O que você esta fazendo com a sua vida?

Autor Mensagem
Koisa
Veterano
# abr/15 · Editado por: Koisa


Há sete anos atrás, quando o orkut era moda e no facebook só entrava quem era convidado(mas ninguém queria ser convidado e mesmo que quisesse não havia ninguém pra convidá-lo, o orkut era legal e no facebook não tinha ninguém, então não fazia sentido participar de uma rede social se não tiver ninguém), eu já perdi o fio da meada aqui mas como eu queria dizer: há 7 anos atrás eu criei minha conta aqui, uma dúvida boba sobre um baixo pra comprar pra igreja que eu tocava. Ok, nunca responderam esse tópico, exceto eu mesmo, o tópico foi fechado e eu tomei o meu primeiro ban no FCC(talvez eu não tenha tomado ban, talvez fui só orientado a ler as regras, aquilo de sempre, mas falar que levei ban dá mais emoção na história).
Na verdade o assunto desse tópico começa aqui, o que você fez da sua vida nesse período que esteve no fórum? Quando comecei a escrever essa depressão de tópico lembrei que na época eu era evangélico, 18 anos de igreja e hoje sou agnóstico, sou formado em Sistemas de Informação mas ainda continuo no mesmo emprego de antigamente.
Talvez a questão não seja o que você é agora e sim o que você não é, lembro que meu sonho era fazer faculdade de música, falava isso pra todos e eles riam da minha cara. Como eu era o garoto mais pra frente com os vídeo-cassetes e televisores de tubo, eles pensaram que eu seria um Bill Gates da vida e que uma faculdade de computação seria a melhor e$colha.
O desabafo vem agora: eu cresci, por mais que alguns teimem comigo eu descobri que dinheiro não é tudo na vida, talvez se eu tivesse voltado atrás e feito música hoje estaria mais feliz, mesmo que ganhando pouco. Fome eu não iria passar, acredito que quando você faz algo bom ou com determinação a recompensa vem.
Faz um ano que terminei minha faculdade e por excesso de profissionais na área não é fácil arrumar um emprego que compense largar a vidinha do interiorrrrrrr. Na época eu pensava que ainda dava pra remendar a escolha do curso da faculdade, talvez depois de formado eu mandasse um e-mail pro Sam pedindo estágio no estúdio Sol(talvez eu até tenha mandado, não lembro). Tempos atrás falei com o meu pai sobre a faculdade de música, ele disse que nunca é tarde, ok só tenho 23 anos. Então fiz minha matrícula em aulas de piano(vocês ainda estão lendo?), meus amigos riem da minha cara, não sei se é por causa de um barbudo querendo aprender algo novo ou se é preconceito com pessoas que sonham em ser músicos. Outra coisa, aprendi violão por necessidade da igreja na época e também porque era mais másculo um garoto tocar violão do que teclado.
Está acabando, prometo, na verdade já acabou, faltou uns desenhos e tals mas acho que é isso, pra encerrar vou colocar textículo de um amigo meu pra reflexão dos senhoresritas:

MEU FILHO QUER SER MÉDICO, NÃO VOU PERMITIR.

