Blocos Manara, como comprar?

Autor Mensagem
T-Rodman
Veterano
# 27/mai/19 19:48
· votar


é. tem gosto pra tudo, rs.
Eu curto as fender modernizadas, nem curto ferragens 'vintage', mas eu ainda coço muito a cabeça em justificar racionalmente pra ver valor numa CS, ainda mais uma 'worn'.
No mais, o meu gosto no geral fica entre 1000~2000 USD no máximo. Mais do que isso, ok, nunca testei, e até faço uma forcinha pra ficar aqui na minha ignorância e satisfação de ser feliz com o que eu já tenho, lol.
Mythus
principalmente em usar madeiras consagradas de guitarra, dificilmente você vai pagar menos num bom luthier fazendo uma guitarra com as melhores peças que você encontrar no mercado. pegar uma ponte boa, captadores de ponta, ferragens premium, vai fazer uma guitarra construída aqui também na casa dos R$12k pra mais - a mesma coisa que uma Fender MIA Deluxe. O 'milagre' aqui é fazer corpo de cedro, escala em pau-ferro, ponte fixa, coisas do gênero, que traz bem mais pra baixo o custo da guitarra, mas no geral, não tem milagre. As guitarras que montei em luthier seguem um pouco desse 'padrão', justamente porque só em mudar a madeira, já dobraria o orçamento.
Agora, se o orçamento não é problema, hoje em dia até tem como ainda usar jacarandá da bahia, ébano, coisinhas que você já não tá encontrando mais no mercado de guitarras novas de linha. Aí talvez se justifique voltar a um projeto de guitarra construída em luthier (mas já chegou a ver aquelas guitarras italianas feitas de madeiras centenárias que eram usados em barris de vinho? rs)

amplexos

T.

The Man Who Sold The World
Veterano
# 27/mai/19 20:13
· votar


a galera está confundindo as bolas por aqui
eu entendo que os preços aqui não ajudam muito, mas pessoal, uma fender american standard é uma guitarra que tem um preço muito honesto pelo que entrega, quando comprei uma na sam ash, paguei 990 dolares, gastei com tudo uns 3 mil reais na época, é uma otima guitarra, mas nao galera, nao é uma PRS private stock, ou uma gibson collectors choice muito menos uma fender master built
é uma fender? sim! é uma guitarra acima da média? sim! e custa menos da metade que uma les paul standard, eu não sei o quão melhor voces querem que isso fique
eu entendo que não é todo mundo que está disposto ou que precise de um instrumento que hoje custa 5 mil reais, mas galera, pra mim é um instrumento que entrega o que eu preciso no estudio por um preço plausível, simples assim
agora se a gente for pra casa dos 10 k pra cima, eu com certeza iria de dunamiz

ejames
Membro Novato
# 27/mai/19 21:08 · Editado por: ejames
· votar


acabaramosnicks
Eu acho que nesses dois produtos citados, a guitarra Fender e o carro, há uma sacanagem por parte da empresa, de se aproveitar do consumidor, que paga o preço que for por algo que não justifica o preço.
Não que o produto seja ruim, longe disso, mas é muito difícil justificar uma guitarra de 5 pau, e se ela nem vem com todos os compnentes top, vai se fuder, nada justifica!


Cara, acho que você tá olhando os fatores pelo lado errado. Primeiramente esqueça o valor aqui no Brasil. Isso é por causa da desvalorização da nossa moeda e de toda a carga tributária resultante da importação, portanto não faz sentido nenhum usar isso como referência para esse assunto.

Existe uma parcela de valor atribuído ao logotipo? Até existe, mas não acho que seja nada de demais, muito menos má fé ou qualquer coisa do tipo. Ao pagar pelo logotipo você também paga pelo controle de qualidade, pelo atendimento pós-venda, pela padronização de componentes e medidas, etc. E tudo isso importa muito para um fator: revenda.

Se você montar uma comprando componentes separados ou encomendando tudo com um lutiher, verá que não sai muito mais barato do que comprar uma Fender da prateleira não, se você converter tudo em dólares. Falo isso pois é exatamente o que estou fazendo e já calculei que o custo final vai ficar em torno de R$4.000 (ou seja, U$1.000), mesmo fazendo certas concessões por economia, como fazer a pintura eu mesmo e usar captadores nacionais. No final, vai sair um instrumento até superior a uma Am Standard, mas com um adendo: praticamente impossível de revender sem tomar um prejuízo grande.

