Se o Metal Zone é tão bom pq é raro ver ele nos setups de guitarristas famosos?

Autor Mensagem
OverZakk
Veterano
# set/12
· votar


aensid
Com isso ai que tu fez deve ter ficado uma chiadeira só, eu uso:

Volume 12 hr
Graves 1hr
Agudo 10 hr
Mid 2hr
MidFreq 12Hr
Dist 12 Hr

Tenho um timbre do caralho os Harmônicos saem muito fáceis, e muita definição também, Minha guitarra e uma Cort X1!

aensid
Veterano
# set/12
· votar


OverZakk

Fico legal cara, uma hora vo gravar pra vc escutar.

Eu tenho uma Esp Ltd mh 401 ( com EMG 81/85 ).

Kruspemsv
Veterano
# set/12
· votar


Deixei de usar meu Metal Zone agora porque estou partindo para um valvulado, mas como utilizador do pedal por +- 1 ano e meio posso afirmar que pra não conseguir tirar um timbre pelo menos decente do pedal é porque você tem muita preguiça.

Sei que existe uma galera meio "ouvido absoluto" para sons de distorção, e que vão chiar com o mínimo som não-analógico de distorção que ouvirem, mas o pedal consegue te dar diversas opções de distorção graças ao controle de médios dele. Eu usava ele junto com um GE-7, que aumentava mais ainda as minhas possibilidades.

O unico contra dele é que na maioria dos amplis que eu utilizava (toquei em muitos amplis genéricos de diversas casas de show) era inviável usar ele sem um Noise.

Mas pelo preço e pelo que o pedal se propõe é um pedal excepcional.

OverZakk
Veterano
# set/12
· votar


aensid
Se eu com uma Cort X1 consegui um bom timbre imagina tu com uma ESP LTD hehe!

Kruspemsv
Tudo uma questão de paciência, quando ele chegou aqui para eu, liguei e o som que saio foi horrorosoo, cheguei a pensar, perdi dinheiro, dai fui fuçando e talz, até consegui um bom timbre, isso ele puro sem nada para acompanhar!

Kruspemsv
Veterano
# set/12
· votar


OverZakk
Com certeza. A grande jogada dele pra mim é o controle de médios, que transforma ele no próprio EQ do ganho do pedal. Você consegue saturar e até crunchear razoavelmente com ele.

Mas no meu caso eu quase sempre usei ele para tocar sons pesados e mais gordos.

bmxer
Veterano
# set/12
· votar


Passou um na minha mao e nao gostei. Nao tinha muito sustein e era muito embolado.
Testei o Hardwire tl2 e na hora comprei.
Infinitamente superior.

alfacorrea
Veterano
# set/12
· votar


Já passou um Metal Zone na minha mão também.

Em termos de comparação, tenho resultados mais satisfatórios com o Electro-Harmonix Metall Muff.

leonardovalle
Membro Novato
# ago/14
· votar


o daron malakian usa ele.
ele falou q eh o melhor pedal pra metal.
e System of a Down eh conhecido pra caceeeeeeteee.

amilanezi
Veterano
# ago/14
· votar


Esse pedal só acha ruim quem não sabe porra nenhuma de timbragem...

Peguei ele só de teimoso e com pouco esforço consegui timbrar ele perfeitamente para casar com meu ampli valvulado (claro que se for ligar ele num merdeoro de 200 pila com falante de 8 polegadas vai ficar uma bosta né).

Pra tocar metal em geral ele é perfeito e com um equalizador após ele na cadeia fica ainda mais versátil.

O segredo dele é a configuração de médios e não socar a distortion dele (nunca passo a dist de 12h no meu caso)...pra tocar Metallica é um tesão...

Minha configuração padrão dele:

volume: entre 12 e 1h
Grave: 3h
Agudo: 11h
Médios: 9h
Mid Freq: 11h
dist: 11h

o/

fernando0877
Veterano
# ago/14
· votar


O MetalZone é um pedal que assusta pelo nome. Leva a se pensar que há ali um talento só pra Distorções comprimidas. Mas ele é um coringa muito versátil, que pode-se tirar tudo dali.
Experimente deixar todos os controles em 12h que já vai ter algo que está bem na onda Hard Rock e agrada uma pá de gente no meio do caminho entre overdrive e distortion. Além disso ele responde bem ao abaixar o volume direto na guita, saindo do campo "distorção" e entrando num efeito de overdrive bem natural. Depois que perdi o preconceito do MetalZone é ele quem tenho carregado prum lado e pra outro pra tocar Rock Clássico: de overdrive blues, por fuzz hendrix, distorção punk... e se for a tua praia pode até tocar metal.

Lucaz Oliveira
Membro Novato
# set/14
· votar


"Deixei de usar meu Metal Zone agora porque estou partindo para um valvulado, mas como utilizador do pedal por +- 1 ano e meio posso afirmar que pra não conseguir tirar um timbre pelo menos decente do pedal é porque você tem muita preguiça. "

somos 2 cara, acabei de comprar um blackstar htmetal5, e so vou vender o metalzone (talvez) pq o amp é valvulado e tem um fortissimo drive!

eu conto meu segredo em partes aki pra voces!

uso o metalzone com ganho no maximo, deixo ele reguladinho que ja é muito bom por si so, mas o metalzone sozinho pra solos eu acho que nao é o ideal! pra bases ele é muito bom, mas pra solos eu coloco depois dele um mxr zakk wylde com drive no 0 e volume no talo, alem de ele aumentar um pouquinho o volume, ele deixa o som do metalzone tao bem definido, os harmonicos tao pra frente, na boa eu nunca vi ninguem tirar uma distorçao high gain desse modo tao bem definida. um dia eu gravo pra vcs sentirem o drama!

