Influencia da madeira no som da guitarra.

Autor Mensagem
NeoRamza
Veterano
# 26/jan/24 13:03
· votar


E o Nuno Bettencoutr voltou a falar sobre isso que comentei no post acima em uma entrevista recente:


PODE ser que ele tenha sentido diferença no som dela desplugada ( o que faz todo sentido) e isso influenciou a percepção dele no som que saia do amp....

Delson
Veterano
# 27/jan/24 10:00
· votar


Cada um com seu cada um. Cada qual com seu cada qual.

Eu acredito que realmente a madeira influencie no som da guitarra plugada sim, principalmente porque a densidade da madeira interfere na maneira como as cordas vibram. Posso provar? Claro que não. Mas dá pra perceber tocando? Eu, pelo menos, consigo distinguir uma escala de maple de uma escala em rosewood pelo timbre (não pelo YouTube). Tem gente que jura que consegue distinguir o timbre de uma escala de jacarandá da Bahia de um outro rosewood Indiano.

Isso não é algo que se prove cientificamente. tem que subir no palco com a guitarra pendurada, tocar um G aberto e ouvir.

Wanton
Veterano
# 27/jan/24 15:45 · Editado por: Wanton
· votar


Delson
Isso não é algo que se prove cientificamente.

Por quê? Qual variável que não dá para medir cientificamente?

Wanton
Veterano
# 27/jan/24 15:47
· votar


Escala mudar o som do instrumento não é sequer plausível. A escala é a porção mais fina do braço e a parte da corda que encosta na escala sequer vibra. O pessoal que acredita nessas coisas é de câncer com ascendente em peixes.

Delson
Veterano
# 27/jan/24 16:48
· votar


Wanton
pessoal que acredita nessas coisas é de câncer com ascendente em peixes.

Se eu acreditasse em horóscopo, provavelmente eu iria procurar saber o quê significa isso.

No mais, releia a parte onde eu perguntei: "Posso provar?", e depois releia a frase "Isso não é algo que se prove cientificamente", mas com o seguinte entendimento: Isso não é algo que se tenha que se provar cientificamente.

Como dizia Selton Mello naquela estória do Ariano Suassuna: Não sei. Só sei que foi assim.

NeoRamza
Veterano
# 27/jan/24 17:28
· votar


Wanton
parte da corda que encosta na escala sequer vibra.

Como não vibra? É justamente por aí que a vibração passa da corda pro corpo/braço.

Wanton
Veterano
# 27/jan/24 18:55
· votar


NeoRamza
Como não vibra? É justamente por aí que a vibração passa da corda pro corpo/braço.

Entendi. Sua guitarra é fretless.


Delson
Se eu acreditasse em horóscopo, provavelmente eu iria procurar saber o quê significa isso.

Não significa nada, escolhi os primeiros que vieram à mente.

ejames
Membro Novato
# 27/jan/24 20:58
· votar


Delson
Eu, pelo menos, consigo distinguir uma escala de maple de uma escala em rosewood pelo timbre (não pelo YouTube)

Só de curiosidade: qual a diferença?

renatocaster
Moderador
# 27/jan/24 21:54
· votar


NeoRamza

PODE ser que ele tenha sentido diferença no som dela desplugada ( o que faz todo sentido) e isso influenciou a percepção dele no som que saia do amp....

Sim, é uma percepção meramente pessoal (como tudo que envolve esse tema, kkkkk), mas de todas as histórias que já ouvi sobre esse tema até hoje, essa do Nuno foi a que mais atiçou a minha curiosidade.

Delson

Eu acredito que realmente a madeira influencie no som da guitarra plugada sim, principalmente porque a densidade da madeira interfere na maneira como as cordas vibram. Posso provar? Claro que não. Mas dá pra perceber tocando? Eu, pelo menos, consigo distinguir uma escala de maple de uma escala em rosewood pelo timbre (não pelo YouTube). Tem gente que jura que consegue distinguir o timbre de uma escala de jacarandá da Bahia de um outro rosewood Indiano.

Acrescentar a madeira da escala nesse escopo só aumenta ainda mais a sensação de subjetividade nas análises. Aí vc adiciona mais elementos nessa variável, como o tipo da madeira, o raio da escala, o comprimento da escala, o tipo de trastes, o calibre das cordas, e por aí vai. Por exemplo, um braço escalopado é apenas uma questão de tocabilidade e conforto, ou muda o som também?

