microfonando amp em palco de teatro - despero

    Autor Mensagem
    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10


    Bom pessoal, eu sei que tem zilhoes de tópicos a respeito e eu tenho o costume de usar a busca, mas eu preciso de uma resposta urgente para esse problema. Perguntaria ao Niandra Lades mas não tenho visto ele no msn ultimamente.
    Sabado, minha banda irá tocar umas musicas e fazer fundo para uma peça de teatro.
    O problema:
    Não temos noção da acustica do lugar no dia, o auditório tem capacidade pra 160 pessoas, e vai estar lotado. Tentamos passar o som ontem, mas alem de ficar horrível, tinha meia duzia de cabaços da própria peça que estavam nos atrapalhando. Tivemos apenas 1 hora pra tentar ajustar tudo e ensaiar, são 4 musicas só...
    Resultado: o som ficou uma bosta.
    Temos no teatro uma mesa e um chicote saindo do palco, nada confiável (tem muita coisa nao funcionando). Dois retornos que estão funcionando, mas a ligação deles na mesa ta cagada.
    Duas caixas colocadas no alto do palco uma em cada extremidade, e um sub embaixo do palco.
    Instrumentos:
    01 guitarra, 01 baixo, 01 bateria, 01 violão e um vocal.

    O que eu faço pra deixar o som da guitarra bom? O amp é um Laney LC15 full valvula, os pedais da cadeia são Wah Vox, Wylde Overdrive, Big Muff, Delay Rv 3 e Chorus CE-5 ambos da Boss. O drive ta com som de zoom 505II, preciso de ajuda!!! Teremos muito pouco tempo pra acertar tudo, qualquer dica vale. Me ajudem por favor.
    Posso levar uma mesa behringer la sabado e tentar ajustar o som no palco e descartar a mesa do teatro.
    Perdão por não usar a busca, mas ta muito em cima.

    Endurance
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Cara, já toquei em lugares pra 100, 150 pessoas que só usei o amp, sem microfonação nem nada, som direto do amp. O amp que usei foi um Meteoro daqueles GS com 2 falantes. No teu caso, não sei como esse Laney se comportaria competindo volume com uma bateria num auditório pra 160 pessoas.
    Caso não dê o volume necessário, uma das saidas seria pegar essa mesa behringer, que imagino que você tenha mais "intimidade" com as regulagens dela, e microfonar o amp, que é garantido que o som que vai sair no PA é pelo menos, parecido com o que está saindo do amp.
    Já tive esses problemas de som horrível na apresentação, só que eu uso uma Pod, não sei o que o cara da mesa fez, mas o meu timbre ficou sem médio nem grave, ficou só agudo, horrível e olha que eu evito ao máximo colocar agudos estridentes na minha regulagem, que o som que eu curto é mais numa praia vintage, mais pros médios/graves...no fim das contas, taquei o foda-se e toquei com o timbre ruim mesmo, toquei mal pra caralho, mas toquei.

    Fernando
    Veterano
    # out/10
    · votar


    O amp de guitarra está posicionado de que jeito? Eu detesto amplificador suspenso, pra ficar abelhudo é facinho... Eu só uso amp no chão, favorece os graves.

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Fernando
    então cara, ele tava em cima duma cadeira... geralmente eu toco com o amp numa banqueta, e sempre saiu bom o som, mas em ambiente aberto.

    Endurance
    cara, ele até fala bem, ele aguentaria sozinho, e a idéia no principio era nao usar o PA, o meu medo é cobrir o som de todo mundo e o batera ficar sem retorno

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    Cara, lembre-se, como o Fernando bem lembrou que, amp no chao reforça graves e se der uma leve inclinação nele pra trás, ele tb realça um pouco de agudos e médio-agudos, sem perder o grave totalmente.

    Outra coisa que vc tem que ter em mente é que a acustica do lugar tende a mudar completamente quando encher o local. Já passei o som num lugar uma vez e tudo tava ótimo, soando perfeito. Quando encheu o salão, o som simplesmente murchou. Então, reforce graves um pouco pra compensar essa perda e evite microfonar diretamente no centro do cone do falante, mas tb não afaste muito o mic.

    Quanto ao resto da banda, se vcs não tiverem uma infra legal de som pra compor os retornos, vai ser osso mesmo.

    Espero que dê tudo certo!

    Abraço!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    o foda é que no ensaio em outro lugar, tudo ficou perfeito

    Bereta
    cara, a minha esperança é que a acustica mude pra melhor.
    Se o retorno não funcionar a gente ta perdido... pelo menos a voz a gente precisa ouvir

    JC_Junior
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Uma coisa também a se verificar é o reverb.