Meu filho desde pequeno me diz que quer ser médico, acho que teve essas paixonites quando após ter cortado a testa pulando de um sofá para outro na sala, foi levado para receber alguns pontos e curativos, o médico foi muito atencioso, (E deveria não é? Afinal eu estava pagando!) e desde então meu filho brinca de hospital com os bonequinhos, enfaixa o braço do dinossauro de pelúcia e disse para o cachorro repousar quando machucou a patinha andando no asfalto quente.
Mas não, meu sonho é que ele seja professor de português, como o avô! Comecei a perceber que se frustrá-lo aqui e acolá, posso moldá-lo aos poucos, digo que Medicina não é uma profissão decente, digo que a remuneração nunca vai deixa-lo feliz, digo, abafo e aos pouquinhos sinto que vou conseguindo esculpir na pele dele os meus pequenos desejos e projeções.
Na adolescência ele tentou rebelar-se, mas não teve sucesso, só paguei e auxiliei nos vestibulares do curso de Letras e após alguns anos ele já era um professor em sala de aula! Como me alegrei, chamei a família toda e dei um carro de presente para ele!
Já se passaram 10 anos, escuto com muita frequência que ele está de licença devido a períodos de doença, escutei de sua namorada que ele precisa de remédios para acordar e para dormir... Pelos cantos da cidade escuto como seus alunos não nutrem respeito e nem carinho por ele, alguns fofoqueiros dizem que ele faz tudo “por fazer” e não gosta do que faz.
Como ele pode ser tão mal-agradecido? Como ele não pode perceber que escolhi a melhor profissão para ele? Aquela que gostaria de ter sido, aquela que é a minha, do seu avô, do seu tio, AQUELA QUE ELE VIVEU (E MORREU) POR MIM.

Roberto Junior


fim

Considerações finais: hoje odeio o curso que fiz, é pouco valorizado, nem me fale de formatar computador que eu vou de voadora no peito da pessoa. Meu estudo com música praticamente parou por 4 anos, nesse período passei stress, decepção amorosa, coma alcoólico e pensei em me matar(não exatamente nessa ordem). Há e hoje também sou empreendedor, tenho uma lojinha online de coisas de games(pelúcias, camisetas, action figure, etc), mas como disse Douglas Adams "Hoje em dia todo mundo quer ser empreendedor, antigamente as pessoas queriam ser músicos, talvez seja por isso que há anos não aparece nenhum Jimi Hendrix por aí." (tá, a frase não é 100% essa, mas a mensagém é isso, ou quase, mais informações no livro O Salmão da Dúvida, é sério).

agora cabô

Samá Samutte
Membro Novato
# abr/15 · Editado por: Samá Samutte
· votar


Koisa

Li todo o texto.
Já passei por situação semelhante e - por coincidência - também sou formado em TI e não trabalho na área.

Certa vez fui reclamar da vida para o meu pai, dizendo que não estava feliz no trabalho, que não havia oportunidade de carreira dentro da área a qual eu havia me formado e que não gostava da cidade em que estava residindo.
Pensei que ele iria me adular, dizer palavras como "calma, as coisas irão melhorar, as oportunidades irão surgir", mas não. Ele simplesmente respondeu: "meu filho, cada um leva a vida que quer; se você não está contente, saia do serviço, mude de cidade".

Xeper
Veterano
# abr/15
· votar


Na época eu pensava que ainda dava pra remendar a escolha do curso da faculdade, talvez depois de formado eu mandasse um e-mail pro Sam pedindo estágio no estúdio Sol

E participar do super badalado projeto OT mobile, suçessu!
E essa foi a parte que, por sorte, meus olhos pousaram nesse wall of text

Black Fire
Gato OT 2011
# abr/15
· votar




Koisa
Veterano
# abr/15
· votar


Black Fire

Essa música lembra meus amigos de igreja, no meu ponto de vista esse também é um desabafo do Raul a algum amigo dele que era da gandaia mas se converteu.

Pedro_Borges
Veterano
# abr/15
· votar


Koisa
Tenho uma dívida dessas comigo. Quando eu era garoto pedi minha mãe um violão e disse-lhe que iria estudar música começando por esse instrumento. A resposta dela foi que isso me levaria para a malandragem (boemia, etc).

Quando nasci minha mãe já era bem madura, tendo sido eu o caçula. Lamento muito o fato de minha mãe nunca ter me conhecido direito e morreu sem me conhecer de fato. Compenetrado que sou, responsável como sempre fui, dedicado a meus projetos, naquele momento se tivesse sido escutado, na certa hoje eu seria um dos grandes nomes da música, com certeza.

Escolhi seguir por uma profissão muito requisitada e, depois de algumas especializações, tanto acadêmicas como práticas, posso dizer que cheguei no ápice, tecnicamente falando como em termos remunerativos. Por outro lado, sempre penso que, mesmo se tivesse seguido a carreira musical, hoje estaria num patamar ainda melhor.

