Cultura é Fundamental

Autor Mensagem
brunohardrocker
Veterano
# 21/out/19 19:33 · Editado por: brunohardrocker
· votar


JJJ
Particularmente não me importo com esse cenário hipotético*. A menos que o Bill Gates estivesse sendo pago com recursos públicos

Parabéns, chegou onde eu me encontro.
O meu dilema ainda circunda esse campo, o de modificar o papel do Estado. A questão que eu lanço é: Bill Gates tem a liberdade de ser bilionário, mas até onde o Estado pode ajudá-lo a chegar neste patamar, em detrimento de todos?

Não vejo como reclamar de assistencialismo a quem tem menos sem antes começarmos a reclamar do assistencialismo a quem está nas camadas mais altas. E é essa relação promíscua entre Estado e poderosos que cria privilegiados e não tem nada de liberal.

brunohardrocker
Veterano
# 21/out/19 19:45
· votar


Fidel Castro
Desigualdade é problema macroeconômico

E é tipo uma sombra pairando, pq é impossível de medir (mta offshore). Quando aperta a liquidez que fica mais claro, com as movimentações. Mas só pra quem trabalha em tesouraria de instituição financeira, que tem uma noção por amostragem.

O papo da ambição individual é verdade filosófica, mas na prática, quando seca liquidez no mercado financeiro e não tem demanda no varejo, a brincadeira fica bem seria

A gente tá bem perto de ver a maior transferência de renda (acumulativa) da história, juros baixos ou negativos pra todo lado, o Zé das Couves tá indo pra RV dar dinheiro pra gestor. E além da grana que some quando aperta a liquidez, vai sumir grana tb de quem acumular, pelo menos estatisticamente. Tá acabando a bonança e aí espero que desigualdade de renda comece a ser tratada como uma ameaça real ao capitalismo em vez de papo de socialista safado.

Pq vale lembrar que depois do margin call, vem o CIVIL UNREST CALL, e esse é sinistro


Onde é RV?
To tentando pegar tudo o que vc diz. Não vivo o mesmo mundo. A melhora que eu percebo no mundo que me faz crer na erradicação da miséria, mesmo que num futuro muito distante, é no sentido de que dá pra levantar dados comparáveis de que o mundo está melhor de décadas em décadas.
A igualdade, por agora, a mim, beira o absurdo. As minhas viagens espaciais tripuladas para montar uma base em outro planeta na zona habitável, no momento, são a acessibilidade a um bem estar social que supra as necessidades básicas do ser humano para todos na Terra.

brunohardrocker
Veterano
# 21/out/19 19:48
· votar


Lelo Mig
Sem ganhar um prêmio de loteria
[...]
Que você e sua família vão para o inferno junto com os demais pobres fracassados. Estamos pouco se fudendo prá você.

Sobre esse textão, pra eu não responder com outro textão, só vou dizer que aí é mais questão de aceitar o agridoce: ética.
Só Deus pode solucionar a ética do ser humano.

Fidel Castro
Veterano
# 21/out/19 20:08 · Editado por: Fidel Castro
· votar


brunohardrocker

As condições absolutas melhoraram muito, pq somos mais produtivos.

O problema são 2:

Demanda agregada: pq embora a produtividade tenha aumentado, o capital financeiro cresce mais que o produtivo, o que de forma tosca, significa que estamos produzindo por produzir e não necessariamente a demanda agregada está acompanhando. De forma mais tosca ainda, pra cada incremento de produtividade abaixando o preço de um produto X por Y, Y/2 é removido da renda de emprego global para o bolso de não só do sócio como de profissionais mais eficientes. O problema fica sério quando a renda global não é suficiente pra suprir a oferta de produtos baratos, gerando um problema estrutural de o iPhone custa 40 dólares agora, mas a renda mensal média global de 75% das pessoas é de 30 dólares. Como resolve totó? Faz o Zuck comprar 900 iPhones por dia?

Segundo problema é o bem estar relativo. Que é o que os chilenos estão na rua perguntando. O Chile não está mal, só que a economia cresce num ritmo superior à qualidade de vida média. Uma crise de expectativa, ou melhor, falta dela. Que é o pior tipo de crise que existe, quando pega, que é crise civil.