SkyHawk
Membro
# set/14 · Editado por: SkyHawk
· votar


Eu uso uma versão simulada do Metal Zone e acho sensacional, mesmo com amp valvulado high gain ele tem seu valor para empurrar de verdade a distroção, basta regular direito. Eu uso a simulação dele com distorção perto do mínimo na cara do ENGL de carne e osso.

SkyHawk
Membro
# set/14
· votar


Ja comparei a versão simulada do amplitube e do JamUp Pro com o pedal de verdade e achei as simulações idênticas.

Euclidessn
Veterano
# 19/jan/19 13:56
· votar


Ressuscitando o tópico, mas é pq fiz uma descoberta incrível sobre a "caixa de abelha" Metal Zone.

Foi descoberto que ligando ele no loop de efeitos de um amplificador, ele se torna outro pedal, muito mais orgânico e tal, mas ao liga-lo no input de um aplica qualquer, é uma desgraça.

O que descobri, ou percebi... é que ele possui muita frequências agudas, que não importa a regulagem que faça nele, elas sempre se somam aos agudos do ampli.

O que fiz, foi simplesmente reduzir MUITO o knob de agudos do aplificador, deixando para o pedal fazer esse trabalho regulando manualmente os agudos NELE.

A penalidade disso é que ao desligar o pedal para ter som clean do ampli, vc acaba perdendo agudos, que poderia ser compensado ligando ao mesmo tempo um equalizer.

Adorei a descoberta, meu MZ está detonando aqui. Mais do que meus outros pedais de hi gain.

Valeu

Robinson CG
Membro Novato
# 19/jan/19 23:47 · Editado por: Robinson CG
· votar


undefined
Bem, o guitarrista do SOAD (Daron Malakian) o usa ou usava, mas isto de ficar fuçando qual set tal ou qual guitarrista utiliza é algo que nunca me despertou grande interesse. Particularmente, eu não digo que o Boss MT-2 seja o pedal mais fantástico do mundo (até pq nem conheço todos os pedais High Gain já criados) nem que seja o "pior"... Apenas digo que desde que o comprei,e de todos os pedais de distorção que tenho, o Boss MT-2 é imprescindível para mim e não abro mão dele. Sinceramente, não me preocupo com o que outros achem ou pensem deste ou aquele pedal/efeito, se serve para mim e atende às minhas necessidades... é o suficiente.

Ismah
Veterano
# 20/jan/19 14:14
· votar


Euclidessn

Parabéns, acaba de descobrir a roda... rs

Zoeira a parte, o problema até onde tenho observado é mais fundo. Bem mais fundo.
Primeiro, que não temos acesso fácil a BONS cabos. Isso gera perdas no sinal, e principalmente de graves. Assim problema é que temos uma falta de graves assim. Não é que sobra agudo, é que falta grave - e sim, isso soa contraditório, e não é a mesma coisa.

A realidade de muita gente aqui, é tocar em ampzinho fuleiro, de olhos puxados. Já temos o problema de que se puser um sinal alto demais, a p**** distorce, gera harmônicos pares e blá blá blá...
O AF em si, habitualmente é pequeno e tem uma qualidade questionável. A caixa idem...

No campo de instrumentos, até tem saído uma coisa legal aqui e ali, mas nada excepcional e acessível.

Por natureza, também temos como matriz geralmente o violão. Como raramente se começa tocando num violão aceitável, ele não tem AQUELE volume, o que força algumas pessoas ainda a tocar forte demais.
Isso aumenta o ataque, o que diminui ainda mais o grave.

Vai pendurando isso tudo no mesmo prego, e vendo ele entortar...
Temos vários problemas, e que não são o pedal, mas o que cerca ele.
Um bom amp, com uma guitarra razoável, tem um som razoável. Agora uma excelente guitarra, num amp ruim, com um pouco de sorte, fica aceitável.

Temos que lembrar que um Boss Metal Zone, é um pedal de 100 USD, então não podemos exigir muito. Ainda assim, o problema dos cabos é pra mim o maior... O sinal que não chega, não pode ser manipulado. Então, consegui compreender porque no geral, nos palcos da vida, a maioria das bandas soa escavada...
Naturalmente, se temos mais graves, quando o sinal distorce, temos menos médios... Como? Simplesmente, porque o grave também gera harmônicos, então o 100 Hz, gera sua série harmônica e afeta 200, 300, 400, 500 Hz... Isso é uma peça chave!

O tal pedal, realmente tem um mid-scoop generoso. Isso acontece, porque se busca trazer os harmônicos do grave pra preencher o médio. Sem grave, sem harmônicos... O que sobra são os agudos que tornaram-o famoso.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Se o Metal Zone é tão bom pq é raro ver ele nos setups de guitarristas famosos?