Enfim, não existe milagre. Se você quer economizar dum jeito, pode acabar gastando mais de outro. No final, não acho nada abusivo no preço praticado pela marca, você paga pelo o que recebe.

MatheusMX
Veterano
# 27/mai/19 23:00
· votar


De certa forma, por mais "overpriced" que uma Fender ou Gibson sejam, elas tem fair value, valor de mercado, tem quem pague.
Justamente por isso que não considero tão absurdo os valores, apesar de achar que isso também não justifica o preço.
Mais que isso... algumas guitarras tem se tornado verdadeiros investimentos. E nem estou falando de vintage, basta ver o valorização de uma John Cruz ou Tom Murphy nos últimos anos.

Mas enfim, voltando à origem da discussão:
O custo do fabricante fazer um upgrade nesses componentes, tipo bloco da ponte, trastes, nut de osso... seria muito baixo. Com exceção do acabamento, a mão de obra é praticamente a mesma, e o custo da matéria prima não é tão diferente. Provavelmente não fazem por questão estratégica. Só assim eles podem diferenciar as linhas, e fazer com que os consumidores estejam sempre buscando um nível acima.
E obviamente nada disso é refletido em timbre ou usabilidade na mesma proporção do preço.

Mythus
Membro Novato
# 28/mai/19 10:28
· votar


Bom dia meu povo. Fiz a compra do bloco com o Carlos, agora é esperar chegar, instalar e ser feliz. Próximo passo vai ser o nut da Graphtech Tusq Xl e o kit de saddles de aço. Quando o limite do meu cartão voltar, vou pegar o kit Multi-Strato da Malagoli, curti muito a versatilidade dele, a SST62 vai ficar o bixo!!!

MatheusMX
Veterano
# 28/mai/19 11:10
· votar


Mythus
Bacana!
Os saddles de aço dão uma boa diferença!

acabaramosnicks
Membro Novato
# 28/mai/19 11:19 · Editado por: acabaramosnicks
· votar


Acho que eu não fui claro. Não to dizendo que é injusto pagar esse preço em uma boa guitarra, eu to dizendo que pagar esse preço numa boa guitarra que não vem com os melhores componentes por uma diferença muito pequena é injusto, principalmente porque a que vem os componentes mais tops, que são pouquíssima coisa mais caro, são guitarra muito mais caras, e o preço delas é muito mais caro por outros motivos que não são os componentes mais caros, e estes sim podem fazer bastante diferença ao valor prático do instrumento.

ejames
controle de qualidade, pelo atendimento pós-venda, pela padronização de componentes e medidas, etc.

- Controle de qualidade é o mínimo que se espera de qualquer produto.
- Atendimento pós venda sempre foi um desastre por aprte da Fender.
- Padronização de componentes é por parte do fabricante dos componentes, e hoje em dia a produção de quase todos os componentes de uma guitarra são baratos justamente por usarem processos produtivos muito manjados, que as máquinas atuais fazem com facilidade, velocidade e consistência.
Os componentes não são tyudo isso de caros, não é isso que justifica o preço. Pense também que a Fender paga mais barato nesses componentes por comprar de container.

Na revenda, vejo que o que importa é só o logotipo mesmo. O povo normalmente olha muito mais isso do que qualquer outra coisa. Na boa, quando compro um negócio usado, quero que seja bom, que me atenda bem. Vai falar que nunca pegaram uma guitarra de marca toda zicada? Não necessariamente porque veio de fábrica assim, mas o ponto é que o que valoriza o instrumento hoje deixou de ser a qualidade e passou a ser a marca, e eu acho isso muita babaquice...

O fato de eu achar que é sobreprecificado, é o ponto que o MatheusMX: não é o fato de o intrumento bom ser caro, é o fato de o instrumento bom, que é lógicamente caro, não vir com os componentes tops que são pouca coisa mais caros.

Vamos supor que o que deixa o preço dessa guitarra assim é a mão de obra ou processo produtivo. Sobre o que forma o preço sobrou o valor dos componentes (que são comprados). Ora, a diferença de preço de um bloco de ponte bom pra um melhor ainda é pequena! Então por quê não coloca em uma Fender Std?

