Amplificador Joyo Zombie

    Autor Mensagem
    krixzy
    Veterano
    # nov/17 · Editado por: krixzy


    Alguém já testou testou um amp desses e pode compartilhar a experiencia com ele?

    Vi que tem versões baseadas nos amps clássicos, Vox, Mesa, Marshall, EVH 5150...


    https://www.youtube.com/watch?v=KOl6zbKGtdw

    Obs: Forum errado, moderadores, pode mover o tópico?

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Pra mim esse Zombie tem som de Metal Zone. hehehe

    Parece ser nos moldes dos lunch box amp's da Orange, com uma 12AX7 no pré e um power classe D. Não sei até que ponto justificado, mas parece interessante.

    Slash03
    Membro Novato
    # nov/17 · Editado por: Slash03
    · votar


    Cara, eu ainda não tive a oportunidade de testar esse amp, mas pesquisei muito a respeito e vi que ele tem uma potência razoável e um som muito foda por ser um valvulado de qualidade. Se o que você procura é algo parecido com um amp da Mesa Boogie, acho q é uma boa opção por um preço legal.

    thiago stteffen
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Não consigo olhar o video agora.

    Dá pra ligar ele numa interface de audio sem microfonar?

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # nov/17
    · votar


    Entre um desse e um Hotone, qual será que ganha? Um hotone custa em torno de 700~800 reais, e esses Joyo custam em torno de 1,1k. A diferença de preço compensa? Lembrando também que a potência do Hotone é apenas 5w, enquanto o Joyo tem 20w.

    thiago stteffen

    Dá pra ligar ele numa interface de audio sem microfonar?

    Cara, qualquer amp com loop de efeitos faz isso, é só ligar o send na interface. Eu já fiz isso, fica bacana (mas tem que simular o cab/speaker).

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # nov/17
    · votar


    Segue Review do Maurício Alabama. Impressionante esse ampzinho...



    Kallau
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Me tirem uma dúvida:

    Esse amp é apenas 1 canal, logo não tem como alternar entre clean e drive sem ser pelo potenciômetro de drive, certo?

    Comprando um amplificador valvulado de apenas 1 canal clean, se eu usar um pedal para distorção/overdrive, a válvula terá significância no som? Quero dizer, o som resultante do valvulado clean com um pedal de distorção não valvulado, será algo próximo de um som de distorção valvulado?

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # nov/17
    · votar


    Kallau

    logo não tem como alternar entre clean e drive sem ser pelo potenciômetro de drive, certo?

    Ou então pode usar o potenciômetro do volume da sua guitarra, acho que o eric clapton fazia isso bastante, além de mil pessoas que tocam ao vivo.

    Quero dizer, o som resultante do valvulado clean com um pedal de distorção não valvulado, será algo próximo de um som de distorção valvulado?

    Cara, se tem uma válvula, é valvulado e o som é da válvula. Se vc usa um pedal que não é valvulado pra fazer o drive, então o drive não é de válvula mas o som final ainda pode ter característica de som valvulado mas sem o drive ser de válvula. Tá cheio de pedal por aí que faz drive parecido com o de válvula, acho que todas as marcas de pedal, sem exceção, deve ter um pedal assim.
    Outra coisa importante a ser dita é que é muito comum (eu faço isso) usar o pedal pra aumentar o nível do sinal de entrada e assim saturar a válvula.

    Kallau
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    acabaramosniicks

    Ah, mas como eu toco blues e rock n roll, usar o potenciômetro pra isso não acho que seja a melhor opção, uma vez que alterna bastante.
    Já que gastaria dinheiro num amp, é melhor desembolsar um pouco mais e pegar um com dois canais e opção de footswitch.

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Slash03
    Felipe Stathopoulos

    Prestem a atenção! NÃO é um valvulado, é um amp HÍBRIDO, com uma válvula de pré-apenas. O que não tira os méritos do equipamento, mas não comprem esperando um valvulado.

