Sobre mixagens incríveis

Autor Mensagem
MMI
Veterano
# 26/jul/19 15:31
· votar


T-Rodman

Eu não sou da época desta marcha contra a guitarra, mas tenho alguns resquícios de memórias, de bem pequenos, de críticas do tipo. Acho que era mais uma resistência, para não se perder mercado, tempo de TV e rádio para o rock. Vinham os Beatles, a Jovem Guarda... Tinha um contexto, suponho que não era propriamente um problema com o instrumento, mas com tudo em volta do que se fazia com ele. Lembro de conversar com pessoas que na época aderiram a ideia, diziam: detesto os Beatles, que música ruim, chata. Eu questionei: Ok, pode não gostar... Mas será que é tão ruim assim Something, Yesterday, Hey Jude etc.? A resposta foi surpreendente, irônica até: não, são músicas lindas, brilhantes. Na época as rádios tocavam músicas chatas deles. :o

Se você tiver tempo e paciência, assista a última entrevista da Elis Regina uma hora dessas. Interessantíssima de se ver sabendo o que era e o que veio a ser depois. Ela que foi protagonista da malfadada marcha, que veio a gravar com guitarras (pô, adoro o Helio Delmiro!), que foi amiga e admiradora da Rita Lee e seu rock de guitarras - e a cita na entrevista.

T-Rodman
Veterano
# 26/jul/19 15:44
· votar


"nisso eu escuto no rádio do carro a nossa canção: vento solar e estrela do mar"
- o álbum póstumo "Vento de Maio" não tem um monte de participação do povo do Clube da Esquina? - fui escutar o disco depois de ter lido o livro do Fernando Borges. mas no livro e talvez por isso que os membros do clube não participaram, tinha lá o Beto que era roqueiro, o Lo que amava os Beatles e os Rolling Stones, e talvez eles devam ter contribuído por eles não participarem desse levante 'anti', rs. Mas realmente, anos 70 tem muito mais 'só violões e outros instrumentos' do que guitarras. E as guitarras que me dão a lembrança da era, são essas meio com som de guitarra baiana, rs.

Engraçado que catando os milhos que vou recebendo, décadas atrás, tem o Di Giorgio fazendo campanha, entregando violões para os expoentes da Bossa Nova e tal (tem uns videos sobre o Di Giorgio no youtube que fala isso), até dá pra pensar numa relação entre esse movimento contra, e quem tava dando incentivo para os nacionais, rs.

amplexos

T.

_JCM_
Veterano
# 26/jul/19 16:05
· votar


The Man Who Sold The World

eu entro no balaio tbm? hauehauehauehuaeh

Claro! ainda mais sendo o dono do tópico! hehehe...

informação deste tipo nunca é demais.

T-Rodman

Show de bola!

Ótima dicas de vocês. Tudo anotado aqui para testar, quando possível.

obrigado!

The Man Who Sold The World
Veterano
# 07/ago/19 15:34 · Editado por: The Man Who Sold The World
· votar


pessoal eu sei que não tem muito a ver com o tema do tópico, mas me surgiu uma duvida
eu agora tenho 2 salas, coloquei um multicabo de 28 vias e queria fazer a mandada de fone pra outra sala, a volta da interface ta ok
na minha sala principal, tenho 8 saídas da interface (trs balanceado), não tenho um powerplay, até pq na outra sala tenho uma mesinha da yamaha com saída de fone (yamaha mg12)
porem a minha volta da medusa é toda xlr macho
eu pensei em mandar do pro tools pra saída 3 e 4 da interface por exemplo, pra medusa (usando um adaptador trs balanceado para xlr), e da medusa pro canal 1 e 2 da mesa, daria certo? se não, qual a melhor maneira de fazer isso? com um powerplay mesmo?
lembrando que tudo que tenho tem um propósito, o pessoal ensaia usando a mesa, as voltas da interface estão ok, eu só queria otimizar o sistema pra não precisar de um powerplay

rickyudi
Veterano
# 08/set/19 23:33
· votar


Hey people!
Muito tempo MESMO sem entrar aqui. Passeando nos tópicos achei isso aqui. MASSA!

Agora, com a permissão do The Man Who Sold The World , posso desvirtuar um pouco o tópico?

E sobre mix ao vivo? Quais os melhores sons de PA q vcs já ouviram?

T-Rodman
Veterano
# 09/set/19 09:44
· votar


rickyudi
E sobre mix ao vivo? Quais os melhores sons de PA q vcs já ouviram?

eu costumava a frequentar uma balada aqui na cidade onde moro mesmo, e sempre achava o som uma bosta, estourado... o ouvido sangrava no meio de algum show e ninguém fazia nada pra melhorar - mas esse mesmo lugar, com o mesmo equipamento em 2 ocasiões:
1 Com uma banda cover do Queen lá do leste europeu que tinha um engenheiro de som que usava um iPad pra equalizar música a música e ficava na frente do palco, junto com a galera ouvindo o som e fazendo suas modificações. a gente até parou pra elogiar ele durante o show, porque tinha sido a primeira vez que o som estava extremamente agradável.
2. com uma banda da cidade formada por veteranos. um dos membros possui também um estúdio que grava comercial e jingles - e este também equalizou o som, que não estava alto, e altamente agradável.
- exceto por essas duas ocasiões, em todos os outros finais de semana com qualquer outra banda, o mesmo lugar possuía 'um som horrível'.

depois de fechada a casa, vendo os equipamentos, sim, não eram de ultra performance, 'state of art', mas tinha o necessário pra fazer um bom som. só nunca estava agradável talvez por causa do operador da casa - porque nas 2 vezes que ele não tava lá pra fazer sozinho a passagem de som, o som estava agradável.
Já na casa vazia/fechada a gente já tocou algumas vezes em festa privada, e realmente o som estava mais agradável - não perfeito, mas bem melhor do que na maioria das vezes, rs.

é essa a experiência sobre 'live gig' que eu tenho.

amplexos

T.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Sobre mixagens incríveis