O que eu estou querendo dizer é: se a Fender Std vale o preço, uma dessa com os componentes tops valeria mais ainda o preço, e a diferença de preço deveria ser pequena. Não o fazem de fábrica de propósito, pra vc pagar muito mais caro na guitarra superior, porque além desses componentes melhores vai ter um monte de outras perfumarias que realmente deixam o instrumento mais caro, mas não necessariamente de forma justa, porque a maior parte das coisas que agregam preço ao instrumento não agregam um valor prático.
E a mais cara vende mesmo. É aquela velha história de comprar não somente o produto, mas também a história, a sensação, etc... sabe, aquele exercício do "venda-me esta caneta" ?

Mythus
Membro Novato
# 28/mai/19 11:21
· votar


De certa forma, por mais "overpriced" que uma Fender ou Gibson sejam, elas tem fair value, valor de mercado, tem quem pague.
Justamente por isso que não considero tão absurdo os valores, apesar de achar que isso também não justifica o preço.
Mais que isso... algumas guitarras tem se tornado verdadeiros investimentos. E nem estou falando de vintage, basta ver o valorização de uma John Cruz ou Tom Murphy nos últimos anos.


Bem verdade isso MatheusMX
Vc falou algo que me fez lembrar uma dúvida antiga minha: Nut
Não sei se tem tópicos específicos sobre isso, vou dar uma procurada depois. No geral os nuts de osso aparentemente são os melhores, tem tbm os nuts de cobre, inclusive tive um Tagima T735 Handmade que usava esse tipo de nut, me parece que melhora o sustain mas pode ser impressão minha, a questão é que a Graphtech usa um tal de tusq (parece ser um plástico ou resina). Nas minhas pesquisas vi que são nuts de excelente qualidade, procede isso?

acabaramosnicks
Membro Novato
# 28/mai/19 11:26
· votar


Mythus
O nut faz bastante diferença na estabilidade de afinação, e no timbre da corda solta. A diferença de um nut de plástico pra um nut de qualquer outro material (latão, osso, grafite, etc) é gritante. Tá aí um upgrade barato e relevante.

Mythus
Membro Novato
# 28/mai/19 11:38
· votar


Tá aí um upgrade barato e relevante

Vejo muita gente gastando horrores trocando ponte, captadores e outras coisas, mas raramente vejo gente falando do nut, logo esse componente tão fundamental e barato.
Tenho experiência apenas com nut de plástico e de cobre. Minha dúvida agora é: cobre, tusq ou osso?
PS: não sou tipo um Herman Li na alavanca (rsrs), inclusive eu quase nem uso ela

Mythus
Membro Novato
# 28/mai/19 11:48
· votar


Achei um tópico aparentemente muito bom falando sobre o tal do nut e de muitas outras coisas interessantes. Só tem que gostar de ler e ter tempo kkk

https://forum.cifraclub.com.br/forum/3/173356/

Roth
Membro Novato
# 28/mai/19 14:13
· votar


Achei um tópico aparentemente muito bom falando sobre o tal do nut e de muitas outras coisas interessantes. Só tem que gostar de ler e ter tempo kkk

Pois taí um fator que altera muito no som,eu faço nut com varios materias que compro em ferro velho,latao,bronze,aço....realmente, plastico é inferior..

T-Rodman
Veterano
# 28/mai/19 15:55
· votar


Mythus
depois que vi um video falando que quase toda guitarra com tremolo desafina a terceira corda depois de um bend, eu comecei a notar mais a função e regulagem do nut em uma guitarra.
o vídeo é esse, e já está na parte que ele demonstra isso
https://www.youtube.com/watch?v=jFzf7pPRALM&feature=youtu.be&t=135

- string trees e nuts também afetam a afinação, principalmente quando não estão 'rolando' adequadamente. Mas a 'falha' do tremolo parece que existe em qualquer guitarra equipada com isso.

amplexos

T.

Mythus
Membro Novato
# 29/mai/19 10:08
· votar


T-Rodman
depois que vi um video falando que quase toda guitarra com tremolo desafina a terceira corda depois de um bend, eu comecei a notar mais a função e regulagem do nut em uma guitarra.

