Show Drive In o que acham?

Autor Mensagem
fernando tecladista
Veterano
# 05/jul/20 18:51
· votar


como o tópico está meio de segundo assunto "banda ganhar dinheiro na pandemia", e não achei nenhum nas primeiras paginas aqui

estou acompanhando as lives dessa banda:
eles estão em um ritmo interessante, quase todo dia tem live, ou em bar que está fechado, ou em condomínio
como link pra vakinha que vi que dá uma grana
com doação no chat
além de ter o canal monetizado, que eu para assistir lives anteriores vejo propaganda
tem patrocínio

bem produzido, iluminação, som bacana, sempre em um canto bom visualmente, varias câmeras
bem trajados...

uma diferença que vejo das outras lives regionais, tem músico que faz em qualquer canto, algo meio improvisado,nada visual para uma plataforma visual

a banda só tinha ouvido falar de nome, mas nunca tinha ouvido...
encontraram uma maneira que parece rentável



Lelo Mig
Membro
# 05/jul/20 19:17 · Editado por: Lelo Mig
· votar


fernando tecladista

Não sou muito chegado em banda cover... Essa banda, os caras são"meio esquisitos" mas a banda é boa prá caraio, hein?

Não ia nem ouvir, dei um crédito e surpreendeu. Tudo muito bem tocado, com bons timbres, bem equalizado. Gostei.

Luiz Almeida
Veterano
# 05/jul/20 19:24
· votar


O vídeo não funcionou...

BrotherCrow
Membro Novato
# 05/jul/20 20:14
· votar


fernando tecladista
Tirando o fato de ser cover, prefiro ver uma live dessas do que um show no drive-in.

ErickDutraLemos
Veterano
# 06/jul/20 02:04
· votar


fernando tecladista
a banda só tinha ouvido falar de nome, mas nunca tinha ouvido...
encontraram uma maneira que parece rentável


Aqui na minha cidade também tem uma galerinha que ta se especializando nas lives. Só não sei se estão ganhando.



Ismah
Veterano
# 06/jul/20 02:09
· votar


Lelo Mig
Obs: Pior que ele têm razão!!

Mas claro que tem razão. Já escrevi sobre elitização do preço, e como a massa sempre seguirá uma modinha qualquer.

fernando tecladista
estou acompanhando as lives dessa banda

Acho que peguei a sacada. A Live não fica salva, ou ao menos não fica disponível pra qualquer um - um potencial motivo pra não podermos assistir. Aí o show fica meio "único".
O grande X, é que para uma banda mesmo profissional, gerar algo assim é preciso uma boa grana. Se algum deles, tem uma ou é ligado a uma empresa de vídeo, as coisas são mais fáceis. Pois para fazer multi-câmera, usar mesa de corte boa, etc, é algo extremamente caro... Fora técnicos, fora partes gráficas...

As vezes tem quem consiga isso fácil, e aí é só alegria.

Ken Himura
Veterano
# 06/jul/20 18:00
· votar


ErickDutraLemos
Estamos em um momento difícil.

O momento difícil já passou e não houve nenhuma mudança no curso das coisas. Estamos só enterrando os mortos agora, sabendo que eles não ressuscitarão.

fernando tecladista
Veterano
# 07/jul/20 01:12
· votar


ErickDutraLemos
Aqui na minha cidade também tem uma galerinha que ta se especializando nas lives. Só não sei se estão ganhando.

mesmo que o vídeo que postei e o que você postou...

mesmo que eles tenham aa livea para doações a instituições e o arrecado seja para as doações e para pagar as despesas com som, iluminação e vídeo, e saiam com saldo zero

está servindo para fazer nome, geram receita no youtube, ter videos produzidos, ter a banda ensaiada sem pagar estúdio, se conseguem gravar em canais separados, terá mais acertos de edição com melodyne eq... e um material melhor, novos fãs, essa do video que postei é uma que se for pra SP eu tenho vontade de assistir um show deles

em uma "volta a normalidade" haverá uma uma banda entrosada, hoje vejo banda que nem pode voltar, ou estão com buraco na formação

Ismah
Veterano
# 07/jul/20 01:39
· votar


geram receita no youtube

Essa parte tá burocrática. O ECAD já cresceu as unhas.

LeandroP
Moderador
# 07/jul/20 13:09
· votar


Ismah
Essa parte tá burocrática. O ECAD já cresceu as unhas.


Cover, amigo! Se tá cobrando pra tocar musica alheia, nada mais justo do que repassar aos artistas os devidos créditos.

