Expectativas e frustações com o meio guitarrístico

Autor Mensagem
Rednef2
Veterano
# ago/14
· votar


Pergunta:

Quando voces dizem "viver da musica" se referem a qualquer trabalho nessa área (desde professor de teoria ate musico de estudio) ou "viver da venda de albuns/cachês"?

MMI
Veterano
# ago/14
· votar


Rednef2

No meu entendimento "viver de música" vale tudo e um pouco mais além do que você descreveu...

INNARELLI
Membro Novato
# ago/14
· votar


Rednef2
o meu trabalho é o meu hobby.

Hambo
Veterano
# ago/14
· votar


ederfreire
o cara muitas vezes usa uma pentatônica e um milhão de notas mascadas e aparece pra um milhão de pessoas em seu canal no youtube, e as marcas vão atrás não pelo que ele toca mas pelo que ele se projeta
Isso é fato, mas não acho que seja necessariamente errado, a empresa quer vender, se o comprador é o novo Jason Becker um moleque mimado de 14 anos não importa para eles. Pro representante basta que ele tenha público, e hoje em geral da MUITO mais ibope (para o público leigo musicalmente e jovem, que é maioria na internet) um vídeo tosquinho gravado num iphone de um cover tocado num Di Giorgio do que uma produção enorme de um guitarrista expoente tocando algo próprio numa Suhr. A parte das redes sociais também é muito importante, acho que o que atrai o grande público na internet é a facilidade de acesso com o "famoso", junto do fato de perceberem que ele é "só mais um cara normal".

d.u.n.h.a.
Acho que existe ainda uma divisão maior, temos o cenário que é dos músicos, um nicho mais específico, onde incluo além de músicas autorais trabalhadas, qualquer canal do youtube que divulgue informações, ainda que erradas, sobre instrumentos, amplificadores e afins. E o cenário da galera que grava de maneira mais casual e descompromissada (em geral covers) além de cantores de arrocha, sertanejo e qualquer outra coisa que pode ser composta em 10 minutos. No primeiro grupo, possivelmente por ser um nicho muito específico, o sucesso enquanto popularidade é muito mais modesto se comparado com o resto da internet.
O Gilney que tem um canal considerado grande para o primeiro grupo, tem uns 15 mil inscritos. Enquanto qualquer moleque de 14 anos que grave videos com uma certa frequência jogando algo bate 100 mil seguidores em um ano.

Rednef2
Concordo com o MMI, a essência é "fechar o mês só com a grana da música". Se o cara vende aula no Skype, tem canal no youtube, toca pra Ivete Sangalo, tem estúdio, é um astro do rock ou qualquer outra coisa, não importa. O importante é se sustentar com esse dinheiro.

Bigtransa
Veterano
# ago/14
· votar


Oi amigos,

O problema é que nosso amigo janick ficou muito pilhado nesse negócio de fazer sucesso e acabou entrando numa viagem que não tem nada a ver... Quem quer trabalhar com música tem que se preparar e saber que vai ralar muito pelo caminho... Essa molecada acha que vai tocar hard rock e ganhar tanto quanto o Luan Santana... Aí não tem jeito... quebra a cara e vem chorar no fórum...

makumbator
Veterano
# ago/14 · Editado por: makumbator
· votar


Rednef2
Quando voces dizem "viver da musica" se referem a qualquer trabalho nessa área (desde professor de teoria ate musico de estudio) ou "viver da venda de albuns/cachês"?

Bem, eu vivo de música, e pelo menos no meu caso não dá para ter uma só "função". Tenho que tocar em casamentos/eventos TODO fim de semana, dar aulas de contrabaixo acústico e elétrico, tocar em orquestra da universidade, fazer arranjos para grupos de casamento da minha cidade, fazer trabalho de copista para grupos e músicos do Brasil e exterior, fazer trabalhos eventuais tocando em estúdio, acompanhar eventualmente cantores e outros instrumentistas em shows e tempos atrás eu ainda dava aula de música em escola municipal na zona rural de uma cidade próxima e tocava em banda de baile.

Se eu quisesse ter só uma atividade dentro da música não conseguiria me sustentar. Dá trabalho, mas é legal. Com exceção de alguns amigos que tocam em orquestras "mais pesadas" do cenário nacional e são professores de música em universidade federal (tendo melhores salários), todos os outros músicos profissionais que conheço fazem uma miríade de atividades paralelas.

E mesmo esses com melhores cargos ainda fazem umas coisas extras (como dar algumas aulas e fazer gravações).

INNARELLI
Membro Novato
# ago/14
· votar


pra ser músico nao precisa trabalhar com música. tem que ser uma escolha em ternurinha. e disto to passando longe.

makumbator
Veterano
# ago/14
· votar


INNARELLI
pra ser músico nao precisa trabalhar com música.