    Geralmente teatros tem uma grande reverberação. E misturando reverb do seu set mais o reverb da sala, embolação total.

    Utilize bem pouco reverb do seu set, se for preciso até tire totalmente!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    JC_Junior
    é, isso eu ja previa, eu deixei todo reverb zerado. O som manteve um recheio, a reverberação do proprio teatro é bem generosa

    makumbator
    Veterano
    # out/10
    · votar


    JC_Junior

    Geralmente teatros tem uma grande reverberação

    com lugar para apenas 160 pessoas não chega a ser um teatro, está mais para um auditório pequeno.

    SpectrosGuitarman

    Eu dispensaria o microfone nos amps, afinal o espaço é bem pequeno(segundo o seu relato de 160 lugares). Não exagere no volume, senão pode soar um tanto opressivo para o público, principalmente que me parece que o principal é a peça, a música tem que estar em um plano inferior nesse caso(a não ser que fosse um musical).

    Observe o que já falaram: a acústica muda quando está cheio pelo público. O som fica mais seco(os corpos abafam e absorvem o som), e a equalização natural da sala também se modifica.

    Iversonfr
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman
    o auditório tem capacidade pra 160 pessoas, e vai estar lotado

    Torça para lotar mesmo, ajudará muito por causa da reverberação, e como já foi comentado, não microfone no centro do falante, comece colocando entre o centro e a borda, e caso precise, vai levando pra borda até o som da guita ficar agradável e não estridente. Abs e boa sorte!

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    cara, a minha esperança é que a acustica mude pra melhor.
    Se o retorno não funcionar a gente ta perdido... pelo menos a voz a gente precisa ouvir


    Cara, é uma faca de dois legumes =) Melhora a parte da reverberação pq a cambada vai absorver um pouco das ondas impedindo que elas "girem" demais dentro da sala. Por outro lado, as pessoas acabam absorvendo algumas frequências tb, principalmente o grave e o médio grave, deixando o som bem murcho.

    Embora 160 pessoas não seja muito, é preciso tentar prever essa possibilidade na passagem do som. Um pequeno reforço, sem exagero, nas frequências graves já ajuda bem.

    Boa sorte!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Bereta
    esse é o problema, na passagem de som ja parece que eu to tocando uma caixa de abelha

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    esse é o problema, na passagem de som ja parece que eu to tocando uma caixa de abelha

    Uia! Mesmo com seu Laney? Fuce na EQ dele. Nessas horas que um pedal de EQ faz falta, nmho. Corte um pouco de agudos e teste seus médios. Sinceramente não sei qual seria a influência dos médios nessa ocasião, mas sei que os graves precisam ser reforçados pra ti.

    Amp no chão! Fique próximo dele, e não direcione o falante dele direto pra frente. Experimente colocá-lo de lado no palco. É um teste apenas. Estou chutando pra tentar te ajudar. Comprei seu desespero pq já passei por isso.

    Cara, me explique como tá o monitoramento do palco de vcs pra tentar entender e dar outras sugestões, se eu puder =)

    Abraço!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10 · Editado por: SpectrosGuitarman
    · votar


    Bereta
    entao, eh a gente de Deus, e temos duas antera de retorno voltadas para a gente. Nao tem ninguem na mesa.... a batera e o baixo estao mais pra tras e eu um pouco mais a frente...
    obrigado cara

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    Mais algumas coisas (ou viagens):

    Não conheço as caixas, mas é possível que o grave delas seja mais forte na parte de trás delas. Posicione o baixista próximo à lateral ou fundo delas pra ele sentir o peso do baixo. Senão o cara perde completamente o tesão!

    Decidiu se vai microfonar a guitarra? Se for, use a mesa pra compensar algumas frequências que faltarem, falante fora do cone e mais aquilo tudo que nós falamos acima.

    Qnd eu microfono, jogo tb um "beiço de pulga" do som da minha guitarra nos sides só pra ele ter mais propagação pelo palco.

    Minha banda tb não tem um técnico. Qnd tocamos a mesa fica perto do baixista ou do outro guitarrista pra fazerem pequenos ajustes conforme vamos necessitando. Retorno é foda! Se pecar na voz, mata o vocalista! Se pecar na banda, murcha a porra toda! É osso!

    Qnd vcs passaram o som e vc disse que se sentiu numa caixa de abelhas, pode ser efeito da reverberação exagerada, principalmente dos agudos. Acredito que boa parte disso será minimizada com o público.

    erico.ascencao
    Veterano
    # out/10 · Editado por: erico.ascencao
    · votar


    SpectrosGuitarman: Não temos noção da acustica do lugar no dia, o auditório tem capacidade pra 160 pessoas, e vai estar lotado.