    Kallau
    Esse amp é apenas 1 canal, logo não tem como alternar entre clean e drive sem ser pelo potenciômetro de drive, certo?

    Tem... Usando o amp no clean, e o drive vem de algum booster... Ou o contrário, usando o amp no ponto de distorção, e usando um pedal atenuador.

    Comprando um amplificador valvulado de apenas 1 canal clean, se eu usar um pedal para distorção/overdrive, a válvula terá significância no som?
    Isso é relativo, já escrevi sobre isso. Vá lá dizer que o pessoal do country, surf etc, está errado por tocar com valvulado clean...

    Quero dizer, o som resultante do valvulado clean com um pedal de distorção não valvulado, será algo próximo de um som de distorção valvulado?

    Tem muitas variáveis nessa conta... Existem pedais e pedais...
    As vezes um vai melhor que o outro num determinado amp, numa determinada situação, para um determinado objetivo...
    Tem som de valvulado? Essa é relativa... TubeScreamer é um puta pedal, talvez a distorção mais famosa e não tem som de valvulado NENHUM, ele apenas busca tal sonoridade, mas sem imitar ninguém... Em seguida pode-se citar o RAT que não tem som de valvulado nenhum e é uma distorção...

    Ah, mas como eu toco blues e rock n roll, usar o potenciômetro pra isso não acho que seja a melhor opção, uma vez que alterna bastante.
    Já que gastaria dinheiro num amp, é melhor desembolsar um pouco mais e pegar um com dois canais e opção de footswitch.


    É curioso que justamente quem mais faz isso é a turma do blues e rock'n'roll... No rock em si, normalmente é drive direto, e no metal é por chaveamento... Caso do Kerry King que tem um booster na guitarra e tal...

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # nov/17
    · votar


    Ah, mas como eu toco blues e rock n roll, usar o potenciômetro pra isso não acho que seja a melhor opção, uma vez que alterna bastante.

    Nossa, nada a ver o que vc tá falando... The Yardbirds, Jimmy Page, Rolling Stones, BB King, Cream, esses são apenas alguns dos grandes nomes do blues e rock n roll onde o Eric Clapton já se afiliou durante sua carreira, dentre tantos outros artistas que também usam a técnica de usar o volume da guitarra pra limpar o som.
    Vale lembrar também que o Slash do guns n roses também usava bastante o Marshall JCM800, que é um amp de um canal só! Jimi Hendrix, usava um Marshall Plexi, um canal só também.
    Já que essa é sua praia, recomendo fortemente os amps Acedo (mais blues) e Pedrone (mais pro rock clássico). Se gosta de um timbre mais nervoso, com mais ganho e talz, o Alien também é uma boa pedida (tenho um desse).

    Lelo Mig
    Membro
    # nov/17 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Double

    Lelo Mig
    Membro
    # nov/17
    · votar


    Kallau

    Amigo, entendi que sua preocupação em saturar pelo volume para obtenção do drive, esta justamente na possivel diferença de volume entre o clean e o drive, né? As vezes ocorre sim e em alguns amplis é dificil achar um ponto limite satisfatório.

    Mas, complementando o que o Ismah escreveu, pense que acionar um footswitch, um booster, um overdrive vai ser o mesmo "trabalho", então não acho que deva ser algo a se preocupar. O resultado destas opções não é o mesmo, e o que mais agradar é o que importa... Mas isso só testando.

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Lendo aqui parece que tu TEM de usar o controle de volume, o que não é verdade... Mas o que não dá é para usar de desculpa para justificar que esse amp não serve por falta de recursos... Existem N formas de contornar os problemas.

    Kallau
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Obrigado pelo feedback, pessoal.

    A minha preocupação é gastar 1000 reais (mercado livre) num amp desse, além de precisar comprar a caixa, sendo que com por volta de 3000 eu compraria um combo da Acedo de mesma potência, como citado acima, que possui mais de um canal e muito mais recursos do que esse amp Joyo.

