Músicos de verdade não ensaiam para tocar em trios, ou bandas?

    Autor Mensagem
    Milenawins
    Veterano
    # set/15 · Editado por: Milenawins


    Não sei se eu deveria abrir esse tópico aqui! Mas é que amo os tecladistas!São muito profissionais!
    Bem, boa noite gente! Estou aprendendo há uns três anos e meio, mas já tive contato com as teclas quando bem nova, tocando de ouvido. A questão é que acho que não sou música qualificada, mas tbm, não acho que toco mal, e nesse meio tempo, apareceram muitas situações para eu tocar em banda!
    NENHUMA dá certo! Geralmente, marcam ensaio e geralmente eu consigo tirar as musicas sem problema algum. Aí eu peço o repertório e se possível, na ordem do ensaio, aí começam os problemas!Os caras que tenho contato ganham a vida com música, então tocam de tudo , e sabem muuuuitas musicas e vão emendando umas nas outras. Dessa forma, penso comigo mesma: acho que eles querem escolher as musicas de acordo com o público e eu devo me virar......, sair tocando de ouvido, sei lá! Não falam isso claramente comigo, mas sinto isso! AGORA MINHA PERGUNTA É: músicos de verdade não precisam ensaiar?????

    Romarinho
    Membro Novato
    # set/15
    · votar


    Milenawins
    Olá estou no mesmo barco que voc, também fiquei curioso para saber a resposta dessa pergunta. Vamos aguardar...

    makumbator
    Veterano
    # set/15 · Editado por: makumbator
    · votar


    Milenawins
    PERGUNTA É: músicos de verdade não precisam ensaiar?????

    Lógico que precisam. E isso independe se for um solista que nunca toca com outras pessoas ou um músico de orquestra com 50 pessoas. Todo mundo precisa de ensaio. Se Mozart, Bach, A Filarmônica de Berlim e o trio do Bill Evans ensaiavam, qual o motivo de um zé das couves como a gente não ensaiar?

    Mas o seu relato não condiz muito com a conclusão a que chegou. O que está acontecendo é que você pode estar tocando com gente já mais tarimbada (e musicalmente entrosados entre eles) e em um nível mais acima que o seu, por isso te parece que eles não precisam de ensaio.

    Existe o ensaio individual de cada músico, e o ensaio de grupo. E em orquestra entre esses dois ainda existe o ensaio de naipe (com os diversos músicos do mesmo instrumento e ou da mesma seção).

    Ismah
    Veterano
    # set/15
    · votar


    makumbator

    Cara algumas bandas, vc toca no click e na partitura, sem ouvir o todo, apenas seu instrumento e o metrônomo. Sei bem poucas mas tem.

    makumbator
    Veterano
    # set/15 · Editado por: makumbator
    · votar


    Ismah
    Mas isso não implica em não ter ensaio. Eu também Toco com click quando necessário , leio partitura á primeira vista bastante bem e ainda toco em orquestra (que não tem essa de ficar pedindo retorno ou usando fone) a ao meu lado costuma ter 4 trombones, 2 fagotes, um par de tímpanos e ás vezes até tuba (sem contar mais 4 ou 5 baixos e 8 ou 10 cellos à frente).

    O fato de eventualmente não se ouvir não tem nenhuma relação com ensaiar ou não. Isso é desculpa furada. Em orquestra sinfônica muitas vezes a gente não se ouve muito bem. Em banda popular também acontece (como você sabe).

    Milenawins
    Veterano
    # set/15 · Editado por: Milenawins
    · votar


    makumbator
    Sim....são tarimbados e se conhecem há muito tempo! Mas aí que está : quando eles chamam um novo elemento( no caso, eu), me parece que exigem que eu saia tocando sem ensaiar comigo, sacou? Aí vem minha dúvida : os músicos são assim mesmo? Isso é normal? Para tocar com GENTE BOA de serviço eu preciso ter essa habilidade?( De sair tocando 1459 músicas de ouvido? Para tocar com GENTE mais ou menos, sei que não preciso, aliás, na banda do meu pai, eles ficaram 1 ano ensaiando um repertório de 12 músicas! Putzzzz, nem eu the paciência.
    Quero tocar com GENTE BOA, até para eu aprender, mas, se para isso for necessário eu levar o teclado para o palco e sair tocando sem ensaio( já tive dois convites desses nesse mês), acho que vou desistir!