Tom Jobim relatou certa vez que quando ainda era estudante de música as pessoas o criticavam dizendo que ele escolhera ser pobre. Nos primeiros passos de sua carreira as pessoas tinham a mania de chamá-lo de pobre. Anos depois as pessoas passaram ter a mania de chamá- lo de rico. Mas as pessoas são assim mesmo, te associam pelos extremos, nunca pela média ou equilíbrio.

Meu sonho é, depois de aposentado, me dedicar à música. Essa chama nunca se apagou!

Pedro_Borges
Veterano
# abr/15 · Editado por: Pedro_Borges
· votar


Koisa
Vai em frente, tu tem muito chão e a graduação tua de hoje, no futuro poderá ser um diferencial nas tuas habilidades necessárias.

Konrad
Veterano
# abr/15
· votar


Koisa

Se alguém me dissesse sete anos atrás que eu seria como sou hoje, fazendo o que faço hoje, na área em que estou hoje, eu provavelmente chamaria essa pessoa de louca.

O fato é que muito pouco da sua vida está sob seu controle, o acaso formou muito mais do que você é hoje do que as suas ilusões de escolha. Muito do que você acha ser consequência de suas opções não passa de um racionalização pós fato, para o bem e para o mal.

Dito isto, no aspecto prático, tente avaliar as variáveis que estão sob sua responsabilidade (em grande parte) e partir delas para uma eventual mudança.

AtalaBukas
Membro Novato
# abr/15
· votar


Pessoal, seguir o caminho da música não é mil maravilhas. Fiz essa escolha, em uma época da vida que tive a chance e tempo para determinar os rumos da minha vida. Ainda hoje muita gente me critica, batalho faz tempo para me profissionalizar nessa área. Mas estou obtendo resultados muito interessantes e satisfatórios. Posso dizer que vale a pena.

Koisa
Eu tenho 22 anos, ainda não entrei na faculdade de música, estou estudando. Porém, eu nunca deixei de estudar nem de tocar, fazendo outras faculdades. Sempre gostei de compor, começou a tomar uma forma muito grande, e decidi abandonar os cursos que estava fazendo. Foram várias tentativas para fazer outros cursos, sempre com a família influenciando, até perceber que não tinha outra opção: arregacei as mangas e fui estudar música da forma mais séria possível. Hoje mudei pra São Paulo e consigo muitas oportunidades que nem imaginava. Bem, no seu caso, se você trabalha com outra coisa e não tem tempo para estudar música integralmente, precisa começar devagar. Se houver tempo disponível, procure um professor bom (seja de piano ou violão), procure um curso pré-vestibular de música, ou um conservatório (em São Paulo tem bastante) e planeja uma rotina de estudos, trabalhe imensamente aquilo que você acha que tem de melhor e pior no mundo musical (exemplo: se você é bom de improvisação e criação, estimule essa qualidade, se você é ruim em ler partituras, trabalhe mais ainda). O mundo da música é muito gratificante, se você souber administrar sua carreira e poder contar com profissionais que são felizes no que fazem e te mostrem como alcançar o caminho que você quer. Sempre vai ter gente que vai querer te colocar pra baixo e desistir da ideia, inclusive no mundo musical. Não tenha medo, se arrisque e siga sua intuição, porque você pode se surpreender se agir em direção aos seus anseios: a vida vai te ajudar se for pra ser assim.

Xeper
Veterano
# abr/15
· votar


itt: Pessoas que precisam de uma laje para rebocar

brunohardrocker
Veterano
# abr/15
· votar


Vocês querem que eu leia tudo isso?

Sejam breves, pfvr.

qew
Veterano
# abr/15
· votar


O fato é que muito pouco da sua vida está sob seu controle, o acaso formou muito mais do que você é hoje do que as suas ilusões de escolha
Muito do que você acha ser consequência de suas opções não passa de um racionalização pós fato, para o bem e para o mal.
no aspecto prático, tente avaliar as variáveis que estão sob sua
responsabilidade


quem não daria pra esse cara?

sallqantay
Veterano
# abr/15
· votar


PUA para MILFS!