Com certeza não é preciso trabalhar com música para ser músico. Ninguém aqui afirmou o contrário. E também é possível trabalhar no meio da música sem ser músico.

Há excelentes músicos "amadores". E o termo amador aqui está no sentido de não tirar seu sustento (ou ao menos grande parte de seu sustento) com música.

De Ros
Veterano
# ago/14
· votar


Já que o tópico fala sobre expectativas e frustrações, esse video aqui tem um pouco do que eu penso sobre esse assunto.

Interessante que todos os dias que tem luva e eu tomo porrada (sempre), eu me lembro de umas partes desse video, hehehehe!!!



Hambo
Veterano
# ago/14
· votar


De Ros
Cara, sou um grande fã do seu trabalho e mais ainda da sua pessoa. Esse vídeo é fantástico, em uma classe tão exibida e egoísta como a dos guitarristas, um cara tocando o que você toca, com o currículo que você tem no mundo da música, atender a todos com essa mesma humildade é algo realmente admirável. Sempre participando aqui do fórum, ao contrário de uns que "sumiram" com o sucesso e tudo mais e além disso não ficando de mimimi na internet porque o Luan Santana vende mais CD.

Enfim, parabéns!

De Ros
Veterano
# ago/14
· votar


Hambo

Imagina velho, brigadaço!

Para quem não tem saco de ver o video (eu mesmo acho ele comprido demais), aqui vai o resumo:

"A batalha só termina quando tu desiste". - De Ros

ederfreire
Veterano
# ago/14
· votar


Hambo
Concordo, cara. As empresas não fazem nada de errado, pois precisam desse lucro, né?! rsrs Não crucifico elas, mas critico quem dá moral pra "doutor" do youtube, que ao meu ver não tem talento nenhum, e já até ouvi dizer que tem alguns aí que até pagam $$$ pra marca "patrocinar" eles... Mas, como dizem: "o palhaço só faz graça quando tem platéia". Acho que cabe ao pessoal que assiste, passar a valorizar mais quem tem talento e merece ser patrocinado, porque assim o artista vai passar a ter destaque e obter o que deseja.

GeorgeRoss91
Membro Novato
# ago/14
· votar


Acredito que o mais importante de tudo é você criar um nome forte. E para isso você precisa de um trabalho sólido e competente tendo como base um estudo focado. A internet é um meio que já está sendo muito explorado, mas que com certeza não deixa de ser uma ferramenta útil para divulgação. Saber se auto promover, conseguir contatos e buscar oportunidades é imprescindível para um profissional da música. No meu caso eu comecei em um quarto gravando meus próprios vídeos, e estou na estrada para plantar e colher bons frutos dentro da área. Quem quiser conhecer o meu trabalho: Georgeross91 no Youtube.
Abraços.

Headstock invertido
Veterano
# ago/14
· votar


ederfreire
Acho que cabe ao pessoal que assiste, passar a valorizar mais quem tem talento

E como se mede a quantidade de talento entre uma pessoa e outra?

entamoeba
Membro Novato
# ago/14
· votar


ederfreire
Acho que cabe ao pessoal que assiste, passar a valorizar mais quem tem talento
Headstock invertido
E como se mede a quantidade de talento entre uma pessoa e outra?

Digo mais: que diabos é "talento"? E por que isso interessa a quem assite?

Quadrophenia
Membro Novato
# ago/14
· votar


Comecei a tocar guitarra há 2 anos, quando completei meus 30 de idade. Fui pelo gosto que tenho no rock e por ter vontade de reproduzir as músicas que mais gosto. De lá pra cá desenvolvi muito interesse por guitarra e equipamentos de boa qualidade, por isso investi em boas guitarras, um bom ampli e um set de pedais cuidadosamente montado.

Toco basicamente em casa, montei um quartinho no meu apartamento só com as coisas de música e nesta última semana toquei pela primeira vez em estúdio com uns amigos.

Hoje posso afirmar que gosto de tocar guitarra pelo tipo de conhecimento que ela proporciona, o musical. Considero, daqui há uns 2 ou 3 anos, estudar no IGT pra ter um estudo mais sistemático e progressivo. Entretanto, não tenho nenhuma aspiração de fazer da música o meu "ganha-pão". Tenho minha profissão e sou realizado nela, mas quero manter a música como um dos meus interesses mais importantes.

Sobre o tempo, 24 horas não são suficientes. Além da carga de trabalho que tenho, faço doutorado, sou casado e tenho outros interesses também: cinema, literatura, esportes, etc. Não dá pra estudar tanto quanto eu gostaria, mas não tenho pressa.