    Quando eu tocava bateria na minha antiga banda nós gravamos um CD no auditório no EM&T, que tem mais ou menos este tamanho. Obviamente que tivemos que microfonar as coisas para gravar, mas supondo que fôssemos simplesmente nos apresentar, creio que seria necessário sim microfonar bateria, amplificador de guitarra e ligar o amplificador de baixo em linha na mesa.

    O foda destes anfiteatros pequenos é que eles não favorecem em nada a acústica. A banda fica longe das pessoas, o que dificulta pra galera escutar bem a banda. Não é que nem em butecos que 50 pessoas ficam na cara do palco e obviamente vão te escutar.

    PS.: Tem que ter cuidado com o lance de acompanhar a peça. Não sei qual é o papel de vocês enquanto banda de fundo. No musical que eu vi na Broadway rolavam umas quedas de volume drásticas do som da banda para que ela servisse de pano de fundo para algumas falas - ok, superprodução é outra coisa... mas não deixa de ser informação útil.

    Andy TheCatSp
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman
    pow kara, que ruim...
    eu costumo tocar para cerca de 300/400 pessoas usando um amp fender princeton 65 de 65w...
    e ele segura de boa, e ainda sobra.
    mas a acústica de um teatro é totalmente diferente hehe
    aí acho que o melhor é você tentar levar algum PA....

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    to indo pra la agora, foda-se e vamo ver no que da

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    Boa sorte!!! Fala pra nóis como foi depois!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10 · Editado por: SpectrosGuitarman
    · votar


    a odisséia:

    Começamos a montar o equip por volta das 17 horas. Fiquei impressionado com a velocidade que montamos as coisas. Mais do que depressa, ja conversei com um cara que tava numa mesa próxima ao palco e disse a ele "bicho, vamo usar uma mesa nossa pra nao ter problema, me da dois canais ai que eu regulo o som do palco daqui"
    Foi fácil, microfonei o amp, segui os bizus de vcs e o som ficou perfeito, definido, sem embolar. O baixo em cima, e a batera tava só na acustica, alta o suficiente.
    O problema começou quando começou a faltar canal na mesa do cara. Começaram a ligar microfone atras de microfone na minha mesa e quando eu vi que tava com 12 canais pra controlar que eu nao sabia da onde vinha e com quem estava. Mas afinal, que se dane, até ai tava ok ainda.
    Teve la umas parada da introdução, um coral e ai abrimos o espetáculo, foi fantástico. O publico foi surpreendido com a qualidade do som, realmente perfeito, o vocal mandando maravilhosamente bem e tudo soando certinho, minha guitarra tanto no drive quando no clean estava definida e todos os meus efeitos estavam 100%.
    Ae um carinha tocou teclado, e uma véia declamou um poema. Foi aí que a coisa começou a desandar. De repente eu percebi que o PA tava rachando o som, o que eu estranhei, porque no meu fone tava perfeito. Abaixei todos os volumes e melhorou um pouco. Ai eu cheguei a conclusao de que o cara da outra mesa tinha feito alguma merda e fiquei puto, eu nao podia sair dali. Passei o espetaculo todo chingando o cara no meu canto e provavelmente sendo chingado pelo resto do elenco, porque a impressão que dava era que a culpa era minha. Ai entrava uma musica instrumental que era o pesadelo de uma menina da peça, uma composição minha e depois disso entrava umas bailarinas. Eu comecei a estranhar a mina sentada no meio do palco por muito tempo e nada do som das bailarinas entrar. Ae surge um cara desesperado atras do camarim e diz "improvisa alguma coisa ae, o som das mina pifou", improvisamos ué, fazer o que. Não ficou de todo ruim, eu tentava encaixar a guitarra com os passos de dança delas, sincronizou mais ou menos.
    De repente eu vejo o retorno apagando, ae fudeu de vez, todos os microfones começaram a dar microfonia do nada e pra piorar, uma tiazinha que tava com um headset entrava no camarim e nao me avisava pra cortar o microfone dela (desconfio que ela foi precursora do caos), ela entrava falando no camarim e nao dava tempo de eu cortar.
    Ai o carinha que tava tocando violão me apontou pra uma luz de emergencia acesa la no fim do teatro e falou "achou que algum disjuntor desarmou" e algumas das tomadas do palco e do auditório todo tinham desligado (inclusive a do retorno). Fiz um esquemao la e consegui botar o retorno pra funcionar denovo, mas o PA ja tava comprometido, a outra banda que tocou, puts o som deles no palco ficou perfeito, mas foi uma puta judiação com eles... ae agilizaram o fim da bagaça, a mina da organização ja estava aos prantos, eu estava de maos amarradas sem poder fazer mais nada, quando acabou e a galera que restou começou a sair, fui ao meio do palco, pedi desculpas ao publico (mesmo sem ter porque me desculpar) e uma salva de palmas ao esforço de todos envolvidos.
    Só dentro do carro indo embora eu fui saber da existencia de uma terceira mesa no esquema - a mesma mesa que tinha dado pau na quarta feira - algum completo imbecil tava usando ela e nao sei porque cargas d'agua todas as caixas do pa estavam ligadas nela.