JJJ
Veterano
# 21/out/19 22:33
· votar


brunohardrocker
mas até onde o Estado pode ajudá-lo a chegar neste patamar, em detrimento de todos?

Foi o meu "asterisco" lá... Se um tem demais, outros tem de menos. com ou sem ajuda do Estado. Não consigo ver um jogo de ganha-ganha aí, mesmo com os "ativos futuros" do Fidel... A história sempre foi essa: uma turma pequena com muito (sempre bem justificado com "sangue azul", inteligência, sorte, esperteza, mérito ou qualquer outra coisa) e uma porralhada de fudido em volta.

Não quero igualdade total; isso é maluquice utópica; mas se nos pretendemos ver como civilizados, acho que deveríamos buscar uma redução nas diferenças colossais que existem.

LeandroP
Moderador
# 21/out/19 22:34
· votar


Lelo Mig
Paris Hilton é rica porque herdou a fortuna do patrimônio construído por seu avô, os Hotéis Hilton. Mas, ninguém que trabalha na rede de hotéis Hilton fica rico.

Me chamaram de comunista por dizer isto.

makumbator
Veterano
# 21/out/19 22:46
· votar


LeandroP
Me chamaram de comunista por dizer isto.

E acertaram.

Fidel Castro
Veterano
# 21/out/19 22:47
· votar


Eu diria que além de comunista, é recalcado

entamoeba
Membro Novato
# 22/out/19 09:59
· votar


Fidel Castro
De forma mais tosca ainda, pra cada incremento de produtividade abaixando o preço de um produto X por Y, Y/2 é removido da renda de emprego global para o bolso de não só do sócio como de profissionais mais eficientes.

As empresas que estão fazendo mais dinheiro precisam cada vez menos de empregados. E elas não sustentam o consumo porque não empregam. Algumas, além de empregar pouco, tiram empregos de outras empresas, como é o caso daquelas que oferecem serviços de automação.

Nada contra a eficiência. Se pudermos extinguir o trabalho na forma que conhecemos hoje, ótimo! Só que a tendência não tem sido a queda das horas de trabalho, mas o aumento da competitividade, deixando muita gente desempregada (o que não é mau) e excluídas do consumo (o que é um crime!).

A produção de cultura, que é o tema do tópico, é uma boa forma de ocupar as pessoas, garantindo-lhes renda. E essas empresas que estão aniquilando empregos são ótimas candidatas a subsidiar a cultura, como contrapartida.

O difícil é arrumar um jeito de meter a faca nesses capirotos!

JJJ
Veterano
# 22/out/19 11:28
· votar


entamoeba
A produção de cultura, que é o tema do tópico, é uma boa forma de ocupar as pessoas, garantindo-lhes renda. E essas empresas que estão aniquilando empregos são ótimas candidatas a subsidiar a cultura, como contrapartida.

Perfeito. Mas isso só funciona quando um povo percebe que, sem cultura, é só uma porção de gente em cima de uma porção de terra.

Lelo Mig
Membro
# 22/out/19 12:51 · Editado por: Lelo Mig
· votar


entamoeba

"As empresas que estão fazendo mais dinheiro precisam cada vez menos de empregados. E elas não sustentam o consumo porque não empregam..."

Isso está sendo estudado há algum tempo e têm um nome que não lembro agora. É o "maior problema futuro do capitalismo" e, mesmo, alguns intelectuais liberais e capitalistas estão preocupados, porque tornará a roda de consumo insustentável. Se produz muito acima do que se emprega e, consequentemente, se pode consumir. Quando a fatia fora do consumo atingir determinado peso ela colapsará o sistema.

A maior preocupação é porque o resultado da equação é a violência urbana.

A meritocracia volta ao seu DNA original, "lei do mais forte", neste caso força física e agressividade. E, no campo da violência, quem têm currículo no crime ou mesmo histórico de pobreza e vida marginal está em grande vantagem em relação aos "bem nascidos".

