilva
      Meu pai do céu, impressionante como a pessoa escreve textão atrás de textão pra defender com unhas e dentes o direito de xingar, avacalhar e ofender o trabalho dos outros que é feito a km de distância e nem sequer tem a ver com ele.

      Não sou obrigado a respeitar o trabalho, ideias, opiniões e etc, de outra pessoa. Sou obrigado a respeitar a pessoa!
      Ou seja ir bater na porta da família do Cristiano Araújo (exemplo) e descascar o pau nele, é de total falta de respeito, mas ao conversar sobre o trabalho dele é totalmente respeitoso, e isso inclui os pontos fortes e fracos de sua carreira...

      Já sobre coxinhas, eu não me presto...

      Lelo Mig
      Membro
      # 13/jun/17 10:37 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      MrYuriSilva

      "Pode espernear que vai ter sertanejo universitário sim! Eu estarei lá dançando pra me divertir e no outro dia estarei ouvindo Pavarotti."

      Amigo, na boa, sem querer polemizar, mas você esta sendo extremamente infantil.

      O fato de seu suposto ecletismo mauricinho permitir que você se divirta dançando o Sertanejo Universitário e depois ouvir Pavarotti, não faz de ti um ser superior, menos preconceituoso ou mais civilizado.

      Talvez o mostre mais politicamente correto, mais adaptado e adestrado, mais passivo e socialmente aceitável...

      Opiniões são experiências particulares, oriundas do poder de síntese pessoal, da análise, da quantidade de filtros e critérios obtidos com a vivência. Têm a ver com a quantidade e qualidade de tudo que leu, ouviu, assistiu, tocou e cheirou. Alguns não comem buchada de bode, outros acham uma delícia. Alguns acham legal dar o toba.

      O fato de eu achar Cristiano Araujo uma bosta, não faz dele uma bosta e nem quem gosta dele. Mas, não vou deixar de dar minha opinião, sincera e criteriosa, porque seus fãs, seus simpatizantes, amigos e ou familiares vão ficar chateados.

      Como diria Lobão, No país da fofoca, ter opinião é tabu.

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 14:26 · Editado por: MrYuriSilva
      · votar


      Eu procuro ser civilizado sim e respeitar as diferenças musicais dos outros, ainda mais quando estou em um fórum de música e tem gente querendo exalar preconceito e arrogância musical.

      É tão difícil você entender que a outra pessoa que tá cantando sertanejo não tem nada a ver com você? Ele não tá cantando pra te agradar, você não tem o direito de opinar sobre sertanejo e nem de ofender o estilo. Se limite e aceitar a diversidade cultural e morra sabendo que as próximas gerações darão voz a outros estilos mais diversificados ainda. PONTO

      Mania de bosta achar que só porque você tem internet você pode sair por aí dando opinião e posar contra qualquer coisa que aparecer pra pagar de defensor dos bons costumes. De bons costumes não tem nada. Bah

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 13/jun/17 14:53
      · votar


      Pegando a pipoca.

      MrYuriSilva

      Uma coisa é fato, nós temos o livre arbítrio pra gostar ou não gostar de algo.
      Não somos obrigados a gostar de tudo que vemos/ouvimos. Podemos criticar ??? Sim.. qual o problema ?? Não seria o simples exercício da liberdade de expressão??

      Agora se eu não gosto de algo, tenho que me abster de comentar ?? Isso aqui é um fórum de discussão ou é um Tribunal onde te julgam por tudo que você fala ?

      Ninguém é obrigado a concordar com o que falamos.. A grande diferença é como vc lida com isso.. Introduzir seu ponto de vista guela a baixo de alguém que é uma grande besteira..

      O que eu acho bacana é a diversidade de pensamentos.. É você dizer, po não gosto do cara por "a,b,c" motivos.. Ou então gosto por isso e isso.. Sempre respeitando, é claro.. Isso não vai mudar a vida dos artistas/cantores.. Mas talvez mude a nossa forma de ver a coisa.