    JeffersonX
    Veterano
    # set/15 · Editado por: JeffersonX
    · votar


    Milenawins
    Tudo bem?
    Seguinte, eu passei por isso recentemente e realmente a sensação não é nada boa. No meu caso em específico, era até uma diferença de estilos. Eu tenho estudo há anos o teclado no Metal e seus subgêneros, como Sinfônico, Power e recentemente iniciei os estudos no Progressivo.

    Alguns colegas descobriram que eu tocava e me chamaram para ensaiar em estúdio. Tudo bem, fui bem animado. Porém o estilo, apesar de ser Rock, era bem diferente do meu. Era mais um Rock bem pop, aquele de barzinho mesmo. Apesar de ser até mais simples do que o que eu estou acostumado a tocar, senti muita dificuldade. Além de ser um estilo bem diferente do que estou acostumado, eles já estavam mais entrosados e sabiam várias músicas. Eu tinha apenas uma semana de intervalo de um ensaio para o outro, o que eu julgava muito pouco, pois além de ter que tirar as músicas, eu tinha que criar os timbres nos meus teclados. Não gosto de apenas tocar por tocar. Gosto de fazer o teclado mais presente e preencher bem a música para que soe grande (herança de Metal Sinfônico rsrs).

    A única música que senti firmeza e que ficou bem "orgânica" com o teclado foi a Enjoy the Silence. Mostrei a versão do Lacuna Coil e gostaram muito. Então o resultado foi ótimo, soando grande e bem tocada por todos. Porém o restante eu sofria. Emendavam uma música à outra e mesmo me passando os acordes, eu não ficava satisfeito em apenas fazer aquela famosa base de strings e pads com os acordes e algumas improvisações. A sensação de vê-los tocando e eu travado com não era boa.

    No meu caso, eu me senti melhor depois que decidi sair e continuar me especializando no estilo que venho dedicando há alguns anos.

    Resumindo, eu acho que você deve se sentir feliz e estar completando a banda. Claro que não deve desistir ao se deparar com diferenças e dificuldades. Mas deve ver qual é o seu objetivo e se vai ter futuro. Se ver que não vai chegar a lugar algum, eu já acho melhor procurar algo que te proporcione melhores resultados e te dê prazer ao tocar. Algo que faça você se sentir importante e crucial para a banda.

    Com o tempo, vai começar a desenvolver uma certa percepção e vai "antecipar" alguns acordes, já sabendo qual ser o seguinte, trabalhar algumas notas improvisando solos dentro daquele acorde. É algo que só vai vir com o tempo e com muito estudo. Para isso terá que ter paciência e persistência.

    Espero que seja útil essas experiências que compartilhei. Sucesso para você!!

    PS: Milena wins!! Fatality!! kkkkk

    Inté!

    Adler3x3
    Veterano
    # set/15 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    Sem ensaio não dá para levar a coisa a sério.
    Toda banda tem que ter um mínimo de organização, só no improviso não dá certo não.
    Exceto se todos os componentes forem músicos excepcionais, mas mesmo assim a banda vai pecar.
    Tem que ter partituras, cifras, tablaturas, letras e coisas e tal...
    Tem o ensaio da banda e de cada um individualmente.
    Tem que ter um repertório bem organizado., caso contrário o som da banda sempre vai ficar a desejar, e vai ter partes que vai ficar tudo meio embolado é inevitável, e fazer parte de uma banda embolada não é nada agradável.

    O difícil é encontrar uma banda bem organizada, normalmente acontece o que você citou, nestes casos ocorre que o líder quer se destacar mais que os outros, e vai inventando e quer que todo mundo o siga.
    Mas não é na verdade um líder, nestes casos a banda esta sem liderança, e apenas um músico que quer aparecer mais que os demais, e aí não funciona.
    Não vale a pena fazer parte de uma banda desorganizada que tem preguiça de ensaiar.

