Meu Deus, guitarra tá cara demais no Brasil!

Autor Mensagem
foca2
Membro Novato
# 20/dez/21 14:43 · Editado por: foca2


Tô a 10 anos morando fora, uns 3 sem visitar, mas antigamente eu estava por dentro do mercado de guitarra. Hoje não mais, mas um amigo do Brasil pediu dica de qual guitarra comprar.

Resumindo, tem Squier Bullet de 3000 reais no Mercado Livre... Gibson Tribute por 17000... custava 3000 no início dos 2010!

Eu vi Harley Benton, Vintage e SX, que é troco de pão por aqui (apesar de muito boa, tenho duas HB) por 3000, 4000...

Jesus, como vocês tão fazendo? O salário teve algum aumento também? Porque eu não me imagino pagando tanto assim em guitarra :(

Me lembra a década de 90 ou 2000, quando eu era criança. Só tinha guitarra nacional a preço acessível, e uns dois ou três da cidade tinham uma Fender e olhe lá.

Espero que vcs saiam dessa :(

Les Strato
Veterano
# 20/dez/21 14:47
· votar


Meu Deus, tá caro demais o Brasil!

Pronto, arrumei o título pra você.



Amplificador tá uma tristeza ainda maior, valvulado então, esquece, com a alta do dólar virou várzea até no mercado de usados.

Quem pegou aquela época de ouro do dolar a 2 pra 1 lá entre 2010/2013 viveu época de ouro, principalmente pra ir no paraguai comprar pedal e afins, hoje não tem condições

foca2
Membro Novato
# 20/dez/21 14:57 · Editado por: foca2
· votar


Les Strato
Quem pegou aquela época de ouro do dolar a 2 pra 1 lá entre 2010/2013 viveu época de ouro, principalmente pra ir no paraguai comprar pedal e afins, hoje não tem condições


Putz, nem lembra... comprei todo meu equipamento nessa época e era preço de banana. MercadoLivre tinha alguns importadores, peguei um Strymon Timeline novo por 1100 reais no lançamento. Duas Les Paul novas, cada uma custou menos do meu salário. Eu comprei meu rig dos sonhos nessa época. Hoje em dia 1100 é no máximo um Tube Screamer :(

As vezes me perguntam se eu voltaria, mas depois de 3 anos sem ir aí, o país parece outro :(

Desejo sorte e força pra quem ainda está por aí

Delson
Veterano
# 20/dez/21 17:12
· votar


Meu Deus, tá tudo caro demais no mundo!

Pronto, arrumei o título pra vocês.

anderson_gesteira
Membro Novato
# 20/dez/21 17:33
· votar


foca2 Além de tudo os salários andam defasados. Só penso em quem tem que levar musica como profissional. Tá caro tudo o que envolve, desde cordas e outros acessórios, mesmo sendo hobby tive que dar uma boa enxugada no que gasto pra não afetar algo a mais (uso cordas genéricas e bem mais tempo do deveria ficar)

foca2
Membro Novato
# 20/dez/21 17:49 · Editado por: foca2
· votar


Delson
Meu Deus, tá tudo caro demais no mundo!

Pronto, arrumei o título pra vocês.


Discordo, amigo. Com exceção de alguns mercados bem específicos (placa de video, guitarra de rico, gasolina nos eua), os preços estão até estáveis apesar da pandemia. Nada subiu nem 10%, 20%, quanto mais esse aumento de 4x, 5x que eu vejo em instrumentos musicais e etc no Brasil. :/

Hoje eu reciclei minhas garrafas no supermercado aqui e com o dinheiro que a reciclagem paga de volta deu pra comprar um jogo D'Addario Flatwounds.

anderson_gesteira
Além de tudo os salários andam defasados. Só penso em quem tem que levar musica como profissional. Tá caro tudo o que envolve, desde cordas e outros acessórios, mesmo sendo hobby tive que dar uma boa enxugada no que gasto pra não afetar algo a mais (uso cordas genéricas e bem mais tempo do deveria ficar)


Nossa, corda eu lembro do aumento bizarro das últimas duas vezes que estive aí. Sempre flutuou em torno dos 20 reais em BH. Em 2017 era 60 pila. O cara ficou xingando o governo. Curiosamente hoje em dia é o mesmo preço! 60... apesar do dólar. Prova que o preço alto era puro caô e eles tavam eram f* nos musicos mesmo.

Lelo Mig
Membro
# 20/dez/21 21:00
· votar


foca2

"Jesus, como vocês tão fazendo? "

Aí que tá, ninguém tá fazendo nada. 70% das lojas fecharam e a grande maioria nem emprego têm.

O negócio é desistir da música, vender o equipo e comprar Bitcoin.

JJJ
Veterano
# 20/dez/21 21:02
· votar


O salário teve algum aumento também?

O cara é piadista...

Paulo Heineken
Veterano
# 21/dez/21 02:13
· votar


esses preços que vc citou tb estão um pouco fora da realidade, mas sim tá tudo caro

por padrão o que encontro normalmente

LTD 1000 - R$6.500,00
Ibanez Rg350 - R$3.000,00
Gibson tribute - 7.000,00
Gibson Trad ou Standard - 17.000,00
Fender Std USA - 8.000,00
Fender Mexicana 4.000 (vi uma aqui com captadores dimarzio ainda!)
SX sst R$1.200,00
Vintage - 1.800,00 (aqui na cidade tem uma com upgrades na captação), achei barata!
Epiphone R$4.500 (captadores seymour, case etc..)
Squier R$1.200,00
e por aí vai...




obviamente me refiro ao mercado de usados...

Paulo Heineken
Veterano
# 21/dez/21 02:14
· votar


Les Strato
Cara, pior que esses dias vi um REV G mesa boogie por 5500...o cara tava desesperado pra vender

JJJ
Veterano
# 21/dez/21 09:11
· votar


Paulo Heineken
Fender Mexicana 4.000
Squier R$1.200,00

Cara, isso aí tá desatualizado, mesmo pra usados. Ou então tu encontrou os usados mais surrados que existem!

Les Strato
Veterano
# 21/dez/21 09:42
· votar


Paulo Heineken

Cara, pior que esses dias vi um REV G mesa boogie por 5500...o cara tava desesperado pra vender

Bom preço, mas assim, é aquele caso de 1 em 1000000 que o dono ta com a corda no pescoço e decide vender por valor muito abaixo.

No geral, os usados ficam MUITO acima e a menos que o cara acorde com muita sorte e dê de cara com um anuncio desses, 99% das vezes é valor altíssimo.

Filippo14
Veterano
# 21/dez/21 10:15
· votar


Mas Tribute por 17k eu nunca vi. Pode até ter no ML, mas é viagem do vendedor.

EUA os preços subiram bem tambem. Fui para lá tem 20 dias e a inflação de 6% lá chegou nos equipos também.

OBviamente que o mercado de instrumentos musicais é TOTALMENTE dolarizado, o que faz com que o impacto seja absurdo. Mas os aumentos vem a uma década. Inflação aqui vem se mantendo alta a tempos.

Falando de 2013, o salário mínimo era 678, hoje está em 1.045. Digo isso por que a memória humana esquece coisas do passado. Uma guitarra por 800 no passado era mais que um salario mínimo (118%) e a referência hoje seria 1.230. Uma SX sai por esse preço no ML.

Resumindo, os instrumentos estão caros pq a desvalorização cambial foi maior que a inflação (por enquanto), mas precisamos sempre ter em mente o passado para opinar, nossa mente sempre nos engana quando se trata de temas como esse.

Abraço

JJJ
Veterano
# 21/dez/21 10:57
· votar


Filippo14
nossa mente sempre nos engana

mas o meu contracheque não...

foca2
Membro Novato
# 21/dez/21 10:59 · Editado por: foca2
· votar


Filippo14
Mas Tribute por 17k eu nunca vi. Pode até ter no ML, mas é viagem do vendedor.


Eu olhei em loja que costumava ter preço bom antigamente.

Comparando a Tribute que eu mencionei na mesma loja e usando WayBackMachine pra ver o site antigo, a diferença é gigante, 4x...

2011 - Tribute 60s por 3500, Tribute 50s por 4000
http://web.archive.org/web/20120306201514/http://www.madeinbrazil.com. br/
http://web.archive.org/web/20120831103004/http://www.madeinbrazil.com. br/

2021 - Tribute por 17000 (esse 19000 é a prazo)
https://www.madeinbrazil.com.br/produto/guitarra-les-paul-tribute-sati n-tobacco-burst-gibson-satin-tobacco-burst-stb-128055

Filippo14
Falando de 2013, o salário mínimo era 678, hoje está em 1.045. Digo isso por que a memória humana esquece coisas do passado. Uma guitarra por 800 no passado era mais que um salario mínimo (118%) e a referência hoje seria 1.230. Uma SX sai por esse preço no ML.


Sei não heim, em 2013 dava pra comprar muito mais guitarra com 800 reais do que hoje com 1200. 1200 é uma guitarra base da SX, que na época era uns 300... Até Squier Bullet era 250, 300...

Até mais recentemente... a última guitarra que comprei numa visita ao Brasil foi uma Ibanez ART120 ativa por 800 reais, e isso foi em 2017.

Filippo14
Veterano
# 21/dez/21 12:08
· votar


JJJ

Dúvido que uma pessoa que tivesse o seu emprego naquela época ganhe exatamente a mesma coisa hoje.

foca2

Como eu falei, a variação cambial ainda está maior que a inflação no período. Obvio que isso fez os instrumentos subirem mais que os salarios. Quis dizer somente que esse valor de 250-300 reais não representam 250-300 de hoje. Precisaria fazer um ajuste inflacionário ou mesmo em dólares para se fazer a análise (lembrando que lá nos EUA tambem tem inflação e no caso da análise em dólar deveríamos fazer o mesmo ajuste).

Made in Brazil para mim deixou de ser referência a muito tempo, sendo sincero. Ia bastante lá, mas a coisa se perdeu totalmente. Acho eles muito careiros.

Essa está 13k, por exemplo

Enfim, mesmo explicando tudo isso, as coisas de fato estão bem caras mesmo. Melhor, a gente está mais pobre.

Abs,

BrotherCrow
Membro Novato
# 21/dez/21 12:12
· votar


A maior parte do meu gear eu comprei no Brasil por volta de 2009/2010. Os preços eram razoáveis, mas já naquela época eu achava caro porque quando eu comecei a tocar (mais ou menos 1995) dólar e real tava 1 pra 1, então as coisas eram MUITO baratas.

Me mudei pros EUA em 2018 e comprei mais umas guitarras, mas tudo coisa baratinha (essas marcas vagabas que nem aparecem no Brasil, tipo Grote). A única mais cara que comprei foi uma D'Angelico Atlantic. Isso porque eu já tinha Fender, PRS, Gretsch, etc (nunca gostei de Gibson, já tive uma SG Standard 1995 e uma LP Tribute 70s e vendi ambas).

O que eu comprei muito foi pedal. E o preço de pedal tá monstruoso no Brasil também. Aqui Electro Harmonix é pedal de iniciante (claro que tem modelos caros), no Brasil é boutique. Strymon, Blackout Effectors, JHS, nem se fala. Compro mais por coleção mesmo, na hora de praticar acabo usando multi-efeito. E o legal de pedal é que é mais fácil esconder da patroa hehehe.

Outro hobby meu que é inviável no Brasil hoje em dia é disco de vinil. Tá loco, tem maluco vendendo o novo do Iron Maiden por mil reais.

anderson_gesteira
Membro Novato
# 21/dez/21 12:37
· votar


BrotherCrow Digo mais ou menos o mesmo. Todo meu equipamento comprei do periódo de 2012 a 2018 mais ou menos, e principalmente após 2017 começou a ficar tudo muito caro. Eu comprei meus equipamentos até 2014 mais ou menos juntado o dinheiro que meus pais me davam (tava na escola ainda), e ai consegui comprar meus 2 violões, Ukulele, Guitarra, pedaleira, e em cada um pagando 400 reais e sem tanto aperto. Hoje com 400 reais é só algo bem de iniciante e pro nivel daquela epoca pode colocar mais de 700 a 800 reais, bem provavel que se resolva vender posso pedir bem mais do que paguei. Mas ai vendo o que tenho se fosse comprar hoje trabalhando iria ter que gastar bem mais mesmo. Ai nisso certas coisas temos que rever, lembro que comprei jogo de cordas da D'ario e ele era na epoca mais barato que o Giannini (mais ou menos uns 30 reais), e no caso o Giannini manteve o preço, mas as D'ario estão mais de 60 reais. Pra baixo então não se acha mais corda descente por menos de 80 reais (peguei uma baita promoção de Giannini a 60 reais e não sei quando iria conseguir de novo). Sorte é de quem já comprou o que queria, pois agora acho que mesmo usado está sem condições

krixzy
Veterano
# 21/dez/21 12:57
· votar


A alternativa aqui é pegar uma guitarra de entrada ou uma mediana usada e usar plugins no PC, ou pra tocar ao vivo simuladores como os preamps da mooer por exemplo.

Hoje em dia se for nessa onda de comprar guitarra top e amp é prejuízo, não compensa, e do jeito que estão os simuladores hoje em dia eu nem vejo mais necessidade de comprar um amp, eu tenho um e acabo usando mais plugins do que o amp, acho que hoje em dia quem compra um amp caro é mais pelo lado emocional mesmo, ando pensando em vender o meu...

anderson_gesteira
Membro Novato
# 21/dez/21 13:08
· votar


krixzy Mas até a linha de entrada tá complicada. Com o preço que se pegava uma guitarra boa pra iniciante, se paga em guitarras bem ruins. Além de até os simuladores também. Paguei R$ 350 na epoca na minha XVamp, e nesse preço hoje não acha nada. O ideal é ir aos poucos pegando as coisas, pois acho que não melhora tão cedo (tem que ter uma baita reforma em tudo no pais)

JJJ
Veterano
# 21/dez/21 13:11
· votar


Filippo14
Dúvido que uma pessoa que tivesse o seu emprego naquela época ganhe exatamente a mesma coisa hoje.

Não duvide...

Filippo14
Veterano
# 21/dez/21 14:27
· votar


krixzy

Concordo. Tenho vários amps, mas cada vez mais penso em vender e pegar uns plugins legais, tipo da STL ou da Neural DSP. No limite eu penso até em trocar tudo por um Fractal da vida.

Foda é que em geral esses racks tem data de validade e os reviews sempre dizem no início que são iguais amps e depois deixam de ser tão iguais kkkk. Não sei ainda quão próximo eles já estão, principalmente para timbres low gain. Para metal de fato as coisas já estão muito próximas ou soam melhor, na minha cabeça.

Drinho
Veterano
# 21/dez/21 17:01 · Editado por: Drinho
· votar


Tô a 10 anos morando fora

Conselho de amigo...

Fique aí....

E se estiver ruim aí....

Fique aí....

renatocaster
Moderador
# 21/dez/21 17:59
· votar


foca2

Jesus, como vocês tão fazendo?

Comprando nada.

Filippo14
Veterano
# 21/dez/21 18:03
· votar


renatocaster

Kkkkkk

Para não falar que está tudo uma merda, uma coisa que eu tenho feito recentemente é comprar pedal de handmade brasileiro, muitas vezes até usado. A oferta é tão grande e o pessoal coloca um valor tão baixo na revenda que muitas vezes os preços ficam de fato convidadíssimos, ainda mais comparando com os pedais gringos.

Também não tenho visto muuuuitas diferenças entre os pedais gringos e os brasileiros, principalmente no quesito de drives, fuzzes e afins.

Pedais digitais mais modernos de fato ficam mais complicados mesmo.

krixzy
Veterano
# 21/dez/21 18:15 · Editado por: krixzy
· votar


anderson_gesteira
Com o preço que se pegava uma guitarra boa pra iniciante, se paga em guitarras bem ruins.

Estão mais caras hoje, mas tem guitarra barata ai que vale a pena, guitarra é mais questão de conforto e estabilidade de afinação do que timbre, quem faz o timbre é o amp/plugin, escuta o timbre que tirei numa memphis mg32 bem vagabunda dos anos 2000, única modificação foi que coloquei um humbucker mais ou menos na ponte:

Memphis+Neural Omega

Filippo14
Concordo. Tenho vários amps, mas cada vez mais penso em vender e pegar uns plugins legais, tipo da STL ou da Neural DSP. No limite eu penso até em trocar tudo por um Fractal da vida.

Cara, eu acho que já testei 90% dos plugins pra guitarra, e pode ter certeza que tem muitos gratuitos tão bons quanto os pagos, as diferenças entre eles são muito pequenas, mesmo os da neural, se você comparar com outros usando o mesmo IR vai ver que a diferença é bem pequena, o lance da neural é que eles entregam um timbre já montado com bons IRs, ai você já pega um timbre pronto sem ter trabalho, porém você não consegue moldar muito ao seu gosto

Sobre Fractal e similares acho que só vale a pena pra estúdio, ao vivo ninguém usa todos os recursos, ao vivo hoje em dia tem guitarrista de banda grande ai que usa só um preamp da mooer com um bom IR pra tocar nos shows

Olha o que os caras do Cradle of Filth usam:



warto
Membro Novato
# 21/dez/21 18:41
· votar


krixzy
Entendo que se você pegar uma guitarra com boa base você pode modifica-la e trazer um som positivo.
Mas muitas vezes queremos um instrumento novo, um equipamento novo que no começo da carreira ou o momento não possibilita, mas daí quando você acha que seria o momento possível, o país tá um caos com tudo caro, e seu sonho já eras.
Eu abro um tópico similar sobre teclado mês passado, e comentei que muitos teclados estão praticamente impossível.
Antes com 12 mil reais (que já acho muito dinheiro), dava pra comprar um Nord Electro 6 61 (ano passado), e agora não rola. E agora nesse preço tá difícil achar até usado.

HortaRates
Membro
# 21/dez/21 19:00
· votar


Eu não entendo o mercado de usados no Brasil não. Tá tudo caro pra k7, mas tá vendendo? Duvido muito!
Uns meses atrás tive que desfazer de umas coisas e cobrei um preço que achei justo e foi um custo pra vender... Passei uma Squier Strato Standard por 1500 reais, um baixo Condor BX-12 por 400 e um violão Michael por 150, todos com capa, e demorou uns meses pra vender. Quero ver alguém vender por esses preços astronômicos, ninguém tem dinheiro... Parece que o pessoal anuncia as coisas pra falar que tem.

Lelo Mig
Membro
# 21/dez/21 22:47 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Na real a galera também têm de deixar de ser otário e boicotar estes preços abusivos.

A gente, muitas vezes, acaba pagando mais do que vale, na real, quem nunca fez isso?

Quem quer tocar, toca... e têm opção sim.

Há uns meses atrás mesmo, meu filho tava querendo uma segunda guitarra uma stratinho (ele quer ele mesmo fazer umas experiências, colocar escala escalopada e etc), mas tá na fase iniciante, fuçador para aprender.

Comprou uma Gianinni usada, pagou 300 conto. Tava inseguro, trouxe aqui prá eu ver. Regulei ponte, altura das cordas, captadores e tensor.

A bichinha ficou maneira, puta sonzinho da hora, afinação perfeita. Se eu gravar um rock'n'roll e postar aqui dou o rabo se fulano descobrir que guita é pelo som.

É uma Fender? Não, mas é legalzinha. Como disse, não toca quem não quer.

Paulo Heineken
Veterano
# 22/dez/21 01:18
· votar


JJJ
cara não tá! hahahaha
se quiser te passo o contato hein!

amanha vou pegar essa fendoca pra fazer uns videos cover do rage againt in the machina (HAHAHAHAHAHAH é pq eu não sei country)

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Meu Deus, guitarra tá cara demais no Brasil!