Democracia em Vertigem

Autor Mensagem
brunohardrocker
Veterano
# 11/fev/20 10:16
· votar


há 12 horas
Verei agora.

Ao deitar na cama, peguei no sono. Não consegui ver ontem.
Vou adiar novamente.

entamoeba
Membro Novato
# 11/fev/20 17:25
· votar


https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2020/02/10/ critico-de-putin-e-assassinado-com-100-facadas-policia-ve-motivo-polit ico.htm

makumbator
Veterano
# 11/fev/20 17:31
· votar


entamoeba

O Putin deve ter mandado não usarem polônio dessa vez pra não dar muita bandeira.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 17:36
· votar


entamoeba

Foi suicídio.

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 18:19
· votar


Silspiders
Foi para denunciar como as democracias acabam.

Mas é justamente esse o erro da esquerda liberal, achar que o Brasil já foi uma democracia. Nunca foi, especialmente pra periferia. Por isso que ficar falando de democracia em 2016 não emocionou ninguém abaixo da classe média.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 20:17 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Para quem é democrata de fato e procura observar fatos sob mais de um ponto de vista:



Silspiders
Membro Novato
# 11/fev/20 20:34
· votar


Fatos e Carla Zambelli não cabem na mesma frase.

Valha-me.

makumbator
Veterano
# 11/fev/20 21:25 · Editado por: makumbator
· votar


O fato é que a nossa Leni Riefenstahl dos trópicos não conseguiu convencer nem os progressistas da Academia de Hollywood. Era melhor ter mandado um filme do Luccas Neto pra concorrer.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 21:47
· votar


makumbator

O Hitler "cumeu" a Leni... será que o Lulla também engatou a Petra?

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 22:43
· votar


Gente, se ela não tivesse conseguido convencer os tais progressistas ela não teria nem sido indicada, né? Tá bizarra essa tentativa de transformar uma indicação ao Oscar numa derrota, é forçar demais a barra. Eu também não gosto da forma como ela descreveu (apesar de ser menos absurda que a proposta de não ter havido golpe), e detesto que o discurso da esquerda liberal domina esse lado do espectro político. Mas sei lá, aceita, o discurso dela colou, e muita gente de fora tá assistindo e se informando pelo documentário dela. Ninguém liga pra Carla Zambelli não.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 22:48
· votar


solitude

"Ninguém liga pra Carla Zambelli não."

Mas ela têm direito de expressar sua opinião, se alguém se importa ou não é outro assunto. Ninguém se importa muito com a Petra também.

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 22:52 · Editado por: solitude
· votar


Lelo Mig
Ninguém se importa muito com a Petra também.

Cara, querendo a gente ou não, se importam sim. Tipo, sério. A narrativa dela ganhou relevância com a indicação. Quando alguém de fora quiser saber o que aconteceu em 2016, vai esbarrar no "documentário brasileiro que fizeram sobre o assunto e que chegou a ser indicado pro Oscar", não "no vídeo que a Carla Zambelli fez", ou nos milhões de documentários-resposta que vão surgir por aí.

É a vida, só aceita po.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 22:58
· votar


solitude

Não é questão de aceitar meu querido, não confunda as coisas.

Apenas mostrar que "quando alguém quiser saber o que aconteceu em 2016, vai esbarrar no documentário da Petra" ... e através de outras opiniões, incluindo a da Carla Zambelli, vai ver que o que aconteceu não é bem o que a Petra mostra, que existem variáveis, outros olhares.

Silspiders
Membro Novato
# 11/fev/20 22:59
· votar


Por isso que ficar falando de democracia em 2016 não emocionou ninguém abaixo da classe média.

Então, mas essa consciência de que a nossa Democracia nunca se desenvolveu plenamente não pertence a um número tão significativo assim de pessoas.

Silspiders
Membro Novato
# 11/fev/20 23:00
· votar


Carla Zambelli é piada certa, cara. Não tem relevância maior do que seu eleitorado.

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 23:15 · Editado por: solitude
· votar


Lelo Mig
Mas cara, não é de nada disso que eu falo.

Minha primeira frase:

Gente, se ela não tivesse conseguido convencer os tais progressistas ela não teria nem sido indicada, né? Tá bizarra essa tentativa de transformar uma indicação ao Oscar numa derrota, é forçar demais a barra.

Meu ponto é esse.

Quando falo que ninguém se importa com a Carla Zambelli é nesse sentido. Ela perdeu. Ela tem o direito de opinar, é lógico, e quem quiser pode assistir, é lógico também. Mas é fato que, lá fora, ninguém liga pra opinião dela. Ela perdeu. A partir dessa indicação, novamente, lá fora, o discurso da direita, de que não houve nenhum tipo de golpe, perdeu. Não adianta fazer muita coisa. É isso que eu to dizendo.