Enfim, a cada novo componente que vão adicionando a essa discussão vai ficando cada vez mais longe de se ter uma conclusão mais científica. E sinceramente, eu acho que nem precisa chegar a esse ponto, sério. Acho saudável e totalmente ok cada um ter a sua percepção, por mais subjetiva que seja.

A única coisa que me "pega" um pouco nisso tudo é nego usar esse approach na hora de precificar instrumento, de ficar afirmando categoricamente que madeira A ou B é mais grave ou mais aguda, etc...sei lá, acho meio antiético. Mas ao mesmo tempo cada um sabe como gastar o seu dinheiro, então tá tudo certo também, kkkkkkkkkk.

Delson
Veterano
# 28/jan/24 10:51
· votar


ejames
Só de curiosidade: qual a diferença?


Cara, EU, EU MESMO, ME, MYSELF AND I, ouço a escala em maple um som timbre mais aberto, detalhado (não que o rosewood não o seja). Na escala em rosewood, um timbre mais encorpado, parecendo que tem um pouco mais de médio-grave.

Mas isso sou eu. Não quer dizer que seja verdade. Só passei minha percepção.

JJJ
Veterano
# 28/jan/24 16:46
· votar


Delson
escala em maple um som timbre mais aberto, [...]
rosewood, um timbre mais encorpado


É quase senso comum, mas o mais engraçado é que tem gente que jura de pé junto que é exatamente o oposto disso.

Pra mim, se tem alguma diferença, é desprezível. Muito menos do que girar um pouquinho o botão de agudo do ampli.

ejames
Membro Novato
# 28/jan/24 17:38
· votar


Delson
JJJ
É quase senso comum

É isso que eu acho curioso. Geralmente nós associamos madeiras claras com madeiras de baixo custo, com menor resistência, enquanto madeiras escuras com madeiras nobres, coisas antigas, etc.

Mas quando falamos em densidade, acontece o seguinte: o maple, por exemplo, é mais denso que o mogno, que todo mundo jura ter um som mais "gordo" quando usado em corpos. Muita gente diz que o tampo de maple das Les Paul "abre" mais o som, o que não faria sentido nenhum seguindo essa lógica de que madeira mais densa = timbre com mais corpo. Não é muito anedótico pensar que uma madeira mais clara tem um som mais claro, enquanto uma madeira escura um som mais escuro?

Ainda sobre a madeira da escala influenciar o timbre: se tocar a corda solta, deixa de influenciar? Influencia menos? Mais? Enfim...

JJJ
Veterano
# 28/jan/24 22:11 · Editado por: JJJ
· votar


ejames
Não é muito anedótico pensar que uma madeira mais clara tem um som mais claro, enquanto uma madeira escura um som mais escuro?

Qualquer semelhança não deve ser mera coincidência...

se tocar a corda solta, deixa de influenciar?

E se o nut for de osso, de latão ou de plástico? Deveria ficar super diferente a corda solta em relação às demais casas, né? Mas não fica.

Resumo a grosso modo do que realmente importa: 59% amplificador, 30% captador, 10% cordas, 1% todo o resto...

ejames
Membro Novato
# 28/jan/24 22:57
· votar


JJJ
E se o nut for de osso, de latão ou de plástico? Deveria ficar super diferente a corda solta em relação às demais casas, né? Mas não fica.

Pois é! Mas tem gente que jura escutar diferença.

Resumo a grosso modo do que realmente importa: 59% amplificador, 30% captador, 10% cordas, 1% todo o resto...

Eu botaria mais fatores nessa equação: comprimento da escala e, além dos captadores, a posição deles no corpo em relação a ponte e ao nut, em conjunto com a altura deles, claro.

Como alguém que já acreditou na influência da madeira e deixou isso de lado, eu não conheço nenhum estudo com conclusão que afirma a influência da madeira no timbre de guitarra de corpo sólido com captação magnética. Enquanto existem vários indicando que não existe essa influência.

JJJ
Veterano
# 29/jan/24 09:48
· votar


ejames
a posição deles no corpo em relação a ponte e ao nut, em conjunto com a altura deles, claro.

Sim, me refiro a uma comparação que não mude essas medidas.

renatocaster
Moderador
# 29/jan/24 11:55
· votar


E outra coisa, precisamos assumir o óbvio ululante de que se o cara quiser variedade de timbres, ele terá que optar por ter à sua disposição instrumentos variados também, em suas características também distintas de construção. No final das contas isso é o que mais importa..

Pouco provável imaginar que alguém em sã consciência vai chegar ao ponto de decidir que basta ter várias guitarras exatamente iguais e mudar apenas a madeira do corpo (ou da escala tbm, whatever) para conseguir obter essa grande gama de timbres diferentes.

