Tópico do centenário de Paulo Freire

Autor Mensagem
entamoeba
Membro Novato
# 19/set/21 01:12


Tô esperando o ano inteiro para criar esse tópico! Chegou o dia!

entamoeba
Membro Novato
# 19/set/21 01:14
· votar


Tem doodle do Paulo Freire? Claro que sim!

https://g.co/doodle/rz3zjad

ProgVacas
Membro Novato
# 19/set/21 06:52
· votar


Veinho foda! Se os bolsonaros odeiam é porque é bom.

Lelo Mig
Membro
# 19/set/21 11:25 · Editado por: Lelo Mig
· votar


entamoeba

Em 1963, num experimento prático afim de demonstrar uma teoria, Paulo Freire e um grupo de professores ensinaram 300 adultos analfabetos a ler e escrever em 40 horas.

Esse experimento empolgante culminou num projeto político de erradicar o analfabetismo com um programa de alfabetização em massa, chamado de Plano Nacional de Alfabetização.

O projeto foi arquivado pelos milicos no golpe de 1964 e nunca mais retomado.

Acho que, apenas este episódio, é suficiente para mostrar quem foi Paulo Freire e porque esta casta que "não quer ver pobre em aeroporto e preto no shopping" o odeia.

Paulo Freire queria erradicar o analfabetismo, os políticos quiseram que analfabetos votassem. Venceu a segunda opção.

LeandroP
Moderador
# 19/set/21 13:10 · Editado por: LeandroP
· votar


O problema é que os canalhas querem que sejam considerados como alfabetizados aqueles que são capazes de ler e interpretar "Guerra e Paz", por exemplo. Quando muitas vezes a pessoa só precisa saber interpretar a diferença entre o que é uma embalagem contento um alimento e a outra embalagem que guarda um veneno.

E por ironia, quem exige tal rigor na alfabetização não sabe sequer o porquê dos porquês, mas sente-se superior em sua arrogância, porque a sua educação não foi libertadora. Pois como dizia Paulo Freire, quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é se tornar um opressor.

Lelo Mig
Membro
# 19/set/21 15:06
· votar


LeandroP

"capazer de ler e interpretar "Guerra e Paz", por exemplo."

Na real, o gado conservador de direita acha isso, porque a elite que os convence diz isso; mas esta elite que os domina, teme mesmo é que o cidadão seja capaz de interpretar "Guerra e Paz" daqui uns anos.

LeandroP
Moderador
# 19/set/21 17:25
· votar


Lelo Mig
De fato!

entamoeba
Membro Novato
# 20/set/21 08:24
· votar


Lelo Mig
LeandroP

O cara tinha uma visão bem à frente do seu tempo, por isso ganhou tanta notoriedade, não só aqui, mas no exterior. O problema é que os ataques gratuitos a Paulo Freire dificultam um trabalho importante que deveria ser realizado no País: a crítica ao construtivismo.

Infelizmente, por essas bandas, a educação está mais atrasada do que aquela proposta por Paulo Freire. Era para estarmos pensando em sair do construtivismo quando, na prática, sequer entramos. Na prática, grande parte dos pedagogos e licenciados pegam o diploma sem sequer ter lido qualquer livro de Paulo Freire na graduação.

Discutir Paulo Freire, Anísio Teixeira Darcy Ribeiro, entre tantos outros, era algo que deveria ser corriqueiro na academia, algo experimentado por todos os educadores em formação. Não há sequer uma boa discussão sobre a epistemologia da aprendizagem e do ensino, compreendendo a primeira como uma ciência e a segunda como tecnologia.

LeandroP
Moderador
# 20/set/21 08:46
· votar


entamoeba

Fiz um semestre de Licenciatura em Matemática.
Neste semestre eu não tive uma aula sequer de matemática.
O tópico era a história e evolução da pedagogia, filosofia, só humanas rs
Evidente que abordaram o Paulo Freire, mas, muito pouco na minha opinião.

Black Fire
Gato OT 2011
# 20/set/21 11:28
· votar


Sei lá, acho chatíssimo.

Ken Himura
Veterano
# 20/set/21 11:46
· votar


Quando muitas vezes a pessoa só precisa saber interpretar a diferença entre o que é uma embalagem contento um alimento e a outra embalagem que guarda um veneno.
Analfabetismo funcional é uma das grandes chagas sociais do Brasil. Atinge, inclusive, uma boa fatia de quem está cursando o Ensino Superior.