Pedro_Borges
Veterano
# abr/15
· votar


Tudo que você faz com esmero, dedicação e persistência ao longo do tempo, um dia invariavelmente vai funcionar.

Headstock invertido
Veterano
# abr/15
· votar


acredito que quando você faz algo bom ou com determinação a recompensa vem.

Acredita errado.

Respondendo o tópico, quando entrei aqui em 2006 era um retardado imberbe que não sabia escrever direito, tava na escola, não tinha responsabilidade alguma com porra nenhuma, sustentado por e morando com os pais e que só queria saber se a porcaria da guitarra que ganhei era boa.

Hoje sou adulto, formado, trabalho, não moro com meus pais e me sustento. Estou casado e tenho 2 filhos.

A vida é a mesma merda de sempre. "Antes era melhor". E lá no "antes" eu também dizia que "antes era melhor". E lá na frente eu vou dizer que antes era melhor.

Fim.

alexandrecoppo
Veterano
# abr/15
· votar


A vida é a mesma merda de sempre. "Antes era melhor". E lá no "antes" eu também dizia que "antes era melhor". E lá na frente eu vou dizer que antes era melhor.

É a mesma coisa que aqueles senhores falam quando dizem "no meu tempo".

Joseph de Maistre
Veterano
# abr/15 · Editado por: Joseph de Maistre
· votar


Faça o que você acha certo. E ignore o que seus amigos disserem.

O típico brasileirinho só reconhece como válidas três motivações na vida: dinheiro, sexo e aprovação social.

Qualquer coisa que, à primeira vista, não se encaixe nesse esquema simplório é automaticamente visto como loucura, neurose, excentricidade, sonho ou pedantismo.

Diga ao típico brasileirinho que você escolheu trabalhar com algo simplesmente porque ama o que faz -- e não simplesmente para "se dar bem na vida" -- e tudo que conseguirá é causar nele espanto e frustração. E ouvir um: "Prefiro fazer concurso público".

Insufferable Bear
Membro
# abr/15 · Editado por: Insufferable Bear
· votar


Joseph de Maistre
Seu melhor post em sua vida internética, nunca vai superar, pode ser banido agora.

daimon blackfire
Membro Novato
# abr/15
· votar


Atualmente to fazendo curso técnico de informática, mas não é minha área. Nem sei se vou terminar isso, mas faculdade vou fazer de letras ou música

kiki
Moderador
# dez/15
· votar


Koisa
O que você esta fazendo com a sua vida?

calma que vai ter mensagem positiva pra vc no final.

entrei aqui em 2006 buscando informações sobre luthieria, já lia sobre instrumentos, equipamentos, etc...
tava terminando a faculdade.
fiz minha primeira incursao (semi-independente) na luthieria.

me formei, trabalhei dois anos, fui fazer pós. terminei a pós. me bateu aquela crise de o que me motiva.
uma das coisas é a musica, assim como voce, mas tambem a luthieria.
fui fazer um curso de luthieria.

chegando lá, uma turma de uns 6, todos mais novos que eu, exceto um senhor de uns 50 quase 60. recem aposentado. nunca tocou nada. engenheiro eletricista. a filha de 15 anos quer aprender a tocar violao e ele foi junto aprender. resolveu prender tambem a consertar e regular.
eu tava me achando velho pra começar algo novo (30 anos), o tiozinho tava numa empolgação de adolescente. foi motivador ter ele como colega.

claro, ele nao tava mudando de ramo como voce. eu nao mudei de ramo profissional, to bem com meu trabalho. tenho amigos que mudaram e foi realmente um salto arriscado.
mas seguir as paixoes é necessário pro ser humano viver. se nao for pra levar como profissao, tente nao deixar escapar como parte da sua vida. serve pra te tirar das chatices do dia-a-dia. é a musica pra mim.