Acho que equipamentos fazem diferença sim, mas depende do que o músico pretende. Assistindo bandas que tocam em barzinhos, já músicos com equipos caros e baratos, bons e ruins, que fizeram a galera cantar e se divertir do mesmo jeito. Nesses lugares, a maior parte do público não entende nada de equipamentos, timbres e talz.. querem é cantar a música que eles gostam. Por outro lado, acredito que para gravações e apresentações com mais estrutura um bom equipo pode fazer diferença sim.

ederfreire
Veterano
# ago/14
· votar


Headstock invertido
entamoeba
Eu estou falando por mim, pessoal. Dá pra você diferenciar facilmente quem sabe tocar bem o instrumento de quem não sabe, pra mim isso é talento. Se o cara só fica lá cheio de blá blá blá e quando toca só sai nota mascada e etc, vocês acham que o cara leva jeito pra aquilo? Pra mim faz total diferença quando assisto. Porque eu busco valorizar e ajudar quem merece. Mas é só minha ideia. Mas acho que já fugi do título do tópico.

guitarluiz
Veterano
# ago/14
· votar


Vocês esperam algum dia ter reconhecimento ou tocam só pelo prazer?

Toco pra espantar o desejo de não viver, se isso der reconhecimento moderado pode ser legal, se um dia isso virar um estouro, eu paro.
Acham possível fazer sucesso sem sair do quarto? Só pela internet?

Depende do sucesso, acho que dá pra alcançar grandes coisas com a internet.

Conseguem conciliar o hobby da música com outros? Viajar, fotografia, pintura, desenho, poesia, etc.
Não sei, só estudo e sou vagabundo.

Acham que ter equipamentos de alto nível vão influenciar na forma como são vistos no meio?

Sim, um '' C'' com um orange e uma teleca, vai ser melhor do que em uma tonante e um wattsom.

Tem isso de tocar bem ou não, depende muito do estilo, se tu tocar música '' popular'', as vezes você nem vai ser visto ou percebido.

eduardodff
Veterano
# ago/14
· votar


Vocês esperam algum dia ter reconhecimento ou tocam só pelo prazer?
Prazer, às vezes me pego perguntando... Treinar pra quê??
Tenho 2 filhas pequeninas, espero um dia tocar junto com elas... Sonho, isso me inspira!!

Acham possível fazer sucesso sem sair do quarto? Só pela internet?
Sucesso rápido...

Conseguem conciliar o hobby da música com outros? Viajar, fotografia, pintura, desenho, poesia, etc.
Consigo! Sou nadador master e tenho esse hobby tb!
Participo de competições e etc,

Acham que ter equipamentos de alto nível vão influenciar na forma como são vistos no meio?
Acho que guitarrista é sempre meio chato com equipo, mas não é o fundamental,

guitarluiz
Veterano
# ago/14
· votar


Prazer, às vezes me pego perguntando... Treinar pra quê??

Também me pergunto por que treinar, por essas e outras, não treino esses exercícios repetitivos e coisas parecidadas.

entamoeba
Membro Novato
# ago/14
· votar


Não vejo o treino como uma coisa necessariamente enfadonha. O treino é como um jogo. Você vai cumprindo metas, vai "passando de fase". Claro que se o jogo custa a te recompensar, se você não sai do lugar, a coisa começa a ficar desinteressante.

Manter o treino mesmo quando ele está desinteressante me parece com a tal da disciplina militar, que acho que alguém já mencionou aqui ou em um outro tópico. Mesmo que haja um objetivo em um futuro distante, como o mencionado pelo eduardodff, a coisa ganha jeito de autoflagelação.

Deji
Veterano
# ago/14
· votar


Meu conselho pra quem pensa em viver de musica:

Vc é um genio na guitarra? Muito acima da media? Entao vá em frente.
Vc ta disposto a tocar arrocha e sertanejo? Tem contatos para tal? Então vá em frente.
Vc é apenas um bom musico e se contenta com pouca grana e passar aperto financeiro? Vá em frente.

Caso contrário, leve como hobby.Se não vc vai ficar sempre dividido entre a musica e outra profissão, vai ficar no meio do caminho, não fazer nenhum dos dois bem feito, frustrado, e tomar no botão.

Sobre internet, como todas as midias, o lixo é proliferado e é que faz sucesso.
Os bons canais do youtube que fizeram sucesso surgiram a 2/3 anos atras ou mais.
Hoje é muito mais dificil, e a tendencia é piorar.
Nada é mais novidade.
A internet ajuda a divulgar, mas a vida acontece fora dela.