Hoje, muitos de classes mais altas estão preocupados com esta questão de promover uma maior distribuição de riquezas, não porque são bonzinhos, mas porque estão vendo suas mulheres e filhos sendo decapitados nos próximos 20 ou 30 anos.

JJJ
Veterano
# 22/out/19 13:21
· votar


Lelo Mig

Eu acho que esse futuro é inevitável, se mantivermos a ideia de "crescimento", tal como tem sido, desde a revolução industrial.

makumbator
Veterano
# 22/out/19 14:59
· votar


Lelo Mig
E, no campo da violência, quem têm currículo no crime ou mesmo histórico de pobreza e vida marginal está em grande vantagem em relação aos "bem nascidos".

Muito pelo contrário! Os bem nascidos podem (e poderão cada vez mais) contratar mercenários para fazer sua defesa pessoal e patrimonial. Isso abrirá um grande mercado para exércitos particulares e empresas de segurança militar e vigilância.

Pode-se alegar que mercenários não são confiáveis, mas pensando bem, quem nesse mundo é totalmente confiável? Ninguém!

Donnergott
Membro Novato
# 22/out/19 17:48 · Editado por: Donnergott
· votar


makumbator

Muito pelo contrário! Os bem nascidos podem (e poderão cada vez mais) contratar mercenários para fazer sua defesa pessoal e patrimonial. Isso abrirá um grande mercado para exércitos particulares e empresas de segurança militar e vigilância.

E nesse cenário, cultura é fundamental pra que, mesmo?

makumbator
Veterano
# 22/out/19 18:54
· votar


Donnergott

E nesse cenário, cultura é fundamental pra que, mesmo?


Como as tropas dos exércitos particulares irão manter o moral elevado sem diversões culturais e entretenimento na medida certa? Dinheiro não é tudo. Não basta pagá-las, é preciso também manter a sanidade de todos. A cultura é o laço que amarra tudo.

brunohardrocker
Veterano
# 22/out/19 19:53
· votar


As empresas podem investir em cultura se inspirando nos coments do makumbator, para produzir uns Mad Max da vida real, assim controlando a taxa de crescimento da população para evitar o colapso.

Donnergott
Membro Novato
# 22/out/19 20:57
· votar


makumbator

A cultura é o laço que amarra tudo.
E não é que é mesmo? Tropas, em geral, têm acima da hierarquia e disciplina, um valor ainda maior, a "camaradagem" ou fraternidade e é sempre externado por manifestações de viés cultural. Ainda que as vezes mal acabado, os laços se fortalecem e são mostrados aos "profanos" em hinos, tatuagens, uniformes e até mitologia.

Donnergott
Membro Novato
# 22/out/19 20:58
· votar


brunohardrocker

para produzir uns Mad Max da vida real,

Pô, bicho, mas já não fazem?

Donnergott
Membro Novato
# 22/out/19 21:03
· votar


Políticos têm medo de homens armados. A sorte deles é que a maioria dos homens armados honrados parece não querer um envolvimento sério com política. Aliás, posso afirmar que homens armados honrados nem levam a atual política a sério.

Zebreiro
Veterano
# 23/out/19 08:05
· votar


makumbator = mercenário que toca na banda militar

JJJ
Veterano
# 07/nov/19 09:13
· votar


https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/11/07/bolsonaro-transfere-s ecretaria-de-cultura-para-ministerio-do-turismo.ghtml

E com a provável entrega da pasta para o filho do pastor RR Soares...

Lelo Mig
Membro
# 07/nov/19 20:21
· votar


JJJ

"E com a provável entrega da pasta para o filho do pastor RR Soares..."

Pense no lado bom... Pode ser que o batizado no Rio Jordão fique mais em conta.

Black Fire
Gato OT 2011
# 07/nov/19 21:11
· votar


"camaradagem"
aka brotheragem.

st.efferding
Membro
# 07/nov/19 21:20
· votar


A melhora que eu percebo no mundo que me faz crer na erradicação dos carboidratos.

JJJ
Veterano
# 07/nov/19 21:35
· votar


No fim, não foi o filho do pastor televisivo, mas foi o desafeto da Fernanda Montenegro...

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Cultura é Fundamental