Eu toco cover em muitos lugares, e a maioria não exige nada neste sentido. Alguns poucos lugares me pediram uma lista das músicas que seriam executadas, sem muito preciosismo, podendo ocorrer de tocar uma ou outra música incidental. Nenhum valor me seria descontado daquilo que foi previamente acertado, e o contratante arcaria com os créditos informados ao ECAD.

E eu preenchia essa lista com muito gosto, pois estavam fazendo da forma correta. O percentual que o ECAD repassa aos proprietários das músicas não é do meu conhecimento. Mas, é melhor do que nada, como é muito comum de se ver por aí.

Era pra eu tocar em um condomínio, mas, pra variar, cancelaram na última hora. E nada do auxílio emergencial. Tá foda!

Ismah
Veterano
# 07/jul/20 14:54
· votar


Compreensível, mas tem seus poréns. A forma e valores que pretendem cobrar, ocorre de forma questionável.

O YouTube já repassa o valor da execução (4,8% do faturamento na plataforma). Talvez não um valor justo, mas aí o problema é devido a valores fixados e acordados entre ECAD e Google.

Cobrar 10% (5% ECAD + 5% UBEM) sobre o valor do patrocínio é absurdo, mesmo que estejamos falando de um artista mainstream. Seria como cobrar 10% sobre o valor de patrocínio, para fazer um evento de qualquer natureza, com música ao vivo.

Baseado em casos históricos, que tenho conhecimento...
Digamos que tu faça uma transmissão, e compartilhe ela no seu site, página, etc... Isso caracteriza retransmissão. Agora imagina pra ti, ter que pagar 330 reais MENSAIS, de forma contínua enquanto o material estiver no ar. Seria o certo, baseado na Lei vigente. Isso é impagável para um artista renomado.

Existem exceções para a regra nova, dos 10% sobre o patrocínio, mas isso não anula que o valor seja bizarro, e que os valores de caixa não batem.

Vendo do ponto de vista de bandas totalmente autorais, para apresentações que são totalmente mensuradas e contabilizadas. É calculável perfeitamente o retorno, e a conta nunca fechou.

Num outro âmbito, trilhas de cinema, logicamente a contagem de "views" de um filme em festivais, cinemas etc, é exata. Como das execuções em plataformas digitais, válido para música e cinema.
E a conta não fecha novamente. Os dados de um Spotify, onde estou mais familiarizado, é bem descrito. Estes são repassados para o artista, e para o ECAD. Mas o valor não chega. Em números, fonogramas com 1 milhão de execuções na plataforma, não retornaram 10% do esperado.

Tu sabe tão bem quanto eu, que o repasse do ECAD não reflete a realidade da música ao vivo. Questão técnica de aferição, pois se tenta (ou deveria) ir atrás de obter a maior amostragem possível.

Li em algum blog de um advogado e músico, que se prestou a calcular o montante do Zezé, na época o maior beneficiário em direito autoral. Pelo relato, mesmo que o valor era gordo, não estava condizendo com os dados disponíveis.

Isso significa que o dinheiro está se perdendo pelo caminho, e não chega em quem precisa. O que abalou a tempo a confiança na instituição, e me abre margem para afirmar que cresceram as unhas no montante.

ErickDutraLemos
Veterano
# 08/jul/20 04:15
· votar


fernando tecladista
está servindo para fazer nome, geram receita no youtube, ter videos produzidos, ter a banda ensaiada sem pagar estúdio, se conseguem gravar em canais separados, terá mais acertos de edição com melodyne eq... e um material melhor, novos fãs, essa do video que postei é uma que se for pra SP eu tenho vontade de assistir um show deles

em uma "volta a normalidade" haverá uma uma banda entrosada, hoje vejo banda que nem pode voltar, ou estão com buraco na formação


Concordo contigo totalmente nessa colocação.

ErickDutraLemos
Veterano
# 08/jul/20 04:22
· votar


Ismah
Cobrar 10% (5% ECAD + 5% UBEM) sobre o valor do patrocínio é absurdo, mesmo que estejamos falando de um artista mainstream. Seria como cobrar 10% sobre o valor de patrocínio, para fazer um evento de qualquer natureza, com música ao vivo.

Baseado em casos históricos, que tenho conhecimento...
Digamos que tu faça uma transmissão, e compartilhe ela no seu site, página, etc... Isso caracteriza retransmissão. Agora imagina pra ti, ter que pagar 330 reais MENSAIS, de forma contínua enquanto o material estiver no ar. Seria o certo, baseado na Lei vigente. Isso é impagável para um artista renomado.


