Pirataria nos cursos de guitarra e hipocrisia.

Autor Mensagem
JJJ
Veterano
# 04/mar/18 15:35
· votar


Lelo Mig
musica indisponível no mercado lega

É a minha posição também, no caso de abandonware... só pra constar.

dudurlzz
Veterano
# 04/mar/18 16:08
· votar


Lelo Mig
A diferença é enorme. Igual quando compravamos um vinil e gravavamos uma fita K7 para um brother. Ninguém esta ganhando dinheiro com isso...

Foi uma pergunta retórica bro...
A galera do torrent tb ganha dinheiro em cima disso como já expliquei...
Mesmo que eles upem sem monetizar nada, eles já estão desvalorizando o trabalho do autor (se não tivesse gente dando a música de graça, todos seriam forçados a comprar do autor original), que gastou grana pra gravar a música e ter nego entregando de graça pros outros.
Isso tb vale para games, filmes e etc..

Lelo Mig
Membro
# 04/mar/18 16:49 · Editado por: Lelo Mig
· votar


dudurlzz

Não sei sua idade, talvez seja jovem, nascido em tempos digitais... Voce esta vendo só o lado "moderno", "monetizavel".

Mas existe toda uma outra face... Existem bandas dos anos 60 e 70, que não foram famosas nem no seu auge.

Seus albuns, seu trabalho, esta fora de catálogo. E estar fora de catálogo significa estar "fora do mercado"... NÃO tem para comprar nem que você queira pagar!

Ai, um fulano em qualquer lugar do mundo, transforma de vinil para Flac, digitaliza as capas e encartes e disponibiliza o torrent.

O cara não ganha nada, faz porque é fã, para outros fãs. Ele esta fazendo um favor, perpetuando a memória, permitindo que novas gerações conheçam aquele trabalho.

A banda, o artista original nunca ganhou nada com aquele álbum... Não faz diferença e se fizer, será positiva: ser chamado para um show revival, uma materia numa revista, ir num programa de radio ou tv.

Muitas vezes o que é nocivo pro Mainstream é interessante pro alternativo ou pro esquecido.

É diferente de baixar a discografia do "Bruno Mars".... Percebe onde quero chegar?

joe pass JR
Membro Novato
# 04/mar/18 17:12
· votar


eu ate compro materiais didaticos mas sao muito caros e poucos realmente prestam a maioria desses metodos nacionais sao fracos sim

eu nao apoio a pirataria mas tambem o preço que eles querem cobrar ai complica ne

Wade
Membro Novato
# 04/mar/18 18:34
· votar


makumbator
Com certeza. Eu falo por mim, claro.

Eu jogo SWTOR, que é um MMO pago. Ok que não teria como piratear ele, mas é um jogo que me custa 70 reais a cada 2 meses. Com duas mensalidades dessa eu poderia comprar o NFS que eu mencionei. S eu juntar todas as mensalidades que paguei, creio já ter gastado lá pra uns 2 mil só com um jogo.

Mas aí que tá, esse único jogo me entretém há 5 anos. O NFS faria isso por uma semana e olhe lá.

O problema, pelo menos pra mim, não é pagar um valor alto e sim pagar muito mais do que o produto vale.

SkyHawk
Membro
# 05/mar/18 07:29 · Editado por: SkyHawk
· votar


Tópico bom com muitos comentários interessantes.

Quanto a mim, o pouco que fiz foi testar um software para rapidamente pagar pelo original. Não gosto de demo de fábrica, fica te forçando a atualizar para a versão paga, a experiência tende a não ser a mesma.

A bastante tempo não tenho absolutamente nada pirata ou falsificado, quer sejam produtos físicos ou digitais. Contudo, entendo, no que tange a produtos digitais, que a cópia vai sempre existir no universo dos bits, principalmente em se tratando de preços excessivamente altos.

entamoeba
Membro Novato
# 05/mar/18 12:39
· votar


1) Não existe uma resposta simples para o caso da pirataria.

2) Difícil querer controlar a distribuição de algo que não pode ser fiscalizado.

3) O apelo a moralidade alheia não é uma regra de mercado!

Quem ama as regras desse jogo deve saber que quem não é capaz de proteger o seu produto merece quebrar.

renatocaster
Moderador
# 05/mar/18 12:52
· votar


Só os pirateiro de plantão concordando com o post do Insufferable Bear (eu inclusive).

BrotherCrow
Membro Novato
# 05/mar/18 13:47
· votar


Tópico interessante. Falaram aí do Amplitube. Eu usava pirata, mas aí vi que as coisas que eu realmente precisava estavam na versão gratis (um amp limpo, um estilo marshall e um amp mais metal que eles disponibilizaram gratis um tempo). Aí vi que nem valia a pena piratear pro meu uso pessoal. Até porque me acostumei a usar o JamVox, que eu tenho original porque veio o software com o aparelho.