    Obviamente temos duas formas de pensar:
    1. Indo pelo custo benefício. Essas restrições estão diretamente ligadas com o preço desse bicho, então se o quesito de avaliação é custo, faz sentido usar o volume para controlar o drive em relação à economia.

    2. No meu caso, que com muita certeza vou comprar um amp pra ficar a vida inteira com ele, acho que vale pena esperar mais um pouco juntando grana e pegar um amp em que nessa minha vida inteira de guitarrista medíocre não vou sentir falta de algo a ponto de me fazer precisar de outro amp.

    Lelo Mig
    Membro
    # nov/17
    · votar


    Kallau

    Particularmente, minha unica preocupação, principalmente com amplis (tirando a questão "poder pagar"), é se posso testar

    Sem testar não compro nem Joyo nem Acedo, a não ser, claro, se a grana gasta com eles não fizesse diferença.

    Kallau
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Lelo Mig

    Sem dúvida, só compraria depois de testar e gostar.

    Lelo Mig
    Membro
    # nov/17
    · votar


    Kallau

    O problema que me incomoda na Internet é justamente este. Eu sou de outra geração, quando vejo essa montanha de opções fico que nem criança que o pai esquece na Disneylandia..."tomara que não me achem nunca"...rs.

    É muita coisa bacana, muita opção, muitas possibilidades...

    O foda é comprar "as escuras".... Mas que dá vontade de comprar "um de cada cor"....feito Hot Wheels.....ahh se dá!

    krixzy
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Kallau
    Esse amp é apenas 1 canal, logo não tem como alternar entre clean e drive sem ser pelo potenciômetro de drive, certo?

    Possui 2 canais,

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Dois canais, mas sem chaveamento remoto, o que não ajuda mui...

    SteveRayMorse
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Kallau

    Se o que procura é um amp pra você ter por muito tempo, ou como disse, para a vida inteira, acredito que não é esse carainha aí. Mas realmente parece ser um CxB muito bom.

    Só que se sua vibe é mais blues e rock como disse, eu não pegaria esse cara aí não. Pegaria o que faz o "VOX", "Marshall" ou o "Fender" mesmo.

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # nov/17
    · votar


    Depois de assistir diversos reviews, cheguei à conclusão que gostei demais da proposta da Joyo. Um baita ampzinho danado de sonzera, principalmente o Zombie, mas os outros também são ótimos: Peavey, Marshall, Vox, Fender, espetacular.

    Mas a falta de um footswitch é fatal. Por outro lado, ao invés do bluetooth o amp deveria ter uma entrada auxiliar via cabo.

    Enfim, pra mim não vale a pena, porque uso pra caramba entrada auxiliar e mudança de som limpo para distorção.

    Não foi dessa vez que comprei meu "valvulado" baratinho... :(

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    Mais uma vez... NÃO É VALVULADO esse amp! hehehe

    mudança de som limpo para distorção.

    Nada que deixar o amp numa posição, e usar um pedal como boost, ou como atenuação para chavear...

    krixzy
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    acabaramosnicks
    Cara, qualquer amp com loop de efeitos faz isso, é só ligar o send na interface. Eu já fiz isso, fica bacana (mas tem que simular o cab/speaker).

    É sério isso? não tem risco de danificar o amp ou a interface?

    Ismah
    Veterano
    # nov/17
    · votar


    O amp não, a interface dependendo do nível de sinal, pode saturar o pré, o que em casos MUITO extremos, pode queimar ele por sobre-aquecimento.

    riqueguitar
    Membro Novato
    # 28/jun/19 15:20
    · votar


    só gostaria de saber a diferença dentre as versões desse ampli, eu toco na igreja, timbres com muito delay, reverb, tocamos pop rock porem tambem tocamos grooves que demandam um timbre mais clean, eu tinha pensando na versão "BLUEJAY" que se nao me engano é inspirado no fender, qual voces me aconselham? (minha segunda opção era o vermelho "inspirado no marshall JCM800)

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Amplificador Joyo Zombie