    E ensaio é para aprender a tocar a música completa, revisando e repetindo certas partes, e cada músico tem que ajudar o outro, muitas vezes se muda um pouco a batida aqui e ali e o resultado final fica melhor, mas isto só acontece com colaboração.

    Buja
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Adler3x3
    Não vale a pena fazer parte de uma banda desorganizada que tem preguiça de ensaiar.

    putzz, nao tenho nem o que dizer. Resumiu o topico todo nisso aqui.

    Lelo Mig
    Membro
    # set/15
    · votar


    Milenawins

    Não confundam ensaio com nível técnico...Uma coisa nada têm a ver com a outra! Como deixou bem claro nosso amigo makumbator!

    Ensaio, teoricamente, é entrosamento entre músicos de nível equivalentes!

    Ler partitura a primeira vista, tocar com click, tocar com a bunda na orelha, não significa absolutamente nada! A maior e melhor orquestra do mundo, com 350 músicos top list, ensaia no mínimo 3 vezes por semana!

    Os músicos que você citou, cara amiga Milenawins, possuem repertório vasto e entrosamento entre eles.

    Estão alguns passos "como banda e não como músicos individuais" à sua frente.... Você vai ter que correr atrás!

    Ismah
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Milenawins
    quando eles chamam um novo elemento( no caso, eu), me parece que exigem que eu saia tocando sem ensaiar comigo, sacou?

    Entendi seu problema. Dependendo do estilo da banda isso é comum, principalmente nas bandas de baile... O vocalista sinaliza o tom, e a banda se vira pra tocar atrás... Uma banda que tocava mais ou menos assim eram os Stones.

    Das que trabalhei até hoje, Alemão Ronaldo, toca assim. Todos conhecem a música, mas a execução é livre, dentro de um certo padrão.

    makumbator
    O fato de eventualmente não se ouvir não tem nenhuma relação com ensaiar ou não.

    Mas no caso algumas bandas vc recebe uma via com click, e o resultado da captação do seu instrumento, como se estivesse tocando solito com metrônomo.

    makumbator
    Veterano
    # set/15 · Editado por: makumbator
    · votar


    Ismah
    Mas no caso algumas bandas vc recebe uma via com click, e o resultado da captação do seu instrumento, como se estivesse tocando solito com metrônomo.

    Sim, e isso musicalmente é um merda. Banda (e músico) de verdade ensaia e sempre escuta o que os outros do grupo tocam (escutar aos outros é tão importante quanto escutar a si próprio). E mesmo assim, receber apenas o sinal de click e do próprio instrumento não pressupõe eliminar os ensaios. Na verdade, nesse caso teria que ter ainda MAIS ensaios pra tentar arrumar essa bagunça, e tentar tornar isso minimamente natural (tarefa inglória, claro).

    freitas_silva
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Ensaio é um assunto muito polêmico. Posso até "esticar a baladeira" e dizer que é questão de cultura mesmo, pois cada grupo musical tem sua forma de trabalhar, de se organizar, de executar um repertório, etc. Não existe fórmula ou regra que defina a obrigatoriedade e intensidade de ensaio, nem muito menos algo que o defina... mas vamos deixar esse papo filosófico de lado...rs

    Com minha experiência de 9 anos em bandas dos mais variados estilos e tocando nos mais variados ambientes, posso afirmar com certeza que ensaiar é importante sim, mas nem sempre é necessário.

    Atualmente o que mais faço é freelancer com bandas de baile da minha cidade e me deparo com alguns elementos chave:
    1. O repertório é bem parecido, com alguns blocos bem clichês.
    2. Todos os músicos são experientes e sabem o que fazer com seu instrumento em cada música, inclusive os mesmos já conhecem uns aos outros e quase sempre tocam juntos.
    3. Qualquer música que não seja "muito clichê", ou se o contratante pede uma música X porque "marcou a vida dele e tal", o dono da banda passa pra gente por email e agente pega a música em casa sem problemas.
    4. Temos contato com vários músicos e donos de banda e constantemente somos chamados ou indicados por eles.
    5. Os caras já mandam o repertório (que já é bem conhecido) com todos os tons e na ordem.