Sobre coisas difíceis de encontrar, é um ponto a se considerar. Uns 10 anos atrás eu seguia um blog que postava coisas bem obscuras de progressivo contemporâneo em rapidshare. Várias das bandas que conheci nesse blog são absolutamente impossíveis de achar. Guardo os mp3 até hoje. Mas como disse o Lelo, acho vacilo baixar popzão pirata. Até porque o spotify tem essas coisas em streaming gratis.

Outro exemplo bem prático: tem um quadrinho independente chamado Glenn and Henry Forever. Comprei a versão eletrônica original no Kindle, mas é péssima. Resolução baixa, nenhum recurso de zoom por quadro, sem guided reading, um lixo. Com certeza tem algum torrent por aí , scaneado da versão física, com uma qualidade muito melhor do que a versão digital da Amazon. Não vou baixar porque aqui onde moro o pessoal realmente fiscaliza e multa quem baixa torrent.

Em 99% dos casos, compro tudo original. Ainda mais hoje em dia, que nem tenho tempo de consumir tantos livros/filmes/games/discos quanto gostaria.

MMonra
Veterano
# 18/mar/18 13:47
· votar


falar de pirataria eh fo#@
pq pirataria no brasil eh cultural
e nao existe no mundo quem nao sabe o que eh mp3
rsrsr

o lance eh que eh uma faca de 2 gumes

pois acho que o rock no brasil ainda existe gracas a pirataria

Fernando de almeida
Veterano
# 01/out/18 12:49
· votar


dudurlzz
Mas dai eu fiquei me perguntando:
Será que essa galera nunca fez uso de softwares pirateados?
Nunca usaram um Guitar Rig crackeado?
Um Amplitube? Sonar? Reaper? Sony Vegas? Photoshop?
Nunca baixaram filmes/séries no PirateBay?
Nunca mandaram destravar o PS2 para comprar 3 jogos por R$10 no camelô da esquina?
Nunca compraram CD's e DVD's piratas?
Nunca fez cópia do CD do amigo?
Nunca crackearam jogos no computador?
Nunca baixaram aquele Ebook para evitar comprar o livro original?


Já dei alguns "chapéis" e não me orgulho ... DVDs, CDs e apostilas sim ... Softwares e Jogos nunca!!!
Embora os preços dos produtos e serviços (em geral, não só de guitarra) não ajudem, tenho procurado não mais voltar a fazer novamente.

rhoadsvsvai
Veterano
# 01/out/18 15:21
· votar


Mas dai eu fiquei me perguntando:
Será que essa galera nunca fez uso de softwares pirateados?
Nunca usaram um Guitar Rig crackeado?
Um Amplitube? Sonar? Reaper? Sony Vegas? Photoshop?
Nunca baixaram filmes/séries no PirateBay?
Nunca mandaram destravar o PS2 para comprar 3 jogos por R$10 no camelô da esquina?
Nunca compraram CD's e DVD's piratas?
Nunca fez cópia do CD do amigo?
Nunca crackearam jogos no computador?
Nunca baixaram aquele Ebook para evitar comprar o livro original?


acho que por mais que seja errado nos dois casos, é muito diferente vc piratear algo de uma empresa multimilionaria, que piratear a produção de uma pessoa fisica.

Casper
Veterano
# 01/out/18 18:41
· votar


Caro rhoadsvsvai:

...acho que por mais que seja errado nos dois casos, é muito diferente vc piratear algo de uma empresa multimilionaria, que piratear a produção de uma pessoa fisica...

Roubo é roubo. O tamanho de quem é a vítima não importa.

rhoadsvsvai
Veterano
# 05/out/18 00:57
· votar


Casper
concordo, porém a proporcionalidade do dano causado é diferente, isso é fato.

entamoeba
Membro Novato
# 05/out/18 07:46
· votar


O problema é que as vezes a pirataria não concorre com a compra.

Caso o sujeito não pirateie, ele não irá comprar.

Que prejuízo a pirataria causa para empresa, nesse caso?

JJJ
Veterano
# 05/out/18 07:53
· votar


Caso o sujeito não pirateie, ele não irá comprar.

What?

entamoeba
Membro Novato
# 05/out/18 08:12 · Editado por: entamoeba
· votar


JJJ
Não me expressei bem. A única chance dele ter o produto é pirateando (ocorre em muitos casos).

Não me entenda mal. Sou daqueles que procura a caixa do supermercado para devolver aqueles 5 centavos que "ficou devendo" por falta de troco.

Só acho que em certos casos a pirataria é um crime sem vítimas. Em outros tantos é até benéfica para a empresa, já que ajuda a popularizar o produto.

TendTudo
Membro Novato
# 05/out/18 08:52
· votar


entamoeba
O pior é que tu pode economizar na breja uns três conto por qual que seja a frequência que tu ingere de álcool.
Mas pare de roubar cents...

JJJ
Veterano
# 05/out/18 09:08
· votar


entamoeba

Ah, entendi.