Tem muita coisa errada no documentário dela? Sem dúvidas, existem críticas à esquerda (a minha) e à direita. E todos nós perdemos com essa indicação. A gente pode fazer milhões de vídeos e vão ser todos irrelevantes, porque a gente perdeu, e ela venceu.

É só isso.

Lelo Mig
Membro
# 11/fev/20 23:20
· votar


solitude

Eu entendi... mas o video da Carla é anterior a derrota, é do dia 04.

Não é uma "comemoração" a derrota.

Mas, deixa quieto...

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 23:25
· votar


Silspiders
Então, mas essa consciência de que a nossa Democracia nunca se desenvolveu plenamente não pertence a um número tão significativo assim de pessoas.

A ditadura nunca acabou pra periferia e eles têm plena consciência disso. Pior, no sentido de liberdades civis, as condições na periferia se deterioraram durante os governos do PT. A política de combate ao crime do partido, na prática, ao contrário do que dizem no discurso e os oponentes dizem na propaganda, foi profundamente reacionária. Não é por acaso que o número de presos aumentou exponencialmente. Fizeram exatamente o que a direita diz que é a fórmula pra resolver o problema da criminalidade, e a consequência foi essa aí. E a favela sabe muito bem disso.

Mas outra coisa mudou na vida deles, pra melhor: a renda, que trouxe uma inclusão social temporária pelo consumo. O PT destruiu essa vantagem e perdeu a popularidade. E só tomou golpe por isso. Durante o escândalo do mensalão a situação era muito mais grave que os crimes que inventaram da Dilma, e mesmo assim o Lula não tomou golpe. Por quê? Porque as condições materiais da população tavam melhorando, e no fim é só isso que importa, especialmente pra um país de terceiro mundo.

Em resumo, a favela não se importa com esses supostos valores democráticos: por um lado, eles nem sequer vivenciam esses valores, como a gente vivencia na classe média; por outro, "liberdade de expressão" não bota comida na mesa.

solitude
Membro Novato
# 11/fev/20 23:32
· votar


Lelo Mig
Não é uma "comemoração" a derrota.

Mas, deixa quieto...


É que o makumbator tá tratando como uma derrota geral, assim como boa parte da direita. O Augusto Nunes foi na Record dar um dos discursos mais absurdos que eu já vi, tentando dar a impressão de que de alguma forma o documentário havia caído no ostracismo por ser indicado mas não levar a estatueta.

É uma tentativa impressionante de distorcer a realidade. Pra enganar a si mesmo, no caso de quem não consegue aceitar o que foi uma derrota concreta pra direita e pra esquerda não-liberal, e pra enganar os outros, no caso de quem tem participação expressiva nos meios de propaganda.

makumbator
Veterano
# 11/fev/20 23:51
· votar


solitude
É uma tentativa impressionante de distorcer a realidade.

Isso acaba sendo uma ironia pra Petra "apagadora de armas" Costa.

Em resumo, a favela não se importa com esses supostos valores democráticos: por um lado, eles nem sequer vivenciam esses valores, como a gente vivencia na classe média; por outro, "liberdade de expressão" não bota comida na mesa.

Isso aí eu concordo. A democracia brazuca é mais raiz desde sempre. Ela homenageia a Grécia antiga (que não tinha esse papo de direitos e cidadania pra todo mundo).

Lelo Mig
Membro
# 12/fev/20 00:00 · Editado por: Lelo Mig
· votar


solitude

Não sei se você leu a análise que fiz do documentário, antes do Oscar também. Não sei se já leu coisas minhas aqui, se sabe que passei infância e juventude sob o regime militar e trabalhei voluntário para o PT por mais de uma década.

O que eu discuto é justamente essa polarização que têm cegado a nação. A demonização é dos dois lados.

A direita tosca, burra e bruta não têm a minima condição de analisar política, parece contaminada pela raiva.

Mas os militantes de esquerda, com sua paranoia de estarem do "lado do bem", se tornaram incapazes de enxergar as atrocidades que seus líderes vêm cometendo e agem como se estivessem numa guerra santa.

Perde a Nação.

Cara, esse povo precisa acordar! Quem faz esquerda, hoje, no Brasil é Gleici Hoffman, Manuela D´Avilla, Guilherme Boullos, Petra, Chico Buarque... mano, só tem burguês, só gente rica, gente que conhece pobre através dos belos quadros de Portinari. E a militância tá comprando esta agenda identitária dessa burguesia mimada que nunca precisou se preocupar com as contas.