    Daí eu pergunto: ensaiar pra quê?

    Por outro lado, se sou chamado a trabalhar num projeto autoral (no qual estou participando de 2 agora), com músicas e arranjos inéditos, existe todo um processo que envolve:
    1. Conhecer a essência do projeto.
    2. Se encontrar com o artista para conhecer as músicas, fazer arranjos, etc.
    3. Analisar minunciosamente as faixas de audio gravadas (ou gravar um trabalho do zero).

    Daí eu pergunto: como fazer isso sem ensaio?

    Confesso que achei muito legal esse tópico e finalizo minha fala dizendo que, independente do músico ser bom ou não e do que você acha que seja o limite do bom e do ruim, medir o quanto doamos nosso tempo a um projeto é algo muito singular. Existem pessoas que precisam de mais ensaio, outras nem tanto. Existem grupos que precisam ensaiar muito, outros nem tanto. Existem projeto que demandam mais atenção e tempo da gente, outros nem tanto.

    MMI
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Milenawins

    são tarimbados e se conhecem há muito tempo! Mas aí que está : quando eles chamam um novo elemento( no caso, eu), me parece que exigem que eu saia tocando sem ensaiar comigo, sacou? Aí vem minha dúvida : os músicos são assim mesmo? Isso é normal? Para tocar com GENTE BOA de serviço eu preciso ter essa habilidade?( De sair tocando 1459 músicas de ouvido?

    A questão é que são músicos tarimbados e se conhecem há muito tempo, você não. Não se iluda, se eles tocam 1459 músicas de ouvido é porque elas se tornaram muito fáceis, já que estudaram 14.590 músicas. Uma hora passa a ser tão simples, tão fácil que nem precisa mais pensar muito para tocar. Automatizaram tudo.

    Veja, com pouco tempo de prática de instrumento, se falarem para a pessoa tocar um 12 bar blues de 3 acordes simples, em Lá, não vai ter muito segredo, só sair tocando. Com um pouco mais de prática, a mesma coisa vai acontecendo com 4 acordes, 5, 6, 10 acordes. E se reconhece os padrões, então é só acompanhar.

    Tenho uns amigos que no início, há anos quando os conheci, me assombravam, mas depois entendi. São bem desse jeito, tocam o que pintar na frente, no máximo precisam ouvir uma vez. E acham chato pra caramba ter que ensaiar músicas que para eles são simples demais, só vão se for for pago ou se for para dirigir e mudar arranjos ou harmonizações.

    Aproveita e não encana muito. Tenta entrar na onda e tocar alguma coisa, mesmo sem saber direito. Talvez estão querendo te fazer crescer musicalmente.

    Ismah
    Veterano
    # set/15 · Editado por: Ismah
    · votar


    makumbator
    tornar isso minimamente natural

    Cara, tua acha que eles estão ligando pra partitura, dinâmica ou arte?! Esquece... Lá é cada um por si. Vc toca em cima da trilha ou click seco e o outro se erro tu não tá nem aí... Porque não tem como corrigir... Se perdeu na partitura então, a merda é certa, e geralmente na terceira, acaba em demissão...

    É a coisa mais fria do planeta, eu não me sujeitaria, mas geralmente eles pagam EXTREMAMENTE BEM (um amigo, ganhava 6barão/mês).

    O nosso colega freitas_silva colocou bem a realidade que eu to colocando... Conheço muita gente que como ele, faz banda de suporte pra banda sertaneja, outras tradicionalista gaúcha, e outros pra rock mesmo... O repertório geralmente é 80% manjado.