    Resumindo: uma completa bagunça... A unica coisa que me deixa traquilo é: no meu monitor o som tava perfeito, a minha parte eu fiz da melhor forma possível.




    Obrigado pela ajuda pessoal, foi de muita valia mesmo!


    Guitar Math
    Veterano
    # out/10
    · votar


    puta filhos da pu*** esses assistentes eim

    Jg Destroyer
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman
    Normal cara, normal. Já passei tanto perrengue com PA que você nem imagina. Já fui solar e, ao invés de subir meu volume, subiram o do BAIXO e APAGARAM minha guitarra. Além de outras com mixagem e etc.

    Parabéns pelo esforço e pela humildade de "assumir um erro" que não era seu, fazer a sua parte é o que vale.

    Abç!

    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    Cara, realmente foi louvável sua preocupação em manter, não só seu trabalho, como o de todos os envolvidos na melhor qualidade possível. Confesso que fiquei realmente preocupado e ansioso sobre sua apresentação. Até minha esposa sabia do que tava rolando pq eu comentei com ela. Ela faz backing na banda e sabe dos problemas que enfrentamos.

    Certa vez tocamos num pub até grandinho daqui da região. O técnico da casa iria atrasar por conta de um compromisso e pediu pra nós passarmos o som e ajustar tudo na mesa que ele chegaria na hora do show. Cara, o som tava redondo demais! Tudo tava lindo!! O animal chegou qnd a gente já tinha uns 10min de show. Em questão de mais 10min ele desgraçou todo o som e brochou todo mundo! Só matando!

    Cheguei a ficar feliz qnd fui lendo. Até chegar nos pobremas =) Foda né? Mas cara, tem hora que não tem jeito. Tudo conspira contra e faz as coisas dar errado da pior maneira possível. O que nos resta é enfrentar como vc fez.

    Tenho certeza de que vc aprendeu bastante com a experiência e que saiu de lá com cabeça erguida. Isso é que é importante! E bola pra frente!!!

    Abraço!

    erico.ascencao
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman
    É foda, nestas situações dá vontade de levar todas as suas coisas e falar "deixa que eu arrumo esta porra, me dá só as caixas do PA".

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Guitar Math
    cara, pior que eu nem faço idéia do que estava errado, no começo eu tava achando que o cara tinha colocado ganho demais na saida da minha mesa, por isso tava saturando, mas depois eu percebi que nao era o caso. Acho que algum moleque mexeu num disjuntor e fodeu a mesa de tras mesmo

    Jg Destroyer
    valeu cara! a outra banda deu dó justamente por isso, conhecia o carinha da guitarra, ele pegou uma rickenbacker emprestada de um luthier pra tocar, tava muito bem ensaiado o som deles e eu fiz de tudo pra dar uma turbinada nas partes de guitarra na hora dos solos, mas eu ja tava de maos amarradas....

    Bereta
    Cara, valeu o apoio mesmo, as dicas ajudaram muito, o som tava otimo até pifar, valeu mesmo!

    erico.ascencao
    pior bixo, ali se eu tivesse acesso direto as potencias, tinha resolvido...

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    um video que consegui do improviso, estamos no canto direito, tem um cara sentado com um violão, o baixista ao lado esquerdo da bateria e eu to em pé atras

    completamente improvisado, sabiamos só que a cena era um pesadelo da menina. Nunca tinhamos visto as minas dançando, foi a primeira vez, rs



    Bereta
    Veterano
    # out/10
    · votar


    SpectrosGuitarman

    Ô rapá, vcs mandaram bem! Casou o clima certinho! Já pensou se vcs tocam algo lento e mais sombrio que isso e elas entram naquela dança frenética? Ia ser doideira...hehehe....achei q ficou bacana.

    E, captado pela cam, imagino que o som não estava tão ruim assim nessa hora, né?

    Abraço!

    SpectrosGuitarman
    Veterano
    # out/10
    · votar


    Bereta
    pior que nessa hora funcionou tudo certinho, as de antes nao ficaram tao boas assim, depois disso começou a pifar tudo

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a microfonando amp em palco de teatro - despero