Choque mata vocalista

Autor Mensagem
JJJ
Veterano
# nov/15 · Editado por: JJJ


http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/11/musico-morre-eletrocut ado-apos-levar-choque-de-microfone.html

RIP ao colega e meus sinceros pêsames à família.

Que sirva de alerta para, pelo menos, se evitarem mais mortes como esta. Na hora da fiação elétrica, aterramento, cabeamento e tudo mais, todo cuidado é pouco. Não só no microfone, mas em qualquer instrumento (por isso coloquei no "música em geral"). Embora realmente o microfone seja mais complicado, pelo fato de encostar na boca, já que as mucosas são ainda mais sensíveis à eletricidade.

E um solado de borracha sempre ajuda. Talvez tivesse salvo a vida do rapaz.

Lelo Mig
Membro
# nov/15
· votar


JJJ

Ok, todo cuidado e atenção é pouco... Mas têm algo muito mal explicado aí. Um microfone, normalmente, não dá um choque dessa magnitude.

A menos que a corrente elétrica da alimentação (110 ou 220 V) "vaze" pelo cabo do instrumento ou microfone, e isso só ocorreria mediante curto de componente associado a falha no aterramento/isolação o que não é comum.

Se fosse usual, morreriam uns 30 músicos/vocalistas por dia ao redor do planeta. E, sabemos, que notícias como esta não são recorrentes.

renatocaster
Moderador
# nov/15
· votar


“Não tem como um microfone dar um choque desses. Ele ficou com uma queimadura de um palmo no peito. Eu nunca vi, nem soube de alguém que tenha morrido por causa de um choque causado por um microfone”, disse Josué.

Pô, estranho demais mesmo.

Mas, enfim. RIP ao cara que morreu de uma forma tão inesperada. Como diz aquele ditado: Para morrer, basta estar vivo.

JJJ
Veterano
# nov/15
· votar


Lelo Mig

É incomum, mas não inédito...

makumbator
Veterano
# nov/15
· votar


renatocaster

: Para morrer, basta estar vivo.


Com certeza!

Lelo Mig

Pode ser que o choque nem tenha vindo diretamente do microfone, afinal ele poderia estar consertando o equipamento e de alguma forma recebeu a carga elétrica de algo que estivesse ali para testar o funcionamento dele, sei lá. Isso nem deve ter sido apurado ainda.

Mas realmente não é inédito, como vocês mesmos apontaram. Tem até vídeo na internet de neguinho tomando choque sinistro em microfone. Lembro de um mais ou menos recente de um cara em apresentação em uma livraria (não sei se Saraiva ou Leitura) em que o cara só parou de tomar choque quando um membro da banda conseguiu chutar o cara para separá-lo do microfone, mas não parece ter sido tão violento quanto esse do cidadão morto.

Ismah
Veterano
# nov/15
· votar


Eu não confio no G1, mas concordo com o Lelo:

Mic não dá choque dessa magnitude. Alguma coisa errada houve, a começar que o músico estava provavelmente descalço, com sapato inadequado, ou encostado em algum terra e existiu algum vazamento.
Ninguém morre das cargas indutivas de uma console aterrada..

Ismah
Veterano
# nov/15
· votar


Caras é sério que NINGUÉM LEU A REPORTAGEM?!

Agora em casa consegui ler

"O vocalista e guitarrista da Banda Erva Daninha, Tony Ilha, morreu neste sábado (7) após levar um choque elétrico enquanto consertava um microfone. Ele estava na sua casa no bairro Maiobão, na região metropolitana de São Luís."

Por isso que não confio no G1, se liga no sensacionalismo da manchete!
É impossível afirmar que ele morreu do choque DO MICROFONE.

Ele pode ter morrido com o mic na mão apenas, e fim.

makumbator
Veterano
# nov/15 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah

Ué, é claro que lemos. Até comentei que ele pode não ter morrido em consequência do uso do microfone. Talvez os familiares que o encontraram relataram isso apenas por ele estar consertando o microfone momentos antes. Mas também não se pode sem maiores informações descartar que a carga tenha sido conduzida até ele através do microfone.

Obviamente só uma perícia poderia comprovar, e conhecendo pessoalmente o nível dos serviços públicos de São Luís, vai ficar por isso mesmo.