JJJ
Veterano
# 20/set/21 11:48
· votar


Não entendo xongas de Paulo Freire ou de pedagogia em geral (embora tenha dado aula por 15 anos...), mas tenho uma ideia radicalmente diferente do que se usa hoje na educação (pelo menos no Brasil). Eu me lembro de ver generalidades quase até o meio da faculdade.

Por mim, o "generalismo" estaria presente só até uns 15 anos, por aí. E nada aprofundado, só coisa bem rasa, mas extremamente abrangente, pros caboclinhos terem uma boa noção do que gostam. Daí pra frente, o moleque escolhe uma via (tecnologia, humanas, biológicas, etc) e aí sim, emburaca naquilo (e só naquilo, 100%).

Ken Himura
Veterano
# 20/set/21 11:55
· votar


entamoeba
Na prática, grande parte dos pedagogos e licenciados pegam o diploma sem sequer ter lido qualquer livro de Paulo Freire na graduação.
Não sei na licenciatura de vocês, mas na minha de física eu tive 7 matérias obrigatórias (fora as várias optativas) de pedagogia pura, de estudo e debate sobre teorias educacionais de tudo que é forma e aspecto; Todas elas abordaram Paulo Freire. Já li o "Pedagogia do Oprimido" umas 3x vezes inteiro desde o início do curso. E, como tudo na vida, nem ao céu nem ao inferno: não é esse deus que alguns pintam, mas também não é a merda que bolsonaristas vociferam em todo palanque; na minha opinião é ok, funciona no que se propõe, mas precisa de atualização - principalmente de quem aplica o método. O grande problema não só do Freire, mas de qualquer coisa em educação é a cristalização que leva à estagnação (que contraria a realidade).

Mas projeto de país em educação não existe na prática, né. Então, tanto faz como tanto fez.

makumbator
Moderador
# 20/set/21 11:58 · Editado por: makumbator
· votar


JJJ

É cheio de generalidade até na faculdade em tudo que é curso. Por exemplo, eu fiz jornalismo em uma faculdade considerada na época uma das melhores do curso no país. Mas seria perfeitamente possível condensar a graduação para 2 anos e ensinar apenas a técnica jornalística de cada área (TV e Vídeo, texto e internet). Em muitos países é assim. Aqui enchem de coisa pra render 4 anos (nos moldes do que você e o Leandro comentaram antes).

Ken Himura
Veterano
# 20/set/21 12:03
· votar


JJJ
Por mim, o "generalismo" estaria presente só até uns 15 anos, por aí. E nada aprofundado, só coisa bem rasa, mas extremamente abrangente, pros caboclinhos terem uma boa noção do que gostam. Daí pra frente, o moleque escolhe uma via (tecnologia, humanas, biológicas, etc) e aí sim, emburaca naquilo (e só naquilo, 100%).
Sou contra isto: vai nivelar por baixo.

Apesar de ser a favor da existência do currículo mínimo obrigatório (que daria um cenário com optativas diversas) desde metade do Fundamental, se a criança entrou numa disciplina é pra descer o marreta mesmo; a cobrança tem que ser feita, não fingida. É o padrão de cobrança de países líderes dos rankings de educação, em especial Hong Kong.

Mas obviamente isso demandaria um paradigma completamente diferente de ensino, aulas expositivas de melhor conteúdo, trabalho independente por parte dos alunos etc etc. Mas neste mundo, uma criança de 12-14 anos num curso com matemática forte (preparação para exatas ou biológicas) estaria estudando Cálculo 1 e acertando exercícios de livros como o Stewart.

JJJ
Veterano
# 20/set/21 12:10
· votar


makumbator
Mas seria perfeitamente possível condensar a graduação para 2 anos

Exato. É uma encheção de linguiça da porra.

Ken Himura
se a criança entrou numa disciplina é pra descer o marreta mesmo; a cobrança tem que ser feita

Não falei contra isso... Tem que cobrar sim, mas desde que seja matéria USÁVEL de fato. A gente estuda um monte de merda complicada que NUNCA vai usar.

Quando dei aula, aprendi uma coisa: é melhor ensinar o essencial e todo mundo entender e usar do que ensinar uma coisa complicada pra caralho que só 1 em 50 vai entender e só 1 em 500 vai usar. Esse 1 em 500, quando precisar, vai lá no Google e aprende; os outros 499 não precisam sofrer por isso...