      Gansinho
      Veterano
      # 13/jun/17 15:14
      · votar


      MrYuriSilva
      Ele não tá cantando pra te agradar, você não tem o direito de opinar sobre sertanejo e nem de ofender o estilo.

      Não temos direito de opinar por quê? Se eu acho muito ruim, eu tenho todo o direito de falar que acho muito ruim. Não sei de onde você tirou que não temos direito de opinar.

      S.A.G.A.Z
      Veterano
      # 13/jun/17 15:23
      · votar


      Sobre o Araújo, pra mim era um dos melhores no que se propunha a fazer.
      Dessa "nova geração" solo, os que eu realmente respeito, em termos de se cantar afinado (sim, acontecem desafinações, quem nunca desafinou?)...
      Mas também gosto do timbre de voz.. são (era) ele e o Gusttavo Lima.. Pra mim, cantam bem e eu curto algumas músicas.

      Abraaços

      Lelo Mig
      Membro
      # 13/jun/17 16:45
      · votar


      MrYuriSilva

      "você não tem o direito de opinar sobre sertanejo e nem de ofender o estilo."

      Amigo, em que planeta você vive?

      Eu tenho o direito (e entenda, aqui, por direito o que significa ipsis litteris o termo), pautado pelo artigo 5o da Constituição Brasileira, que literalmente garante a liberdade de expressão e opinião; Nenhuma lei, abaixo dela, tem o poder de calar uma opinião individual.

      Acorda pro mundo real amigo!

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 17:06 · Editado por: MrYuriSilva
      · votar


      Dar opinião conhecendo sobre o estilo e sua história sim, agora bostejar e ofender, NÃO.

      A luta de alguns de vocês é justamente de poder xingar e avacalhar o trabalho dos outros mesmo muito de vocês sendo amadores no que fazem. A hipocrisia já começa aí.

      De 10 replicas eu vejo 1 crítica positiva ao estilo. Voltem o tópico e leiam e vejam se vocês mesmos vieram adicionar alguma sugestão ao que o sertanejo deveria melhorar(e o propósito do tópico de longe era esse). Eu só li um bando de gente que não gosta de sertanejo vir aqui fazer questão de dizer que acha ruim sendo que ninguém tinha pedido a opinião de quem não gosta(alguém leu a pergunta do criador do tópico? Parece que não). Se limitem a falar só do que vocês ouvem e absorvem no que diz respeito o gosto particular de vcs. Obrigado.

      makumbator
      Veterano
      # 13/jun/17 17:24
      · votar


      MrYuriSilva
      Dar opinião conhecendo sobre o estilo e sua história sim, agora bostejar e ofender, NÃO.

      Na realidade, o direito de "bostejar" (como você colocou) também é garantido legalmente. Não está protegida apenas a opinião fundamentada, construtiva ou qualquer coisa parecida.

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 17:24
      · votar


      O que eu acho bacana é a diversidade de pensamentos.. É você dizer, po não gosto do cara por "a,b,c" motivos.. Ou então gosto por isso e isso.. Sempre respeitando, é claro.. Isso não vai mudar a vida dos artistas/cantores.. Mas talvez mude a nossa forma de ver a coisa.

      Eles estão me replicando justamente porque eu acho o julgamento deles ridículo. Tenho todo o direito de manifestar meu pensamento em relação a quem abre a boca ou usa os dedos pra escrever algo de ruim sobre os outros sem ter cuidado.

      Muita gente já falou mal dessa atitude que muitos aqui têm nesse fórum e eu fiz questão de me manifestar porque acho isso ridículo. Super falta de respeito com quem poderia vir aqui postar algo do tipo pra pedir uma avaliação técnica e um feedback positivo pra motivar. Isso viralizou no Facebook também, a grande massa se sente obrigada a sempre falar mal e criticar o trabalho de alguém pra se auto afirmar.