Casper
Veterano
# 05/out/18 09:20
· votar


Caro rhoadsvsvai:

Por causa desse tipo de elasticidade
ética é que o mundo está desse jeito.

Aceitar que um pequeno crime não
é crime é o primeiro passo.

Fernando de almeida
Veterano
# 06/out/18 10:48
· votar


rhoadsvsvai
concordo, porém a proporcionalidade do dano causado é diferente, isso é fato.
Mas se as pequenas coisas forem aceitas devido ter pouca proporção, nunca vamos combater devidamente as de grande proporção ...

Enquanto a "cola na prova" da escola for aceita (pequena proporção), jamais resolveremos a corrupção no âmbito político (grande proporção)....

KeyWord
Membro Novato
# 02/jan/19 11:45 · Editado por: KeyWord
· votar


Ótimo vídeo do Kleber Oliveira, sobre pirataria no mundo da Guitarra:




The Man Who Sold The World
Veterano
# 02/jan/19 12:32
· votar


achei insanas algumas opiniões sobre pirataria
vou falar o que eu vivi nesses ultimos anos
bom, eu quando mais novo, jogava alguns jogos de computador e não tinha condições de pagar por eles, então jogava menos e o que eu jogava infelizmente em sua maioria eram pirateados
após começar a estudar engenharia de audio, eu estava num periodo de aprendizado então acabei utilizando uma DAW famosa e plugins de uma marca famosa pirateados
hoje eu estou ingressando na area de engenharia de audio para trabalho, ja tenho meu ilok com a licença do pro tools e dos plugins
e peguei os jogos que pirateei e comprei na steam
pessoal, voces gostariam de fazer um trabalho de meses e talvez anos e num segundo alguém copiar e distribuir isso de graça?
pessoal acho que a internet a 15 anos atras era uma, hoje é outra, os tempos mudaram, e ao meu ver a pirataria é algo ultrapassado, por 16 reais por mês é possivel ouvir musicas com qualidade extrema, é possivel comprar jogos em promoções e ter softwares originais pagando mensalidade ou licença perpetua

KeyWord
Membro Novato
# 02/jan/19 12:40 · Editado por: KeyWord
· votar


The Man Who Sold The World

No vídeo o Kleber Oliveira do canal Turbo Guitar Channel fala sobre coisas semelhantes.

Porém, o problema do vídeo inicial, ao meu ver não foi tanto sobre quem consome, mas sim que o pilantra do ML está vendendo algo que ele não produziu.

Já pensou que sacanagem? você produz um curso de guitarra, porém, você não fatura, porque tem um pilantra vendendo seu curso, e recebendo por ele?

Quem nada produziu faturando e você não.

Muito foda, muito mais grave do que alguém que compartilha de forma gratuita pirataria.

O pior que é no geral, por exemplo, em páginas oficiais de cursos de marketing digital, entre outras áreas, já vi pilantras comentando "Se você tem interesse no curso, eu tenho pra vender mais barato, R$ 20". Não querem saber, querem ganhar de todo jeito, mesmo estando totalmente errados. Prejudicando o verdadeiro merecedor.

macaco veio
Veterano
# 03/jan/19 01:06
· votar


O problema do video é que o cara está misturando as coisas, Livro é uma coisa, música é outra. Antigamente (no meu tempo de escola) existia uma coisa chamada biblioteca onde voce pegava livros emprestados ( e claro, naquela época ainda tínhamos alguma educação e devolviamos), podia-se também doar livros para a biblioteca e os livros também podiam ser comprados nas lojas. E não podemos dizer a bibliotéca estava pirateando. Música, se comprava uma coisa material física onde vinha gravado uma música, voce não estava comprando uma música e sim uma coisa material, muito diferente de uma virtual que voce não tem o que segurar, não existe matéria. Logicamente tinha o cara que comprava discos e copiava em fita cassete e ia vendendo de porta em porta, me ofereceram muitos na época. Mas não tinha capa, gravação ruim, etc. Hoje quem pirateia são as streams que tocam a música, não pagam merda nenhuma para os músicos e fazem fortuna e todo mundo aceita sem entrar na justiça contra. Elas deveria fazer como as radios faziam, ter o disc joquei falando no inicio, no meio e no fim da música para evitar a copia, mas não gastam nem pra pagar um, só ganham. Fui músico por muitos anos como profissão, se eu soubesse que o final seria assim jamais teria estudado música, não aconselho a ninguem, música esta com os dias contados, só haverá repetição de tudo que já foi gravado. Viva a pirataria, se não fosse ela não teríamos tido o Windows (aquilo era só virtual que já devia vir instalado no aparelho assim como quando se compra uma TV vem o software já instalado no controle remoto), aquilo era caro pra burro, maldito Bill Gates, não tinha nem um pouquinho do espírito de um Tesla.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Pirataria nos cursos de guitarra e hipocrisia.