Eu sei que esse assunto sobre madeira é tipo a Caverna do Dragão, a gente tenta sair dele e não consegue, kkkkkkk. Mas, no fundo no fundo, é uma discussão inócua demais.

makumbator
Moderador
# 29/jan/24 14:26
· votar


renatocaster

sem contar diferentes amps e caixas de som, que dão MUITO mais diferença de timbre que os instrumentos propriamente ditos!

buddy guy
Veterano
# 03/fev/24 07:27 · Editado por: buddy guy
· votar


Essa discussão de timbres é antiga em turma ?renatocaster
makumbator
Olha os camaradas aí.
A gente passa anos sem vir aqui, e quando vê, os camaradas viraram tudo moderador aqui nesse trem
Arooo povo fera, tamo de volta aqui.
Um fraterno abraço!

PS.: Eu e a minha velha mania de editar POST...Kkkk
Mas no meu caso(viciado em timbre de Strato), tenho usado quase nada de pedal e nada daquela quantidade de coisas que vai só modificando o timbre. No muito é um reverbzinho e um drivezinho bem leve e mais nada. E tentando salvar guitarra antiga(mania de upgrade de guitarra que não sana de modo algum), pois hoje em dia nego vem fazendo até "escala de plástico" em guitarra(e as guita antiga que tinha madeira decente temo que salvar elas da extinção). Deus nos salve da era dos plásticos !

makumbator
Moderador
# 03/fev/24 08:32
· votar


buddy guy

E aí cara! Muito legal ver vc aqui de volta!

Lelo Mig
Membro
# 03/fev/24 13:26
· votar


Resumindo:

Comprovação científica ZERO! ou seja, apenas crendices.

makumbator
Moderador
# 03/fev/24 16:45
· votar


Lelo Mig

Teoria da Terra plana: "chamem a polícia pra prender esses vagabundos anti ciência".

Teoria das madeiras mágicas em instrumentos elétricos sólidos: "Veja bem, eu sinto a diferença no meu coração"

renatocaster
Moderador
# 04/fev/24 22:32
· votar


buddy guy

Essa discussão de timbres é antiga em turma ?renatocaster
makumbator
Olha os camaradas aí.
A gente passa anos sem vir aqui, e quando vê, os camaradas viraram tudo moderador aqui nesse trem
Arooo povo fera, tamo de volta aqui.
Um fraterno abraço!


Fala, meu caro! Bom vê-lo de volta por aqui!

Um abraço!

renatocaster
Moderador
# 04/fev/24 22:44
· votar


Lelo Mig
makumbator

Comprovação científica ZERO! ou seja, apenas crendices.

Teoria das madeiras mágicas em instrumentos elétricos sólidos: "Veja bem, eu sinto a diferença no meu coração"

É isso, caras...e na boa, tá tudo bem. Cada qual com as suas crenças, neuroses, sentimentos, percepções, etc...o importante no final é estar satisfeito com os instrumentos que tem e com o som que tá conseguindo tirar deles, o grande barato é esse :)

NeoRamza
Veterano
# 05/fev/24 09:27
· votar


Dúvida aos céticos:

Vocês já viram duas guitarras do mesmo modelo, com ferragens da mesma marca, uma com mais sustain que a outra?

makumbator
Moderador
# 05/fev/24 09:34
· votar


NeoRamza

Sim, Mas nada extremo, sem contar que é difícil realmente isolar uma variável e manter tudo igual no resto (capitação, amp, caixa, acústica local, regulagem, cordas de mesmo fabricante e tensão, palheta, cabos, maneira de tocar,etc)

Buja
Veterano
# 06/fev/24 15:06
· votar


Vocês já viram duas guitarras do mesmo modelo, com ferragens da mesma marca, uma com mais sustain que a outra?

Ja, inclusive sendo tocadas no mesmo amp, pela mesma pessoa, na mesma loja, no mesmo dia/hora, mesma temperatura barometrica e pessão atmosferica...

Era so altura das cordas....rsrs.....ou até quem sabe a cor da guitarra...

Lelo Mig
Membro
# 06/fev/24 16:39 · Editado por: Lelo Mig
· votar


NeoRamza

"Vocês já viram duas guitarras do mesmo modelo, com ferragens da mesma marca, uma com mais sustain que a outra?"

Sim, inclusive de mesma madeira. Como já se referiu o Buja, a altura das cordas, 1mm acima por exemplo, influi muito mais que qualquer corpo sólido.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Influencia da madeira no som da guitarra.