    Quem toca boteco no brasil todo, sabe que tem as batidas, que pode tocar que todos conhecem... Legião/Renato Russo, Raul Seixas são carimbadas já... Algumas de Capital Inicial, CPM22, Raimundos, Ira, Skank etc... Aqui no sul o leque se abre por termo tido em 90 uma onda de bandas gaúchas de rock, Tequila Baby, Engenheiros do Hawaii, Nenhum de Nós, Cachorro Grande, Graforréia Xilarmônica, Wander Wildner (que fez sucesso nacional com a composição Bebendo vinho, regravado pelo Ira), Alemão Ronaldo, Bidê ou Balde, Acústicos e Valvulados...

    Esqueci de uma razoávelmente importante, que é Papas da Língua!

    makumbator
    Veterano
    # set/15 · Editado por: makumbator
    · votar


    Ismah
    Cara, tua acha que eles estão ligando pra partitura, dinâmica ou arte?! Esquece... Lá é cada um por si.

    Mas esse é o problema. E por isso muitos grupos soam maios ou menos. Falta de ensaio pra afinar a execução em conjunto. E não precisa estar tocando Mozart pra querer fazer certinho. Pode ser qualquer tipo de música. Claro que quanto mais entrosados entre si e mais conhecido o repertório mais objetivo é o ensaio (e não precisa ficar ensaiando pra sempre, claro).

    O que observo é que na cultura nacional ensaiar = passar música. O que é um erro conceitual. Ensaiar é atacar os pontos fracos, analisar o som e azeitar o conjunto. Aí fica muitas vezes faltando aquele algo mais, faltando um pouquinho mais de coesão. Eu ouço isso em muito grupo ao vivo. Fica parecendo um catado de músicos e não um grupo coeso.

    Eu sou obcecado por controle e detalhes, por isso discordo totalmente dessa aversão quase generalizada de músico brasileiro pra ensaiar. Mas felizmente não são todos, obviamente.

    Ismah
    Veterano
    # set/15
    · votar


    makumbator

    Para que estamos falando de coisa s diferentes... Eu to falando daquele cara que dorme com o instrumento, e toca de 4 a 6 vezes pode semana a no mínimo 5 anos já... Apesar que a maioria nesse nível toca a mais de 10 rs

    makumbator
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Ismah

    Ué, mas eu também falo do cara que toca muito! Ou você acha que o velhinho que toca há 30 anos na Filarmônica de Berlim não ensaia pra tocar uma sinfonia de Beethoven? Que é algo que ele já conhece de trás pra frente, e já ensaiou com o mesmo grupo e maestro trocentas vezes e usando a mesmíssima edição impressa?

    Até eu conheço umas peças muito bem por tocar bastante, e mesmo assim gosto de ensaiá-las pra melhorar não só a minha execução, mas o do conjunto. E não precisa ser Beethoven, pode ser qualquer coisa.

    Minha ex-professora de contrabaixo acústico (OSB e Petrobrás) toca quase o dia todo, desde criança. E ensaia todo santo dia (entre elas peças já conhecidas e manjadas).

    Ela estuda muito e gosta tanto de tocar que quando está dando aula e ensaiando com a gente precisava pedir pra ela parar porque o horário já havia passado. Se deixasse ela continuava ensaiando até a gente desmaiar de cansaço.Essa é das minhas, sempre buscando a perfeição.

    Adler3x3
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Makumbator
    escreveu:

    Eu sou obcecado por controle e detalhes, por isso discordo totalmente dessa aversão quase generalizada de músico brasileiro pra ensaiar. Mas felizmente não são todos, obviamente.

    Eu também penso assim.

    Ismah
    Veterano
    # set/15
    · votar


    makumbator

    É isso que diferencia o músico de fim de semana de um artista de sucesso... De tanto compor uma hora sai algo que presta kkkk

    Mas tenho a impressão que estás levando para o lado erudito, e que parece não ser a proposta. Engrenar meia dúzia de cara "mazomeno" é difícil, engrenar um leque de naipes, nem imagino...

    Mas enfim, o que to dizendo é que tocar um sertanejo é deveras mais fácil que decorar uma obra erudita. Na primeira você tem os caminhos lógicos de sempre, e na dúvida, pode aplicar acordes sem a terça pra não errar...

    makumbator
    Veterano
    # set/15 · Editado por: makumbator
    · votar


    Ismah
    Mas tenho a impressão que estás levando para o lado erudito,

    Não! Minha abordagem é a mesma em outros estilos. Já toquei sertanejo em exposição agropecuária, reunião de maçonaria, enterro, música judaica em Bar Mizvah e concerto com orquestra de câmara na França.