      Só tenho a lamentar se as pessoas se incomodam tanto e apresentam resistência com o meu tipo de pensamento em relação isso.

      ejames
      Membro Novato
      # 13/jun/17 17:49
      · votar


      MrYuriSilva
      eu acho o julgamento deles ridículo
      Tenho todo o direito de manifestar meu pensamento
      eu fiz questão de me manifestar porque acho isso ridículo

      Nada de errado nisso... Assim como nada de errado em achar sertanejo ruim e se manifestar sobre isso.

      entamoeba
      Membro Novato
      # 13/jun/17 18:06
      · votar


      MrYuriSilva
      Tenho todo o direito de manifestar meu pensamento em relação a quem abre a boca ou usa os dedos pra escrever algo de ruim sobre os outros sem ter cuidado.

      Hahahaha... que tipo de cuidado eu deveria ter? Conta aí!

      Vou te dar uma regra básica do diálogo, amiguinho: se você não se esforçar para entender o que o outro está falando, você não estará dialogando, estará se comportando feito 99% desses idiotas que ficam digladiando na internet, aumentando o próprio ódio sem construir nada de produtivo (Não acredita em mim, dá um Google em "princípio da caridade").

      Voltem o tópico e leiam e vejam se vocês mesmos vieram adicionar alguma sugestão ao que o sertanejo deveria melhorar

      Quem disse que o sertanejo deveria melhorar? Não posso querer que ele continue ruim? Faria sentido se eu procurasse alternativas para o Nazismo melhorar?

      (e o propósito do tópico de longe era esse).

      O propósito do tópico era avaliar o cantor!!! Pelamordedeus! Se fosse uma prova de interpretação, tua nota era zero!!

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 18:08
      · votar


      Se algum artista sertanejo profissional viesse aqui postar no fórum algum trabalho, a gangue do bom senso ia ficar com o rabinho entre as pernas e postar nos outros tópicos se recolhendo pra não dizer as merdas que disseram aqui.

      Por isso que eu amo a internet. A gente mostra a hipocrisia das pessoas na lata.

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 18:09
      · votar


      Quem disse que o sertanejo deveria melhorar? Não posso querer que ele continue ruim? Faria sentido se eu procurasse alternativas para o Nazismo melhorar?

      O debate só piora!!!!! hauhauhahauhuahau

      entamoeba
      Membro Novato
      # 13/jun/17 18:10
      · votar


      MrYuriSilva
      Tenha personalidade, cara! Tá ficando ridículo.

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 18:12
      · votar


      Você compara nazismo com sertanejo e eu que sou o ridículo? Uhummmm tá

      Ismah
      Veterano
      # 13/jun/17 18:14 · Editado por: Ismah
      · votar


      MrYuriSilva
      ainda mais quando estou em um fórum de música e tem gente querendo exalar preconceito e arrogância musical

      Temos um novo herói Marvel, para salvar o mundo.

      entamoeba
      Quem disse que o sertanejo deveria melhorar?

      Eu disse, e preservo a ideia rsrs

      entamoeba
      Membro Novato
      # 13/jun/17 18:19
      · votar


      MrYuriSilva
      Você compara nazismo com sertanejo e eu que sou o ridículo? Uhummmm tá

      Foi uma analogia hiperbólica para te ajudar a entender. Mas você morre de medo de entender, morre de medo de descobrir que está errado (e está!). Não é tão assustador quanto parece, rapazinho. Aliás, é libertador!

      makumbator
      Veterano
      # 13/jun/17 18:20
      · votar


      MrYuriSilva
      Você compara nazismo com sertanejo e eu que sou o ridículo? Uhummmm tá

      Mas verdade seja dita, as músicas do período nazista eram melhores que sertanejo universitário.

      MrYuriSilva
      Veterano
      # 13/jun/17 18:28
      · votar


      Eu me assusto cada vez mais com esse fórum.

      "Sertanejo é lixo, funk é lixo, forró é lixo, tecnobrega é lixo, pop é lixo"

      Tá cheio de crítico musical da mais alta experiência artística. Esse fórum tem que aparecer na TV pra mostrar os grandes conhecedores de "qualidade musical" que existem. Estou emocionado.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Cristiano Araujo é um bom cantor?

      303.333 tópicos 7.850.074 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital