Destruindo Centenas de Guitarras (cenas fortes!)

Autor Mensagem
JJJ
Veterano
# 02/ago/19 08:11


Atenção: pessoas sensíveis e portadoras de doenças cardíacas devem ter cuidado ao assistir!



JJJ
Veterano
# 02/ago/19 08:13 · Editado por: JJJ
· votar


Estão dizendo por aí que foi a própria Gibson que destruiu, por "logística" comercial. Não sei se é verdade, mas... quem mais teria tanta Firebird assim?

Tá certo que a bichinha era feia pra danar, mas... takipariu... tinha jeitos mais criativos de resolver isso, né? Não é à toa que a empresa está mal das pernas... sifudê...

Ah... quem me passou o link foi o Curly. Manda abraços pra galera das antigas (não mandou não, mas eu mando por ele... hehehe).

Delson
Veterano
# 02/ago/19 08:58 · Editado por: Delson
· votar


JJJ
Eu li alguma coisa sobre isso ontem mesmo. PARECE que a Gibson destruiu isso tudo de Firebird X (uma série de Firebirds com muitos lances tecnológicos) porque, SEGUNDO A GIBSON, continham componentes que poderiam causar acidentes, pelo que eu entendi. Eu fiquei pensando que tipo de componentes uma guitarra poderia ter que causasse acidentes - a não ser A PRÓPRIA GUITARRA, kkkkkkk...

Mas sei lá, poderiam retirar essas peças e fazer uma doação pra alguma escola de música, ou instituição de caridade...

EDIT: Vendo o vídeo, me veio o pensamento: A Gibson quer realmente deixar pra trás o passado sombrio de guitarras tecnológicas, kkkkkkkkkkk

Beto Guitar Player
Veterano
# 02/ago/19 09:09
· votar


Caceta... Desse uma meia dúzia pra mim, porra. Eu não ligava de ter a aparência feia.

renatocaster
Moderador
# 02/ago/19 09:48
· votar


Dá vontade de aparecer ali, pegar duas e sair correndo, hahahaha.

JJJ
Veterano
# 02/ago/19 09:55 · Editado por: JJJ
· votar


O problema alegado (até onde eu pude apurar, mas ainda é muito recente a discussão) é que o preço alto pelo logo e com essa tecnologia embarcada e a pouca aceitação do modelo levou a essa "solução" horrorosa. Outra solução - que não a destruição - poderia desvalorizar a marca. Na ponta do lápis... preferiram destruir. Se é verdade isso ou não, eu não sei - mas tem lógica, dentro do padrão econômico em que vivemos.

---

Minha solução (que eu daria pra eles por uma dessas aí - ou de graça, se trabalhasse lá): lixar o headstock, tirando o "Gibson" e colocando "Epiphone". Ou por cima mesmo, com um veneer preto colado e o logo da Epiphone.

Pronto! Com isso, eles já poderiam baixar o preço pela metade (é o que vale o logo, mais ou menos) e a guitarra venderia pra caramba, porque "boatos" correriam rapidamente, dando a entender que a guitarra na verdade seria uma Gibson e não uma Epiphone.

Não desvalorizaria a Gibson e, de quebra, talvez valorizasse a segunda marca - que é deles, afinal de contas!

Mas eu não trabalho lá...

T-Rodman
Veterano
# 02/ago/19 10:05
· votar


se vai vendo o vídeo e contando 1000 cada set de captadores gibson humbucker usados, preço bem em conta no ML, lol.

JJJ
concordaria muito com sua solução.
Mesmo lixar tudo o que estivesse escrito Gibson e desovasse como Epiphone fora de catálogo localizadamente em algum país, tipo BR, rs.
(tipo aquelas Gibson vintage reissue series de 2009 que vc acha no google tópicos brasileiros dela - e eu tenho uma SG dessas, enquanto você não acha nesse ano essa mesma guitarra em posts gringos, rs)

LeandroP
Moderador
# 02/ago/19 10:13
· votar


O nome disso é filhadaputice!

lamas92
Membro Novato
# 02/ago/19 10:26
· votar


Não entendo porque não tiraram os componentes, como pontes, tarraxas, cordas e outros...
Nem tudo é ruim num projeto ruim...

(e daqui há pouco uma relic salvada entre essas daí vai virar ouro nas mãos de colecionadores malucos)

LeandroP
Moderador
# 02/ago/19 10:30
· votar


lamas92

Querem chamar a atenção (na melhor das hipóteses).

JJJ
Veterano
# 02/ago/19 10:37
· votar


LeandroP

Acho que não... isso aí vazou... deve ser coisa do hacker... kkkkkkk

LeandroP
Moderador
# 02/ago/19 10:47
· votar


kkkkkkkkkkkkkkkk então pode ser Tonantes disfarçadas digitalmente
Sabe que a Tonante é a maior concorrente na Gibson

MatheusMX
Veterano
# 02/ago/19 11:19
· votar


Se fossem stratocasters ainda estariam em perfeito estado para uso, e ainda ficariam mais caras por ser relic.
A Gibson não tem jeito mesmo.

Buja
Veterano
# 02/ago/19 11:46
· votar


Por que nao fizeram uma açãozinha de marketing e doaram isso tudo pro criança esperança?
Que fizessem isso esse ano, e convocassem ainda professores pra dar aula pra comunidades carentes.
E depois de um ano fizessem outrqa açãozinha de marketing pra mostrar como aquilo mudou a vida delas.

O povo burro soo

JJJ
Veterano
# 02/ago/19 11:57
· votar


LeandroP

Pior que esse formato amorfo lembra Tonante mesmo... kkkkkk

felipe bento pereira
Membro Novato
# 02/ago/19 16:11
· votar


tantas arvores cortadas pra nada!!!... pelo amor de deus!!
isso deveria ser considerado crime!!! kkkkkkkkk

entamoeba
Membro Novato
# 02/ago/19 20:28 · Editado por: entamoeba
· votar


Tiraram do ar, mas ainda consegui achar um para ver.

Que coisa mais idiota!



Silspiders
Membro Novato
# 02/ago/19 21:05
· votar


Isso só me fez desistir definitivamente de ter uma Gibson. Eu ainda estava avaliando a possibilidade de vender uma guitarra, juntar mais um tostão e comprar uma LP, mas depois dessa aí...a Gibson deixou de ser uma marca que eu posso considerar respeitável.

JJJ
Veterano
# 02/ago/19 21:17
· votar


O Alabama também fez um vídeo sobre o fato.

Ramsay
Veterano
# 02/ago/19 22:10 · Editado por: Ramsay
· votar


Realmente, essa guitarra é feia pra caralho!!
Nunca ví nada tão feio e já foi tarde!!!
Essas guitarras de fato anarquizavam a marca Gibson.
Não sei quem foi o mentecapto que criou essas aberrações, mas, com certeza, ele deve estar no olho da rua que é o lugar que merece!!

renatocaster
Moderador
# 03/ago/19 01:52
· votar


https://rollingstone.uol.com.br/noticia/gibson-se-defende-de-criticas- apos-destruir-centenas-de-guitarras-entenda/

JJJ
Veterano
# 03/ago/19 11:14
· votar


Windows 98? Como assim???

Ismah
Veterano
# 03/ago/19 12:26
· votar


Se pensar que o principais consoles de iluminação, rodam uma versão do W95... E não tem nada errado, a aviação roda uma variante de SO talvez mais antiga ainda.
São sistemas confiáveis na estabilidade, quase imunes a bugs, e necessitam pouco processamento... Fácil e confiável...

NeoRamza
Veterano
# 04/ago/19 08:53
· votar


Pra mim essa história tá muito mal contada. Essas guitarras deviam ter um erro de projeto bem grande, talvez um problema de afinação insolucionável. Destruiram as guitarras para não queimar o filme mesmo. A Gibson USA tá cada vez mais produzindo coisas piores, com defeitos inaceitáveis, e dessa vez deve ter acontecido num lote inteiro.

Lelo Mig
Membro
# 04/ago/19 09:23 · Editado por: Lelo Mig
· votar


JJJ

Vou contar uma história que eu vi com meus próprios olhos (ninguém contou eu vi!) e talvez explique o que ocorreu aí.

Trabalhei num studio de fotografia e, uma vez, fomos a um imenso lixão na zona Sul de São Paulo, fazer umas fotos para um processo judicial que incluía aquela área.

Era um área imensa cheia de tratores remexendo camadas de terra, umas chaminés saindo fogo do chão, mas havia um local com uns galpões onde faziam reciclagem e separação de materiais. Naquela época não havia aproveitamento/reciclagem como existe hoje, mas já tinha alguma coisa.

Pois bem, num destes galpões, haviam umas 06 Honda CB 400, zero, para serem destruídas. Lembrem-se que eram anos 90 e a CB era uma moto top na época.

Fiquei maluco! Quis comprar, subornar, roubar, qualquer porra pra levar 1 prá mim.

O administrador me explicou o seguinte:

Elas acusaram um defeito, não definido. Seria necessário desmontar o motor peça à peça para descobrir o que ocorreu. Muito caro e improdutivo para a Honda.

Doar, com um defeito desconhecido era legalmente desaconselhável. É diferente de "um tanque amassado" que o adquirente assina um termo de ciente. E se a moto trava andando e mata um? Melhor não arriscar além de doação ter uma burocracia documental do caralho e as responsabilidades futuras quase as mesmas de uma venda.

Desmontar e aproveitar peças? Não se faz mais isso em linha de produção automatizada.

Solução com menos prejuízos e riscos para a empresa? Destruição documentada.

Claro que uma guitarra é bem mais simples que uma motocicleta e não oferece riscos à vida, mas deve ter um motivo nesta linha.

NeoRamza
Veterano
# 04/ago/19 10:48
· votar


Claro que uma guitarra é bem mais simples que uma motocicleta e não oferece riscos à vida, mas deve ter um motivo nesta linha.

Exato, deve ser um erro amador e tosco que iria queimar o filme da empresa que se diz premium.

JJJ
Veterano
# 04/ago/19 15:11 · Editado por: JJJ
· votar


Lelo Mig
NeoRamza

Se fosse isso eles poderiam falar claramente. Algo como "infelizmente, houve um defeito de fabricação irreparável, totalmente incompatível com a qualidade que esperamos de nossos instrumentos".

Mas falar do Windows? Software? Que possivelmente seria a parte mais fácil de consertar... Ah... sei não...

Lelo Mig
Membro
# 04/ago/19 15:39
· votar


JJJ

Destrói e põe a culpa no Bill Gates.
Quer melhor solução que essa?

The Man Who Sold The World
Veterano
# 04/ago/19 17:17 · Editado por: The Man Who Sold The World
· votar


caraca, a gibson ta numa zica danada ein
sei não, a não ser que eles mandem uma saída de mestre, creio que seja o fim da marca
não sei se é atual ou não o video, mas sair agora e vendo a reação da galera, piorou o que já estava complicado ( o lance do processo contra a Dean)
acho que podem ir dando adeus pra gibson galera, to vendo que a marca não vai aguentar a pressão

EDIT: se me lembro bem, a gibson na decada de 70 (outra fase zicada dela) vendeu guitarras com avarias na produção com uma inscrição "second" abaixo do numero de serie
seria uma alternativa menos ridicula?

gricwb
Veterano
# 04/ago/19 17:44
· votar


Não consigo assistir isso... é como ver aqueles videos de crianças desnutridas de países abaixo da linha da pobreza. Não dá... kkkk

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Destruindo Centenas de Guitarras (cenas fortes!)