    Mas enfim, o que to dizendo é que tocar um sertanejo é deveras mais fácil que decorar uma obra erudita.

    Sim, mas aí é que ficaria ainda mais "fácil" obter resultados ótimos em um ensaio. Pois são menos músicos e com repertório mais manjado por eles. Nem precisa de uma montanha de ensaios pra ficar top. Basta saber e querer ensaiar. Claro que tem grupo que realmente faz isso. E em geral acabam se destacando pela coesão.

    Volta e meia quando tenho ensaios pra grupos populares chega neguinho que nem tirou a música! Como é que o camarada vai ensaiar algo que não conhece? Aí o ensaio vira sessão pra tirar a música.

    Outra coisa comum é o cara pedir pouco ensaio pra um show (digamos que 2 ensaios). Aí no primeiro ele deixa claro que não está com a música debaixo dos dedos...mas quer ter só dois ensaios. E fica impossível, pois como ensaiar em grupo se ele nem sabe a música com perfeição? Aí o que acontece? No último ensaio só passam as músicas (pois não dá tempo de fazer tudo com calma). E fingem que houve ensaio...aí no show tem mais erros que o aceitável, esquecimentos, embromações...

    Synth-Men
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Milenawins

    Também não toco muito, mas mesmo assim já tive algumas responsabilidades no mundo da musica que tive que avançar

    Sei que não é o caso de todo mundo aqui, mas algumas bandas combinam em tocar o mais próximo do arranjo original, ao invés de todo mundo tocar o que sabe. Muito parecido com uma orquestra. Alias, uma banda também é uma orquestra.

    Combinar quem vai fazer oque com cada instrumento é bem trabalhoso, mas muiiiiiiiiiiiiito gratificante.

    Depois disto tem que ensaiar, no minimo duas vezes por semana.

    O bom de ensaiar é que pode-se perceber os erros, preencher espaços vazios e criar espaços para improvisos e coisas novas.


    Eu fico com as dicas que foram descritas aqui:


    - A maior e melhor orquestra do mundo, com 350 músicos top list, ensaia no mínimo 3 vezes por semana!

    - Se Mozart, Bach, A Filarmônica de Berlim e o trio do Bill Evans ensaiavam, qual o motivo de um zé das couves como a gente não ensaiar?

    - Com o tempo, vai começar a desenvolver uma certa percepção e vai "antecipar" alguns acordes, já sabendo qual ser o seguinte, trabalhar algumas notas improvisando solos dentro daquele acorde. É algo que só vai vir com o tempo e com muito estudo. Para isso terá que ter paciência e persistência.

    - Resumindo, eu acho que você deve se sentir feliz e estar completando a banda. Claro que não deve desistir ao se deparar com diferenças e dificuldades. Mas deve ver qual é o seu objetivo e se vai ter futuro. Se ver que não vai chegar a lugar algum, eu já acho melhor procurar algo que te proporcione melhores resultados e te dê prazer ao tocar. Algo que faça você se sentir importante e crucial para a banda.

    - [i]Aproveita e não encana muito. Tenta entrar na onda e tocar alguma coisa, mesmo sem saber direito. Talvez estão querendo te fazer crescer musicalmente.


    - Ensaiar é atacar os pontos fracos, analisar o som e azeitar o conjunto. Aí fica muitas vezes faltando aquele algo mais, faltando um pouquinho mais de coesão.

    - Ou você acha que o velhinho que toca há 30 anos na Filarmônica de Berlim não ensaia pra tocar uma sinfonia de Beethoven? Que é algo que ele já conhece de trás pra frente, e já ensaiou com o mesmo grupo e maestro trocentas vezes e usando a mesmíssima edição impressa?

    - Minha ex-professora de contrabaixo acústico (OSB e Petrobrás) toca quase o dia todo, desde criança. E ensaia todo santo dia (entre elas peças já conhecidas e manjadas).