Me parece que o ECAD realmente esta sumindo com uma grana ai ein. Fiz um tópico e acabei ganhando uma aula não sabia dessas informações. Obrigado.


Os dados de um Spotify, onde estou mais familiarizado, é bem descrito. Estes são repassados para o artista, e para o ECAD. Mas o valor não chega. Em números, fonogramas com 1 milhão de execuções na plataforma, não retornaram 10% do esperado.

Sei que foge do tópico, mas por acaso conhece algum curso bom sobre o Spotify eu pesquisei bastante mas queria entender a fundo a plataforma. Até pq coloco minhas musicas la e preciso entender o jogo.

Isso significa que o dinheiro está se perdendo pelo caminho, e não chega em quem precisa. O que abalou a tempo a confiança na instituição, e me abre margem para afirmar que cresceram as unhas no montante.

Que triste :/

LeandroP
Moderador
# 08/jul/20 16:13
· votar


Ismah

Eu não tenho conhecimento de percentuais, de valores e dos métodos do ECAD. E nem se ele tem essa capacidade fiscal.

Ismah
Veterano
# 08/jul/20 19:03
· votar


ErickDutraLemos
Sei que foge do tópico, mas por acaso conhece algum curso bom sobre o Spotify eu pesquisei bastante mas queria entender a fundo a plataforma. Até pq coloco minhas musicas la e preciso entender o jogo.

Pergunta difícil! Nunca vi nada específico, mas deve existir. E provável que sob o nome "distribuição digital de conteúdo ".

A análise eu desenvolvi de maneira pessoal, em tentativa e erro, como em experiências pessoais. Também não é nada absurdo, muito mais dependente de leituras certas.
Evidentemente, conhecimento de administração é muito útil, afinal gerenciar qualquer negócio é análogo.

A OneRPM é bastante clara ao entregar seus relatórios. Sugiro que consulte o site da empresa, e veja. O resto é calculável, difícil é apenas reunir números e dados.

https://onerpm.com.br/home/music_distribution

Execuções fora é que é mais difícil de lidar. Em tese, onde há música ao vivo, há necessidade de repasse por parte do estabelecimento e/ou produção do evento. Em geral, alguns estabelecimentos, recebem um representante, que grava (com gravador de mão) o show. É viável e até exigido por alguns lugares, fornecer setlist.

Não é uma aula, mas é uma visão do outro lado do balcão, e de certo modo em tom especulativo. Se viável ou vantajoso de comprar essa briga, existem certamente compositores e arranjadores de grande sucessos, seriam os primeiros a abraçar a causa.
Nem de longe sou o mais apto a falar, mas quase qualquer produtor sabe trabalhar com a plataforma. Lembre-se que conhecimento é a soma de teoria e prática.

LeandroP

Não precisa replicar, nem crer em mim. Te lembro sobre a OMB, e suas grandes ações para com a classe dos músicos.

Ismah
Veterano
# 08/jul/20 19:19
· votar


Sobre os shows em drive-in, estou com um agendado para daqui a 3 domingos. Infelizmente, não sei se vou conseguir cumprir, dado que sofri um acidente de moto domingo, e ela tende a não ficar pronta a tempo.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 08/jul/20 21:42
· votar


Ismah
sofri um acidente de moto domingo
Estimo melhoras.
Abç

fernando tecladista
Veterano
# 08/jul/20 21:57
· votar


Ismah
Sobre os shows em drive-in, estou com um agendado para daqui a 3 domingos. Infelizmente, não sei se vou conseguir cumprir, dado que sofri um acidente de moto domingo, e ela tende a não ficar pronta a tempo.


melhoras

caso consiga comparecer no evento

conte para gente como está a estrutura do evento,
creio que deve ser diferente da visão que temos hoje dos drive-in de cinema que apareciam em filmes americanos retratando década de 60 e 70

se está hoje para um auto lanche com bandinha ao vivo, ou se a coisa está mais grandiosa

makumbator
Veterano
# 08/jul/20 22:05
· votar


Ismah
não sei se vou conseguir cumprir, dado que sofri um acidente de moto domingo, e ela tende a não ficar pronta a tempo.

Ficou fazendo zerinho e empinando? Hahah! Mas que bom que aparentemente você não se machucou. Se conseguir ir trabalhar, conte pra gente depois como foi.

ErickDutraLemos
Veterano
# 08/jul/20 22:41
· votar


Ismah
Pergunta difícil! Nunca vi nada específico, mas deve existir. E provável que sob o nome "distribuição digital de conteúdo ".