Koisa
Veterano
# dez/15
· votar


Voltei a tocar, não como queria, não como deveria. Mas estou indo aos poucos, peguei teclado pra aprender, descobri um app supimpa chamado yousician, na minha época não tinha isso não. Hoje é mais fácil.

Wade
Membro Novato
# dez/15
· votar


Jogando no lixo. Ué. Tem mais alguma coisa que se pode fazer com a vida?

sallqantay
Veterano
# dez/15
· votar


Esse tipo de pergunta deve ser proibida

makumbator
Veterano
# dez/15
· votar


Wade

Jogando no lixo. Ué. Tem mais alguma coisa que se pode fazer com a vida?


Hahahahahah! Genial!

Soultunes
Membro
# dez/15
· votar


Acho que vou escrever o obvio aqui, mas só para participar da conversa, sendo alguem formado e que tem alguma experiencia na area.

- graduação em TI é mais uma profissionalização do que uma formação propriamente dito, diferente de letras, matematica ou biologia, só para citar alguns outros cursos ;

- no caso da TI, o dominio dos conceitos vem com a pratica, portanto, trabalhar na area, seja por emprego fixo ou por estagio é de extrema importancia para complementar a graduacao. Quem se forma, sem nunca ter trabalhado na area, terá alguma dificuldade de conseguir uma boa colocação;

- quem decide entrar nesta area deve ter plena ciencia de que não pode parar de estudar nunca, a velocidade com que novas tecnologias aparecem é cada vez mais rapida ;

- como virou profissão do "futuro" ha alguns anos atras, o mercado esta abarrotado de gente procurando emprego, logo os salarios oferecidos estão cada vez mais baixos, tipo leilão reverso mesmo.

Um ponto positivo é que há bastante trabalho, em todas as empresas e em todos os segmentos.

Se você tiver a paciencia de aprender o que aprendeu na faculdade, há muitas oportunidades para ganhar grana.

Em relação a musica, já vi esse papo um zilhão de vezes cara.

Aceita um conselho ?

Certifique-se de que você não tem nenhuma afinidade com tua formação atual antes de larga-la de vez, sem ao menos ter dado tempo ao tempo para colocar o trem no trilho.

A musica para quem é hobbysta exerce um fascinio, com um "q" de paixão né , a tendencia é achar que você seria plenamente feliz e livre de stresses!!

É necessário saber que é uma profissão como qualquer outra e que demanda trabalho arduo também.

Conheço bastante gente formada em musica que reclama de montão do dia-a-dia do trabalho, ou do "chefe", igualzinho a gente que trabalha com TI, engenheiros, medicos ou advogados, nada muda.

A diferença é que há menos oferta de trabalho, mas dá para ganhar dinheiro também se você levou a serio os estudos, tem capacidade para lecionar, tem uma boa formação, consegue pegar uma gig boa ou trabalho em estudio por ser proficiente no instrumento, por saber ler e escrever partitura.

Fidel Castro
Veterano
# dez/15
· votar


não tenho a menor ideia, atirei pra um monte de lado 4 the lulz e deu tudo parcialmente certo agora to esticado num bote no meio do oceano vendo várias ilhas sem saber pra qual remo

Fidel Castro
Veterano
# dez/15
· votar


tenho DDA na vida, odeio me estabelecer, quando me estabeleço, tento algo novo.

meio empreeendedor serial com a vida

st.efferding
Membro
# dez/15
· votar


Meu futuro em construção é ser a mistura humana com habilidades e conhecimento acumulados de um hipotético cruzamento entre Kevin O' Leary + Mark Cuban + Robert Herjavec no corpo do Rich Froning

Fidel Castro
Veterano
# dez/15
· votar


st.efferding

vulgo, Bruce Wayne

Jube
Veterano
# dez/15
· votar


Soultunes
O que especificamente você faz na TI? Programador? Testes? Analista de Infra? Projetos?

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a O que você esta fazendo com a sua vida?