Adler3x3
Veterano
# nov/15
· votar


Lidar com eletricidade é sempre perigoso.
E as vezes esquecemos disto.
Para ser uma ideia esta semana levei um choque chocho.
Tirei o pendrive do computador, e na hora de colocar no bolso peguei na parte metálica depois de ter tirado da USB e levei um leve choque.
Nunca tinha levado um choque de pendrive.

Mas o falecido parece que levou um choque forte, pois lendo a reportagem ficou
com sequelas. (queimaduras, que provavelmente causaram a morte).

JJJ
Veterano
# nov/15
· votar


Tem um detalhe adicional: a tensão em São Luiz é 220V, portanto pro pessoal aqui do sul/sudeste que já levou choque na tomada (eu...), aumente a ideia da sensação.

RafaelBernatto
Veterano
# nov/15
· votar


JJJ

E tem quem diga que o choque de 220 é "melhor"... porque te joga pra longe... o.o

tito lemos
Veterano
# nov/15
· votar


RafaelBernatto
E tem quem diga que o choque de 220 é "melhor"... porque te joga pra longe... o.o

Mito. Na verdade, considerando uma pessoa como uma resistência fixa, quanto maior for a tensão (voltagem), maior será a corrente (em ampères) que a atravessará. Claro que a resistência elétrica do corpo humano varia de pessoa pra pessoa, e varia na mesma pessoa dependendo de suas condições de isolação, mas a grosso modo, um indivíduo submetido a uma tensão de 220 V terá o dobro de corrente passando pelo seu corpo do que se fosse submetido a 110 V.

Lei de Ohm: a intensidade da corrente elétrica é diretamente proporcional à tensão elétrica a que um corpo é submetido; e inversamente proporcional à sua resistência.

E corrigindo outro equívoco bastante comum: não existe tensão de 110 V em rede elétrica no Brasil. Existe 127 V e 220 V, em redes monofásicas.

entamoeba
Membro Novato
# nov/15 · Editado por: entamoeba
· votar


RafaelBernatto
E tem quem diga que o choque de 220 é "melhor"... porque te joga pra longe... o.o

Já tive esse desprazer! "voei" 1,5m, as pontas dos dedos "derreteram" e fiquei com cãibras nas pernas nas horas seguintes. Só nunca levei um choque desses em 110 V* para poder comparar.

*127

fernando tecladista
Veterano
# nov/15
· votar


Ismah
Pelo titulo parece que o cara morreu cantando em um palco tomando um choque
Nessa hora ja pensei em palco ao ar livre, molhado, somado com colocar a mão em algo metalico que estava com corrente....

Mas lendo a notícia o choque veio do conserto

Wade
Membro Novato
# nov/15
· votar


Eu chuto que o choque não veio sequer do microfone, mas de algo que ele estava usando no conserto para "testar" as funcionalidades do mesmo. Ou, mais provável, a alimentação de alguma ferramenta que estava usando no conserto.

Muito provavelmente (como estava em casa) estava descalço, com os pés no chão.

Ismah
Veterano
# nov/15
· votar


Wade
como estava em casa, estava descalço, com os pés no chão.

Ainda mais morando no maranhão!

RafaelBernatto
tito lemos

Alguns se referem a isso por confusão de geração de energia classe A, e geração de energia em classe AB (push-pull).

tito lemos

E corrigindo outro equívoco bastante comum: não existe tensão de 110 V em rede elétrica no Brasil. Existe 127 V e 220 V, em redes monofásicas.

Amigo isso eu discordo abertamente. Aqui no RS, região metropolitana existem locais com 110 sim. Constatei isso nas milhares de medições, que SEMPRE realizo antes de ligar qualquer coisa no palco.

SC, vejo muitos lugares com os 127, e alguns lugares no PR chega-se a picos de 140. Aí a coisa fica complicada, e nunca é demais pensar num varistor ou estabilizador chaveado.

Luiz_RibeiroSP
Veterano
# nov/15
· votar


Pelo que sei a tensão nominal padronizada pela aneel é 127/220, mas há flutuação sim. Eu mesmo já medi 130v na tomada.

http://www.aneel.gov.br/aplicacoes/consulta_publica/documentos/Nota%20 T%C3%A9cnica_0075_DANIEL_SRD.pdf

Acho que o acidente foi uma serie de fatores, talvez o choque nem tenha sido do microfone. Pela descrição da reportagem parece até que caiu um raio nele.
Precisa de cuidado para mexer:
- aterramento
- desligar os equipamentos da tomada quando for fazer reparos
- encostar apenas as ponteiras de medição dos aparelhos quando o equipamento estiver aberto.
- DR instalado no quadro geral.