Obrigado pelas dicas e estimo as melhoras ai.

Ismah
Veterano
# 08/jul/20 23:45 · Editado por: Ismah
· votar


fernando tecladista

conte para gente como está a estrutura do evento,
creio que deve ser diferente da visão que temos hoje dos drive-in de cinema que apareciam em filmes americanos retratando década de 60 e 70


Provável que esteja naqueles moldes mesmo, mas com tecnologia atual. Ou seja, o resultado deve ser melhor. Algo como um mini-r'i'r.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/cinema/noticia/2020/06 /drive-in-air-festival-levara-cinema-ao-aeroporto-salgado-filho-ckbsaw pgg01530162a7danolx.html

https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2020/07/03/evento-dr ive-in-reune-cinema-musica-e-gastronomia-no-estacionamento-do-aeroport o-salgado-filho-em-porto-alegre.ghtml

Até o momento, é o que está divulgado. Duca Leindecker já passou por aí, Ultramen agora, Hello (Adele tributo, dia 10, sexta agora), e... Esqueci o outro show que conhecidos estão para fazer...

se está hoje para um auto lanche com bandinha ao vivo, ou se a coisa está mais grandiosa

Lendo as notícias, tu vai perceber que tá meio caro esse McDonalds. Como escrevi, é esperado que seja um preço elitizado. É provável que o modelo de negócios venha pra ficar, afinal o rockeiro médio, aquele maluco beleza, já tem idade suficiente pra querer trocar o cheiro de sovaco na multidão, pelo cheiro de pinho na SUV. Sem contar o saudosismo, já que pode ter lembranças disso.

makumbator
Ficou fazendo zerinho e empinando? Hahah! Mas que bom que aparentemente você não se machucou. Se conseguir ir trabalhar, conte pra gente depois como foi.

Motoboy é cachorro loko, não tem essa. A pinta me cortou a frente na rodovia. Não ia deixar barato. Joguei a moto com tudo na porta traseira esquerda.

Conseguir trabalhar, eu até consigo. O que não consigo provavelmente é realmente IR trabalhar. E talvez nem VOLTAR do trabalho.
Ao menos nos dois agendados (duas Lives). A moto não fica pronta com 100% de certeza. Estou ainda na barganha do seguro.

Existe o plano B que é ir de busão. Dada a questão da pandemia, existem menos linhas de ônibus, e teria que ficar pela capital na tarde antes do show, e após o show. Meu ponto de apoio, onde costumo pernoitar quando necessário, está com o filho recém nascido. Não me parece uma boa ideia, visitar o guri agora.

O terceiro show, que seria o assunto do tópico, pode não se tornar compensador. A moto deve ficar pronta. Mas iria abrir mão das entregas, que é algo semanal, para fazer um show pontual.
Nada garante esses shows, pela própria circunstância. Quiçá a sequência. Considero pela logística envolvida, pelos custos, e incertezas não realizar nenhum deles.

makumbator
Mauricio Luiz Bertola
fernando tecladista
ErickDutraLemos

Agradeço os votos. É o segundo no ano, em circunstâncias quase análogas, mas dessa vez sem culpa da minha parte. Felizmente nada grave novamente.

fernando tecladista
Veterano
# 12/jul/20 00:08
· votar




fernando tecladista
Veterano
# 12/jul/20 00:28
· votar




fernando tecladista
Veterano
# 12/jul/20 00:30
· votar


povo está usando buzina de aplauso entre cada música...

as duas foram no mesmo local

prevejo treta da vizinhança

Ismah
Veterano
# 16/jul/20 02:41
· votar


Aparentemente não vai rolar, mas ficam as expectativas. Presumi que a esta hora estaria pelo menos trabalhando na moto, mas nem saiu toda a papelada. Deu PT, mas abri negociação. Por hora, só prejuízo, e não para aí.

LeandroP
Moderador
# 16/jul/20 08:53
· votar


fernando tecladista
povo está usando buzina de aplauso entre cada música...


Que bagulho bizarro rs

Ismah
Veterano
# 21/jul/20 13:19
· votar


Imagina se for uma buzina de gatinho...

fernando tecladista
Veterano
# 22/jul/20 00:13
· votar


o link acima do show no drive-in do belo não abre, para quem quer ver
https://www.youtube.com/watch?v=k0BvFm3uSSE

fernando tecladista
Veterano
# 31/jul/20 07:33
· votar


https://veja.abril.com.br/entretenimento/queda-de-quase-70-nas-buscas- por-lives-sinaliza-cansaco-com-a-formula/

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Show Drive In o que acham?