É a coisa mais bizarra o momento que vivemos.

solitude
Membro Novato
# 12/fev/20 00:18 · Editado por: solitude
· votar


Lelo Mig
O Boulos não cabe nessa lista aí não. Assim como os outros ele tem origem da pequena burguesia, mas de forma alguma fica em discursos identitários, e de forma alguma falta a ele contato com a periferia, até porque ele literalmente mora em uma. O movimento dele é esquerda raiz, mais que qualquer outro exemplo atual, incluindo o Lula (já que o sindicalismo no Brasil do final dos anos 30 pra cá é a coisa mais frouxa que existe, não por culpa deles obviamente - aliás, isso explica muito a frouxidão dele e essa crença irracional na conciliação de classes).

O que eu discuto é justamente essa polarização que têm cegado a nação.

Polarização é bom, interesses antagônicos são irreconciliáveis por definição. O que é ruim é polarizar entre dois lados que essencialmente defendem o mesmo sistema de valores econômicos. Esse sistema de valores econômicos na sua fase tardia é obrigatoriamente irreformável, especialmente aqui no terceiro mundo, e a classe trabalhadora sempre vai ficar insatisfeita com os resultados. Insatisfação essa que vai se expressar em desconfiança do modelo de organização social. Como uma esquerda capitalista é essencialmente institucional - a tarefa dela é tentar aliviar as contradições do capitalismo, não resolvê-las -, a direita capitalista, que não precisa ser institucional de forma alguma, sempre vai ganhar. Aí fica ruim mesmo.

Veja, não to falando que precisa do PCB (não o PCdoB, que só é comunista no nome, o PCB mesmo, gente tipo o @_makavelijones) disputando eleições com o Bolsonaro pra dar certo, não é isso. To falando de esquerda organizada fora das instituições, algo mais parecido com o que o Bernie Sanders tem feito nos EUA. O PT, no longo prazo, fez e faz um mal terrível pra essa esquerda, porque ele desmobiliza a classe trabalhadora, se carregando na figura do Lula pra limitar a ação coletiva às eleições e limitar a democracia ao voto. Polarizar esse lado com gente como o Bolsonaro que é horrível.

makumbator
Veterano
# 12/fev/20 02:39
· votar


solitude

A melhor coisa que pode acontecer com a esquerda brasileira é se libertar quando o Lula morrer. Depois da morte dele não vai ter como o PT sempre depender da figura do barbudo pra tudo.

Vai ser interessante ver como vão ser as brigas internas pela herança política.

Fidel Castro
Veterano
# 12/fev/20 11:26
· votar


o maior erro da esquerda BR, é assumir a carapuça de nobreza moral e ética como se fosse realeza e o resto, ralé

povo não gosta de ser chamado de ignorante, burro, mal educado etc

entamoeba
Membro Novato
# 12/fev/20 11:37
· votar


Lelo Mig
Quem faz esquerda, hoje, no Brasil é Gleici Hoffman, Manuela D´Avilla, Guilherme Boullos (...) mano, só tem burguês, só gente rica

Não são burgueses, nem ricos.

Para o meu gosto, as lideranças de esquerda deveriam ser mais elitizadas, compostas por acadêmicos, pesquisadores e especialistas. Colocar um representante da ralé para quê? Para ser mais um fantoche? Ou para deixar-se seduzir pelo poder? Um intelectual representa melhor o pobre do que outro pobre! Política é um jogo complicado e nosso povo não tem preparo intelectual para se virar num ambiente assim.


solitude
Polarização é bom

Discordo. A polarização é uma fábrica de mitos estúpidos! As pessoas começam a parear ideias, de modo que tudo que pertence ao outro campo passa a ser visto como algo intrinsecamente ruim. A polarização é antidemocrática, pois inviabiliza o diálogo!

entamoeba
Membro Novato
# 12/fev/20 11:40
· votar


Fidel Castro
povo não gosta de ser chamado de ignorante, burro, mal educado etc

O povo é ignorante, e não há demérito algum nisso!

brunohardrocker
Veterano
# 12/fev/20 11:41
· votar


Um intelectual representa melhor o pobre do que outro pobre!

Maior besteira que já li.

entamoeba
Membro Novato
# 12/fev/20 11:43
· votar


brunohardrocker
Maior besteira que já li.

Você é burro demais para ter opinião sobre o assunto!

brunohardrocker
Veterano
# 12/fev/20 11:53
· votar


Vivo entre intelectuais e pobres e... não, os intelectuais não são capazes de representá-los.

entamoeba
Membro Novato
# 12/fev/20 11:56
· votar


brunohardrocker
Vivo entre intelectuais

Hahahahahahaha... aí? no meio do mato?

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Democracia em Vertigem