No país temos a cultura de gambiarra, incêndios e acidentes por causa de adaptações como benjamim e adaptadores para tomada. Depois de impuseram o padrão brasileiro deve ter piorado.

Só esperando o laudo para apurar o que levou a esta fatalidade. Mas acho muito estranho o que relatou a reportagem.

JJJ
Veterano
# nov/15 · Editado por: JJJ
· votar


Ismah
Luiz_RibeiroSP
tito lemos

Acho que o tito tem razão, mas, em alguns lugares, pode haver "estabilizadores" que baixam pra 110V. Ou então é a tensão local mesmo, não sei.

Luiz_RibeiroSP
Depois de impuseram o padrão brasileiro deve ter piorado.

Com toda certeza, porque os plugues novos ficam bambas nas tomadas velhas. A pior ideia de todos os tempos foi essa mudança das tomadas. O terra virar padrão é ótimo, mas não nesse formato jabuticaba...

Snakepit
Veterano
# nov/15
· votar


Ismah
Luiz_RibeiroSP
Existe uma variação absurda na tensão no Brasil. O sistema é de péssima qualidade.

Já importei estabilizador dos EUA que preventivamente desligava quando chegava em 135v (ou 140, não lembro mais). Tive que passar adiante pq volta e meia me deixava na mão e apagava tudo.

Geralmente ele media de 105v a 135v, mas o "oficial" é 127 mesmo.

mvrasseli
Veterano
# nov/15
· votar


O cara deixa 6 filhos! Notícia triste e não muito esclarecedora, a única lição para tirar disso tudo é o cuidado quando mexer com equipamentos elétricos.

JJJ
Luiz_RibeiroSP
Ismah
tito lemos
Pessoal, só pra esclarecer de vez essa questão de 110V e 127V.

127V AC é a tensão padrão para distribuição de energia em muitas localidades do Brasil(Rio de Janeiro, Espírito Santo...). Porém esse se trata de um valor nominal, não quer dizer que você vai medir EXATAMENTE 127V na sua tomada pois essa medição depende de vários fatores(Construção do Transformador, Quedas de tensão do transformador até a sua tomada, precisão do seu medidor, além do sistema elétrico de alta tensão que vai no primário do transformador).
110V AC é a tensão nominal da maioria dos equipamentos elétricos para rede de 127V AC, também não precisa ser EXATAMENTE 110V para funcionar.
Mas por que é menor que a tensão da rede?
Por que os fabricantes de equipamentos elétricos já preveem essa queda de tensão da energia até chegar na sua tomada. Mesma coisa se aplica a qualquer equipamento elétrico: TENSÃO NOMINAL DE DISTRIBUIÇÃO > TENSÃO NOMINAL DO EQUIPAMENTO.

JJJ
Veterano
# nov/15
· votar


mvrasseli

Cara, em alguns países é 110V reais mesmo (aqui no Brasil, no passado também já foi, em alguns lugares).

Então, alguns equipamentos são 110V porque são 110V mesmo... E, inclusive, ligar esses aparelhos em 127V dá uma certa "forçada de barra", porque a diferença não é assim tããããão desprezível (mais de 10%).

Lembro que as lâmpadas comuns (que hoje estão caindo em desuso), há alguns anos atrás, foram obrigadas a terem tensão de 127V, em vez de 110V, justamente porque tinham a duração prejudicada.

tito lemos
Veterano
# nov/15 · Editado por: tito lemos
· votar


JJJ

A pior ideia de todos os tempos foi essa mudança das tomadas.

Brother, eu discordo. Pra questões de adaptação entre o padrão antigo e o novo é uma merda mesmo, mas se num local todos os plugs e tomadas obedecerem o novo padrão e respeitarem os limites de corrente (tomadas de 10 e de 20 A), esse novo padrão traz segurança, haja vista que o design das tomadas impede o contato acidental com os terminais dos plugs e impede o chamado contato unipolar, que ocorria quando alguém encaixava um polo apenas na tomada e o outro favorecia a corrente elétrica passar pelo individuo em direção a terra.

Cara, em alguns países é 110V reais mesmo

Exato.

Ismah

Amigo isso eu discordo abertamente. Aqui no RS, região metropolitana existem locais com 110 sim. Constatei isso nas milhares de medições, que SEMPRE realizo antes de ligar qualquer coisa no palco.