Hambo
Veterano
# ago/14 · Editado por: Hambo
· votar


ederfreire
Não chamo isso de talento, chamo de técnica. Em questão de técnica, trocar uns acordes com o mínimo de destreza já é suficiente para o cara fazer sucesso (por ser músico e não virar uma chacota viral), se a pessoa vai alcançar realização pessoal ou não é outra coisa. Existem muitos músicos que tocam barbaridades e não possuem talento, bem como existem músicos que tocam mal e porcamente (independente do estilo) e são talentosos. O talento pra mim é algo que sofre influencia da aceitação do público, se misturando um pouco com os meus conceitos de reconhecimento e sucesso.

Deji
Discordo, em geral "bons músicos" levam uma vida melhor (financeiramente falando) do que "gênios" tocando o que gostam, pois costumam atingir um publico consideravelmente mais amplo. A genialidade só possui influência considerável para nós, músicos. A questão de "se vender" ela é bastante pertinente, porém a "realização pessoal" pode pesar. Sobre "ir em frente" não possui regra ao meu ver, as grandes referências de sucesso do mundo moderno fizeram coisas BASTANTE arriscadas para chegarem "lá". Acho que pra ir em frente basta você ter certeza, ou pelo menos achar que tem, que é isso mesmo que você quer, se você realmente se entregar à sua atividade, sem ficar se lamentando, você conseguirá no minimo levar uma vida minimamente digna financeiramente falando e, portanto, "viver disso".
EDIT: Não acho que a internet simplesmente ajuda a divulgar, a vida ocorre dentro dela também. Varias personalidades famosas conseguem se sustentar por ali: Mike Tompkins, Jack Conte, M4SONIC, Boyce Avenue, Igor Presniakov, Sam Tsui... (se for sair do mundo da música, esse numero cresce bastante). Alguns inclusive raramente fazem algo ao vivo, se limitando a participações especiais em shows de artistas gigantescos da atualidade. Tem ainda os que saem de la direto pra fechar contratos milionários com gravadoras e lotarem shows.

Deji
Veterano
# ago/14
· votar


Mais ou menos o que to dizendo rsrs:

https://www.facebook.com/video.php?v=663006587111720

ederfreire
Veterano
# ago/14
· votar


Hambo
Interessante sua opinião, mas ainda assim não concordo com o que você disse. Eu penso muito diferente da maioria da galera do fórum aqui rsrs É estranho isso..

krixzy
Veterano
# ago/14 · Editado por: krixzy
· votar


ederfreire
Eu estou falando por mim, pessoal. Dá pra você diferenciar facilmente quem sabe tocar bem o instrumento de quem não sabe, pra mim isso é talento. Se o cara só fica lá cheio de blá blá blá e quando toca só sai nota mascada e etc, vocês acham que o cara leva jeito pra aquilo? Pra mim faz total diferença quando assisto. Porque eu busco valorizar e ajudar quem merece. Mas é só minha ideia. Mas acho que já fugi do título do tópico.



Acho que vc não expressou bem sua opinião de definir quem tem "talento".

Se nota mascada vc quer dizer que as notas não soam claras quando o "sem talento" está tocando, pode ser simplesmente o um problema de equalização, não praticou como se deve, ou equipamento ruim mesmo. Com um timbre bom, e bem equalizado, ou a nota sai clara ou não sai, caso contrário, o som embola mesmo.

Então isso definitivamente não quer dizer se vc é bom, ou é ruim.

Na minha opinião não da pra afirmar se um cara tem talento só por um vídeo, ou uma música que vc viu ele tocando, qualquer guitarrista "sem talento" que pratique devidamente o que vai tocar, vai conseguir tocar com clareza, e sem dificuldades.

Quer saber se o cara tem talento? Conviva com ele, toque com ele.

ederfreire
Veterano
# ago/14
· votar


krixzy
Legal o que você disse. Pensei direitinho e acho que fui um pouco radical.
Vale destacar que concordo com você quando diz: Quer saber se o cara tem talento? Conviva com ele, toque com ele.
Mas, ainda acho que um uma gravação pra mim já mostra muito.

ALF is back
Veterano
# ago/14
· votar


para este citologista extremamente renomado no mundo da citometria de fluxo, aparentemente exercer sua profissão e levar a musica como hobby não é problema. Em 1977, aconteceu isso!

ederfreire
Veterano
# ago/14
· votar


ALF is back
para este citologista extremamente renomado no mundo da citometria de fluxo, aparentemente exercer sua profissão e levar a musica como hobby não é problema. Em 1977, aconteceu isso!
Rapaz, que coisa louca esse lance! Queria te fazer uma pergunta que eu já queria fazer a um tempo.. hehehe Se não quiser responder, sem problemas.. Mas tu trabalha com o que? uhehuehue Só curiosidade mesmo.

ALF is back
Veterano
# ago/14
· votar


ederfreire
muito louco né huahuahuauha
eu sou biólogo e trabalho em um centro de pesquisa...um core facility da unicamp!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Expectativas e frustações com o meio guitarrístico