Lelo Mig
Membro
# 20/set/21 12:52 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Ken Himura

"como tudo na vida, nem ao céu nem ao inferno: não é esse deus que alguns pintam, mas também não é a merda que bolsonaristas vociferam em todo palanque"

Concordo!

Mas é preciso conceitualizar. Paulo Freire foi um típico comunista dos anos 50. Aquele comuna raiz, numa época que se tinha idolatria por Che Guevara, coisas datadas, que ficaram para trás, de uma época em que a Âlbania era modelo de País ideal para os comunistas. Hoje este tipo de comuna (sim ainda existe, Chico Buarque que o diga) é caricato e ultrapassado. Chega a ser bizarro.

Mas, a idéia de Paulo Freire, de acabar com o analfabetismo geral, como primeira etapa educacional, é sensacional. É preciso dar "alguma condição" à todos, sem exceção, antes de formar meia dúzia de doutores. A Coréia do Sul fez isso há 50 anos, olha o resultado. A China vêm fazendo, têm obtido resultados positivos também.

Se todos lêem e escrevem, mesmo que o básico, dado estas as ferramentas básicas, o nível educacional/cultural deslancha, sobe de qualidade muito rápido.

Neste aspecto eu ainda mantenho muito respeito por Paulo Freire.

Ken Himura
Veterano
# 20/set/21 16:21
· votar


JJJ
Tem que cobrar sim, mas desde que seja matéria USÁVEL de fato. A gente estuda um monte de merda complicada que NUNCA vai usar.
Pra isso serve o curso técnico. A educação básica não tem nem pode ter nunca esse método; o objetivo é completamente diferente, não-utilitarista. A educação básica serve para dar um panorama (não tão raso) ao jovem do que a humanidade produziu em sua multiplicidade de áreas até então. De posse dessa formação mais universal, uma pessoa pode evoluir pra virar o que ela quiser - inclusive não usar nada disso. Mas correr atrás desses tópicos mais tarde na vida é complicado; que nem aprender um instrumento, mais tarde é mais difícil pelas obrigações extra que um adulto carrega consigo.

Lelo Mig
Se todos lêem e escrevem, mesmo que o básico, dado estas as ferramentas básicas, o nível educacional/cultural deslancha, sobe de qualidade muito rápido.

Exatamente. Investir na educação básica e na formação de melhores professores foi o que desenvolveu o Japão, a Coréia e vem desenvolvendo a China (apesar dos pesares), sem falar de lugares que só existem como países independentes e desenvolvidos por conta do investimento maciço em educação (Estônia e Finlândia, por exemplo).

É uma espiral virtuosa. Mas pra quem manda desde sempre, é perigoso; arrisca perder o controle absoluto das coisas que a família sempre teve. Por causa dessas pessoas que o Brasil vai eternamente ser o celeiro do mundo.

Insufferable Bear
Membro
# 20/set/21 16:51
· votar


ainda bem que fiz bacharelado e estava aprendendo sobre coisas importantes, como o teorema da bola cabeluda, enquanto vocês ficaram lendo essa chatice aí /o/

Pedro_Borges
Veterano
# 20/set/21 16:58 · Editado por: Pedro_Borges
· votar


entamoeba
Lelo Mig
LeandroP

Afinal de contas, Paulo Freire era ou não era COMUNISTA?

E sua obra remete ou não ao doutrinamento ideológico de esquerda?

Lelo Mig
Membro
# 20/set/21 17:39
· votar


Pedro_Borges

Paulo Freire era comunista, só isso, não comia criança. É natural que sua pedagogia reflita sua ideologia.

Temer isso é de uma ignorância obtusa. É o mesmo que achar que você vai sair dando o cu porque descobriu que seu dentista é gay. Só estes conservadores idiotas pensam estas asneiras, coisa de gente burra.

Sou fruto dos anos 60, só tive professor comuna, mas aprendi a ler, pesquisar, me informar e ter estofo para tirar minhas próprias conclusões.

Cara, essa neura dessa direita burra com os comunistas é bizarra... é igual a da velha que têm medo de lobisomem ou de crente com medo do capeta.