    - [i]Ela estuda muito e gosta tanto de tocar que quando está dando aula e ensaiando com a gente precisava pedir pra ela parar porque o horário já havia passado. Se deixasse ela continuava ensaiando até a gente desmaiar de cansaço.Essa é das minhas, sempre buscando a perfeição.


    - Sim, mas aí é que ficaria ainda mais "fácil" obter resultados ótimos em um ensaio.

    Milenawins
    Veterano
    # set/15 · Editado por: Milenawins
    · votar


    Lelo Mig,
    "......você vai ter que correr atrás
    ...."
    Essa é a questão! Como correr atrás? Ensaiar individualmente, devorar as músicas deles de algum show....e colocar o teclado no palco na cara dura sem ensaio com a banda mesmo? E tentar acompanhá-los?e correndo o risco de mudarem algumas músicas?
    - [i]Aproveita e não encana muito. Tenta entrar na onda e tocar alguma coisa, mesmo sem saber direito. Talvez estão querendo te fazer crescer musicalmente.
    Sim! Vou sempre em alguma reunião tipo um " ensaio" quando tenho oportunidade e aproveito sempre para aprender algo! Sem estresse! Mas, para levar o instrumento para o palco é outra história.........

    fernando tecladista
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Milenawins
    Tecladista é coisa rara de achar
    Então vejo muita banda dessesperada pra ter, saem chamando tecladistas mesmo que eles não estejam amadurcidos para tocar em banda, no começo é só alegria mas com o tempo começa ter cobrança e banda fica uma coisa chata
    Da parte do tecladista é emocionante a proprosta de tocar em banda, até pelo repertório atual e não somente aqueles trecos que tecladista estuda que só tecladista conhece

    Se você for "correr atras" como perguntou
    Tem escola de música que além da aula individual do instrumento tem a "pratica de banda" onde a escola coloca alunos do mesmo nivel para tocarem juntos e há um trabalho dos professores ajudando nisso

    Outra forma é voce formar ou entrar em uma banda mais iniciante, mesmo que voce não bote fé na banda, que guitarrista desmarque ensaio porque foi namorar, aquelas bandas que toquem 5 vezes no ano: na festa do caqui, no aniversário de alguem que voce nunca viu em uma chacara, no aniversario da namorada do cantor, na quermesse da igreja e em algum evento obscuro que voce nao sabe porque está ali..... tudo de graça .... a banda serve de treino pra você
    -.-.-.-.-.-.-.-..-.-.--.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

    Quanto ao titulo do tópico


    Músicos de verdade não ensaiam para tocar em trios, ou bandas?
    Sim e não
    Depende do tipo de som, se eu tivesse um grupo de jazz ou qualquer outra coisa mas elaborada do erudito ou rock....
    Sim se ensaia
    Mas tem coisa do tipo, alguem me chama pra tocar em um aniversario, casamento, churras...
    Eu tenho meus conhecidos onde ja tocamos juntos em outras bandas onde é facil pra chamar a galera e no maximo marcar um ensaio ou reunião pra definir repertório e acertar umas um as 5 músicas que um ou outro não sabe
    Mas com o repertório mas manjado de festa: la bamba, Whisky a gogo, tropicana, fala mansa, sorte grande e outros axes manjados...... pra quem toca na noite isso não precisa de ensaio pra isso

    kapusho
    Veterano
    # set/15
    · votar


    estude e decore os campos harmônicos; tire músicas de ouvido, escutando direto de rádios, sem cifra ou partitura. eduquei meu ouvido lá nos idos dos anos 80/90 fazendo isso. não existia internet, qnd muito revistinha de cifra na banca da esquina (por sinal com as cifras "simplificadas"), e os clips da MTV.
    na real, se o seu ouvido estiver OK, e vc conhecer campos harmônicos, vai conseguir acompanhar praticamente qualquer coisa depois dos primeiros compassos

    Ismah
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Volta e meia quando tenho ensaios pra grupos populares chega neguinho que nem tirou a música! Como é que o camarada vai ensaiar algo que não conhece? Aí o ensaio vira sessão pra tirar a música.
    Makumbator... Isso não é ensaio, excluo esse tipo de pseudo músico quando falo em tocar... Mais um motivo pra mim querer ser técnico...