Pode ser que por aí ainda exista a tensão despadronizada de 110 V para redes monofásicas. Mas neste caso, a tensão entre fases será de cerca de 190 V, e não 220 V. Se a tensão entre fases ai onde você mora for 220 V, você terá 127 V entre fase e neutro. É uma relação matemática: tensão entre fase e neutro = tensão entre fases / 1,73 (raiz de 3).

Wade
Membro Novato
# nov/15
· votar


Brother, eu discordo. Pra questões de adaptação entre o padrão antigo e o novo é uma merda mesmo, mas se num local todos os plugs e tomadas obedecerem o novo padrão e respeitarem os limites de corrente (tomadas de 10 e de 20 A), esse novo padrão traz segurança, haja vista que o design das tomadas impede o contato acidental com os terminais dos plugs e impede o chamado contato unipolar, que ocorria quando alguém encaixava um polo apenas na tomada e o outro favorecia a corrente elétrica passar pelo individuo em direção a terra.

Mas acho que a questão ali não foi o funcionamento do novo padrão, mas o modelo. Totalmente novo e único, o que cria uma necessidade absurda de uso de benjamins (aqui a gente chama de T) e gambiarras. O que aumenta os riscos.

tito lemos
Veterano
# nov/15
· votar


Wade


Mas acho que a questão ali não foi o funcionamento do novo padrão, mas o modelo. Totalmente novo e único, o que cria uma necessidade absurda de uso de benjamins (aqui a gente chama de T) e gambiarras. O que aumenta os riscos.


A solução é trocar os plugs dos equipamentos por plugs do novo padrão. Só que a solução mais fácil é usar adaptadores, então é o que a galera usa. Quanto aos benjamins, o uso não se justifica pela mudança de padrão, e sim pela insistência do pessoal em ligar um monte de coisas em uma tomada apenas.

Lelo Mig
Membro
# nov/15 · Editado por: Lelo Mig
· votar


tito lemos
Wade

A mudança para o novo padrão foi política, provavelmente feita por lobby de fabricante de tomadas ou algum político ligado à industria de tomadas.

À partir do momento em que houve a obrigatoriedade do padrão SEM uma legislação de obrigatoriedade com relação a aterramento, fica claro a má intenção do ato.

Trocar sua tomada "velha" por uma 3 pinos, sem aterrar o terceiro pino é uma piada. Uma piada com força suficiente para se meter uma bala na testa de mais um legislador corrupto.

tito lemos
Veterano
# nov/15
· votar


Lelo Mig

Lelo, existe legislação de obrigatoriedade de aterramento sim! É pq ninguém cumpre! A piada não é o padrão novo de tomadas, a piada é o Brasil!

Ismah
Veterano
# nov/15
· votar


Luiz_RibeiroSP
JJJ
Snakepit
mvrasseli

Não é falha de medição. É constatação minha.

tito lemos
se num local todos os plugs e tomadas obedecerem o novo padrão e respeitarem os limites de corrente

Bixo, isso foi boom na época, e hoje já é desconsiderado. O mais curioso que não adotaram um padrão, mas criaram um padrão. Ou seja, importados estão na merda igualmente.

Se a tensão entre fases ai onde você mora for 220 V, você terá 127 V entre fase e neutro.

Aqui na minha cidade é 220 monofásico (entre neutro e fase), não é um sistema push-pull.

Lelo Mig
A mudança para o novo padrão foi política, provavelmente feita por lobby de fabricante de tomadas ou algum político ligado à industria de tomadas.

À partir do momento em que houve a obrigatoriedade do padrão SEM uma legislação de obrigatoriedade com relação a aterramento, fica claro a má intenção do ato.

Trocar sua tomada "velha" por uma 3 pinos, sem aterrar o terceiro pino é uma piada. Uma piada com força suficiente para se meter uma bala na testa de mais um legislador corrupto.


Concordo e digo mais: Sem fiscalização, esse padrão é inútil.

tito lemos
existe legislação de obrigatoriedade de aterramento sim! É pq ninguém cumpre! A piada não é o padrão novo de tomadas, a piada é o Brasil!