LeandroP
Moderador
# 20/set/21 17:53
· votar


essa neura dessa direita burra com os comunistas é bizarra

(...)

ejames
Membro Novato
# 20/set/21 18:07 · Editado por: ejames
· votar


doutrinamento ideológico de esquerda

Eu acho muito curiosa essa inversão lógica.

Fato 1: no meio acadêmico existe um grande número de indivíduos que apoiam pautas de cunho progressista;
Fato 2: "a esquerda" apoia as mesmas pautas;

Pessoas que estudam sobre a sociedade concluem pautas como a redução da desigualdade social são importantes, que racismo e homofobia existem e são presentes na sociedade, que políticas de assistencialismo são necessárias num país como o Brasil e que pobre não é pobre só por "preguiça" - conclusões baseadas em uma questão de estudo, observação e raciocínio lógico? Claro que não, só pode ser a DOUTRINAÇÃO IDEOLÓGICA®!

Conclusão: é uma grande conspiração arquitetada pela esquerda para tornar todo mundo viado e comunista.

ProgVacas
Membro Novato
# 20/set/21 18:40
· votar


Pedro_Borges
Afinal de contas, Paulo Freire era ou não era COMUNISTA?


Qual a importância? Era de esquerda sem dúvida. Mas aprende logo: só idiota fica papagaiando esse negócio de comunismo, por aqui.

E sua obra remete ou não ao doutrinamento ideológico de esquerda?


Doutrinamento/doutrinação ideológica foi muito bem incutida em você mesmo, que se distrai com Cuba, por exemplo, enquanto fica mais pobre a cada dia por causa DESSE governo que se elegeu com o seu voto, e você ainda fica dizendo que é por causa da Dilma, manja?

Cada paspalho que esse fórum abriga, bicho...

entamoeba
Membro Novato
# 21/set/21 12:33 · Editado por: entamoeba
· votar


Pedro_Borges
Afinal de contas, Paulo Freire era ou não era COMUNISTA?

É como o Lelo Mig explicou. Olhe o caso do Oscar Niemeyer, por exemplo. O fato dele ser comunista desmerece de alguma maneira a sua arquitetura?

Se você for pensar o mundo em um futuro remoto, você gostaria de idealizar um mundo em que todos vivam bem ou que apenas uma parte da população viva bem, enquanto a outra tem sua força de trabalho usurpada? Difícil ter uma visão de longo prazo que seja moral e que não se assemelhe ao comunismo. As visões não comunistas de curto prazo, ou são imorais, ou são pragmáticas.

Indiegesto
Membro Novato
# 21/set/21 12:39
· votar


Na prática, grande parte dos pedagogos e licenciados pegam o diploma sem sequer ter lido qualquer livro de Paulo Freire na graduação.

Fonte: Tireidoku.

entamoeba
Membro Novato
# 21/set/21 12:42
· votar


Indiegesto

Tá putinho comigo só porque você é um bosta e toma surra se tentar debater?

makumbator
Moderador
# 21/set/21 12:44
· votar


entamoeba


Niemeyer foi um grande arquiteto e tals, mas morar nos prédios dele era meio ruim. A ventilação era deficiente e tinha umas soluções que valorizavam apenas a estética em detrimento do uso.

Não sei se tinha relação com o fato dele ser comunista, mas tem coisa dele que é bom de ver mais não de usar/morar.

Em que pese o fato que ele era o arquiteto chefe e cuidava do macro, enquanto o micro ficava a cargo de arquitetos assistentes (mesmo que seguindo as diretrizes gerais). Mas no fim das contas, ele que assinava a obra.

E é verdade que tem muita obra de arquiteto não comunista que tem os mesmos problemas (design sobrepujando a utilidade).

entamoeba
Membro Novato
# 21/set/21 12:45
· votar


Só existe direita porque tem esquerdista burro igual ao Indiegesto. Esquerdista asqueroso, revolucionário e analfabeto político só servem para que as coisas se mantenham tal como estão.

entamoeba
Membro Novato
# 21/set/21 12:51
· votar


makumbator
E é verdade que tem muita obra de arquiteto não comunista que tem os mesmos problemas (design sobrepujando a utilidade).

O povo da Bauhaus também era comunista e prezava pela funcionalidade. Contudo, acho que a visão monumental da arquitetura do Niemeyer pode, sim, ter sido influenciada pelo comunismo.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Tópico do centenário de Paulo Freire