    Milenawins
    Como correr atrás? Ensaiar individualmente, devorar as músicas deles de algum show....e colocar o teclado no palco na cara dura sem ensaio com a banda mesmo? E tentar acompanhá-los?e correndo o risco de mudarem algumas músicas?

    De certa forma a melhor saída é tocar... JAM podem ajudar, simplesmente chegar e tocar alguma música... Tenho um lance com um amigo que é bateria e volta e meia a gente toca no home estúdio dele... Eu sabendo a cadência da harmonia já sai som... Isso gera o entrosamento, que basicamente é prática de grupo.

    erico.ascencao
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Conheço um pouco do circuito de bandas covers de São Paulo, boa parte como espectador e em menor parte como aluno de alguns músicos.

    Já percebi que, nesta mesma cena, existem os dois extremos: os caras que não ensaiam e os que ensaiam com bastante regularidade (2 vezes por semana fora os shows no fim de semana). O fato de tocar clássicos do rock ajuda no sentido de não precisar ensaiar tão frequentemente - tanto é verdade que o Giba San, guitarrista velhaco da noite paulistana, viveu anos tocando só como freelancer destas bandas, ou seja, chamavam o cara pra tapar um buraco e o cara cobria o guitarrista original sem problemas. Por outro lado, existem alguns detalhes de entrosamento de banda que só um ensaio resolve: finais de músicas, divisões das partes de guitarra entre dois guitarristas, etc.

    Milenawins

    Em suma, o caminho é buscar montar um repertório pessoal vasto. Desta forma, você terá a sua lição de casa preparada pra qualquer trampo que vier pela frente. O resto é questão de ensaio e de experiência de banda.

    Lelo Mig
    Membro
    # set/15
    · votar


    makumbator

    "Eu sou obcecado por controle e detalhes, por isso discordo totalmente dessa aversão quase generalizada de músico brasileiro pra ensaiar. Mas felizmente não são todos, obviamente.... Ensaiar é atacar os pontos fracos, analisar o som e azeitar o conjunto."

    Concordo em gênero, número e grau!!

    Repito, novamente, galera confunde as coisas... o Deep Purple não precisa ensaiar Smoke on the Water, nem o Metallica precisa ensaiar Seek and Destroy...

    Uma banda que faz 5, 6 shows por semana, com um bom tempo de estrada, não "precisa" ensaiar... Na verdade, não é que não ensaie, é que toca tanto que já esta ensaiando ao vivo, inclusive fazendo as "modificações" com seus improvisos.

    Milenawins

    "Essa é a questão! Como correr atrás?"

    Amiga... Entendo o que você passa, toquei numa banda de Disco Music, onde só tinha fera, um imenso repertório e caras afiados no estilo... Eles não ensaiavam muitas canções, porque elas estavam no repertório deles há tempos, não precisavam, tocavam direto... então eles se dedicavam a novas canções e arranjos. Bandas deste tipo têm repertório vasto e muitos shows, não sobra tempo para ensaiar tudo.

    Existem muitas formas de você correr atrás... A que usei e deu mais resultado, foi gravar algumas apresentações deles e depois, em casa, tirar as músicas pela versão original e tocar com a gravação, aí sim, fazendo as adaptações, transposições e etc, conforme a banda tocava. (Parti do pressuposto que se eu tocasse a versão original, facilitaria "entrar" nos arranjos deles)... deu certo. Depois de algum tempo eu "fazia parte" daquele grupo.

    Desta feita, com gravações, eu ensaiava com eles, mesmo eles fisicamente não estando comigo... entende?

    Milenawins
    Veterano
    # set/15
    · votar


    Obrigada gente!!!! Muitas ideias interessantes!!!!!É sempre bom conversar aqui!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Músicos de verdade não ensaiam para tocar em trios, ou bandas?