Isso que é a merda. Europa, é lei que eventos tem que seguir X, Y, Z normas, que incluem por exemplo o uso de conectores PowerON (por aqui só os SpeakOn são conhecidos), e é assim. A fiscalização é nula pra inexistente (se houver, e constatar irregularidade o rombo é grande), mas não é por isso que o povo descumpre... Esse é meu braZil.

mvrasseli
Veterano
# nov/15
· votar


JJJ
Cara, em alguns países é 110V reais mesmo (aqui no Brasil, no passado também já foi, em alguns lugares).

Então, alguns equipamentos são 110V porque são 110V mesmo... E, inclusive, ligar esses aparelhos em 127V dá uma certa "forçada de barra", porque a diferença não é assim tããããão desprezível (mais de 10%).

Lembro que as lâmpadas comuns (que hoje estão caindo em desuso), há alguns anos atrás, foram obrigadas a terem tensão de 127V, em vez de 110V, justamente porque tinham a duração prejudicada.

110V real? forçada de barra? Lâmpada comum???
Repetindo: A tensão nominal do equipamento é definida pelo fabricante e regulamentada pelo INMETRO, ou seja, o fabricante pode definir qualquer tensão desde que esteja de acordo com as especificações do INMETRO.

JJJ
tito lemos
É o seguinte, não sei o que querem dizer com Tensão Real pois esse não é um termo técnico da eletricidade. De fato o que a ANEEL regulamenta é que o ponto de fornecimento pode ter variação de 5% pra mais ou para menos, ou seja, entre 120,65V e 133,35V AC, mas isso daí é na saída do transformador da concessionária. O que você vai medir na sua tomada depende de muitos fatores, acho que fui claro na minha explicação anteriormente. Resumindo para ficar mais fácil: O que você vai medir na sua tomada depende de tudo que vem depois do transformador, e isso já não é da conta da concessionária.

JJJ
Veterano
# nov/15 · Editado por: JJJ
· votar


mvrasseli
110V real? forçada de barra? Lâmpada comum???

110V "real" = 110V eficaz.

"Forçada de barra" = exceder um certo percentual que os equipamentos suportam.

Lâmpada "comum" = incandescente

Isso aqui é um fórum coloquial, né? Não uma especificação normativa...

a ANEEL regulamenta [...] o ponto de fornecimento pode ter variação de 5%

Pois é... aí está a "forçação de barra", por parte de quem utiliza, por exemplo, um equipamento projetado para 110V e ligado em 127V... O problema não é da ANEEL neste caso, obviamente.

Mas além de todos os problemas já citados acima tem outro, que é mais uma jabuticaba... tem tomada com pino grosso e com pino fino!!! Nem a bosta da espessura conseguiram padronizar direito! Ou seja: podem defender o padrão à vontade. Pra mim é uma merda de padrão, uma merda de formato e, muito provavelmente, como o Lelo Mig colocou, deve ter sido criado muito mais por alguma politicagem do que qualquer outro motivo técnico.

Sim, eu reconheço que era necessário! Nossas tomadas eram uma merda. Mas as escolhas foram péssimas, NMHO.

tito lemos
Veterano
# nov/15
· votar


JJJ
Mas além de todos os problemas já citados acima tem outro, que é mais uma jabuticaba... tem tomada com pino grosso e com pino fino!!!

O plug do pino grosso é de 20 A. A do pino fino, de 10 A. Se vc colocar um plug de 20 numa tomada de 10, ou vc não consegue ou vai "estuprar" a tomada. Já se vc colocar um plug de 10 A numa tomada de 20 A, vai ficar bamba, e esse mal contato vai gerar aquecimento, perdas por efeito joule, e podem até ocorrer danos ao equipamento, com a continuidade do uso. As tomadas e plugs de 10 A são para equipamentos comuns, de baixa potência. Já as de 20 A, para equipamentos de potência maior. Passou disso, já se parte para tomadas especiais.

Só pra esclarecer uma coisa: Eu não defendo com unhas e dentes o padrão novo. Só não digo que ele é uma merda. Eu digo que ele é mais seguro do que o padrão antigo. Mas, na merda que é esse país, nunca se obedece norma nenhuma, e o comodismo faz a galera não se adequar aos padrões e fazer adaptações. E sem o aterramento, que pasmem, é obrigatório sim, mas ninguém faz, o padrão novo não serve de merda nenhuma.

Conheço bem o padrão novo por ter dado aulas de eletrotécnica por um bom tempo, e por isso sei dizer onde ele é bom. Mas aqui nada funciona mesmo...

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Choque mata vocalista