Fiquei preocupado agora, quase não uso alavanca, mas bend eu uso MUITO...

MatheusMX
Veterano
# 29/mai/19 11:46
· votar


Apertar as molas do bloco pode ajudar a estabilizar a afinação em caso de bends, pois quanto mais apertadas estiverem as molas, menos a ponte flutuará.
A questão do nut e dos string trees também interferem. Prefiro não usar os string trees, acho que eles atrapalham consideravelmente a afinação. Quanto ao nut, tenho preferência por osso, apesar de terem outros tipos mais eficientes. O que também pode ajudar é lubrificar os sulcos do nut com grafite.

Herreraz
Membro Novato
# 29/mai/19 12:57 · Editado por: Herreraz
· votar


de Fender pra bloco de titânio que for, parece que não muda nada também.
Talvez compense de uma genérica pra baixo, mas de Fender pra cima não tem muita coisa a ser feita.
Esse review meio que fala o que vocês comentaram.


amplexos

T.



Então, como ele mesmo disse no vídeo, dá pra perceber uma presença e ataque maior com o bloco de titânio, mas o sustain em si é o mesmo, e o bloco de titâno custa 4/5 vezes mais caro que o bloco convencional, aí vai de cada um saber se o investimento vale a pena.

Mythus
Membro Novato
# 07/jun/19 18:46
· votar


Fala meu povo. Ontem de tarde chegou o bloco, muito bem embalado e estava em uma caixinha feito de placa de metal (tem aparência de alumínio, mas suspeito ser de aço) muito caprichada, o bloco é mais pesado que eu imaginei!. Como mandei entregar aqui no meu trampo, tive que esperar chegar em casa lá pelas 19:30 p fazer a instalação, aproveitei e dei uma geral na sst62: fiz polimento dos trastes, lixei a escala bem de leve só para remover a gordura das mão e depois passei óleo de peroba, afrouxei um pouco as molas da ponte, fiz o polimento com Dunlop 65 de toda a guita onde vai verniz e/ou tinta, regulei as oitavas e revisei a altura das cordas.

Depois de + ou -3 horas "alisando" ela, pluguei direto no meu cubo, queria o som limpo mesmo, não vou dizer que nem parecia a minha Sx, mas puts, melhorou MUUUITO, era como se antes eu tivesse uma Memphis mg32 e mudasse para uma Tagima t635 de uma hora para outra. Finalmente minha sst62 ficou com aquele som de stratocaster, o timbre ficou muito melhor e mais bonito que antes, acredito que só não melhorou mais pq a captação dela é a original de fábrica (timbre absurdamente magro, lembra de longe o som do Mark Knopfler na Sultans of Swing) eu particularmente não gosto muito, curto timbre mais encorpado, mas no geral eu fiquei beeem satisfeito

Resolvi plugar a pedaleira e ver como ficou, o sustein aumentou um pouco. A definição das notas vão se perdendo de forma equivalente com que eu aumento o ganho do distortion, só que agora esta mais aceitável que antes, mas isso é a característica da captação atual tbm.

Resumindo: A troca do bloco da Sx Sst62 é o melhor upgrade custo/benefício possível. Trocando os captadores então, fica outra guita com toda certeza!!! Agora é aguardar chegar o nut de osso, os carrinhos de aço inox e os roller string tree que pedi no Aliexpress, instalar tudo e ver o que vai dar. Quando voltar o limite do cartão, compro o Multi-Strato da Malagoli, aí sim...

Ramsay
Veterano
# 07/jun/19 22:41
· votar


Mythus
O fato é que, em relação ao bloco original da SST62, com o bloco Manara o sustain melhorou bem, sendo que a minha é de 2006.
Não sei qual o ano da sua, mas, o fato é que as atuais sst62 não tem tanto sustain quanto as antigas, só não sei o quanto.

Mythus
Membro Novato
# 08/jun/19 09:43
· votar


Ramsay
A sua é uns 4 anos mais velha que a minha, estou ansioso p ver depois que tiver com o nut bom, acho q vai segurar mais tempo o acorde.

as atuais sst62
Pode ser uma perguntinha bem besta, mas, elas ainda são fabricadas? Eu jurava que a Sx tinha quebrado.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Blocos Manara, como comprar?